sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Comi carboidratos - foi tudo por água abaixo?

No início, achava apenas uma curiosidade - pessoas me perguntando o que fazer se, em determinado dia, tivessem um deslize e consumissem carboidratos. Mas a pergunta é cada vez mais recorrente, e é mais ou menos assim:

"Eu estava fazendo a indução (de Atkins) com menos de 20g de carbs todos os dias, mas após 20 dias eu fui a um aniversário e comi 2 fatias de bolo. Isto significa que eu acabei com minha cetose, voltei a estaca zero e preciso começar a indução do início? Por favor me ajude!!"

Eu não consigo deixar de pensar que há, nesta frase, um fervor quase religioso. É como se a pessoa estivesse convertida a uma religião low carb, da seita Atkins, e está me dizendo: "padre, eu pequei!", aliviando-se pela confissão e esperando que eu lhe passe a penitência: "meu filho, volte para o início da indução, coma ovos com bacon e bifes por 14 dias". Percebem?

Adão e Eva são expulsos do paraíso após morderem o carboidrato proibido - o pecado original.

No entanto, esta relação ambivalente com a dieta, de querer segui-la cegamente, de pecar e depois redimir-se, apenas para começar a flertar novamente com o pecado - ah, o pecado, tão tentador! - acaba tornando a adoção de low carb como um estilo de vida algo impossível. Assim como uma vida de total virtude, o low carb imaculado é insustentável, pois na primeira mordida do carboidrato proibido, pode vir aquela explosão de lascívia alimentar, todo o desejo reprimido levando a comer carbs até que a dor abdominal seja o limite. E aí, a culpa é tão grande que é melhor renunciar à religião e viver para sempre em pecado.

Vamos, então, tentar estabelecer uma relação mais saudável com a restrição de carboidratos. Nada dogmático, nada religioso, e sim uma abordagem racional, tranquila e serena. Voltando ao pedido de ajuda: 

"Eu estava fazendo a indução (de Atkins) com menos de 20g de carbs todos os dias, mas após 20 dias eu fui a um aniversário e comi 2 fatias de bolo. Isto significa que eu acabei com minha cetose, voltei a estaca zero e preciso começar a indução do início? Por favor me ajude!!"

1) Atkins não é a única forma de fazer low carb. Se é possível fazer low carb sem indução, é também possível voltar ao low carb após uma escapadela sem fazer indução (sem penitência!)

2) É possível perder peso com low carb sem cetose. Consequentemente, a interrupção temporária da cetose não é um problema

3) Quantos dias de consumo de carbs são necessários para sair do estado de queima de gordura de uma dieta low carb e passar para o estado de acúmulo de gordura de uma dieta de alto carboidrato?

Esta última pergunta tem uma resposta complexa. Vamos inverter a pergunta. Quantos dias são necessários para que uma pessoa fique cetoadaptada, isto é, passe a utilizar preferencialmente gordura como fonte de energia ao invés de carboidratos? De uma a duas semanas. Este é o tempo que leva para que haja a síntese de todo um conjunto de enzimas necessárias para as rotas metabólicas envolvidas na oxidação das gorduras. Durante este mesmo período, as enzimas necessárias para a conversão de carboidratos em gordura diminuem drasticamente (afinal, o corpo não mantém ativas rotas metabólicas em desuso).

Em outras palavras: depois que você está completamente cetoadaptado, se você comer MUITOS carboidratos em um único dia, eles não serão convertidos em gordura. Pois estar cetoadaptado é, ao mesmo tempo, estar desadaptado aos carbs. Seu corpo pode queimá-los, transformá-los em glicogênio, mas terá extrema dificuldade para transformá-los em gordura.

A primeira vez que entrei em contato com este conceito foi em um livro de 1995 (já esgotado, e nunca traduzido), chamado "Anabolic Diet" (pode ser encontrado em formato eletrônico em cópias, digamos, não oficiais, na internet). O Autor, Dr. Mauro DiPasaquale, é um médico do esporte e fisiculturista. O livro é escrito para fisiculturistas, e tenta resolver o seguinte quebra-cabeças:

1) A dieta low carb é a melhor alternativa para perda de peso;
2) A insulina é anabólica;
3) Para um fisiculturista, a insulina é essencial para um aumento dramático dos músculos;
4) Um fisiculturista precisa ser MUITO magro (percentuais de gordura corporal abaixo de 10%).

O Dr. DiPasquale afirma que a solução é uma dieta cetogênica com menos de 30g de carbs nos dias de semana, MUITOS carbs (pizza, pães, doces, sorvetes) por 36 horas nos finais de semana, voltando a 30g de carbs na segunda-feira, e assim por diante. Segundo ele, os picos de insulina que ocorrem durante as 36h são anabólicos, mas o tempo não é suficiente para reverter a cetoadaptação e provocar ganho e peso. A perda de peso cessa durante aquele período, mas volta a ocorrer no resto da semana. Interessante...

Fiquei intrigado com a ideia, e resolvi experimentar, em 2011. Já vinha fazendo Atkins há uns 8 meses, já estava muito magro. Com certo medo, admito, fui a um rodízio de pizzas, e comi até me fartar, inclusive pizzas doces. O que se sucedeu foi exatamente o que dizia do Dr. DiPasquali: de sábado para domingo, aumentei quase 3 Kg (glicogênio e água); mas na quinta-feira, já estava com o MESMO peso de antes das pizzas. Experimentei por um mês - carbs de todos os tipos, ilimitados, todos os sábados. Neste mês de teste, não aumentei de peso. Verdade que não me sentia bem na segunda-feira depois de comer porcarias, mas NÃO engordei.

Isso significa que você deve seguir a dieta anabólica do Dr. DiPasquale?

Eu penso o seguinte: 

1) Low carb é um estilo de vida, baseado na ciência. E esta ciência (e o livro do Dr. DiPasquale) demonstram que você não põe tudo a perder por que detonou em UM dia no aniversário/natal/formatura;

2) Low carb não é religião, comer carbs não é pecado, indução não é penitência e o livro do Dr Atkins não é a bíblia;

3) A dieta deve ser adaptada às necessidades e características de cada um:
    a) Se você quer otimizar a sua saúde, comer porcarias e glúten todos os finais de semana pode não ser ideal;
    b) Se você é diabético, comer carboidratos provavelmente nunca é uma boa ideia;
    c) Se você comer carbs de vez em quando (com espaço de no mínimo 5 dias), o mundo não acabará;
    d) Se você não consegue ficar sem os carbs, comê-los apenas uma vez por semana é MUITO melhor do que comê-los sempre já que não consegue ficar sem comê-los nunca;
    e) Se você é relativamente magro e seu objetivo é hipertrofia muscular, comer uns carbs após o treino e no final de semana pode ser vantajoso.

Observação 1: comer carbs com intervalo menor do que 5 dias começa a induzir a produção das enzimas que metabolizam estes carbs em gordura. Assim, quem pretende comer carbs 1x por semana deve ser OBSESSIVO em não comer mais de 30g de carbs nos intervalos.

Observação 2: a dieta anabólica do Dr. DiPasquale foi desenvolvida para fisiculturistas, e não para seres completamente sedentários. Não sei se os resultados se aplicam para todo mundo - acho que não. Meu objetivo foi apenas ilustrar que uma noite de carbs não acaba com tudo.

Em resumo: mantenha a mente aberta, esteja aberto à auto-experimentação. Em se tratando de um estilo de vida, de longo prazo, se algo não der certo e você ganhar um pouco de peso, você tem o resto da vida para voltar a uma dieta cetogênica e perder o peso novamente. Como diz Jimmy Moore, o grande guru low carb, "experimente, descubra o que funciona para você, trace um plano e siga-o".


166 comentários:

  1. Dúvida: após o treino de musculação, a whey deve ser utilizada com alguma espécie de carb (pela tal janela da oportunidade) ou pura mesmo, sem outra coisa misturada?

    Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel: a ênfase é em ganho de massa muscular ou em perda de gordura??

      A Cláudia Vilaça, por exemplo, conseguiu as duas coisas comendo praticamente zero carbs: http://claudiafitblog.blogspot.com.br/

      Mas, se a ênfase é realmente em ganho de massa muscular, eu acrescentaria uns 40g de carboidratos junto com o Whey pós-treino, na "janela". Aproveita e mistura com leite (já dá umas 15g de carbs), que é BEM mais gostoso do que com água.

      Compra o livro TNT (ver a postagem sobre livros)

      Excluir
    2. Vivendo em low carb, você também pode usar o whey com óleo de coco, em vez dos famosos carbos de alto índice glicêmico.

      Além disso, o óleo de coco fornece energia imediata, é absorvido rapidamente, não é, Dr Souto?

      Excluir
    3. Exato, com certeza. Outra alternativa é nata. Whey com nata é uma sobremesa que eu comeria mesmo que nunca houvesse ouvido falar de dieta low carb, por que é TÃO BOM! Veja http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/whey.html

      Excluir
    4. Whey com nata eu já comi e gostei muito! Quero ver se compro a whey isolada Intrapro, da Gaspari Nutrition, que tem um gosto sensacional.

      Excluir
    5. Whey com nata eu já comi e gostei muito! Quero ver se compro a whey isolada Intrapro, da Gaspari Nutrition, que tem um gosto sensacional.

      Excluir
    6. Daniel, o whey isolado Intrapro é bom, mas tem bastante caro, inclusive açúcares (6 gramas por scoop, se não me engano). Isso se a fórmula for a mesma que eu tomava anos atrás.

      O whey VPX-SRO é zero carbo e zero gordura.

      Excluir
    7. Acho que se o objetivo de tomar o whey no pós-treino for ter uma rápida absorção, a nata não é a melhor alternativa, acredito que irá retardar em vez de acelerar os efeitos do whey protein.

      O óleo de coco, por ser um triglicéride de cadeia média, é uma gordura de "comportamento" quimicamente diferente das demais, por isso tem sido usado por atletas que evitam carboidratos de alto índice glicêmico na sua refeição ou suplementação pós-treino.

      Excluir
    8. Perfeito, Cláudia. Quis aproveitar para mencionar que dá uma boa sobremesa. Pós-treino, eu tomo com água ou leite (este último quando quero uns carbs).

      Os triglicerídeos de cadeia média do óleo de coco são realmente especiais. Isto por que o corpo NÃO consegue estocá-los, sendo obrigado a oxidá-los nas mitocôndrias, ou seja, fonte de energia SEM risco de engordar.

      Excluir
  2. Boa noite Doutor gostaria de tirar uma dúvida sobre músculos. Sei que o assunto foge bastante deste post, mas aconteceu uma mudança muito brusca na minha fisionomia e quero saber se estou perdendo músculos ao invés de gordura; ou isso é também em decorrência da diminuição da gordura, sei lá.
    Mesmo acima do peso nunca tive o rosto redondo. O formato do meu rosto é oval e em outras vezes que fiz dieta, o meu rosto sempre mostrava sinais de emagrecimento antes do restante do corpo. Bom, mas agora a pele do meu rosto, e principalmente a do meu pescoço estão frouxas, franzidas. A pele debaixo do braço e das coxas também sofreu mudanças, mas nada preocupante no momento. Notei isto faz um mês e há 2 meses faço a dieta lowcarb. Sei que tenho 46 anos, mas vai que de repente, não é só da idade né? Preciso incluir algum alimento? Aumentar o consumo de proteína ou líquido? Tem conexão com a insulina? Pretendo diminuir mais uns 8 quilos e quem sabe nem será possível, pois ficarei só flacidez, isso pra dizer de forma doce. Não pratico esporte algum, atualmente peso 74kg. Não sei ao certo onde está este assunto aqui no blog. Pode me orientar, por favor? Agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Susanna: ao invés de ficar especulando, o melhor é aferir estas coisas. Taí um bom motivo para você passar a frequentar uma academia de musculação: lá você fará periodicamente a medida da composição corporal (qualquer academia SÉRIA te oferece isso), e poderá saber se está ganhando ou perdendo massa muscular, percentual de gordura, etc. Se não, fica muito difícil dizer algo, eu estaria chutando.
      Mas a melhor coisa contra flacidez (além de uma máquina do tempo, é claro) e criar mais massa muscular.

      Excluir
    2. Vou me intrometer na conversa, Dr Souto, e dizer duas coisas para a Susanna:

      1. experimentar aumentar o consumo de GORDURAS, como o ÓLEO DE COCO, que é absorvido rapidamente pelo organismo e poupa a proteína (a que comemos e também a proteína dos músculos). Mas não é uma ou duas cápsulas por dia, não, ok? Tome de colher, regue a sua comida - carne, salada - com colheradas de óleo de coco. Sem medo! Para uns 80 gramas de carne, use 3 ou 4 colheres de sopa.

      Tomar bastante água ajuda. Prefira as de baixo teor de sódio.

      2. Como disse o Dr Souto, contra a flacidez ao emagrecer faça MUSCULAÇÃO! Mesmo os atletas, quando estão em fase de perda de gordura, correm o risco de ficar flácidos se não tiverem bastante massa muscular. O bumbum e as coxas são os pontos críticos para as mulheres. Já fiz uma dieta-relâmpago para "secar" sem ter muita massa muscular e sem consumir gordura, só proteína magra. Fiquei com o bumbum murcho.

      Doutor, peço licença para sugerir à Suzanna a visita ao meu blog: http://claudiafitblog.blogspot.com.br/

      Excluir
    3. Claudia, posso te perguntar uma coisa? O leite de côco pode substituir o óleo de côco?

      Excluir
    4. Cláudia, pode se "intrometer" sempre. Acabei de voltar da academia. Comi 1/3 de um tablete de manteiga derretido, água + 1 ovo + 1,5 medida de Whey batido no liquidificador. Assim como a Cláudia, meu combustível para academia tem sido gordura - e tem funcionado muito bem.

      Excluir
    5. Obrigada, Doutor!

      Quanto ao leite de coco, Adolfo, são coisas diferentes. O leite de coco é preparado com a polpa do coco maduro (a parte branca do coco de casca marrom). Assim, contém os carboidratos da polpa.

      O óleo também é extraído da polpa branca, mas de modo a separar a gordura do resto da massa de coco. O óleo de coco é zero carboidrato.

      Excluir
    6. Cláudia! Carbs do leite de coco? Não tem quase nada! :-)

      Excluir
    7. Cheguei atrasado na discussão, mas gostaria de fazer uma pergunta para Claudia, se ela puder responder vou ficar agradecido!

      Será que a gordura de coco, que é uma alternativa bem mais barata, também pode ser usada? Ela tem algum problema? Pergunto isso porque a chamada gordura de coco, comercialmente dizem que ela tem um perfil lipídico "idêntico" a do coco de praia, mas pode ser feita com um mix de oleos de babaçu, palmiste, tucum, e outros que esqueci o nome. Será que é tão bom quanto o óleo de coco de praia prensado a frio?

      Outro dado, acho interessante esta gordura de coco porque quando acho ela é BEM mais em conta. Estas palmeiras amazônicas são ABSURDAMENTE abundantes, viajando um pouco aqui com os meus botões, daria para usar de forma sustentável para alimentação; em vez de fazer biodiesel como estão querendo. Seria uma fonte de calorias baratas praticamente inesgotável.

      Excluir
    8. Dr souto, o sr falou oq come depois da academia (ovo manteiga e whey) o ovo eh frito?? E vc come ovos todos os dias? Se eu n quiser ovo posso comer oq na volta?
      E antes de ir malhar oq vc come? e qt tempo antes? Malho 5:30 da manha to iniciando o estilo de vida low carb(iniciando atkins) e queia saber oq comer antes de dias de jump e esteira e nos dias de musc . Grata! Amo seu blg

      Excluir
    9. No liquidificador com Whey, é ovo cru. Fica com gosto de gemada. Pessoalmente, e estando cetoadaptado, acho interessante ir na academia em jejum (especialmente para vc, que malha de madrugada - duvido ter fome às 5 da manhã) e consumir algo com proteína (qualquer coisa, whey, bife, ovo cozido, frito ou cru) após.

      Excluir
  3. Muito criativa essa analogia com a religião! Ri muito do "morderem o carboidrato proibido"! Realmente, o medo de errar nos conduz, paradoxalmente, a um estado de ansiedade que nos leva a errar... Seguindo o seu conselho, eu estou me "conhecendo" aos poucos, devagar, sem pressa. Primeiro, retirei o açúcar e o trigo. Mais a frente, após uma analise dos resultados obtidos, farei correções caso sejam necessárias. No mais, parabéns pelo ótimo trabalho e um ano novo repleto de realizações. Neste sentido, não é preciso ser adivinho para saber que o acesso ao seu blog vai crescer exponencialmente em 2013...abs

    ResponderExcluir
  4. Caro Dr. José Carlos, o senhor já leu o livro do Tim Ferriss: The Four Hour Body? Lá ele apresenta uma dieta que ele chama slow-carb (algo como low-carb + feijões) e introduz o conceito de Cheat Day: um dia em que se deve comer de tudo e em quantidades absurdas.

    Testei isso mas comigo não funcionou. Tinha dores de cabeça (como sempre tive com dieta convencional). O que o Dr. DiPasquale descreve parece muito com o Cheat Day.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adolfo, olha que coincidência, eu estava agora há pouco na academia ouvindo quem em um podcast? Tim Ferris! Bem, eu acho ele meio maluco, mas concordo com a maioria das coisas. Mas o Slow Carb me parece problemático. Dentro do conceito de produzir um pico de insulina 1x por semana (veja também o livro "Carb Nite", de Kiefer), o ideal são "fast carbs". Feijão vai elevar sua glicemia e sua insulina devagar, trazendo elevações prolongadas da insulinemia (ruim) sem picos de elevação extrema da insulina (que traz vantagens). No dia livre, é melhor comer sorvete, arroz e batata do que feijão.

      Outra coisa é lembrar dos objetivos. Estas dietas com carbs cíclicos (DiPasquale, Kiefer) são para alguém já com peso adequado perder as gordurinhas que faltam. Se o objetivo é saúde (controlar enxaquecas, TPM, dores articulares, etc), dieta paleolítica é o caminho a seguir.

      Excluir
    2. Dr Souto, no caso da dieta do Tim Ferris, o feijão é para os dias de dieta e não para o dia livre. Ele sugere carne, salada e leguminosas da família do feijão como pratos ideais para o dia a dia.
      No dia livre é pra se afogar nos doces e massas... rsrs
      Mas fiquei com uma dúvida: você disse que o feijão eleva a glicemia? Sempre achei que ele fosse de baixo Índice Glicêmico...
      Não conhecia a dieta paleolítica. Me chamou a atenção quando vc disse sobre dores articulares e fui pesquisar... Fui atleta de alto rendimento por 12 anos, por isso, tenho diversos problemas de desgaste das articulações, entre eles condromalacia patelar grau IV. Essa dieta poderia diminuir minhas dores ou ela não tem influência no processo degenerativo?

      Excluir
    3. O feijão é de baixo índice glicêmico quando comparado com uma batata, por exemplo, mas é de alto índice glicêmico quando comparado com um ovo. A maior parte das calorias de um feijão são carboidratos. Mais especificamente, 70% carbs, 25% proteína, 5% gordura. Ou seja, é uma boa fonte de... carboidratos.

      Dito isso, eu acho a dieta do Tim Ferriss interessante. Veja bem, não há certo ou errado aqui. E todas estas variantes que estamos discutindo, são TODAS low carb em relação à dieta tradicional ocidental.

      Eu acho que páleo pode, sim, ajudar em problemas degenerativos, pois foca-se na densidade nutricional e na qualidade dos alimentos. Mesmo que não ajudasse especificamente na condromalacia, ajudaria no resto da saúde. Leia o livro do Robb Wolf (veja minha postagem sobre livros).

      Excluir
  5. Agradeço muitíssimo ao senhor por este post! Foi um bálsamo para mim que estou engessada em Atkins.

    Quando se tem a meta do emagrecimento de mais de 10kilos, o comprometimento com a dieta é uma faca de dois gumes. Estou tão paranóica com as 20g de carbs diários que não consigo pensar em uma vida além desta cota.

    Após 1mês restrito, sair da dieta no Natal não trouxe angústia, mas fiquei perdida em como retomar.

    Primeiro houve o medo do corpo assimilar a gordura consumida durante a dieta mais os carbs da escapada. Segundo houve um grande incômodo pelo estufamento após consumir os alimentos proibidos.
    Havia esquecido dessa sensação tão ruim associada a quantidade de gases!

    Acredito que a meta seja entender mais como a dieta age no organismo, conhecer o que funciona no meu metabolismo e assim ter uma relação menos paranóica com a restrição de carbs.

    ResponderExcluir
  6. Interessante...vi esse conceito sobre a ingestão de carbs em um curto espaço de tempo no livro Carb Nite, que prega que 6h com alta ingestão de carbos semanalmente pode desfazer um efeito platô e acelerar a perda de gordura. Você já viu esse livro? Realmente faz sentido, nesse caso específico da perda e não somente manutenção? Em segundo lugar, gostaria de registrar meus parabéns quanto a esse blog. E acho que esse post sintetiza um pouco dele: claro, informativo e objetivo, sem o fanatismo de muitos dedicados à dieta atkins. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karina, li sim o Carb Nite, do Kiefer, e isto reacendeu meu interesse pelo assunto. O próprio Kiefer, no prefácio, admite que pegou parte da ideia dos livros do DiPasquale de 10 anos antes. Cá entre nós, estou fazendo um experimento neste sentido - e, daqui a várias semanas, vou fazer uma postagem específica. Não quero divulgar muito a coisa sem testar antes. E obrigado :-)

      Excluir
    2. Pois é, acho que também vou experimentar, porque me encaixo exatamente no perfil descrito pelo Kiefer: da pessoa próxima do peso ideal, mas não exatamente lá, que alcançou um platô depois de um período (2 meses) de dieta (no meu caso, a low carb). Com certeza a manutenção farei em low carb, pois me sinto super bem nela. Abraços e Feliz Ano Novo!

      Excluir
  7. Doutor, no livro do Dr.Atkins tem o que ele chama de mini farra, ou seja ele diz que comer aqueles carbos que nos fazem muita falta pode, mas apenas durante 1 hora não mais do que isso e claro a mini farra deve ser esporádica. Pois bem, a minha mini farra se constitui de duas coisas que amo: melancia e abacaxi, frutas que num calor de mais de 40 graus no RJ são verdadeiras bençãos. Já fiz e o voltei para a dieta normalmente sem nenhum aumento de peso, do jeito que estava ficou.

    A minha pergunta é relacionada a essas frutas especificamente que eu sei tem um IG alto, em especial a melancia, pois bem, eu queria saber se tem diferença manter a dieta durante a semana e nos finais de semana liberar as frutas, mais especificamente essas duas que eu confesso posso ficar o dia inteiro comendo que não enjoo! Será que com frutose é diferente? Será que perderei meus resultados? Essa é a minha dúvida pq o calor aqui esta insuportável!!!

    abrs e um Feliz Ano Novo para o sr e sua família!!!

    andrea

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrea, acho que você mesma já deu a resposta. Vc não disse que já testou e não teve problemas? Somos todos diferentes. Para algumas pessoas, é necessário manter um controle mais estrito. Para outras, se comerem melancia e abacaxi todos os dias nada vai acontecer. E, provavelmente, se for 1x por semana, realmente não tem problema para a maioria das pessoas.

      Excluir
  8. Dr, boa tarde! Existe algum site de referência onde podemos obter a quantidade de carbos de legumes e frutas por exemplo? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/10/quantas-gramas-de-carboidratos-tem-x-ou.html

      Excluir
  9. Dr, existe algum site de referência onde podemos verificar a quantidade de carbos dos alimentos? Outra: os 30g diários recomendados valem também para mulheres? Obrigada e parabéns pelo trabalho perfeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim (http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/10/quantas-gramas-de-carboidratos-tem-x-ou.html)
      E sim, vale para mulheres

      Excluir
  10. Dr.José Carlos, parabéns pelo site e pelo artigo. Eu faço a dieta metabólica do Dr. Pasquale já a algum tempo, e vi algumas divergências em relação ao que eu vi no livro e o que tem no artigo. Acredito que seja a versão do livro, já que o livro citado pelo dr. é mais antigo que o que eu uso(A Solução Anabólica). Citar algumas divergências:

    1- O carb-up não é mais de 36h. Ele é feito em 1~2 dias por semana, que vai depender do próprio organismo da pessoa.

    2- Carb-up não significa comer carboidrato ate cair exausto no chão.kkkkkk. A dieta tem restrição de calorias, principalmente quando estiver na fase de corte/cutting. Nos primeiros dias(quando esta preparado para se adaptar a cetose), ele aconselha a deixar a contagem de calorias de lado, mas mesmo assim, indica manter as calorias iguais a que consumia antes. Se eu for em um rodízio de pizza eu já extrapolo meu limite de calorias em uma única refeição.kkkkkk

    3- Não é uma dieta exclusiva para fisiculturistas. Na tradução(que ficou alguns termos estranhos...), ele diz que é para profissionais e "recreativos"(o que seria um fisiculturista recreativo? bem...eu acho que se é fisiculturista é porque vive pelo esporte...), e em seu site ele da exemplos de pessoas comuns, que praticam atividade física apenas.

    4- Ainda sobre o carb-up, ele aconselha a ir controlando os alimentos ruins, como sorvetes, pizzas, biscoitos e etc. Ele diz que com o tempo a pessoa, naturalmente, vai eliminando essas porcarias da alimentação(infelizmente, nem sempre isso ocorre), e também diz as % de proteína, gordura e carboidrato deve ser utilizada no carb-up. Por exemplo, comendo pizza e sorvete, vc vai passar rapidamente a quantidade sugerida de gordura(que é reduzido no carb-up), e ate mesmo a proteína é levemente reduzida. Única coisa alto mesmo é o carboidrato, e de preferência, bons carboidratos.

    Lendo seu artigo, e o dr. tendo citado o livro mais antigo do Di Pasquale, eu passei a entender porque a ideia que a Dieta Metabólica não prega controle de calorias, podendo comer a vontade gorduras durante a semana, e se matar de comer porcaria nos finais de semana, se propagou na internet. Parece que o livro antigo dele pregava isso, não é?

    Desculpe por ter escrito demais. Mais uma vez, parabéns pelo excelente site.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Ricardo. São pontos muito interessantes que você levanta. Eu li somente o primeiro livro do DiPasquale (Anabolic Diet), e é bem provável que ele tenha evoluído estes conceitos (o que é bom - ter conceitos imutáveis não é uma coisa vantajosa em qualquer área da ciência).

      O motivo de eu ter citado este livro foi mais no sentido de explicar para as pessoas que fazem Atkins, que seu mundo não precisa desabar apenas porque elas cometeram um deslize - que há inclusive autores que consideram VANTAJOSO cometer este tipo de deslize 1x por semana.

      Há outros autores que empregam esta mesma abordagem - notadamente Kiefer com seu "Carb Nite" - 6 a 8 horas de MUITOS carbs 1 x por semana, e Tim Ferriss em seu polêmico livro "The 4-hour body", que recomenda um "cheat day" 1 x por semana no qual ele especificamente sugere que se coma todo o tipo de porcaria. Ele chega ao extremo de sugerir que a pessoa anote em um diário todas as porcarias que pensou em comer durante a semana e não pode, para que possa lembrar-se de comê-las no sábado :-) E ambos, Kiefer e Ferriss, alegam que estas estripulias ajudam a atingir percentuais de gordura corporal de 10% ou menos.

      Eu acho interessante saber que existem estas alternativas pois, ao contrário do que pensa o governo (que existe uma pirâmide alimentar que seria ideal para TODOS), todos somos diferentes, e é preciso adequar o esquema de dieta que contemple as necessidades (diferentes) de cada um de nós. Por tudo que já estudei até o momento, a dieta recomendada pelos governos e entidades médicas (low fat) é a que MENOS ajuda as pessoas, mas acho que até mesmo esta dieta pode ser a solução para algumas (poucas) criaturas.

      Infelizmente, não temos estudos científicos prospectivos, randomizados, analisando dietas cetogênicas cíclicas e "cheat days". Assim, só o que temos são relatos anedóticos dos próprios autores e de seus seguidores nos blogs. Isto significa que funciona para ALGUMAS pessoas. Não faço ideia se para a maioria. Diferente de dietas low carb tradicionais, para as quais temos muitos estudos mostrando que funcionam para a maioria das pessoas, e muito melhor do que as dietas low fat.

      E para você, funciona bem o DiPasquale? Lhe ajudou a vencer um platô?

      Excluir
    2. o que Kiefer prega seria algo parecido com o "Dia do Lixo", que gera tanta polêmica? Esse dia do lixo serviria para aumentar os estoques de leptina(dentre outras coisas), e assim evitar o efeito platô(em artigo recente o dr. citou que ia escrever de forma mais detalhada sobre a leptina...estou esperando ansiosamente).

      bem, sobre a pergunta que o dr. me fez. Sim, a dieta de Di Pasquale esta me ajudando na perda de gordura. Comecei a dieta com 100kg praticamente, e apesar de hoje ainda esta acima do peso(80kg com 1,75 de altura), eu conseguir perde bastante gordura corporal(atualmente tenho 16%, tendo aumentado recentemente devido a um acidente) e aumentar minha massa magra. Isso é o que eu mais gosto da dieta do Pasquale(perde gordura, e preserva, ou mesmo ganha, massa magra).

      Sobre platô, não percebi em nenhuma fase da dieta, ate agora. Acredito que seja devido a própria recarga de carboidrato, que quebra a rotina da dieta, ingerindo bons carboidratos(mas em pelo menos 1 refeição do carb-up eu costumo me entregar as guloseimas) e aumentando o estoque de glicogênio e leptina(pelo menos é o que eu acho).

      Excluir
    3. Ricardo, que coisa boa, leitores inteligentes :-)

      Estou preparando o terreno justamente para abordar este assunto, e por isso vou escrever sobre a leptina. Mas, já que você já foi um pouco mais adiante, sim, a ideia é aumentar a leptina para quebrar platôs. Se com lixo ou com bons carbs (páleo), depende de cada um. Se realmente funciona, não sei - só tenho os testemunhos dos próprios autores dos livros. E agora o teu.

      Quando vou escrever? Não sei ainda - talvez daqui a uma semana quando entrar em férias...

      Mas que fique claro aqui: low carb segue sendo a indicação. Os carboidratos, quando usados, o são como remédios poderosos e tóxicos, por pouco tempo, para evitar seus efeitos colaterais (o engorde, a síndrome metabólica).

      Excluir
    4. obrigado pelo elogio dr.Jose. É justamente blogs/sites como o seu que permite que pessoas leigas, como eu, aprenda um pouco sobre nutrição e saúde.

      Também concordo plenamente. Eu sigo low carb sempre. O consumo que eu faço de carboidrato é seguindo as regras da própria dieta. Apesar das inúmeras criticas feitas as dietas low carb, eu senti no meu próprio corpo(e comprovado por exames médicos periódicos) os seus benefícios!

      Excluir
  11. Souto, que ORGULHO cer o sucesso desse site. Cada vez que chega um email da newsletter eu fico animado demais pra ler a postagem novo. Estou "pecando" de leve nestas festas mas seguindo os conceitos de evitar ao maximo os carbs, sem a neura religiosa. Nunca me senti tao bem e tao saudável. Obrigado demais pelo belo trabalho desenvolvido aqui. Abraços!
    Maycow Patricio

    ResponderExcluir
  12. Doutor Jose, poucos dias atrás em outro post o senhor me respondeu:

    "Acho que a ciclagem pode ser uma boa - dieta cetogênica periódica -> tratarei disso em breve, hoje ou amanhã - fique ligada."

    O senhor falará mais sobre isso e/ou onde posso ler mais sobre isso com fontes confiáveis?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, falarei mais - mas primeiro vou fazer um pouco de auto-experimentação (e isso poderá levar muitas semanas). Neste meio tempo, leia "carb nite", de Kiefer, o mesmo o blog do Mark Sisson (http://www.marksdailyapple.com/) onde você poderá buscar por informações a respeito disso em um contexto páleo.

      Excluir
  13. Conheço os livros do Dr. DiPasquale, foi tentando a dieta metabólica que começou a minha derrocada na primeira vez que tentei a dieta de Atkins. Ao chegar no meu peso ideal (de 98 quilos para 77 em 4 meses!) fiquei tão confiante que achei que podia sair da dieta. Se eu engordasse era só voltar e no máximo em 4 meses perder tudo de novo. Então tentei a dieta do Dr. DiPasquale. Mas não tive sucesso pelo seguinte, sou alucinado por carboidratos. É um vício, e eu não sabia quando parar. Outro problema é que não me sentia bem quando voltava para a dieta de Atkins. Com o tempo, eu fui ficando cada vez menos dias na dieta de Atkins, meu humor começou a oscilar violentamente, fiquei deprimido e meu peso aumentou mais rápido do que tinha perdido. Voltei a estaca zero! Tive que refazer meu guarda-roupa outra vez, pois tinha jogado fora varias roupas de gordo! E todas as minhas tentativas subsequentes de fazer dieta falharam, parecia que eu estava cada vez mais viciado em comida errada e com a saúde cada vez pior, principalmente meu refluxo e minha depressão que voltaram com força total, mas também dessarranjos, gripes e resfriados constantes...

    O que me permitiu voltar à dieta e perder peso de novo foi a entrevista do Dr. Phinney para o Andreas Eenfelt.

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=KkdFkPxxDG8

    Estou inclusive legendando esta entrevista (devagar e sempre) e espero um dia postar no youtube. Foi um divisor de águas porque ele afirma categoricamente que é possível viver bem numa dieta cetogênica pela vida afora, fala da pesquisa pioneira dele, e dá exemplos de povos que são estritamente low-carb por opção. Então do ponto de vista da saúde, segundo ele, é possivel ter uma alimentação balanceada estritamente low-carb, nem é preciso nem fazer como na dieta de Atkins, adicionar algumas gramas de carboidratos a mais em cada fase. E também explica direitinho por que pode ser melhor ficar low-carb pra sempre e evitar "fins-de-semana liberados". Passar pelo trabalho duro de cetoadaptação toda semana pode não ser lá muito legal! Outro ponto fundamental é a necessidade de aumentar a quantidade de gordura ingerida e de diminuir as proteínas depois que você começa a chegar perto do peso ideal! Você tem que pensar em viver de gorduras, e não de proteínas. Isso é fundamental pro sucesso. E é destes pontos que trata um dos livros indicados neste blog, Art and Science of Low Carb Living.

    Então pra mim que sou viciado em pães/doces, acabei concluindo, é melhor fazer como o vício do cigarro. Parar de uma vez. Não faz sentido acender um cigarrinho toda semana! Tem funcionado, em 6 meses, não consegui voltar a ser magro, mas estou num peso muito bom fui dos 98 aos 82 e estacionei! Estou me programando para começar a fazer musculação no estilo HIT para continuar progredindo.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Leandro N., esse seu post é um alerta prá que não deixemos a coisa desandar.

      Como disse o Dr., cada pessoa é um caso, e cabe a cada um determinar os seus limites, e procurar respeitá-los.

      Excluir
  14. Olá Doutor,

    Primeiramente, parabéns pelo seu site! Descobri recentemente e fiquei impressionado com a quantidade de bom conteúdo em relação a nutrição que você disponibiliza.

    Fico feliz de ler esse post, pois sigo uma forma de dieta cetogênica cíclica com jejum intermitente (leangains.com)

    Dias em que faço musculação (3 dias por semana) como carboidratos e proteína, gordura no mínimo. E nos outros 4 dias da semana, é alto em gordura e proteínas, baixo em carb. Além disso, só me alimento num período de 8 horas por dia, e fico jejum por 16 horas. É um protocolo bastante semelhante a Dieta do Guerreiro, que é uma dieta com jejum diário, com os alimentos Paleo.

    O senhor conhece o jejum intermitente? Já falou por aqui ou vai falar?

    Abraço e parabéns novamente pelo site!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago. Conheço o jejum intermitente, e acho uma estratégia válida. Acho que nunca fiz uma postagem especificamente sobre isso, mas já comentei várias vezes. Minha postura não é dogmática - acho que as pessoas devem obter informação e buscar o que funciona melhor para cada um. A abordagem evolutiva (páleo) faz sentido, e o jejum intermitente se encaixa bem na mesma. Talvez haja até mesmo alguém que se benificie da pirâmide aliementar da USDA - provavelmente de outra espécie (risos).

      Excluir
    2. Adorei a parte: 'Talvez haja até mesmo alguém que se benificie da pirâmide aliementar da USDA - provavelmente de outra espécie (risos)." Faço das suas as minhas palavras!!! Sou nutri e estou com vc José Carlos concordo em genero, grau, número e pessoa com a sua abordagem. Vc poderia me add no msn p trocarmos informações?
      amandaayrescalil@hotmail.com
      Att.: Amanda

      Excluir
  15. Doutor José,

    Morri de rir no inicio do texto, e foi de enorme esclarecimento esse post. Muito bem escrito etc etc etc!

    Como ja disse antes, é o melhor site para conteudo Low Carb e afins. Fico feliz demais quando tem postagem nova. Muito instrutivo.

    Obrigada por partilhar seu conhecimento conosco e ser tao solicito ao responder nossas duvidas.

    Muito obrigada mesmo!

    ResponderExcluir
  16. Dr. esse post veio no momento certo da minha dieta, estou na atkins a 2 meses e semana passada cometi um pecado, comi 3 fatias de pizza!!rs...Me senti muito mal, desde que comecei a dieta nunca tinha "pecado". Meu peso não muda já faz algum tempo, estou malhando e seguindo alguns conselhos do senhor, como por exemplo fazer séries de 2x10 com o máximo de peso que conseguir. Tomo whey protein zero carb de manha e logo após o treino. E quanto o exercicio aeróbico faço 15min de step, sendo que a cada 4 min dou meu máximo por 30s. O senhor acha que esses 15min nesse esquema são suficientes para uma perda de peso?..Pretendo eliminar mais 10kg, porém com o ganho de massa muscular sei que a balança pode não diminuir tanto, tenho facilidade pro ganho de massa, mas quero perder gordura, principalmente na região dos braços e barriga. Em 1 mês perdi 13cm, estou com 75cm agora..de cintura achei bastante, e meu peso não variou tanto assim. Então é isso, gosto muito do blog e gostaria de saber se esse esquema de aeróbico que estou fazendo já é suficiente ou se mudo algo na minha rotina. E outra coisa, não tem mesmo problema em comer frituras em atkins?..Dizem que o consumo de gorduras é essencial para a dieta funcionar, mas ainda fico receosa e acabo diminuindo o consumo, isso pode atrapalhar?...Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Larissa, 13 cm?? Incrível! A balança é muito menos importante do que as medidas. Sua rotina de exercícios me parece muito boa. De fato, eu não acho uma boa reduzir o consumo de gorduras em Atkins. Frituras por imersão não são exatamente saudáveis - eu uso a manteiga e a banha para fritar ovos e bifes, não para submergir coisas.

      Excluir
  17. Obridada Dr.! Mas essa questão da gordura ainda me preocupa, tenho lido que o consumo excessivo de gorduras e baixo carboidrato pode aumentar o LDL, pq na atkins a gordura é essencial e não causa danos a saúde?...Esse blog fala dos malefícios da dieta sem carbo: http://www.carmenzita.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article&id=60:consequeencias-da-dieta-isenta-de-carboidratos&catid=35:informacoes&Itemid=37.

    O que o senhor me diria quanto a isso??..Poderia falar mais sobre a função da gordura na dieta atkins, que tipos de gordura ingerir, etc. Pois essa parte ainda não está muito esclarecida na minha cabeça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Larissa, o LDL até pode subir um pouco em algumas pessoas, a a proporção LDL/HDL (muito mais importante) cai. Este blog fala uma série de coisas que já desmenti em VÁRIAS postagens, não tenho como repassar tudo aqui novamente - me falta tempo.

      Sobre gorduras, leia:
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/01/introducao-dieta-paleoprimal-mark_4.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/gordura-saturada-revista-mens-health.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/08/dr-drauzio-varella.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/08/restringir-gorduras-ou-carboidratos-o.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/afinal-gordura-faz-mal-consideracoes.html

      Sobre rins, leia: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/05/dieta-e-perigosa-para-os-rins.html

      Excluir
    2. Obrigada Dr. !! vou ler todos os posts !

      Excluir
  18. Olá Doutor, você é realmente uma inspiração!

    Parabéns pelo seu blog e pela sua disponibilidade para responder a tanta gente.

    Se for possível, gostaria da sua opinião, sobre o seguinte:
    -Sempre tive um peso normal, mas sempre tive uma pele gorda na zona abdominal.
    -À cerca de 3 anos iniciei a dieta Paleo, por questões de saúde e realmente foi fantástico.
    -Antes da dieta desmaiava sem saber porque e o meu clinico não conseguiu detetar o problema (eu associo os desmaios a picos de stress acompanhados de muitos açucares-normalmente desmaiava depois do stress-muitas vezes acordava durante a noite sentindo-me fraca e acabava por desmaiar) até que um dia um nutricionista me aconselhou a dieta paleo.
    -Iniciei paleo e nunca mais desmaiei!
    -Mas a gordura na zona abdominal manteve-se.
    -Recentemente ouvi falar da dieta low-carb e decidi experimentar (agora faço paleo-low-carb).
    -O primeiro mês perdi 3 kg, mas neste segundo mês ainda não perdi peso.
    -Toda a vida fiz exercício físico e há 6 meses que pratico treino de alta intensidade intermitente e musculação e neste momento a minha massa gorda é de 24%.
    -Apesar de estar dentro dos valores normais, gostaria de reduzir para 20%.

    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, sensacional os benefícios até agora, hein? Você lê inglês? Compre este livro: http://www.eatstopeat.com/ - Com isto, vc chega nos 20%

      Excluir
    2. Sim, os benefícios foram maravilhosos!

      Obrigada pelo seu conselho, comprarei esse livro.

      Excluir
  19. Olá Dr.Jose Carlos tudo bem? Bom eu ja fiz a dieta do low-carb e emagreci 20 kg, isso a exatamente 1 ano atras, começei a dieta em janeiro 2012 em maio ja tinha eliminado os 20 kg que maravilha uma vitoria e tanto... e hoje exatamente 1 ano apos a dieta tenho o orgulho de dizer que alem de manter meu peso ainda eliminei mais 1 kg esta semana rs feliz da vida... mas a minha dificuldade é que sou ovolacto-vegetariana, gostaria de receber algumas dicas do que comer pois ja estou enjoada de abobrinha e berinjela rs obrigada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho dificuldade em lhe ajudar, pois sou bastante carnívoro - meu interesse no assunto é mais científico, mas não sou exatamente expert na parte culinária da coisa - posso falar do que EU como, mas não lhe ajudaria muito. Dê uma olhada neste site: http://www.lowcarbvegetarians.com/
      Tenho certeza que na Amazon você encontrará livros de receitas low carb para vegetarianos.

      Excluir
  20. José Carlos,
    Sigo uma dieta low carb há 4 anos e dei uma engordada... nao sei pq mas tenho sentido uma enorme dificuldade p voltar ao peso q considero ideal p mim (10 a menos)... ultimamente tenho saido mais da dieta... tenho me sentido meio compulsiva... e após fazer a indução e perder pouco peso sinto me frustada e acabo me dando direito a uma "farra alimentar".. mas segundo o q li no seu post isso nao seria o motivo pelo aumento de peso...
    O q vc acha q pode estar acontecendo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a leptina tentando trazer o seu peso para cima de novo. Aguarde para breve a postagem sobre jejum intermitente.

      Excluir
    2. Poxa e onde posso ler algo sobre isso, José Carlos, pq estou tão ansiosa para saber o q posso faer para reverter esta situação e perder meus tão sonhados 10 kg - me ajuda!

      Excluir
  21. Dr. José Carlos, eu te amo, seu lindo!!!!

    ResponderExcluir
  22. Dr. José, lendo esse post, eis que me veio a dúvida, qual é exatamente a diferença entre paleo e atkins??? ainda não consegui entender...sei que o consumo de 30g de carbo em atkins me leva a cetose, então nessa dieta não é necesserario entrar em cetose e posso emagrecer assim mesmo? E onde entram os carbos nessa dieta? Desculpe, tantas perguntas, mas preciso realmente entender pra seguir, pois estou fazendo atkins e estou com muita dificuldade.... Se o for possivel perder peso, sem cetose, vou preferir tentar a paleo pois não tenho pressa pra emagrecer...

    ResponderExcluir
  23. Olá Kika
    Sim, é possível perder peso sem cetose
    leia isto: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html

    ResponderExcluir
  24. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/02/diferenca-entre-low-carb-e-paleo.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html

    Em 15 de maio de 2013 21:34, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  25. Doutor, boa tarde. Ganhei um monitor de glicose da Optium, com as tiras para medição de cetose no sangue. Como fazer esta medição? Em jejum? após refeições? E quais limites de valor seriam um resultado "bom" ou um resultado "ruim"? Obrigado e abraços.

    ResponderExcluir
  26. Ok, a cetose tende a ser maior à tardinha do que pela manhã, e vc pode às vezes medir num horário, outras vezes noutro para ver se há diferença. Objetivo é manter o valor entre 0,5 e 3,0.
    Meça pelo menos 4 horas após a última refeição (ou seja, antes do café da manhã, e antes da janta, se for o caso). Depois nos conte como está.

    ResponderExcluir
  27. Doutor, deve serenares 0,5 e 3 mmol/L, certo? Obrigada!

    ResponderExcluir
  28. ?
    Em 06/07/2013 22:34, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  29. desculpe, quis dizer "deve ser" em relação aos valores das tiras medidoras de cetose!

    ResponderExcluir
  30. É o ideal. A Patrícia Ayres é especialista nisso. Fala Patrícia.
    Em 07/07/2013 11:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  31. Aiaiai Dr. Souto! Especialista é o Dr! hehehe.


    Eu só tenho alguma experiencia no assunto Roberta, deixa ver se te ajudo.

    No meu caso prefiro ficar entre 1,0 e 3,0. Sinto mais segurança pra permanecer na cetose dessa forma. Durante 1 mês medi pela manhã e a noite, variando um pouco os horários até entender que, no meu caso, a cetose de manhã era maior que noite. Então passei a medir a noite, pois se a noite está alta, sinal de que o dia todo fiquei em um bom estado cetogênico.

    Outra coisa, vc falou em tiras. Você está medindo pela urina? Não é um método muito bom porque depois de um tempo as cetonas são reabsorvidas nos túbulos renais, ou seja, não excretamos mais as cetonas.

    ResponderExcluir
  32. Muito obrigada pela resposta, Patrícia! Como você mede a cetose? Não usa tiras?

    ResponderExcluir
  33. Uso as que medem no sangue e não na urina.

    ResponderExcluir
  34. sério?? nem sabia que existia, que incrível! você poderia dizer o nome do aparelho/fitas que usa? foram adquiridos no Brasil?

    ResponderExcluir
  35. Sim, compramos no Brasil. Procure na internet pois o preço varia muito. Esses links só pra vc qual o aparelho e quais as fitas.
    http://www.farmagora.com.br/parceiro/20/produto/optiumexceedekiteparaecontroleediabetes/702732

    http://www.fibracirurgica.com.br/Optium-Tiras-teste-p--cetona-no-sangue-CX-c-10un-ABBOTT/p

    ResponderExcluir
  36. Com qual freqüência você mede a sua, Patrícia?

    ResponderExcluir
  37. "Durante 1 mês medi pela manhã e a noite, variando um pouco os horários até entender que, no meu caso, a cetose de manhã era maior que noite. Então passei a medir a noite, pois se a noite está alta, sinal de que o dia todo fiquei em um bom estado cetogênico." Todos os dias!

    ResponderExcluir
  38. Olá, Patrícia: comprei as tais tiras para medir cetose no sangue, mas agora só preciso saber como usar rsrs. Eu ainda não entendi o que significa bem a cetose. Quanto mais alta mais gordura estou perdendo? Estou fazendo low-carb desde junho (em maio comecei com uma dieta que só podia comer carne e ovos, mas logo mudei para a low-carb). Perdi 5 cm de cintura (medindo com fita) e 5 no adipometro. Porem, não emagreci mais nada desde dia 5 de agosto. Por isso resolvi comprar estas fitas. Você pode me ajudar? Alem disso, com você a perda da gordura na barriga também foi lenta assim? Muito obrigado

    ResponderExcluir
  39. Olá, Patrícia: comprei as tais tiras para medir cetose no sangue, mas agora só preciso saber como usar rsrs. Eu ainda não entendi o que significa bem a cetose. Quanto mais alta mais gordura estou perdendo? Estou fazendo low-carb desde junho (em maio comecei com uma dieta que só podia comer carne e ovos, mas logo mudei para a low-carb). Perdi 5 cm de cintura (medindo com fita) e 5 no adipometro. Porem, não emagreci mais nada desde dia 5 de agosto. Por isso resolvi comprar estas fitas. Você pode me ajudar? Alem disso, com você a perda da gordura na barriga também foi lenta assim? Muito obrigado

    ResponderExcluir
  40. Antônio, aqui ( http://www.youtube.com/watch?v=X2-mvpHo0vw ) explica como medir a glicose. O processo é o mesmo, só que vc usa as tiras de cetona. Siga as instruções que vem no aparelho e na caixinha das tiras de cetose.

    "As cetonas são o produto da oxidação dos ácidos
    graxos (gordura) pelo fígado, são uma fonte de energia ideal para nossas células. Ao contrário da glicose (que tem 6 carbonos), que precisa ser metabolizada através da glicólise para das origem a um composto de 2 carbonos que possa entrar nas mitocôndrias para nos fornecer energia, os corpos cetônicos são compostos de 2 carbonos que passam facilmente através das membranas e podem ser oxidados diretamente nas mitocôndrias. São tão bons que estudos mostram que os neurônios quando expostos a glicose e a
    corpos cetônicos, oxidam preferencialmente estes últimos.

    Todos nós dependemos dos corpos cetônicos para
    os períodos de jejum natural, como o sono por exemplo. Durante o sono, são os corpos cetônicos que nutrem boa parte de suas células - são compostos completamente normais e não tóxicos e que todos possuímos e usamos diariamente."

    Quando estamos em cetose nutricional (normalmente se usa o termo para mais de 0,5 mM/dl de b-OH-butirato - o corpo cetônico mais abundante no sangue), o corpo está usando os corpos cetônicos (gordura) como energia, ou seja, está em constante queima de gordura.

    De acordo com Volek (The Art and Scienc of Low Carbohydrate Living) não há vantagem em ultrapassar 5,0 mM/dl.

    Cetose é um excelente inibidor de apetite! Mas não significa que é garantido a perda de peso em cetose. Estacionar no peso é normal, é preciso dar tempo ao corpo para se adaptar a nova alimentação, a ausência de fome, às boas gorduras... Tem pessoas que emagrecem tudo rapidamente, outras demoram bastante.

    Quanto a gordura localizada, a minha barriga foi a primeira coisa que desapareceu! Mas, como tudo na vida, isso é muito individual! A perda de gordura é geral, não existe perda de gordura localizada, as primeiras gorduras a serem eliminadas são as viscerais e são as que fazem mais mal.

    Leia aqui: http://livinlavidalowcarb.com/blog/jimmy-moores-n1-experiments-nutritional-ketosis-day-1-30/14409

    http://www.dietdoctor.com/how-to-lose-weight#14

    ResponderExcluir
  41. Dr, veja esse vídeo: http://www.fat-new-world.com/2013/03/desmascarando-dieta-paleo-ted-talk.html. A apresentadora é uma antropóloga e ela está derrubando os argumentos da dieta paleolítica dizendo que na era paleolítica a base da nossa comida não era carne e sim plantas e grãos... Parece que foi encontrado um espécie de socador onde existiam traços de grãos e sementes. Inclusive os dentes foram analisados e tb continham traços de sementes, plantas e grãos. Enfim, parece que pouco sabemos sobre o que realmente alimentava os nossos ancestrais. Neste caso, os melhores argumentos seriam mesmo os estudos randomizados sobre os diferentes tipos de dietas e os benefícios de cada uma. Como o autor do blog disse, pode ser mais seguro ficar no meio das duas visões. Acho que neste contexto, a dieta low carb cumpre bem esse papel. :-)

    ResponderExcluir
  42. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/03/prezado-dr-souto-paelofantasia.html

    Em 31 de agosto de 2013 23:01, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  43. Oi Dr. José, tudo bem? Eu sou novo no blog, ontem estava pesquisando sobre dieta cetônica e acabei achando este blog e ameiiiiiiii. Então, sou praticante de musculação e tenho um grande sonho que é ficar com o corpo trincado, atualmente me encontro com 8% de BF e 86Kg. Comecei a dieta low carb na segunda-feira, não sinto nem um pouco de falta de carboidratos e consigo treinar com a mesma disposição, mas estou com diversas dúvidas, se você puder me ajudar ficarei muito grato, pois tb tenho um papel como o seu no meu trabalho e ajudo as pessoas emagrecer buscando conhecimentos e tal:

    Mesmo sendo praticante de musculação eu posso comer qualquer tipo de carne, seja ela, com gordura boa ou ruim?

    Não corro o risco de aumentar meu percentual de gordura?

    Tem problema se eu não ingerir gorduras como existentes em linguiça, bacon, carré, costela...?

    Já que ficarei sem carbo, corro o risco do meu corpo usar a minha massa magra como fonte de energia?

    Tem algum jeito de eu saber se estou em cetose sem fazer o teste, tipo baseando-me pelos 3 dias que estou sem ingerir carbo?

    Depois de 15 dias em low carb, posso sempre aos sábados comer carbos a vontade, como pizza, cachorro quente, arroz e feijão que não tem problema e no domingo iniciar novamente low carb que permanecerei em cetose?

    Muito obrigado e desculpe por lhe encher de perguntas, é que será uma nova experiência e quanto menos de massa magra eu perder melhor, pois meu foco é chegar a 5% de BF mantendo meus 76kg de massa magra para poder competir. Grato.

    ResponderExcluir
  44. Patrícia: comprei o parelho optium e as tiras. Medi minha cetose e deu 0,8. Eu fiquei Muito decepcionado. Esperava um valor bem mais alto, pois não como nada de carboidratos, nem morangos!!! Estou neste esquema desde junho e achei que ia me sair melhor no teste. O que você acha? Medi hoje 'as 16:30, sendo que a única coisa que comi hoje o dia todo foi file de salmão temperado com bastante azeite. Comi somente isso. Muito obrigado

    ResponderExcluir
  45. 1) Cetose não é necessária para perda de peso
    2) 0,8 é ÒTIMO, e é cetose nutricional. Valores acima de 0,5 são bons 3) Não basta comer zero carb. Se houver muito proteína, não se entra em cetose. Para entrar em níveis mais altos de cetose, precisa comer proteína MODERADA (na faixa de 1g por Kg de peso). E mais gordura. Especialmente de coco.


    Em 25 de setembro de 2013 16:44, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  46. Luiz, não fique desapontado! Este nível é bom! Calma!


    Eu recomendo o café/chá com manteiga e óleo de coco de manhã.
    Olha o que eu fiz: "Durante 1 mês medi pela manhã e a noite, variando um pouco os horários até entender que, no meu caso, a cetose de manhã era maior que noite. Então passei a medir a noite, pois se a noite está alta, sinal de que o dia todo fiquei em um bom estado cetogênico."
    O valor da cetose nutricional segundo S. Phinney e J. Volek é entre 0.5 e 5. Já o Andreas Eenfeldt sugere entre 1.0 e 5.0. O Jimmy Moore conseguiu bons resultados tbm com menos de 1.0. Parece haver um consenso de que não há vantagens em ficar acima de 5.). No meu caso prefiro ficar entre 1,0 e 3,0. Sinto mais segurança pra permanecer na cetose dessa forma. Mas levei um tempo pra 'entender' esse funcionamento!

    Lembrando sempre que não é preciso estar em cetose para emagrecer e que tem gente que não emagrece mais rápido em cetose!

    Você lê inglês? http://www.carbsmart.com/10-healthy-high-fat-foods-perfect-for-nutritional-ketosis.html

    http://www.dietdoctor.com/how-to-lose-weight#14

    http://livinlavidalowcarb.com/blog/jimmy-moores-n1-experiments-nutritional-ketosis-day-1-30/14409

    ResponderExcluir
  47. edna marcia f da silva25 de setembro de 2013 17:17

    Patricia boa tarde,


    Por favor me esclareça, esse medidor de cetose e o mesmo que se usa para medir glicose, gostaria de comprar mais estou tão em dúvida se é esse realmente, queria controlar minha cetose, pois não se se estou fazendo tudo corretamente.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  48. Sim Edna, o que conheço mede glicose e cetonas.

    http://www.abbottdiabetes.com.br/produtos-optium-xceed.php

    ResponderExcluir
  49. edna marcia f da silva25 de setembro de 2013 18:45

    Patricia,


    Obrigada pelo esclarecimento e gentileza em responder minha pergunta.

    ResponderExcluir
  50. Eu que "acostumei" a ficar em cetose, no meu caso, fico o tempo todo me policiando de reduzir um pouco mais as proteínas e aumentar as gorduras. Se exagerar na proteína, sai de cetose que nem se comesse carb! Comer proteína moderada = simplesmente não exagere além do necessário.

    ResponderExcluir
  51. Olá Dr.,
    Pesquisei bastante e acredito que a dieta low-carb é um ótimo estilo de vida. Resolvi adotá-la, segui durante 2 dias sem problemas, muito tranquilo de seguir, mas no terceiro acordei me sentindo muito mal, com fraqueza e tontura. Isso é normal? será que meu organismo não conseguirá se adaptar?
    Grata, Sheila

    ResponderExcluir
  52. Olá Sheila,

    é normal sentir fraqueza, tontura, dor de cabeça, mal estar... Carboidrato e açucar viciam tal qual outras drogas e por isso quando resolvemos largar passamos por uma síndrome de abstinência. Isso passa em alguns dias.

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/08/doce-vicio-reportagem-sobre-acucar-na.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/trigo-nosso-maior-inimigo.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/09/obrigado-ao-leitor-fabio-mossmann-por.html

    ResponderExcluir
  53. Antonio Themoteo Varela24 de outubro de 2013 10:32

    Dr. Souto, teria como definir o que seria considerado um "pico de insulina" , ou seja, qual a variação seria considerada como tal?

    ResponderExcluir
  54. Em números? Não sei. Mas posso te dizer que em low carb, a insulina de alguém sem resistência à insulina deve ficar abaixo de 5


    2013/10/24 Disqus

    ResponderExcluir
  55. Antonio Themoteo Varela24 de outubro de 2013 13:26

    Tem como determinar pela glicemia? Eu fiz um experimento, medi minha glicemia e estava 80 ,depois comi um pão de 50g sem nada, e , meia hora depois a glicemia estava 120. 1 hora depois voltou para 84...isso seria um pico?

    ResponderExcluir
  56. Sim, evidentemente teve de haver um belo pico de insulina para trazer a Glicemia novamente ao normal.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 24/10/2013 13:26, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  57. Antonio Themoteo Varela24 de outubro de 2013 14:34

    Dr. Muito obrigado pela rapidez nas respostas. Para completar esse pequeno experimento depois de mais 30 minutos minha glicemia estava em 82, voltei a comer um pão de 50g , mas agora com cerca de 15g de manteiga. Depois de meia hora a glicemia estava apenas em 84 e uma hora depois estava 78. Eu fiz essa pequena experiência baseado em um texto que agora não estou encontrando que afirmava que a gordura consumida com o carboidrato iria diminuir o aumento da insulina, o Sr. Vê algum fundamento nisso?

    ResponderExcluir
  58. Sim, há fundamento sim. Mas o que importa também é a área sob a curva do gráfico de elevação da insulina. Este açúcar será absrovido (mais lentamente), e a insulina será produzida (mais lentamente). Se vc quiser perder peso com low carb, não coma pão. E se quiser comer carboidratos e manter a saúde, coloque manteiga na batata, e não no pão.

    ResponderExcluir
  59. Antonio Themoteo Varela24 de outubro de 2013 22:36

    Ok, eu sigo uma dieta adaptada da Dieta Metabólica do Dr. Mauro Di Pasquale. Digo adaptada pq já fazem três anos e acabei ajustando um pouco para as coisas que gosto de comer.

    ResponderExcluir
  60. Boa idéia. Faça com carboidratos páleo-compatíveis.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 24/10/2013 22:36, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  61. Dr. José, tenho um caso interessante.

    Restringi a quantidade de carbs a 20g, por exatamente 25 dias, tendo perdido entre 4 e 5kg neste tempo. Decidi sair da dieta, noite em que consumi 1 fatia de pizza, 1 pacote pequeno de M&Ms de amendoim, uma cerveja belga (Duvel) e um drink feito com Amaretto - cerca de 80g de carbs, presumo.

    Na manhã seguinte, na primeira urina do dia, usei a fita e apareceu uma leve e pálida cor púrpura. No mesmo dia, à noite, usei a fita e saiu um púrpura bastante escuro, mais do que eu jamais havia alcançado.

    Boa notícia, não saí da cetose - e continuei a dieta. Entretanto, como devo interpretar tal acontecimento? Sou resistente aos carboidratos? Ou este foi um caso isolado, no qual mantive o estado de cetose somente por que estava há quase 1 mês em dieta tão restrita?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  62. A internet está repleta de informações sobre o assunto!

    ResponderExcluir
  63. 1 dia não basta para acabar com a adaptação metabólica. Mas sugiro fortemente, se vc quiser testar essas coisas, que o faça com medida de cetonas no sangue (na urina é muito poco confiável)


    Em 17 de novembro de 2013 16:36, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  64. Olá! Sou novo por aqui e estou gostando muito do seu Blog! Geralmente só sigo os Blogs americanos como Marks Daily Apple, Chris Kresser, Fat Head. Estou muito positivamente impressionado com a visão ao mesmo tempo técnica e "humana" como esse post que tenta entender que não somos máquinas padronizadas e programáveis. Mas esse o que mais achei bacana nesse Post foi que o livro do Dr Mauro DiPaquale foi a primeira compra que eu fiz pela internet em 1996. Comprar um livro dos EUA pra entregar em casa hoje é normal, mas numa época que poucas pessoas sequer tinham internet foi muito ousado! haha. Vc é a primeira pessoa que conheço que elu esse livro também Aproveitando, deixo meu comentário sobre a dieta anabólica, Ela FUNCIONA. Vc ganha massa magra com qualidade sem ganhar gordura. Maaaas uma coisa que nunca vi autores abordarem, é que ela mantém uma coisa que acho que é muito importante para quem ganha peso. O vício "emocional" com comidas que deveríamos evitar. Passamos a semana endeusando o momento que poderemos comer as porcarias. Como se a vida fosse um deserto de abstinência e o FDS o oásis da perdição liberada. Para alguém disciplinado, acho que é ok.. Comigo, o "Craving" aumentou muito o que a deixou inviável no longo prazo. O dia do lixo pra mim, é uma forma de perpetuar a adoração as coisas que nos fazem mal. Esse ciclo tínhamos (pessoas como eu) que cortar. Como se fossemos alcoolotras. Evitando o primeiro gole.


    Abraço e desculpe o post grande

    ResponderExcluir
  65. Obrigado. Concordo plenamente. E por isso eu, pessoalmente, não faço "dia do lixo".

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 01/12/2013 01:30, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  66. Dr Souto, em uma dieta de 100-150gr de carboidratos (treino 4, 5 vezes por semana e consumo 50gr batata doce com whey no pre treino e uma banana e 40gr de aveia no pos treino, fora isso so verduras e folhas), qual a funcao principal das gorduras? Se for alta ela seria usada como fonte de energia, mesmo sem cetose? Devo aumentar o consumo de gorduras? Forcar colocar creme de leite e manteiga em tudo, ou so de comer gemas, colocar minha salada com um pouco de bacon, queijo maturado, azeite e lanchinhos com nozes e coco ralado, ja seria suficiente (mesmo nos dias que como frango)? Meu objetivo eh ganhar massa muscular enquanto queimo um pouco de gordura localizada, sem perder peso.

    ResponderExcluir
  67. Não precisa forçar. Só não foge dela.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 04/01/2014 23:30, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  68. Obrigada! Eh que vindo de uma vida low fat de anos, acabo tendo que forcar um pouco, ja q geralmente como mais frango e peru e muitos vegetais. Estou voltando a comer queijo amarelo dps de anos, assim como bacon, entao eh algo que ainda estou me readaptando e forcando um pouco, esta certo? Quero ter certeza que tirando os graos nao vou perder peso, ja que sou bem magrinha. Busco achar meu equilibro e ter uma vida mais saudavel, mas eu nunca precisei perder peso, pelo o contrario, Meu objetivo eh ganhar massa muscular e queimar gordurinhas para ficar mais atletica, diminuindo percentual de gordura corporal. Mas estaria eu fazendo o mesmo processo que as pessoas que querem perder peso? Ainda nao entendi de como isso se da, eu ganhando massa magra e outras perdendo peso. Mesmo pq pessoas com o mesmo percentual de gordura nao tem o mesmo fisico. Fico na duvida tambem em entender o processo quando nao existe cetose, Na maior parte do tempo so como carboidratos de vegetais (bastante) e frutas (moderadas) e somente aveia e batata doce quando treino musculacao. Mas tenho notado que pareco mais magra (nao me pesei). Sera que a principio seja interessante saber a quantidade dos macros que estou ingerindo? A gordura tem papel importante na manuntencao do peso? Algum outro suplemento eh indicado (so tomo whey isolado). Os livros sobre exercicios (TNT, Di Pasquale, the smarter science of slim) falam somente em cetose? Nao seria indicado para meu caso, entao nao consegui achar essas respostas. Portanto se tiver alguma outra leitura para me recomendar, seria otimo! Desculpe a quantidade de perguntas, mas talvez isso possa ajudar outras magrinhas tambem que buscam um estilo de vida mais saudavel e natural, sem perder seus objetivos esteticos. Obrigada mais uma vez!

    ResponderExcluir
  69. Se perder gordura, será pouca. O corpo busca o set point. Músculo precisa de musculação. Não faça dieta cetogênica. Compre o TNT, que tem uma versão para quem não quer perder peso.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 06/01/2014 20:43, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  70. Olá Dr.Souto, conheci seu blog a quase duas semanas e "de cara" já fiquei animado e feliz com o q li aqui, principalmente depois deste artigo.
    Parabéns pelo blog!!!

    ResponderExcluir
  71. Gustavo Garcia Ribeiro23 de janeiro de 2014 11:14

    Olà pessoal!
    Li os comentarios e tive algumas duvidas
    1 apenas sentir aquele gosto de ferro n é suficiente para saber se estou em cetose?
    2 estar em cetose n quer dizer que seja cetoafaptado?
    3 para poder comer alguma besteira sem engordar precisa estar cetoadaptado, ou basta apenas esperar 5 dias desde o ultimo dia do lixo?
    Desculpe tantas perguntas e obrigado!!

    ResponderExcluir
  72. Gustavo Campos de Azevedo12 de fevereiro de 2014 10:53

    Oi, em outro post o senhor citou as opiniões de Pasquale, Tim Ferris e Kiefer (postagem de 03/02/2013 intitulada "Jejum Intermitente" ) a a qual relata resultados diferente da que ora aqui se verifica sobre a liberação de carbs um dia da semana e os resultados quanto à perda de peso. Então, fiquei ligeiramente confuso sobre a "recarga" de carbs e seus efeitos.
    Estou lendo o livro do Tim Ferris e a proposta dele é muito tentadora, mas tenho receio. Ele tbem recomenda cortar açucar a carbs em geral, à exceção de lentilhas e feijões, mas, embora semelhante a nossa proposta, a dieta dele não é Paleo, correto?
    Grato pela atenção desde logo.
    Abcs.

    ResponderExcluir
  73. Sou a favor da auto experimentação. Se o esquema do Ferriss funcionar bem, siga-o. Não é páleo, mas isso não significa que não funcione.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 12/02/2014 10:53, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  74. . Souto estou na low carb paleo há 21 dias comprei o aparelho medidor de cetose que só acusa 0.3 em meu sangue. Contudo iniciei com 116.600 gr e após 21 dias 109.00 cravado. Como pode eu não conseguir entrar em cetose comendo nada de carb. Só refri Kuait 0 sem fenilamina mesmas substancia do 0 cal. E mesmo assim emagrecer esses 7 quilos? Sera q sofro de sindrome metabolica. Tb tenho esteatose grau 2 no fígado.

    ResponderExcluir
  75. Não precisa cetose para emagrecer. Para entrar em cetose precisa reduzir a proteína da dieta, é high fat, moderate protein, low carb

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 15/02/2014 15:46, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  76. Li seu artigo e testei dr souto , pura vdd kk vc n perde td rm um só dia.

    ResponderExcluir
  77. Esse é o meu post preferido!! Simplesmente pq reforça a ideia de que uma alimentação PALEO é sustentável a longo prazo!!

    Parabéns Dr. Souto!! Principalmente pelo bom humor : "meu filho, volte para o início da indução, coma ovos com bacon e bifes por 14 dias"

    kkkkkkkk ri alto aqui!

    ResponderExcluir
  78. ;-)


    2014-03-28 10:09 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  79. Dr. Souto, uma questão a respeito da quantidade de carboidratos me intriga.
    Venho fazendo, a 3 semanas, uma dieta mantendo os carbs abaixo de 20 gr/dia (geralmente tento manter os carbs totais, mas os líquidos sempre ficam abaixo), pois é o mais comum que vejo a respeito de se manter em cetose, e venho obtendo bons resultados (perdi 4 kg e 4 cm de barriga). Porém, em vários lugares (como no blog do Mar Sisson e na sua curva de carboidratos) é defendido que a cetose se mantém mesmo com um consumo de até 50 gr/dia.
    Estou sem medidor para fazer os testes em mim mesmo, tendo em vista que vária de pessoa pra pessoa (resistência e sensibilidade a insulina, etc.) mas, de modo geral, qual sua opinião a respeito? O que seria mais recomendado?

    ResponderExcluir
  80. Olá Deivid,


    como você mesmo constatou, essa quantidade máxima de carbs/dia varia de pessoa pra pessoa. Tem pessoas que conseguem manter a cetose com até 50g/dia.

    ResponderExcluir
  81. Entendi Patrícia...


    Só na base do teste mesmo então rs!


    Só que não to conseguindo comprar o medidor de glicose/cetonas, não acho uma loja sequer que tenha em estoque!
    Obrigado pela atenção viu!

    ResponderExcluir
  82. Precisa medir, é algo individual, e não há número mágico, e a cetose não é obrigatória para perder peso


    Em 9 de abril de 2014 08:38, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  83. Amelia Schwarzeluhr13 de abril de 2014 19:25

    pra mim melhor mesmo é não sair do esquema!

    ResponderExcluir
  84. Olá, Dr. Souto!

    Venho acompanhando seu blog desde que iniciei Atkins, há 4 meses atrás. Quando comecei não estava necessariamente obesa, acho que era mais retenção de líquido, porém tenho 1,58 de altura e 24 anos, então qualquer quilo a mais sobressaía. Como sempre tive dificuldade em perder com redução alimentar e exercícios e por ter alguns centímetros de barriga extra que me incomodavam bastante resolvi aderir a dieta. Resultado dos 4 meses: 9kg e 10 cm de barriga off. Atingi minha meta e não pretendo perder mais, pois já cheguei no manequim 36, apenas quero manter. Não parei com a dieta porque pra mim se tornou um estilo de vida, e também não pretendo voltar a comer carbs como antes, ainda mais depois de entender como ela funciona.

    O que me fez escrever esse comentário é uma dúvida que persiste há algum tempo. Como o senhor disse nesse post e foi comprovado pelo Dr. DiPasquale, é possível manter o peso mesmo fazendo o famoso "dia do lixo" nos finais de semana, porém o que me preocupa é a questão da saúde. Digamos que eu faça isso todos os finais de semana (sem exageros é claro, não aproveitando desse dia para comer tudo que não pude em uma semana rs) e continue seguindo a dieta com baixo consumo de carbos normalmente durante a semana. Corro o risco de prejudicar minha saúde fazendo isso constantemente? Digo principalmente em relação aos triglicerídeos que podem ser aumentados (?) e o risco de doenças circulatórias e do coração.



    Desde já agradeço a sua atenção;
    Kamilla.

    ResponderExcluir
  85. Fernanda Oliveira23 de abril de 2014 16:54

    Oi Patrícia, tudo bem? Sei que não é bom medir as cetonas através da urina, mas tenho procurado o Optimum Xceed e percebi que as fitas para medir cetonas estão esgotadas em todos os sites. Então por enquanto estou só com o Keto-Diabur-Test 5000 mesmo. Mas estou com uma preocupação... medi hoje e o quadradinho das cetonas ficou "quase preto" de tão roxo. Quais são os riscos para níveis muito altos de corpos cetônicos? Alguma recomendação? Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
  86. Olá Fernanda,

    se você não é diabética acho pouco provável que possa chegar a algum nível de risco. Precisaria de níveis de corpos cetônicos 15 a 20 vezes mais altos do que a cetose produzida pela dieta.

    ResponderExcluir
  87. Fernanda Oliveira24 de abril de 2014 16:33

    Legal Patrícia, muito obrigada!!! ;)

    ResponderExcluir
  88. Marcela B. Azevedo Constâncio12 de junho de 2014 11:24

    Eu tbm ri mto!! Todo post tem esse bom humor intelectual , mto bom!!

    ResponderExcluir
  89. Concordo, TB não acho legal o dia do lixo,

    ResponderExcluir
  90. Dr.. o livro do Di Pasquale não é o "Dieta metabólica"? Eu comprei há uns 2 anos pela Saraiva, mas tem na livraria folha e outras livrarias online.

    ResponderExcluir
  91. Eu li o anterior à esse, chamado dieta anabólica. Deve ser parecido.

    Sent from mobile phone
    Em 18/07/2014 11:49, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  92. Dr. para entrar em cetose precisa reduzir a proteína ??? Não seria o carboidrato? Fiquei na duvida....

    ResponderExcluir
  93. Ambos

    Sent from mobile phone
    Em 20/07/2014 23:47, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  94. Boa tarde! Hoje, lendo esse artigo sobre "fugir" da dieta por um/uns dias eu fico com a seguinte dúvida:
    1) No dia em que eu comer carboidrato em excesso (pizza, doce, etc.) nesse mesmo dia eu posso continuar comendo gordura (por exemplo: café com manteiga ou nata) ou devo evitá-la tendo em vista que meu corpo utilizará os carbs que comi como fonte de energia e consequentemente irá estocar a minha gordura ingerida?
    2) Creme de Leite Pasteurizado é a mesma coisa que nata??
    Se alguém puder me ajudar eu agradeço!

    ResponderExcluir
  95. 1) Um dia não faz diferença, pode comer gordura e carbo. Se a pessoa for comer porcaria (carbo) todo o dia, então seria melhor reduzir a gordura;
    2) 1 copo de leite = 15g de lactose = 1 colher de SOPA de açúcar (péssimo) Nata = gordura do leite = bom


    Em 5 de agosto de 2014 17:41, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  96. Dr, é sério, vc é um gênio. Devia compilar esse blog e escrever um livro.

    ResponderExcluir
  97. Sempre desejei medir a minha glicose, más, quando chega na hora...Eu desisto, pois sou hematófobo. Este vídeo(assim também como exames de sangue) foi como uma sessão de tortura á minha pessoa.
    Existe algum outro método não sanguíneo, para tal aferição?

    ResponderExcluir
  98. Boa noite Dr, então quer dizer que, consumindo carboidratos em excesso, mas, não tendo as enzimas que os metabolizam, seria a mesma coisa que fazer uso de acarbose, só que sem efeitos colaterais(flatulência, diarreia, entre outros)?

    ResponderExcluir
  99. O exame de insulina está custando "os olhos da cara"!
    Não intendo o porque que um preço tão elevado.

    ResponderExcluir
  100. Sempre que vc não absorver carboidratos, haverá paraefeitos. Exemplo: intolerância severa à lactose.

    Sent from mobile phone
    Em 08/08/2014 23:56, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  101. Muito obrigado por esta fugaz, mas magnificente elucidação. No caso de intolerância severa à algum tipo de alimento, causa destruição das "vilosidades intestinais", impedindo a absorção dos nutrientes e , consequentemente, levando à relevante desnutrição e por conseguinte à morte. Se minha pessoa estiver errada, peço que me corrijas, pois não foi de meu intento, tamanha displicência científica.

    ResponderExcluir
  102. Eu fazia o "dia do lixo" todo domingo mesmo não seguindo um estilo de vida paleo, pois consumia durante seis dias, apenas salada, uma única vez ao dia, ou seja, também fazia jejum intermitente e nem sabia disto. Após o citado dia, ficava dois dias em jejum total, resultado após 3 meses:
    193 cm e 78 Kg(antes eram 98 quilos) --> aparência de um "zumbi" Etíope.
    Após abandonar tudo e, me entupir de farináceos, 32 quilos ganhos em apenas 60 dias(trágico! não?). Agora seguido um estilo de vida "naturalmente humano", voltei aos 98 quilos anteriores e pretendo chegar aos 90.

    ResponderExcluir
  103. Vinicius, isso (danos nas vilosidades) é o que ocorre na doença celíaca, que é autoimune. No caso da não-absorção dos carboidratos (exemplo, lactose), temos o efeito osmótico do açúcar em questão permanecendo dentro da luz intestinal e trazendo água para dentro do intestino (diarreia) e temos a disponibilidade excessiva do mesmo para a flora colônica (normalmente, açúcares não chegam até lá, pois são absorvidos no jejuno), provocando gases e estufamento.


    Em 9 de agosto de 2014 07:24, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  104. Você pode medir pela urina. Tem fitas específicas pra isso, mas não são muito precisas. Neste caso, se as fitas acusam cetose, você certamente está em cetose. Mas se o resultado é negativo, você AINDA PODE estar em cetose. Isso acontece porque os corpos cetônicos são tão preciosos que podem ser reabsorvidos. Existem células nos túbulos renais especializadas em reabsorver o que é importante para o corpo: aminoácidos, cálcio, glicose e corpos cetônicos.

    ResponderExcluir
  105. Tentei fazer Atkins por 3 meses, não ingerindo nada mais do 20Grs/dia de carboidratos(apenas gorduras e proteínas); resultado: Fezes mais rígidas do que "concreto"; por isto, a abandonei por quase 1 ano, devido as dores ao defecar(pareciam que lâminas estavam sendo expelidas), nem enemas e laxativos adiantavam, mas agora que voltei, seguido diretivas paleolíticas, meu intestino voltou a funcionar corretamente; e com perda mais rápida e acentuada de peso, fora outros benefícios adquiridos.

    ResponderExcluir
  106. Este é um dos melhores artigos escritos pelo doutor Souto para o blog. Penso que a alienação low-carb não é o caminho para a perda constante de peso. Uma escorregadela aqui, outra acolá, com intervalos longos, não colocará tudo a se perder. Mesmo quando saio do estilo, não como arroz, feijão... há coisas que não têm volta. Mas uma cervejinha com amigos - moderadamente, ou mesmo chutando um pouco o balde - não me tornará um pecador indigno de ser perdoado pela cetose. Amém, irmãos.

    ResponderExcluir
  107. Boa tarde Dr., estou há umas 4 semanas com carbos até 40g/dia (uma jacada em doces nesse tempo) e, mesmo me sentindo cetoadaptada, no glucosímetro não consigo número diferente de 0.2. Minha dúvida: posso estar em cetose com esse valor? ou o que posso fazer para entrar em cetose?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  108. Cetose é acima de 0,5. Não precisa de cetose para emagrecer. Mas se quiser cetose, precisa restringir carbs e proteínas, e aumentar gorduras. Não precisa estar em cetose para emagrecer.

    Em 26 de setembro de 2014 16:46, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  109. Meu Deus, caiu do ceu este artigo, vi ao acaso em um comentário de alguém que jacou como eu ontem. Depois 15 dias de paleo de 4 dias de whole30 sem lactose e industrializados, adoçante e açúcar, ontem me acabei de comer Gorgonzola e brigadeiro, resultado, morrendo de dor nos rins e dores musculares, as dores musculares podem ser da academia de quarta a noite, mas acho estranho começar a doer na sexta de manha. Enfim, me dei mal

    ResponderExcluir
  110. Serve de aprendizado :-)

    Em 3 de outubro de 2014 11:24, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  111. "Jacar é humano. Permanecer na jaca é gordice (ou burrice)"... sei lá quem disse isso, mas é perfeito.

    ResponderExcluir
  112. Raul Camargo Diegues16 de outubro de 2014 07:10

    Olá doutor, estive em 0.6 de níveis de cetona e posteriormente alcancei 1.5, mas no dia seguinte medi de novo e estava 0.6.
    tendo em vista que eu gostaria de manter acima dos 1.5, essa variação se dá por um deslize na dieta? sinto que comi mais proteína ontem, tem algo a ver? Mto obrigado

    ResponderExcluir
  113. http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/07/novo-livro-keto-clarity.html

    Sent from mobile phone
    Em 16/10/2014 07:10, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  114. Raul Camargo Diegues16 de outubro de 2014 14:21

    comprei ebook mesmo, já estou lendo, mto bom!
    valeu Dr.

    ResponderExcluir
  115. Dr, fui a uma festa e resolvi testar.. comi varios docinhos. Minha cabeça começou a doer. Parecia que eu havia bebido uma dose de pinga, rsrs. Estou na dieta fazem 2 meses, mas não estou em cetose. Foi a primeira vez neste tempo todo que comi este tipo de doce, pois só como frutas. Sei que esta reação é devido ao açúcar ingerido, mas teria alguma postagem ou informação para eu me aprofundar no assunto? Obrigado!

    ResponderExcluir
  116. Não... seu corpo já postou o que vc precisava saber. Às vezes, a postagem vem em forma semilíquida

    Sent from mobile phone
    Em 19/10/2014 18:41, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  117. Rapido e certeiro como sempre. srsr

    ResponderExcluir
  118. Alessandra Centurione20 de outubro de 2014 15:16

    Dr. Souto amei ler esse post, caiu como uma luva. Estava me sentindo a pior das espécies por ontem ter me entregado ao um super brigadeiro com morango. A culpa me corroeu e aumentou ainda mais hoje pela manhã quando subi na balança. Resultado 300 gramas a mais. Há pouco mais de 1 mês fazendo low carb emagreci 2 quilos. Acredito que não entrei em cetose porque ainda estou numa fase iniciante, aprendendo dia a dia sobre o estilo low carb. Tenho dificuldade em controlar a quantidade de proteína. Como tirei todos farináceos, raizes, açucar (apesar da mancada de ontem), compenso comendo mais proteína, principalmente queijos. Será que por isso não tive uma perda de peso maior?

    ResponderExcluir
  119. Amei esse post!!! A frase "experimente, descubra o que funciona para você, trace um plano e siga-o" é perfeita!!!

    ResponderExcluir
  120. Dr. Souto, pode me tirar uma dúvida? estou tentando cetose para dar um "UP" na minha perda que estagnou um pouco e essa restrição de proteína é assunto novo pra mim. Estou com menos de 20g /dia de carbo e controlo a ingestão de proteína para não sair do patamar (2k proteína por peso corporal) diário. Treino Crossfit e não pretendo ficar MUITO magrela. A pergunta :) - Essa restrição de proteína deveria ser menor ainda que nossa necessidade diária? agradeço desde já e mais uma vez obrigada por responder tão rápido á todas as minhas perguntas e por ser tão simpático. abraços!

    ResponderExcluir
  121. Para cetose normalmente é 1g/ Kg de peso. Você está conseguindo manter o b-OH-butirato acima de 0,5 com dieta hiperproteica?

    Em 21 de outubro de 2014 10:49, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  122. Putz, :( Agora o Sr. me pegou. Sou leiga nessas medições. Como faço pra medir?

    ResponderExcluir
  123. É desnecessário. Mas dizer "estou em cetose" significa medir. O que vc quis dizer é estou fazendo uma dieta low carb. E isso basta. Não precisa cetose.
    Sent from mobile phone
    Em 21/10/2014 12:29, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  124. Opa! Eu disse estou tentando cetose pra dar um UP, em cetose ainda não. Comecei essa semana. :).
    Entendi bem a restrição da proteína para começar bem. Obrigada pelas respostas. Um abraço.

    ResponderExcluir