segunda-feira, 25 de março de 2013

Novo PODCAST

Novo podcast!

Clique aqui para baixá-lo

68 comentários:

  1. aposto que o comercial da coca cola que o sr comentou no podecast NÃO foi esse: xD

    http://www.youtube.com/watch?v=bHhCP5ad-zM

    ResponderExcluir
  2. SENSACIONAL

    Sent from Galaxy S3
    Em 25/03/2013 13:38, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  3. Ótimo!

    Deveria ter, sempre que possível, um podcast com o Dr. Souto, pois é muito esclarecedor.

    Sobre a gordura: tudo é muito lógico pra mim, mas talvez devido ao mito de que ela é a vilã da alimentação, eu ainda tenho umas dúvidas...

    Sempre ouvi as pessoas dizerem que as gorduras são armazenadas nas paredes das artérias, causando problemas de coração e obesidade, etc...
    Para desmistificar isso na minha cabeça de vez, gostaria de saber:

    Como o nosso corpo metaboliza a gordura? Ela é armazenada da mesma forma que o carboidrato? O nosso corpo estoca mesmo as gorduras?

    ResponderExcluir
  4. Olá Alessandra.

    A chave de tudo realmente é a insulina. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/chave-de-tudo-insulina.html

    Quanto mais baixa a insulina mais difícil será estocar calorias no tecido adiposo. SEM insulina é IMPOSSÍVEL armazenar gordura. Tendo isso em mente vamos pensar na ingestão de gordura.

    Nosso pâncreas produz a insulina quando há açucar no sangue. Se houver EXCESSO o pâncreas produz mais insulina para que ela retire a açucar do sangue. A insulina vai ‘tirando’ a açucar do sangue e ‘levando’ para as células. Um dos papeis da insulina é este: livrar nosso sangue do excesso de açucar, pois ela é TÓXICA. Carboidratos se transformam em AÇUCAR.

    Com o excesso de ingestão de carboidratos, haverá excesso de insulina no corpo e as células vão ficando resistentes aos efeitos da insulina. Se comemos carboidrato, nossa insulina sobe e ARMAZENAMOS gordura.


    A gordura não tem carboidratos e por isso não aumenta os níveis de insulina. Você tem energia sem ter estocagem no tecido adiposo. Porque o que faz a estocagem no tecido adiposo é a insulina.

    "O tecido gorduroso não é um depósito de calorias no qual o excesso é estocado para ser utilizado um dia no futuro quando houver uma
    situação emergencial de fome. Trata-se de um tecido metabolicamente ativo, no qual a deposição e mobilização da gordura ocorre de forma contínua, independentemente do estado nutricional do animal. O acúmulo ou perda líquida de gordura neste sistema depende de alterações no equilíbrio entre deposição e mobilização, ou seja, do equilíbrio entre estímulos que favorecem a deposição versus aqueles que favorecem a mobilização."
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/regulacao-do-tecido-adiposo.html

    “Dentro da normalidade, nossa insulina aumenta após uma refeição, fazendo com que a gordura seja estocada nas células adiposas e obrigando o uso dos carboidratos (açúcares e amidos) como fonte de energia, impedindo assim a elevação do açúcar no sangue.
    Quando não comemos (entre as refeições e dormindo) os níveis de
    insulina abaixam e os ácidos graxos são liberados no sangue e as células que estavam gordas (que ‘engordaram’ na última refeição), emagrecem. Essa é uma das funções da insulina, controlar
    esses ciclos. Mas... qualquer desequilíbrio nesse processo a desequilíbrio e a onde a insulina não vai conseguir ‘emagrecer’ as células e esse acúmulo vai ficar nos adipócitos." http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2011/12/hiperinsulinismo-e-obesidade.html

    Documentário fat heat (atenção para a 7ª parte) http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/search?updated-min=2012-01-01T00:00:00-02:00&updated-max=2013-01-01T00:00:00-02:00&max-results=50

    ResponderExcluir
  5. ESSE TAL DE TREINAMENTO ""HITT"" ME PARECE BOM DEMAIS PRA SER VERDADE, TIPÍCO DOS TEMPOS ATUAIS ONDE TUDO TEM QUE SER RÁPIDO E EFICIENTE, O QUE O DR. ACHA???

    ResponderExcluir
  6. O HIIT é melhor do que exercícios de "endurance"pois assemelha-se
    ao que os nossos ancestrais faziam. Pessoalmente, eu prefiro a
    abordagem do médico Al Sears, MD com o seu "P.A.C.E." onde há o fator
    progressivo do exercício, além do fato de ser mais útil para quem está
    acima do peso. Penso que o HIIT serve apenas para quem já está em boa
    forma física.

    ResponderExcluir
  7. Eu havia lido esses artigos que vc indicou, entendi como funciona o mecanismo glicose-insulina no sangue, a minha real dúvida era mesmo sobre a gordura, mas precisamente sobre o que o corpo faz com esta gordura. Então, deixa ver se eu entendi Patrícia...a gordura não é estocada por não ter carboidratos - ok. Ela então é utilizada como fonte de energia, (isso é muito tranquilizador) E a questão do excesso de gordura no fígado? lembro do Dr. Souto ter falado que a frutose do agave seria um dos responsáveis por isso, pensando assim, eu chego a conclusão de que as gorduras naturais não fazem mal algum. Estou certa?

    ResponderExcluir
  8. Olá Dr Souto! Tem algum problema em fazer jejum de 24 horas todos os dias? Eu me sinto muito melhor quando eu só me alimento uma vez por dia.

    ResponderExcluir
  9. Engraçado que nos últimos dias tenho percebido isso também....almoço por volta das 14:00 hs e fico ótimo....depois do jantar, lá pelas 21:00 hs, tenho uma dor de estômago tremenda. Isso aconteceu nos últimos três dias....ontem não jantei e fiquei super bem !!!!!

    ResponderExcluir
  10. Ola, estou na dúvida se meu questionamento foi enviado ou não. Portanto escreverei novamente.

    Em dado momento da conversa, Geosh comenta a respeito das gorduras vegetais monoinsaturadas e recomenda a não utilização das mesmas no dia a dia para cozinhar, porém ele cita como exemplos de gorduras poliinsaturadas, como oléo de milho, soja e girassol. Acredito que um bom exemplo de gordura monoinsaturada seja o azeite de oliva e, segundo um estudo sobre estabilidade do azeite de oliva (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20678538), é seguro cozinhar com ele.

    ResponderExcluir
  11. Ola Dr. Souto, primeiramente parabéns pelo trabalho, é muito inspirador encontrar uma pessoa inteligente e generosa ao mesmo tempo. Obrigada por compartilhar seus conhecimentos.

    Sobre o podcast: Em dado momento da conversa, Geosh comenta a respeito das gorduras vegetais monoinsaturadas e recomenda a não utilização das mesmas no dia a dia para cozinhar, porém ele cita como exemplos de gorduras poliinsaturadas, como oléo de milho, soja e girassol. Acredito que um bom exemplo de gordura monoinsaturada seja o azeite de oliva e, segundo um estudo sobre estabilidade do azeite de oliva (http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20678538), é seguro cozinhar com ele.



    abraço e sucesso a todos

    ResponderExcluir
  12. Errata: escrevi esse questionamento ontem e após a postagem, o texto não apareceu. Pensei que pudesse ser a tecnologia do blog, sobre aprovar comentários. Como não o encontrei aqui pela manhã, resolvi formular novamente, por[em esqueci de agradecer o Dr. Souto, rs. Peço desculpa pela confusão.

    ResponderExcluir
  13. Fábio, não é uma questão de achar. Os estudos são conclusivos. Se vc parar para pensar, é improvável que estejamos evolutivamente adaptados a correr numa velocidade constante em uma superfície plana por 1 hora - na medida em que isso não era, provavelmente, a forma com que nossos antepassados comportavam-se.

    Mas os estudos que comparam HIIT com exercício aeróbico não deixam dúvida sobre a maior eficiência dos mesmos (mesmos resultados, menos tempo investido).

    Olhe esta postagem: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/exercicio-sim-mas-nao-o-que-lhe.html



    P.S.: Não use mais letras maiúsculas - é como gritar, na internet.

    ResponderExcluir
  14. Olá Sidney.

    Se você se sente bem assim, penso que deve continuar!

    Leia aqui sobre o jejum mais longo da história: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/01/o-cerebro-nao-precisa-de-glicose-o.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/jejum-intermitente.html

    ResponderExcluir
  15. Essa gordura que ingerimos NÃO vai demandar nada do seu fígado. E ela não vai acumular no fígado tbm. Veja bem, o que realmente demanda do fígado é o excesso de carbs, que faz com que o órgão trabalhe dobrado para transformar glicose em triglicerídeos, causando síndrome metabólica e fígado gorduroso (esteatose), que pode levar à cirrose e é curado por uma dieta low carb. Existem estudos comprovando que a dieta LC /páleo CURA esteatose. a frutose é pior do que açúcar e exige muita produção de insulina. As gorduras naturais, como você disse, fazem bem demais!!

    ResponderExcluir
  16. Olá. Obrigado.
    Sim, penso que ele confundiu-se. Os poliinsaturados é que são realmente problemáticos. Ainda assim, prefiro os mais saturados para cozinhar. Além disso, o azeite de oliva tem um gosto próprio que, para o MEU paladar, combina mais com a salada - e a banha dá um sabor todo especial à comida salgada.
    O "ponto de fumaça" do azeite de oliva é meio baixo - convém não deixar fogo alto o tempo todo.

    ResponderExcluir
  17. obrigada pela resposta. Essa questão do sabor é realmente muito pessoal. Isso que sentes com o sabor da banha eu sinto com a azeite.

    ResponderExcluir
  18. Dr. Estou fazendo a dieta ha 16 dias me sinto ótima não sinto fome e isso e maravilhoso!!Essa semana fiz meus exames de rotina...minha glicemia esta em 69 meu colesterol total esta 235 o HDL 53 os triglicerideos estao bem abaixo mas não lembro agora o valor.fiquei preocupada com esse valor do colesterol. E normal esse valor já que estou emagrecendo? outra coisa posso comer assim pro resto da minha vida? mais uma coisinha vou fazer uma cirurgia nas mamas em maio (estética) devo para com a dieta?

    Obrigada

    ResponderExcluir
  19. Débora - minhas opiniões sobre colesterol estão nos artigos designados colesterol I a V, mas é um tema controverso e cujo risco-benefício deve ser discutido com o seu médico.

    Eu considero páleo um estilo de vida, portanto é para toda a vida. Se é algo saudável, não faz sentido que seja temporário.

    Pelo mesmo motivo, não haveria nenhum motivo para parar por causa de uma cirurgia - pelo contrário.

    Óleo de peixe (2 ou 3 g por dia) e azeite de oliva podem ajudar a baixar o colesterol, se os números lhe preocupam.

    Em 26 de março de 2013 17:51, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  20. Galera já que é pascoa que tal a gnt postar umas dicas de ovos de chocolate low carb? =]

    Eu comprei hj na cacaushow o ovo "Intensidade"(200g): "ovo de chocolate amargo com 70% de cacau e tabletes de de chocolate amargo com 55% 70% e 85% de cacau" (os de 55% eu dei pra minha mãe rssrs)

    Ingredientes: massa de cacau, açúcar. manteiga de cacau, cacau em pó, emulsificante lecitina de soja e aromatizante.

    Informações Nutricionais
    Porção de 25 gramas

    valor energético 124 kcal
    carboidratos 8 g
    proteínas 2,2 g
    gorduras totais 10 g
    gorduras saturadas 6,3 g
    fibra alimentar: 2,4 g
    sódio: 2,6 g

    eu sei que ainda tem mt carbs, mas tem beeem menos que a maioria que a gnt veh por ai (é soh veh que o 1º ingrediente é massa de cacau enquanto o da maioria é açúcar ;D)

    ResponderExcluir
  21. Bela opção - e gostosa.

    Sent from Galaxy S3
    Em 26/03/2013 19:15, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  22. Eu sempre compro a 85%. Quem desacostumou do açúcar consegue sentir o que é o verdadeiro sabor do cacau nessas barras.

    ResponderExcluir
  23. Usei por ânsia de ser respondido, me perdoe. abraçoss!!

    ResponderExcluir
  24. Fico pensando que diante de tudo que lemos e acreditamos aqui no blog no dr, Souto o que fazer diante dessas reportagens?

    ResponderExcluir
  25. Mônica, continue pensando. Não deixe a mídia pensar por você. Mude sua pergunta: Diante de tantas evidências científicas que não deixam margens para dúvidas, o que fazer com essa indústria midiática/ farmacêutica / alimentícia que quer pessoas que não pensem e não saibam decidir e analisar o que é bom pra si?

    ResponderExcluir
  26. Pela primeira vez depois de dois meses nessa verdadeira reeducação alimentar, resolví comprar uns chocolates. Procurei na Kopenhagen e na Viviane Malucelli (ou algo assim), que vendem chocolates finos, e foi uma decepção ao ver que o máximo que vendiam era com 70% de cacau. Confesso que não ví nem na Petenucci e nem na ICAB (tem que confirmar se tem nessas), mas acabei passando na Cacaushow (que nunca gostei, confesso...), e qual não foi minha surpresa de encontrar até o de 85% de cacau. Comprei 2 desses, e tive minha segunda surpresa: achei que seria muito amargo para mim, mas não, foi muito prazeiroso, significando que já não sinto falta de açúcar, o que me deixou muito feliz!!

    ResponderExcluir
  27. Doc, já viu? http://www.fat-new-world.com/2013/03/desmascarando-dieta-paleo-ted-talk.html

    ResponderExcluir
  28. Antonio C. Velez Braga27 de março de 2013 01:05

    Pessoal, para quem ainda não viu, sugiro assistir a transformação que esta pessoa conseguiu fazer. Adicionalmente, ele fornece links para sua página do facebook contando o que fez para perder tanto peso: a dieta Páleo e jejum intermitente levam, em mina opiniao, mais de 80% do crédito. O restante é o treinamento de resistência, que também está em linha com o estilo de vida Páleo.

    http://youtu.be/ZrasQOojFyo

    Abs
    Antônio

    ResponderExcluir
  29. Pois é, gente tô levando umas "cacetadas" nesta página de comentários do YouTube (aquela que eu citei nos comentários do post anterior):
    http://www.youtube.com/watch?v=FVeKDYFjisE

    Quem também puder comentar neste vídeo vai ajudar a espalhar ainda mais a mensagem páleo. Sem trollar, é claro.
    Me ajudem, por favor, kkkk. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  30. Pois é, gente... tô levando umas cacetadas nesta página de comentários do YouTube (aquela que eu citei nos comentários do post anterior):
    http://www.youtube.com/watch?v=FVeKDYFjisE

    Quem puder comentar neste vídeo vai ajudar a espalhar ainda mais a mensagem páleo. Sem trollar, é claro.
    Me ajudem, por favor, kkkk. Abraços a todos.

    (Moderadores: por favor apaguem a mensagem que eu postei antes por aqui - a que está como "guest". Tentei apagar para poder corrigir e postar de novo mas ficou assim)

    ResponderExcluir
  31. Olá Maurício.

    Já apaguei sua msg repetida!

    Quanto ao seu pedido de comentar... aí não dá! Sabe porque? Não são todas as pessoas que querem se informar...
    Já falei isso por aqui, páleo / low carb é uma forma de autoconhecimento. tem gente que chega aqui é quer 'receita pronta'.
    "Me fala o que eu tenho que comer"... isso não funciona! Se funcionasse, não existiria problemas de obesidade no mundo. Tem que ler, entender o que acontece bioquimicamente no corpo e aí sim tentar aplicar em si mesmo. E tem mais! Depois disso a gente começa a descobrir quais são os alimentos bons pra nós, quais são os horários melhores pra comer, quanto de carbs cada um tolera... Percebe? TEM QUE QUERER!

    ResponderExcluir
  32. Daniel Ricci Araújo27 de março de 2013 18:48

    Excelente, riquíssimo debate! Parabéns Dr.

    ResponderExcluir
  33. Olá Letícia.

    Você tem insuficiência renal crônica? Porque se não tiver, não vejo problemas com proteínas. As pessoas toleram muito bem 2 ou
    3g de proteínas por quilo de peso.

    Veja aqui um comentário do Dr. Souto "O excesso de proteínas é, sim, transformado em glicose no fígado. Por isso a dieta é low carb e high fat, e NÃO é de alta proteína. Mas é quase impossível consumir comida de verdade e extrapolar em proteína - a proteína é muito saciante. A natureza em geral não nos deixa errar. O REFINO dos alimentos é que bagunça a coisa." http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/o-que-comer-no-cafe-da-manha.html

    Quanto ao queijo, se a preocupação for por causa da gordura, não vejo problemas em comer. Também não posso dizer o que é "moderado" ou não pra você!

    Você está preocupada se está comendo algo em excesso ou não. Se seu objetivo é perder peso, não tem outra forma a não ser testando. Coma pra se sentir saciada. Se comeu mais nata do que de costume e o emagrecimento parou, diminua. E isso vale pra qualquer alimento. Não existe nenhum alimento 0 carb, a não ser as gorduras. Nelas você pode se esbaldar, sem moderação!

    ResponderExcluir
  34. Doutor, sugeriria que o sr. desse uma olhada no trabalho do Professor Daniel Lieberman (e outros) sobre persistence hunting.

    ResponderExcluir
  35. Eu conheço. Mas provavelmente teve mínima importância, sendo mais uma justificativa ad-hoc, na minha opinião, para corredores. Ainda assim, não muda o fato de que HIIT é mais eficiente (resultados versus investimento de esforço). Mas, se a pessoa GOSTA de correr, nada contra. É apenas um aviso para quem faz isso por achar que é uma estratégia de emagrecimento.

    ResponderExcluir
  36. Podem virar, sim (tem muita concentração de poliinsaturados). De resto, nenhum óleo extraído de sementes faz parte de uma dieta páleo.

    ResponderExcluir
  37. Uma regra de bolso é que 30g de carne ou de queijo ou de frango são 7 gramas de proteína, e 1 ovo são 7 gramas de proteína. Peixe tem um pouco mais de proteína por peso.

    Assim, um bife de 120g tem cerca de 28g de proteína (120/30=4; 4x7=28).

    Coma cerca de 1 a 2g de proteína/Kg. Na verdade, não precisa ficar contando, coma comida de verdade, e as coisas se ajeitam.

    Quando falamos em percentuais, falamos em prcetuais de calorias. A gordura tem mais que o dobro de calorias que as proteínas. Assim, percentualmente, um bife é mais gordura do que proteína. Um pedaço de filé mignon é 57% gordura em termos calóricos. Assim, para comer pouca gordura é preciso querer fazer isso, tipo comer peito de frango sem pele, etc.

    ResponderExcluir
  38. Dr. Souto, boa tarde!

    Prefiro consumir os alimentos refogados em azeite e alho, como chuchu, repolho, abobrinha, couve.

    Isto pode atrapalhar a minha dieta?

    Outra questão, como posso identificar que já estou utilizando minha gordura acumulada, ou seja, no processo de cetose?



    Obrigada!

    ResponderExcluir
  39. Ótimo, pode fazer assim mesmo.

    Vc não vai entrar em cetose comendo abobrinha, mas nem precisa entrar em cetose. A melhor forma de confirmar o uso da própria gordura acumulada é o fato de estar emagrecendo. Simples assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No livro do dr atkins abobrinhas e aboboras estao permitidas na indução. Agora diquei confusa dr. Pra entrar em cetose nao é só ficar zero carbo nas primeiraa 48h?? No 3 dia ja posso comer as aboboras??

      Excluir
  40. Boa tarde, Doutor Souto e demais leitores do blog!

    Tenho duas dúvidas:
    1) Li aqui que se indica o uso do óleo de coco extravirgem. No entanto, ao fazer compras me deparei também com a gordura de coco, que era bem mais barata. Na dúvida, não comprei nenhum dos dois. Gostaria de uma opinião. Serve a gordura de coco para cozinhar, ou devo preferir o óleo?
    2) Meu pai está com vários problemas de saúde. Está pré-diabético, é hipertenso há anos, colesterol alto e tem gota. Quanto às primeiras três doenças, sei que a alimentação paleo é altamente indicada em seu tratamento. No entanto, quanto à gota? Este tipo de alimentação não o prejudicará? Existem alguns alimentos em especial que deverá evitar? Muitos dizem que o a carne pioraria a gota, então fico em dúvida. Mas, quero muito ajudá-lo a superar estes problemas!


    Feliz páscoa a todos para quem é uma importante data. A todos outros, aproveitem o feriadão!


    Muito obrigada pela atenção.

    ResponderExcluir
  41. Bom, resolvi fazer dieta semana passada. Comecei pela contagem das calorias, mas, fazendo algumas pesquisas descobri este blog.
    Achei fantástico e quero realmente seguir, mas estou um pouco confusa na maneira correta de como iniciar.
    Como disse antes, prefiro os legumes e verduras refogados.
    Para iniciar o processo de queima de gorduras sem a ingestão de carboidratos, qual a melhor maneira, qual a melhor alimentação?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  42. Dr. Estava lendo esse blog http://saladamedica.wordpress.com/ onde a medica fala de seus produtos de beleza e em um dos post ela fala que a acne piora com consumo de açúcar porque eleva a glicemia achei muito interessante pois notei que minha pela melhorou depois que comecei a comer low carb. Ai pensei se eu voltar a comer açúcar e farinha pode me chamar de burra!!!!confesso que mesmo querendo comer pra sempre low carb as vezes minha mente viaja em umas gordices açucaradas...bjsss

    ResponderExcluir
  43. Acho que gordura de coco é Ok

    Olha o que o Taubes diz sobre gota e low carb: http://www.fourhourworkweek.com/blog/2009/10/05/gout/

    Em resumo: cortando completamente o açúcar - é provável que melhore inclusive a gota.

    ResponderExcluir
  44. Olá Renata.

    sábia decisão de seguir a páleo / low carb! Não existem regras rígidas, não tem contagem de calorias. Na verdade é realmente muito simples! Comece por aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/o-que-comer-no-cafe-da-manha.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html

    ResponderExcluir
  45. Olá Dr. Souto!
    Em novembro de 2011, o Dr. Souto me falou desta dieta, uma vez que o resultado de meus exames estavam alterados, pratiquei a dieta por 90 dias e repeti meus exames laboratoriais, para surpresa minha, estavam todos normais.
    Hoje, sou um seguidor deste blog e tenho um novo estilo de vida.
    Obrigo Dr. Souto, tenho dito e repetido por onde ando, o Sr. mudou minha vida.
    Diminui 15kg.

    Édis

    ResponderExcluir
  46. Já ouvi 3 vezes... cada vez aprendo mais!

    ResponderExcluir
  47. Clap Clap Clap.
    Argumentos ad hominen normalmente evidenciam a falta de argumentos.

    ResponderExcluir
  48. Eu recomendo um vídeo do Tom Naughton chamado science for smart people, tem no youtube, é muito engraçado, e mostra bem o por que deste tipo de manchetes

    ResponderExcluir
  49. Dr. José Souto, bom dia!
    Parabéns por este blog! Quanto mais eu leio, mas esclarecida fico e mais convencida que é possível emagrecer sem sofrimento, e melhor ainda, mudar os hábitos alimentares!
    Bom, tenho enxaqueca de origem alimentar e os alimentos que deflagram a dor são grande parte dos permitidos na dieta low fat.
    Ovos, gordura, queijos, chocolates (que não é o caso aqui, somente para ilustrar), banana caturra, frituras, são os alimentos que fazem minha enxaqueca atacar.
    Abacate, já faz mais de 30 anos que não como. Foi o que "startou" minha primeira crise.
    Faz quatro dias que comecei a dieta, com a supressão total de carboidratos e tenho sentido dor de cabeça (enxaqueca), boca amargando e diarreia.
    Realmente não sinto fome, somente o corpo que está um pouco mole, parece que estou com um peso nos ombros.
    Quanto à questão da enxaqueca, o sr. poderia, por gentileza, me esclarecer se posso continuar comendo todos esses alimentos?
    Outra dúvida, o coco para comer é a fruta que compramos no sacolão? Basta retirar a água e a polpa pode ser toda comida?
    Obrigada! Quero muito conseguir

    ResponderExcluir
  50. Ola Dr. Souto,

    Fico muito feliz em ver que o Sr. está junto no Emagrecerdevez,

    No podcast nº 06 o Sr. afirma que proteina mesmo em excesso não prejudica a função renal, então preciso de fontes para arguir com um amigo que sabe que minha diéta é basicamente proteinas, verduras, legumes e vegetais, pois como em média ums 10 ovos ao dia, as vezes cozido regado ao azeite de oliva e salpicado com canela em pó, as vezes frito em óleo de coco ou banha de porco, nunca em oleos vegetais.

    Esse amigo, sabendo disso, falou que poderei ter sérios problemas com calculos renais.

    Eu pesava 140 kg e em novembro de 2012 comecei com a dieta, digo reeducação alimentar, baseada em low-Carb high fat e hoje estou com 100 kg e minha disposição aumento, sinto necessidade de praticar atividades fisicas todos os dias, tenho 43 anos e me sinto com disposição de um garoto de 18 anos, na minha dieta não entra nada de trigo, milho, mandioca ou derivados, enfim, nada que contenha amido ou glutem.

    Meus exames de sangue deram resultados de quem tem idade de 19 anos, falta ainda fazer o exame ergométrico, mas quero emagrecer mais 25 kg para fazer o tal ergométrico.
    Enfim, me sinto bem, não tenho fome, não me sinto fraco e nem cansado, estou com mais agilidade e animação para tudo, mas estou preocupado com meus rins devido a quantidade de proteina que ingiro diariamente e também para arguir com o meu amigo que diz ser entendido nesse assunto.

    Para tanto solicito gentileza de me indicar fontes seguras onde eu possa encontrar a relação proteina em excesso X calculo renal.

    Fico grato.

    ResponderExcluir
  51. Parabéns pelos resultados!

    Repito q esta dieta NÃO tem excesso de proteínas.

    Segue a postagem q vc deve encaminhar ao seu amigo:
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/05/dieta-e-perigosa-para-os-rins.html
    Sent from Galaxy S3
    Em 30/03/2013 14:24, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  52. Dr, depois de umas 5 semanas sem comer doces, resolvia nessa semana comer chocolate meio amargo e percebi que me deu uma leve dor de cabeça, coisa que não sentia há tempos, poderá ter sido do chocolate? Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  53. Bem, se continuar acontecendo, quem sabe? Outra coisa, meio amargo não seria por acaso 55% cacau, né? Pq neste caso é açúcar e leite com cacau.
    Sent from Galaxy S3
    Em 31/03/2013 21:41, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  54. Açúcar sempre me causa enxaquecas... meio amargo realmente tem muita açúcar.

    ResponderExcluir
  55. Dr. José Souto, bom dia!
    Parabéns por este blog! Quanto mais eu leio, mas esclarecida fico e mais convencida que é possível emagrecer sem sofrimento, e melhor ainda, mudar os hábitos alimentares!
    Bom, tenho enxaqueca de origem alimentar e os alimentos que deflagram a dor são grande parte dos permitidos na dieta low fat.
    Ovos, gordura, queijos, chocolates (que não é o caso aqui, somente para ilustrar), banana caturra, frituras, são os alimentos que fazem minha enxaqueca atacar.
    Abacate, já faz mais de 30 anos que não como. Foi o que "startou" minha primeira crise.
    Faz quatro dias que comecei a dieta, com a supressão total de carboidratos e tenho sentido dor de cabeça (enxaqueca), boca amargando e diarreia.
    Realmente não sinto fome, somente o corpo que está um pouco mole, parece que estou com um peso nos ombros.
    Quanto à questão da enxaqueca, o sr. poderia, por gentileza, me esclarecer se posso continuar comendo todos esses alimentos?
    Outra dúvida, o coco para comer é a fruta que compramos no sacolão? Basta retirar a água e a polpa pode ser toda comida?
    Obrigada! Quero muito consegui

    ResponderExcluir
  56. Olá Renata.

    Acho que você confundiu, porque falou que os alimentos que deflagram a sua dor são os permitidos na dieta low fat. NADA DE LOW FAT!!! É justamento o contrário - PÁLEO / LOW CARB é uma dieta rica em muita gordura BOA (manteiga, azeite, óleo de coco, banha, nata)

    Eu também sofri muito com enxaquecas e os médicos sempre apontaram para a gordura e açucares. Bem... depois de low carb / páleo, não tenho mais! E como gordura boa (manteiga, óleo de coco, azeite). Somos levados a acreditar que o que provoca a enxaqueca é a gordura, quando na verdade é o trigo e o açúcar.

    Se eu como fritura feita em óleo de sementes (soja, girassol milho) aí sim minha enxaqueca ataca! Tive uma amiga falando que o problema dela era costelinha de porco frita... que desencadeava uma enxaqueca medonha. Ela fazia no óleo de canola. Quando substituiu por banha, acabou o problema!

    Pode ser que vc tenha uma intolerância a algum alimento mesmo, e que isso te cause as terríveis enxaquecas. Mas 4 dias ainda é pouco pra dizer que está cetoadaptada. Eu tentaria tirar tudo o que você disse que te faz mal, continuando com low carb / páleo. E então, quando a enxaqueca parasse, eu reintroduziria
    um a um, para descobrir qual é o alimento que é o verdadeiro culpado.

    Os sintomas que você descreveu são normais na adaptação. A boca amarga é a cetose. Beba água, ajuda muito.

    Eu compro coco ralado de pacote, com o cuidado de observar se não é adoçado nem desengordurado. Tem que ter toda a gordura dele!

    Leia aqui sobre as frutas: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html

    ResponderExcluir
  57. Patrícia,
    me desculpe. Realmente falei errado.
    Vou persistir e, se cessarem as dores de cabeça, vou ficar mais feliz ainda e com mais vontade de continuar.
    Só outra dúvida, qual a melhor gordura para se utilizar em frituras?
    Obrigada.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  58. Eu uso banha quando refogo legumes ou outras coisas salgadas. Aqui é difícil achar a gordura de coco. Se coloco bacon, nem precisa. Para carnes, as vezes tbm não precisa por conta da gordura da própria carne. Para doces prefiro o óleo de coco. Dependendo do que vou fazer uso manteiga. Costumo acrescentar o azeite e a manteiga no prato.

    ResponderExcluir
  59. Patricia, sera que consigo achar banha facilmente nos supermercados?? Na parte de carne?? Ha alaguma recomendacao na hra de comprar?

    ResponderExcluir
  60. Adalberto:
    Na resposta de Mark Sisson ao livro Paleofantasy (http://www.marksdailyapple.com/is-it-all-just-a-paleofantasy/#more-35921), ele aborda este assunto:
    "Later, she rightly claims that paleo authors are suspicious of endurance training, mocking my position that the idea that “natural selection redesigned our simian shapes to run the Boston Marathon is… ludicrous.” As support for her claims, she cites Louis Liebenberg’s persistence hunting studies (PDF) with the Kalahari bushmen of Botswana where men would go on hunts lasting “two to five hours, with an average running speed of 6.3 kilometers (about 4 miles) per hour.” Those are fifteen minute miles. If you were running the Boston Marathon at a 15 minute-mile pace, you’d finish in six and a half hours (roughly). That’s an easy run (fast walk?), especially for someone who’s reasonably fit. You could hold a conversation at that speed. You could get up and do it again the next day at that pace. That’s not chronic cardio. That’s not a competitive time for an endurance athlete – the dogged pursuit of which is precisely what I’ve always warned against. It’s easy aerobic activity, the kind I promote!"

    ResponderExcluir
  61. carlos alberto azevedo4 de abril de 2013 23:32

    Caro Dr. Souto, aos 34min17seg do Podcast o Sr diz que os óleos ricos em ômega 6 tender a ser "pró-inflamatório", o Dr. Pode dar mais detalhes sobre isso? Obrigado e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  62. Olá. Os ácidos graxos ômega-6 são precursores da rota meatabólica que, através da ciclo-oxigenase, leva à produção de prostaglandinas - mediadores inflamatórios. As medicações anti-inflamatórias funcionam, em grande parte, justamente bloqueando esta enzima (ciclo-oxigenase, ou "COX"). Quando temos um desequilíbrio na dieta, com grande predomínio dos ômega-6, como é o caso com a dieta moderna cheia de óleos extraídos de sementes, o substrato para a COX é excessivo.

    ResponderExcluir
  63. Dr. Souto, de fato, essa intensidade de exercício está muito relacionada com o ritmo que maximiza a utilização de gordura e que desenvolve a capacidade aeróbica. Com algum tempo de treinamento nesse ritmo, porém, a velocidade tende a aumentar, mas no mesmo grau de conforto (medido pelo HR ou mesmo pela sensação), e com muito tempo de treinamento, vc consegue ser rápido (talvez não muito rápido) e continuar aeróbico e queimando principalmente gordura, sem necessidade de consumo de carboidrato em gel durante o exercício, por exemplo.

    Existem alguns treinadores/especialistas (entre eles o Dr. Phil Maffetone, que desenvolveu o método que o Prof. Adolfo Neto segue para seus treinos, e que eu segui no meu período de base nesse ano), que indicam que a grande maioria da quilometragem seja mesmo feita nesse ritmo e que se deixe os exercícios anaeróbicos para ocasiões específicas. Um dos benefícios dessa baixa intensidade seria evitar mais produção de cortisol, já suficiente em função do estilo de vida "anaeróbico" (expressão do Dr. Steve Gangemi) da cidade grande.

    ResponderExcluir
  64. Taubes é que está certo
    Em 11/06/2014 08:26, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  65. Novamente, muito obrigado.

    ResponderExcluir