terça-feira, 20 de dezembro de 2011

A regulação do tecido adiposo

Chegamos ao ponto crucial nesta introdução ao assunto da obesidade. Já concluímos nos posts anteriores que a obesidade é uma doença de acúmulo, isto é, um transtorno da regulação da gordura que leva ao seu acúmulo anormal, produzindo como consequências comportamentos compensatórios tais como fome e inatividade.
Mas afinal, como se dá a regulação do tecido gorduroso, das células adiposas? Pois se é uma falha destes mecanismos que leva à obesidade, é sobre a regulação dos adipócitos que temos de atuar, e não sobre as suas consequências ( ver a analogia com o diabetes).
A ciência sobre a regulação da gordura começou a ser elucidada ainda no pré-guerra, e nunca foi especialmente controversa. Está nos livros de bioquímica e fisiologia há décadas.
O tecido gorduroso não é um depósito de calorias no qual o excesso é estocado para ser utilizado um dia no futuro quando  houver uma situação emergencial de fome. Trata-se de um tecido metabolicamente ativo, no qual a deposição e mobilização da gordura ocorre de forma contínua, independentemente do estado nutricional do animal. O acúmulo ou perda líquida de gordura neste sistema depende de alterações no equilíbrio entre deposição e mobilização, ou seja, do equilíbrio entre estímulos que favorecem a deposição versus aqueles que favorecem a mobilização.
Durante as 24 horas do dia, boa parte da energia que alimentará as células do corpo advém do tecido adiposo. A gordura existe fundametalmente em 2 formas: ácidos graxos livres e triglicerídeos. Estes últimos são moléculas muito grandes para atravessarem as membranas das células. Assim, a gordura na forma de ácidos graxos livres entra e sai das células livremente. Mas a gordura é estocada nas células adiposas na forma de triglicerídeos - os ácidos graxos entram na célula, 3 deles juntam-se com uma molécula de glicerol, e pronto - a gordura está "presa" dentro da célula. A montagem e desmontagem dos triglicerídeos, bem como sua extração da corrente sanguínea pela enzima LPL, são os pontos cruciais de regulação do sistema.
O Hormônio mais importante na regulação destas enzimas é a INSULINA. No próximo post, explicaremos o papel fundamental deste hormônio sobre a obesidade

10 comentários:

  1. Doutor, fiquei assustado agora, estou fazendo essa dieta a um mês e meio e já perdi quase 7 kilos, estava muito contente e me sentindo muito bem, até fazer um exame de sangue e constatar o seguinte resultado: colesterol total 235, HDL 50, LDL 164 e VLDL 21!!! Tenho feito a dieta corretamente, apenas não estou fazendo exercicios, o que pode estar acontecendo? Devo abandonar a dieta ou apenas diminuir a gordura na alimentação, Fábio

    ResponderExcluir
  2. esqueci de dizer, tenho 38 anos, 1,76 de altura e peso atualmente 84 kilos. Fábio

    ResponderExcluir
  3. Eu não abandonaria nada. E não vejo nada de errado com Colesterol de 235 e HDL de 50. Dê uma lida nas postagens colesterol I, II, III, IV e V.

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela resposta, vou ler sim com certeza, me esqueci de agradecer pelo blog e disponibilizar toda essa informação, só fiquei preocupado pois a alguns meses atrás estava com total 200, HDL 60 e LDL inferior a 100. Sempre fui muito ativo em relação a exercícios, parei um tempo (6 meses) pois quebrei a perna jogando bola. Vou começar a fazer exercícios esta semana e espero que ajude no meu objetivo de chegar a 78 kilos e ficar neles, jé me acostumei com essa alimentação e não vejo mais dificuldades em mante-la, tenho feito até esforço para me alimentar pois quase não tenho fome. Abraço

    ResponderExcluir
  5. Fábio, o colesterol total pode subir em low carb (o que, na minha opinião, não tem nenhuma importância), mas o HDL sempre sobe (e sobe mais, quanto mais gordura se consome). E os triglicerídeos sempre descem (abaixo de 100). É possível q se você repetir os exames, os resultados sejam diferentes. O LDL não é medido pelo laboratório, é calculado por uma fórmula q dá resultados errôneos em quem faz low carb (por causa dos triglicerídeos baixos), então nem leve isso em consideração. E não deixe de ler as postagens. Estes números não podem ser mais importantes do q seus óbvios bons resultados. E, sim, o exercido vai elevar seu HDL.

    Sent from Galaxy S3
    Em 14/03/2013 18:17, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  6. Teresa Cavalcanti7 de agosto de 2013 21:25

    Excelente síntese, dr. Souto!

    ResponderExcluir
  7. Dr. Souto, tudo bom?
    Já acompanho o site do Rodrigo - emagrecerdevez.com - e recentemente descobri o seu site através do podcast que vocês fizeram juntos, e então comecei a frequentar e fazer a leitura dos artigos do seu site e comecei a por em prática a dieta low carb já faz duas semanas, contudo fui muito advertido principalmente por minha mãe que disse que isso aumentaria meu colesterol, que não se poderia fazer a dieta por mais de 15 dias e tudo mais.. Percebo que nessas duas semanas já reduzi algumas medidas, contudo ela disse que estou ficando com o rosto pálido, e fui conferir no espelho mas não encontrei nada de anormal, ao meu ver, mais a conjuntiva do meu olho está mais esbranquiçada e estou sentindo um ligeiro cansaço em atividades que não sentia. Fui buscar informações sobre anemia e vi que os melhores alimentos para combater são aqueles principalmente consumidos na dieta, como carnes, folhas escuras, vegetais, ovos e etc..
    Contudo quando comecei essa dieta me sentia bem, mas ao longo dos dias a fome realmente vai sumindo, chegando na segunda semana estou fazendo apenas 4 refeiçoes diárias que consistem em (basicamente):
    Café da manhã: dois ovos cozidos com sal e queijo
    Almoço: Salada de alface, rúcula e tomate, e carnes (quantidades médias para pequenas)
    Lanche da noite: Omelete 2 ovos com presunto e mussarela ou carne
    Jantar: Salada alface, rucula, tomate , carnes ou file de frango..

    Um fato é que depois de começar a dieta sinto minha boca ficando muito seca, e o ligeiro cansaço em atividades que antes nao sentia, bem como leve dor de cabeça.

    Isso poderia ter alguma relação com a dieta ou até mesmo com a quantidade de alimentos que estou consumindo, visto que reduziu bastante (também as carnes e ovos) e quanto a anemia, poderia levar a ela??

    Desde já agradeço.

    Victor M.

    ResponderExcluir
  8. Olá Victor.

    Essa sensação de cansaço é a fase de adaptação, passa logo. Mas não vi vc falar em gorduras. Capriche nas gorduras boas (banha, óleo de coco, manteiga, azeite) que saciam e são vitais.

    Como páleo / LCHF é bem diurética, a boca seca é normal. Aumente o consumo de água. E como vc mesmo constatou, não dá pra ficar anêmico com esta alimentação!

    ResponderExcluir
  9. Olá Patricia.
    Muito Obrigado pela atenção.
    Quanto as gorduras, como carnes, ovos feitos na manteiga, azeite, só ainda não comi óleo de coco..
    Se possível gostaria de tirar algumas dúvidas.
    Em relação ao cansaço que mencionei, eu sinto o cansaço quando subo um lance de escada pequeno, mas parece que corri em ritmo forte, esse cansaço é que sinto, o coração batendo a mil por hora (antes não sentia), Isso é normal ???
    Uma outra dúvida, existe alguma maneira mais ''simples'' de saber já estou em cetose??

    Muito Obrigado..
    Att. Victor M.

    ResponderExcluir
  10. GՏnipеr was гelеasedin 2008and has never been outdated, It has always
    bear on it’s ɑssurance to get you’re online Marketing sаles through the гoof.

    The QXL name sеems to bе best known in Norway and Denmark wheгe it is a quite a
    popular ecommercе portal. This աill reignite tҺe flame of terroг that we all ƴearn for ɑs we tune
    in to thе series.

    my web page mi40x pdf

    ResponderExcluir