sábado, 17 de dezembro de 2011

A falácia original: "tudo depende do balanço calórico"

Nossa noção mais arraigada sobre obesidade resume-se à seguinte frase: "engordar é o resultado de consumir mais calorias do que se gasta", ou seja, um problema de balanço calórico. Quem quiser questionar isso parecerá desafiar a própria lógica. Engorda-se por que come-se demais e gasta-se de menos. É a base do paradigma vigente da obesidade. E está errado. Como assim errado? O problema é confundir associação com causa.

Qualquer entidade biológica que estiver em crescimento estará, por definição, comendo mais calorias do que gasta, ou seja, em um balanço calórico positivo. Mas isso não diz NADA sobre causa e efeito. Por exemplo: uma criança, que está em crescimento, necessariamente comerá mais calorias do que gasta. É um fato da vida, e uma imposição da física (primeira lei da termodinâmica, conservação da energia). Mas, alguém argumentaria que a criança cresce por que come demais? Todo mundo sabe que um adolescente em crescimento come demais por que está crescendo, e não está crescendo por que come demais. Afinal, são os hormônios que causam o crescimento, e comer demais é uma consequência necessária.
Analogamente, alguém que faça muito exercício com pesos terá um ganho de massa muscular. Por definição, será necessário um balanco calórico positivo para que isso aconteça. Em outras palavras, não será possível produzir um 1 Kg de músculos sem comer mais calorias do que se gasta. Mas alguém acha que comer demais causa o aumento da massa muscular? Uma menina que entra na puberdade começa a acumular gordura subcutânea em áreas características (seios, quadris, etc) que ajudarão a diferenciar seu corpo na fase adulta. Para isso, será necessário comer mais calorias do que se gasta. Mas alguém imaginaria que uma menina cria seios por que come demais? Nesse ponto você já deve ter captado o padrão: todos os mecanismos acima são regulados do ponto de vista hormonal, enzimático e metabólico, sendo que o balanço calórico positivo é consequência, e não causa dos fenômenos. Porque a obesidade seria a única exceção?

125 comentários:

  1. Oi, sempre achei o papo das calorias uma balela pq minha briga sempre foi pra ganhar peso e não o oposto. Acontece que eu engordei demais nos ultimos quatro meses, passei do ponto. Me entupi de pão e arroz, q eu nunca comia. Resultado, estou desesperada pq agora eu tou com uma barriga ridicula e minhas coxas aumentaram, o q está me impedindo de usar minhas calças prediletas. É um horror. A unica coisa boa é q meu rosto engordou um pouco, isso me agrada, pareço mais jovem. Tou com 38 anos, meu rosto tem afinado com o passar do tempo. Acontece q qd perco peso, o primeiro lugar evidente é o rosto. Qd ganho, o rosto engorda por último. Agora, que eu passei do ponto ( meço 1.63 e peso 54), estou um pouco assustada. obviamente q cortei o pão. Percebi q isso vicia. Ah, eu tb sempre achei o lance das calorias uma balela, pq semore comi e nunca engordava. Sempre tomei litros de mate com açucar, mas agora, cortei o açucar do mate. Aí fica meio sem graça. Alguma dica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A dica é: corte os carbs, afine o corpo, e acostume-se com o rosto mais fino - tenho certeza que vc se acostuma, e a sua saúde agradece. Leva algumas semanas/meses, e o paladar muda, e aquele mate sem açúcar começa a ficar cada dia mais gostoso.

      Excluir
  2. Eu amo mate sem açúcar bem gelado....só não supera supera a água no quesito "matar sede"... Mas chega bem perto e com um gosto caracteristico...ou nada insípido!

    Em relação à reportagem, acrescento que além da causa-efeito, outras variáveis fazem essa balança ultrapassar a simples aritmética de + e -...variáveis como qualidade do alimento em micronutrientes(ex: carbs/calorias de algumas frutas estão juntas com moléculas importantes enquanto o arroz é" só" carb... Com óleo e sal.. Hehe) , Polimorfismo genético(ex:enzimas de mesma função,com níveis de eficácia diferentes e ambiente no qual estão inseridos esses mecanismos metabólicos funcionam(ex. Clássico exemplo do vegano e o mc donalds' fan...)! Esses outros aspectos, ao meu ver, constantemente ajudam a alterar essa balança!!
    :-)

    ResponderExcluir
  3. E para onde vão as colorias extras em um adulto que come MUITO, mas seguindo a dieta paleolítica?
    Nessa dieta então pode comer quanto quiser?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luana: primeiramente, é muito difícil comer em excesso comida de verdade e low carb. Ao contrário dos carbs, as proteínas e as gorduras são muito saciantes. É simplesmente mais fácil abusar de bolos, pães, etc do que de salmão com salada, ou picanha com salada mista, ou de couve refogada com linguicinha, etc.
      Outra coisa é que nas dietas de restrição calórica o metabolismo desacelera para proteger a pessoa contra a fome, e isso não ocorre numa dieta low carb (que contém mais calorias). Assim, você GASTA em média 350 calorias a mais em uma dieta low carb, mesmo que não faça nenhum exercício.

      O estudo que prova o que acabei de afirmar é este:

      JAMA. 2012 Jun 27;307(24):2627-34.
      Effects of dietary composition on energy expenditure during weight-loss maintenance.
      Ebbeling CB, Swain JF, Feldman HA, Wong WW, Hachey DL, Garcia-Lago E, Ludwig DS.
      Source

      New Balance Foundation Obesity Prevention Center, Children's Hospital Boston, 300 Longwood Ave, Boston, MA 02115, USA.
      Abstract
      CONTEXT:
      Reduced energy expenditure following weight loss is thought to contribute to weight gain. However, the effect of dietary composition on energy expenditure during weight-loss maintenance has not been studied.
      OBJECTIVE:
      To examine the effects of 3 diets differing widely in macronutrient composition and glycemic load on energy expenditure following weight loss.
      DESIGN, SETTING, AND PARTICIPANTS:
      A controlled 3-way crossover design involving 21 overweight and obese young adults conducted at Children's Hospital Boston and Brigham and Women's Hospital, Boston, Massachusetts, between June 16, 2006, and June 21, 2010, with recruitment by newspaper advertisements and postings.
      INTERVENTION:
      After achieving 10% to 15% weight loss while consuming a run-in diet, participants consumed an isocaloric low-fat diet (60% of energy from carbohydrate, 20% from fat, 20% from protein; high glycemic load), low-glycemic index diet(40% from carbohydrate, 40% from fat, and 20% from protein; moderate glycemic load), and very low-carbohydrate diet (10% from carbohydrate, 60% from fat, and 30% from protein; low glycemic load) in random order, each for 4 weeks.
      MAIN OUTCOME MEASURES:
      Primary outcome was resting energy expenditure (REE), with secondary outcomes of total energy expenditure (TEE), hormone levels, and metabolic syndrome components.
      RESULTS:
      Compared with the pre-weight-loss baseline, the decrease in REE was greatest with the low-fat diet (mean [95% CI], -205 [-265 to -144] kcal/d), intermediate with the low-glycemic index diet (-166 [-227 to -106] kcal/d), and least with the very low-carbohydrate diet (-138 [-198 to -77] kcal/d; overall P = .03; P for trend by glycemic load = .009). The decrease in TEE showed a similar pattern (mean [95% CI], -423 [-606 to -239] kcal/d; -297 [-479 to -115] kcal/d; and -97 [-281 to 86] kcal/d, respectively; overall P = .003; P for trend by glycemic load < .001). Hormone levels and metabolic syndrome components also varied during weight maintenance by diet (leptin, P < .001; 24-hour urinary cortisol, P = .005; indexes of peripheral [P = .02] and hepatic [P = .03] insulin sensitivity; high-density lipoprotein [HDL] cholesterol, P < .001; non-HDL cholesterol, P < .001; triglycerides, P < .001; plasminogen activator inhibitor 1, P for trend = .04; and C-reactive protein, P for trend = .05), but no consistent favorable pattern emerged.
      CONCLUSION:
      Among overweight and obese young adults compared with pre-weight-loss energy expenditure, isocaloric feeding following 10% to 15% weight loss resulted in decreases in REE and TEE that were greatest with the low-fat diet, intermediate with the low-glycemic index diet, and least with the very low-carbohydrate diet.
      TRIAL REGISTRATION:
      clinicaltrials.gov Identifier: NCT00315354.

      Excluir
    2. Complementando: em dietas low carb vc pode comer o quanto quiser, pelo mesmo motivo que você pode respirar quanto ar você quiser, ou beber quanta água você quiser. Seu corpo regula a quantidade de ar que você respira. Você pode tentar respirar mais, mas em determinado momento você começa a passar mal e automaticamente respirará menos até atingir novamente o equilíbrio. Antes da década de 1960-70, as pessoas nem sabiam o que eram calorias, muito menos academia, e eram MUITO mais magras e menos diabéticas. Mas comiam comida de verdade, e a onda low-fat (portanto high-carb) não tinha sido inventada.

      Dito isso, há, sim, um pequeno grupo (estimo em 10%) de pessoas que simplesmente come demais, mesmo em uma dieta low carb. Estes precisam reduzir porções. Mas, de uma forma GERAL, a mensagem é, sim, comer à vontade.

      Você já observou como animais selvagens (carnívoros) são sempre magros? Mesmo em zoológicos, sem exercício nenhum? E já viu que cães domésticos engordam e ficam diabéticos com frequência? Qual a diferença? É que eles comem a nossa comida!! Ou rações "balanceadas" por gente que imagina que cães precisão de 50% de carboidratos (sim, olhe o rótulo da ração). Quer emagrecer um cão (e deixá-lo MUITO feliz)? Dê carne para ele todos os dias, incluindo carne de órgãos (fígado, tutano de osso). Nenhum animal carnívoro engorda comendo a dieta com a qual evoluiu, e isso é óbvio, pois os que engordaram foram eliminados pela seleção natural.

      Excluir
  4. Prezado Dr. José Carlos,

    De fato, não é tão simples aplicar leis de termodinâmica em sistemas biológicos, onde nutrientes podem desencadear, ou não, secreção de diversos hormônios, ou mesmo modular expressão de diversos genes.

    Faz bem ver profissionais da saúde que sabem questionar e argumentar, e não simplesmente seguir receitas.

    Segue um blog que provavelmente lhe agradará:
    http://www.fat-new-world.com/p/sobre-o-blog.html

    Cordialmente,

    Rennan

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Renan!

      Sensacional o blog http://www.fat-new-world.com/

      Vou estudá-lo com carinho, e reproduzir algumas matérias!

      Excluir
  5. Boa tarde Dr., tenho algumas dúvidas. É verdade que na dieta low-carb, com o tempo o corpo demora mais para entrar na fase de cetose? Por exemplo, a pessoa começa a fazer a dieta e para várias vezes, com o tempo vai ficando mais demorado entrar na fase que começa a secar? Outra pergunta, com quanto tempo de low-carb a dieta tem o efeito "kick in", começa eliminar gordura com mais eficiência. Atualmente malho, tomo suplementos (nenhum leva carbo) e me alimento com bastante proteína, praticamente zerei o carb mas meu peso continua o mesmo. Fiz essa dieta há 2 anos e sequei bastante, e muito mais rápido do que agora. O que posso estar fazendo de errado desta vez?

    Obrigado, abraços e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brenno, dieta io-io vai dificultado mesmo a vida, mas como páleo é um estilo de vida, a ideia e entrar para ficar. O que está havendo agora? Pode ser tanta coisa! Stress, falta de sono, medicamentos, estar 2 anos mais velho. O tempo é variável - não sei se vc já lei esta postagem: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html

      Excluir
  6. Boa Noite Dr., tenho algumas duvidas (estou sem acento) referente a sua dieta em relacao a pessoas que praticam musculacao. No meu caso, a meta seria o aumento da massa muscular (bulking), ela me passou que eu deveria ingerir mais ou menos 2800kcal por dia para atingir isso, e nessa dieta eu como MUITO carbo. A minha ingestao de proteinas esta em 2g por kg corporal. Como repor as kcal dos carboidratos, se eu ja estou quase no limite de proteinas? Li num dos teus posts que proteina em excesso vira glicose... Outra coisa que me deixa inquieto: se eu vou gastar energia na academia, porque eu nao poderia ingerir carbs de rapida absorcao para ter uma energia? Nao tenho base nenhuma para afirmar nada, mas, pelos meus parcos conhecimentos nessa area, apesar desses carbs aumentarem a insulina, o corpo vai criar uma demanda por essa energia extra durante o exercicio, logo nao havera nenhum "estoque" de gordura...

    ResponderExcluir
  7. Eu pratico musculação e venho tendo ótimos resultados. Embora tenha perdido 11 kg nos ultimos 6 meses com o novo estilo alimentar(não gosto de falar em dieta, até por que é uma coisa pra vida toda) estou visivelmente aumentando minha massa muscular.
    Nesse periodo em que perdi 11kg, vi minha medida de torax bíceps e coxa aumentarem significativamente. 10 cm a mais de tórax, 3 de coxa e 1 de bíceps.
    Esquece essa coisa de calorias, o que regula sua massa corporal são seus hormonios. Faça sua musculação, sempre no limite. por exemplo, se vc fizer 4 séries de 10 repetições de um exercício, coloque um peso que vc consiga fazer com tranquilidade as 3 primeiras séries e tenha muita dificuldade para conseguir completar ou mesmo que n consigua quase completar a ultima série, e foque na correção dos movimentos, não "roube" faça o exercício de forma mais correta e completa possivel.

    Coma de acordo com sua fome, não limite proteinas, e se lembre que sua fonte principal de energia é gordura, coma bastante carnes gordas, aves com pele, bacon ovos, manteiga, azeite. Não tenha medo das gorduras naturais. Elimine os grãos e evite açucar.
    Eu particularmente gosto de consumir frutas antes de exercícios de alta intencidade, sinto que melhoram a performance. Auto experimente, veja o que funciona melhor pra vc

    ResponderExcluir
  8. Vc pode comer o quanto quiser, mas não significa que vc vai conseguir comer o quanto quiser. Quando vc "concerta" o seu metabolismo o seu corpo naturalmente entra em equilibio e regula o seu consumo e gasto calorico através da relação fome/ saciedade.

    ResponderExcluir
  9. Esquece o peso, foca na composição corporal. Se vc beber 1 litro de agua, vc imediatamente ganha 1 kg, mas vc não alterou sua composição corporal. Elimine os grão, evite açucar e coma mais gordura. E deixe o seu corpo fazer o resto.

    ResponderExcluir
  10. Olá! Gostei muitíssimo do seu blog!!! Sempre tive problemas com a balança, bulimia, compulsão...Vivia no efeito sanfona..

    Tenho 20 anos de idade. Há alguns meses perdi mto peso comendo só proteína magra, e 800kcal por dia... Realmente funcionou...Só que tem uma semana que tava comendo errado, hj voltei as proteínas.

    O problema é que não consigo mais manter esse nível de calorias.... Faço ativide física todo dia e estudo... Me sinto fraca, além de sem ânimo para seguir assim e com mta fome.

    Tenho medo de fazer a dieta sem manter as calorias tão baixas. Só cortar os carboidratos realmente vai resolver?! Eu Queria perder só mais 3kg de gordura e ganhar um pouco de massa muscular. Essa dieta pode resolver/

    Meu receio é pq aos 17 anos fiz essa dieta sem controlar quantidades (mas carbos eram zerados mesmo, eram só carnes e ovos que eu comia) e engordei =~(. Então quando falam que "pode comer a vontade nessa dieta que emagrece" entendo que é porque a maioria das pessoas vai naturalmente comer menos com ela (o que não aconteceu comigo). Então, para ter uma noção, qual a quantidade/calorias seria ideal?

    *Outra dúvida, como fica o consumo de abacate, creme de leite, leite de coco e queijos cottage e minas frescal? Pq eu gosto muito desses alimentos, mas tenho medo de consumir tbm.

    Abraços e parabéns pelo blog.

    andrea.patricia108@gmail.com

    ResponderExcluir
  11. Olá Andrea.

    Não sei como consegue ficar com 800 cal... aliás nem sei pra que ficar contando calorias! http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/falacia-original-tudo-depende-do.html

    É lógico que vc não vai conseguir ficar nisso e é lógico que está com muita fome. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/por-que-comer-menos-nao-funciona.html

    Se vc faz exercícios físicos todos os dias para emagrecer, pode parar! Se for por prazer, ok!

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/por-que-o-exercicio-fisico-tambem-nao.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/exercicio-sim-mas-nao-o-que-lhe.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/chave-de-tudo-insulina.html

    falta GORDURA BOA na sua dieta. Se vc comer mais gorduras boas se sentirá saciada. Coma gordura! (manteiga, bacon, banha, azeite, oleo de coco) NADA de coisas light desengorduradas, etc. Coisas sem gordura matam a gente de fome. Creme de leite e leite de coco, ok

    Queijos, somente os gordos.
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/03/gordura-vegetal-versus-gordura-animal.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/gordura-saturada-revista-mens-health.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/dieta-de-baixo-carboidrato-portanto.html
    Leia um pouco mais a totalidade deste blog. Se vc ainda ficar com medo de consumir gorduras e carnes gordas eu não sei como te convencer a perder esse medo.

    ResponderExcluir
  12. Olá Patrícia, muito obrigada pela atenção. Gostei muito dos links citados.



    Sou bailarina clássica e tenho que fazer aulas todos os dias...E a musculação para ajudar na força/resistência...Já notei há muito tempo que exercício para emagrecer é balela.

    Sabe, acho que vou investir nisso, to MORRENDO de medo, admito, mas vou dar uma chance, de uma semaninha pelo menos. Mas dessa vez vou controlar as quantidades sim, pq sei que tenho a tendência a comer mais, e torcer que com o tempo a quantidade menor se torne natural nessa dieta (que to convencida que é a mais saudável).


    Tenho 1,60m, peso 55.5 kg e tenho 18% de gordura corporal. Queria chegar aos 15% de gordura, mas ta muito difícil, há um tempo que tento e parece que não abaixa de 17%... Mas também nunca dei chance as gorduras, mesmo cortando carboidratos fico nas proteínas... Você acha que é possível com a dieta paleo (sem exagerar nas quantidades), mais musculação, é possível perder esses quilinhos de gordura que faltam ou só funciona para quem ta realmente acima do peso?


    ps: Muito obrigada pela atenção e rapidez da resposta, vou procurar outras postagens do blog, estou adorando.

    ResponderExcluir
  13. Moça, não entendo PRA QUE vc quer chegar a 15%... sabia que falta de gordura em mulheres causa uma série de problemas hormonais? Vc pode até parar de menstruar!

    Quanto as quantidades, DUVIDO que consiga exagerar comendo gordura! Esse é o grande trunfo da dieta páleo / LCHF: a gordura boa sacia por horas!... Já viu JI? http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/jejum-intermitente.html

    Eu não posso afirmar que vc vai perder esses quilos, não tem como saber! mas aconselho mesmo a parar de se estressar com isso pois estresse ENGORDA. E coloque gordura boa no seu cardápio sem dó. A Bianca do http://sonhandofitness.wordpress.com/ conseguiu secar e chegou nos 15% mesmo já estando bem magra, fazendo o JI. Veja o relato dela. Mas ela tinha o objetivo de competir no Bikine Fitness...



    obs: não é sempre que dá pra responder tão rápido. Se eu não conseguir, não fique brava comigo!! ;)

    ResponderExcluir
  14. Heheheh de forma alguma ficarei brava... Gostei muito dos links...
    Já tinha aqui em casa queijo cottage, peito de frango, ovos e abacate. Agora fui no mercado e comprei queijo de reino (é zero carbo e sempre foi meu queijo favorito, mas tem anos que não como por causa da gordura), queijos minas padrão e carnes vermelhas (amo!)...


    Vou com fé nessa dieta, rs... Ah, o abacate pode? fiquei sem saber..

    ResponderExcluir
  15. Olá Nedra.


    Eu sei como vc se sene, tbm contei calorias por anos!... Mas com páleo / LC a gente aprende a entender quando estamos com fome. Esse deve ser nosso 'regulador': comer quando tem fome até ficar saciado. Não creio que vc vai exagerar pois já percebe que fica sem comer numa boa!

    ResponderExcluir
  16. Juliana, quando nos alimentamos no estilo páleo / LC fica bem difícil comer muito. A saciedade vem bem mais rápido. A não ser que vc 'force' a comer mais.

    A nossa fome regula a quantidade que comemos. Sobre o tecido adiposo, leia aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/regulacao-do-tecido-adiposo.html

    ResponderExcluir
  17. Tentar negar as leis da termodinâmica seria tolice, e eu nunca fiz isso. Leia as seguintes postagens:

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/estamos-negando-termodinamica.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/04/resposta-afirmacao-de-que-basta-comer.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/qualquer-coisa-que-aumente-nosso.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/ganhar-peso-comendo-menos.html



    Depois de ler, me conte o que achou.

    ResponderExcluir
  18. Obrigado Doutor Souto!

    Eu acabei de ler o Why we get fat essa semana, mas ainda tenho algumas duvidas. A nossa amiga respondeu minha duvida quando perguntei a respeito de comermos muita gordura. Eu realmente ja sabia que na dieta paleo comemos menos e a fome eh regulada assim como a sede, ate mesmo por experiencia propria. Porem a minha duvida eh em relacao ao que acontece se comermos mais ate mesmo quando nao estamos com fome, se ingerirmos muita gordura, o que acontece com ela. Mesmo na ausencia da insulina, dizem que existem outros hormonios que trabalham para estocar gordura, chamada ASP (fonte: http://carbsanity.blogspot.com.au/2010/12/fat-accumulation-taubes-v-frayn-asp-in.html)

    Veja so, eles dizem que as pessoas perdem peso em low carb diet porque "espontaneamente reduzem a quantidade de calorias ingeridas" o que eh o mesmo argumento que Taubes usa em relacao ao carboidrato para explicar porque as pessoas perdem peso em low-fat diets. Acho o argumento do Taubes muito mais convincente visto que uma dieta com maior quantidade de gordura, possui quase que o dobro das calorias das dietas low-fat.

    ResponderExcluir
  19. Juliana, vou ler o artigo que mencionaste, mas já te adianto que parece um mecanismo muito secundário e que simplesmente é um assunto de interesse do autor do mesmo. Se a pessoa comer 5000 calorias de gordura, poderá ganhar peso mesmo com insulina baixa. Mas e daí? No MUNDO REAL, quem faria isso todos os dias? A gordura e as proteínas são saciantes, e os carboidratos são viciantes. É comum que as pessoas comam a mais no início de uma dieta low carb pelo fascínio de PODER comer sem culpa. Mas, com o passar dos dias, passam a comer menos. Qualquer um que perca peso está comendo menos. A diferença é que, com low carb, comemos menos por termos menos fome; no low fat, temos que nos forçar a comer menos com uma calculadora na mão, pois uma dieta rica em carbs desregula os mecanismos metabólicos normais de particionamento da energia no sentido do acúmulo, levando a um aumento COMPENSATÓRIO da fome.


    Em 31 de maio de 2013 01:13, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  20. Mauro Palhares Junqueira Leite22 de julho de 2013 23:37

    Caro Dr. Souto,
    Estive hoje no meu cardiologista, que, apesar de verificar que eu perdi 13 Kg em 60 dias e que minha pressão estava controlada (14X9, o que, para quem vivia em 19 X12, é ótima) , pediu-me uma série de exames, vociferando, após eu ter lhe contado que estou comendo gordura saturada entre outras, que abandonei os carbos industrializados e como vegetais e algumas frutas, mas a base é gordura e proteína.
    Disse que eu, com "certeza", devo estar com o colesterol em 400 (pediu exames) e que sou um "ignorante" por seguir "coisas da Internet", já que ele estudou não sei quantos mil anos e ao invés de seguir suas recomendações (pirâmide alimentar, restrição de gordura animal, etc, etc), prefiro acreditar em bobagens.
    Tentei citar o senhor e outros profissionais e ele me disse que gente que não é séria existe em qualquer área e que ele duvida que estas teorias estejam em publicações científicas sérias, papers, etc, etc...
    Quase me bateu e quase deixou de ser meu médico (coisa que aliás, venho pensando em fazer-trocar de médico).
    Em suma. Terminou dizendo que vou ter um infarto e que não poderei reclamar. Em 30 dias, vou voltar lá com os exames. Espero poder fazer com que ele engula suas palavras.

    ResponderExcluir
  21. A função do médico é ajudar a pessoa dentro de suas escolhas, jamais impor suas próprias escolhas sobre seus pacientes. Ele pode sim dar sua opinião, mas tem que lhe respeitar, assim como eu respeito meus pacientes que optam por comer low fat.
    Em 22/07/2013 23:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  22. Eu queria ser um mosquitinho pra ver a cara do seu médico na hora que vc mostrar os exames...

    ResponderExcluir
  23. Infelizmente, Patrícia, já sabemos o que vai acontecer. Os triglicerídeos vão despencar para valores abaixo de 100, o HDL provavelmente vai subir um pouco, a glicemia provavelmente vai cair, a relação colesterol total/HDL irá melhorar significativamente (além da pessoa ter perdido 13 Kg e ter normalizado a pressão), mas se o LDL subir, mesmo que seja só um pouco, o cara vai ter um ataque e dizer triunfante "viu? Eu não disse?". Você tem o MONTE de marcadores de saúde mais importantes que melhoraram, mas se UM deles (especialmente o único que vc pode tratar com remédios, e remédios que pagam suas viagens para congressos) piorar, você enfia todo o resto para baixo do tapete e salienta aquele único que confirma o que você já pensava. Chama-se de viés de confirmação. Você presta atenção apenas no que confirma o que você já acredita, e elimina da cabeça tudo o que lhe contradiz. Acontece que quando vc pede 20 exames de sangue, há uma chance muito grande de que, apenas ao acaso e de forma completamente aleatória, um ou dois virão alterados.

    Sabe a analogia dos cisnes? Você tem uma teoria, de que todos os cisnes são brancos. Se você começa a ver cisnes negros, você deveria repensar sua teoria. Agora, se você matar o cisne negro cada vez que vir um, você pode continuar achando que são todos brancos. Nossa paciente é um incômodo cisne negro para esse médico. Ele PRECISA convencer-se (e convencê-la) de que ela está doente, para manter sua teoria de pé. Se ela realmente melhorou (como é óbvio) fazendo o contrário do que ele prega, o que acontece com a sua teoria de que todos os cisnes são brancos??


    Em 23 de julho de 2013 07:29, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  24. É verdade Dr. Souto, como o Dr. mesmo disse: Infelizmente.... Mas eu tive uma experiencia dessas na dermatologista, que pediu meus exames hormonais e junto estavam os de colesterol. Mas fui bem 'armada'! Fiquei surpresa quando ela olhou meu colesterol total e disse: Seu colesterol está 211? Está bem alto.
    Minha resposta: Mas doutora, meu HDL está a 103! Além disso a proporção entre os dois está bem abaixo de 4, o que é maravilhoso. Fora que a proporção do meu triglicerides e HDL ficou abaixo de 0,5!
    Resultado: deveria ter tirado uma foto da cara dela com a boca aberta olhando pra mim e depois de um minuto de meditação respondeu: aaa... é mesmo... é verdade...
    kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  25. Patrícia, eu às vezes me pego pensando: onde vamos parar quando a melhor fonte de informação de sua médica é uma paciente como você? Informação é poder.


    Em 23 de julho de 2013 08:26, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  26. Ainda bem que existe o Sr., Dr. Souto, pra dar 'poder' pra gente!!!

    ResponderExcluir
  27. Mauro Palhares Junqueira Leite25 de julho de 2013 15:53

    http://www.youtube.com/watch?v=Wf1sVIxCPws

    ResponderExcluir
  28. Mauro Palhares Junqueira Leite25 de julho de 2013 15:54

    Vejam o vídeo acima, onde o Dr. Lair Ribeiro fala a favor do colesterol e contra as estatinas.

    ResponderExcluir
  29. Mauro Palhares Junqueira Leite25 de julho de 2013 16:15

    http://www.youtube.com/watch?v=q7FJ-6Uf2XM

    ResponderExcluir
  30. Mauro Palhares Junqueira Leite25 de julho de 2013 16:15

    Assistam...Os 2 vídeos.

    ResponderExcluir
  31. Boa, Mauro!


    Em 25 de julho de 2013 15:53, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  32. Mauro Palhares Junqueira Leite26 de julho de 2013 08:15

    Uma dúvida, Dr. Souto. Há questão de 45 dias atrás, meu pai foi submetido a uma cirurgia para retirada de uma parte do intestino por conta de diverticulite. Entrou no hospital já com um quadro infeccioso. Durante a cirurgia teve um infarto e teve infecção generalizada. Depois recuperou-se, teve outro infarto (por entupimento do stent) e outra infecção. Após 45 dias de UTI, muitos desenganos e muita luta, recuperou-se e está em casa. Levei-o para consulta ao cardiologista. O mesmo que me criticou. Ele disse ao meu pai que há dois anos atrás (na última consulta do meu pai com ele), ele havia receitado Crestor (estatina) e que meu pai não tomou (verdade, não quis nem saber do remédio). Garantiu o cardiologista que se meu pai viesse tomando o Crestor nestes dois anos, não teria tido os 2 infartos. O senhor concorda?
    Agradeço se puder responder.

    ResponderExcluir
  33. Ola Doutor, estou iniciando minha dieta, mais li que deveria me livrar de varios medicamentos, pois muitos atrapalham na dieta , mais tomo alguns que nao posso abrir mao, ou talvez eu possa e nao saiba, sao eles: Levoid para hipotireoidismo, Aradois H para pressao alta e As infantil para ralear o sangue, alguns desses atrapalham na dieta ? Obrigada.

    ResponderExcluir
  34. Ola dr Souto , faço dietas sem carbos a um mes e meio mais o menos ... nao restrinjo totalmente uso em menas quantidade. sim e como muita carne 1 kilo de peito de frango pra mim era pouco ... a questao e consumia tudo mais magro sem gordura , nem manteiga uso pra minhas omelet q gosto tanto nem a gordura da peça da picanha q fazia e jogava tudo fora ,... porem comia comia e nao me satisfazia sentia fome e sinto fome .... vi um comentario mais o menos pra ver se percebi no inicio pode se comer muita mas muita gordura sim gorduras boas no caso ate fazer efeito a gordura fica alojada ? so depois disto quando estiver saciedade que despertar em mim a cetose ... nao conseguirei consumir a quantidade de gordura inicial que estava ingerindo por causa da saciedade .... e isso ?? porq eu eu cortei carbos o maximo q consegui mesmo assim continuo com fome ....... deve ser das carnes magras ... e depois consegui perder 4 .5 klg em 1 mes e meio comendo contanto calorias e o mesmo tempo restringindo carbo......... peso 100 kilos e sempre fui obesa.... tenho 25 anos e gosto de comer seja ela fome fome ou fome ansiedade que pelo fato d ficar ansiosa me acabo em comida ........ no caso se ingerisse gordura a cetose faria efeito de acabar com essa fome seja fome pisicologia ou fome fome .......... muitas duvidas ....... ja li o livro atknis e tbm dukan, e ja li algumas informaçoes porem muitas duvidas ainda continua ... ate entrar na cabeça mesmo o que faz bem ........ dr Souto agradeceria muit uma resposta ;)

    ResponderExcluir
  35. Resposta curta, pois estou respondendo no celular. Se você tentar restringir carbs e gordura, vai fracassar. Coma gordura - sua fome vai passar.
    Em 01/08/2013 16:50, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  36. obrigad dr Souto pela resposta .... entao como ja estou a mais d um mes , sera que iniciano hj comendo mais gordura ... meu corpo nao tera uma certa resistenta ? pois como ja estava sem carbo ..... posso engordar nos primeiros dias ne ... depois começa fazer efeito ?

    ResponderExcluir
  37. Hellem, não dá pra saber o que vai acontecer, mas sei que, gordura boa não engorda!

    ResponderExcluir
  38. ok pati kkkkk vamos ver farei uns testes ne kkkk brigad por responder fia hj me entalei nos ovos e na carne feita no oleo adorooo.... e omelete com queijo , nem vou pesar esses 3 dias por q de certo vou engordar ate o organismo entrar em cetose esperar um cadim ;)

    ResponderExcluir
  39. achei um outro site de um DR Rondó , confesso q estava com medo mas depois de ler varios artigos vou entrar a cara na gordura mesmo kkkkkkkkkkkk :links:http://www.drrondo.com/a-gordura-e-melhor-do-que-os-carboidratos links:http://www.drrondo.com/nao-e-a-gordura-saturada-da-carne-vermelha-a%20responsavel-pela-doenca-cardiaca agora mais discansada o engraçado e que sentia umas fisgadas assim no coraçao ou ate mesmo dor de cabeça ou ate mesmo no corpo ai atribuimos tudo a dieta e a gordura q estamo ingerindo de mais kkkkkkk o problema e que devido anos e anos de especialistas a dizer que gordura em excesso faz mau pra saude e agora mudar tudo .... muitos nao aceitam essas mudanças q no caso veio pra melhor ...... vou fazer daqui 1 semana conto como esta correndo dr souto , thanks

    ResponderExcluir
  40. Olá Dr. Souto, Existe alguma evidência de que essa dieta possa regular a tireóide? Sou nova, tenho 33 anos e minha tireóide está dando indícios de falhas (hipotiroidismo). A alta concentração de insulina derivada de uma dieta rica em carboidratos pode desregular a tireóide e baixar o metabolismo?
    O sr atende consultas? Caso sim, gostaria de saber em que cidade o sr atende para agendar uma consulta :-). Obrigada!, Tatiana

    ResponderExcluir
  41. Sim, há evidências. Nada a ver com insulina, e sim com glúten, lecitinas e aglutininas.
    Atendo em Porto Alegre - 051-8616-4301


    Em 5 de agosto de 2013 13:30, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  42. O sr. tem algum artigo que fala a respeito ou indica algum?

    ResponderExcluir
  43. http://chriskresser.com/the-gluten-thyroid-connection http://chriskresser.com/thyroid


    2013/8/5 Disqus

    ResponderExcluir
  44. mmmmm..... Muito interessante.... Os estudos sugerem que todos os que tem disturbio de tireoide, especialmente a de hashimoto, também tem intolerancia ao glúten. Mas a intolerancia não se manifesta com cólicas severas, diarréias e quadro de desnutrição? Eu não tenho nenhum desses sintomas, mas já começo a ter os sintomas do hipotiroidismo como fadiga, inchaço e colesterol aumentando. Não consegui encontrar uma relação no meu caso. Mas, como o sr mesmo disse, a melhor coisa é testar. Comecei a dieta hoje e preciso repetir o exame de sangue daqui a 15 dias (o ultimo foi feito há um mês e meio). Será que já verei resultados?
    Quanto ao seu consultório, uma pena pois moro em Santo André - SP. Abraços!

    ResponderExcluir
  45. Não. Não confunda doença celíaca com intolerância não-celíaca ao glúten. O problema é a alteração da permeabilidade do intestino pelos grãos, levando à passagem de proteínas estranhas para o sangue e consequente produção de anticorpos que acabam reagindo com antígenos próprios. Compre e leia o livro barriga de trigo. E não, 15 dias é pouco. Eu esperaria 90 dias para repetir exames.


    Em 5 de agosto de 2013 14:02, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  46. Boa tarde Dr. Souto, tenho acompanhado este blog há vários meses e há tempos tenho tentado a dieta low carb ( sem sucesso) pois não consigo emagrecer com ela. então encontrei o o site emagrecer de vez, fiz o desafio de 10 dias, tbm não emagreci. Resolvi procurar um endocrinologista pra ver o que estava errado comigo, pra meu espanto ele me passou uma dieta de 14 dias totalmente 0 carb e pediu muitos exames. Ok , resultado ... os exames foram ótimos, porém ele disse que eu estou com colesterol alterado. emagreci 100grs, aumentei as medidas em 0,5. agora ele passou outra dieta que entra carb simples tbm e já emagreci 1,5k em 3 dias, dá pra entender?
    E eu adoro as proteinas, mas não emagreço , ao contrário engordo.
    Gostaria da sua opinião sobre o meu caso. Há , parabéns pelo blog, é maravilhoso.

    ResponderExcluir
  47. correção, sei que aqui é dieta paleo, mas conheci o blog através do emagrecer de vez.

    ResponderExcluir
  48. Simone: você me lembra um amigo meu que costuma dizer "nesse mundo, não há o que não haja!". Na verdade, estou convencido de que nem todos engordamos pelos mesmos motivos. Embora não reste dúvida de que o hiperinsulinismo esteja por trás da maioria dos casos, com certeza há exceções. Como escrevi na postagem http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html , "Nem todos engordam pelos mesmos motivos. Não resta dúvida que o consumo excessivo de carboidratos refinados é a grande causa da epidemia de obesidade de nossos dias. Isto não significa que VOCÊ engordou por causa disso.Há pessoas que engordaram pelo uso de medicamentos, como antidepressivos ou medicações para transtorno de humor bipolar, anti-convulsivantes, corticoides. Há pessoas que engordam devido à predisposição genética; e há pessoas que engordam simplesmente por que comem demais." "Em seu agora já clássico estudo, o Dr. Gardner da UCLA indica que aqueles pacientes cujo excesso de peso foi causado pela resistência à insulina são os que melhor respondem à restrição de carboidratos. Neste estudo, foram comparadas 4 dietas completamente diferentes. Embora a dieta low carb, como sempre, tenha se saído melhor que as demais NA MÉDIA, houve pacientes individuais que perderam grande quantidade de peso com TODAS as 4 dietas, e houve pacientes que não perderam peso em TODAS as dietas."
    Então, se você é uma dessas pessoas que funciona melhor com uma dieta mais rica em carboidratos, lembre-se de que há carboidratos seguros (arroz branco, batata doce, frutas) e outros que devem sempre ser evitados (trigo, açúcar), por motivos que vão além do peso. Me parece que você se daria muito bem com esta dieta: http://perfecthealthdiet.com/ Dê uma conferida.

    ResponderExcluir
  49. Bom dia Dr Souto, muito obrigada por responder com tanta clareza de informação. Vou ler os links indicados.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  50. Mauro Palhares Junqueira Leite10 de agosto de 2013 14:13

    Prezado Dr. Souto,


    Parabenizo-o pela citação de seu nome na revista Época do dia 12/08/2013.

    ResponderExcluir
  51. Ainda não consegui ler - ficou boa a reportagem??
    Em 10/08/2013 14:13, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  52. Mauro Palhares Junqueira Leite10 de agosto de 2013 17:22

    Ficou ótima. Mas vi que o senhor já postou e, portanto, já leu. Parabéns mais uma vez.

    ResponderExcluir
  53. Podia ter ficado bem melhor. Mas podia ter ficado bem pior!


    2013/8/10 Disqus

    ResponderExcluir
  54. Bom dia!!! Adotei a dieta hiperproteica em razão de um problema de saúde que tive. Além disso, minha intenção é de perda de peso (massa gorda, de preferência, né?). Bom, li o livro "Eu não consigo emagrecer " do dr. Dukan, que enfatiza que quanto mais low fat for a alimentação hiperproteica, mais proteínas puras estaremos ingerindo. Ele diz que a gordura "rouba" a pureza da proteína. Outra coisa que parece um mantra no livro é o uso dos farelos de aveia e de trigo. Por que eles são contraindicados na dieta paleo? Tão difícil esse conflito de teses que ainda não entendi. O dr. Dukan também contraindica a aveia em flocos, mas diz que o farelo não traz a hiperinsulemia de rebote. Heeeelp! Obrigada por tudo!!! Saber é poder!

    ResponderExcluir
  55. Compre o livro barriga de trigo, e leia todo o blog. A resposta curta é que Dukan está errado. Obviamente Dukan é melhor do que a dieta ocidental padrão, mas está errado em muitos aspectos. E páleo e low carb NÃO são hiperproteicas.


    Em 20 de agosto de 2013 09:51, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  56. Obrigada pela resposta!!!

    Ainda sobre o farelo de aveia, dá uma olhadinha no que essa nutricionista diz: "A fibra solúvel, formadora de gel como a beta-glucana, acrescida a uma solução de glicose ou misturada aos alimentos, reduz o esperado aumento da glicemia e concentração de insulina em pacientes normais e pessoas com diabetes tipo 2. A beta-glucana é o componente ativo presente no farelo de aveia, o qual pode ser utilizado para melhorar o controle do diabetes." Mais por amor ao meu pãozinho caseiro do que à ciência, insisto, qual o mal que esse farelo faz?

    ResponderExcluir
  57. Altera a permeabilidade da barreira intestinal por causa da gliadina, produzindo inflamação crônica. Leia o livro. Além disso, isso que a nutri descreveu equivale a colocar filtro no cigarro, ao invés de simplesmente não fumar.


    Em 22 de agosto de 2013 17:46, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  58. Mais uma dúvida: de onde afinal surgiu a "verdade" de que o colesterol está relacionado à doença cardíaca? Me perdi...

    ResponderExcluir
  59. Olá Carolina

    Tudo sobre colesterol! Leia: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-i.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-ii.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/06/colesterol-iii.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/colesterol-iv.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/colesterol-v-causa-e-efeito-versus.html

    ResponderExcluir
  60. Enquanto tivermos ministério da saude trabalhando desse jeito, vai ser dificil mudar alguma coisa nesse país. Estamos tendo um surto de obsidade no Brasil e a medida para solucionar o problema é reduzir o sódio nas comidas das crianças. Estão de brincadeira.

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2013/08/1332386-51-da-populacao-brasileira-esta-acima-do-peso-aponta-pesquisa.shtml

    ResponderExcluir
  61. Dr. Souto,

    comecei a dieta low carb há cerca de 2 meses. A maior dificuldade foi o excesso de fome no início, quando então comecei a seguir os conselhos do site de aumentar gorduras boas. Bom, foi aí que meus problemas iniciaram.. passei a ingerir as seguintes fontes de gorduras: manteiga no café da manhã para fazer ovos mexidos; azeite na salada do almoço; gordura de carnes (mas não muita, pois eu não consigo comer pedaços de gordura); castanhas no fim da tarde (quando fico com MUITA fome mesmo tendo comido azeite no almoço); creme de leite de sobremesa e/ou para matar a vontade de doces e iogurte natural integral. Bom, desde então não paro de engordar! Pensei em 2 possibilidades, que eu possa ter intolerância à lactose e esse excesso de creme de leite e iogurte está causando isso ou que estou comendo muita castanha que tem algum carb, né? O que o senhor acha? O problema é que tirar qualquer uma das duas opções (lactose e castanhas) é praticamente impossível, me sobra poucas opções, especialmente de lanche para carregar no trabalho. Por favor, me dê algumas dicas.

    Muito obrigada

    ResponderExcluir
  62. Engordar quanto?
    Em 10/09/2013 13:23, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  63. Antes da low carb havia perdido 6kg com dieta hipocalórica e os recuperei nesses 2 meses

    ResponderExcluir
  64. E as medidas?
    Em 10/09/2013 13:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  65. Também retornaram ao que eram antes, com exceção de gluteos e pernas que ficaram menores. A barriga, no entanto, meu maior problema, voltou ao que era. O meu corpo é aquele que acumula bastante gordura na barriga, costas e braço e menos do bumbum para baixo, partes que eu primeiro perco gordura quando começo a emagrecer também. Um detalhe, a minha barriga é aquela mais redonda, que já é grande desde a altura do estômago que, aliás, eu sinto muito pesado sempre que como (desde criança). O senhor acha que posso ser intolerante a lactose? Além disso, sempre tive intestino preso e isso também piorou com low carb,


    Obrigada por tentar ajudar

    ResponderExcluir
  66. É, seria minha próxima tentativa - eliminar laticínios. E controlar um pouco as porções (a fome diminui na maioria das pessoas, mas não somos todos iguais, e alguns precisam cuidar isso no início)


    Em 10 de setembro de 2013 13:51, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  67. Vou tentar eliminar os laticínios então. Com relação às porções acho que não há muito o que fazer, pois eu como pouco. Eu sempre comi alimentos de má qualidade e por isso engordei, mas nunca comi em grandes quantidades. O problema é que eu ainda não senti essa falta de fome que vocês reportam, no final da tarde (após algumas horas do almoço) sinto muita fome e normalmente como castanhas de caju (umas 10). Ah esqueci de mencionar uma coisa MUITO importante. Eu disse que estava comendo creme de leite, mas eu misturo com leite em pó. Acho que é esse o erro, né? E isso tem me deixado um pouco viciada, tenho comido isso todos os dias. Você acha que elimino laticínios em geral ou posso deixar queijos e manteiga? Obrigada

    ResponderExcluir
  68. Leite em pó= muito açúcar
    A manteiga pode ficar. Pegue leve nos queijos.
    Em 11/09/2013 07:57, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  69. Claro, tem toda razão... e além de muito açúcar o efeito viciante fica potencializado com a nata, né? Muito açúcar+muita gordura. É engraçado (se não for trágico) como o nosso cérebro gordo tenta nos enganar... eu já sabia disso, li todos os seus artigos e diversos papers que vc sugere, mas o demoninho interno ficava me dizendo: "Coloque leite em pó nesse creme de leite que vai ficar MARA!" rsrsrs.


    Bom, eu vou começar retirando somente o leite em pó para testar, pois a nata ajuda bastante na dieta, tanto pura quanto em receitas. Como eu pretendo levar essa dieta para a vida toda não tenho pressa em perder peso (quanto maior a pressa maior é a frustração) e quero me adaptar direitinho a essa nova vida. Sendo assim, seria ótimo se os laticínios permanecessem e vou continuar com eles por enquanto. Se não der certo, retiro-os.


    Obrigada novamente e nunca é demais dizer parabéns por tudo isso!

    ResponderExcluir
  70. Priscylla, agora vc falou da forma que quem tem sucesso fala.
    Em 11/09/2013 08:41, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  71. Gostaria de saber quais exames são importantes para fazermos de controle, fazendo a dieta LCHF. O que devemos levar em consideraçao para acompanharmos a melhora de nossa saúde fazendo essa dieta. OBrigada!

    ResponderExcluir
  72. Mauro Palhares Junqueira Leite31 de outubro de 2013 04:57

    Dr. Souto:
    Tenho feito dieta paleo/low carb há 6 meses. Perdi 23 Kg. Neste meio tempo, fiz apenas 3 dias do lixo(nestes dias, abusei um pouco).
    No entanto, agora fiquei preocupado.
    Fiz exames ontem.
    Consegui retirar agora, pela Internet, um resultado parcial (faltam ainda alguns exames).
    Minha glicemia de Jejum está em 103 - Está acima dos 99 recomendados, mas considerei o resultado bom, visto que sou diabético tipo 2 e, normalmente, antes, dava entre 140 e 180.
    Minha creatinina está ótima, o que considerei uma vitória, pois tenho medo de danos renais por conta do diabetes.
    uréia- 32-ótima também.
    transaminase pirúvica 29- excelente (baixou muito, pois no último exame, de 1 ano atrás, eu tive os níveis altos.
    Gama Glutamil _um pouco alto- O limite é 63- estou com 65.
    Até aqui, tudo bem. Só que agora, vem a parte MUITO preocupante.
    Meu colesterol Total deu 247 mg/dl. Pensei: Tudo bem, pois o HDL (colesterol bom), deve estar altíssimo. Porém, a surpresa negativa. Meu HDL deu 22. O limite mínimo, para ser bom, é 40!!! Fiquei apavorado. Meus triglicerídeos, também estão um lixo- 255- Considerado alto- O último (há um ano, foi 175). Aumentou. Como, se mal como carboidratos?????
    Minha suspeita é que tenho consumido muita proteína. Poderia ser isso? Agora, fiquei super inseguro.

    Dr. Souto, o que o senhor acha????

    ResponderExcluir
  73. Mauro - os triglicerídeos elevados, neste contexto, só podem significar 3 coisas, uma das quais eu já sei que não é o caso:
    1) você está comendo carboidratos sem perceber (NÃO é isso, pois você perdeu 23Kg!!)
    2) O exame está errado - REPITA
    3) você ainda está no meio da perda de peso e, durante esse período, os exames podem dar bastante alterados.

    O colesterol não me preocupa nem um pouco.

    Apenas repita o exame, para sabermos se é a hipótese 2 ou 3.


    Em 31 de outubro de 2013 04:57, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  74. Mauro Palhares Junqueira Leite31 de outubro de 2013 13:55

    Dr. Souto:
    Saiu a minha hemoglobina glicada: Exame anterior de 1 ano atrás- 9,5%-diabético.
    Exame de agora, 6 meses de lowcarb- 5,5%!!!
    E agora? Não sou mais diabético?

    ResponderExcluir
  75. PARABÉNS!
    Agora você não é mais diabético, desde que coma páleo para sempre - mas duvido que você tivesse outra intenção, não é mesmo?


    2013/10/31 Disqus

    ResponderExcluir
  76. Mauro Palhares Junqueira Leite31 de outubro de 2013 15:14

    Claro que não. Vou comemorar comendo brócolis e ovos e bebendo chá sem açúcar.
    Eba. Não sou mais diabético. QUEM FALOU QUE ESTA M... (PERDÃO, MAS NÃO RESISTI) DE DOENÇA NÃO TEM CURA???????????????
    Em tempo:
    Tinha esteatose de grau 2:
    Meus testes hepáticos deram normais.
    Tinha proteinúria e glicosinúria= SUMIRAM- normais.
    Creatinina- normal
    Tireóide=normal.


    Só o colesterol HDL muito baixo e os triglicerídeos é que me surpreenderam. Vai entender...
    Em 30 dias, refaço os exames.
    Mas já tô feliz prá caramba.
    Imagina quando eu tiver perdido os 40 kilos que faltam.
    Valeu Dr. Souto.

    ResponderExcluir
  77. Mauro Palhares Junqueira Leite31 de outubro de 2013 15:18

    Vou dar um pitaquinho aqui...
    Castanha de caju tem carbos.
    Fora que a maioria é frita com gordura vegetal.

    ResponderExcluir
  78. Genial.


    Em 31 de outubro de 2013 15:14, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  79. Mauro Palhares Junqueira Leite31 de outubro de 2013 18:48

    Dr. Souto, me ajude, que agora não entendi mais nada. Minha Hemoglobina glicada deu 5,5%, indicando a reversão do diabetes tipo 2. Minha creatinina sanguínea está normal, mas agora chegou o exame de urina e está indicando microalbuminúria com 100,83mg/g de creatinina na relação albumina/creatinina, que deveria, para ser bom, estar abaixo de 30mg/g. Pelo que entendi, está indicando risco de nefropatia diabética. Como é possível, com minha hemoglobina glicada tão boa?

    ResponderExcluir
  80. Mauro Palhares Junqueira Leite31 de outubro de 2013 19:31

    Dá para reverter isso?

    ResponderExcluir
  81. O tempo dirá. É possível.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 31/10/2013 19:31, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  82. O feijão faz mal?Engorda?

    ResponderExcluir
  83. Olá Juliana,

    Feijão é uma leguminosa (assim como soja e amendoim) e contém lecitinas que alteram a permeabilidade intestinal (não tanto quanto o glúten, mas alteram). Se fizer questão de consumir, que seja esporadicamente, 70% das calorias de
    um feijão são carboidratos, engorda sim!

    ResponderExcluir
  84. Cristian Luís Litwin17 de dezembro de 2013 00:39

    hahahahha, vai la de volta Mauro, e faz ele cair na real, mostra para ele na categoria que ele é apenas mais um ser manipulado pelo sistema...A luta vai ser grande, mas isso é que tornam as coisas emocionantes!

    ResponderExcluir
  85. Cristian Luís Litwin17 de dezembro de 2013 00:44

    Bah, que analogia interessante, os caras preferem manter suas teorias em pé a qualquer custo, tudo por vaidade! Terrivel, as pessoas do nossa era deveriam ja estar de mentes abertas para a mudança, o inovador, pois nada é definitivo nesse planeta!

    ResponderExcluir
  86. Quantos dias/semanas até que a gente note diminuição das dobras cutâneas e perda efetiva de gordura?

    ResponderExcluir
  87. Caro Dr. Souto, e Priscylla, peço licença para participar desta conversa.
    Desde que tive contato com a dieta lowcarb venho estudando e buscando mais informações.

    O seu blog é uma riqueza!

    Nunca deixo de lembrar do Sr. e de agradecer pelos tantos ensinamentos que divulga com dedicação.

    O Sr., sem dúvida, é um dos que estão na vanguarda desse "movimento" aqui no Brasil.

    Mas as notícias não chegam facilmente por aqui...

    Escrevo neste espaço (postagem) propositalmente.

    O texto é bom, com argumentações lógicas sobre calorias que entram e saem e sobre crescimento e hormônios.

    Entretanto, seguindo a sua linha de pensamento, acredito que o senhor deva revisar os pontos de vista que não têm base científica... lembra dos estudos randomizados?

    Considero haver uma falha de percurso nesta sua postagem, pelo entendimento equivocado do funcionamento da dieta e pela contradição a um princípio fundamental da física sobre conservação de energia.

    Na minha busca, deparei-me com uma reportagem da BBC que desencadeia a sequência dos estudos sobre a dieta Atkins.

    Bem, encontrei, nos comentários, relatos de pessoas que passaram a ter dificuldades com a perda de peso, assim como eu a partir do oitavo quilo perdido.

    Neste diálogo aqui, exatamente, identifico uma pessoa que ganhou peso, a Priscylla.

    Acredito, também, ter encontrado as respostas para os questionamentos da pessoa desta sequência, assim como para as demais que se queixam de dificuldades para continuar a perder peso.

    Quero lhe pedir, com empenho, que assista à sequência de vídeos que legendei (seguindo a sua dica sobre o site AMARA).

    Ali encontrei algo que nos fará aprimorar o conhecimento e tirar conclusões mais corretas de como funciona o nosso organismo e a interação com a dieta que escolhemos.

    Por este post que o Sr. apresenta a argumentação contrária ao equilíbrio das calorias consumidas X calorias ingeridas, há equívocos que poderão ser esclarecidos naquela reportagem.

    Por favor, veja a sequência - "A dieta Atkins" (de 1 a 5) no blog:

    http://vivamelhorlowcarb.blogspot.com.br

    Espero ter ajudado.

    Desejo todo o sucesso.

    Feliz Natal!

    Um forte abraço,

    Sérgio Weydt.

    ResponderExcluir
  88. Audrey, muito difícil definir isso. Cada pessoa tem uma velocidade de emagrecimento. Mas a primeira gordura que vai embora, é a visceral, ou seja, essa nem é visível...

    ResponderExcluir
  89. Caro Dr. Souto, volto a manifestar-me neste post para tentar melhorar a abordagem.

    Acredito e pratico o estilo lowcarb de alimentação e, por isso mesmo, a intenção é colaborar.

    A questão aqui passa por erro de lógica e a trilha do engano.

    Coloquemos a questão de forma um pouco diferente:

    A lei da conservação da energia é a que dita que ninguém pode engordar sem que coma mais do que precisa (ou gasta, se preferir).

    Caloria é energia. Comida é energia.

    A energia não se cria ou se destrói, apenas se transforma.

    Essa lei não foi criada pelo homem, mas é um enunciado com base na observação da natureza e serve como pilar para o entendimento do funcionamento do próprio Universo.

    Se o adolescente em crescimento come mais, por causa dos hormônios, ele precisa de mais calorias para crescer = ele gasta mais calorias.

    Ele gasta o que come = ele transforma as calorias em massa para crescer = não há balanço positivo de calorias, mas há a transformação das calorias em crescimento.

    Se conseguir comer um pouco mais do que necessita para as atividades cotidianas e para a demanda do crescimento, certamente engordará.

    Se comer menos, emagrecerá, até o limite do equilíbrio entre o crescimento e o definhamento.

    Da mesma forma, o halterofilista engordará se comer mais do que possa crescer em músculos.

    Também a moça da puberdade está transformando o alimento (energia) na massa requerida pelos hormônios para o desenvolvimento físico. Mais do que isso, engordará.

    Entendo o seu ponto de vista. Entretanto, talvez haja a necessidade de revisão deste texto para algo melhor explicado.

    Se passarmos a ingerir quantidades maiores de alimento, mesmo que na forma de gorduras ou proteínas, haverá transformação da energia de alguma maneira; seja para o crescimento; para o aumento da massa muscular; para a formação de tecidos; ou para a engorda.

    Tenho visto pessoas fazendo apologia da ingestão de gorduras e proteínas de forma livre e ilimitada.

    Não entendo dessa forma a dieta lowcarb.

    O que entendo é que com essa dieta passamos a estar SACIADOS com menor quantidade de alimento (pela melhora na qualidade dos alimentos), que equivale a ingerir menores quantidades de energia na forma de calorias e, portanto, acabarmos por atingir o equilíbrio da massa corporal.

    A dieta atende as pessoas que têm dificuldade de saciedade natural, pelos efeitos danosos surgidos ao longo do desenvolvimento de alimentos processados.

    Mas há as que têm outras necessidades, como a emocional, que comem por compulsão ou ansiedade, que a dieta por si não pode solucionar.

    Ou seja, revendo o texto, podemos enunciar que: Ninguém engorda sem que coma (em energia) mais do que precisa.

    Reforço que sou seu admirador e econheço o seu belíssimo trabalho.

    Desejo todo o sucesso e, por que não, aguardo, humildemente, o seu posicionamento.

    Fique com Deus.

    Abraço forte.

    Feliz Ano Novo.

    ResponderExcluir
  90. Sérgio, vou dividir a resposta em duas partes.


    Primeiramente, para lhe dizer que esta postagem foi escrita há 2 anos, e já evoluí este pensamento sobre maneira. Se você tem lido as postagens mais recentes, encontrará os seguintes exemplos:

    Nesta postagem, abordo o assunto da hiperpalatabilidade, que induz o comer em excesso: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/03/paladar-e-evolucao.html

    Nesta postagem, afirmo algumas coisas que vão na linha do que você diz: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html
    "Nem todos engordam pelos mesmos motivos. Não resta dúvida que o consumo excessivo de carboidratos refinados é a grande causa da epidemia de obesidade de nossos dias. Isto não significa que VOCÊ engordou por causa disso.Há pessoas que engordaram pelo uso de medicamentos, como antidepressivos ou medicações para transtorno de humor bipolar, anti-convulsivantes, corticoides. Há pessoas que engordam devido à predisposição genética; e há pessoas que engordam simplesmente por que comem demais."

    "Em seu agora já clássico estudo, o Dr. Gardner da UCLA indica que aqueles pacientes cujo excesso de peso foicausado pela resistência à insulina são os que melhor respondem à restrição de carboidratos. Neste estudo, foram comparadas 4 dietas completamente diferentes. Embora a dieta low carb, como sempre, tenha se saído melhor que as demais NA MÉDIA, houve pacientes individuais que perderam grande quantidade de peso com TODAS as 4 dietas, e houve pacientes que nãoperderam peso em TODAS as dietas."

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/para-alem-da-insulina.html

    "se a insulina fosse, de fato, o único sinal hormonal a controlar a adiposidade, nossos problemas estariam resolvidos. Todas as pessoas poderiam regular seu peso e seu percentual de gordura com facilidade e precisão - e sabemos que isso não é assim."

    "Bem, como você já deve imaginar, há muito mais coisas entre o céu e a terra do que pode supor nossa vã endocrinologia. Albert Einstein disse uma vez: "Everything should be made as simple as possible, but not simpler" ("tudo de ser simplificado tanto quanto possível, mas não deve ser mais simplificado do que isso"). Embora eu tenha lançado mão deste recurso de simplificação neste blog, está na hora de complicar um pouco as coisas, nem que seja para que o leitor entenda que um sistema complexo não pode ser completamente comandado por intervenções simples, e que trata-se de algo profundamente multifatorial, sobre o qual nosso conhecimento apenas agora começa a arranhar a superfície."

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/nao-e-tao-simples-o-set-point.html

    "Há cerca de um ano, quando comecei este blog, estava ainda sob forte influência do (sensacional) livro Why We Get Fat: And What to Do About It e de minha própria experiência com dieta low carb."

    "Imaginei que havia descoberto A CHAVE para resolver o problema do excesso de peso - afinal, para MIM havia dado certo. Com o passar do tempo, comecei a ter experiências mistas no consultório em com pessoas próximas. Algumas pessoas tinham resultados como os meus - uma minoria. A maioria tinha uma perda inicial rápida de peso, chegando a um platô (estabilização do peso), frequentemente muitos quilos acima do ideal. Uma outra minoria praticamente não perdia peso, mesmo fazendo tudo certo."

    Esta postagem é muito boa para desviar o foco do balanço calórico como causa e passar a vê-lo como consequência: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/ganhar-peso-comendo-menos.html


    Espero ter lhe dado uma ideia da evolução do meu pensamento nesse período.


    Abraço,


    Souto

    ResponderExcluir
  91. Primeiramente, Dr. Souto, só posso agradecer pela honra e pelo privilégio de receber resposta tão dedicada.

    Muito obrigado e desculpe se fui impertinente em algum momento.

    Finalmente, me resta admitir: Xeque-mate!

    Abraço forte.

    ResponderExcluir
  92. Sérgio, impertinente que nada!

    Você é uma pessoa inteligente e educada, e eu gosto e faço questão de responder a questionamentos com esse gabarito. E que, além de tudo, me obrigam a PENSAR!

    E veja, você poderia continuar discordando, e isso não afetaria em nada meu apreço: gosto do debate inteligente e, como já mostrei na primeira parte da resposta, efetivamente mudo de idéia em virtude desse debate (se não fosse assim, não seria ciência, certo?).

    Um grande abraço.

    Souto

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 29/12/2013 02:48, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  93. Humberto De Medeiros Silva5 de janeiro de 2014 13:25

    Em primeiro lugar tenho que lhe parabenizar Dr. Souto e desejar-lhe um feliz ano novo e muito mais sucesso! O senhor foi muito bem me recomendado por uma grande profissional, grande amiga e mestra que tive nas aulas da disciplina de Psicologia. O blog é muito bom e não sei porque ainda não o conhecia... grande instrumento de informação e aprendizado! Estou ascinado e vou devorar todas as informações que aqui estão para começar a pratica-las imediatamente. Tenho 27 anos e ano passado (2013) sofri com problemas de gordura no fígado e um vesicula atipica, a minha continha aguá ao invés dos calculos! Comecei a dieta sugerida pelos medicos endócrino e nuticionista e perdi alguns quilos (15 kg), não tive mais sintomas ruins mas a gordura corporal estagnou e não saio dos 115 kg. Sou muito sedentario, quando tenho tempo na minha rotina corrida, gosto de caminhar. Tenho certeza que o Blog vai me ajudar muito e os grupos do face também... Abraços e minha admiração e respeito, sempre!

    ResponderExcluir
  94. Com certeza!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 05/01/2014 13:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  95. Prezado Dr. Souto, tomo há 3 anos sinvastatina diariamente. Depois da leitura e vídeos postados vou largar essa droga (deixarei de ser um viciado rsrsrs). Obrigado. Fantástica sua jornada. Apesar que o bom senso, a leitura da medicina antiga, das crônicas medievais, etc. já apontavam para as falácias nutricionais da ONU e tutti quanti. Parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  96. Poderia comentar sobre este artigo? http://saude.terra.com.br/dietas/professor-perde-16-kg-apos-3-meses-comendo-apenas-mcdonalds,0e4c44b5a8363410VgnVCM10000098cceb0aRCRD.html

    ResponderExcluir
  97. Ótimo. Muito obrigado!!

    ResponderExcluir
  98. José Mauricio Gonzales Praxede1 de março de 2014 13:29

    Eu respeito muito o Lair Ribeiro , mas depois q ele veio com essas conversas VEGANS de q laticínios não são para adultos eu parei de ver qualquer vídeo dele. eu basicamente não tomo leite, mas Iogurte , Kefir e queijos certamente podem ser encaixados num estilo Low Carb , mesmo q os 2 ultimos sejam só a partir da PPP em Atkins ...


    Tem outra coisa: provavelmente ele não aprova refrigerantes diet. esse é um vício do qual eu nunca vou me livrar. eu era viciado em refrios normais , hoje em dia passei pros diets somente, mas não passo sem eles.

    ResponderExcluir
  99. José Mauricio Gonzales Praxede1 de março de 2014 13:38

    Mas é a mais prejudicial de todas ...

    ResponderExcluir
  100. Dr. Souto, eu comecei a traduzir e resumir o Why We Get Fat capítulo a capítulo no meu perfil do instagram até perceber que vc já tinha feito isso (muito melhor do que eu, com certeza) no seu blog. Cheguei a publicar três capítulos. Recomendei então aos seguidores que visitassem o seu blog mas alguns me pediram para reproduzir no instagram assim mesmo. Posso? Com os devidos créditos, claro. Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  101. Olá Dr. Souto, será que não é tudo por uma questão da restrição de um grupo alimentar?

    Falo isso pois existe uma abordagem exatamente oposta as low carb que também funciona.

    http://foodnsport.com/index.php

    Todos que seguem essa 80% de carb, 10% de proteina e 10% de gordura são extremamente magros. e eles também comem os produtos permitidos a vontade sem contagem de calorias ou qualquer coisa que o valha.

    Por isso pergunto novamente. Não seria por causa da exclusão ou quase exclusão de um componente da dieta?

    ResponderExcluir
  102. Qualquer dieta suficientemente restritiva produz perda de peso. 3 problemas: possibilidade de manter no longo prazo; densidade nutricional; e eficácia. Neste último quesito, está comprovado que low carb é superior. Veja http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/dieta-de-baixo-carboidrato-portanto.html, em especial o vídeo referido nesse trecho:

    "O Dr. Gardner (que é vegetariano) admite constrangido que não há como negar que a dieta Atkins (restrição severa de carboidratos e consumo liberal de gorduras, inclusive saturadas) foi a melhor em todos os aspectos: o dobro da perda de peso e os melhores índices de saúde cardiovascular. Trata-se de estudo prospectivo, randomizado, com mais de 300 mulheres obesas, conduzido pela Universidade de Stanford, a um custo de 2 milhões de dólares.

    Veja o press release do estudo aqui.

    Veja, abaixo, o vídeo no qual o autor explica em detalhes os resultados"
    Low carb não é o único jeito de perder peso e ser saudável. É apenas o melhor, mais científico e mais eficaz - além de mais gostoso.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 19/03/2014 09:24, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  103. Concordo com vc no quesito restritiva em termos de componente alimentar, mas em termos de calorias parece que realmente não importa desde que haja a restrição de um grupo almentar. Na 80/10/10 eles comem 30 bananas por dia ( umas 3000 calorias ) fora os vegetais verdes... :-) E na paleo posso comer 4000 cal de carne que não vou engordar...

    Acho que o grande problema é a falsa solução que tentaram dar com as dietas balanceadas.

    ResponderExcluir
  104. Dr. Souto,
    descobri o blog há pouquíssimos dias por acaso e estou adorando!

    Estou lendo o blog desde as primeiras postagens assim como todos os comentários, já que possuem valiosa informação também. Tenho muitas dúvidas, mas ainda não as faço porque sei que serão respondidas a medida em que for lendo o blog, mas gostaria de lhe pedir algo que não sei se será possível... Como há acesso a muitos links para outras páginas, teria alguma maneira de que ao clicar nesses links, uma nova guia fosse aberta? Facilitaria muito a leitura do blog, já que ao voltar à página temos que recarregar todos os comentários e ao retomar a leitura, ficamos um pouco perdidos entre tantos comentários. :S
    Desde já agradeço pela atenção e pelo fantástico blog criado! Parabéns pelo trabalho, dedicação e conhecimento que transmite! :)

    ResponderExcluir
  105. Clica no link com o botão direto do mouse, e seleciona "abrir em outra guia"

    Em 20 de maio de 2014 17:35, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  106. Obrigada, Doutor! Bom, ao menos em relação a computadores já posso me considerar uma mulher das cavernas! :D

    ResponderExcluir
  107. Hahaha

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 20/05/2014 19:02, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  108. Comer mais calorias do que gasta é a mesma coisa que comer demais? Um bebê mama demais? Quando vira um menino, come demais? Quando vira adolescente, come demais? E quando vira adulto come demais? Então este indivíduo é um obeso. Balanço positivo é uma coisa. Comer demais é outra, né?

    ResponderExcluir
  109. Doutor Souto, essa é uma grande questão pra mim. Eu tenho rosto largo, então, quando emagreço, algumas pessoas dizem que "pareço doente". Isso me desestimula e acabo engordando de novo. Então terei que me acostumar com o rosto mais fino? Tinha a esperança de que, com o tempo e com a alimentação adequada, quantidades de gordura seriam melhor distribuídas no corpo, e, consequentemente, no rosto. De qualquer forma, não vou parar com a dieta, estou muito empolgado e tenho lido todas as publicações aqui do seu blog. Obrigado!

    ResponderExcluir
  110. Dr. Souto, então saber a minha Taxa de Metabolismo Basal para perda de peso não é relevante? Pergunto pois muito do que li clareou a minha mente, porém confesso que ainda não me sento convencido e confiante a largar essa contagem calórica.

    ResponderExcluir
  111. Qual o animal na natureza que sabe o seu metabolismo basal? Qual dos nossos (magros) antepassados (até 50 anos atrás) sabia algo sobre calorias?

    Assiste isso: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/video-legendado-j-bailor-emagrecer-e.html

    ResponderExcluir
  112. Caramba, agora tudo fez sentido!! Como eu não tinha pensado dessa forma antes?

    ResponderExcluir
  113. Estou acompanhando seus artigos há mais de um mês e já estou me adaptando ao estilo de vida low carb. A melhor sensação é a de liberdade, pois não preciso ficar com medo de comer as "gordices" pois me livrei delas.Aquela compulsão por doces e a preocupação em comer pequenas porções várias vezes ao dia, acabou!
    Anoto as calorias ingeridas no "fat secret" inclusive postando as receitas que preparei para saber quanto de carbos tem em cada porção.
    O que ainda não sei é se a quantidade de calorias totais ingeridas por dia diminui tanto assim!
    Nesta semana que pretendo entrar em cetose, minha ingestão diária total tem ficado perto das 1300cals, sendo que estou procurando manter os carbos liquidos abaixo dos 40g. Simplesmente não tenho fome para comer mais!
    Posso continuar assim ou devo incrementar a ingestão de gorduras e proteínas (todas do bem, é claro!)?

    ResponderExcluir
  114. A fome regula isso

    Sent from mobile phone
    Em 13/09/2014 12:27, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  115. Souto, voce leu a serie (8 artigos!) que o J. Stanton escreveu sobre o tema? http://www.gnolls.org/3615/intermittent-fasting-matters-sometimes-there-is-no-such-thing-as-a-calorie-to-your-body-part-viii/

    ResponderExcluir
  116. Sim, ele é ótimo

    Sent from mobile phone
    Em 21/09/2014 20:58, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  117. Comecei a ler sobre dieta Paleo, a partir de um livro que comprei na Net mesmo, intitulado: "Emagrecer de vez.com". Fiquei intrigado com as informações ali contidas, e procurei mais informações acerca do assunto e tal. Encontrei um BLOG e outro e outro... até achar este site. ÓTIMO. Achei hoje na verdade. Já vi que perderei minha noite lendo as postagens. Amo conhecimento. Se for para me beneficiar, melhor. Parabéns Dr. Abraços.

    ResponderExcluir
  118. Bem-vindo. São quase 300 postagens...

    Sent from mobile phone
    Em 26/09/2014 00:48, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  119. Olá Marieli,


    tapioca é um amido seguro, ou seja, não fará mal, não contém glúten. Mas se o objetivo é emagrecimento, fique atenta, tem muitos carbs.

    ResponderExcluir
  120. Marieli Lucia Nervis1 de outubro de 2014 14:45

    Obrigada Patrícia, substitui o pão pela tapioca, porém faço ela pequena.

    ResponderExcluir