quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Síndrome metabólica - o flagelo moderno

Dificilmente uma pessoa é apenas obesa. Ou apenas hipertensa. Ou tem apenas triglicerídeos elevados. Normalmente, estas e outras anormalidades ocorrem em conjunto, constituindo uma síndrome. Isto não é novidade, e tem sido relatado desde a década de 1950. Em 1988, o Dr. Gerald Reaven introduziu o conceito de forma ampla, e o denominou de "Síndrome X". O Dr. Reaven propunha a teoria de que a gordura abdominal (na barriga), a hipertensão, o diabetes e as alterações de colesterol e triglicerídeos tinham todos em comum a resistência à insulina como causa.

O termo síndrome X foi substituído, modernamente, por síndrome metabólica. Há diferentes critérios para o diagnóstico desta síndrome mas, de uma forma geral, uma pessoa que preencha pelo menos três dos critérios abaixo já pode ser considerada como portadora de síndrome metabólica:

  • Obesidade abdominal (índice cintura/quadril > 0,9 para homens e 0,85 para mulheres, ou ainda cintura masculina com mais de 102 cm e a feminina com mais de 88 cm;
  • Triglicerídeos acima de 150 mg/dl;
  • Colesterol HDL < 40 mg/dl (homens) ou < 50 (mulheres) (ou já estar em tratamento para isso);
  • Pressão acima de 130/85 (ou já estar em tratamento para isso);
  • Glicose em jejum acima de 100 mg/dl;
  • Diabetes tipo II
Há ainda um grande número de outras patologias associadas à síndrome metabólica, incluindo ácido úrico elevado, gota, cálculos renais, esteatose hepática ("gordura no fígado"), cálculos de vesícula biliar, transtornos psiquiátricos, doenças autoimunes tais como artrite reumatóide e psoríase, entre outros.

O mais fascinante é que, se você re-ler o post sobre as ações da insulina, é evidente que os níveis permanentemente elevados de insulina estão por trás de quase todas as patologias acima. Junte-se a isso o fato de que estas doenças são características da civilização, isto é, inexistem nas poucas sociedades caçadoras e coletoras que ainda restam. A solução não parece simples? Se o problema é a insulina elevada, basta reduzi-la. E, de fato, uma dieta de baixo carboidrato e nos moldes paleolíticos é capaz de melhorar e mesmo eliminar completamente a síndrome metabólica em sua totalidade. Para os colegas médicos, sugiro a leitura deste artigo.

A abordagem equivocada da medicina nos últimos 40 anos tem sido a de tratar cada um dos sintomas da Síndrome Metabólica com uma medicação diferente (remédio para pressão, para colesterol, para ácido úrico, etc.), sem atacar a causa (hiperisulinemia causada pelo excesso de carboidratos na dieta). Por isso é chocante para nós, médicos, observar o impressionante efeito de uma dieta lowcarb/páleo sobre todos os parâmetros da síndrome em períodos tão curtos como 30 dias.

O fato de que as pessoas não melhoram com as orientações nutricionais convencionais (restrição de gorduras e aumento do consumo de grãos) não se deve ao fato de que as pessoas não seguem as orientações, e sim do fato de que tais orientações estão erradas do ponto de vista científico e metabólico.

76 comentários:

  1. Olá, Dr. José Carlos. Fiquei muito feliz em encontrar o seu blog. Fiquei sabendo da dieta/ estilo de vida Paleo através de blogs e livros estrangeiros e estava inconformado por essa discussão não ter chegado ao cenário nacional. Isso me manteve um pouco cético. Agora estou um pouco mais confortável em encontrar um blog nacional com embasamento científico escrito por um médico.
    Moro em São Paulo e ainda assim, não encontro médicos com essa visão do emagrecimento com lowcarb. A associação cultural da gordura com o colesterol e a pirâmide nutricional está tão arraigada que é difícil encontrar médicos com essa nova visão.

    Meu caso é peculiar. Tenho forte sobrepeso, minha endrócrino até já recomendou cirugia de redução de estômago, mas resisto porque quero emagrecer com saúde. Acontece que apesar da obesidade, minha pressão sempre foi boa e a glicemia dentro dos padrões normais (apesar do histórico familiar de diabetes e hipertensão, sei que seria uma questão de tempo até esses sintomas aparecerem com a idade, estou com 28 anos).

    No entanto, estou com gordura no fígado e ácido úrico elevado. Seria um contrasenso para um médico sem inclinação paleo indicar uma dieta rica em gorduras. E para tentar resolver a gordura no fígado ela receitou tomar 1 xenical diariamente.
    Caso eu mantenha essa prescrição e comece a me alimentar de forma Paleo, o Xenical não eliminaria também os óleos benéficos, como o óleo de coco? Não teria aí, um déficit energético maior?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Edison:

      Comer gordura não leva a acúmulo de gordura no fígado - não há nenhuma evidência neste sentido! Isso é desconhecimento de bioquímica básica, não tem nada a ver com ter inclinações páleo ou não, é ignorância mesmo.

      O que leva à esteatose é o fato de o fígado precisar converter grande quantidade de carboidratos (especialmente frutose) em triglicerídeos, excedendo a capacidade do VLDL em transportá-los para o sangue, criando acúmulos intracelulares de gordura. O tratamento mais eficiente para fígado gorduroso é a restrição de carboidratos (e, por conseguinte, de frutose - lembrando que a sacarose (açúcar de mesa) é composta por 50% de glicose e 50% de frutose)).

      O Xenical é uma aberração, um atestado à ignorância nutricional em que a classe médica encontra-se mergulhada, ao pensamento simplista da restrição calórica.

      A restrição calórica leva, sim, à perda de peso, mas vc quer perder gordura, não peso. 70% da perda de peso na restrição calórica é de massa magra. E sim, vc estaria deixando de absorver todas as coisas saudáveis que vêm junto com a gordura, como vitaminas lipossolúveis. Além disso, a gordura é saciante e diminui a sua fome (assim como a proteína). Os carbs, ao contrário, só aumentam a fome. E a restrição calórica é insustentável no longo prazo, ao contrário da restrição de carboidratos, que não implica fome e desnutrição.

      Bem, vc já sabe o que eu penso sobre o assunto. Fazer mais do mesmo esperando que um dia o resultado seja diferente não é a melhor alternativa. Vc está no caminho para educar-se sobre o assunto e assumir responsabilidade sobre sua própria saúde - não deixe que tirem isso de você.

      Por fim, leia este artigo sobre ácido úrico, gordura no fígado e frutose: http://www.medicalnewstoday.com/releases/250250.php

      Excluir
    2. Obrigado pela rápida e informativa resposta. Pelo artigo já suspeitava dos carboidratos, mas não da frutose.

      O curioso no meu cenário é que para ter a esteatose e o nível de ácido úrico, minha glicemia deveria estar estourando, não?

      Você conhece um grupo de discussão nacional sobre o estilo de vida Paleo/lowcarb? Já estou te seguindo no Twitter e G+, mas seria interessante um fórum de colaboração. Em inglês conheço o paleohacks.com e o www.reddit.com/r/paleo

      Excluir
    3. Ok. Não, a glicemia pode ficar completamente normal justamente por que o fígado está sendo muito eficiente na conversão de carbs em triglicerídeos. Ainda hoje atendi um paciente com triglicerídeos de 321 e glicemia de 92.

      Não conheço um forum destes em português, o que não significa que não exista. Me avise se encontrar algo bom.

      Excluir
    4. Dr, comecei a dieta lowcarb na semana passada. Confesso que fiquei um pouco frustrado com o resultado dessa primeira semana. Em uma semana de mudança radical de dieta, perdi apenas 600g (embora já sinta alguns benefícios como diminuição da fome e melhora da disposição).
      É claro que 600g a menos é melhor que nada, mas lendo tantos casos de sucesso, principalmente na 1ª semana, fiquei com a pulga atrás da orelha. (Se a tendência é a diminuição da velocidade de emagrecimento, como será nas próximas semanas?)

      O que pode estar me atrapalhando? Meus níveis de triglicerídeos, colesterol e pressão estão dentro dos níveis de referência recomendados. Posso ainda sim estar com Síndrome Metabólica? Como diagnosticar?

      Será que o Intermitent Fasting pode ajudar?

      Para não ter dúvidas quanto à cetose, comprei os sticks de medida. Aos 2 minutos, estava em 50mg/dL, mas depois de uns 5 minutos, escureceu para o nível máximo de 150mg/dL. Na foto, só consegui tirar depois de 5 minutos. http://imgur.com/VX6gP

      Excluir
    5. Edison, CALMA. Não somos todos iguais, uns perdem peso muito rápido, outros bem devagar e UMA semana não é nada. Por outro lado, vc estar já em cetose em apenas uma semana é muito bom, tem pessoas que levam 3 semanas para chegar lá. Acho que a única coisa lhe atrapalhando é a pressa. Deixe o IF para adiante, se for preciso, e depois de pelo menos um mês de cetoadaptação.

      Os critérios para síndrome metabólica vc encontra aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/sindrome-metabolica-o-flagelo-moderno.html

      Mesmo que vc tenha síndrome metabólica, a dieta low carb é a solução.

      Excluir
  2. Bom dia ,estou com tireoide ,gordura no fígado colesterol acido úrico ,tudo de baixo nível ,mas tenho que fazer uma dieta e não sei como começar vc pode me ajudar se vc tiver uma dieta para me passar estou muito preocupada porque com o acido úrico nem tudo posso comer como poderia estar complimentando para que de certo uma dieta para mim com todos estes problemas aguardando uma resposta desde ja obrigada . de Silvana t marcelino .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Silvana, você já deve ter notado que minha opinião é um pouco diferente da opinião vigente no que diz respeito à nutrição. Eu estou convencido de que o maior vilão do ácido úrico não são as carnes, frutos do mar e embutidos, e sim a frutose (presente no açúcar). E há pesquisas científicas que embasam isso. Além disso, quando você emagrece e resolve a síndrome metabólica, o ácido úrico tende a cair. Não posso prescrever nenhuma dieta para uma pessoa específica via internet, o que posso dizer é que, para casos como o seu, uma dieta pobre em carboidratos e rica em "comida de verdade" (ler a postagem sobre isso) costuma ser a melhor saída. Continue lendo o blog.

      Excluir
  3. Oi Souto. Escrevo depois de mais de um mês sem glúten e com uma redução significativa de carboidratos. Ainda como arroz, bifum, aipim, ihname, batata, banana, mandioquinha, mas a necessidade de consumo de carboidrato diminuiu significativamente sem o glúten. Os primeiros dias sem glúten foram a experiência mais próxima de abstinência por que passei quando parei de fumar. Isso realmente me assombrou. É óbvio que se trata de algo nocivo, para provocar o horror dos primeiros dias. Registro sobretudo isto: levei cinco dias sem glúten para notar que estava sem usar a minha bombinha de asma. Isso, para uma atópica heavy como eu, é um dado muito importante. Em tempo: lembrar de usar bombinha é, ipso facto, usar a bombinha, com ou sem bronquite asmática. É um hábito asmático. Agora, esquecer de usar bombinha é algo extraordinário. Significa simplesmente não precisar, não demandar nem no nível do hábito. Eu ainda uso bombinha, mas o consumo diminuiu muitíssimo. No mais, tudo melhorou. A pele melhorou muito, a digestão melhorou incrivelmente e eu voltei a correr em bom ritmo, com um treino de musculação mais pesado. Cabelos também melhoraram. Passei a me policiar mais no consumo de nozes e me liberei nos yogurtes com berries em geral (dentre as poucas coisas boas do calor estão as framboesas, os mirtilos e as cerejas frescos). Acredito que em breve haverá algum conflito maior nos fóruns internacionais de Saúde Pública e Agricultura, porque há algo realmente muito errado com o consumo de trigo. Os governos não podem continuar cegos para essas calamidades.

    Mas escrevo também porque o meu marido, que também está sem glúten há mais de um mês, está com glicose elevada e esteatose no fígado. A esteatose é baixa, mas a glicose está e 159. Ele está sem malhar há bastante tempo e decerto que isso tem a ver, ele ganhou peso quando largou o cigarro, mas já emagreceu mais de 7 kg num mês, após o abandono do glúten. A pergunta que ficou na minha cabeça foi: será que a glicose e a esteatose estavam ainda maiores, há mais de um mês? Ele deveria seguir, não apenas sem glúten, mas reduzindo carbos, mesmo, para baixar essas coisas? Imagino que tua resposta seja "sim", que ele dever reduzir. Neste caso, dentre os carbos menos demandantes de insulina, estariam quais? Li em algum lugar que a região metropolitana das abóboras e morangas eram carbos ricos e fibrosos e vitamínicos e que poderiam ser considerados carbos de primeira linha numa dieta low carb, além da batata doce. Mesmo consumindo pouco, há como se priorizar algum tipo de carbo em detrimento de outros (outros claro que não incluem trigo, aveia e soja)?

    No mais, será que a gradação da tal da doença celíaca não estaria demandando uma escala maior? Asma, por exemplo, é por definição algo alérgico. Obrigada, Katarina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Katarina:

      Sensacional o seu depoimento. Eu tenho visto coisas deste tipo com muita frequência: a pessoa larga o glúten, e coisas que não parecem ter nada a ver desaparecem: alergias cutâneas, asma, psoríase, cefaleias e enxaquecas, azia, etc. Doença celíaca é um diagnóstico mais específico, que diz respeito à perda da borda em escova dos enterócitos por uma forte reação ao glúten ao nível intestinal, com diarreias intensas, dor e desnutrição. O que você descreve já tem nome: "non-celiac gluten sensitivity", ou Sensibilidade Não-Celíaca ao Glúten.

      Aqui, um artigo científico sobre este assunto: https://docs.google.com/open?id=0BwtrwUCsRkDDci1kd0F1ZkZtRGs

      Quanto ao seu marido, é evidente que ele já vinha com diabetes e síndrome metabólica antes, e só posso supor que esteja melhor agora. Como você imagina, sim, ele precisa reduzir drasticamente os carbs. Para ele, que é diabético, coisas como moranga e batata doce são, no momento, contraindicadas. Deverá consumir mesmo é coisas sem carbs e vegetais sem amido. Eu abriria eventuais exceções com morangos com nata, uma ameixa, melão, etc de vez em quando, como sobremesa, e após já ter gordura no estômago. Se com 90 dias não estiver com glicemia abaixo de 100, e hemoglobina glicada menor do que 6, eu sugeriria procurar seu médico para começar a usar metformina.

      Excluir
  4. Olá Dr. Souto

    O consumo excessivo de carne não agrava o ácido úrico?

    ResponderExcluir
  5. A frutose é a substância que mais aumenta o ácido úrico. Defina consumo EXCESSIVO de carne. O único dia em que consumo carne excessivamente são os dias em que vou em um espeto corrido. Nos outros, como um pouco de carne, ovos, e um monte de salada. Quem define o que é excessivo?


    2013/4/8 Disqus

    ResponderExcluir
  6. Me expressei mal, não excessivo, na verdade estou consumindo mais carne do que antes pois deixei de comer arroz, feijão e massas e troquei por carne, legumes e verdura. Mas estou sentindo alguns sintomas de aumento do ácido úrico, no caso pés descamados e ressecados.

    ResponderExcluir
  7. Emerson - a contribuição de um eventual aumento de carne na dieta é muito menor do que o benefício da retirada do açúcar, no que diz respeito ao ácido úrico. Por isso mesmo, a maioria dos pacientes com síndrome metabólica vê uma REDUÇÃO no ácido úrico à medida que perdem peso. Os únicos sintomas confiáveis de ácido úrico elevado são pedra nos rins e gota. Embora popularmente haja a ideia de que ácido úrico elevado provoque desacamação plantar, parece não haver relação.


    2013/4/9 Disqus

    ResponderExcluir
  8. Obrigado pelo esclarecimento Dr. Souto. Podíamos ter um Dr. Souto em cada Cidade do Brasil, para as pessoas parassem de se consultar com médicos que insistem e receitar medicamentos para resolver problemas que só a alimentação correta já resolveria.

    ResponderExcluir
  9. eu apoio esta ideia!

    ResponderExcluir
  10. SENSACIONAL! A hemoglobina clicada pode levar até 90 dias para baixar, ok?
    Sent from Galaxy S3
    Em 17/04/2013 07:47, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  11. Olá Dr. Não me canso de ler seu blog, muuuuuuito bom. Tenho 33 anos, não possuo nenhum dos 6 critérios da síndrome metabólica. Estou 8 kg acima do meu peso ideal, mas não sou obesa. Fui diagnosticada com pedras na vesícula e quando falo sobre a dieta paleo só faltam me crucificar, por isso recorro ao senhor. As pedras são pequenas, a maior tem 1,5 cm. O que relaciono com seu artigo é que, apesar de meus exames de glicose terem bom resultados, ingiro muito açúcar e sei que isso não faz bem. O senhor acha que se eu me disciplinar com a dieta paleo a vesícula irá piorar? É a favor da retirada da vesícula? Vários outros amigos com problemas no fígado, vesícula e intestinos também ficam receosos em aderir à dieta pelo aumento de gorduras. Nos auxilie por favor. Grata, Michele.

    ResponderExcluir
  12. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/05/dieta-e-perigosa-para-os-rins.html

    ResponderExcluir
  13. Olá Dr. Souto, fiz exame de sangue para ver se meu ácido úrico estava elevado mesmo. Resultado: Diminuiu!! Está mais baixo comparado ao exame que fiz em Dez/2012. Estou comendo mais carne e o acido úrico diminuiu. Muito bom saber disso!!! Como o Dr. indicou, cortar a frutose. Obrigado mais uma vez!!

    ResponderExcluir
  14. Maravilha! Espalhe a conquista! Deixe todos boquiabertos!!

    ResponderExcluir
  15. Com certeza Dr. Souto!! Sem falar que meu percentual de gordura reduziu 3% e sem fazer muito exercício Antes eu corria 30km por semana e o percentual de gordura não diminuia. Mudei apenas a alimentação e reduzi a corrida. Isso tudo em menos de 1 mês!!

    ResponderExcluir
  16. Sensacional


    Em 25 de abril de 2013 13:56, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  17. Bem isso mesmo, Dr. Souto - por isso amo seu blog!
    Um médico que estuda, e põem o preto no branco pra nós, leigos!
    Comecei a engordar aos 18 anos e fui tachada de preguiçosa, comilona,etc...pela classe medica e familiares.
    E apesar da vontade de mudar, não conseguia e ficava deprimida...bem 115 kg depois...
    Decidi estudar por conta própria e fiz cursos com um professor da UCLA e um Premio Nobel de Medicina, foi quando descobri a Síndrome Metabólica e aí entendi o processo que acontecia em meu corpo e como podia mudar esse círculo vicioso!
    Com alimentação correta, suplementação e exercícios físicos - perdi 30 Kg (sem médicos pq é dificil achar um como o Senhor!).
    Agradeço seus posts e sua generosidade em compartilhar tanto conhecimento com nós, seus seguidores!

    ResponderExcluir
  18. Que legal! Obrigado.
    Em 22/07/2013 17:43, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  19. Luis Otavio Ribas29 de julho de 2013 14:44

    Caro Dr. Souto. Fiz exames agora após 5 meses em dieta paleo, alguns indicadores pioraram (colesterol principalmente, que já era esperado), porém o mais estranho foi o aumento da Glicose de 88 para 104. LDL 105 -> 126, HDL 46->66, VLDL 44-30, colesterol total 195->222, Triglicerides 219->152. Neste periodo perdi aproximadamente 8Kgs de peso e 5% de gordura, e ainda ganhei 1Kg de massa magra (mesmo com muito pouca atividade física).

    ResponderExcluir
  20. Luiz Otávio:

    É normal a glicemia de jejum aumentar quando se faz low carb (chama-se dawn phenomenon - leia mais aqui: http://high-fat-nutrition.blogspot.com.br/2008/05/physiological-insulin-resistance-2-dawn.html). Mas a hemoglobina glicada cai, pois a glicose durante o dia está menor (meça). Sempre que o HDL sobe, o colesterol total sobe junto, pois o HDL está contido no total. Mas é muito melhor ter uma relação colesterol total/HDL mais baixa do que um LDL mais baixo e um HDL baixo.
    Na verdade, seus níveis de colesterol melhorar MUITO. A relação Colesterol total/HDL caiu de 4,23 para 3,36!!


    Em 29 de julho de 2013 14:44, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  21. Dr. Souto tudo bem? acabei de fazer exames meu HDL caiu de 42 para 34 enquanto o LDL subiu de 163 para 175, VLDL subiu de 26 para 31 e triglicerides de 130 para 153, emagreci 4Kg em dois meses que faço a dieta, pois ja havia perdido 10kg com nuticionista faço musculação 3x por semana, fiquei preocupado com os resultados. o que pode ter ocorrido. obrigado

    ResponderExcluir
  22. Nunca vi triglicerídeos aumentarem com low carb, nunca mesmo. LDL pode aumentar e isso não me preocupa nem um pouco pelos motivos já expostos em várias postagens. HDL quase sempre aumenta. Algo não está certo aí - ou o resultado dos exames, ou há carboidratos escondidos na dieta.


    Em 31 de julho de 2013 16:08, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  23. Estava em ferias em MG e tomei alcool no domingo, deve ter alterado os exames acredito, vou repetir o exame daqui a dois meses. pode ser isso?obrigado

    ResponderExcluir
  24. Pode ser sim


    Em 31 de julho de 2013 18:25, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  25. Bom dia Dr.Souto, sou sua mais nova seguidora, descobri por acaso seu blog e participo de um grupo no FB (Luciano Tambosi) que sei que tb participa e ele sempre fala de seus estudos.
    Depois de passar mais de 20 anos com remédios e dietas sem sucesso ao longo prazo, tentei algumas vezes fazer Dukan e Atkins, até que descobri que meu problema era seguir 'fases' ou 'ciclos', por isso conversando muito no grupo, resolvi adotar a Lowcarb como estilo de vida, e sinceramente não achei que fosse conseguir, desde o dia 11 de agosto tenho seguido a risca, procurando saber da quantidade de carbo, sei que ainda estou no início e muito que aprender, do dia 11 ao dia 14 emagreci exatos 3kg, depois recuperei 1, essa semana estou tendo uma perda de 200g/dia, mas hoje para me minha surpresa foram 700g a mais, o que me deu um desânimo (mesmo sabendo que o mais importante é a saúde, confesso que busco a perda de 20kg, peso hoje 84,6 e ontem 83,9) para 1,65m.
    Resolvi não inventar receitas com PIS, a não ser quando realmente a vontade é grande e para evitar cair em tentação lanço mão de uma 'panqueca'.
    Enfim, essa semana comecei a bater meio abacate (divido em duas porções essa metade, para manhã e a noite) com um pouco de leite de coco, 1 medida de whey, gelo, água e adoçante (doçurinha), e pico dois pequenos morangos, tenho feito isso todos os dias, até então estava perdendo peso, pouco, mas perdendo,
    Tb lá pelas 17h eu frito alguns torresmos, e quase nunca janto, apenas tomo outra vitamina de abacate.
    Mas ontem, comi omelete com 4 jilós, só depois fui ver que tinha carbo, e também tomei guaraná 0, mesmo não sentir falta, acabei tomando no almoço e jantar.
    A noite, alguns torresmos e carne seca com abobora moranga.
    Enfim, o que pode ter ocasionado esse aumento de 700g? os jilós? o refrigerante? os 4 pequenos morangos?
    A luta é grande, o desafio ainda maior, se não fosse o Dr. e Dr.Patricia se dedicarem a esse blog, muitos de nós ficaríamos perdidos.
    Mas muito além disso, a gentileza em responder à todos, me fez ficar ainda mais fã de vocês.
    Sinceramente, espero em breve vê-los na TV em um quadro, tipo esses programas Vida Saudável...
    Dr.Souto, estou me programando para uma consulta pessoalmente, mas poderia pensar com carinho na possibilidade de atender 1x por mês em São Paulo...rs
    Grande beijo à vocês
    Com carinho

    ResponderExcluir
  26. Legiane, leia isso: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html Em 23/08/2013 11:27, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  27. Olá Dr. Souto, eu já havia lido isso inclusive compartilhado no grupo no FB, mas de qualquer forma, muito obrigada.
    Abs

    ResponderExcluir
  28. Bom, é para a vida toda, e espero que isso se traduza em muitos anos. Faça o que eu sugiro na postagem: faça médias semanais e compare as MÉDIAS. No (pouco) tempo em que você está fazendo a dieta, acho que não daria nem 3 pontos (3 médias semanais) para poder traçar uma curva. Sugiro a todas as pessoas avaliar os resultados após 90 dias (lembrando que é um estilo de vida para a vida toda).
    Em 23/08/2013 14:15, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  29. Estou convencida de que realmente é o que eu quero para minha vida, em primeiro lugar pela minha saúde, mas é óbvio que quero colher os frutos da estética...mas eu voltei para o meu peso inicial...me pesei agora...mesmo assim, levarei adiante até completar um mês e ver o resultado...
    Mais uma vez MUITO OBRIGADA,
    Abs

    ResponderExcluir
  30. Faz três meses que sigo o que é dito pelo Dr. Souto aqui no Blog.


    Meu nível de ácido úrico caiu a um valor menos de 50% do valor original. :D


    Obrigado Dr Souto!

    ResponderExcluir
  31. Dr. Souto, tenho 3 sintomas: gordura abdominal, HDL < 50 e esteatose hepática. Sempre tive problemas com a balança desde os 12 anos, já passei por períodos magra, mas eu comia igual a passarinho. Depois, desenvolvi hipertireoidismo, que, tratado, virou hipotireidismo, e tomo remédio todo santo dia (puran 150mg). Já engordei e emagreci algumas vezes, e abusei muito de açúcar (até encontrar esse blog). Seria precipitado dizer que tenho síndrome metabólica ou resistência a insulina? Não sou diabética, mas meu pai é e meu avô era.

    Bem, uma coisa que me deixou intrigada foi um comentário que você disse o seguinte: "Eu abriria eventuais exceções com morangos com nata, uma ameixa, melão, etc de vez em quando, como sobremesa, e após já ter gordura no estômago.". Ou seja, aquela história de comer fruta de manhã, antes de qualquer coisa, é mais um malefício que disseminaram ao longo do tempo? Estou impressionada, pois se for assim, é o contrário do que eu pensava. Na minha lógica leiga, deveria consumir a fruta de manhã, de estômago vazio, pois "teria o dia todo para gastar a energia". E quantas vezes na vida eu ingeri somente uma fruta ou um suco pela manhã...

    ResponderExcluir
  32. Esqueça a história de gastar energia - é o mesmo equívoco de balanço calórico que engordou a nós todos. Pense em hormônios. Fruta de estômago vazio significa açúcar no sangue, que significa insulina.

    E sim, vc já tem síndrome metabólica, e em breve vai deixar de ter!
    Em 03/09/2013 23:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  33. Obrigada pelos esclarecimentos. Estou firme e forte na mudança dos hábitos. Hoje foi o dia mais difícil (15º dia), por conta da TPM, a vontade de doces me torturou, mas eu venci. E tenho certeza que vou alcançar meus objetivos: mais saúde, perda de peso e autonomia (sim, porque quando você é viciado em açúcar, aquilo quase te gorverna). Estou acompanhando o blog diariamente. Quando completar os 90 dias, mando os resultados (diminuição de medidas, peso e outros benefícios). Abs.

    ResponderExcluir
  34. Por favor, ajudem. Convenci minha família a fazer uma semana de experiência e estou torcendo para eles verem os resultados positivos e adotarem o estilo de vida, e ñ a 'dieta'.


    Enfim, meu pai acordou com o pé doendo (q sempre acontece quando ele come muito churrasco). Dá última vez q isso aconteceu, ele fez exame com dor no pé e o níve3l de ácido úrico deu até baixo! Ele vai tentar consumir mais carnes brancas... E minha mãe, q já tem dor nos rins as vezes (por beber pouca [agua), mas estava controlando, hj acordou com bastante dor. Eles estão comendo principalmente mussarela e alguns pães low carb. O que me indicam? por favor, me ajudem. Obrigada!


    PS.: já li bastante do blog, mas gostaria de saber oq me falam...

    ResponderExcluir
  35. Priscilla, na outra vez o seu pai já não tinha gota.
    E não consigo nem imaginar o que lhe faz crer que uma dor lombar de sua mãe tenha qualquer relação com qualquer tipo de dieta.


    Em 10 de setembro de 2013 09:12, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  36. Qual seria o problema do meu pai então? Sempre que come muita carne ou cerveja (ñ, ele ñ estava bebendo pão esses dias) em vários dias seguidos, tem dor no pé. Ele e o irmão (q é magro)... E minha mãe... bom, ela q disse q sente isso as vezes e q hj está mt forte. E ela ñ bebe nem 2 litros de água por dia. Talvez nem 1... oq pode atrapalhar os rins a processar a proteína... (pelo artigo de q qm já tem predisposição a problemas nos rins, devem evitar hiperproteica. Mas ela comeu bastante gordura... acho provavel ser piscicologico.)

    ResponderExcluir
  37. Priscila, pode ser qualquer coisa! Mas gota sem ácido úrico elevado, acho difícil. Sua mãe pode estar com dor lombar por qualquer motivo (o mais comum é coluna, postura), mas suponhamos que seja por cólica renal. Bem, um cálculo renal leva meses ou anos para se formar, então é óbvio que não tem nada a ver com qualquer mudança recente em qualquer coisa. Se ela está com cólica renal, bem precisa ser vista por um urologista - mas a pedra que estaria causando isso formou-se há meses ou anos. Daqui a pouco, alguém pega um resfriado e vc vai pensar que é por causa da dieta.

    Sabe o que eu acho? Que você e eles já leram o blog, mas no fundo não conseguem acreditar nas informações, e portanto estão com MEDO. Assim, qualquer coisa que aconteça, a tendência é achar que isso é devido aos problemas (falsos e sem fundamento) que ouviram falar que podem decorrer de uma dieta como essa. É um pouco como uma criança que fez algo errado, e quando a mãe chama o seu nome, responde "mas eu não fiz nada, mãe!". Priscila, você (e eles) não fizeram nada errado!! Estão começando um estilo de vida MAIS saudável, e não menos saudável. Um estilo de vida em que o risco de qualquer doença é mais BAIXO, não mais alto!


    Em 10 de setembro de 2013 09:55, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  38. Obrigada doutor! Eu já estou nesse estilo de vida a mais tempo e para mim, não liguei nada a ele. Mas se tratando dos meus pais, confesso q realmente a 'culpa' falsa pode estar me afetando. O medo de eu levá-los a algo errado... Mas pelo oq li é sim sem sentido. Já conversei com eles. Meu pai vai comer carne como comia antigamente, ou seja, incluindo tbm frango e ñ só churrasco e mais churrasco. E minha mãe saiu pra comprar pão, ai liguei para ela e disse 'mãe, a solução para oq vc tem é ÁGUA,e ñ pão o carboidrato refinado. Isso ñ faz diferença nem tem sentido!' e ela resolveu continuar também.


    Enfim, foi realmente sem sentido e meio desesperado. Desculpe e mt obrigada! Se Deus quiser daqui um mês colocarei resultados excelentes aqui.


    E sim, minha mãe já tinha problema antes. Estava achando q podia agravar, mas foi a falta de água msm. Afinal, estou focando mt em gorduras e ñ só proteínas.


    Por último agradeço a iniciativa e atenção e quero falar q está ajudando mt gente. O pessoal ñ me leva tão a sério (por ser a caçula da família), mas com meu pai agora nisso, minha avó talvez ingresse tbm. Ela 'controla' a glicose, aí faz bolo diet com farinha de trigo... =/ enfim, meu pai já falou para ela e talvez daqui para frente ela mude e td melhore. Obrigada mais uma vez.

    ResponderExcluir
  39. Mittelalterfrifest Rio15 de outubro de 2013 13:36

    Olá, meu nome é Jully
    Meu marido está muito empolgado em fazer a dieta,portanto ele tem o nível de ácido úrico elevado...como proceder?

    ResponderExcluir
  40. Olá Jully,

    Com páleo / LCHF o ácido úrico abaixa. O que mais aumenta o ácido úrico são os carboidratos, principalmente a frutose e estar acima do peso. Comentários do Dr. Souto: "a contribuição de um eventual aumento de carne na dieta é muito menor do que o benefício da retirada do açúcar, no que diz respeito ao ácido úrico. Por isso mesmo, a maioria dos pacientes com síndrome metabólica vê uma REDUÇÃO no ácido úrico à medida que perdem peso. Os únicos sintomas confiáveis de ácido úrico elevado são pedra nos rins e gota. Embora popularmente haja a ideia de que ácido úrico elevado provoque desacamação plantar, parece não haver relação."

    http://www.fourhourworkweek.com/blog/2009/10/05/gout/

    ResponderExcluir
  41. elexandra marcasso2 de novembro de 2013 12:26

    Sou Ele xandra Marcasso, e tenho síndrome metabólica, quando comecei o tratamento os médicos s assustava minha pressão era 24 x 13 o triglicérides 1.956 diabetes altíssima não me lembro bem.... e colesterol não deu para ver... tenho gordura no figado, cálculos renais, cistos nos ovários e tudo mais da síndrome... tomo muita medicação e agora estou fazendo exercícios (poucos) em maio agora sofri um AVC Temporário e dai comecei a me cuidar mais.. o que para mim é mais difícil é a alimentação ... amo massas principalmente pães.... o que posso substituir pão no café da manha ... da tarde o lanche da noite.....
    achei muito interessante seu blog
    obrigada
    xandinha

    ResponderExcluir
  42. Deve proceder normalmente com low carb

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 15/10/2013 13:36, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  43. Dr. Carlos Souto, sempre tive queratose pilar, mas não muito, e percebi uma diminuição, usava cremes e ácidos, mas parei já faz 1 ano. Comecei a dieta dia 25/11/13 e mesmo sem os cremes a queratose está sumindo, só pode ser low carb, acho que não terei que voltar a gastar com os cremes, pode ser muito cedo para achar esta relação (low carb / queratose pilar) , mas deve ser isso...
    Eliminei o leite da dieta, e não sei se o leite que fez este efeito, se foi os carboidratos no geral, ou as duas coisas.

    Engraçado que nenhum dermatologista me disse algo referente a dieta alimentar, sempre que é uma condição genética!

    ResponderExcluir
  44. Boa tarde gostaria de tirar uma grande dúvida. Tenho artrite reumatóide, já a mais de um ano. mas fugia do médico. Recentemente as crises pioraram e comecei fazendo a dieta da sonia hirsh. logo em seguida senti muito bem estar, até que entrei na paleo. as dietas são semelhantes. Comecei a dieta agora em 28 de outubro, quase completa 2 meses. Emagreci uns 10 kilos, me sinto mais animada! Porém o meu último exame justamente após 1 mes de dieta os marcadores de inflamação continuam aumentando, a proteina c reativa que estava em 12 mg/l dobrou nesse mês = 24 mg/l



    A dúvida é, se eu comesse mais peixe, em vez das carnes vermelhas e de frango isso traria benefício? Eu estava comendoo umas 3 vezes na semana, pq onde moro não há tanta oferta assim. Costumo comer o frango da korin, e a carne nãao sei muito a proceedencia. Há tb estou fazendo o protocolo autoimune que o pessoal do grupo no fb indicou.


    Desde já agradeço o espaço e a atenção!


    Ana.

    ResponderExcluir
  45. 1) como vc se sente é muito mais importante do que os marcadores
    2) Precisa reduzir ômega 6 e aumentar ômega-3. Se fosse frango criado solto, ótimo. Mas frango de supermercado é alimentado com soja e milho, ou seja, ômega-6.
    3) Prefira sim peixes, e suplemente com óleo de peixe. E evite óleos de sementes. Verifique sua vitamina D, se estiver baixa, suplemente até chegar acima de 50.


    Em 17 de dezembro de 2013 19:00, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  46. Muito obrigada pela resposta! Olha vou seguir essas dicas. os óleos de semente já tinha tirado. Ah minha vitamina d deu: 37,1 mg/l . como saber o quanto complementa-la?

    ResponderExcluir
  47. 4000 UI por dia até chegar no alvo.


    Em 18 de dezembro de 2013 14:20, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  48. Dr. Souto, tive câncer de ovários em 2008 e fiquei meio traumatizada... não uso adoçante de espécie alguma... poço adoçar com mel ? Meu objetivo é secar apenas uns 4 kls e melhorar meu estilo de vida com uma alimentação saudável. Outra duvida ... LCHF ajuda nos sintomas da menopausa ? Não faço uso de hormônios. Desde já obrigada e parabéns pelo Blog e pela atenção.

    ResponderExcluir
  49. Dr. Souto, achei que eu pudesse ter a síndrome metabólica, pois tenho sempre o meu abdômen dilatado, independentemente de eu emagrecer, ele sempre fica maior que a barriguinha embaixo. Atualmente estou com 95 de cintura, mas meus trigliceridios, glicose e Hdl estão normais, só tenho um pouco do colesterol ruim alto. O último exame que fiz foi em final de outubro comecei a dieta paleo ha mais ou menos uma semana, embora tenha tido alguns deslizes. Tem algo a me comentar a respeito do meu estômago dilatado. Sempre tive muitos gases e depois que iniciei a dieta senti uma pequena, bem pequena ( não sei se e impressão minha) diminuição do meu estômago . quanto aos gases não tenho tido mais. Aguardo tua ajuda. Beijos

    ResponderExcluir
  50. Meu objetivo com a dieta e emagrecer pelo menos 10kg. Estou com 77kg e minha altura a 1,65. Obrigada.

    ResponderExcluir
  51. Boa noite Dr. Souto. Tenho Sindrome do ovário policístico e a mais de 1 ano comecei dieta low carb com Atkins (hoje incorporada com os preceitos Paleo!), onde emagreci 8kg somente, mas me livrei da metiformina que tomava para controlar a SOP a mais de 10 anos sem que retornasse os sintomas. Mas o que realmente quero saber é se SOP pode fazer de mim uma portadora da síndrome metabólica e se com uma dieta Paleo me ajude a eliminar mais uns quilos (tenho 1,73 e peso 79 com 38 anos, mas já passei dos três dígitos na balança mais de uma vez...) e eliminar essa resistência a insulina?

    ResponderExcluir
  52. Precisa medir a insulina

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 15/03/2014 22:09, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  53. Já medi doutor, e somente deu alterada a uns anos atrás numa segunda-feira depois do Domingo de Páscoa...depois nunca mais deu alterada e faço exames periódicos. Meu único problema é a SOP.

    ResponderExcluir
  54. Alterado pra mim é maior do que 8


    2014-03-15 22:58 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  55. Vou passar com endócrino essa semana e pedir os exames. Mas li sobre o amido resistente e vou fazer um teste com o polvilho doce. Depois volto pra contar como foi. Muito Obrigada, Dr. Souto.

    ResponderExcluir
  56. Fécula de batata é melhor

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 16/03/2014 10:39, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  57. Ok. Vou testar depois conto, mas tenho certeza que outros posts que tenho lido e relido agora, vão me ajudar muito no meu novo estilo de alimentação que está cada dia mais paleolítico. Não só para emagrecer, mas porque me sinto bem, mais disposta e menos glutona. Nem sinto mais a falta medonha do pão francês!

    ResponderExcluir
  58. Dr. Souto, Ontem passei com médico ele me disse que não tenho síndrome metabólica, mas tenho resistência a insulina devido a SOP que também dificulta o emagrecimento. Como ingeri carboidratos em forma de pães no café da manhã por 5 dias (semana de Natal) que passei com a família num hotel fazenda com a família toda, acabei engordando absurdamente quase 10kg. Fiquei decepcionada comigo e meu médico, muito bravo, me disse que dieta é pra sempre e que eu engordo muito fácil mesmo. Faço low carb desde janeiro de 2013 e desde março passado não tomo mais metiformina. Vou refazer os exames e se ainda continuarem bons, não votarei a usar. Comecei na segunda-feira usar a fécula de batata Yoki. Não achei o gosto ruim, tomo com água mesmo e só senti um leve aumento nos gazes. Qual o melhor horário pra tomar, tendo em vista que quero emagrecer ainda uns 5kg e manter minha insulina controlado sem a medicação?

    ResponderExcluir
  59. Juliana B S Caixeta5 de maio de 2014 19:21

    Boa noite Dr. Souto, acho que o que tenho é síndrome metabólica, pois tem 7 anos que faço dieta e não consigo emagrecer. Estou com esteatose leve, intolerância a glicose, os médicos dizem que estou pré-diabética (tomo metformina 500mg), tenho 1,59cm e peso 80kg, minha circunferência abdominal é de 96, tenho 31 anos, os triglicerídeos, colesterol total e o ruim estão altos e o colesterol bom baixo, tenho hipotireoidismo e tem um mês que operei de endometriose por videolaparoscopia. Gostaria de saber qual das dietas para mim é melhor.
    Grata, Juliana B S C

    ResponderExcluir
  60. Low carb

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 05/05/2014 19:21, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  61. Doutor minha endocrino receitou xenical hj. tou fora.

    ResponderExcluir
  62. Toca fogo

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/05/2014 19:29, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  63. Boa tarde Dr. Souto,

    Creio que tenho síndrome metabólica. Tenho sobrepeso desde que me entendo por gente, vivo num efeito sanfona toda minha vida (o exercício me fez perder algum peso, mas depois de um tempo fica sempre muito difícil).
    Eu tive ovário policístico (que tratei com anticoncepcional desde os 15 anos - tenho 29 hoje) que estão saudáveis agora, excesso de pelos e acantose nigricans diagnosticada. No meu último exame da tireóide, foram encontrados nódulos, ainda pequenos. Me parece que todos esses problemas estão interligados. Porém, ainda não encontrei um endocrinologista que tratasse do meu caso com a devida atenção, continuo procurando. O senhor teria alguma recomendação especial em relação à dieta/hábitos?
    Parabéns pelo trabalho e obrigada!

    Obs.: comecei a LCHF há quatro dias e já sinto diferenças significativas no meu corpo, acredito que irá me ajudar em todas essas questões. :)

    Manuela - Salvador, BA

    ResponderExcluir
  64. Olá Manuela,

    LCHF é ideal para quem tem ovário policístico. É preciso tbm cortar os laticínios e grãos.

    Veja este comentário: "Não resta muita dúvidade que ovários policísticos são uma manifestação de resistência à insulina.
    Assim sendo, estratégias que diminuam esta resistência (que é o caso da metformina) são benéficas. Não conheço nada melhor para hiperinsulinismo do que uma dieta low carb, high fat."
    Sim, existe, e a dieta low-carb é excelente para ovários policísticos.

    Eis o principal estudo:

    Nutr Metab (Lond). 2005 Dec 16;2:35.

    The effects of a low-carbohydrate, ketogenic diet on the polycystic ovary syndrome: a pilot study.

    Mavropoulos JC, Yancy WS, Hepburn J, Westman EC.

    Source

    Division of General Internal Medicine, Department of Medicine, Duke University Medical Center, Durham, North Carolina, USA. mavro002@mc.duke.edu Abstract

    BACKGROUND:

    Polycystic ovary syndrome (PCOS) is the most common endocrine disorder affecting women of reproductive age and is associated with obesity, hyperinsulinemia, and insulin resistance. Because low carbohydrate diets have been shown to reduce insulin resistance, this pilot study investigated the
    six-month metabolic and endocrine effects of a low-carbohydrate, ketogenic diet (LCKD) on overweight and obese women with PCOS.

    RESULTS:

    Eleven women with a body mass index >27 kg/m2 and a clinical diagnosis of PCOS were recruited from the community. They were instructed to limit their carbohydrate intake to 20 grams or less per day for 24 weeks. Participants returned every two weeks to an outpatient research clinic for measurements and reinforcement of dietary instruction. In the 5 women who completed the study, there were significant reductions from baseline to 24 weeks in body weight (-12%), percent free testosterone (-22%), LH/FSH ratio (-36%), and fasting
    insulin (-54%). There were non-significant decreases in insulin, glucose, testosterone, HgbA1c, triglyceride, and perceived body hair. Two women became pregnant despite previous infertility problems.

    CONCLUSION:

    In this pilot study, a LCKD led to significant improvement in weight, percent free testosterone, LH/FSH ratio, and fasting insulin in women with obesity and PCOS over a 24 week period.

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html#comment-787524595

    ResponderExcluir
  65. Obrigada pela resposta, Patrícia! Não tenho mais ovários policísticos, mas ainda tenho os demais sintomas de uma possível síndrome, ou seja lá o que for. Mas como me parece que tudo tem uma mesma origem, creio que a dieta vai ajudar no quadro geral. :) Em alguns meses, saberei!

    ResponderExcluir
  66. Depois conte pra gente!

    ResponderExcluir
  67. Jaqueline da paixao25 de maio de 2014 21:08

    Boa noite sou Jaqueline fui diagnostica a mais ou menos um ano com síndrome metabólica com hipertensão; ovários policístico;intolerância a glicose com ttm estou tomando glifage xr 750 2 CP ; espironolactona 100 MG e coloquei o Diu mirena;mas ate ágora não tive resultados pois vivo em dieta faco atividades físicas e não emagrecimento ate eu descobrir a síndrome fiz vários ttms e só ganhei peso 26 kg preciso de sua opinião agradeço
    deste já obrigada

    ResponderExcluir
  68. Doutor Souto,encontrei seu blog por acaso,quando procurava por algum artigo do Doutor Patel sobre alergia alimentar,mas não achei nenhum site em, portugues sobre o assunto.A minha dúvida é a seguinte:quase tudo que eu como me faz mal:café,gorduras,pimentas,leite...deixeii tudo de lado,só o café msm que não consigo largar de vez.Tive minha primeira crise de ansiedade há alguns anos e desencadeou oq dizem ser uma gastrite nervosa.Pergunta:eu posso fazer essa dieta paleo (não preciso perder peso,é por uma questão de saúde mesmo,muito pelo contrário,estou magra demais justamente pela quantidade de restrições na minha alimentação) mesmo não podendo comer gordura?A verdade é que na maioria das vezes eu perco a vontade de comer,pq ate feijão me faz mal,e por conta disso eu acabo abusando do arroz e dos pães :/

    ResponderExcluir
  69. Vc deveria fazer um exame de intolerância alimentar por IgG. Tipo esse: http://www.exameemcasa.com.br/intolerancia-alimentar-109-alimentos

    Sent from mobile phone
    Em 27/08/2014 21:26, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir