domingo, 2 de setembro de 2012

Dieta Balanceada

Todos os dias escutamos frases tais como "devemos consumir uma dieta balanceada" ou "o segredo é consumir tudo com moderação". Mas o que se esconde por trás deste senso comum? Como e, mais importante, QUEM define o que é uma dieta balanceada?

Pesquisando no google, o primeiro site que encontro diz o seguinte:

"Basicamente, para ser considerada balanceada, a alimentação deve conter alimentos de diversos tipos como: carne, verduras, legumes, arroz, macarrão, feijão, frutas, leite e derivados, e até mesmo gordura e açúcar, e atender às necessidades nutricionais do indivíduo."

Quem disse que deve ser assim? Baseado em que critérios?

Pense comigo: qual é a dieta balanceada de uma vaca? Deve conter carne, macarrão, leite, açúcar? Sorvete quem sabe?



Claro que não, você dirá. Mas por quê?  Afinal, "para ser considerada balanceada, a alimentação deve conter alimentos de diversos tipos", não é mesmo? Grama e capim representam apenas um grupo. E a dieta de um leão, deve ser balanceada? Certamente! Mas o que é uma dieta balanceada de um leão? Deve conter carne, mas será que só carne é suficiente??

No passado, os administradores de zoológicos pensavam que sim. Afinal, ele é um carnívoro, não?

O seguinte trecho é extraído do excelente livro de Weston A. Price, que viajou o mundo estudando todas as tribos de estilo de vida tradicional e suas dietas, Nutrition and Physical Degeneration (1938):



"Até recentemente, era tido como fato pelos superintendentes dos zoológicos da América e da Europa que os felinos não se reproduziam em cativeiro, a não ser que a fêmea tivesse nascido em liberdade, na selva. Até então, isso tornava necessário repor os leões, tigres, leopardos e outros felinos a partir de reservas selvagens na mesma velocidade em que as jaulas se esvaziavam devido à morte dos animais.
Conta-se a história de uma viagem feita por um especialista em vida selvagem do zoológico de Londres à África com o propósito de obter alguns leões adicionais e para estudar este problema. Durante sua estadia na área em que encontravam-se os leões, observou um leão matar uma zebra.



O leão rasgou, então, o abdômen da zebra e começou a devorar as entranhas no flanco direito do animal. Isso levou-o diretamente ao fígado. Depois de gastar algum tempo selecionando diferentes órgãos internos, o leão afastou-se, virou-se, e jogou terra sobre a carcaça, a qual abandonou para os chacais.



O cientista então dirigiu-se rapidamente à carcaça e espantou os chacais a fim de estudar a zebra morta e anotar quais tecidos foram deixados intactos. E isto forneceu-lhe a pista que, quando posta em prática, revolucionou completamente a história da reprodução dos felinos em cativeiro. A adição de órgãos à dieta dos animais cativos nascidos na selva fornecia-lhes os nutrientes necessários para tornar a reprodução possível. Seus filhotes passaram, também, a reproduzir-se com eficiência. Eu estudei este assunto com o diretor de uma grande colônia de leões cativos - ele listou em detalhes os órgãos e tecidos que eram particularmente selecionados pelos animais em seu ambiente selvagem, bem como os que eram fornecidos aos animais em cativeiro. Ele explicou que, enquanto o preço dos leões costumava ser de US$ 1.500,00 por um bom espécime (valores da década de 1930), agora havia tantos deles que você poderia comprar um por 15 centavos".

Bem, agora já sabemos o que é uma dieta balanceada para um leão. Precisa haver um equilíbrio entre carne e vísceras. Mas quem determinou isso? Os nutricionistas? Os veterinários? Não, foi a observação da dieta natural destes animais na natureza - aquilo que eles vinham comendo por milhões de anos era a dieta a que estavam adaptados.

Agora, pergunto novamente, como poderemos determinar qual a dieta a que os humanos estão evolutivamente adaptados? Que tipos de alimentos, e em que proporções, nossa espécie consumiu por 2,5 milhões de anos?

E então, você ainda acha que uma dieta balanceada para a espécie humana contém macarrão? Farinha? Açúcar? Coca-cola?

A "dieta balanceada" não é a que contém um pouco de cada coisa. A dieta balanceada para uma determinada espécie é a que contém aqueles alimentos com os quais a espécie evoluiu.

As doenças da civilização nada mais são do que o descompasso entre nosso genes paleolíticos e nosso estilo de vida moderno. O tempo necessário para que a seleção natural adapte nossos genes aos farináceos e ao açúcar é medido em centenas de milhares de anos. Pensando bem, não é mais fácil adaptar os hábitos aos genes, do que esperar que a evolução e a seleção natural mudem o ser humano?

30 comentários:

  1. Eu caí no conto do vigário por anos com essa historinha de DIETA BALANCEADA. Todos os endocrinologistas em que me consultei, me empurraram essa baboseira e um jugo fora do normal em exercícios físicos. Perdi anos da minha vida acreditando nisso, e só perdi os anos mesmo porque peso que é bom nada. Quando conheci a dieta do baixo carboidrato foi como se um venda caísse de meus olhos, só então pude perceber o quanto estava enganada, me entupindo com todos os tipos de carboidratos, misturando os naturais com os industrializados... um desastre.

    Fiquei anos com um peso acima do normal, muito cansaço, fadiga, passando fome, com baixa estima e me culpando o tempo todo por não conseguir emagrecer.

    Nunca consegui emagrecer tanto como agora e o melhor de tudo, mantendo o meu peso sem engordar de novo com aquele famoso efeito sanfona, e de uma forma tão fácil, somente diminuindo o consumo de carboidratos, não precisei restringir de vez, deixar de comer, só tive que diminuir e pronto, EURECA! Emagrecendo sem passar fome.

    Finalmente descobri que o problema não era EU e sim o que eu fui induzida a comer durante anos por muitos especialistas que no mínimo deveriam reaver seus conceitos científicos, porque um enorme percentual da população mundial está morrendo por problemas relacionados a obesidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que mais eu poderia dizer depois deste depoimento?

      Excluir
    2. O que ela diz me leva a uma coisa que está me incomodando...
      Ela diz que diminuiu o carboidrato e eureka.
      Mas pelo que estou entendendo, é para junto disse AUMENTAR o consumo de gordura saturada. Até em coisas como o meu odiado leite integral de caixinha ( não pode ser desnatado?) e creme de leite não pode ser light? pois que eu saiba apenas um pouco da gordura é retirada, nada mais. E porque não pode vagem?

      E gostaria de sua opinião sobre o café.
      Obrigada, Luana.

      Excluir
    3. Café: sem problemas.

      Veja: você não é obrigada a aumentar a gordura, mas estará perdendo um dos mecanismos naturais de saciedade (o que sacia, mesmo, são proteínas e gorduras). Além disso, se você cortar os carboidratos E as gorduras, vai comer o quê? Apenas proteínas? Vá por mim, é insustentável no longo prazo uma dieta só de peito de frango e alface. Quando as proteínas superam 40% das calorias, a pessoa começa a passar mal.

      Leite desnatado: você retira o que tem de bom do ponto de vista nutricional (a gordura, as vitaminas lipossolúveis, e o gosto) e deixa apenas um pouco de proteína e um monte de açúcar - pra quê??

      Creme de leite: faça um teste, mas FAÇA MESMO. Compre um creme de leite de LATA da Nestlé (o único que eu conheço que é creme de leite de verdade, cujo único ingrediente é "creme de leite") e um creme de leite light de caixinha de sua preferência. Leia o rótulo de ambos e responda:
      1) Qual tem mais carbs?
      2) Qual tem mais aditivos?
      3) O que é Carragena, goma xantana e goma guar, e, etc...

      Finalmente, abra ambos ao mesmo tempo, e experimente um morango com cada um deles. Sério, faça o teste.

      Você não precisa aumentar propositalmente o consumo de gordura, mas não deve jamais tentar se abster da gordura natural dos alimentos.

      Porque você não adiciona água na sua gasolina para deixá-la menos calórica? Por que seu carro foi fabricado e calibrado para uma gasolina padrão. E seu corpo foi calibrado para leite desnatado? Para "carragena"? Para margarina? Se o corpo fosse um carro, que tipo de gasolina ele está adaptado para usar?? Ainda nesta analogia, te respondo: se vc usar gasolina diluída, o CONSUMO vai aumentar pois os "nutrientes" que o carro precisa estarão faltando, e o motor vai estragando com o tempo. Se você usar gasolina premium, o consumo diminui (o carro naturalmente "come menos"), pois a densidade de nutrientes é maior. Pense nisso. Ou melhor, faça o teste (com você, não com o carro!!).

      Excluir
  2. Olá Dr. José Carlos!
    Acabo de conhecer seu blog e confesso que fiquei muito feliz em saber que há outros profissionais da saúde no Brasil que já conhecem esta outra visão!
    Sou Nutricionista Clínica Funcional em Florianópolis e trabalho na linha da dieta do paleolítico (que inclusive é o meu tema de TCC da pós).
    Os resultados na clínica são impressionantes e a cada dia que passa tenho mais certeza de que este é realmente o caminho.
    A maior dificuldade, no entanto, é convencer as pessoas de que tudo o que a mídia e especialmente os outros profissionais da saúde dizem sobre a alimentação saudável está errado!
    Por isso seria muito bom poder trabalhar em conjunto com médicos que também acreditam nisso! O Dr. conhece algum médico de Florianópolis que trabalha ou acredita nesta área?

    Se quiser entrar em contato por e-mail: giselepagliarini@yahoo.com.br

    Att,

    Gisele Pagliarini Silva
    Nutricionista Funcional

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sensacional Gisele! Não conheço (até em Porto Alegre só conheço uns 3), mas vou te colocar em contato com a Polyana Freitas, a nutricionista que segue esta linha em Porto Alegre. Vou te mandar um email.

      Excluir
    2. Dr, a Dra Polyana tem algum blog? Site?

      Desde já agradeço!

      Excluir
    3. Não - mas ela pretende começar a publicar alguma coisa aqui - aguarde

      Excluir
  3. Boa tarde Dr Jose Carlos. Adorei o seu blog, fiquei muito animado em ver um profissional da saúde tratando de um assunto ta polemico de uma forma tão isenta e consciente. Olhe, por algum tempo fiz uma dieta de baixos carbos, fiz Atkins por 2 anos, na época perdi 40 kilos e fiquei em uma manutenção por mais 1 ano, baixei o peso de 120 para 80, fiquei muito bem, feliz e satisfeito. Eficiente, não tenho como negar, foi a melhor dieta que fiz na minha vida. Agora Dr. Por problemas da vida acabei saindo e desviando o foco, voltei a engordar, perdi algumas pessoas queridas próximas, tive problemas mesmo. No começo do ano resolvi voltar ao batente, comecei uma dieta tradicional, “balanceada” e por conta do meu esforço e disciplina em não furar e em fazer todos os dias atividade aeróbica baixei de 113( que é o peso que estava) para 98 até agora , pois bem, já estava programando voltar para Atkins, até mesmo por adorar carnes e saber o quanto me dou bem com essa dieta, mas ai veio o grande problema Dr, sai para jantar com alguns amigos há 2 semanas e passei muito mal, nesse dia exagerei um pouco e senti uma dor muito incomoda no abdômen, na parte direita, como se estivesse tudo inflamado, uma cólica mesmo, entende? Pois bem, fui direto para o hospital e lá fui diagnosticado com pedra na vesícula. Estou com alguns cálculos na minha vesícula e isso me assustou bastante. Andei lendo algumas coisas sobre a vesícula, e o que me assustou foi que pelo que achei o que provoca essa dor são alimentos com gordura ( base junto com a proteína da Atkins). O senhor acha que agora não posso mais fazer a dieta baixa em carbos? Pergunto isso pq só vou fazer a cirurgia ano que vem, agora não tenho cmo fazer, mas queria muito saber se posso iniciar minha dieta baixa em carbos mesmo estando com esse problema da vesícula, se uma coisa tem ligação com a outra... Dr, peço perdão pelo meu enorme post, mas é que aqui onde eu moro não vou achar alguém que possa me orientar, e pior dificilmente ache alguém que tenha pelo menos conhecimentos que não sejam preconceituosos quanto a esse modelo de dieta! Aguardo eu retorno, um abraço enorme e que Deus lhe abençoe com esse trabalho tão especial!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. 40 Kg, que espetáculo hein? Bem, definitivamente vc terá que operar esta vesícula. Até lá, o jeito será distribuir as porções de alimentos gordurosos durante várias refeições menores. A vesícula serve para armazenar a secreção biliar oriunda do fígado, que por sua vez é um detergente natural que permite ao intestino emulsificar e digerir as gorduras. Assim, não surpreende que o grade desencadeador da contração da vesícula seja a presença de gordura no intestino. Quando um cáculo obstrui a saída da bilis acumulada na vesícula, vem a cólica biliar. Faça a sua dieta do jeito que lhe for possível (reduza os carbs, mesmo que não possa aumentar muito a gordura), e opere vesícula logo que seja possível.
      A propósito: as populações de estilo de vida tradicional simplesmente não têm (nunca) pedras na vesícula. Graças as suas dietas naturalmente ricas em gordura e pobres em carbs refinados, estas populações usam a sua vesícula diariamente, evitando a "estase" (o acúmulo por longo tempo) da secreção biliar, que acaba levando à formação dos cálculos.

      Excluir
  4. Dr, mas será que depois de 1 semana na dieta de baixo carbos e alta proteina/gordura, nao iria regular tudo? Pergunto isso se vc já viu algum caso de paciente que usou essa dieta mesmo tendo o problema que tenho! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada se regula em uma semana. Em uma semana, vc está no auge da "desregulação", quando o corpo recém está se adaptando à falta de cabrs, ainda sem ter convertido completamente o metabolismo para queima de gorduras. A primeira semana é o pior momento de uma dieta low carb. Com 4 semanas, em geral os triglicerídeos baixam para perto de 100 e o HDL sobe uns 5 a 10 pontos. A resistência à insulina pode levar 3 a 6 meses para melhorar - o mesmo ocorre com o colesterol.

      Excluir
  5. olá Dr. Poderia me enviar o contato da Profissional nutricionista de Porto alegre que trata este tipo de abordagem?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  6. Dr, depois de poucoes meses voltei, resolvi operar logo a vesicula e deu tudo certo, tirei as pedras, tirei a vesicula e estou zerado, queria saber, se posso voltar a fazer atkins, agora sem vesicula, o que o senhor acha? terei os mesmos bons resultados? Grande abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez ajude saber: eu sou ex-obesa, fiz cirurgia de redução de estômago há 10 anos, e retirei a vesícula há 4 anos. Como o peso começou a voltar aos poucos, me interessei pela dieto low-carbs, mas também tinha receios por conta do meu "histórico". Mas arrisquei, e hoje, com a dieta low-carbs a vida está bem melhor!

      Excluir
    2. Que bom!! Desculpa não ter respondido, às vezes não dá tempo!

      Excluir
  7. Olá Dr. Tens como indicar uma nutricionista em porto alegre que siga esta linha paleo?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  8. Polyana Freitas: nutrirossi11@hotmail.com


    2013/4/15 Disqus

    ResponderExcluir
  9. Dr Souto, o que vc acha de frases do tipo "arroz e feijao se completam por causa da cadeia de aminoacidos e bla bla bla"?


    Ontem almocei na minha mae e tinha feijoada, entao eu catei o bacon, a costelinha, as linguicinhas, o charque e sabe-se mais o que la de carne que tinha la dentro e comi junto com a salada de repolho com bacon, mas tive que ficar ouvindo que eu tinha que comer arroz com feijao e eu nao sabia o que responder :/

    ResponderExcluir
  10. Feijão é 75% carboidrato e tem uma proteína incompleta faltando aminoácidos essenciais. Arroz é 100% açúcar. Experimente viver somente disso e eu GARANTO problemas graves. Experimente viver somente de carne e eu GARANTO saúde. Não estou recomendando comer só carne, estou apenas dizendo que arroz com feijão é uma boa fonte de calorias baratas, não uma boa fonte de nutrição. Não se compara a salmão com salada mista.


    Em 30 de outubro de 2013 15:29, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  11. eu nunca comi feijao no dia-a-dia, nem quando achava que era certo, detesto feijao e arroz eh a coisa mais sem graça do mundo, mas digo na falta de opcao...meio que só comi as carnes da feijoada...nesse caso carne (mesmo banhada em feijao e com alguns bagos de brinde) + salada pode ser considerado mais completo que arroz e feijao, certo?

    ResponderExcluir
  12. Feijoada é gostoso, eu gosto de comer uns submarinos que ficam submersos nela - e os feijões que vem junto eu como sem nenhum problema.


    Em 30 de outubro de 2013 16:02, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  13. hehehe mas eh pesado pra caramba, fiquei sonolenta e com azia o dia todo :P meu estomago ta ficando bem seletivo, semana passada tb passei mal comendo uns docinhos nao paleo

    ResponderExcluir
  14. Bom dia, por favor estou no período de transição(Estou no 3º dia) e estou reduzindo o carboidratos (Semana passada ainda estava comendo coisas integrais) e consumindo mais gordura boa(Creme de Leite, Leite de Coco, por exemplo), porém tenho a vesícula preguiçosa (palavras do meu gastro) e gastrite por causa da h pylori e hoje estou com muita dor de cabeça e enjoos, estou fazendo algo de errado?

    ResponderExcluir
  15. Basta consumir mais (BEM mais) SAL e água (seus sintomas não têm nada a ver com vesícula, e ela só é preguiçosa pois você não a deixava trabalhar, comendo low fat).


    Em 22 de julho de 2014 10:30, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  16. Realmente Dr. minha dieta era low fat. Sobre a água estou tomando 2l vou dobrar para 4L então, agora sobre o sal, fico um pouco perdida da melhor maneira de consumir, porque eu sempre evitei.
    De qualquer forma, muito obrigada pela oportunidade de compreender melhor sobre a Dieta Paleo, estou apaixonada.

    ResponderExcluir
  17. Comida salgada, sopa salgada, bacon...


    Em 22 de julho de 2014 11:06, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  18. Dr. gostaria de saber a sua opnião com relação ao consumo de feijão, com os prós e contras. Já vi que para gestantes o sr. recomenda.. e para crianças?

    ResponderExcluir
  19. Idem

    Sent from mobile phone
    Em 30/07/2014 09:16, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir