quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Vídeo: Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBT

A Sociedade Brasileira de Cardiologia começa a admitir que a gordura saturada é necessária na dieta, que seu consumo deve ser aumentado, e que é pior substituir gorduras por carboidratos. É claro que estão "comendo o mingau pela beirada", dizendo que se deve "evitar o excesso" e recomendando comer cereais. Mas - hei! - já é um GRANDE progresso. Eu costumo dizer que a mudança que levará à aceitação generalizada da restrição de carboidratos levará pelo menos uns 10 ou 20 anos. Quem sabe estou sendo muito pessimista?

Reportagem do SBT sobre as novas orientações da Sociedade Brasileira de Cardiologia 

Obrigado à internauta Suian pela dica!

P.S.: Concordo com o comentário do leitor abaixo: vista como um todo, a reportagem é ruim. Afinal, ao liberar o consumo de pastel frito, recomenda duas coisas que vão expressamente contra a dieta paleolítica: farinha de trigo e fritura em óleos vegetais extraídos de sementes (poli-insaturados, repletos de ômega-6). Ainda assim, há o lado positivo: a gradual desconstrução do mito de que há que restringir ao máximo as gorduras. Este mito é o grande fator limitante da expansão das dietas low carb. É fácil você convencer alguém de que é necessário cortar farináceos e açúcares da dieta. No entanto, quando se fala em aumentar a ingestão de gordura, a reação negativa é imediata e irracional. E, penso, qualquer reportagem como essa em mídia de massa ou o artigo do Dr. Dráuzio Varella (post anterior) ajudam a desmontar estas defesas.

7 comentários:

  1. Muito mau exemplo de melhorar a alimentação: comer pasteis fritos em óleo? Por isso é que uma informação dada desta forma tem efeitos nocivos. Um pastel frito é massa de trigo frita em óleo vegetal - não tem nada de saudável. Também me pareceu infeliz o médico que aparece a falar fazer recomendações unidimensionais: recomendar cereais pelo seu teor de fibra, quando há muitas provas científicas que são um péssimo alimento para muita gente... enfim. Pequenos passos que dados desta forma não são muito positivos.

    ResponderExcluir
  2. Você tem razão - adicionei um comentário à postagem em função de suas considerações, obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Dr. José como mencionou no seu comentário infelizmente é muito mais fácil q uma pessoa corte de sua dieta os farináceos e o açúcar mas qdo. se fala em aumentar a ingestão da gordura vc só falta ser apedrejado. Como citou o amigo acima a informação lançada da forma q foi realmente torna qq dieta nociva, mas ainda fiquei muito feliz ao ver a nova recomendação da Sociedade Brasileira de Cardiologia que aumentou o percentual de consumo diário da gordura saturada de 7% para 10%, ainda não tem muito significado porém com certeza isso fará com q mais estudos e pesquisas aconteçam sobre o assunto, pelo menos espero q assim seja!

    ResponderExcluir
  4. Dr. José como mencionou no seu comentário infelizmente é muito mais fácil q uma pessoa corte de sua dieta os farináceos e o açúcar mas qdo. se fala em aumentar a ingestão da gordura vc só falta ser apedrejado. Como citou o amigo acima a informação lançada da forma q foi realmente torna qq dieta nociva, mas ainda fiquei muito feliz ao ver a nova recomendação da Sociedade Brasileira de Cardiologia que aumentou o percentual de consumo diário da gordura saturada de 7% para 10%, ainda não tem muito significado porém com certeza isso fará com q mais estudos e pesquisas aconteçam sobre o assunto, pelo menos espero q assim seja!

    ResponderExcluir
  5. Achei incrivel este post ensinando a conservar carne na banha. A tal da "carne na lata" é tradicionalissima aqui no Brasil também. Imagino que deve ter sido muito útil nos tempos em que não existia geladeira!!

    http://come-se.blogspot.com.br/2010/10/carne-de-lata-ou-carne-na-banha-receita.html

    Taí uma receita que renderia uma reportagem linda, não esse inferno de pastel frito no oleo de soja rsrsrs.

    ResponderExcluir
  6. Mais:

    gordura de frango http://receitasdatiafatima.blogspot.com.br/2010/11/gordura-de-frango-com-sabor-do-blog.html

    banha de porco
    http://come-se.blogspot.com.br/2010/02/uma-boa-banha.html

    fica a sugestão, e mais uma vez, pro inferno com o pastel no oleo de soja ahaha.

    não sei vocês mas (tirando manteiga) acho dificilimo encontrar uma gordura que preste pra comprar. a banha que vende embalada nos supermercados não tem um gosto lá muito bom, não se compara com a delícia de um torresmo ou de um pernil.

    gordura de côco não acho. se você comprar de 15 quilos pra cima sei que o custo é irrisório, é uma das gorduras mais baratas que tem. mas em quantidades razoáveis vc não acha, só acha o chquérrimo oleo de coco extra virgem prensado a frio. hoje vi numa loja chamada mundo verde aqui no rj, a exorbitantes 54 reais meio quilo rsrs. não me adimira que seja dificil achar gordura de coco daquela que vovó usava... a quem interessaria rs? enquanto o óleo extra-virgem de coco custar 100 reais o quilo e banha tiver essa fama injusta... os oleos de soja, milho e canola continuam soberanos e não concorrem com ninguém.

    óleo de palma também é dificil. você procura algo na internet, o que vem no topo é uma patetice ambientalista, que o cultivo de palma sacaneia com os gorilas. AHAHA. o oleo de palma só sacaneia com os negócios da cargil!!

    se vc tem um produto e um processo industrial prontinhos pra fazer dinheiro e não tem mercado, vc pode partir pra briga de preços com o concorrente ou você pode subornar legisladores e agencias reguladoras pra que uma nova norma seja baixada matando o mercado do concorrente rsrsrs. no setor industrial acontece sem parar (vide lâmpadas incandescentes). agora comida, nutrição, saúde? terrível, não? mas na minha humilde opinião é o que vem acontecendo a 30 anos.

    será que to viajando? rs.

    ResponderExcluir
  7. Concordo Dr. A dieta low carb/paleo, só cairão no gosto popular (penso) após estas celebridades falarem a respeito, cito Dr. Dráuzio e/ou alguma revista de "fofocas" de famosos informarem que a mais nova moda dos artistas.

    ResponderExcluir