sexta-feira, 4 de maio de 2012

Dieta e câncer

Há algo no estilo de vida ocidental que favorece um grande número de doenças crônicas. Coletivamente, são conhecidas como Doenças Ocidentais ("Western Diseases"), e incluem a obesidade, a síndrome metabólica, o diabetes, as doenças cardiovasculares e o câncer. O fato destas doenças andarem todas de "mãos dadas" é sugestivo de um conjunto comum de causas. E, de fato, as evidências científicas apontam para um fator comum: a dieta.

Pesquisadores que tiveram a oportunidade de estudar sociedades com estilo de vida tradicional, no início do século passado, tais como Vilhjalmur Stefansson, Weston A. Price e Thomas L. Cleave são todos unânimes em suas observações: o câncer era uma patologia praticamente inexistente nestas tribos (mesmo nos indivíduos que viviam mais de 70 anos), a não ser que os mesmos adotassem o estilo de vida e a alimentação dos colonizadores.

Não vou aqui me deter nos fatores de risco já conhecidos de todos (como cigarro, poluição ambiental, radiação ionizante, produtos químicos carcionogênicos). Vamos identificar a associação entre dieta ocidental e câncer.

Primeiramente, é importante salientar que a obesidade é um fator de risco para muitos tipos diferentes de câncer. Em câncer de próstata, por exemplo, a associação com obesidade é inquestionável.


Assim, por definição, qualquer fator que predisponha à obesidade é uma fator de risco para câncer. Isto significa que o consumo excessivo de carboidratos, especialmente os refinados, aumenta o risco.

Outros estudos indicam que a Síndrome Metabólica está associada ao câncer. Isto significa que mesmo aquelas pessoas que não engordam a despeito de consumirem carboidratos refinados aumentam seu risco de câncer. Mas qual seria a explicação?

Aparentemente, há duas mecanismos principais que levam a um aumento de câncer no contexto da obesidade e/ou síndrome metabólica.

O primeiro é o hiperinsulinismo. Lembre-se de que o consumo frequente de carboidratos leva a um aumento constante de insulina (a fim de evitar o aumento dos níveis de açúcar no sangue). Esta insulina elevada é responsável pelo acúmulo de gordura nas células adiposas e pelo desenvolvimento da síndrome metabólica. Juntamente com a insulina, ocorre a liberação de uma substância chamada IGF-1 ("insulin-like growth factor 1" ou fator de crescimento semelhante à insulina tipo 1). O IGF-1 está associado ao estímulo da proliferação de vários tipos de células, e ao surgimento de câncer. Isto ajuda a explicar por que os pacientes com síndrome metabólica apresentam tumores mais agressivos, de comportamento mais maligno.

O segundo mecanismo tem a ver com inflamação. A inflamação é um fenômeno normal e necessário, que deve ocorrer agudamente a fim de combater infecções e outras lesões aos tecidos. No entanto, quando a inflamação torna-se crônica e persistente, ela causa uma pletora de problemas (que, coincidentemente ou não, correspondem a boa parte das doenças crônico-degenerativas que assolam as populações de estilo de vida ocidentalizado). Exemplos de inflamação crônica que leva ao câncer são a inflamação dos pulmões pelo cigarro levando ao câncer de pulmão; a inflamação crônica do colo do útero pelo vírus HPV que leva ao câncer de colo uterino; a inflamação crônica do fígado pela hepatite-C levando a câncer de fígado; e a inflamação crônica da pele pelos raios ultra-violetas do sol levando ao câncer de pele.
A síndrome metabólica produz níveis constantes de inflamação crônica no organismo através de diversos mecanismos. Primeiramente, está bem demonstrado que a própria insulina tem um efeito pró-inflamatório. Isto ajuda a explicar por que a proteína-C-reativa, um exame que mede os níveis de inflamação sistêmica, despenca poucas semanas após uma dieta sem carboidratos, antes mesmo que uma perda de peso significativa tenha tempo de ocorrer.
A gordura, especialmente a gordura visceral abdominal, secreta uma grande quantidade de substâncias pró-inflamatórias. Alguns autores consideram que a gordura visceral (abdominal) é um verdadeiro órgão endócrino, secretando constantemente citoquinas e peptídeos geradores de inflamação sistêmica.
Há outros mecanismos, não ligados aos carboidratos, pelos quais a dieta ocidental promove a inflamação. Clique aqui para saber mais.


Agora, de posse destas informações, torna-se fácil entender alguns estudos que têm surgido recentemente. Por exemplo: "Metformina retarda o crescimento do câncer de próstata". Metformina é uma droga que diminui a resistência à insulina (usada no tratamento do diabetes). Outras pessoas podem não entender o mecanismo, mas você, leitor,  já sabe! Se os níveis de insulina e IGF-1 diminuem, o câncer de próstata crescerá mais devagar ("Metformin reduces insulin, which may promote tumor growth", afirmam os autores). Agora eu pergunto: para quê a metformina, se basta remover os carboidratos da dieta para reduzir MUITO mais a insulina?


Outro exemplo: "Adiposidade central e câncer de próstata em pacientes negros". Neste estudo, observou-se que os pacientes com concentração da gordura na região do abdômen apresentava o dobro de incidência de câncer de próstata. Os autores especulam sobre os mecanismos envolvidos, mas você que lê este blog, já sabe! É evidente que a inflamação crônica produzida pela gordura visceral associada ao hiperinsulinismo e ao aumento de IGF-1 estão implicados.


Em resumo, reduzir os carboidratos na dieta vai muito além de ficar satisfeito na frente do espelho ou de evitar o diabetes. Ajuda a prevenir um grande número de doenças crônicas e degenerativas, cujo exemplo mais típico são os vários tipos de neoplasias malignas.

30 comentários:

  1. tche, desculpa se não li o teu artigo corretamente, mas será que tu podes me dar as referencias bibliograficas que mostram que hidrato de carbono causa cancer ? Em relação a insulina, não tenho dúvida, é um analogo do hormonio do crescimento e disso não há mais dúvida, mas será que hiperinsulinismo causa também neoplasia ?

    Abraço,

    Milton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Milton, tudo bem?
      Tua resposta vai requerer um certo tempo - diferentemente de quando escreves um artigo científico, no qual citas as referências à medida que escreves, num blog tu escreves um resumo dos artigos que já leste: é como tocar música de ouvido. Nesta analogia, estás me pedindo a partitura. Tenho cirurgia daqui a pouco (afinal, blog não paga as contas!). Até para te expressar a satisfação que tenho por estares prestigiando o meu blog, vou me esforçar para te responder da forma mais adequada possível. Neste interim, clica nos hiperlinks do artigo, pois alguns deles te direcionam para fontes primárias.

      Um deles é o seguinte: Over-stimulation of insulin/IGF-1 signaling by Western diet may promote diseases of civilization: lessons learnt from Laron syndrome.

      Abraço, e até breve

      Excluir
  2. Dr., gostaria de saber sua opinião sobre a dieta contra o câncer do falecido Dr. Barcellos, que é divulgada pela Sônia Hirsch. Mais especificamente, sobre a questão das proteínas de certos alimentos, (retirei do site dela - http://www.soniahirsch.com/2012/12/feliz-ano-novo-poderosa-dieta-do-dr.html - o que me deixou em dúvida):

    ''Na bioquímica descobriu que a proteína de certos alimentos pode desencadear reações alérgicas e inflamatórias, que se transformam em processos degenerativos quando os tecidos estão afetados por lesões como as causadas por parasitas e toxinas. Ao longo de 40 anos de clínica, para ele ficou claro que o câncer é uma forma avançada desse mesmo tipo de reação.
    Na indústria médico-farmacêutica, drogas são desenvolvidas para conter o câncer interferindo quimicamente na absorção ou organização das proteínas. A dieta do dr. Barcellos entrega o poder ao paciente: basta ele não ingerir os alimentos que contêm determinadas proteínas para fazer estacionar ou regredir o tumor''

    Pergunto se pode haver essa relação (proteínas de certos alimentos - câncer) pois a dieta é meio diferente da paleo, exemplo do que achei contrário:
    NÃO pode comer:
    . leite e todos os derivados, queijo, iogurte, kefir, etc, e qualquer coisa feita com eles
    . carnes de porco, lagosta e camarão
    . abacate
    . castanha portuguesa
    Pode comer:
    . quase todos os cereais: arroz, trigo, cevada, centeio, painço, quinoa, amaranto, trigo-sarraceno, milho - e suas farinhas, se possível integrais

    Obrigada,

    Mariana

    ResponderExcluir
  3. Não me parece algo adequadamente suportado pela ciência - há ali coisas com a qual concordo, outras não. E, como sempre, o que me faz concordar ou não com algo são as evidências científicas e o contexto evolutivo.


    Em 14 de março de 2013 20:03, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  4. Many have attempted to enroll right into a gym and
    work out but are disheartened through the mere assumed of driving to 1 advert acquiring to spend an additional quantity on gas.


    Here is my web site - weight sets for sale

    ResponderExcluir
  5. An adjustable dumbbell established is gong to almost certainly be your most costly tools.



    Here is my blog post bowflex selecttech 552 dumbbells sale

    ResponderExcluir
  6. All in all, the somekeyword is definitely among the finest tandems of exercise
    equipment.

    Feel free to surf to my web-site; adjustable weights

    ResponderExcluir
  7. Nonetheless, really don't let that set you off.

    Also visit my web-site - getfitnstrong.com

    ResponderExcluir
  8. You will find a large selection of physical exercises
    that you just can utilize with a person of such equipment and they're all very good for your back.

    my site similar website

    ResponderExcluir
  9. This contains the door attachment, and also a cardio belt.


    My web site Http://www.getfitnstrong.com

    ResponderExcluir
  10. You do not forfeit the life time defects guarantee, which happens to be probably among the list of
    greatest things which this enterprise features
    you.

    My web page :: bowflex selecttech 552 adjustable dumbbells pair

    ResponderExcluir
  11. After reviewing the manual, set up your beginning method routine and adhere to it for a minimum of
    two total months or for a longer period without deviation.


    my blog :: adjustable dumbbell set

    ResponderExcluir
  12. Right after seeing 1 commercial of the product, the interested public is tempted to buy Bodylastics, instead from the other devices in the very same variety,
    as the advantages of this incredibly tool are numerous more than the ones of other gymnasium apparatus
    in the similar caliber and providing a similar physical effects.


    my web page :: mouse click the up coming webpage

    ResponderExcluir
  13. After you lift the deal with outside of the foundation, the ideal pounds plates to add as many as twenty might be locked into location.


    Review my weblog ... adjustable dumbbells

    ResponderExcluir
  14. Gabriella Moreira1 de agosto de 2013 16:33

    Dr. Souto, estou viciada no seu blog. Estou lendo na ordem, desde o
    primeiro post, e estou cada vez mais "encantada" com tudo que tenho
    aprendido aqui. Aos poucos estou mudando meus habitos alimentares e espero em breve adotar todas as medidas recomendadas aqui. O otimo nao pode ser inimigo do bom, entao acho que estou no caminho certo :) . Ao me deparar com esse post e ler sobre o IGF-1 aumentado me preocupei, pq fiz exames recentemente (tenho tireoidite de Hashimoto) e o meu IGF-1 deu alterado (340 ng/mL ). Ainda nao retornei ao médico. Meus outros exames estao normais, com excecao do TPO. O que isso significaria? Posso estar criando algum tipo de resistência à insulina? Nesse caso, uma dieta mais low carb ainda me seria benéfica (faço low carb há anos, mas não tão restritiva, como batatas doces, aipim e outros com uma certa frequencia).

    Obrigada e parabens pelo excelente blog!!!!

    ResponderExcluir
  15. Gabriella Moreira1 de agosto de 2013 16:36

    Esqueci de comentar, tenho 31 anos e a referencia do exame é 25 a 39 anos: 194 108 - 247 ng/mL :)

    ResponderExcluir
  16. Dr. Souto,
    Gostaria de ouvir seus comentários sobre este estudo, publicado na Scientific American de hoje. Se alguém mais puder comentar... http://www.scientificamerican.com/article/diet-high-in-meat-proteins-raises-cancer-risk-for-middle-aged-people/?&WT.mc_id=SA_DD_20140305

    ResponderExcluir
  17. http://www.dietdoctor.com/dangerous-eat-meat-age-65


    2014-03-05 19:57 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  18. Grato pela pronta rsposta, pelo link esclarecedor e por tratar do assunto em se ultimo post.

    ResponderExcluir
  19. Dr. Souto, meu cunhado tem Hepatite C adquirido na transfusão quando do nascimento devido a fator RH- do 2 filho, o Sr. tem conhecimento de algum estudo se a dieta low-carb ajuda ou prejudica, atualmente esta controlada, porem ele tem receio de começar a low-carb pelo motivo da quantidade de proteínas a serem metabolizadas. Agradeço de coração sua resposta e continuo me deleitando com tanta informação onde tenho confiança é total nesta nova faze da minha vida low-carb a 60 dias.

    ResponderExcluir
  20. Dr. Souto, minha mulher fez uns exames a alguns meses o colesterol dela estava HDL 59 - LDL167 - VLDL 29 TRIGLICERIDES 144 E O COLESTEROL TOTAL 255, e o medico passou as famigeradas "estatinas", já estamos a três meses em Lowcarb com pequenos deslizes quando nos finais de semana na casa de amigos que inclusive estou me esforçando ´para trazer para o lado bom da força, rsrsr, e ela deixou de tomar as estatinas, ira novamente ao medico no mês de 10/2014, gostaria muito de ouvir sua opinião quanto ao colesterol dela. Um grande abraço e continuamos firme e forte na divulgação desta nova vida, eu já consegui mais 2 novos adeptos e continuo firme e muito bem instruído pelo seu blog para todos as argumentações ao contrario. Dr. Souto Grande Mestre Lowcarb.

    ResponderExcluir
  21. http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/09/colesterol-viii-e-melhor-ter-um.html
    Sent from mobile phone
    Em 16/08/2014 15:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  22. Dr. Souto, já tínhamos lido estes post e como sempre muito interessante e esclarecedor, tanto é que foi baseado nestes que chegamos a uma convenção de que ela não tomaria mais as estatinas, a duvida é que se não me engano vi em algum outro post um calculo onde dividir um colesterol pelo outro e o resultado menor que 5 esta bom, porem não achei mais esta informação, o Sr. poderia me esclarecer. Oh amado mestre. rrsrs. Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  23. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2747394/

    Sent from mobile phone
    Em 16/08/2014 16:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  24. Obrigado a todos os Doutores Souto, realmente não é possível ser apenas um, porem o time todos esta completamente entrosado. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  25. Alguém de plantão poderia esclarecer se farinha de arroz pode ser usado para fazer massa de pizza ou quiches?

    ResponderExcluir
  26. Se o objetivo for engordar, sim ;-)

    Arroz é amido

    Amido é glicose

    Glicose eleva a insulina

    Insulina alta engorda.

    Sent from mobile phone
    Em 16/08/2014 20:13, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  27. Dr. Souto, sempre o melhor, kkkkk, não, a intenção não é engordar, já entendi nada de arroz.
    Jantei hoje um omelete de berinjela com cebola frito na manteiga e um Bifão, e de sobremesa morangos com Nata e iogurte fenomenal. obrigado novamente Doutor Souto.

    ResponderExcluir
  28. Simples assim!!!

    ResponderExcluir
  29. Viiiixe. Lendo e aprendendo... ficamos tristes com os anos e anos apreciando uma boa massa!

    ResponderExcluir