segunda-feira, 21 de maio de 2012

A dieta é perigosa para os rins?

Uma objeção frequente às dietas de baixo carboidrato (low-carb) é a de que seriam perigosas para os rins. Normalmente, o que se escuta é uma variação da seguinte frase: "esta dieta da proteína vai acabar com os seus rins". Bem, vamos analisar este problemas sob seus vários ângulos.

1) Qual a relação entre consumo de proteínas e doença renal?
Pacientes com insuficiência renal crônica têm dificuldade em excretar diversas substâncias, entre elas aquelas derivadas do metabolismo das proteínas. Assim, é fato que pacientes previamente portadores de insuficiência renal crônica não devem submeter-se a dietas hiperprotéicas. Mas isso não diz NADA a respeito do consumo protéico de pessoas normais. Trata-se de uma falácia lógica. Se você está com uma perna quebrada, você não deve fazer uma caminhada longa. Isto não significa que se você fizer uma caminhada longa, você quebrará a perna. O que diz a ciência sobre o assunto? Vejamos:

- Martin WF, Armstrong LE, Rodriguez NR. Dietary protein intake and renal function. Nutr Metab (Lond). 2005 Sep 20;2:25.
 Este interessante artigo vai ao âmago da questão. Eis alguns pontos importantes: a) o aumento do consumo protéico é uma das estratégias de perda de peso, e obesidade é um fator de risco para doença renal. b)  o aumento do consumo protéico está associado com diminuição da pressão arterial, e pressão alta é um fator de risco para doença renal.
A filtração glomerular (uma medida do funcionamento renal) aumenta com o aumento do consumo de proteínas. Em pacientes com doença renal pré-existente, o consumo de proteínas parece estar associado a uma queda progressiva da função renal. Já em pacientes com função renal normal, não foi encontrada nenhuma associação. Em estudos experimentais em animais, o consumo de grandes quantidades de proteínas está associado à hipertrofia (crescimento e aumento de função) dos rins. Esta hipertrofia é um processo normal e aparentemente benéfico, análogo ao que acontece quando o rim residual sofre hipertrofia após a retirada cirúrgica de um dos rins. Os autores afirmam: "alegações de que uma dieta de alta proteína promove desidratação ou "força" adversamente o rim permanecem especulativas". Os autores revisam e literatura e constatam que em inúmeros estudos de dietas hiperprotéicas para perda de peso "não há relatos de diminuição da função renal induzida por proteínas mesmo em pacientes que, devido a hipertensão, obesidade e dislipidemia, teriam um risco maior de insuficiência renal". Citam ainda outros estudos prospectivos em pacientes saudáveis que não demonstram alterações adversas da função renal ou da excreção urinária de albumina (um marcador de dano renal). Estudos em atletas e fisiculturistas que consomem doses de proteína 200% ou mais acima dos níveis tradicionalmente recomendados não apresentam incidência aumentada de doença renal. Finalmente, estudos em modelos animais de ratos e cães alimentados com doses elevadíssimas de proteínas (de 50% a 60% das calorias) por longo prazo (anos) não identificaram doença renal, a despeito do aumento (já referido) da filtração glomerular (hipertrofia renal).
Outro estudo indica que pacientes obesos não sofrem piora da função renal com dieta hiperprotéica. Outro estudo salienta que o consumo aumentado de proteínas por atletas não é deletério. Outro estudo avaliou de forma prospectiva pacientes em dieta low-carb por 1 ano, e não encontrou nenhuma evidência de dano renal. O nome deste próximo estudo já diz tudo: "Substituição de refeições com uma dieta enriquecida em proteínas não afeta de forma adversa a função renal, hepática ou a densidade óssea." E, por falar em densidade óssea, não custa comentar que estudos como este e este indicam que uma dieta aumentada em proteínas não apenas não afeta negativamente, mas afeta positivamente a saúde dos ossos. Enfim, o medo da proteína resulta exclusivamente de uma falácia lógica, tão primária a ponto de ser infantil.

2) Quem disse que uma dieta de baixo carboidrato é necessariamente uma dieta hiperprotéica?
Embora seja comum referir-se às dietas low-carb (como a dieta Atkins, por exemplo) como "dieta da proteína", isto não é correto. Na verdade, as proteínas tendem a ser o macronutriente mais constante nas dietas, sendo que os carboidratos e as gorduras é que variam mais. No trabalho fundamental sobre dietas, QUE TODOS DEVERIAM LER, fica evidente na tabela 2 que a proporção de proteínas não varia quase nada entre as dietas mais low-carb e mais low-fat. O que varia é apenas o resultado: a dieta Atkins é superior a todas as outras em perda de peso e em TODOS os fatores de risco cardiovascular. Mas isto não é novidade. O  grande Dr. Yudkin, a quem já me referi em outro post, já em 1970 publicava interessante artigo no qual deixava claro que a quantidade de proteína na dieta low-carb era praticamente igual à da dieta tradicional. Aliás, é um artigo que vale a pena ser lido. Já no segundo parágrafo, consta que a dieta de baixo carboidrato era a opção preferida para perda de peso entre os médicos britânicos. Como o mundo dá voltas, não?

3) Por que motivo a dieta com a qual evoluímos seria deletéria? Eu sei que é um argumento circunstancial, mas, não obstante, trata-se de forte argumento. Você postularia que o capim é tóxico para os rins da vaca? Coalas evoluíram comendo folhas de eucalipto. Você proporia como provável a hipótese de que o eucalipto  é nefrotóxico para os coalas? Então por que os alimentos consumidos por nossa espécie há milhões e anos seriam tóxicos? A plausibilidade deve ser levada em conta. Sugiro a quem tiver interesse em aprofundar-se no assunto que leia este artigo sobre plausibilidade.

Em resumo: a dieta de baixo carboidrato e a dieta paleolítica não são dietas de alta proteína. Mas, mesmo que fossem, não há NADA na literatura científica que indique que isto pudesse prejudicar os rins de pessoas normais.

27/09/12 - atualização
Uma leitora do blog me enviou a seguinte matéria, que reproduzo, abaixo (http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/926200-dietas-de-proteinas-nao-atacam-os-rins-dizem-estudos.shtml)

06/06/2011 - 19h28

Dietas de proteínas não atacam os rins, dizem estudos

Publicidade
ANAHAD O'CONNOR
DO "NEW YORK TIMES"
The New York Times Qualquer um que já realizou uma dieta com alto teor de proteínas provavelmente ouviu este aviso: você pode perder peso, mas se arriscará a ter problemas nos rins.
A ideia é que processar grandes quantidades de proteínas sobrecarrega os rins, que filtram o sangue e removem resíduos. Porém, há poucas pesquisas sustentando essa afirmativa.
Num estudo publicado em "The International Journal of Sport Nutrition and Exercise Metabolism", pesquisadores recrutaram fisiculturistas e outros atletas e examinaram sua função renal durante sete dias --enquanto eles seguiam dietas de alto e médio teor de proteínas. Pelos resultados, todos os indicadores da função renal permaneceram dentro do intervalo normal entre os atletas que consumiram grandes quantidades de proteína.
Num estudo muito maior, publicado em "The Annals of Internal Medicine", pesquisadores examinaram o consumo de proteínas em 1.624 mulheres num período de 11 anos. Eles descobriram que as dietas de proteínas não causavam problemas em mulheres com funções renais normais. Porém, em mulheres com uma "leve insuficiência renal", o consumo exagerado de proteínas acelerava o enfraquecimento dos rins.
Pesquisadores da Universidade de Connecticut chegaram a uma conclusão similar quando revisaram anos de pesquisas sobre o assunto, num relatório de 2005 publicado na revista "Nutrition & Metabolism".
Para quem está pensando em iniciar uma dieta assim, exames físicos e de função renal podem revelar quaisquer problemas ocultos.
Conclusão: estudos mostram que, em adultos saudáveis, o consumo elevado de proteínas não coloca um excesso de pressão sobre os rins.

85 comentários:

  1. Doutor Jose Carlos, tomando o bicarbonato de sódio torno a urina mais clara mas isso previne a formação de cálculos?
    Isso afeta a cetose de alguma forma?
    Desde já grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. A urina pode ser alcalinizada com o consumo de boa quantidade de vegetais, especialmente os verdes. A limonada também ajuda. Não penso que pessoas normais devam alcalinizar a sua urina com bicarbonato de sódio. A melhor forma de evitar cálculos renais é consumir bastante líquido, e evitar a obesidade e a síndrome metabólica. Dito isso, não, o bicarbonato não afeta a cetose. Para aquelas pessoas que formam calculos de repetição e que, de acordo com a análise metabólica da urina de 24 horas e do sangue, apresentam risco aumentado para cálculos de cálcio ou ácido úrico, a alcalinização da urina com citrato de potássio está indicada e poderá ser prescrita pelo seu médico.

      Excluir
  2. Doutor recentemente porém fora da dieta eu fiz exame de sangue e urina, o ácido úrico deu: 4.8 e na urocultura não apresentou cristais, sendo assim voltei a dieta bebendo bastante liquido e priorizando carne branca, frango, peixes e mariscos e de gordura consumo azeite de oliva, óleo de linhaça e creme de leite nas sobremesas, enfim Dr. achas q continuar a tomar o bicarbonato me trará benefícios?
    Desde já grata!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom, e não precisa bicarbonato, a não ser que tenha sido prescrito pelo seu médico, e neste caso você deverá conferir com ele o motivo, ok?

      Excluir
  3. Ok, Dr. muito obrigada pela atenção desprendida!
    E parabéns pelo blog, sempre q posso cá estou!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Olá Dr. Souto, recentemente tenho me informado sobre a dieta low carb (num primeiro momento confesso que é chocante, vai contra o que ouvimos a vida toda) porém devido um ganho de peso que tive no último mes, e por um eterno inchaço que tenho nos pés, pernas e mãos, estou muito convencida a tentar esta dieta, mesmo sendo louca por carboidratos. Meu receio, é que meu marido está com gordura no fígado, tem que perder peso urgente, só que nos instruiram não comer carne vermelha, gordura e etc.
    Podemos aderir a esta dieta sem problemas? Meu inchaço tende a diminuir? Qual melhor livro para eu seguir?
    Obrigada desde já...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Minha opinião é de que a MELHOR abordagem para combater esteatose (gordura no fígado) é justamente uma dieta low carb, já que a frutose é a grande causa deste acúmulo.
      Os dois melhores livros são http://www.amazon.com/The-New-Atkins-You-ebook/dp/B0038NN3B4/ref=dp_kinw_strp_1 e http://www.amazon.com/Protein-Power-Low-Carbohydrate-ealth-ebook/dp/B002SXIENW/ref=dp_kinw_strp_1

      Em português, sugiro o livro do Dr. Atkins: http://www.estantevirtual.com.br/q/robert-c-atkins-a-nova-dieta-revolucionaria-do-dr-atkins

      Em tempo - o inchaço tende sim a diminuir.

      Excluir
  5. Boa noite Dr. José Carlos Souto. Tenho 25 anos e estou sofrendo com a obesidade em grau 1. Queria aderir a dieta do Dr. Atkins para perda de peso, mas tenho cálculos renais e "rins formato ferradura".
    Gostaria de saber se a presença dos cálculos me impedem de seguir tal dieta. Existem mesmo algum perigo?
    Desde já, agradeço.

    ResponderExcluir
  6. Ola doutor, se no passado ja tive infeccao urinaria, a dieta pode enfraquecer os meus rins? Quais seriam as doencas renais citadas no texto?

    ResponderExcluir
  7. Gabriel Henrique3 de junho de 2013 14:38

    Boa Tarde,
    Acompanho seu blog, que por sinal é excelente, e vejo muita ênfase na dieta low-carb para perda de peso e emagrecimento.
    No meu caso faço musculação e busco hipertrofia.
    É realmente não indicado , como dizem na academia, essa dieta sem carboidrato para o aumento de massa magra?

    ResponderExcluir
  8. Bom dia. Primeiramente parabéns por divulgar conceitos e um estilo de vida (porque não chamo de dieta) que pode salvar vida. Li um artigo sobre Óleo de Canola e fiquei de queixo caído. Se você achar oportuno divulgar aqui, segue o link:
    http://www.puravida.com.br/artigos-do-mes/oleo-de-canola-sera-que-e-bom-mesmo/

    ResponderExcluir
  9. Já abordei isso no blog, mas este texto está muito bom, acho que vou divulgá-lo sim, aguarde!

    2013/6/20, Disqus :

    ResponderExcluir
  10. Ola, meu nome e Juliana, eu ia come,car a dieta Athiks amanha dia 22, mais hoje dia 21 acordei toda inchada, e fui ao hospital, o clinico me orientou procurar um nefrologista antes de iniciar a dieta, pois a proteina pode prejudicar ainda mais o meu rins, isso pode ser certo?

    ResponderExcluir
  11. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/05/dieta-e-perigosa-para-os-rins.html Em 21/07/2013 21:42, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  12. Fernando Angelo Dannolfo3 de outubro de 2013 14:59

    Boa tarde Dr. Souto, sei que esta é uma postagem antiga, mas acho que é o post que mais tem a ver com a minha dúvida.

    No ano passado, tive um pequeno acidente em uma trilha de bike, e após alguns dias, a dor da pancada não passava, fui a um hospital e fiz um ultrassom de abdome, exame no qual o médico detectou cistos nos meus rins. Ele me tranquilizou, dizendo que isso é muito comum, mas que isso poderia ter alguma significância quando eu atingisse os 45-50 anos. Eu, de fato nunca senti nenhum efeito adverso (cólicas, cálculos) com os quais, no meu leigo entendimento, pudessem me levar a imaginar que meus rins não funcionavam bem.

    Adotei o estilo low-carb há 2 meses e meio, e apesar da enxurrada de críticas que venho recebendo (mesmo já tendo queimado 10 kg de gordura), não estou menos confiante nos benefícios que este estilo de vida me trouxe e ainda me trará.

    A dúvida é se existem estudos ou maiores informações com relação a uma possível regressão destes cistos renais quando se tem uma alimentação low-carb.

    Abraços.

    Fernando

    ResponderExcluir
  13. Não, e eu duvido que eles possam regredir. Mas não há nenhuma evidência de que qualquer dieta vá influenciar na evolução dos mesmos.


    Em 3 de outubro de 2013 14:59, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  14. Olá, nunca tive problemas com ácido úrico, todavia, após inicar a dieta low carb, tive um grande aumento: 15,3 mg/dL. Há poucos meses atrás estava em 6,7 mg/dL. Será que há alguma relação com a dieta? De qualquer forma me sinto maravilhosamente bem, minha asma praticamente sumiu, meu peso está baixando e a qualidade do meu sono está muito melhor. Aguardo as suas ponderações. Obrigado e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  15. Meça de novo em 90 dias, vai baixar (os exames podem se alterar durante a perda de peso, mas normalizam após). O interessante é que pessoas com dieta tradicional têm crises de gota com valores muito mais baixos do que esse. Parece que low carb protege contra gota.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 20/11/2013 01:05, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  16. Boa noite, Dr. Souto.

    Estou restringindo carboidratos desde outubro, mas tenho uma dúvida. Estou usando topiramato por prescrição do neurologista, para duas hérnias de disco e uma artrose lombar, ambas comprometimento medular. Essa medicação causa predisposição a formação de cálculos renais. O que devo fazer para evitar esse mal e não acabarem culpando a dieta, pois, é sabido que a classe médica e de nutricionistas, em sua grande maioria alegam que a low-carb afeta os rins...

    Outra coisa. Fiz um exame de sangue ontem e achei meu colesterol bem alterado:

    colesterol total 210
    trigliceris 72
    HDL 37
    LDL 159
    Não LDL 173

    O senhor acha que se eu repetir esse exame dentro de um tempo ele melhorará?
    Um abraço!
    Bianca

    ResponderExcluir
  17. Meu HDL está bem baixo justamente porque estou com restrições para atividade física, pelo comprometimento medular nos 4 membros. Estou fazendo RPG para poder fazer Pilates futuramente...

    ResponderExcluir
  18. Quanto à ignorância de quem culpar a dieta, há pouco o que fazer, ainda não inventaram tratamento eficaz para isso.

    Vc pode reduzir seu risco bebendo bastante limonada (a água e o citrato são benéficos).

    Seu colesterol está ótimo, para ficar melhor, só se fosse um pouco mais alto ( http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/09/colesterol-viii-e-melhor-ter-um.html )

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 12/12/2013 20:13, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  19. Sérgio Tsutomu Ijiri22 de dezembro de 2013 23:56

    No começo da dieta o resultado do micro albuminuria deu 63 e um mês após foi para 92. Tenho consulta com meu endocrinologista e temo que ele afime que a dieta está destruindo meus rins e pare imediatamente. A creatinina está dentro da faixa. Penso que estou exagerando nos ovos e proteinas e tenho regulado sua ingestão moderando meu consumo e isso tenha causado este aumento. É cedo para ficar alarmado? Posso continuar? Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  20. Sérgio Tsutomu Ijiri23 de dezembro de 2013 08:37

    Muito obrigado pela resposta tão rápida e esclarecedora. Devíamos acreditar nos médicos que nos assistem, mas o despreparo faz com que sejam conservadores e eles jogam com nosso temor: "eu recomendo, mas a decisão é sua...." Forte abraço e excelente trabalho!

    ResponderExcluir
  21. Dr. Souto, estou passando as férias na casa dos meus pais e resolvi os incentivar a se alimentar de uma maneira melhor. De manhã, trocaram o café com leite e açúcar por café com creme de leite e adoçante (aqui não temos nata), trocaram o pão por ovos, meu pais às vezes os comendo fritos com bacon (minha mãe é hipertensa e resolvemos não arriscar deixar ela comer tb). No almoço, carne, frango, fígado, o que eles já costumavam comer, porém substituindo arroz e feijão por tomate, pepino, alface, repolho, brócolis, couve-flor, e às vezes batata doce (já que eles gostam bastante e não estão precisando muito perder peso). De noite deixaram de comer arroz ou macarrão e passaram a comer omelete com alguma coisa, ou a mesma coisa do almoço. Tb os fiz trocar margarina por manteiga, e adoraram, disseram que o gosto é muito melhor. O problema é que meu pai, há alguns anos teve crises renais que posteriormente pararam, e nunca mais apresentou nenhum sintoma. Só que em menos de duas semanas de dieta ele já teve duas dores renais que há anos ele não sentia, e está associando à dieta. Na verdade isso os deixou bem desestimulados, apesar de já estarem sentindo os benefícios (visível diminuição de peso, sensação de saciedade e leveza, etc). Inclusive estão voltando a comer arroz e feijão. O que vc tem a dizer sobre isso? O que pode ter causado a volta dessas dores? O que modificar na alimentação?

    ResponderExcluir
  22. Coincidência total, já que pedras nos rins obviamente não se formam em uma ou duas semanas. Todo o urologista sabe que cólica renal é mais comum no verão.

    A solução para parar de formar pedras é tomar mais líquido (limonada é o melhor por aumentar o pH da urina).

    Perda de peso REDUZ o risco de cálculos renais.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 05/01/2014 18:24, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  23. Muito obrigada Dr.! Reduzir a quantidade de carne, aumentar a proporção de vegetais e diminuir o sal são medidas que podem ajudar? Li em algum lugar que uma dieta com muita carne acidifica a urina e promove o aumento na formação dos cálculos. Sobre o sal, li na sua postagem que quem não tem problemas não precisa restringir a ingestão, mas e quem já tem problemas (minha mãe hipertensão e meu pai cálculo renal) deve restringir o consumo?

    ResponderExcluir
  24. Foque-se mais em aumentar os vegetais do que em reduzir a carne. O sal não faz muita diferença para o coração, mas reduzir o sal pode diminuir o risco de cálculos de cálcio.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 05/01/2014 23:43, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  25. Obrigada de novo!

    ResponderExcluir
  26. Doutor, após a dieta, apareceram na urina cristais de oxalato de cálcio, e o ph 5,0.

    Água com limão resolve?

    ResponderExcluir
  27. Sim. Limonada, bastante líquido, e bastante salada.


    2014-02-12 15:58 GMT-02:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  28. Boa noite dr. , comecei a comer low carb, seguindo o seu blog no início de dezembro e a semana passada , tive uma crise de cólica renal fortíssima, tenho certeza que não foi a dieta que formou mieis cálculos, pois tenho há algum tempo, meus rins estão cheios, minha pergunta é? A dieta low carb, pode ter mexido nas pedras, tipo limpando o organismo? Pois estou estou tendo uma mudança de hábito alimentar, ou pode o organismo estar estranhando essa mudança? O médico do Ps, pediu para eu procurar urgente um uro para acompanhar pois as pedras já estão danificando meus rins e mechendo na função renal, será que vou ter problema em continuar seguindo esse estilo de vida low carb? Outro assunto, li em um site cálculorenal.org que alguns médicos e nutricionistas receitando um suplemento que chama NQI, o Sr já ouviu falar? Será que vale a pena eu usar, vai influenciar na minha alimentação? Aguardo seus comentários ! Obrigada

    ResponderExcluir
  29. Não faça Atkins - uma dieta super-low carb cheia de carne e com poucos vegetais será um desastre para vc que tem muitos cálculos. Faça PALEO, com MUITOS vegetais. Por quê? Porque muitos vegetais (e frutas com índice glicêmico baixo) irão alcalinizar a sua urina, o que ajuda a prevenir os cálculos mais comuns. Obviamente precisa beber muito líquido. E o melhor líquido é limonada, pois o CITATO do limão comprovadamente reduz a incidência de cálculos. O único suplemento que comprovadamente reduz cálculos urinários é o citrato de potássio. Mas se vc beber bastante limonada, já estará suplementando.

    Em 13/02/14, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  30. Muito obrigada pela rápida reposta.



    De: Disqus [mailto:notifications@disqus.net]
    Enviada em: quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014 16:56
    Para: lleone@uol.com.br
    Assunto: Re: New comment posted on http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/05/dieta-e-perigosa-para-os-rins.html




    Disqus

    Settings













    A new comment was posted on Dieta Low-Carb e Paleolítica

    _____



    J. C. Souto

    Não faça Atkins - uma dieta super-low carb cheia de carne e com poucos vegetais será um desastre para vc que tem muitos cálculos. Faça PALEO, com MUITOS vegetais. Por quê? Porque muitos vegetais (e frutas com índice glicêmico baixo) irão alcalinizar a sua urina, o que ajuda a prevenir os cálculos mais comuns. Obviamente precisa beber muito líquido. E o melhor líquido é limonada, pois o CITATO do limão comprovadamente reduz a incidência de cálculos. O único suplemento que comprovadamente reduz cálculos urinários é o citrato de potássio. Mas se vc beber bastante limonada, já estará suplementando.
    Em 13/02/14, Disqus escreveu:
    1:55 p.m., Thursday Feb. 13







    Reply to J. C. Souto






    J. C. Souto’s comment is in reply to Lígia:




    Boa noite dr. , comecei a comer low carb, seguindo o seu blog no início de dezembro e a semana passada , tive uma crise de cólica ... Read more

    _____







    You're receiving this message because you're signed up to receive notifications about replies to disqus_Q96B2dkF7Z.
    You can unsubscribe from emails about replies to disqus_Q96B2dkF7Z by replying to this email with "unsubscribe" or reduce the rate with which these emails are sent by adjusting your notification settings.

    Disqus



    Nenhum vírus encontrado nessa mensagem.
    Verificado por AVG - www.avgbrasil.com.br
    Versão: 2014.0.4259 / Banco de dados de vírus: 3697/7088 - Data de Lançamento: 02/12/14

    ResponderExcluir
  31. Dr. Souto e quanto a questão das carnes estarem contaminadas com hormônios e mais químicas que são aplicadas nos animais, e nas rações no caso das aves, o senhor tem alguma solução ? ou sugestão ? obrigado e parabéns pelo seu trabalho !

    ResponderExcluir
  32. Mudar-se para a ilha de Kitava

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 07/03/2014 20:45, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  33. Dr., O que vc recomendaria para resolver incontinência urinária? Minha mãe já passa dos 50 anos, obesa há décadas (difícil convencer a família da dieta rsrs) e sedentária sempre. Alguma dica?? Quando bate a vontade de urinar, ela tem que ir correndo no banheiro, e acontece de repente.

    ResponderExcluir
  34. Tenho pacientes cuja bexiga hiperativa melhorou com páleo. Obviamente, teria que investigar, fazer uma urodinâmica, etc.

    ResponderExcluir
  35. Dr. Souto, desespero (!!!)

    Li quase td o blog (sensacional), mas restaram duvidas:

    Uma semana de low carb vegetariana (consumi ovos caipira, sardinha, cambert, muçarela).

    N perdi nem 100g nem reduzi nenhum cm de gordura abdominal (me deixou triste pq NORMALMENTE qndo eu quis perdi peso fechando a boca e escolhendo os alimentos..) mas td bem - a questao é urina, colesterol e intestino.
    Tenho 30 anos, ando de bike e caminho.

    PREOCUPAÇAO:

    URINA: Excessiva, clara, com Resíduos (bastante). (Consumo 1,5l h2O/dia. - o que acontece? Que resíduos sao esses que n sao excesso de proteina pq nem comi!

    Colesterol: total: 300; Hdl: 76, ldl: 200, trigli: 115. (Li td sobre colesterol que o senhor pensa- mas tb li que lhe preocupa se 300 - entao fiquei preocupadissima!!!)

    Tenho dores no peito tempos, mas fiz varios exames (eletrocardio, esforço, ecocardiograma bidimensional c exo doppler) e n tenho nada de errado - simplesmente n sei o que é mas a dor é intermitente e chata!

    Intestino: muuuuuito preso (o que me preocupa pelo colesterol alto), consumo fecula de batata e banana verde)

    Assim - urina (o que pode estar havendo?) colesterol - é alto? (mantenho a sardinha, abacate, posso comer um pouco de aveia p baixar?) intestino (algum oleo mineral ajudaria? Importa mesmo por conta da absorçao do colesterol - pode elevar?).

    Sei que exagerei mas so fiz isso depos de pensar mil vezes e NAO CONSEGUIR MEDICOS Q ENTENDAM A QUESTAO LOW CARB).

    Certa da resposta, grata!!!!!!

    ResponderExcluir
  36. Resposta: UMA semana? Conversamos novamente após 12 semanas, ok?

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 18/05/2014 11:02, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  37. Meu pai, o homem é ninja!!! Que presteza!!! Ok dr, sei q é nada de tempo, mas a duvida é: DIANTE DO QUADRO ( colesterol, urina) eu fico tranquila e sigo nos procimos 3 meses??? Fiquei tranquila c os posts sobre colesterol, mas li um comentario seu q 300 lhe preocupa!!! E entao? Desculpa a insistencia... Muito obrigada pela rapidez!!!!!!!

    ResponderExcluir
  38. Talvez 300 por uns 10 anos possa representar um diminuto aumento real de risco. Talvez. Anos. O aspecto visual da sua urina não tem NADA a ver com dieta (a não ser pela concentração, que depende de água).

    O que percebo é MEDO, e a busca inconsciente de confirmar as suas suspeitas preconcebidas de que esse estilo de vida vai lhe fazer mal. Pense nisso.
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 18/05/2014 11:16, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  39. Nunca vi niguém tão solícito e tenaz.

    MUITO OBRIGADA!!!!!!!

    Ps.: estou completamente viciada pelo blog e suas palestras, podcasts. Sua maneira de pensar e expor os paradigmas me deixa encantada. Sensacional.

    Vida longa, dr. Souto das Cavernas!!!

    ResponderExcluir
  40. Obrigado. Estar em uma sala de espera de aeroporto sempre ajuda na presteza :-)

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 18/05/2014 11:31, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  41. Ri alto!!! Seu senso de humor é a melhor parte da dieta (kkk)!!! Elixir!

    ResponderExcluir
  42. Ui, vou aproveitar: me surgiu uma coisa: ok, em 10 anos poderia ser um problema esse colesterol, mas se vou adotar essa filosofia dietética (rs) como vou diminuir esse colesterol com o tempo? Se eu reduzir a gordura satura e investir em
    Mono e omega 3 seria bom? Mantenho a questao high fat, no entanto cambio o tipo de gordura, daria? Sardinha ajuda por ter omega 3, mas tb tem muito colesterol - consumir ou nao?

    ResponderExcluir
  43. Tudo isso é verdade, mas em 2 meses seus exames podem estar completamente normais com a mesma dieta de hoje. Não se faz exames no início da mudança.
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 18/05/2014 11:46, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  44. Tralala!!! Eba! Platao: a alegoria da caverna... Dr Souto: a alegria da caverna...

    ResponderExcluir
  45. Obrigado Dr. Jose Carlos Souto.

    ResponderExcluir
  46. Que bom! Os exames estão todos normais. Todos.
    Em 08/06/2014 17:20, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  47. Eeeee rapidez!!!. MUITO OBRIGADA, DR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Ótima semana!!! ê felicidade...

    ResponderExcluir
  48. Caro Dr. Souto:

    Já li este artigo várias vezes, bem como o abaixo sobre o sal e estou intrigado. Uma vez que tenho cálculo renal e após 10 anos sem crise senti novamente outra há 6 dias. Muito cruel diga-se, pois na emergência de pronto socorro demorado tive que tomar até morfina para aliviar a dor. Uma ultrassonografia posterior revelou cálculo na junção ureterovesical esquerda medindo 4,7 mm e no rim direito cálculo no cálice médio medindo 3,8 mm e no inferior medindo 3,5 mm.

    E a primeira recomendação do urologista foi de cortar o sal.

    Gostaria de lhe perguntar se o Sr. tem alguma novidade para os que enfrentam esse problema uma vez que a dieta Low Carb não prejudica os rins?

    A segunda pergunta é se o Sr. tem alguma informação sobre o suplemento 'NQI-Dr. Gauer", inclusive vosso conterrâneo, anunciado como eliminador de cálculos renais?

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Arnaldo_Valentin_Gauer
    Atenciosamente,
    Ronaldo
    Colombo - Pr.

    ResponderExcluir
  49. 1) Sal não prejudica os rins - verdade;
    2) Sal pode aumentar a incidência de cálculos renais de cálcio no subgrupo de pacientes que tem hipercalciúria na urina de 24 horas - verdade;
    3) Isso não prejudica os rins, mas é um bom motivo para comer menos sal, SE VOCÊ TIVER HIPERCALCIÚRIA;
    4) Esse remédio que você cita é placebo.
    5) Cuidado com a falácia lógica "Post hoc ergo propter hoc" ( http://pt.wikipedia.org/wiki/Post_hoc_ergo_propter_hoc).

    Exemplo: a pessoa fumou por 20 anos. A pessoa parou de fumar há 6 meses. Surge um câncer de pulmão. Conclusão? Parar de fumar causou o câncer (óbvio que não!)


    Em 5 de setembro de 2014 23:35, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  50. Obrigado Dr. pela resposta vou procurar sobre essa hipercalciúria, meu consolo é que agora tenho em casa Toragesic e Dimorf para enfrentar a danada da cólica quando ela volta.
    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  51. Boa noite!!Desde que comecei a paleo minha menstruação ficou desregulada .Isso é normal ou devo procurar meu gineco??

    ResponderExcluir
  52. Normal

    2014-09-16 18:48 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  53. Obrigada pela rapidez na resposta !!!Sua fã !!!!

    ResponderExcluir
  54. Cristiana, me desculpe a intromissão... É normal, aconteceu comigo e fui me interar no assunto... Em blog americanos tem milhares de relatos... Não se preocupe.

    ResponderExcluir
  55. Sem problemas

    ResponderExcluir
  56. Maria Aparecida de Aquino29 de setembro de 2014 09:11

    Dr. Souto, Pessoas que tem rim transplantado pode fazer uso da alimentação Low Carb cetogênica? Como fica o ácido úrico com relação ao excesso de proteína?

    ResponderExcluir
  57. Se vc leu o artigo acima, já sabe que essa é a sua chance de proteger o enxerto renal para que dure mais tempo (o que causou a perda do primeiro rim - diabetes, hipertensão, síndrome metabólica - é o que causará a perda do segundo, se a pessoa não mudar o estilo de vida para um mais saudável, com menos carboidratos processados).

    Se leu o artigo acima, não faço a menor ideia de que excesso de proteínas você se refere. Leia o artigo.

    2014-09-29 9:11 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  58. Olá Dr. Souto

    Gostaria de expor um caso que me ocorreu. Em fevereiro deste ano, fiz uma endoscopia e uma ecografia do aparelho urinário. Na endoscopia descobri que tinha a bactéria h-pylori e no ultrassom uma pedra no rim direito de 9mm. Descobri o seu blog no final de julho, tentando descobrir alguma dieta para perder os quilos ganhos nas férias. No início a ideia era fazer a dieta LCHF durante 4 semanas, eliminar o sobrepeso e voltar para minha dieta normal (high carb). Porém, como acontece com a maioria dos seus leitores, viciei no blog e descobri que não se tratava de uma dieta para perder peso, mas sim para melhorar minha saúde, qualidade de vida, enfim, mantenho a dieta desde agosto/2014 e a 4 semanas faço "dia do lixo" nos finais de semana, a base de carbs paleo (mandioca, batata doce e frutas). Bem, os benefícios de agosto para cá não preciso nem mencionar, vejo relatos do pessoal e me identifico com a maioria, o fato é que hoje realizei uma nova ecografia e simplesmente a pedra no rim direito de 9mm sumiu, sendo que nunca tive nenhuma crise. Explicação do meu médico: pode ter sido algum erro no primeiro ultrassom. Pode ser que sim, mas junto com este sumiço, em poucas semanas da dieta LCHF as dores que tinha no rim direito também se foram.

    ResponderExcluir
  59. Dr Souto, já sou páleo há três anos, de uns meses para cá venho notando que estou dormindo mal. Acordo no meio da noite para urinar e perco o sono, aliás, estou urinando com muita frequencia, pouco volume e notando a perda de cálcio através da urina ( vaso sanitário fica com calcificação ). Vou procurar um urologista aqui em Natal, mas o senhor acha que o magnésio pode estar por trás disso, haja visto eu não fazer uso desse suplemento? Pelo que tenho lido na paleosfera o uso desse mineral é bem comum e o que o Sr. diz do cloreto de magnésio?

    ResponderExcluir
  60. 1 colher de mel à noite deverá melhorar o sono. Essa do vaso é extremamente improvável, a não ser que você não use a descarga. Caso contrário, é efeito da água dura: http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Dureza_da_água

    Sent from mobile phone
    Em 09/10/2014 18:59, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  61. Muito obrigado pela resposta. Realmente a água aqui é de poço e tem muito carbonato de cálcio. Qto ao cloreto de magnésio, posso suplementar?

    ResponderExcluir
  62. Pode

    Sent from mobile phone
    Em 09/10/2014 21:15, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  63. Drº o que recomenda para a infecção urinaria, minha filha esta com esse problema muito chato.
    Bem haja

    ResponderExcluir
  64. Imagino que vc queira dizer algo natural. D-Mannose.

    2014-10-16 16:25 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  65. Sei que já tinha lido qualquer coisa por aqui sobre isso, mas não lembrava o nome. Vamos ver se encontro por cá, é em comprimidos ou em pó, qual o mais recomendável?

    ResponderExcluir
  66. Se achar em pó, melhor

    2014-10-16 16:44 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  67. Mais uma vez grata por sua atenção.
    Bem haja

    ResponderExcluir
  68. Dr Souto, poderia me passar algum artigo sobre ácido úrico. Gostaria de saber se a carne vermelha realmente aumenta a taxa. Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  69. http://fourhourworkweek.com/2009/10/05/gout/

    Sent from mobile phone
    Em 17/10/2014 19:43, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  70. Ótimo!!! Cada dia me apaixono mais pela Palo!
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  71. Drº em Portugal ninguém conhece D-Mannose, nem nunca ouviram falar. Perguntam para que é, eu explico e mandam tomar este, será que têm alguma coisa a ver.
    http://www.enetural.com/pt/saude/cranberry-com-vitamina-c-solgar_6703prd/
    Obrigado bem haja

    ResponderExcluir
  72. Não. Aqui também não tem, mas um farmacêutico de minha cidade importa. Mas pode-se comprar na internet: http://www.iherb.com/Now-Foods-D-Mannose-Powder-3-oz-85-g/531

    2014-10-18 14:58 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  73. Grata o Srº é um anjo. Vou ver se enviam para Portugal. Muitos não enviam medicamentos para Portugal. Vou ver este. Grata

    ResponderExcluir
  74. Dr Souto, venho tentando seguir a dieta low carb tem 2 meses. Apesar das escorregadas já sinto melhoras nos índices da glicose e da pressão arterial. O que tem me preocupado é que na minha urina tem aparecido espuma, isso é esperado nesse tipo de dieta? Desde já agradeço a resposta.

    ResponderExcluir
  75. A descarga resolve isso

    Sent from mobile phone
    Em 19/10/2014 17:41, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  76. Sal... vc toma alguma proteína, tipo, whey?

    ResponderExcluir
  77. é que já ouvi dizer que excesso de proteína é excretado na urina com muita espuma.

    ResponderExcluir
  78. Falso

    Sent from mobile phone
    Em 22/10/2014 09:59, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  79. Dr., então esse negócio de proteinúria é balela?

    ResponderExcluir
  80. O que causa proteinúria é danos aos rins (mais de 90% das vezes causado pelo diabetes, ou seja, por excesso de carboidratos). Comer proteínas não causa nenhum dano aos rins ( http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/05/dieta-e-perigosa-para-os-rins.html), e rins saudáveis não têm proteinúria independentemente de quanta proteína você coma. A proteína que você come não entra para o sangue. Ela é digerida até o nível de aminoácidos. Se houver excesso de aminoácidos no sangue, eles serão metabolizados pelo FÍGADO, e não pelos rins. E não, eles também não fazem mal ao fígado, da mesma forma que ar não faz mal aos pulmões - é a função primordial desses órgãos.

    2014-10-22 10:52 GMT-02:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  81. ok, agora entendi. obg.

    ResponderExcluir