quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Afinal, a gordura faz mal? Considerações sobre a teoria lipídica da doença cardiovascular

A teoria lipídica da doença cardiovascular é parte tão integrante da nossa cultura, do saber médico e do imaginário popular, enfim, do paradigma de saúde vigente, que questioná-la parece produto de ignorância ou picaretagem. Mas, se você chegou a este post lendo todos os anteriores, já está acostumando-se à postura cética com relação aos paradigmas, postura esta baseada intergalmente na lógica e nas melhores evidências científicas disponíveis.

Vencida a etapa sobre a (indiscutível) eficácia das dietas "low carb", o grande motivo que leva nutricionistas e médicos a condená-las é o fato de tratarem-se de dietas ricas em gordura, inclusive gordura saturada. Como a teoria lipídica sugere que a gordura saturada eleva o LDL, e o LDL leva à obstrução das artérias, estas dietas seriam perigosas.

Há alguns bons motivos para crer que esta postura esteja equivocada. Em primeiro lugar, é contra-intuitivo que uma dieta que restringe os carboidratos que nos engordam faça mal para o sistema cardiovascular. Afinal, a obesidade é um fator de risco para doença cardiovascular, bem como para diabetes e sindrome metabólica, que, por sua vez,  também são fatores de risco.
Pode parecer loucura, mas a ideia de que uma dieta rica em gordura faz mal à saúde é oriunda da década de 50, baseada em um estudo epidemiológico repleto de problemas metodológicos, e nunca foi confirmada experimentalmente, não obstante os vários experimentos que foram conduzidos na tentativa de comprová-la.

A ideia de que a gordura na dieta causa doença cardíaca vem de um estudo de 1953 publicado por um fisiologista (sem experiência clínica com pacientes) chamado Ancel Keys. Keys realizou um levantamento de 6 países comparando o consumo de gordura per capita (por país, sem questionários com pacientes) e a mortalidade cardiovascular (em atestados de óbito, sem confirmação de causa). A correlação parecia muito boa - boa demais para ser verdade. Em epidemiologia, não costuma haver correlções perfeitas. Na verdade, Keys omitiu os dados disponíveis para vários outros países na época. Se tais países houvessem sido incluídos na análise, a correlação caía por terra.

O que se sucedeu depois foram vários estudos de restrição de gorduras na dieta com milhares de pacientes e ao custo de bilhões de dólares, alguns mostrando menos e outros mostrando mais mortes.
Em 2001, foi publicada a metanálise (reunião de vários estudos científicos) definitiva, pela Cochrane Foundation. O resultado? Não há nenhuma diferença na mortalidade entre pessoas que restringiram a gordura na dieta e as que não restringiram. Eis os resultados originais:


A conclusão dos autores não deixa dúvida:


Traduzindo: Há pouco efeito sobre a mortalidade (na verdade, os números mostram que não há nenhum efeito).
Apesar de décadas de esforço e muitos milhares de pessoas estudadas, as evidências dos efeitos da modificação de gorduras na dieta sobre a mortalidade cardiovascular são inconclusivas.


A referência do artigo acima é BMJ 2001; 322(7289):757-63

143 comentários:

  1. Estou na metade do livro Good Calories, Bad Calories que trata exatamente disso! Excelente post! Em um princípio, tenho que admitir que limpar os conceitos velhos da minha cabeça me custou MUITO; mas, quanto mais eu pesquisava sobre o assunto, mais convencida eu estava de que o approach paleolítico para a vida em geral era realmente o ideal. Depois de ter passado por veganismo e vegetarianismo, posso dizer que a dieta paleolítica (apesar de eu nao gostar muito de usar a palavra "dieta", pra mim é mais un "estilo de vida") foi a primeira forma nutricional que realmente funcionou comigo. É impressionante a capacidade regulativa que nosso corpo tem quando voce o trata da maneira como ele deve ser tratado!
    Obrigada por traduzir os estudos ao português e permitir que muitos do Brasil tenham acesso a essa informação também!

    Abraços,
    Lyvia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lyvia, Gary Taubes é meu guru, e Good Calories Bad Calories minha bíblia!

      Pra ti, que é ex-vegan e lê inglês, vai aqui um presente:
      http://curezone.com/forums/am.asp?i=1728051

      Excluir
  2. Doutor! Nunca recebí notificação de que o senhor me havia respondido aqui! Por acaso, mandei o link do seu blog pra minha mãe, ela empolgou e saiu lendo todos os posts e me contou! Vou ler o artigo agora, obrigada!
    Ah e graças à sua página, minha mãe e uma amiga já aderiram ao Paleo Diet... vamos dominar o mundo! haha

    Já comento sobre o artigo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh! Incrível o artigo, doutor! Graças a DEUS meu veganismo ou vegetarianismo não duraram tanto tempo (mais do que tudo pela minha paixão por sushi, o que se tornou minha "cheat food" agora... o arroz em si eu descobri que não me afeta tanto, entao uma duas vezes por mês eu me permito. O que sim eu descobrí depois de começar a comer Paleo foi um monte de intolerância que eu nunca soube que eu tinha antes! Derivados do leite, por exemplo, me afetam de distintas maneiras... yogurt (natural, integral) me incha, queijo envelhecido não tanto, leite eu nunca tomei desde criança (talvez minha aversão ao leite desde que me entendo por gente vinha disso!)... se eu tomo azeite de oliva muitos dias seguidos começa a me afetar também (me aparecem umas manchinhas nos dedos)... estranho isso, não? Comentei isso com uma amiga e ela estava admirada de como eu descobrí sozinha exatamente a comida que me estava afetando, mas acho que quando você começa a comer bem, você volta a ter sintonia com seu corpo e aprende a escutar os sinais que ele manda!
      Obrigada de novo pelo artigo e pelo seu trabalho com o blog!

      Excluir
    2. É, artigo incrível mesmo!
      Concordo contigo, é impossível sabermos que somos intolerantes a algo a que nunca deixamos de ser expostos!
      Um dos grandes segredos da saúde é a auto-experimentação. Equivale, penso, a assumir o banco do motorista na sua própria saúde, ao invés de ser apenas o passageiro.
      Obrigado :-)

      Excluir
  3. Bom dia Dr. José Carlos, primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelo blog. É simplesmente maravilhoso. Li praticamente todas as informações contidas nele, aprendi muito. Li inclusive todos os esclarecimentos sobre o assunto dos rins e etc. Entendi tudinho, mas.... sabe como é... Agora eu estou com um quadro de infecção urinária (ardência ao urinar) e umas ferroadas leves na uretra (coisa que nunca senti), mas não fui ao médico, não tenho plano de saúde e no momento não dá pra pagar a consulta. Os sintomas começaram 6ª feira, dia 09/11/12. Estou tomando Pyridium e Amoxicilina por conta. Vou explicar. Há 15 dias iniciei a Dieta Dr. Atkins, termina hoje a fase da indução. Será que por acaso, tem relação? Digamos baixar minhas defesas, por exemplo? Tenho bebido muita água, chás e sucos Clight. Sei lá, preciso saber se tem ou não relação com a mudança dos hábitos alimentares e se a medicação que estou usando está certa.
    Aguardo retorno. Muito obrigada.
    Susanna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Susanna. Com CERTEZA não tem nada a ver com dieta. Não posso prescrever à distância, via internet. Amoxacilina tem um índice de resistência de cerca de 20 a 30% nos dias de hoje, de modo que se vc não melhorar, terá que procurar um médico para tratar sua cistite. É difícil uma mulher que passe a vida inteira sem ter tido uma cistite - apenas coincidiu, ok?

      Excluir
  4. Muito grata estou, por ter ascesso a este Blokc. Correto, é assim mesmo o nosso corpo precisa do seu proprio piloto. Comcordo!

    ResponderExcluir
  5. Para (praticamente) o mesmo efeito, Denise Minger conta uma história diferente, e convincente, sobre Ancel Keys:

    http://rawfoodsos.com/2011/12/22/the-truth-about-ancel-keys-weve-all-got-it-wrong/

    A propósito, o blog - http://rawfoodsos.com/ - é justamente dedicado à análise da "bad science" do veganismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conheço o blog da Denise (não tinha lido na época em que escrevi o post acima), e ela é BRILHANTE. De fato, ela corrige um pouco a história que se conta sobre Keys. Mas permanece válido o fato de que ele é o pai da teoria lipídica, e que foi graças à sua influência pessoal que chegamos à fatphobia.

      Excluir
  6. Doutor sou primo do Luciano Tambosi e estou muito empolgado com a dieta Low carb.

    Porém estou com gastrite e com um problema no fígado e tomando medicação.

    Meu atual médico me receitou Esomeprazol 40 mg de manhã e me proibiu de comer gordura, doces, etc.

    E para o fígado ele receitou FORFIG 100 mg 1 após o almoço.

    Como eu estava com muita indisposição e um pouco de tristeza ele também receitou Dieloft; Meio de manhã e meio após o almoço.

    Fiz uma dieta de 3 meses eliminando, doce, café, refrigerante e outros alimentos que prejudicam o estômago. Contudo engordei e não melhorei o desejado.

    Gostaria de saber qual a sua opinião em começar a dieta Low Carb?

    Desde já muito agradecido.

    Marcio Reis
    idiomas@betterway.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha opinião é, como vc pode imaginar, que uma dieta low carb páleo só irá melhorar todas estas coisas. E, com o tempo, provavelmente vc poderá parar estas medicações. O omeprazol precisará ser parado aos poucos, pois quando se para de uma hora para outra, a produção de ácido, que estava suprimida, retorna mais intensa do que antes. Você provavelmente não cortou os farináceos mas cortou a gordura. Esta é uma receita para engordar. Simplesmente faça o contrário (Zero de farináceos) e mais gordura (a natural dos alimentos).

      Excluir
    2. Doutor eternamente agradecido pela sua atenção, realmente me deixou mais convicto para iniciar essa nova dieta,que vou adotar como novo estilo de vida. Novamente muito agradecido. meu Primo Luciano está muiito empolgando e realmente respirando low carb e fala muita da sua pessoa com uma admiração imensa.

      Excluir
    3. Ola doutor já estou fazendo a dieta low carb por 14 dias estou curtindo muito... na verdade isso nem é dieta por ser deliciosa. Acredito que emagreci aproximadamente 1 kilo e meio.... Estou fazendo academia com acompanhamento profissional e gostaria de perder mais barriga, pois ela está bem grande. Falei com um profissional da área da saúde e ele me indicou tomar Termogênico para queimar esse acumulo de gordura abdominal. O que você acha da ideia?

      Excluir
    4. É, é realmente uma festa para quem gosta :-)

      Acho que o melhor termogênico é uma picanha, seguida de um cafezinho (a cafeína dá uma acelerada na queima de gordura, pouca coisa mas dá). Não confio muito nestes suplementos. Mas ACHO que não fará mal.

      A barriga vai sumir, espere uns 90 dias e vc verá.

      Excluir
    5. Ola doutor já estou fazendo a dieta por 18 dias e perdi 3 kilos... estou muito animado....
      Se eu tomar café expresso com leite desnatado após o almoço, mesmo assim vai acelerar um pouco a queima da gordura?
      Estou usando o leite desnatado pelo problema do meu fígado..... ajuda aluguma coisa?
      Vc tem alguma sugestão para gastrite? É claro evitar o café, mas tá dificil....
      Obrigado até agora!

      Excluir
    6. Apenas lembre de contabilizar as gramas de açúcar do leite no seu total diário. Qual problema de fígado? Se for esteatose (gordura no fígado), a culpa é do açúcar, e não da gordura. Se for para tomar leite, tome integral, que é mais gostoso e, por ter gordura, retarda um pouco mais a absorção da lactose. Para gastrite - dieta páleo LIMPA, isto é, ZERO glúten, ZERO feijões/lentilhas

      Excluir
  7. Olá Doutor, sabemos dos benefícios da gordura, mas, afinal, ingerir mais gordura de propósito dentro de uma dieta low carb acelera a perda de peso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que, para a maioria das pessoas, sim. E o motivo é a saciedade. Se eu como um peito de frango com salada no almoço, sinto fome às 15h. É praticamente só proteína. Se eu como um bife de entrecot com 2 ovos e uma fatia de queijo, só sinto fome na janta.

      Pense na seguinte alegoria: a proteína não é boa fonte de energia, sua função é manter a estrutura do corpo e construir músculos. Os carboidratos são uma fonte energética de curto prazo, como palha - fogo alto, queima imediata, seguida de necessidade de mais palha; a gordura é como um nó de pinho: vc coloca na lareira, e aquilo fica queimando por horas - fonte estável de energia, não precisa reabastecer o tempo todo.

      Excluir
  8. Doutor José, estou seguindo a dieta há quase duas semanas e estou superbem e já não sinto vontade de comer nada com carboidrato, até porque estou me aproveitando das receitas da Maria, do blog "Mais gordura, menos carboidratos" e estou adorando! Porém, há muitas opiniões contrárias na internet e dizendo ser até perigoso continuar a dieta por mais de 2 semanas. Dizem que quando se entra no processo de cetose passa a ser perigoso!!! O que você tem a dizer? Há quanto tempo o sr. faz a dieta? Devo fazer exames de colesterol e glicemia? Posso ter efeitos colaterais? Futuros? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, ao fim e ao cabo, somente vc poderá, com sua inteligência, discernir o que faz mais sentido para vc, e com qual abordagem vc se sente melhor. Neste blog há argumentos científicos que desmentem TUDO o que lhe disseram. Eu, particularmente, sigo este estilo de vida há quase 2 anos, e sinto-me ótimo, e meus exames estão excelentes. Cetoacidose (uma situação que acontece apenas no diabetes descompensado) é perigoso; cetose é uma situação normal e fisiológica na qual TODAS AS PESSOAS se encontram ao acordar pela manhã (por causa do jejum noturno), e simplesmente indica que o corpo está queimando gordura, SÓ isso. Numa dieta low carb, vc queima gordura o tempo todo (pois é o único combustível disponível), por isso a cetose é comum.
      É IMPOSSÍVEL atingir níveis perigosos de cetose (a cetoacidose) por mais low carb que sua dieta seja, ou por mais prolongado que seja o jejum. Apenas a ausência de insulina (diabetes tipo I) pode provocar esta situação.

      Excluir
  9. Olá, doutor! Estou seguindo a dieta há quase duas semanas e estou ótima! Já não sinto vontade de consumir carboidrato e com as receitas da Maria, do blog "Mais gordura, menos carboidratos" ficou muito mais fácil e prazeroso. Porém, estou lendo de tudo e tem muita gente contra essa dieta e que não se deve continuar por mais de 14 dias, pois entra-se no processo de cetose, que dizem ser perigoso; com efeitos colaterais e futuros. O que o sr. tem a dizer quanto a isso? Devo fazer exames de colesterol e glicemia? Qual o problema de tomar um copo de leite de vez em quando, de comer uma manga ou uma porção de grão-de-bico ou feijão, por exemplo? Mais uma coisa: meu marido, com o mesmo tempo que eu, só ganhou peso, por que será? E ele pedala 20 km de bike todos os dias...

    ResponderExcluir
  10. Fernanda, já lhe respondi em outra postagem que não há risco da cetose fisiológica (a que se obtém pela dieta), e que a cetoacidose (esta sim, perigosa) só ocorre no diabetes tipo I. Eu acho que todos deveriam fazer exames antes e depois da dieta, até para verem com seus próprios olhos a melhora dos mesmos.
    Quanto aos alimentos que vc questiona, bem, não são exatamente low carb (tem um teor intermediário de carboidratos) - não que não possam ser consumidos, apenas observe o que ocorre com seus objetivos. Está conseguindo perder peso? Ótimo, mantenha o consumo destas leguminosas e de leite. Não está conseguindo? Remova-os do cardápio. O FUNDAMENTAL é a exclusão de açúcar e grãos (farináceos).
    E, a propósito, vc não estará em cetose consumindo estas coisas - e não precisa estar em cetose para perder peso.
    Quanto ao seu marido: o peso que ele ganhou, será gordura ou massa magra? As roupas estão mais justas ou mais folgadas? Alguém que pratica esportes e começa a consumir uma dieta com mais proteína pode ganhar massa muscular com certa facilidade - a balança NÃO é o principal: é como vc se sente, seus exames, e seu reflexo no espelho.

    ResponderExcluir
  11. Muito legal a maneira como o doutor explica, entendi tudinho!!! rs Então, nesta segunda semana eu ganhei 0,7 g, ou seja, não perdi nada. É normal ou estou consumindo iogurtes e frutas demais? Tomo um iogurte pela manhã e às vezes uma fruta por dia. São as únicas coisas que podem ter carboidrato que estou consumindo, pois os farináceos e os açúcares eu excluí totalmente... E continuo frequentando a academia 3 vezes por semana. O sr. conhece aquele rede chamada Contours? São somente 30 minutos de exercícios, entre aparelhos e aeróbicos, porém intensos. O que o sr. acha? É uma boa? Isso pq não tenho tempo de frequentar uma academia comum... Falei demais! rs Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda:

      Leia: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html

      Não conheço este esquema de academia, mas me parece ok!

      Excluir
  12. Ou será que estou consumindo pouca gordura? Corro risco de o meu corpo consumir meus músculos se não comer gordura? (É isso que dizem na internet... rs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade que ácidos graxos livres no sangue poupam músculos. Ou seja, não restrinja gordura em uma dieta low carb.

      Excluir
  13. Doutor, no meu caso, o LDL está um pouco acima do comum, nada insatisfatório, mas está. Sei que há fatores genéticos que influenciam isso, mas como posso me alimentar para reduzi-lo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não me preocuparia em reduzir o LDL (que, aliás, é apenas estimado, e não medido, por uma fórmula que o superestima quando a pessoa faz low carb). Preocupe-sem em aumentar o HDL (comendo mais gordura) e diminuir os triglicerídeos (comendo menos carbs).

      Excluir
  14. Bom dia, dr.! Esqueci de comentar sobre meus intestinos... rs Bom, meus intestinos nunca funcionaram bem. Dependo de laxantes já há alguns anos. Já tentei muitas dietas cheias de fibras, água e exercícios, mas nada funcionou até hoje. Pensei que com uma dieta gordurosa meus intestinos funcionariam, mas também não. O dr. tem alguma dica pra mim? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil, pois vc já tentou as coisas que normalmente eu indicaria. Talvez vc precise da ajuda de um gastro/procto. Abacate sempre funciona para mim, mas isto sou eu.

      Excluir
  15. Dr. Preciso eliminar 20kl, estou fz a Dieta cetônica 20 carbs. Quantas Calorias preciso ingerir para, garantir o emagrecimento?

    Li os seu artigos, mas e tudo muito novo de tudo que aprendemos, então realmente tenho essa dúvida. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada: leia o resto do blog - a ideia é justamente NÃO contar calorias. Sua fome é seu guia, assim como sua sede determina quanto água beber

      Excluir
    2. Muito Obrigada!

      Excluir
  16. Bom dia! O doutor poderia me indicar uma marca confiável de shake de proteína? Tomo só quando treinar e depois do treino? Obrigada!

    ResponderExcluir
  17. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/whey.html

    Costumo usar o Preformance Nutrition, não é tão caro e é zero carbs

    ResponderExcluir
  18. Oi doutor, iniciei a dieta há uma semana, perdi 1 kg e estou me sentindo muito bem , saciada e disposta a me exercitar, gostaria de saber sua opinião sobre o vinho tinto, o senhor o recomendaria uma taça no almoço ou na janta diariamente? Obrigada pelas informações disponibilizadas! Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  19. Não "recomendo" álcool, mas, dito isso, uma taça de vinho tinto é uma boa opção. A organização mundial da saúde recomenda ao menos 2 dias de abstinência por semana.

    Sent from Galaxy S3
    [image: DISQUS]

    ResponderExcluir
  20. Doutor, fiquei assustado agora, estou fazendo essa dieta a um mês e meio e já perdi quase 7 kilos, estava muito contente e me sentindo muito bem, até fazer um exame de sangue e constatar o seguinte resultado: colesterol total 235, HDL 50, LDL 164 e VLDL 21!!! Tenho feito a dieta corretamente, apenas não estou fazendo exercicios, tenho 38 anos 1,76 de altura e peso atualmente 84 kilos, o que pode estar acontecendo? Devo abandonar a dieta ou apenas diminuir a gordura na alimentação, sendo que cortei totalmente o açucar e os carboidratos. Fábio

    ResponderExcluir
  21. Olá Dr. Souto tudo bem?

    Bom,estou com um problema conheci uma pessoas que fez a retirada da vesícula e pelo que li a bílis é responsável pela digestão da gordura...então eis a pergunta essa pessoa pode fazer lowcarb,já que a ingestão de gordura é gde?

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  22. Quem retira a vesícula continua tendo bile, a diferença é que esta bile é liberada de forma menos eficiente durante ingestão de gordura. Basta ir aumentando a gordura na dieta aos poucos, que o corpo se adapta.

    Sent from Galaxy S3
    Em 14/04/2013 19:58, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  23. ORIAS DOS SANTOS CAMARGO6 de junho de 2013 10:36

    Bom dia Doutor Souto
    Hoje fazem 10 dias que eu e minha filha inciamos o MR do emagrecer de vez.
    Estamos nos sentindo bem, sem sentir falta dos carboidratos.
    Não tenho costume de comer pela manhã, mas em meu escritório consumo muito café(com adoçante) isso pode interferir em perder peso, o fato de não consumir proteínas e gorduras pela manhã?
    A maionese tipo (Hellmans ou outras) pode ser misturada em uma salada?
    Posso consumir creme de leite?
    Essas são algumas dúvidas, pois no livro emagrecer de vez não nos detalha, e como ouvi o podcats sobre carboidratos e o Sr. citou seu blog decidi lhe perguntar.
    Obrigado
    Orias

    ResponderExcluir
  24. Olá!

    Sobre adoçantes, leia: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/adocantes-e-rotulos.html Eu acho que o objetivo no longo prazo deve ser abandonar os adoçantes (ou usar pouco e só de vez em quando) - mas segue sendo muito melhor do que açúcar. Pense em adoçantes como pensa em adesivos de nicotina para alguém que larga o vício do cigarro - como uma ajuda temporária. Se você sente fome pela manhã, coma. Se não sente fome, não coma.

    A maionese pode ser misturada na salada; infelizmente, é feit com óleo de soja. Pesquise no blog a receita da Patrícia Ayres de maionese caseira com azeite de oliva e manteiga

    Pode consumir creme de leite - nata é ainda melhor.


    Em 6 de junho de 2013 10:36, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  25. Olá, gostaria de uma análise sobre esse post: http://sonhandofitness.com.br/dieta/por-que-abandonei-a-low-carb/?fb_source=pubv1

    Eu acompanho esse blog desde que sigo a low carb. Agora estou com medo. Seguir low carb é ou não saudável, afinal? To doida para fazer meus exames de sangue!!!

    ResponderExcluir
  26. Olá Camila.

    Faça os seus exames.

    Dê uma olhada neste blog: http://claudiafitblog.blogspot.com.br/

    E leia:
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-i.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-ii.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-iii.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/colesterol-iv.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/colesterol-v-causa-e-efeito-versus.html



    Se ainda assim permanecer dúvidas... não sei mais o que te dizer!!

    ResponderExcluir
  27. Mauro Palhares Junqueira Leite26 de julho de 2013 09:29

    Existe um vídeo do Dr. Lair Ribeiro no You Tube, onde ele afirma que existe um protocolo para eliminar as pedras da vesícula sem cirurgia e que Não adianta tirar a vesícula, pois as pedras, em sua maioria, acumulam-se no fígado e não na vesícula e a retirada da vesícula não elimina as pedras do fígado.
    Eu tenho cálculos biliares e não tirei a vesícula. Desde que me tornei paleo, nunca mais tive uma crise. Não pretendo retirar a vesícula.

    ResponderExcluir
  28. Fábio, você conseguiu alguma resposta? Fiquei receoso agora com a dieta devido ao seu caso. Você conseguiu melhorar o seu Colesterol?

    ResponderExcluir
  29. Fábio, como eram seus índices antes?

    ResponderExcluir
  30. A midia de novo: http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/08/gordura-saturada-em-excesso-afeta-o-cerebro-e-pode-diminuir-saciedade.html


    Para tentar tornar "legitimo" o que falam, citam um estudo da Unicamp com 22 pessoas (mas não dizem qual é o estudo) ...

    ResponderExcluir
  31. Olá Dr. Souto, estou vendo agora no UOL uma materia sobre mitos relacionados ao Colesterol. Um deles é esse aqui: "Gorduras
    saturadas têm grande impacto sobre o aumento dos níveis de colesterol. VERDADE:"Nós absorvemos metade do colesterol que ingerimos na dieta. A absorção de gordura saturada tem efeito direto sobre as taxas de colesterol, e o consumo de gordura trans, além de aumentar este índice, ainda diminui os patamares do bom colesterol. Por isso, entendemos que estas duas gorduras são muito prejudiciais", diz a nutricionista Vanderli Marchiori. A colega Natana Martins completa dizendo que são gorduras inflamatórias e que comprovadamente aderem às paredes de vasos e artérias, aumentando os riscos de doenças coronarianas". O que vc respoderia para essas 2 nutricionistas? Obrigada, Tatiana. (Segue o link da reportagem caso queira passar nervoso: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/08/08/cerca-de-40-dos-brasileiros-tem-colesterol-elevado-veja-mitos-e-verdades.htm

    ResponderExcluir
  32. Prezada Tatiana, eu diria que o papel aceita qualquer coisa. Elas não citam os estudos científicos. Dizer, qualquer um pode dizer qualquer coisa. Eu apresento os estudos científicos. Para se contrapor ao que eu escrevo, é preciso encontrar estudos científicos prospectivos e randomizados com resultados diferentes (dica: eu já procurei, e não existem). Esta postagem que você está comentando é um exemplo. Quer mais:

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/01/dieta-de-baixo-carboidrato-portanto.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/03/video-explica-dieta-de-baixo.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-i.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-ii.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-iii.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/08/dr-drauzio-varella.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/08/restringir-gorduras-ou-carboidratos-o.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/09/novo-estudo-comprova-que-as-dietas-low.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/11/gordura-saturada-revista-mens-health.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/01/scientific-american-carboidratos-e-nao.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/03/dieta-pobre-em-gorduras-mais-derrames.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/03/gordura-vegetal-versus-gordura-animal.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/06/gordura-saturada-nao-merece-sua-ma.html


    As nutricionistas em questão estão apenas recitando a cartilha que aprenderam na faculdade e anotaram em seus cadernos para passar na prova. Neste blog, examinamos ciência de verdade, e não senso comum e conversas de bar. Sem contar que há erros factuais na reportagem. Nós NÃO absorvemos quase nada do colesterol da dieta, e isso é sabido há mais de 50 anos! Este nível muito primário de discussão, entre quem sabe em quem não sabe, é perda de tempo. Há autores que têm uma abordagem diferente da minha mas que respeito pois fazem sua análise em cima da literatura científica. Já estas nutricionistas citadas na reportagem trabalham num nível de conhecimento abaixo do nível universitário (estão no nível do livro escolar da minha filha de 10 anos).

    ResponderExcluir
  33. Olá Dr. Souto! Como escrevi em outro post, comecei a ler o blog hj e como ele é bem extenso não encontrei ( ainda) respostas a todas as minhas dúvidas.
    Outra dúvida que tenho é sobre os hormônios e antibióticos utilizados em larga escala na pecuária e avicultura. O senhor fala que carnes podem ser utilizadas em qualquer quantidade na dieta low carb. Gostaria de saber sua opinião sobre os efeitos dos hormônios e antibióticos sobre a saúde de uma pessoa que consumirá essa dieta por longo período de tempo.

    ResponderExcluir
  34. Se fossem plantas, o problema seriam os pesticidas. Devemos procurar os alimentos de melhor procedência, mas não podemos deixar o ótimo ser inimigo do bom. A carne mais cheia de hormônio será sempre melhor do que o trigo mais integral. Em outras palavras, uma versão inferior de algo inerentemente bom não ficará pior do que uma versão superior de algo inerentemente ruim. Cabe a cada um julgar quanta energia e dinheiro irá dedicar à busca da qualidade, seja nas carnes, seja nas plantas.
    Em 18/08/2013 18:59, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  35. Obrigado por responder tão rápido. A "relação custo- benefício" é extremamente mais vantajosa mesmo que a carne contenha hormônios e o trigo não tenha sofrido nenhuma alteração genética. Realmente é difícil readaptar a mente a dogmas tão amplamente difundidos como o senhor mesmo disse. Na época de faculdade( sou médico veterinário), foram várias aulas alertando para os efeitos deletérios dos hormônios e antibióticos na alimentação humana. Conheci colegas que se tornaram vegetarianos por causa dessas aulas. Eu reduzi drasticamente meu consumo de carne vermelha e nunca mais comi pele de frango. Mas meu peso e consequentemente pressão arterial só aumentaram. Claro que o consumo de outras fontes alimentares insalubres inversamente aumentou( refrigerantes, doces, pães, etc...)
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  36. Não li AINDA, mas se eu fosse veterinário, leria correndo: http://www.amazon.com/gp/aw/d/0916764060/ref=mp_s_a_1_1?qid=1376865823&sr=8-1&pi=AC_SX110_SY190 Em 18/08/2013 19:41, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  37. Obrigado pela dica! Vou procurar saber se algum dos meus colegas tem esse livro.

    ResponderExcluir
  38. Duvido. É um livro dos anos 1950. Tá bem barato na Amazon.
    Em 18/08/2013 19:49, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  39. Olá Dr. Souto. Primeiramente parabéns pelo blog, estou maravilhado pelas informações...e em apenas uma semana venho praticando a LCHF, sinto que estou melhor fisicamente e sem a dependência de doces e carbos, mesmo porque sou diabético. Ma tenho uma dúvida minha nutricionista pediu para tomar um composto manipulado com ORLISTAT (XENICAL) que diminui a absorção da gordura no corpo. Continuo tomando ou paro?

    ResponderExcluir
  40. NUNCA, NUNCA, NUNCA. Imagina você fazendo low carb HIGH FAT e tomando Xenical??
    1) você terá uma diarreia inesquecível e incontrolável.
    2) você estaria fazendo o CONTRÁRIO do que está se propondo!! Você QUER absorver a gordura, com todas as vitaminas lipossolúveis que vêm junto (vitaminas A, D, E, K e K2), além de outras substâncias benéficas. Se você bloqueasse a absorção de gordura, viveria de quê?? Afinal, você não cortou os carboidratos?

    É óbvio que sua nutricionista não tem NENHUMA noção do que falamos aqui - está presa ao paradigma das calorias - absorvendo menos gordura, você corta calorias. Mas é importante que VOCÊ entenda porque isto está completamente errado!! Em LCHF, nosso corpo usa calorias de gordura para se manter, e a gordura e a proteína são saciantes e não elevam muito a insulina, e isso permite que você use a SUA própria gordura como fonte de energia e perca peso SEM fome. Xenical é uma abominação cuja ideia é o OPOSTO. Em uma dieta low fat e high carb, já restrita em calorias (ou seja, COM FOME), a pessoa tomaria o xenical para bloquear a absorção da pouca gordura que já está comendo. Assim, você deixa seu corpo ainda mais desnutrido - e perderá peso por desnutrição - e COM fome, e COM diarreia (por causa da gordura não digerida nas fezes), e COM gases - e, OBVIAMENTE, não poderá manter isso no longo prazo, e ganhará tudo de novo, com juros, quando desistir de viver dessa forma miserável.

    LCHF significa deixar seu corpo nutrido com comida de verdade (e deliciosa, e com a gordura natural), de modo que seu apetite diminui naturalmente, e você reduzirá o consumo calórico SEM perceber e SEM contar calorias, como todos os animais fazem, e como a espécie humana sempre fez até 50 anos atrás.


    Em 22 de agosto de 2013 08:08, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  41. Muito obrigado pelos esclarecimentos Dr., Xinical nunca mais!!! rs

    ResponderExcluir
  42. Regiane Afonso Ramos27 de agosto de 2013 10:55

    Dr. Souto...onde encontrar a Nata? Não acho em mercado nenhum...qual sessão costuma ficar?

    ResponderExcluir
  43. Olá Doutor, eu estou fazendo a dieta low carb, e sem dúvidas ela funciona, entretanto a dieta que eu aderi foi a Dieta Dukan, logo low carb e low fat. Vejo resultados e estou me sentindo bem, tirando a queda de cabelo e o ciclo menstrual desregulado. Mas acho a dieta difícil e monótona já que se corta praticamente todas as gorduras. Estou pensando em aderir à dieta LCHF. Entretanto, estou amedrontada com a idéia de adicionar gorduras à dieta e engordar. Você acha que passar de uma dieta low carb e low fat pra uma somente low carb, atrapalharia minha perda de peso? Obrigada.

    ResponderExcluir
  44. Camila, você está provando para si mesma que LCLF é um desastre - queda de cabelo, irregularidade menstrual = desnutrição.

    Leia http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/07/low-carb-e-diabetes.html
    Nesta postagem, há uma parte assim: " - TODOS os estudos prospectivos e randomizados e TODAS as metanálises são unânimes em afirmar que a gordura da dieta não está relacionada ao risco de doenças cardiovasculares. Se você é novo neste blog, clique aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, e aqui."

    Clique e LEIA cada um dos "aqui's". Se depois disso você ainda tiver medo da gordura, não penso que possa lhe ajudar - não há quantidade de argumentos que supere uma fobia. É como dizer para alguém que tem medo de elevador que "é seguro" - não adianta. Ou então, vc terá que acreditar em mim. Em mim não, na ciência que estou lhe mostrando, ok?

    Em 29/08/13, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  45. Dr, a afirmação "O cérebro ainda mantém uma certa necessidade pela glicose, porque os corpos cetônicos somente na mitocôndria podem ser quebrados para fornecer energia, e os axônios das células cerebrais estão muito longe da mitocôndria.[carece de fontes?]", está no Wikipédia e foram sinceros em dizer que carece de fontes. Mas pode existir um fundo de verdade nisso? Qual argumento quebraria essa afirmação?

    ResponderExcluir
  46. Mas é verdade. Só que ninguém disse que a glicose precisa ser ingerida. Em cetose, o cérebro ainda precisa de 50% de glicose. Mas o fígado produz isso sem nenhuma dificuldade.
    Em 30/08/2013 21:08, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  47. Afirmação um pouco "Ateísta", não é?

    ResponderExcluir
  48. Sim, porque eu sou.
    Em 01/09/2013 17:03, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  49. Em SP, tem no Sonda, perto dos cremes de leite gelados.


    ______
    42

    ResponderExcluir
  50. Boa Tarde!!
    Doutor, a uma semana aderi a dieta lowcarb, estou me sentindo muito bem muito disposta e animada. Porém tenho duvidas pq a tres anos eu fiz uma cirurgia bariátrica ( fobi capela) então quando como gordura tenho diarréia. Preciso evitar a gordura? Posso continuar a dieta?

    ResponderExcluir
  51. Mariana, tente aumentar BEM aos poucos


    Em 10 de setembro de 2013 15:11, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  52. Olá dr. comecei a pouco tempo a seguir o blog e o estilo de vida, e hoje passei só pra avisar que

    os links de "aqui" não estão funcionando, e eu gostaria de ve-los tambem,

    obrigada por tudo!

    ResponderExcluir
  53. Valéria, é para ir na postagem referida (http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/07/low-carb-e-diabetes.html) e procurar os "aqui's" lá.

    ResponderExcluir
  54. Doutor, tenho rins policísticos e fui orientado pelo nefrologista a reduzir o consumo de proteína (carne vermelha) e alimentos industrializados, especialmente os que contêm muito sódio e fósforo.

    Posso seguir uma dieta low carb páleo?

    ResponderExcluir
  55. Sim, low carb não é uma dieta de alta proteína. É uma dieta de poucos carboidratos e mais gorduras saudáveis.


    2013/9/26 Disqus

    ResponderExcluir
  56. Doutor, seu blog encaixou justamente com o que estava lendo no Pubmed.
    Parabéns pela iniciativa, uma vez que a dieta tradicional é problema de saude pública.
    Iniciei minha RA com a Paleo e os resultados para gastrite foram excelentes.
    Estou ingerindo cerca de 25 ovos por semana sem medo. Confio nas evidências contundentes que você posta.
    Eu pratico esportes, e gostaria de saber a quantidade de Carbo recomendada por dia, para quem quer uma perda de gordura corporal sutil por semana (cerca de 300g), não tenho pressa.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  57. Olá!

    Há que fazer auto-experimentação. Eu tentaria ficar abaixo de 100g.

    Vc é médico?


    Em 29 de setembro de 2013 20:01, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  58. Olá !
    Não, sou professor de educação física.
    Sou muito interessado pelo tema (emagrecimento) e fico lendo os papers com métodos mais adequados à questão.
    O problema que encontro, que você também deve encontrar, é que a maioria das pessoas não está preparada para receber tal informação. (limitar carbos e ingerir gordura animal para emagrecer).
    Outro dia, disse que comi um frango de padaria (com pele, é claro!) e acharam que eu era louco. rs
    Enfim, com restrição de carbos, pensei que minha performance nas lutas de Jiu-Jitsu que pratico, iriam cair por estar possivelmente com menos glicogênio intramuscular, mas me senti ótimo, com o mesmo condicionamento de sempre.
    Fiz um teste de Cooper simples, e o VO2max aumentou sensivelmente.
    Acredito porque não faço os clássicos aeróbicos intermináveis, e sim tiros. (ex: 6 séries de 400m).
    Mas, como sou de uma família de obesos, fui criado com açúcar e hoje sinto falta, sou dependente ! :-(
    Mas, a vida é mais doce sem açúcar ! :-)
    Muito obrigado por me fazer sentir menos sozinho !

    ResponderExcluir
  59. O que percebi dr, é que estando limitando carbos e querendo ficar saciado, a dieta ficou rica em proteína. (o meu caso pelo menos), mesmo explorando livremente os vegetais.

    ResponderExcluir
  60. O alerta é apenas para não comer um monte de ambos (gordura e carbs). Dito isso, banha será sempre melhor que óleo de soja, com ou sem carbs. Para adultos que resolvem comer high carb, eu recomendo que façam low fat. Não pode fazer high carb, high fat. Mas, para quem come páleo, e come, digamos, 100-150g de carbs por dia (o que é low carb em relação à dieta normal das pessoas), deverá comer estes carbos com gordura.


    Em 30 de setembro de 2013 11:55, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  61. Só cuidar para não buscar ativamente coisas magras (exemplo, peito de frango). Um ovo é 2/3 gordura, a não ser que vc tire a gema.


    Em 30 de setembro de 2013 00:09, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  62. Ricardo, não quer divulgar seus dados profissionais no blog?


    Em 30 de setembro de 2013 00:02, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  63. Ok, entendi. Obrigada :)

    ResponderExcluir
  64. Olá Dr souto, aqui em casa mudamos o oleo vegetal para banha de porco, no meu caso o meu colesterol total saltou ldl aumentou e trigliceries tbm os dois ultimos está no limistrofe , queria saber se uma pessoa começar a comer gordura e come carnes saladas e arroz integral e de vez em quando toma um café com açucar, pode alterar o colesterol?
    Fabiano, Araçatuba/sp

    ResponderExcluir
  65. Comer gordura, só cortando carbs.
    Comer carbs, só cortando gordura.


    Em 9 de outubro de 2013 21:12, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  66. Boa noite dr, queria saber se tem algum problema em consumir apenas proteínas magras como peito de frango ?

    ResponderExcluir
  67. Boa noite dr, dr então esta errado inserir proteína magras como peito de frango mesmo assado na manteiga ?

    ResponderExcluir
  68. Se for algo magro, coloque gordura junto

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 17/10/2013 22:06, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  69. Dr boa noite , queria saber se esta errado só inserir proteínas magras ,pois eu faço isso a 6 meses só oquemeu como é peito de frango,ovos,

    ResponderExcluir
  70. Ovo é 65% gordura. Eu não recomendo tentar comer proteínas sem gordura.
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 17/10/2013 22:20, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  71. Boa tarde Doutor e moderadores.
    Gostaria de receber informações sobre a gordura no fígado, ela é decorrente de que? a dieta Paleo pode piorar o quadro?
    Faço essas perguntas porque minha esposa aderiu a dieta, mas ela possui esse problema e ela está com medo de agravar o quadro.
    Abraços a todos

    ResponderExcluir
  72. A gordura no fígado é decorrente do excesso de carboidratos. Eu ainda não encontrei nenhuma coisa que se agrave com uma dieta saudável.


    2013/10/31 Disqus

    ResponderExcluir
  73. Eu estou lendo e relendo o blog de ponta cabeça! Quando comecei eu não acreditava muito, pq achava que gordura faz mal. Comprei o livro Barriga de Trigo, e tive mais informações que me encorajavam a comer gordura. Venho de uma longa Reeducação alimentas, e quase 8 meses depois voltei a engordar e entendi o pq no post " Porque comer menos não funciona". Minha dieta era super equilibrada, totalmente low fat. Por mais que eu me alimentasse bem, pelo menos eu achava que sim, vivia com fome, e fraca. Já tinha cortado o glúten, mas continuava consumindo o mesmo tanto de carboidratos, então nesse último mês, sem atingir meu objetivo de peso e voltando a engordar passando fome resolvi apostar em tudo o que li aqui, e no livro e em outras fontes que tenho encontrado. Comecei semana passada, completa uma semana amanhã. Tirando os 2kg que já perdi (comendo BEM e a vontade, coisas deliciosas) me sinto extremamente mais ligada! Minha cabeça parece estar funcionando a todo vapor! Até coisas que eu lia aqui antes e não entendia nada, agora são tão claras. O foco no trabalho melhorou 100%, não estou ficando mais fraca, e ontem treinei (um treino consideravelmente pesado) com pouquissimo carbo de frutas que comi antes (1 ameixa, uns morangos e alguma porção de banana que estava em um cookie Paleo que fiz) Sem fome, mais disposta. Achei que ia ficar com prisão de ventre, me baseando nos relatos que já li condenando dietas lowcarb, mas eu melhorei até nisso. Minha consideração sem nenhum embasamento teórico, só pela minha micro experiência, é de que gordura não faz mal, e pelo visto faz bem. Fui pesquisar sobre os benefícios, mas ainda encontro muita condenação. A gordura de fato tem efeito positivo sobre o cérebro? Ou estou delirando? Li em alguns desses artigos que faz mal. Li isso em alguns lugares: "A gordura saturada causa danos aos neurônios responsáveis pelo apetite. Para ficar satisfeito com menos comida, recomendação é ingerir mais fibras. " MAS EU ME EMPANTURRAVA de carne magra e fibras e vivia com fome! Agora como um pedacinho de queijo e fico saciada. Apesar de ainda estar confusa, já estou apaixonada pela minha escolha! Obrigada por dividir tanta informação!!!

    ResponderExcluir
  74. Olá Mari,


    Não é só vc que sente um 'up' geral! Diria que, todas as pessoas que fazem páleo/LCHF vêem grandes melhoras na saúde.
    Como vc comprovou, existe pouca coisa na mídia que é favorável às boas gorduras (óleo de coco, banha, manteiga, azeite, gordura natural das carnes, ovos, etc.).
    Obrigada pelo relato!

    ResponderExcluir
  75. Prezado doutor,

    Tenho feito uma dieta low carb há 15 semanas, na verdade zero carb nas duas últimas. Emprego a proporção de dois gramas de proteína e um grama de gordura por quilo de peso corporal. Perdi 8 quilos e reduzi 5cm de cintura nesse período. O meu objetivo é baixar o percentual de gordura corporal enquanto mantenho massa magra. Sou praticante de musculação. Faço um dia de consumo de carbos na semana (sábados). Essa proporção de macronutrientes está correta, ou posso mudar para aumento da eficácia da dieta?

    Muito agradecido,

    Prof. Fabio

    ResponderExcluir
  76. Fábio, eu não meço nada. Como comida de verdade quando estou com fome. No pós-treino, Whey. É isso, é simples! Parabéns pelos resultados.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 05/12/2013 21:48, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  77. Obrigado, doutor. A minha preocupação é comer proteínas demais e gorduras de menos. De suplementação eu tenho tomado apenas creatina sem carboidratos simples, que é o protocolo mais comum.

    ResponderExcluir
  78. Isso só vai acontecer se você tentar fazer de propósito: peito de frango seco com salada verde, omelete só de claras, etc. Se comer coisas normais e gostosas, fará o certo.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 06/12/2013 20:03, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  79. Então, por questões de gosto pessoal, a única parte do frango que eu gosto é o peito, mas SEMPRE acompanhado de bacon, ovos ou queijo amarelo, ou todos esses juntos... :)

    ResponderExcluir
  80. Ou seja, 2/3 gorduras em calorias. Isso aí, garoto!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 06/12/2013 20:33, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  81. De tudo o que já testei na dieta, nada sacia mais do que banha de porco. Uma colher de sopa para preparar a proteína do almoço e a fome desaparece por várias horas, várias mesmo.

    ResponderExcluir
  82. Dr. Souto,
    O sr. aconselha revesar as gorduras? De tempos em tempos usar só 1 ou 2 tipos..ou misturando elas ao mesmo tempo?
    A Banha de porco pode ter muito Ômega 6, então seria melhor não abusar muito dela né?
    Como o sr. aconselharia usar e reversar entre as gorduras ôleo de côco, manteiga, banha de porco e azeite?

    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  83. Nunca pensei nisso. A melhor gordura é, sem dúvida, a de coco.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 06/01/2014 04:55, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  84. Doutor Souto,

    Minha mãe é magra, tem 55 kilos, 170 cm e 60 anos. Sua dieta é a mesma há anos: café com açucar de manha e de tarde e pão. No almoco, arroz, feijão e alguma carne. Ela tambem gosta muito de frutas, mas nao come todos os dias. O problema é que o colesterol dela é alto e o médico receitou remédio e alegou que o fígado dela produz esse colesterol. Seu colesterol é em torno de 250. A dieta adequada seria a low carb? Por que ela possui esse colesterol alto e é magra? Ela não come nenhum tipo de doce, a nao ser a acúcar no cafe. Carboidrato só arroz e pão de manhã e de tarde.

    ResponderExcluir
  85. Detalhe: Ela nao come gordura! So leite desnatado, margarina (esse lixo) etc..

    ResponderExcluir
  86. Paleo é adequado para toda a humanidade. 250 não é muito alto para uma mulher de 55 anos. Os marcadores que realmente importam são hemoglobina glicada, HDL, triglicerídeos.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 13/01/2014 22:01, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  87. Fica claro que essa dieta não presta. Por favor, se queiram saber sobre nutrição verdadeira, e maior estudo já conduzido sobre a mesma em toda a história da humanidade leiam: http://www.amazon.com/The-China-Study-Comprehensive-Implications/dp/1932100660/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1390345575&sr=8-1&keywords=the+china+study

    ResponderExcluir
  88. Olá, treino pesado meu objetivo é ganhar muita massa magra minha dúvida é não é o carb que da energia e ajuda os musculos juntamente com a proteina crescerem? Como aumentarei a massa sem carb?

    ResponderExcluir
  89. http://claudiafitblog.blogspot.com.br

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 21/01/2014 21:19, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  90. Olá Elisa,

    é preciso entender que a gordura, do ponto de vista metabólico é nula. Ela não eleva a insulina. E com insulina baixa é impossível acumular gordura. Essa gordura que comemos NÃO é a que se acumula.

    Reduzindo os carboidratos o corpo vai queimar gordura. São os carboidratos os principais responsáveis pela elevação da e insulina. Quanto mais baixa a insulina mais difícil será estocar calorias no tecido adiposo. SEM insulina é IMPOSSÍVEL armazenar gordura.

    A gordura não tem carboidratos e por isso não aumenta os níveis de insulina. Você tem energia sem ter estocagem no tecido adiposo. Fora que a gordura sacia rápido! E automaticamente, com o tempo comemos menos. Veja, ninguém consegue comer uma barra de manteiga, mas consegue comer 2, 3 ou até mais pães, ou vários brigadeiros.

    Essas contas de “ingestão X gasto” é coisa de contar calorias, e isso já vimos que não funciona... http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/falacia-original-tudo-depende-do.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/por-que-comer-menos-nao-funciona.html

    "O tecido gorduroso não é um depósito de calorias no qual
    o excesso é estocado para ser utilizado um dia no futuro quando houver uma situação emergencial de fome. Trata-se de um tecido metabolicamente ativo, no qual a deposição e mobilização da gordura ocorre de forma contínua, independentemente do estado nutricional do animal. O acúmulo ou perda líquida de gordura neste sistema depende de alterações no equilíbrio entre deposição e mobilização, ou seja, do equilíbrio entre estímulos que favorecem a deposição
    versus aqueles que favorecem a mobilização." http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/regulacao-do-tecido-adiposo.html


    “Dentro da normalidade, nossa insulina aumenta após uma refeição, fazendo com que a gordura seja estocada nas células adiposas e obrigando o uso dos carboidratos (açúcares e amidos) como fonte de energia, impedindo assim a elevação do açúcar no sangue. “http://lowcarb- paleo.blogspot.com.br/2011/12/hiperinsulinismo-e-obesidade.html

    "Tentar curar um obeso restringindo a ingesta calórica é como tentar curar o diabetes, com sua quantidade excessiva de urina, restringindo a ingesta de água - pense nisso." http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/estamos-negando-termodinamica.html

    Documentário fat heat (atenção para a 7ª parte) http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/search?updated-min=2012-01-01T00:00:00-02:00&updated-max=2013-01-01T00:00:00-02:00&max-results=50

    ResponderExcluir
  91. elisa leal de moraes29 de janeiro de 2014 22:46

    Obrigada, Patrícia! Estou no terceiro dia e venho sentindo a saliva um pouco doce, significa alguma coisa? Ah, outra pergunta, li os posts sobre os jejuns, e fiquei na dúvida como fica o funcionamento do intestino após/durante o jejum...não desregula? Obrigada novamente (desculpe se estou repetindo perguntas de outros leitores, mas são tantos comentários que não dou conta de ler!!!)

    ResponderExcluir
  92. Doutor, sou praticante de low carb há 1 mês. Faço o dia do lixo e não pretendo abrir mão, assim como também faço jejum de mais de 24h umas 2x na semana.

    Dúvida: seria melhor fazer jejum 1 dia antes ou 1 depois do "dia do lixo"? Algum dos dois seria mais eficaz para "engordar menos"? Geralmente faço depois e tem dado certo, não engordo, pelo contrário. E olha que como MUITA besteira nesse dia hehe.

    ResponderExcluir
  93. Um dia depois, com certeza

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 30/01/2014 08:54, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  94. Saliva doce nunca ouvi falar, nem sobre intestino desregulado por conta do Jejum!

    ResponderExcluir
  95. Olá Dr. Souto!
    Estou com dúvidas em relação ao LDL. O aumento do LDL em pessoas que praticam uma dieta lowcarb é "irrelevante"?
    Qual seria então um marcador confiável de doença cardiovascular para lowcarbers?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  96. Oi Dr, como sabe sou hiv positivo, estou revirando o blog e criando coragem para ingerir gorduras ....hahahha Minha duvida e, um dos medicamentos que tomo aumenta o colesterol , por causa disso tomo medicamento prescrito pelo meu infectologista . Desde que cortei o gluten e trigo meu colesterol caiu draticamente, mas apesar dos triglicerideos sempre estarem na normalidade ele nao retirou o medicamento.(do colesterol)
    Bom, adotando a dieta paleo , meu receio e que meu colesterol suba. Isso e possivel ou meu organismo reagira como o de uma pessoa normal,

    ResponderExcluir
  97. Para 80% das pessoas, o perfil lipídico MELHORA com uma dieta rica em gordura e pobre em carboidratos. Bata testar.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 08/05/2014 23:22, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  98. Claudia Peres Leal17 de maio de 2014 09:48

    Ola doutor! estou fazendo a dieta low carb a 3 semanas. Tenho 45 anos. Tenho DH. Li sobre a dieta e estou realmente muito feliz .Sou uma pessoa muito ativa /Pratico crossfit todos os dias/. Tenho muito mais energia, deixei de dormitar a tarde,durmo bem a noite /tinha insonia/ ,estou mais alegre e positiva. Perdi 2 kilos de gordura, vejo a massa muscular, efim....... minha vida mudou drasticamente para muito melhor . Mas o fantasma do colesterol me assombra. E que em minha familia todos temos colesterol alto. antes de comecar a dieta o meu total ja estava em 220. LDL 151,HDL 56. Sei que existe toda uma conveniencia na manipulacao desses numeros por conta da venda de estatinas.Mas ainda assim fico meio insegura pela historia de colesterol alto em minha familia. O que o senhor me aconselha?

    ResponderExcluir
  99. Aconselho a ler de novo as 9 postagens sobre colesterol


    Em 17 de maio de 2014 09:48, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  100. Claudia Peres Leal25 de maio de 2014 14:56

    Obrigada! vou ler!

    ResponderExcluir
  101. Alguém pode me responder, se é recomendavel usa oleo de linhaça na salada ou na comida em geral?

    ResponderExcluir
  102. Petrúcia Tavares6 de junho de 2014 17:31

    Dr Souto, estou nessa dieta há 2 meses, nunca tive excesso de peso, mas estava um pouco (2 kg) acima do meu peso normal. Achei interessante as discussões, principalmente quanto aos benefícios à saúde e entrei na dieta low-carb. Emagreci rápido e como não queria continuar emagrecendo acrescentei os carbos paleos como batata doce e mandioca. Meço 1,60 peso atualmente 53,90 kg e tenho 16% de gordura no corpo. O problema é que fiz alguns exames e fiquei um pouco preocupada, principalmente porque a médica não quis marcar retorno. Meus linfócitos deram 46,6%; meu colesterol total 219 mg/dl, sendo 58 para HDL, 21 para VLDL e 140 para LDL. Outra coisa, o TGO deu 42 U/L. Eles têm alguma relação? O que pode estar acontecendo, é perigoso esse colesterol? Obs: Tenho 28 anos, faço musculação regularmente 3 vezes por semana e meu exame de colesterol total anterior à dieta deu 180 mg/dl e amo carne com gordura.

    ResponderExcluir
  103. Leia as 9 postagens sobre colesterol


    Em 6 de junho de 2014 17:31, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  104. Muito igual , eu fazia isso , cortava carbos , doces , mas vivia com o pão integral com coisas integrais e vivia com fome , pois entrei na Low carb , nem tão high fat assim porque eu tenho medo ainda de gordura , mas comia mesmo a comida regada no azeite e ovos , comia sem problemas , fazia jejum intermitente , as vezes comia frutas , maçã que eu adoro , e só posso dizer uma coisa . Meu peso despencou , assim como a minha glicose , ficou abaixo do normal , mas meu colesterol que era muito baixo aumentou , engraçado isto né? não entendo , principalmente os triglicerídeos , foram de 37 pra 78 , mas ainda tá tudo normal , por outro lado a vit b12 melhorou , testosterona também , isso com 1 mês de quase zero carb mesmo , zero lactose . Agora só preciso me adequar a um padrão , encontrar uma boa profissional aqui no Rj pra me auxiliar nisto . O jejum intermitente é muito bom e terminar ele comendo uma boa refeição ao invés de uma fruta foi a melhor coisa que fazia .

    ResponderExcluir
  105. Olá , me add neste email , , podemos conversar lá , eu também fab-1981@hotmail.com
    também sou soro + , Trigo é um veneno querida !

    ResponderExcluir
  106. Olá Ana,

    leia as 9 postagens sobre colesterol no blog. ( links aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/11/colesterol-ix-documentario-australiano.html )

    e olha esta resposta do Dr. Souto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/01/dieta-paleolitica.html#comment-1373397673

    "Nutr Res Rev. 2012 Dec;25(2):267-87. doi: 10.1017/S0954422411000138. Nutrition and the HIV-associated lipodystrophy syndrome.
    Loonam CR1, Mullen A.
    Author information
    Abstract
    HIV-associated lipodystrophy syndrome (HALS), comprising metabolic and morphological alterations, is a known side effect of highly active antiretroviral therapy (HAART). Evidence for the role of nutrition in the management of the systemic parameters of HALS is currently limited. In the present paper we review the current knowledge base surrounding HALS, focusing particularly on the role of nutrition in mitigating the systemic parameters of the syndrome. Reported prevalence of HALS was found to vary from 9 to 83 % due to lack of a standardised definition, as well as variations in assessment methods and in the study population used. HALS is associated with both morphological (lipoatrophy, lipohypertrophy) and metabolic (dyslipidaemia, glucose intolerance, diabetes, hypertension, endothelial dysfunction and atherosclerosis) alterations, which may occur singly or in combination, and are associated with an increased risk of CVD. HAART-induced adipocyte inflammation, oxidative stress and macrophage infiltration, as well as altered adipocyte function and mitochondrial toxicity, have been shown to be central to the development of HALS. The adipocyte, therefore, represents a plausible target for treatment. Pharmacological and surgical treatment interventions have shown effect. However, their use is associated with numerous adverse effects and complications. Targeted lifestyle interventions may provide a useful alternative for managing HALS owing to their safety and tolerability. A Mediterranean-style diet has been found to be effective in improving the systemic parameters of HALS. Furthermore, the effects of n-3 PUFA supplementation are encouraging and future randomised controlled trials investigating the beneficial effects of n-3 PUFA in HALS are justified."

    ResponderExcluir
  107. Jonathas Peschiera19 de junho de 2014 13:25

    Bom dia Doutor. A revisão mais recente traz a seguinte conclusão:

    "The findings are suggestive of a small but potentially important reduction in cardiovascular risk on modification ofdietary fat, but not reduction of total fat, in longer trials. Lifestyle advice to all those at risk of cardiovascular disease and to lower risk population groups, should continue to include permanent reduction of dietary saturated fat and partial replacement by unsaturates. The ideal type of unsaturated fat is unclear."



    Como você interpreta os novos resultados e análises?


    abs

    ResponderExcluir
  108. Os dados não mudaram, o que mudou foi a pressão que os autores sofreram na interpretação dos mesmos.

    Além disso, este estudo já foi superado por esse; http://annals.org/article.aspx?articleid=1846638

    E olha esse estudo: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1270002/

    2014-06-19 13:25 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  109. Jonathas Peschiera19 de junho de 2014 15:11

    ótimos artigos!

    imagino que a manipulação na área cientifica a favor de interesses políticos e econômicos deve ser bem comum, assim como é em tudo.

    parabéns pelo trabalho que tem feito aqui no blog. certamente tem ajudado muita gente. sem duvida a melhor referência disponível sobre o assunto.

    abs

    ResponderExcluir
  110. Sérgio Paulo Severiano24 de junho de 2014 00:43

    Olá Dr, acabei "caindo" neste blog quase que por acaso, pesquisando sobre o glúten.
    Parabenizo-o por sua generosidade no compartilhamento de informações científicas valiosas, mudando o paradigma médico vigente de paciente alheio, sem direito a explicações e quase um escravo do processo, para o de paciente participativo de sua própria cura. Tendo me interessado, ficaria muito grato se o sr. me tirasse as seguintes dúvidas ou indicasse textos onde exista a resposta::
    1) quem não tem a vesícula biliar, teria problema com essa dieta de high-fat?
    2) quem já é magro, e precisa ganhar massa, qual a quantidade de low carb adequada?
    3) existe associação da dieta low-carb com catarata, glaucoma e miopia?
    4) existe prioridade entre açúcar, proteínas e gorduras para a geração de energia, isto é, existindo os três macronutrientes em quantidades boas, qual nosso metabolismo dará preferência?
    5) na dieta high fat não existe o risco da ceto-acidose?
    Muito grato.

    ResponderExcluir
  111. To
    delve deeply into Animal
    Pak
    is an exciting adventure. There are many factors which influenced
    the development of Animal Pak. Indispensable to homosapians today, there are
    just not enough blues songs written about Animal Pak. It is estimated that that
    Animal Pak is thought about eight times every day by the over 50, whom I can
    say no more about due to legal restrictions.

    ResponderExcluir
  112. Olá Doutor! Conheci recentemente esta dieta e a achei muito interessante. Realmente já fiz algumas dietas acompanhadas com nutricionistas e não obtive o resultado. Comecei ontem esta dieta e em apenas 24h já me sinto melhor, "menos inchada" é o que me parece. Minha dúvida é a seguinte, já tive hepatite por duas vezes, quando crianaça e por medicamentos, tenho receio de comer gorduras em excesso e prejudicar meu fígado ou vizicula. Isso procede?

    ResponderExcluir
  113. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/12/o-figado.html


    Em 26 de julho de 2014 10:07, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  114. Olá doutor, fiz meus primeiros exames depois que iniciei o estilo de alimentação low-carb (aproximadamente 10 semanas).

    Gostaria de saber sua opinião sobre os mesmos.

    Dados:
    Sexo: Homem Idade: 25 anos
    Glicose: 113 mg/dL
    Triglicérides: 120 mg/dL
    LDL: 171 mg/dL
    HDL: 44 mg/dL
    Colesterol Total: 239 mg/dL

    Como esperado o LDL está elevado, porém o que não esperava é a Glicose estar nesse patamar.

    Estão realmente altos ou é má impressão minha doutor?

    Sei que não tem vinculação com obstrução de artérias, mas pode causar algum outro dano?

    Obrigado desde já.

    ResponderExcluir
  115. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/09/por-que-glicemia-de-jejum-pode-aumentar.html
    O estranho são os triglicerídeos (deveria estar abaixo de 100)


    Em 28 de julho de 2014 16:58, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  116. Tem algum exame que pode especificar o LDL padrão A e o padrão B?
    Com relação aos triglicerídeos, qual a melhor maneira de controla-los dentro de um padrão low-carb? Limão?



    Obrigado desde já.

    ResponderExcluir
  117. Low carb é o que baixa triglicerídeos

    Triglicerídeos / HDL < 2 indica padrão A de LDL


    Em 29 de julho de 2014 11:38, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  118. Olá, acompanho este blog desde que comecei a fazer Atkins, há 9 meses. Em quilos, consegui emagrecer 7. Mas me sinto mais "seca". Faço indução estendida. Mas estes quilos que emagreci, foram na primeira indução que fiz. Acontece, que não estou emagrecendo mais, e estou sentindo necessidade de incluir outros alimentos na minha alimentação (que está baseada em queijos, ovos, carne, folhas, nata, manteiga e azeite de oliva). Portanto, quero mudar de Atkins para a Paleo. Mas tenho uma dúvida: posso passar para a Paleo, mas continuar comendo a quantidade de gordura que como em Atkins (devo?) ? Pois tenho a confusão em minha mente de que para consumir tanta gordura, precisamos estar em cetose. Por favor, podem me ajudar? Obrigada.

    ResponderExcluir
  119. A ideia é não ter MEDO da gordura NATURAL dos alimentos. Mas não precisa forçar


    Em 22 de agosto de 2014 11:56, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir