terça-feira, 8 de janeiro de 2013

100.000 acessos


Aquilo que começou em dezembro de 2011 como um monólogo, no qual eu escrevia e apenas eu lia, transformou-se, segundo dizem, no maior blog brasileiro sobre o tema. Dedico este marco a vocês, leitores, que dedicam seu tempo a ler estas páginas, bem como a divulgá-las nas mídias sociais, sem dúvida o grande motivo do crescimento observado nos últimos tempos. A vocês todos o meu muito obrigado.

103 comentários:

  1. Parabéns, Doutor!

    Desde que conheci seu blog, há poucos dias, não perco nenhuma postagem, leitura obrigatória.

    Leio também todos os comentários, que o Doutor generosamente responde, partilhando seus conhecimentos e suas experiências.

    Saudações e vida longa ao DIETA LOW-CARB E PALEOLÍTICA!

    Claudia Vilaça
    http://claudiafitblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Doutor, muito obrigada pela paciência e dedicação a esse blog. Acho que boa parte de nós que comentamos teve sua vida mudada de certa forma ao conhecer esse site. Abs!

    ResponderExcluir
  3. Se depender de mim Dr., seu blog atingirá em breve um milhão de acessos, afinal, trata-se de uma questão de saúde pública e, enquanto eu puder, continuarei divulgando as informações de seu blog bem como seu link....parabéns e mais uma vez obrigado pela atenção que nos dá diariamente!

    ResponderExcluir
  4. PARABÉNS!!! Merecido reconhecimento. Nós, leitores que sugamos do senhor o tempo, a paciência, a dedicação e o conhecimento é que agradecemos. Por certo muito mais acessos virão e mais teremos para comemorar. Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, Doutor José Carlos!
    Quando conheci seu blog, há uns 04 meses atrás, eu li cada post e cada comentário, tentando absorver ao máximo seus conhecimentos e cada ensinamento seu. Perfeito!
    Você é meu ídolo low carb - rsrsrs
    Um grande abraço,
    Rosy

    ResponderExcluir
  6. Grata pela indicação do meu blog, Doutor!

    A dieta LOW CARB - HIGH FAT é perfeita para atletas. A minha é composta 100% de comida de verdade, o que facilita a vida, mesmo quando se está fora de casa.

    Sinto-me honrada pela visita dos seus leitores e ofereço-me para partilhar com eles minhas experiências e as descobertas com a alimentação de baixo carboidrato, perda de gordura, ganho de massa muscular, treinamento e preparação para competir como atleta Body Fitness - Figure.

    Claudia Vilaça
    claudiafitblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Muito boa a segunda foto. Ilustra bem as compras que eu tenho feito ultimamente!

    ResponderExcluir
  8. Parabéns!
    Pode ter certeza de que esse número só vai crescer. Tu consegues transmitir conhecimento científico de uma forma clara e consistente, de uma maneira que nós, leigos, conseguimos compreender. Além disso, percebemos o quanto te dedicas a este trabalho, respondendo, com paciência, todas as nossas dúvidas repetidas... hehe
    Obrigada por tudo!
    Marcela

    ResponderExcluir
  9. Concordo com todos....nós é que temos que agradecer o tempo dispensado a construir o Blogue.
    Me ajudou muito a entender o porque de consumir gorduras.
    Parabéns e muito obrigada!!

    ResponderExcluir
  10. Achei q não ia mais agradecer, demorou muito. Falta de consideração.
    kkkk
    Caro Souto, agradecer? nós é q temos de fazer isso.
    Qto valem essas informações?
    Vc tem noção de q está salvando vidas, melhorando outras e plantando uma semente (de comida de verdade) que beneficia muito mais que esses q têm o privilégio de assistir esse blog?

    Vc está fazendo a diferença, durma com esse barulho!

    ResponderExcluir
  11. É isso aí Dr.!

    Acho que os segredos do sucesso do blog são: 1) a sensação de que se está abordando o tema de maneira responsável e atualizada, "up-to-date" com o que rola mundo afora; e 2) a alta frequência de comentários respondidos. Continue assim...e por favor, mantenha os arquivos antigos disponíveis sempre para nossos estudos e consultas!

    Grato
    F.Raeder

    ResponderExcluir
  12. Doutor José,
    Comecei a ler seu blog faz uma semana,e tem me ajudado muito!!!
    Muito Obrigada por sua dedicação! Parabéns!!!

    Cintya

    ResponderExcluir
  13. Dr. Souto, bom dia. Estou procurando algum e-mail pelo qual eu possa entrar em contato com você e tirar algumas dúvidas, será possível?

    Desde já, agradeço.

    Atenciosamente,
    May.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc pode me contatar diretamente pelo google+ ou então mande o seu email que lhe respondo

      Excluir
  14. Parabéns! 100.000 acessos e crescendo exponencialmente. Para mim, leitor costumaz, não existe mistério no sucesso do blog: tema atual, rigor científico,carisma do autor, atenção aos comentaristas e muita, mas muita dedicação.

    ResponderExcluir
  15. Já sou leitor do blog há uns 6 meses, e as idéias aqui apresentadas tem sido fundamentais em minha afirmação diária numa vida voltada a saúde. Agradeço de coração ao esforço empreendido e compartilhado!!!
    Acredito ser fundamental também ampliar o foco de nosso investimento numa alimentação saúdável, auxiliando um sistema econômico mais justo e mais equilibrado ecologicamente. É possível obter manteiga, queijo, nata, banha, bacon, ovos, hortaliças, legumes, frutas etc de pequenos agricultores de nossas regiões em feiras locais ou diretamente com eles. Se forem alimentos orgânicos melhor ainda... É preciso ficar atento com alimentos muito processados tb!
    Obrigado.

    Christian Bacci

    ResponderExcluir
  16. Dr. Jose, boa tarde. Primeiramente tenho mesmo que lhe dar os parabéns pela defesa do que pensa. Estou estudando sobre a dieta e, apesar de ter uma consulta marcada com um endócrino, gostaria de ter sua opinião, já que acredito que o médico que irá me atender não seja favorável a esta modalidade.

    Sempre fui muito magra e pequena. Durante a faculdade aumentei absurdamente o consumo de bobagens e em grande quantidade, muitos salgados, muitas pizzas e lanches de fast food. Antes de começar a comer assim tomei o remédio buclina, com o objetivo de engordar.

    O resulto foi que de fato ganhei 10 quilos em menos de um ano. Contudo, a maior parte do que ganhei se acumulou no abdômen.

    Assim, continuo magra mas com uma gordura muito grande localizada no abdômen.

    Você acha que é interessante eu fazer essa dieta? Conseguirei perder a gordura do abdômen? Não quero perder a gordura do corpo todo, pois sou magra, com exceção dessa localizada.

    Agradeço o auxílio.

    Ana Maria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gordura que se acumula no abdômen está relacionada ao hiperinsulinismo, em função dos carbs. A melhor solução é low carb. Se vc quer engrossar as pernas, por exemplo, use musculação, e não gordura. Visite o site da Cláudia Vilaça e veja o que low carb + musculação são capazes de fazer em uma mulher de 50 anos (que também sempre foi muito magra). http://claudiafitblog.blogspot.com.br/

      Excluir
    2. Muito obrigada, Dr. José. Novamente o parabenizo não apenas pelo blog mas pela atenção dispensada aos seus leitores.

      Abraços.

      Ana.

      Excluir
  17. Olá Dr. Jose Carlos,
    Nem acredito que eu só descobri hoje o seu blog! Faço dieta low carb há mais de 1 ano e estou colhendo excelentes frutos.
    Obrigada por compartilhar conosco suas pesquisas!
    abs,
    Cintia

    ResponderExcluir
  18. Boa tarde Dr. Jose Carlos, parabéns pelo sucesso de seu blog!
    Gostaria de saber se o sr faz acompanhamento em seu consultório para dieta low carb ou se teria algum outro profissional para indicar.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde Doutor, adoro todas suas matérias e acompanho sempre seu blog, 100.000 acessos mais que merecidos.... e que desse ano que triplique os acessos; porque sua informação é de grande valia e tem ajudado bastante pessoas, além do Sr. ser altamente compreensivo e explanar bem sanando eventuais dúvidas!!!

    Dr, tbm tenho um blog: http://www.papomagro.com/ no qual é voltada a ieta Atkins, seria "bacana" que o Sr acrescentasse ela ao seu "roll" a direita de blogs em português. Também acrescentei o do sr. ao meu!!!


    Sucesso!!!!

    ResponderExcluir
  20. Boa tarde Doutor, adoro todas suas matérias e acompanho sempre seu blog, 100.000 acessos mais que merecidos.... e que desse ano que triplique os acessos; porque sua informação é de grande valia e tem ajudado bastante pessoas, além do Sr. ser altamente compreensivo e explanar bem sanando eventuais dúvidas!!!

    Dr, tbm tenho um blog: http://www.papomagro.com/ no qual é voltada a ieta Atkins, seria "bacana" que o Sr acrescentasse ela ao seu "roll" a direita de blogs em português. Também acrescentei o do sr. ao meu!!!


    Sucesso!!!!

    ResponderExcluir
  21. Uma foto da minha geladeira ficaria muito parecida com a foto no início deste post...manteiga, banha, creme de leite, ovos, é isso aí! Estou me alimentando LCHF faz 4 meses, é uma verdadeira aventura e fico feliz em ter seu blog como fonte inspiradora.

    ResponderExcluir
  22. Estou no 19 dia de alimentação paleo e minha fome mudou muito. Como menos, dificilmente janto como almoço. Hoje mesmo, não tomei café e não tenho fome até agora, meio dia.

    Meu sono melhorou muito. Eu tinha um problema crônico de acordar cansado. Achava que era desidratação, exercício em excesso, falta disso, falta daquilo... Não tenho tido o problema, e tenho me acordado muito bem disposto.

    Saudações a todos!

    ResponderExcluir
  23. amei esse site,superperfeito
    olha o q eu achei num siet gostaria de dividir a informaçao com voces
    http://pat.feldman.com.br/2008/08/26/leite-verdades-e-mentiras/
    http://www.saudeintegral.com/artigos/nao-beba-leite.html

    ResponderExcluir
  24. Boa noite Dr.,achei o seu blog pesquisando por dietas e decidi iniciá-la nesta segunda-feira e estou com uma série de dúvidas,se puder me ajudar..Bom,primeiro gostaria de saber sobre as frutas vermelhas se podem ser consumidas no café da manhã e lanche da tarde,na fase de indução,pois li que as vermelhas são as mais indicadas.Sobre o iogurte natural pode,ou não,se sim qual devo comprar,qtos carbs devo consumir no dia,20 ou 30,qdo o objetivo é a perda de peso,coca zero pode e qtas por dia,mussarela pode ou só queijo amarelo...Obrigada e parabéns pelo blog!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lilian. Fase de indução é uma coisa da dieta Atkins - se vc pretende seguir a dieta Atkins, sugiro que compre o livro, pois está bem detalhado. (http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html)

      A maioria das pessoas perde peso com menos de 40g de carbs por dia.
      Sobre frutas, leia http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html

      Iogurte natural tem uma certa quantidade de lactose, consuma apenas se vez em quando.
      Coca zero: obviamente não faz bem para a sua saúde, mas não deve interferir no seu emagrecimento.
      Quando falo em queijo amarelo, incluo muzarela. O que sugiro é evitar aqueles brancos mesmo, como ricota, etc, ao menos no início.
      Se vc lê inglês, vá na minha postagem de livros e escolha um dos livros sugeridos ali. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/livros.html

      Excluir
  25. Prezado Dr. José Carlos, parabéns pela conquista. Nós é que temos que agradecê-lo, afinal você tem nos ajudado muito m suas informações médicas e que realmente funcionam. No ensejo, venho pedir um conselho. Já decidi aderir essa forma de vida para sempre, só tenho um grave problema, estou sofrendo muito com intestino preso. Isso está me preocupando, pois sempre fui muito regular nesse sentido. Mas desde que iniciei essa dieta tenho que tomar laxante direto e isso me assusta. Já tentei linhaça, abacate, mas não funcionaram. Por favor me ajude pois não quero voltar a comer o que eu comia antes (lixo).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tentou quantidades GRANDES de salada? Para algumas pessoas, bastante cebola (bifes acebolados), alho e óleo, etc, pode funcionar. Psyllum (metamucil) pode ajudar também. Não esqueça de coisas como couve refogada, espinafre (vegetais que conseguimos comer em GRANDE quantidade).
      Caso contrário, uma visita ao um proctologista poderia estar indicada. Não dê detalhes de "low carb ou páleo" pois 99% dos médicos não tem noção do que isso significa e lhe dirão para parar com isso. Explique apenas que sua dieta é variada e repleta de fibras (muita salada e vegetais), e que mesmo assim o intestino não funciona.

      Excluir
  26. Dr., o senhor recomenda algum suplemento?

    Penso em ingerir cápsulas de ômega 3, pois não como peixe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma boa. Outra coisa que pode ajudar é óxido de magnésio, 400mg à noite. De resto, se vc consome uma dieta páleo, vc estará consumindo muitos mais nutrientes do que a média.

      Excluir
  27. Dr. Quero te fazer uma pergunta que na verdade tbm é uma curiosidade minha...gostaria de saber, no seu ponto de vista; qual dieta é mais significativa na perca de peso a Dukan ou a Atkins? E qual o Sr é "a favor" e o porque? Desculpa te colocar nessa "sinuca" rs. Desde já agradeço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Nem pisco em responder que prefiro Atkins. Não que eu recomende especificamente atkins (leia http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html), mas Dukan é problemático.

      Veja, Dukan é uma dieta low carb que tem vergonha de ser low carb. Tem uma série de inconsistências do ponto de vista científico. As dietas que realmente recomendo estão na minha postagem sobre livros: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/livros.html

      Como NADA está traduzido para o português, exceto Atkins e Dukan, fique com Atkins, que é mais saudável justamente por ter mais gordura e não aceitar grãos.

      Leia as seguintes postagens para entender porque a gordura é importante para a saúde:

      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/01/introducao-dieta-paleoprimal-mark_4.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/gordura-saturada-revista-mens-health.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/08/dr-drauzio-varella.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/08/restringir-gorduras-ou-carboidratos-o.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/afinal-gordura-faz-mal-consideracoes.html

      Excluir
    2. Obrigada Dr. pela prontidão em responder! :)

      Excluir
  28. Dr. José, boa tarde.

    Venho novamente pedir uma orientação. O que comer nos intervalos das refeições? Trabalho em um escritório e peço a indicação de opções que eu possa consumir no meu local de trabalho, no meio da manhã e da tarde.

    Obrigada.

    Ana Maria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, a necessidade de comer lanches diminuirá muito à medida que vc abandonar os carbs. Mas algumas dicas são:
      Frios (peito de peru, enroladinho de presunto e queijo, salame, salsichas), ovos cozidos (é a coisa MAIS eficaz para acabar com a fome por horas), Polenguinho, shake de whey, whey com nata. Se for comprar na rua, qualquer armazém tem para vender presunto em queijo.

      Excluir
  29. Boa tarde Dr.José Carlos,

    Iniciei o meu novo modo de vida nesta quinta passada (10/01), e depois de pesquisar muitos blogs, artigos e o livro do Dr.Atkins, estou na dieta Cetogênica. Logo no primeiro dia tive uma perda de 900gramas, e no segundo dia 1kg, porém nada de estado cetogênico, comecei a ficar preocupado pois todos dizem que se atinge isto em 48hs e nada, finalmente no domingo fiz o teste novamente com a fita e indicava Cetose MÁXIMA, fiquei feliz pois estava receoso de ser resistente ou algo do tipo, e foi "legal" pois passei de 0% a 100% de uma vez (pensei que meu organismo fosse aumentando aos poucos o processo).
    Bom o fato que agora me "preocupa", é que de sábado para cá eu simplesmente "empaquei". Não tenho mais perdido nem 1grama. Gostaria de saber se isso é normal, e se deveria me concentrar apenas na cetose (já que pratico musculação e crossfit, e que talvez meu corpo possa estar substituindo gordura por massa muscular). Fiz um teste com o adipômetro no início da dieta e estava com 18% de gordura corporal, espero no fim dos 14dias realizar uma nova aferição para ver como estou.
    Também queria fazer um exame de sangue (hemograma completo), porém uma vez iniciada a dieta o senhor vê algum risco e/ou benefício?
    Uma coisa eu tenho que aqui relatar, tenho preparado minhas próprias refeições (exceção do almoço que como fora), e tenho gostado bastante, no começo é mais complicado pois tenho que ir mais vezes ao mercado(comprar algum ingrediente que falta), mas com a formulação de um cardápio as coisas tem ficado mais fáceis.
    Tenho uma outra dúvida quanto a WheyProtein e Caseína.
    Possui 2 marcas distintas de Whey (Optimun e Dymatize), sendo que a primeira possui 2gr de carboidratos por dose sendo 1grama de açúcar, já a segunda possui 2gramas de carboidratos, mas diz que é 0 de açúcar, qual devo preferir? Qto a caseína diz que ela possui 6gramas de carboidratos(a idéia seria de tomar no meio da tarde para segurar a fome até chegar em casa). E também gostaria de saber o que é LACTASE e se ela é "proibida" para a fase de indução.
    Obrigado !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu encaro isso como um estilo de vida, então qual a pressa? Deixe para medir a composição corporal em 2 ou 3 meses. Quanto a exames, o ideal seria fazer um perfil lipídico antes e depois (se der alterado, como vc vai saber que não era PIOR antes?). Assim, se não faz antes, deixe para fazer com 1 ou 2 meses de dieta.

      Leia as seguintes postagens, depois me diga se sobrou alguma dúvida:

      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/whey.html
      http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html

      Excluir
  30. Parabéns! E obrigado pela menção ao meu post.

    Abraços,

    Adolfo

    ResponderExcluir
  31. Dr. José Carlos,
    Antes de tudo parabéns pela iniciativa altruísta que faz a diferença na vida de muita gente, seu gesto de compartilhar conhecimento de excepcional qualidade aqui é muito nobre.
    As informações que tenho tido acesso aqui no blog tem feito minha vida melhor.
    Baixei de quase 107 kg, para a casa dos 95 kg em pouco mais de dois meses fazendo atkins, tenho 1,70 m e penso chegar aos 80 kg, nesta semana um problema diagnosticado hás 6 anos, mas que não me causava desconforto algum incomodou-me.
    Refluxo.
    Quando diagnosticado suspendi geral o refrigerante, quando comecei a dieta, na ausência do suco passei a ingerir, refri zero, exagerei algumas vezes, mas já moderei.
    Então pesquisando sobre o problema vi que entre outras coisas a ingestão de gordura contribui para o desconforto.
    Como o refluxo é comum à maioria dos obesos, e a gordura o desencadeia, o senhor conhece essa situação, que postura o senhor sugere?
    Agradecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Normalmente, a remoção total do glúten melhora muito o refluxo. Acho que vc terá que experimentar: retire as bebidas com gás por uns dias (troque por água ou limonada), e veja o que acontece. Se concluir que é a gordura, reduza um pouco. Eu não sou fã de medicamentos como primeira linha de tratamento, mas se estas modificações não resolverem, talvez seu médico tenha que lhe prescrever medicação para controle dos sintomas. E parabéns pelo sucesso até agora!

      Excluir
  32. Dr. o sr é a favor do uso do Kefir de leite na dieta low carb?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com moderação, sim. Temo menos carbs do que o leite, mas tem. Se vc consumir todos os dias e começar a ganhar peso, simplesmente pare. Sou a favor daquilo que funciona para cada pessoa.

      Excluir
  33. Será possível ter uma intolerância realmente alata a carbs, tipo no máximo 20g por dia?

    Ontem, comi salada duas vezes, no almoço e na janta (repolho). E um punhadinho de amendoiins de tarde.

    Resultado: tive uma noite de sono no estilo high carb days... Acordei meio cansado.

    Sei que até pode ser psicológico, mas depois que entrei nessa vida low carb, não duvido de mais nada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Possível até é, mas isso se caracterizaria por uma pessoa que estivesse ganhando peso com, digamos, 40g de carbs, e passasse a perder com 25. Deve ser psicológico. Mas evite amendoins. Prefira nozes e castanhas. Amendoim é um legume (assim como o feijão), não é muito recomendado no mundo páleo.

      Excluir
  34. Ola Dr. Jose parabéns pelo blog e pela sua paciencia infinita em nos responder! Muito obgd msm... tenho seguido um estilo de vida low carb há uns 7 meses, estava fazendo atkins, mas cansei de "jacar" (leia-se comer o q não pode nas fases, misturar as fases etc etc etc...) até que encontrei o seu blog, li tudo e fui mudando o meu conceito, o principal é pq a pressa??? rs amei isso. tenho 27 anos, estou obesa, apesar dos 14 quilos eliminados nesses 7 meses, ainda me sobram outros 30 pra eliminar (estou com 97 kg), fui recentemente ao psiquiatra (pra tratar distimia) e ele suspeita que eu tenha síndrome metabolica, essa semana faço os exames pra confirmar, mas ele tem quase certeza devido ao meu perfil, a pergunta é: devo continuar low carb "light" (um chocolatinho amargo na semana, umas frutinhas vermelhas, muitos vegetais..., ou voltar para atkins rígido se confirmar a síndrome? (20 g de carbs por dia e talz...), low carb resolve a síndrome a longo prazo? ah e fiquei curiosa a respeito da BANHA na foto, confesso que até comprei... mas não sei onde usar? em que tipo de receita? muito obgd! Ana Peck

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, como vc está fazendo, está ótimo. Para saber se vc tem síndrome metabólica, seria necessário medir um perfil lipídico, uma glicemia de jejum, ácido úrico, PCR, uma ecografia abdominal para ver se tem gordura no fígado, essas coisas. Após perder 14 Kg (parabéns!), é possível que vc esteja ainda bem acima do peso, mas que já tenha revertido a síndrome metabólica (low carb reverte a síndrome metabólica INDEPENDENTEMENTE da perda de peso, se grande ou pequena). Eu só cuidaria um pouco mais os carbs se vc estiver diabética.
      A banha é a gordura perfeita para cozinhar. Use no lugar do óleo de cozinha. Por exemplo, para fazer o omelete, para fazer bifes. Refogar vegetais na banha é uma experiência culinária à parte. Experimente ir dourando umas cebolas na banha enquanto vc cozinha pimentões, cenouras, etc numa panela; quando os vegetais da panela estiverem mais macios, refogue-os na banha junto com as cebolas e alho. Vc nunca mais olhará os vegetais da mesma forma!

      Excluir
    2. Boa Tarde Dr! muito obgd pelos esclarecimentos! achava que a reversão ou não da síndrome dependesse da qtd de peso perdido! vou fazer os exames direitinhos, assim que tiver tudo esclarecido, te conto! Muito obgd msm... poxa vou usar a banho hj!!! amei as sugestões! um abraço Ana

      Excluir
  35. Parabéns pelo teu trabalho!

    Todos nós, leitores do blog, tiramos grande proveito dele. Que os acessos sirvam de motivação para que tu continues. :)

    E já aproveitando o espaço, coloco uma questão(hehe, inevitável!): posso comer feijão numa dieta low carb?

    Pelo que li até agora sobre a dieta paleolítica, não seria o mais recomendado, mas é uma questão prática: durante a maior parte do ano, passo o dia na universidade, e faço minhas refeições(almoço, no mínimo) no RU. Seria bastante difícil mudar esse hábito, já que o RU é o restaurante mais próximo e mais barato também. (aliás, não é de se surpreender que praticamente todo mundo coma tantos carboidratos... é a comida mais barata que existe)

    Bom, e agora? Comer feijão deve me prejudicar/engordar? Se sim, quanto?

    Muito obrigada!

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Caroline.
      Feijão não é o mais recomendado, mas é uma opção possível. Sem arroz, é claro. Faça o teste. Se você começar a ganhar peso, corte o feijão. Caso contrário, melhor! Como eu sempre digo, a tolerância aos carbs é individual. Particularmente, imagino que, para a maioria das pessoas não diabéticas, um pouco de feijão não faça nenhuma diferença. Quanto? Uma porção pequena, e não como o prato principal.

      Excluir
  36. Parabéns pelos acessos! É uma popularidade muito merecida por toda dedicação ao site e visitantes cheios de dúvidas, afinal temos que reaprender tanto...
    Dr., saberia indicar algum profissional da área de nutrição (nutricionista, médico nutrólogo ou endocrinologista etc.) na cidade de São Paulo e que trabalhe com low carb/paleo?
    Resolvi voltar ao exercício, então gostaria de ser mais cuidadosa com a alimentação apesar de não ter problemas de saúde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado.

      Dra. Mariana Muniz
      R Pará, 50 cj 92, Higienopolis
      Tel: 3255-9096
      mariana_muniz@ig.com.br

      Excluir
    2. Dr. vou pegar o gancho da conversa e perguntar: ela atende crianças (5 anos)? Em caso negativo, você poderia por favor me indicar algum profissional da área de nutrição (lowcarb ou paleo) que atende infantil também?

      Moro no interior de São Paulo, mas estou disposta a viajar 600km até São Paulo para fazer uma consulta e acompanhamento com a minha filha.

      Obg.
      Verônica

      Excluir
    3. Verônica - não sei, vc teria que perguntar a ela (o email está aí em cima). Pessoalmente, não creio que uma dieta cetogênica seja adequada para crianças pequenas (exceto se for para o tratamento de epilepsia). Já uma dieta páleo, não vejo nada contra - quem diria que uma dieta com carnes, ovos, frutas e verduras e evitando açúcar, bolos e pães seria inadequada para uma criança?

      Excluir
  37. Dr. o que você pode dizer sobre VP2 Whey Protein Isolate da AST Sports Science? Ela é indicada no estilo de vida lowcarb?

    Obg.
    Letícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei, olhe o rótulo e veja se tem carbs ou não.

      Excluir
  38. A dieta lowcarb permite o consumo de batata doce na fase de indução? E após?

    Obg Dr.!

    Aline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aline. "Indução" é um termo da dieta Atkins. Se é Atkins que você quer seguir, então vc deve comprar o livro (http://www.estantevirtual.com.br/q/robert-c-atkins-a-nova-dieta-revolucionaria-do-dr-atkins).

      E não, na dieta Atkins não há batata doce, apenas na manutenção.

      Leia o que eu penso sobre Atkins: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html

      Faça sua dieta low carb / páleo de acordo com as diretrizes em http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

      Acrescente batata doce se quiser (é uma ótima fonte de carbs). Se não conseguir perder peso, retire a batata doce. Simples assim.

      Excluir
  39. Dr. estou agora lendo o The Paleo Answer, do Dr. Loren Cordain, e ele tem um capítulo específico acerca da não utilização do leite e dos seus derivados. O autor do Smarter Science of Slim, se não me engano, também reza a mesma cartilha.

    Qual a argumentação utilizada para que se utilize, então, os queijos na dieta paleo? Seriam eles uma espécie de dairy não tão dairy? Extrai-se a lactose? Fiquei com essa curiosidade.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniel, o Cordain tem uma visão mas "tradicional" de páleo. Como nossos antepassados não consumiam leite, não devemos consumir. Leite propriamente dito, eu concordo (por causa da lactose, que é um açúcar), mas outros autores (Rob Wolf, Sisson) discordam: não é apenas por que não existia, que é automaticamente ruim. Whey não existia, e a maioria dos autores considera ok. O Bailor (do Smarter Science of Slim, que gosta muito de whey) tem uma relação ambivalente com a gordura - ele acha BOM consumir gordura, mas prefere que a gordura venha de azeite de oliva, abacates, etc, e não de laticínios. Então, ele sugere consumir cottage cheese e low fat greek yogurt (nós não temos greek yogurt no Brasil, isso que tem aí é um engodo com açúcar).
      Como os queijos curados praticamente não têm lactose, podem fazer parte da dieta naquelas pessoas que toleram bem os laticínios.

      Excluir
  40. http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/efe/2012/06/27/dietas-com-baixo-teor-de-acucar-sao-mais-eficientes-e-saudaveis-diz-estudo.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa matéria - e eu conheço o estudo original. Há uma coisa incorreta no texto do jornalista. A proteína C reativa (indicadora de inflamação) baixou em TODOS os grupos, mas baixou menos na low carb do que na mediterrânea. Não houve "aumento" da PCR na low carb, portanto não houve aumento do risco.

      Excluir
  41. Dr. acho que você deveria ter um espaço para PESQUISAR as coisas no seu blog. Sabe aquela barrinha de pesquisa? :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tem! Olhe bem lá em cima, no canto superior esquerdo, do lado do "e" do Blogger. :-)

      Excluir
  42. Olá doutor, parabéns por esse endereço, o mérito é todo seu...
    Vou aproveitar para tirar uma dúvida: nas comunidades Atkins, comenta-se muito que cada vez que se sai da dieta é mais difícil de entrar em cetose de novo. Mas já vi aqui alguns comentários sobre o fato de que, uma vez tendo feito low carb antes, é mais fácil entrar em cetose se saimos dela. Afinal, a cada "escapulida" com carbos fica mais difícil mesmo? Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não... vc pode entrar em cetose sempre que quiser, baixando os carbs o suficiente. E, como já disse em outras postagens, a cetose nem é essencial. Além disso, se não fosse verdade que vc pode entrar e sair de cetose, como seria possível seguir dietas cetogênicas cíclicas, tão em voga no mundo do fisiculturismo?

      Excluir
  43. Caro Dr. José

    (PARTE I) Antes de mais, muitos parabéns pelo seu blogue.
    Sou uma leitora portuguesa do seu blogue há já vários meses (se a memória não me trai, desde abril de 2012…mas li todos os posts anteriores!).
    A leitura deste blogue, assim como do blogue português Fat New World, juntamente com dezenas de outros sobre alimentação paleo e low carb, fizeram-me repensar a minha alimentação desde os 16 anos.
    Foi nessa altura que deixei de comer carne vermelha. E não voltei a fazê-lo desde então. A carne branca (aves) foi eliminada anos depois e o peixe de seguida. Laticínios e ovos mantiveram-se no cardápio, exceto em períodos em que as minhas alergias cutâneas eram mais problemáticas. Fui uma vegetariana, como tantas outras, preocupada em não comer produtos animais mas pouco me importando com as porcarias que ingeria: gelados, doces, enfim, um modelo que acaba por ser muito mais comum do que se imagina.
    A constatação dos efeitos nefastos do glúten no meu organismo já haviam sido notados há bastante tempo, mas era sempre difícil resistir a um bom pão tradicional de centeio ou de trigo cozido no forno da aldeia. Então com manteiga derretida ainda se tornava mais irresistível!
    De um ovo lacto vegetarianismo dominante, tive as minhas fases vegan e, há cerca de 6 anos, descobri o crudivorismo. Algumas coisas faziam sentido (para um leigo, pelo menos) como a leucocitose digestiva e embora nunca tenha sido 100% crudívora (estive longe disso) algumas das opções alimentares passaram a fazer parte da minha dieta (o meu pequeno almoço é sempre composto de frutas, frutos secos, leite de amêndoa que eu própria preparo, pois se comesse pão ficaria enfartada toda a manhã; há sempre algum alimento cru nas refeições, só para citar alguns exemplos).
    Em abril do ano passado quando “descobri” a dieta paleo decidi experimentar. Durante um mês aboli todos os grãos, todo o açúcar (o que basicamente implicou deixar de comer pão, massas, arroz, bolos e doces, embora estes dois últimos sejam normalmente muito raros na minha alimentação desde há 10 anos a esta parte). Não precisava perder peso (meço 163cm e peso cerca de 54 kgs). A ideia era mesmo ganhar mais saúde e combater alguns problemas específicos, nomeadamente de ciclo muito irregular (já tive um fibromioma e volta e meia ganho um quisto nos ovários). Voltei a comer peixe e, pontualmente, aves. Peixe pescado no mar (vivo numa zona costeira em Portugal) e não proveniente de aquicultura e galinhas caseiras. Carne vermelha, confesso, é mesmo impossível eu conseguir comer. Ah, e abusei da manteiga (leite de vaca não bebo) e de alguns queijos.
    (CONTINUA)

    ResponderExcluir
  44. (PARTE II) Passado esse mês inicial, fui reintroduzindo alguns alimentos. Hidratos de carbono só aqueles que não contêm glúten, ou seja, passei a fazer pão de farinha de arroz, voltei a consumir millet, quinoa, embora em quantidades muito inferiores àquelas a que estava habituada.
    Resultados. Houve coisas boas e menos boas. Perdi imenso volume, sobretudo na zona abdominal, e o meu corpo ficou mais seco. Os passeios a correr atrás dos meus cães todas as manhãs também ajudam. Deixei de me sentir enfartada. As dores que tinha nas articulações desapareceram por completo (alergia ao glúten?). Sentia fome (refiro-me a esse primeiro mês), ui, muita fome e tinha quebras de açúcar/tensão(?). As alergias cutâneas que tinha na adolescência (quando ainda comia carne) ou já na idade adulta quando já não comia carne mas abusava do queijo e da manteiga, voltaram em força. Eczemas no rosto, no pescoço, nas axilas. Isso foi o mais difícil de gerir. E o ciclo menstrual bastante irregular.
    Já sei. Um mês de dieta paleo é insuficiente para testar o que quer que seja, não? Desde então, produtos com glúten foram praticamente banidos (agora no natal é que tiveram de ser feitas algumas cedências sob pena de alimentar crises familiares!).
    Agora decidi voltar a tentar. Mas contendo-me nos laticínios (creio que é por aí que vêm as minhas alergias). Continuo a comer quantidades muito generosas de vegetais (sendo as couves do meu quintal as preferidas), peixe de alto mar com bastante frequência, ovos pontualmente e nada de farinhas (já nem me estou a referir ao trigo, mas ao pão de arroz, millet e quinoa).
    Dúvidas? Faz sentido uma dieta paleo num regime pesce-vegetariano? Há algum benefício para a saúde da mulher com este tipo de dieta?
    Muito obrigada e fico aguardando a sua resposta e, eventualmente, comentários de outros leitores.
    Atenciosamente
    Daniela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniela: vou tentar responder ponto a ponto.

      1) Esta sua trajetória, passando pelo vegetarianismo até chegar em páleo não é rara. Na verdade, o cuidado com o que se coloca na boca caracteriza ambas abordagens, e ambos conhecemos muitas pessoas que se preocupam muito mais com a qualidade da gasolina com a qual abastecem seus carros do que com os alimentos que consomem.

      2) As alergias a que vc se refere parecem mesmo alergias à caseína (proteína do leite). Obviamente, a maneira correta de testar isso é com a eliminação completa dos laticínios por cerca de 4 semanas (diferentemente do problema da lactose, que está quase ausente nos queijos curados, a caseína está presente). O ghee (manteiga clarificada) praticamente não contém caseína, e seria uma bela opção.

      3) O povo de Kitava, uma pequena ilha do pacífico (veja http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/01/entrevista-com-staffan-lindeberg.html), consome uma dieta genuinamente paleolítica, têm uma saúde fantástica, e sua dieta é pesce-vegetariana - creio que isso responde à sua pergunta. Em outras palavras, SIM, faz TODO o sentido adotar uma dieta páleo. É importante entender que páleo é mais um ponto de referência do que uma descrição minuciosa do que se deve comer. É mais fácil definir páleo pelo que NÃO se deve comer. No paleolítico, nossos antepassados comiam TUDO o que podiam. Se viviam na savana africana, comiam carne. Se viviam numa ilha do pacífico, comiam coco, peixes e raízes. Mas é CERTO que não comiam pão, biscoito, gordura trans, óleo de soja, batata frita ou coca-cola.

      Leia esta postagem de uma ex-vegetariana - é muito interessante: http://curezone.com/forums/am.asp?i=1728051

      Leia também este blog, dedicado a dietas low carb vegetarianas: http://www.lowcarbvegetarians.com/

      Excluir
    2. Daniela, há grandes benefícios para a saúde da mulher! Você pode contar com total ausência de tensão pré-menstrual, ciclos regulares e tranquilos, sem maiores desconfortos.

      Coincidindo com o meu período de vida low-carb (assim como você, esta opção seguiu-se à eliminação do glúten e do leite), desapareceram cistos ovarianos de mais de 5cm e outros problemas relacionados.

      Tenho 50 anos, vivo há um ano sem glúten e há 10 meses em dieta de baixo carboidrato.

      Claudia Vilaça
      http://claudiafitblog.blogspot.com.br/

      Excluir
    3. Estou há quase 7 meses sem glúten e sem açúcar. Minhas dores de cabeça sumiram, pequenas dores em articulações também.

      Christian Bacci
      Campinas-SP

      Excluir
    4. Muito obrigada, Dr. José pela resposta. Agradeço, também, os comentários de Cláudia e de Jequitibá. Bem hajam!

      Excluir
  45. Boa tarde Dr.
    Há duas semanas na LC, com algumas derrabadas em frutas e alguma farinha de trigo e mandioca, já perdi 0,5 kg/semana. Faço Muai Thai 3x/semana 90' e estou com um cansaço descomunal, apesar de respeitar meu sono como de costume. E hoje, com uma azia e desconforto sem tamanho. A fome passou, mas a indisposição chegou, o que fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corte completamente o trigo, é quase certo que a azia vai embora. Para 90 minutos de treino intenso, recomendo uns carbs páleo. Minha sugestão? Batata doce, 1 hora antes. Frutas também servem, mas a batata doce é especialmente nutritiva e pobre em frutose (o que é bom). Estando completamente cetoadaptada, vc pode fazer Muai Thai em jejum e sem problemas, mas eu pergunto: e precisa?

      Excluir
  46. Dr., qual tua opinião sobre Chá Verde?

    ResponderExcluir
  47. Dr., sabe onde consigo comprar as medidoras pra cetose em POA?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça a seguinte pesquisa no google: keto-diabur "porto alegre"

      Excluir
  48. Dr. José Carlos, comí um abacate com limão e adoçante stevia (100% natural, SEM ciclamato) - essa sobremesa é MUUUITOO refrescante, valeu mesmo pela dica!!!

    ResponderExcluir
  49. Olá, gostaria de parabenizar pelo site, ótimo conteúdo e agradável leitura. Cheguei ao site quando pesquisava sobre a dieta low carbs para ajudar meu esposo que precisa perder peso. Resultado: estamos- ele e EU! - fazendo a dieta, e muito satisfeitos. Fiquei muito animada depois que achei tantos artigos esclarecedores, além de blogs com receitas ótimas. Parabéns, e que seu site tenha milhares de acessos....

    ResponderExcluir
  50. Doutor, se me permite, agora eu começo de FATO a LCHF. E vou registrar meus feitos por lá. Não com a tua destreza e qualidade.

    Obrigada por ter indicado a CLaudia e por responder minhas dúvidas.

    Abraço agradecido.

    ResponderExcluir
  51. Dr, agradeço pela atenção em responder uma pergunta que postei acerca da banana verde, o senhor é mesmo um cavalheiro!
    Estou lendo o livro e fazendo a dieta há 03 dias, engraçado é que parece que estou transgredindo alguma lei ou pecando de alguma forma ao consumir tantas coisas gostosas, achava que, por estar acima do peso, o meu castigo, sendo mineira, seria não poder comer um torresmim,costelinha e tanto quejim. O meu endocrinologista nem sonha que cortei os carboidratos e esteja cozinhando com banha, eu fico só imaginando a cara dele. Mas o fato é que estou me sentindo ótima, o senão é que estou muito ligada à noite(parece que tomei energético) não acho ruim, pois é a noite que tenho melhor concentração para os estudos. Entretanto, dormir menos poderá atrapalhar o meu emagrecimento?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dormir é importante, sim, mas a dieta é mais. Faça exercício, que é ótimo para regularizar o sono. Os outros que se explodam, a saúde é sua e está melhorando!
      E sim, é a glória comer ovos e perder peso e baixar o colesterol.

      Excluir
  52. Uma ótima página na internet, munida de muitas informações essenciais a saúde, só poderia ter tantos acessos. Isso aqui é bom demais! E pode ter certeza que passar todos os dias por essas páginas e "saborear" o conhecimento compartilhado através de informações diretas, simples e altamente importantes, mudou a vida de muita gente, inclusive a minha. Parabéns Dr. Souto! :D

    ResponderExcluir
  53. Obrigado, Alessandra :-)

    Sent from Galaxy S3
    Em 20/03/2013 07:35, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  54. AMEI O FINAL!!!!!!!!!!KKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  55. Juliana Moura Xavier17 de abril de 2014 15:27

    oi doutor. gostaria de saber se o arroz integral moderado com pouco de feijao pode ser incluido na dieta low-carb?

    ResponderExcluir
  56. Olá Juliana,

    se for comer arroz, melhor o branco parboilizado do que o integral. Quanto a feijões, se não tem problemas auto imunes, pode consumir. Mas não me parece que será LCHF, pois todos os dois tem bastante carboidrato. Leia: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2014/01/reflexoes-sobre-postagem-anterior.html

    ResponderExcluir
  57. Patricia, por que do arroz branco e não o integral? Obrigada.

    ResponderExcluir
  58. Geane, o arroz integral (e outros grãos integrais) tem em sua 'casca' (por isso são integrais!) fitatos e lecitinas que são defesas contra predadores - nós! Lecitinas causam a permeabilidade intestinal e fitatos diminuem a absorção de minerais. Por isso o mais indicado é o branco (por que a casca foi removida) e parboilizado (por ter um pouco de amido resistente tipo 3).

    ResponderExcluir
  59. Dr. Para substituir os óleos de grãos, tais como: Soja, milho, girassol. Qual a melhor alternativa?

    ResponderExcluir
  60. Azeite de oliva, Mateiga, Gordura de coco, Banha de porco.

    2014-10-03 13:28 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  61. Ok! Vi em reportagens de Tv que o azeite de oliva é prejudicial quando o aquecemos... procede? Grato, desde já Dr.

    ResponderExcluir
  62. Não procede: http://authoritynutrition.com/is-olive-oil-good-for-cooking/
    2014-10-03 14:10 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir