sexta-feira, 28 de junho de 2013

Se você ainda duvida que carboidratos viciam

***** ATUALIZAÇÃO ******
Vá até o final deste artigo, para 2 novos adendos importantes (em inglês)
**************************

Já postei previamente uma bela reportagem afirmando que os carboidratos viciam mais do que a cocaína. Muitos de vocês podem achar que isso é uma afirmação extrema. Pois bem, vejam então o artigo que se segue.

Para a leitura do artigo, é importante alguns esclarecimentos:


  • Binge eating disorder - a tradução livre para o português seria de "transtorno de consumo alimentar compulsivo periódico", ou então  "crises de compulsão alimentar".
  • Naloxona: é uma droga antagonista dos opioides. Opioides são substâncias derivadas ou farmacologicamente semelhantes ao ópio, tais como morfina, heroína, etc. Em vítimas de overdose de opioides, a naloxona é empregada como antídoto;
  • Já escrevi previamente que o trigo, ao ser digerido, libera exorfinas, substâncias com propriedades opioides (portanto viciantes), que estimulam o centro do prazer da mesma forma que as drogas;
  • O vício envolvendo o consumo de carboidratos e reversível com naloxona é específico para carboidratos, e não é observado com gordura (veja aqui);
  • A naloxona inibe o desejo compulsivo de ratos por porcarias (obtidas na cafeteria do hospital!!), mas não diminui a fome por sua ração normal (veja aqui);

Com estas informações em mente, leia o artigo abaixo (minha tradução - o original pode ser conferido aqui: http://www.medscape.com/viewarticle/805004):

Spray nasal mostra-se promissor no tratamento das crises de compulsão alimentar
Por Caroline Cassels
30 de maio, 2013

SAN FRANCISCO - uma nova formulação experimental da naloxona na forma de spray nasal mostrou-se promissora para o tratamento de binge eating disorder ("transtorno de consumo alimentar compulsivo" - TCAC), uma pesquisa preliminar sugere.

Resultados de um estudo clínico randomizado, duplo-cego, de fase II, apresentado aqui no Congresso Americano de Psiquiatria de 2013 mostrou que o spray intranasal de naloxona produziu uma redução maior no tempo gasto pelas pessoas comendo compulsivamente do que um spray placebo (p=0.024).

"Estes achados são encorajadores e, se isto realmente for confirmado, será um grande avanço [no tratamento do TCAC]. Mas este é o primeiro estudo, por isso é muito cedo para dizer. Mas pode ser uma coisa muito boa", disse Hannu Alho, M.D., PhD, da universidade de Helsinki, Finlândia, e um dos autores do estudo.

Caracterizados por apresentarem episódios recorrentes de consumo alimentar compulsivo, pacientes com TCAC sentem uma falta de controle sobre sua alimentação. Diferentemente da bulimia, o consumo não é seguido de vômitos, exercício excessivo ou jejum e, como resultado, indivíduos com TCAC são frequentemente obesos. De acordo com o Instituto Nacional de Doença Mental, a prevalência deste transtorno em adultos é de cerca de 2,8% nos EUA.

Um antagonista opioide, a naloxona, é atualmente aprovada pelo FDA para reverter os efeitos do envenenamento por opioides (heroína, por exemplo) e é administrada por via injetável.

Outros antagonistas opioides, tais como naltrexona e nalmefeno, já provaram-se eficazes no tratamento da dependência ao álcool, reduzindo a frequência do consumo de álcool assim como as taxas de recidiva do alcoolismo.

Embora o FDA recomende que estas medicações sejam empregadas apenas durante a abstinência alcoólica, David Sinclair, M.D., o investigador principal do presente estudo, empregou-as com sucesso no tratamento da dependência alcoólica fazendo com que os pacientes as usassem imediatamente antes de beber, para diminuir o desejo intenso pelo álcool e, com o tempo, o consumo.
Dr. Hannu Alho

O Dr. Alho explicou que este processo, conhecido como "extinção farmacológica", foi originalmente desenvolvido pelo Dr. Sinclair na Universidade de Helsinki nos anos 1990 e funciona pelo bloqueio das endorfinas que ativam o sistema opioide no cérebro e reforçam os comportamentos relacionados a vícios.

Em cima deste princípio, os investigadores quiseram determinar se o spray intranasal de naloxona poderia reduzir o consumo compulsivo de comida por pacientes com TCAC.

Ação Rápida
O estudo de 24 semanas de duração incluiu 127 adultos que preenchiam os critérios para transtorno de consumo alimentar compulsivo (TCAC) do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, quarta edição (DSM-IV). A maioria dos pacientes eram mulheres na faixa entre 30 e 50 anos. Eles foram recrutados através de um anúncio em um revista local. Com um índice de massa corporal (IMC) médio de 32, a maioria era obesa ou severamente obesa.

Ao contrário dos desejos por álcool, que podem ser constantes, os desejos compulsivos por comida têm um início súbito. O spray intranasal de naloxona age em questão de minutos, tendo como alvo seletivo a extinção com comportamento compulsivo prejudicial, dizem os investigadores.

Além disso, a naloxona exerce seus efeitos por duas horas, que é a duração típica de um ataque de compulsão alimentar, eles acrescentam.

Os participantes foram instruídos a carregar o spray junto de si e a administrá-lo (até um máximo de 4mg ao dia) antes de perder o controle.

Os desfechos primários do estudo eram o número médio de minutos despendidos comendo de forma compulsiva e o escore médio na escala padrão de transtorno de consumo alimentar compulsivo.

81% dos participantes completaram o estudo. Não houve diferença estatisticamente significativa no número de desistências entre os dois grupos, e não houve efeitos adversos graves.

Comparado com o período antes do estudo, houve uma redução de 75% no tempo gasto comendo compulsivamente no grupo naloxona (125 minutos) versus uma redução de 65% (84 minutos) no grupo placebo.

Além disso, os pacientes usando naloxona experimentaram uma redução pequena mas estatisticamente significativa no IMC entre as semanas 12 e 24 do estudo (p=0,015), bem como no percentual de gordura corporal (p=0,004).

O forte efeito placebo foi típico, e era esperado para esta população de pacientes, disse o Dr. Alho. Ele especulou que a diferença de resultado entre os 2 grupos poderia ser maior, caso o estudo durasse mais tempo.

Hipótese Interessante

Comentando o estudo para o Medscape Medical News, Evelyn Attia, M.D., diretora do Centro de Distúrbios Alimentares no Hospital Presbiteriano de Nova Iorque, disse que o estudo apresenta uma ideia intrigante.
Dr. Evelyn Attia

"A ideia de que possa haver algumas propriedades relacionadas a vício associadas aos episódios de comer compulsivamente é interessante, e a questão de que algo que bloqueie nossos receptores opioides possa mudar a experiência ou o desejo de se engajar neste comportamento é certamente uma hipótese interessante", disse a Dra. Attia.

Ela observou que os resultados foram "mistos" e que embora os achados sugiram que possa haver a habilidade de limitar o tempo gasto em comportamento alimentar compulsivo, "tudo que o estudo realmente nos diz neste momento é que talvez haja alguma evidência que possa justificar estudos adicionais", ela disse.

Fazendo eco ao Dr. Alho, a Dra. Attia também observou que o efeito placebo "muito pronunciado" observado no estudo é típico desta população de pacientes.

A Dra. Attia disse ainda que estudos maiores e não patrocinados pela indústria farmacêutica, que examinassem a frequência dos ataques de compulsão alimentar além do tempo que os pacientes passam comendo compulsivamente, seriam úteis.

"A duração [de um episódio de crise de compulsão alimentar] é mais difícil de avaliar e pode não ser tão importante para o indivíduo afetado quanto a ocorrência ou não de um episódio", disse ela.

O estudo foi patrocinado por Lightlake Therapeutics Inc. Os Drs. Alho e Attia não relataram conflitos de interesse de ordem financeira.

The American Psychiatric Association's 2013 Annual Meeting. Abstract NR4-29. Presented May 19, 2012.

338 comentários:

  1. Boa noite, Dr. Souto
    Escrevo para agradecê-lo. Pois em menos de 2 meses na dieta Low Carb/Paleo, reduzi peso (-6kg) e todos os valores de meu perfil lipídico (HDL passou de 46, para 62, e atual 84. Este ultimo pode até parecer utópico, mas é real e posso confirmá-lo. Sem falar em todos os outros "Valores" lipídicos). Como o senhor, também sou médico, oftalmo, em Itanhaém-SP, e por coincidência, também formado em 1993. Escrevo não somente para fortalecer tudo o que aprendi neste blog, e muito, mas principalmente para AGRADECÊ-LO pela GENEROSIDADE com que muito ajuda e orienta a tantos. No que depender de mim, farei o possível para divulgar ainda mais o seu Blog. Sou Muito Grato!! Muito!! Que Deus te abençoe!! E tenho a certeza de que certamente colherá ainda mais frutos!!
    Abraço sincero.

    ResponderExcluir
  2. carboidrato não vicia rs, o que acontece é que se a pessoa faz uma dieta desbalanceada pobre em nutrientes, ela vai passar o dia todo com fome, beliscando essas porcarias que não sustentam, mas que são calóricas, não quer dizer que é vicio! se eu limitar excessivamente carboidrato como fazem alguns low carbers extremistas pode ter certeza que comerei compulsivamente quando "cair da dieta".

    ResponderExcluir
  3. Olá JG.
    Vicia sim.
    Caso contrário não existiria nada de 'comer compulsivamente' mesmo quando limitado...

    ResponderExcluir
  4. Dr. Bernard: sempre me orgulho quando consigo satisfazer as expectativas científicas de um colega! Sim, eu também não acreditava que o HDL pudesse subir tanto, mas o meu está igual ao seu. E meus triglicerídeos estão em torno de 50 - ter HDL maior que os triglicerídeos é realmente incrível. Ter isso comendo churrasco, não tem preço!

    ResponderExcluir
  5. Scans fMRI comparando a atividade cerebral de viciados em cocaína com a de pessoas que consomem carboidratos em excesso sugerem que existe vício sim. Vale a pena reler esta reportagem: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/09/obrigado-ao-leitor-fabio-mossmann-por.html

    ResponderExcluir
  6. Eu, particularmente, só tenho a noção de quão viciado era, agora que me livrei disso - e tenho uma relação completamente diferente com a comida. A ciência me parece inquestionável, no que diz respeito ao peso da evidência em relação a vício.

    ResponderExcluir
  7. Esse post serviu como uma "luva" para meu dia de hoje. Em uma comemoração no trabalho, dei uma escapada e comi muito doce. Estava há 3 meses seguindo religiosamente a alimentação Paleo. Ao cair em tentação, não consegui me controlar. Comi muito brigadeiro e passei o dia com o apetite voraz. A noite, alimentei-me com 3 ovos na banha e a fome passou. A sensação ao comer os brigadeiros com certeza foi semelhante à recaída de um viciado químico. Fiquei compulsivo por alguns momentos. Agora a vida volta ao normal ... Low carb total...

    ResponderExcluir
  8. Deixo então uma única pergunta, mas não aguardo por resposta alguma! Sem entrar em Religião.
    Pergunto: tens noção da Bondade e Grandiosidade de seus Atos?
    Eu respondo de minha maneira: Sou e serei ETERNAMENTE GRATO a você, José Carlos Souto. E não tens noção do quanto o seu Blog trás tanto e para tantos!!! Muitíssimo Obrigado por tudo.
    E sem mesclar religião, mas apenas com religiosidade: Que Deus te Abençoe!!! Repetindo, sou eternamente Grato a você!!!! Pois muito me ajudou e está me ajudando... Bernard S. Faure (MD)

    ResponderExcluir
  9. Mais um texto incrível, dr. Souto! Adorei! Sou muito grata ao senhor por ter descortinado novos horizontes alimentares para mim... Sou muito mais feliz agora fazendo low carb. Antes, era uma viciada compulsiva por carbs... não tem preço essa mudança! Obrigada!

    ResponderExcluir
  10. Mauricio Carvalho29 de junho de 2013 00:15

    Acho difícil "cair da dieta" no caso do lowcarb. Isso porque restringir os carboidratos não é "dieta" - pelo menos no contexto no qual você coloca esse termo, que é o do senso comum - e sim um estilo de vida que foi perdido há muitos anos e que o lowcarb e paleo estão retomando aos poucos. E a tal "dieta desbalanceada pobre em nutrientes" (baseada naquela infame "pirâmide") é justamente o outro nome da "reeducação alimentar" que é pregada pela maioria dos nutricionistas e que faz com que as pessoas REALMENTE passem fome e "belisquem" todas as porcarias possíveis.

    ResponderExcluir
  11. Bernard, se me permite, faço minha as suas palavras ao Dr. Souto.
    Pode saber que o senhor Dr. Souto evitou que eu desenvolvesse diabetes, hipertensão e me colocou no caminho contrário ao da sindrome metabólica e TCAC.

    Meu IMC é 34 e o meu percentual de gordura é 51%, mas o meu quadro tá melhorando com esse novo estilo de vida Paleo.

    Eu já tive várias crises de TCAC, jamais comi nada gorduroso nesses ataques, só massas e doces, principalmente.

    Inclusive, eu tinha meio nojo de comidas gordurosas e esse tem sido um grande desafio.

    Quando eu parei de comer açucar, adoçante e trigo (e seus derivados), eu reduzi a minha fome para menos da metade. Já faz um mês que sei que carboidratos viciam e duas semanas que leio seus artigos.

    Muito Obrigada!
    Tenho certeza que o senhor irá colher toda essa bondades em dobro.

    ResponderExcluir
  12. olá Dr. estou a 1 mês low-carb 100%, mas acredito que minha compulsão periódica continua a mesma. lata de creme de leite, queijos, iogurte integral. Me imagino consumindo ou devorando esses alimentos sem controle
    .... e muita vontade ainda de carboidrato. alguma dica?

    obrigado!

    ResponderExcluir
  13. Dr. Souto, estávamos conversando sobre isso no grupo do face ontem, justamente por causa da sua postagem.


    Penso que todos que tem problemas com peso tem algum distúrbio compulsivo. Quando começamos a páleo /LCHF tbm tratamos os alimentos páleo/LCHF da mesma forma que tratávamos os outros alimentos: de forma doentia, compulsiva, compensatória, etc. Afinal, estamos viciados!
    O que penso que acontece é que, mesmo comendo compulsivamente LCHF (além de, pelo menos não engordar), o cérebro não vai mais receber o elemento viciante (gordura+açucar, carbs). Ou seja, a compulsão está sendo alimentada apenas mentalmente e emocionalmente (psicologicamente?), mas não mais quimicamente. Com o tempo, o cérebro vai 'desintoxicando'. Quando a dependência química vai diminuindo somos capazes de passar a identificar a fome e o 'comidostato' é acionado.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Patricia, gostaria de participar desse grupo também, poderia?

    ResponderExcluir
  15. Perfeito, e que o conhecimento nos liberte cada vez mais!

    ResponderExcluir
  16. Concordo plenamente, Patrícia!
    Em 29/06/2013 09:14, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  17. é só entrar! https://www.facebook.com/groups/146941988810908/

    ResponderExcluir
  18. Verdade Patrícia!! Eu mesmo estou nessa fase compensatória. Coloco muita carne no prato, instintivamente tentando manter o mesmo volume comparado à época em que não fazia lowcarb. Deixa estar que agora sabendo disso vou mudar, obrigado!!

    ResponderExcluir
  19. Não tenha medo de deixar sobrar no prato. Melhor sobrar no prato do que na gente! hehehe

    ResponderExcluir
  20. muito grato Dr. Souto e Patrícia pelas explicações claras dadas nesse blog!
    vamos que vamos com a luta...

    ResponderExcluir
  21. Bom dia.......
    Eu já postei aqui anteriormente, há cerca de dois meses, mas geralmente costumo permanecer como leitor assíduo dos posts brilhantes do Dr. Souto, bem como dos comentários precisos da maioria dos leitores.
    Na minha última manifestação eu disse que voltaria a postar quando tivesse resultados efetivos, e o faria com fotos, para comprovar a eficiência daquilo que, à época, me deixara fascinado.
    Bom, na verdade ainda não cheguei a resultados expressivos ao ponto de mandar fotos, mas posso dizer que continuo fascinado e acreditando cada dia mais nesse processo low carb.
    Vamos lá, sou paulista, especificamente de Santo André, na casa dos trinta anos e com uma benção maravilhosa na barriga da minha esposa, que chegará nas próximas semanas.
    A gravidez dela me fez pensar que, do modo que estava, não veria meu filho crescer. Me bateu um desespero que beirou a síndrome do pânico. Pesava, então, 150 kilos, e acho que devia ter algum distúrbio de imagem, porque pra mim, fora a pressão alta, achava que estava tudo normal.
    Lendo este texto, mesmo com meus parcos conhecimentos científicos, vi no "eu" daquela época muitos sinais de um transtorno de consumo alimentar compulsivo.
    Não raras eram as vezes em que me via em um ataque de fúria contra a geladeira e fogão. Comia de tudo, feijão gelado, frios, bolo, paes, bolachas e o que via pela frente (isso durava aproximadamente uma hora e meia).
    Lembro que na época comecei a sofrer com dores no estômago e, em um processo de auto conhecimento, descobri que se tirasse alguns alimentos das refeições, as dores diminuíam.
    Com muito esforço percebi que não podia comer pães e massas que ficava mal. Procurando um pouco na net sobre a "dieta das proteínas" (sei que o termo é errado, mas até então era esse nome o máximo de informações que eu tinha), criei, por meios próprios, uma sigla para lembrar dos alimentos a serem evitados (FAMP - farinha, açúcar, massa e pães).
    Confesso que o estômago melhorou, só que nada de perder peso. Detalhe: a partir dai, em um misto de contagem de calorias (que ainda fazia) e dieta das proteínas (as quais evitava consumir em excesso, mesmo porque sequer sabia o conceito de ingestão de gorduras), comia muuuuuuuita fruta, desde bananas até jambo.
    Quando vi que estava errado voltei para a internet e bingo: ali estava ele, o oásis das informações, a bíblia da quebra dos paradigmas, a verdade que nos libertará: O BLOG Dieta Low Carb e Paleolítica.
    Diferente de tudo que tinha visto, o site era escrito por um médico, que mostrava a cara e, além de nos preencher com conhecimentos e artigos científicos, aplicava o que dizia em uma experiência vencedora.
    Li tudo, tudo mesmo. Adotei aquelas convicções e resolvi começar. Primeira semana de maio, fiz exames e, para minha surpresa, tudo ok....Fiquei com medo, e agora????? Sou gordo, mas os exames estão bons....será que essa gordura toda não vai me matar????? Pensei em algo que li aqui, não sei em que tópico....o risco de morrer comendo gordura é infinitamente menor do que aquele que a obesidade te traz. Assim, comecei.
    Não fiz exercícios, o corpo ainda não deixa. Agora estou começando a nadar no clube e andar na piscina. Até que estou gostando.
    Como disse, ainda não me sinto a vontade para postar fotos, mas, só a título de estímulo, meu peso ontem marcou 130 kg na balança (- 20 kg off). Como alguns queijos e embutidos (sei que é errado, sou mais low carb que paleo), mas se Deus quiser em breve corrijo isso e fico só na comida de verdade.
    Compulsão alimentar????? Nem sei mais o que é isso. Não raro, nesses dois meses, vi minha mulher falando: OH cabeção, você precisa comer alguma coisa, tá muito tempo sem comer. Ai, quando a fome bate, como um belo omelete com alfaces, ou carne com legumes, e sigo a vida.
    Tá bommmmmmmmmmmm demais !!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  22. Teresa Cavalcanti29 de junho de 2013 13:33

    Parabéns!!! 20kg é bastante coisa (: continua firme!!

    ResponderExcluir
  23. Pablo, o mesmo aconteceu comigo. Depois de um tempo, quando seu organismo se acostuma com a nova alimentação, passa. Hoje consigo controlar melhor esses episódios de compulsão. É exatamente o que o Dr Souto comentou.

    ResponderExcluir
  24. Parabéns , Fábio! Resultado fantástico! É incrível essa dieta! O emagrecimento acaba virando uma consequência, tamanho os benefícios e bem estar que vc sente! Abs, Felipe

    ResponderExcluir
  25. Também faço minhas as suas palavras Dr. Bernard, serei eternamente grato ao Dr. Souto.

    ResponderExcluir
  26. Fábio, gostei TANTO do teu depoimento que acabei de ler ele no podcast do Emagrecerdevez.com - quando sair (talvez na terça), não deixa de escutar. Em resumo - PARABÉNS - 20 Kg em 2 meses é um verdadeiro fenômeno!


    Em 29 de junho de 2013 13:33, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  27. Fico tão feliz quando leio depoimentos como o seu Fábio!!!! Parabéns!!

    ResponderExcluir
  28. EBA!! mais um podcast!!!

    ResponderExcluir
  29. Valeu gente....devo essa mudança a vocês....e vou vencer, assim como todos que aqui estão.

    ResponderExcluir
  30. Já somos vencedores por buscar informação e quebrar paradigmas!

    ResponderExcluir
  31. Eu era sim viciada em açúcar e carboidratos.. e como uma droga normal mesmo, se eu me permito a voltar a comer mesmo que em pequena quantidade, eu costumo dizer que meu organismo percebe essa liberação como uma necessidade que estava adormecida.. há algumas semanas estive em treinamentos em um hotel, e acabei me permetindo comer açúcar e farinha em um coffee break aqui, e outro ali... conclusão: sintomas de tontura, dor de cabeça e barriga inchada.. Ocorre que não preciso disso, pois estou muito mais saudável e magra sem precisar deste tipo de alimento. Obrigada pelo post esclarecedor... é isso que costumo falar para meus conhecidos.

    ResponderExcluir
  32. Ana Paula Vasconcelos29 de junho de 2013 21:18

    Acredito que quase todos que aderiram a alimentação LCHF tem a agradecer a Deus pela generosidade do dr.Souto em compartilhar seu conhecimento gratuitamente.

    ResponderExcluir
  33. Aconteceu comigo também, levei uns 15 dias pra compulsão baixar.

    ResponderExcluir
  34. Jully fortunato buendgens30 de junho de 2013 09:41

    Muito bom este post.... É bastante lógico, pena que a lógica esteja tão ausente no nosso dia a dia. Abraços

    ResponderExcluir
  35. Em todas as minhas tentativas de emagrecer anterior, eu trocava o açucar pelo adoçante stevia ou zero cal.

    Por isso nunca deu certo!

    Desta vez, só em retirar o açucar e adoçante de vez, mesmo comendo uma torradinhas, eu reduzi minha fome a menos da metade, de 2300kcal para 1200kcal.

    Ai conheci o Dr. Souto pelo podcats do Emagrecer de Vez, e cheguei nesse saite e entendi que também tinha que eliminar trigos e grãos como um todo.

    Perdi nesse tempo pré-paleo uns 5 kg.

    Vou fazer a dieta paleo, mas tou fazendo uma indução de 14 dias com 20g.

    No primeiro dia de indução perdi: 1,2kg

    Tou no segundo e é ótimo, tou com menas fome ainda, e essa sensação é maravilhosa!!! Tou gostando até da cede, que me lembra que tenho que tomar água, coisa que normalmente esqueço.

    Acho que vou adicionar só mais um pouquinho de salada em cada refeição e pronto. Tou me sentindo ótima!

    Como os alimentos da dieta Paleolítica + (manteiga, queijo Gruyère e creme de leite, pois ninguém é de ferro!)

    ResponderExcluir
  36. EBA!! mais um podcast!!! [2]

    ResponderExcluir
  37. Fabio, parabéns!Me sinto muito feliz por você e mais motivada ainda para continuar o meu emagrecimento.

    ResponderExcluir
  38. Maria Juliana Santos30 de junho de 2013 14:46

    Boa tarde! Gostaria de parabenizar pelo blog, se tornou minha leitura diaria, acredito que nos ultimos 4 dias já deva ter lido praticamente todos os posts, rsrs. Amanha completo 1 semana de low carb, e até o momento perti 2,8 kg, iria esperar mais para comentar, mas realmente acho que encontrei o que eu precisava. Tomei conhecimento do assunto atraves da revista O2, a materia sobre Gary Taubes, até entao não sabia mais o que fazer a nao ser comer menos e me matar na academia.
    Acredito que esta é a resposta para o 'meu problema', faço dieta e vivo o efeito sanfona desde os 14 anos, hoje tenho 28, perco peso facilmente mas nao consigo manter de jeito nenhum!

    Espero em breve mostrar os grandes resultados, e no longo prazo mante-los! Me sinto cada vez melhor, com menos fome e compulsão!

    Obrigada por divulgar esse conhecimento tao precioso!

    ResponderExcluir
  39. Maria Juliana Santos30 de junho de 2013 14:47

    Parabens pelos resultados! Realmente são otimos, não desista nunca!

    ResponderExcluir
  40. Doutor, acompanho seu blog há muito tempo e estou muito feliz com os resultados que venho obtendo com este estilo de vida, não só no sentido estético, mas minha saúde no geral (que eu achava que já era boa) melhorou de uma forma inacreditável. Porém estou com uma dúvida em relação aos multivitamínicos. É necessário tomá-los? Ou eu comendo saladas, carnes e gorduras vou saciar todas as necessidades do meu corpo? Li também em algum lugar que essas vitaminas sintetizadas não são absorvidas pelo corpo da mesma forma que as vitaminas encontradas na natureza.

    ResponderExcluir
  41. Eu sou ex-fumante. Quando cortei produtos derivados de trigo e coisas açucaradas, eu tinha as mesmas "fissuras" provocadas pela falta de cigarro, exatamente o mesmo tipo de sentimento. Após almoçar bem com comida de verdade, sem sentir fome alguma, me batia a compulsão de comer algum doce ou massa. Se isso não é vício, eu não sei mais o que é.


    A única diferença do cigarro pro carboidrato foi o tempo que duraram as fissuras: enquanto após 2 meses eu ainda subia pelas paredes querendo fumar, a obsessão forte por massas durou pouco mais de uma semana. Após um mês e meio e quase 10 quilos a menos, só me bate vontade quando vejo alguém comendo. Minha irmã quase me mata esses dias quando chego em casa e sinto o cheiro de coxinhas e risoles quentinhos! Mas eu percebo que aos poucos eu vou menos tentado ao ser exposto, hoje nem salivei ao ver as imagens ilustrativas do post, hahahahahaha... :D

    ResponderExcluir
  42. Dr. Alho? Ainda bem que o primeiro nome dele não é Oscar!

    Falando sério agora. Eu sinceramente não sei mais o que fazer pra convencer minha mãe. Eu li o livro Barriga de Trigo, e fiquei MUITO mais preocupado ao ler o capítulo sobre os danos neurotóxicos do glúten. Além de obesa e ter retenção de líquidos nas pernas (até parece elefantíase!), minha mãe começou há uns 3 anos a descrever os sintomas de perda de coordenação, lapsos de memória, dificuldade em fazer contas simples de somar. Daí ela me diz: "mas a minha saúde ainda está boa! Fiz exames e não tenho diabetes, meus triglicerídeos estão normal, meu HDL está ótimo e o LDL está baixo... fora esse inchaço nas pernas e o peso, estou ótima!". Ótima? 40 quilos acima do peso normal, inchaço exagerado nas pernas, dores constantes nas articulações do joelho, sinais de que está perdendo a coordenação motora e memória, variações bruscas de humor, tudo isso aos 56 anos, e está ótima?

    Não tem um dia sequer que ela não coma algo que tenha trigo. Só de falar em tirar o pão francês do café da manhã ela tem um treco. Nem a minha melhora, que envolve a perda de peso, melhora MUITO significante no humor (eu estava insuportável nos últimos anos, sempre fui mais reservado e tímido e já fui diagnosticado com TDAH na infância, mas ultimamente eu tinha crises de choro e acessos de fúria com MUITO mais constância, e tudo isso sem o menor motivo), as variações de humor desapareceram e estou me sentindo feliz e muito mais sociável, minha rinite melhorou, minha disposição melhorou, minha memória melhorou, dores nos antebraços, que eu atribuía ao trabalho com computadores, e um refluxo também sumiram. Um mês e meio sem trigo e me sinto outro cara. Nada disso convence. Já passei esse site, passei listas de receitas MUITO variadas, fiz ela me prometer que leria o livro, mas pelo visto ela prefere ficar incapacitada antes dos 60 ao parar de comer o maldito pão.


    Do mesmo jeito que me encheu o saco até que eu largasse do cigarro, eu tento fazer o mesmo agora. Sempre aproveito a deixa quando ela resolve falar que odeia ser gorda e acha gente gorda horrível. E adivinha se adianta... :(

    ResponderExcluir
  43. JG, garanto a você que carboidrato vicia sim. Só quem sente a fissura nos primeiros dias sem pão e massas sabe a dificuldade que é deixá-los de lado. Eu segui fazendo RA por 7 meses, comendo muitas frutas, legumes e verduras (nutrientes), reduzindo porções ao máximo, contando calorias e consumindo pães e massas integrais. Perdi um pouco de peso sim, mas tinha que duelar com a fome e compulsão todos os dias, perdendo frequentemente.
    Quando enfim fiquei livre, toda a compulsão sumiu e deixei de viver pensando em comida 24 horas por dia. Ficou mais fácil emagrecer e hoje não sinto falta. Além da própria ciência provar, como fala o Dr. Souto, sou exemplo vivo disso.

    ResponderExcluir
  44. Carlitus, passo por isso todos os dias na minha família e apesar de doer na gente, a única coisa que podemos fazer é dar nosso exemplo e as informações necessárias. Minha mãe é obesa e inchada como a sua e meu padrasto precisa tomar insulina 2 a 3 x por dia por conta da variação da glicose. Todos se empanturram de trigo. Falo sempre, mas só quem pode decidir por ter saúde são eles, infelizmente.Continua insistindo...Que sabe um dia eles nos escutam?

    ResponderExcluir
  45. Eu também passo por isso. Ainda compenso com alimentos de verdade o espaço do prato e sempre deixo. Não aguento mais tanta comida. É libertador poder pensar frente ao prato, poder ponderar se é fome ou vontade de comer. Antes eu realmente não conseguia, tinha que comer o tempo tudo todo porque "precisava". Acabava de almoçar e pensava no lanche. Confundia fome com sede e sofria por estar comendo demais. Sem a compulsão causada pelos carboidratos a gente realmente reaprende a comer e com isso o peso se vai de forma natural, sem sacrifício.

    ResponderExcluir
  46. Bom dia. Lendo as última postagens, temos a conclusão de que realmente o consumo de carboidrato é altamente viciante. A resistência e incredibilidade das pessoas em aceitar os fatos demonstram isso. Isso sem contar os interesses comerciais das grandes indústrias. Podemos nos considerar privilegiados. Infelizmente o estilo de vida Paleo/ Low carb nem sempre será adotado, tolerado ou mesmo compreendido por todos. Quem sabe no futuro...Sinceramente cansei de comentar o assunto com amigos e familiares e receber respostas e críticas infundadas. Os fatos falam por si só em meu corpo: 19kg a menos, ganho de massa muscular e melhor estado de saúde geral. O pior cego é o que não quer enxergar

    ResponderExcluir
  47. Sensacional. Veja, não me importo com quem fuma, pois todo fumante SABE que faz mal. Se a pessoa SABE que os carboidratos são o problema e quer continuar comendo, não me importo. Só me importo com que quer melhorar a saúde e ACHA que carbs são o caminho.


    Em 1 de julho de 2013 11:40, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  48. fantástico depoimento...vai para a minha coleção

    ResponderExcluir
  49. Andresa Marcelina Marques1 de julho de 2013 17:16

    Dr. José Carlos Souto

    Estou viciada nesse blog. Tô devorando tudo até os comentários eu tô lendo. Tenho algumas dúvidas:

    1. A minha mãe tem uma osteoporose leve, já esta na menopausa e a médica passou suplementação de cálcio pra ela, só que nutricionista alertou ela pra o fato de que só a suplementação de cálcio aumento o risco de doenças cardíacas e falou pra ela usar cálcio + magnésio, pois o magnésio neutralizaria esse risco. Essa informação sobre o magnésio procede?
    2. Sou enfermeira, vou tomar posse no concurso da secretária de saúde aqui de Brasilia para trabalhar 20 horas por semana e também sou uma pré vestibulanda de medicina. E o meu medo é o seguinte: provavelmente vou ter que trabalhar a noite por causa dos estudos e sei que o sono ruim prejudica demais a vida pra quem quer emagrecer, e estou indo tão bem, já perdi 8 kg, mas preciso preder mais 15, tô com muito medo mesmo de engordar. O que você me recomenda nesse caso.
    3. Me fala um livro de bioquímica bom. Tô fissurada demais no assunto e a bioquímica que eu tive na faculdade foi um lixo.


    Obrigada pela atenção...

    ResponderExcluir
  50. Carlos Salerno Gonçalves1 de julho de 2013 19:00

    Olá Fabio! Muito legal seu relato...parece que usa motivação é parecida com a quela que me fez estudar alimentação (meus filhos)...vi que você citou que ainda não faz exercícios...sou formado em educação física e já faz algum tempo que uso a abordagem evolutiva para alimentação e também para o treinamento...por isso te convido para ler www.carlinhostreinamento.blogspot.com.br...recentemente pedi para que o Dr. Souto desse uma lida e sua resposta foi de que tinha gostado bastante das informações...parabéns e continue assim...

    ResponderExcluir
  51. Carlos Salerno Gonçalves1 de julho de 2013 19:04

    Patricia! Posso conhecer o grupo do facebook?

    ResponderExcluir
  52. Olá!

    1) Sim, procede. E eu só reporia cálcio se a dieta fosse deficiente em cálcio. Muito mais importante para osteoporose é musculação (mesmo para idosos), sol e vitamina D.

    2) É claro que o sono ruim prejudica, mas é muito melhor uma dieta páleo com sono ruim do que dieta ocidental padrão com sono maravilhoso. E PRECISAMOS de médicas como você será!

    3) O livro de bioquímica que eu gosto é o Lehninger


    Em 1 de julho de 2013 17:16, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  53. E gostei mesmo!


    Em 1 de julho de 2013 19:01, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  54. Andresa Marcelina Marques1 de julho de 2013 19:12

    Obrigada pela resposta...

    ResponderExcluir
  55. https://www.facebook.com/groups/146941988810908/

    ResponderExcluir
  56. Bom dia Dr. Souto
    Conheci suas matéria através do emagrecer de vez.
    Comecei dia 1° de junho e conseguir emagrecer 07 Kg.
    Preciso emagrecer mais 30, mas sei que devagar chego lá.
    Encontro um pouco de dificuldade em consumir saladas no inverno, e gostaria de saber se o senhor tem algum site que possa indicar para alimentação Low Carb.
    Muito obrigado.
    Att.
    Orias

    ResponderExcluir
  57. Parabéns - no canto direto do blog há uma lista de sites.


    Em 2 de julho de 2013 10:35, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  58. De tanto falar mentiras tem gente que acredita. Vejam as bobagens que esta revista fala: http://www.europanet.com.br/site/index.php?cat_id=950&pag_id=24435#

    ResponderExcluir
  59. De tanto falar mentira tem gente que acredita nesta bobagens que a imprensa publica. Vi nas bancas e morri de rir. KKKKKKKKK.

    ResponderExcluir
  60. Ola pessoal,

    Eu estou com problemas em comer "gordura saturada" e preciso de um conselho.

    Eu
    segui o estilo de vida Paleolítico por duas semanas, mas nesse tempo não fiz low-carb (comi em torno de
    100g de carb) e também não fiz high-fat (porque não estava
    cetoadapitada), mas comia azeite e castanhas.

    A três dias atrás resolvi fazer indução com 20g de carb e acrescentar manteiga e queijo Gruyére (eu só comia cottage, ricota).

    1ª dia: foi maravilho, só senti muita sede e na manhã seguinte eu esta com 1kg a menos.

    2ª dia: comecei a sentir azia. (só perdi 200g)

    3ª dia: senti azia e fiquei enjoada com a manteiga e queijo. (só perdi 200g)

    Na madrugada do 3ª dia para o 4ª (hoje de madrugada), eu passei mal,
    pois tenho gastrite e refluxo, e acordei com os sintomas:

    Muita dor de cabeça, fraqueza, enjoada, mão frias (sei que esses são sintomas da cetose) + dor de ouvido e minha garganta estava doendo muito, inflamada.

    Eu acredito que o refluxo dessa comida gordurosa me levou a isso, faz sentido?

    Tomei uma decisão, não comer latcínios.

    Também gostaria de não comer mais manteiga e ainda sim fazer low-carb/Paleo, pois tenho mais de 35kg pra perder.

    Tem como eu seguir a dieta low-carb/Paleo, comendo:


    - Carnes, Aves, peixes, ovos preparadas sem a adição de manteiga/banha

    - As verduras de verdade (as Paleo)
    - Azeite(sem levar ao fogo), casta de cajú (aqui é muito barato).



    Eu como bastante azeite ao natural, a muito tempo, e não me sinto mal.
    Também tou comendo abacate todo os dias.



    Não comendo:
    - açucar e trigos e seus derivados;
    - óleos extraídos de semente;

    - laticínios;
    - grãos.





    Eu moro em João Pessoa, tem coqueiro por toda parte, agua de coco é bem baratinha, mas eu não encontro óleo de coco, acreditam?
    Mas em todo caso, também não quero comer óleo de coco por causa de minha gastrite.



    Eu sei que já estou no estilo Paleo, eu quero saber se dá pra entrar no estado de cetose sem usar manteiga/banha/nata/oleo de coco?

    ResponderExcluir
  61. Parabens Fabio.

    ResponderExcluir
  62. Vejam umas das manchetes:


    CULINÁRIA ÉTICA E SABOROSA: como substituir o ovo, o oleite, a manteiga e a carne em todas as suas refeições.


    Bom... a revista é para os vegetarianos, não é?

    Eles não poderiam vender receitas e dietas com carne e gordura kkkk


    Só resta enganar os leitores... Se enganar...


    O pior é que antes de chegar nesse saite, eu tinha a idéia que ser vegetarianos era sinonimo de saúde.

    ResponderExcluir
  63. Incrivel, apesar de nao colocar muita comida no prato, tenho deixado muita sobra, nem tinha percebido...

    ResponderExcluir
  64. Bem, é verdade que os vegetarianos são mais saudáveis do que quem come a dieta ocidental padrão. Mas QUALQUER dieta é melhor que a ocidental padrão. É como comparar alguma coisa a um gato morto.

    2013/7/2, Disqus :

    ResponderExcluir
  65. Olá Izabel.

    Pelo que entendi vc estava gripada e confundiu os sintomas.dor de gargante e ouvido tbm fragilizam o organismo a ponto de sentir enjoo, gastrite, etc. Eu não creio que o que tenha te deixado enjoada foi a gordura, mas tbm 2 semanas é bem pouco para avaliar.
    Eu desconheço que gordura boa piora gastrite e refluxo, mesmo porque páleo é tratamento para isso! A dieta páleo limpa é a mais indicada para gastrite: zero glutem, zero açucar, zero feijões/lentilhas.

    Porque não usar banha? E procure por gordura de coco, talvez seja mais fácil achar assim.

    E, só pra contar, pode-se emagrecer sem estar em cetose. Se restringimos os carboidratos já conseguimos o benefício de controlar os picos de insulina. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html

    Mas acho bem complicado ficar em cetose sem usar gorduras boas...

    ResponderExcluir
  66. GATO MORTO É ÓOOOTEMO! kkkk

    ResponderExcluir
  67. Obrigada por responder Patrícia!


    Eu não estava gripada, nem minha garganta estava inflamada... Do nada, acordei de madrugada "com o gosto amargo na boca" de quem tem uma noite com refluxo e a garganta estava doendo. Por isso fiz a ligação.


    Eu já estava emagrecendo sem cetose nas duas semanas anteriores com 100g de carb, mais tava lento... Sabe como é, eu tenho uma longa estrada pela frente, 35kg.


    * vou tentar entrar em cetose comendo cortes mais gordo de carne e regando o prato de azeite.


    Se não conseguir e me sentir fraca,


    *vou tentar aumentar os carb para 40g.


    Seja lá o que os deuses "Paleo" quiser rsrsrsrs


    Obrigada mais uma vez Patricia.

    ResponderExcluir
  68. Izabel:

    Comer gordura é algo que a gente acostuma aos poucos. O refluxo, gastrite e azia irão desaparecer com a abstenção de cabrs e grãos. Assim que vc melhorar destas coisas, vc poderá tolerar as gorduras melhor. Vamos devagar e sempre.

    Em 02/07/13, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  69. fazendo páleo + laticínios, eu tive azia, refluxo e mais um monte de coisas...removi somente laticínios e todos os problemas sumiram...continuo comendo ovos, gordura e banha todos os dias


    comi pizza de mussarela (trigo + laticínio) no fim de semana passado e fiquei 2 dias com azia, enjoado e com enxaqueca


    voltei para banha, ovos e carnes..estou me sentindo ótimo de novo

    ResponderExcluir
  70. Obrigada Dr. Souto,
    Vou seguir a dieta Paleo e vou esperar passar minha crise de azia, dá mais um tempo e ir testando... E testando...
    Descobrir como fazer óleo de coco, vou testar :D



    Realmente, duas semanas é pouco pra se livrar dos malefícios do açucar, trigo e grãos de uma vida (33 anos).
    Pelo menos, eu não sinto mais vontade de comer comida lixo e estou emagrecendo mesmo sem low-carb/high-fat.

    ResponderExcluir
  71. É Luiz, eu realmente estou com essa esperança...
    Seu relato me motivou, pois talvez seja só uma intolerância a laticínios.

    Muito Obrigada pelo seu comentário, me encheu de esperança de tentar indução novamente, sem o queijo.

    ResponderExcluir
  72. eu perdi 25kg de gordura sem indução...saí de tamanho 46 para 38...
    o Dr Souto também já comentou que a indução é desnecessária para perda de peso (me perdoe se falei besteira, Dr.)

    ResponderExcluir
  73. Náira Rosenstiel2 de julho de 2013 20:39

    Também moro em João Pessoa Izabel. Procura o óleo de coco na loja mundo verde no Manaíra, ou então no Mag Shopping, numa loja de produtos naturais, comprei o meu lá.

    ResponderExcluir
  74. Boa dica, Luiz
    Em 02/07/2013 16:58, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  75. já comprei em algumas lojas online...o preço é bom, se o frete não for caro...algumas farmácias de manipulação também vendem por um ótimo preço, basta perguntar
    mas tente usar banha...é muito mais barata (fato) e gostosa (na minha opinião)

    ResponderExcluir
  76. Dr., eu li que 35% da população é intolerante à lactose. Sei que para alguém com martelo na mão tudo é prego, mas com um percentual tão alto seria interessante incentivar as pessoas a adotarem um estilo estritamente páleo.

    Eu fiquei muito decepcionado no início, pois a ciência e a lógica eram perfeitas, mas o resultado prático foi desastroso. Até que removi o queijo da dieta e o resultado prático foi realmente tudo aquilo que eu esperava.

    Seria o caso de fazer um post sobre isso para alertar os 35%? Muitos talvez nem saibam que são intolerantes à lactose, assim como eu não tinha a menor idéia. Eu achava que pessoas intolerantes à lactose teriam também outras dezenas de alergias e, talvez, uma aparência também frágil, tipo o Leonard do seriado The Big Bang Theory.

    Tenho percorrido os comentários dos posts antigos e vejo muitas outras pessoas que não se deram bem com páleo, mas tenho visto indícios nos depoimentos que elas consomem laticínios. E os sintomas se assemelham aos meus.

    ResponderExcluir
  77. Náira Rosenstiel2 de julho de 2013 21:11

    Dr. Souto, qual seria o consumo máximo de carboidratos para seguir a dieta low carbo e perder peso? Eu sei que cada organismo reage de forma diferente, mas ainda não consegui achar meu ponto de equilíbrio, dar o start para a perda de peso. Iniciei a dieta consumindo não mais que 50g de carbo por dia, mas tem dias que consumo um pouco mais e chego aos 100 ou 120g no dia. Não perdi peso, mas minha fome tá bem mais controlada, assim como a compulsão por comida. Não chego a comer por horas seguidas, mas as vezes não consigo controlar o impulsos por doces e massas, creio que todos aqui me entendem perfeitamente. Ainda estou salivando só em pensar no brigadeiro, mas tô aqui me controlando! rsrs
    Enfim... eu já tentei fazer a dieta de indução (menos de 20g por dia) e não consigo passar do primeiro dia pois adoeço sempre, é impressionante, minha garganta inflama, fico com o corpo dolorido, é um horror.
    Me dá uma luz com relação a isso e o que devo fazer para otimizar meus resultados.

    ResponderExcluir
  78. quem é menos gorduro, o óleo de coco ou a banha de porco?


    porque eu ainda sou uma baby-Paleo rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  79. Oi Náira, muito obrigada!!!
    Já sei quais sãos as lojas, vou lá depois...


    Também descobri como faz óleo de coco, só não sei se é de mesma qualidade do que é vendido, que é extra virgem...


    Eu já convenci minha familia a usar pelo menos óleo de coco...

    ResponderExcluir
  80. não entendi a pergunta...mas teste os dois e veja qual vc gosta mais...
    e talvez vc encontre óleo de palma aí pelo NE, é outro excelente óleo...e muito saboroso
    uma coisa é certa: vc nunca mais vai querer o fedorento óleo de soja depois de testar as gorduras naturais

    ResponderExcluir
  81. Olá Doutor. Eu sou ovolactovegetariana. Sofro com ataques compulsivos, óbvio que por carboidratos. Sou atleta amadora, apesar de ser magra tenho gordura na barriga e sofro para perdê-las, creio que em virtude do consumo alto de carbo, não de porcarias industrializadas, mas de batata doce, aveia, mandioca, tapioca, milho, frutas.. Como o senhor acha que eu poderia adotar essa dieta lowcarb paleo a minha realidade? Para reduzir esses meus ataques.

    ResponderExcluir
  82. Boa ideia.
    Em 02/07/2013 21:06, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  83. Luiz, aqui no saite já tem bastante alertas sobre os problemas dos
    laticínios (Apesar de achar que vale um artigo bem direto sobre o
    assunto).

    O problema é que numa dieta bem restrita, a
    gente tende a se prender a qualquer sabor especial, como os queijos, ou
    mesmo, creme de leite.

    Mas concordo com o Luiz, todos que
    vão testar a dieta low-carb/Paleo tem que ter em mente que se for comer
    laticínios e não obter sucesso, deve retirar os mesmos e tentar de novo.

    Ontem eu pensei que ia morrer, nem quando eu tive dengue eu passei tão mal na minha vida.

    Minha cabeça parecia que ia explodir, meus ouvidos também, minha garganta fechou e eu quase desmaiei.

    ResponderExcluir
  84. rsrsrsrsrs


    Valeu Luiz, Obrigada!

    ResponderExcluir
  85. Poxa, 25kg... Parabéns!


    Uma coisa é certa, vou me alimentar assim pelo resto da minha vida, mesmo sabendo que já tem gente me olhando torto pelos meus novos hábitos alimentares, rsrsrs

    ResponderExcluir
  86. O Náira, eu tive os mesmos sintomas que você ao tentar os 20g.


    Dor de cabeça muito forte, no ouvido, na garganta que me senti sufocada, deu uma tremedeira nas pernas e minhas mão suavam. Quase desmaiei. Minha garganta inflamou mesmo... Tu tem refluxo? Gastrite?



    Mas estou desconfiada que seja uma intolerância a laticinios. Eu tava comendo queijo no café da manhã e nos lanches.


    Você tava comendo queijo na indução de 20g?


    Eu vou tentar de novo sem queijo, daqui a uns três dias, lembra de me perguntar se eu melhorei, o Luiz aqui resolveu os problemas dele, que são parecidos com o nosso, retirando os laticínios da dieta.

    ResponderExcluir
  87. eu digo que sou diabético...funciona que é uma beleza

    ResponderExcluir
  88. é, e for um salgado, a gente pode usar a desculpa de alergia ao gluten kkk

    ResponderExcluir
  89. Olá Lidiane.
    Parece que vc mesma já descobriu o porque da gordura na barriga! Eu aposto mais na aveia... tente eliminar. E consuma boas gorduras (manteiga, banha, azeite, óleo de coco). Gordura combate qualquer compulsão! Misture manteiga (derretida no micro) com cacau em pó (100% , sem açúcar) com coco ralado e sucralose, ajuda muito nas compulsões.

    ResponderExcluir
  90. a mandioca e a tapioca também são calorias vazias

    ResponderExcluir
  91. Izabel, esquece isso de menos gordura. Repita esse mantra: mais gorduuura, mais gorduuura! rsrsrs

    ResponderExcluir
  92. que salgado? tipo mistinho ou coxinha? diabético não pode comer isso, tem farinha...to falando, dá para passar por diabético tranquilamente

    ResponderExcluir
  93. Mas no caso dela, Luiz, que é magra, talvez já resolva a aveia. Quem é magro não precisa de uma restrição tão grande de carbs. Dá pra comer uns 'paleo carbs'!

    ResponderExcluir
  94. Oi Patrícia e Luiz, peso 47 kg, 1,56cm. Por dois dias eu consegui ficar com o mínimo de carbo, quando tentei estender as 48h passei mal. Acho que aquilo da cetose: suor frio, dor na barriga, fraqueza...Mas foi incrível, vi minha pochete sumindo. Mas com esse mal estar a unica coisa que eu pensei para voltar ao normal foi um mingau de aveia com leite, aiaiaia. Ai quando dei esse deslize, foi complicado para eu entender que poderia viver sem aveia, tapioca, mandioca, batata, leite de novo. Mas senti uma grande redução daquela fome desenfreada.

    ResponderExcluir
  95. Patrícia e eu que só tenho margarina light em casa, aquela coisa de quem lia a Boa Forma, e achava que sabia de tudo. Vou providenciar a manteiga. Adorei a sua dica.

    ResponderExcluir
  96. Cruz credo moça, joga esse veneno fora! kkkk

    ResponderExcluir
  97. eu sou meio radical...tenho que perder só mais 2 kg de gordura para voltar a ter meus abs do ano passado...e vejo que cada caloria vazia me deixa mais longe do meu objetivo
    acho que quanto mais magros estamos, mais difícil é perder peso...e temos que ser ainda mais radicais...daí eu considero cortar qualquer carb vazo até encarar o IF

    ResponderExcluir
  98. Se vc caprichar nas boas gorduras, essa compulsão SOME! Não se restrinja a manteiga, faça seus legumes e verduras na banha, seus ovos tbm!

    ResponderExcluir
  99. verdade...


    Só não dá para enganar minha mãe que sou diabética hahahaha


    Mas ela já se conformou com meus mais novos hábitos alimentares...


    Outro dia ela disse que só vai me alimentar com carne agora, por que estou menos preguiçosa, acordando cedo e trabalhando mais kkkk
    E é a mais pura verdade, como todos sabemos....

    ResponderExcluir
  100. Realmente Luiz. Eu tbm tenho que perder pouco mais de 2kg para ter meu abs dos sonhos, rs. Isso de perder peso qndo estamos magro é mto dificil mesmo.

    ResponderExcluir
  101. Mães só acreditam no Gugu, na Ana Maria Braga, na Luciana Gimenez e afins. Mostre isso a ela que ela muda de opinião:

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/05/nutricionista-pollyanna-esteves-derruba.html

    ResponderExcluir
  102. Já tinha vistos esses videos e pretendo mostrar a ela, só dou dando um tempo porque ela acha que eu estou obcecada por essa dieta



    (não tiro a razão dela, mas o fato é que eu fiquei muito assustada com toda essa mudança de paradigma alimentar)


    Passei toda minha vida me alimentado errado e não tem médico aqui que me trate sob essa nova alimentação, é uma sensação de desamparo...
    Qualquer coisa eu pego um avião e vou atras do Dr. Souto kkkk

    ResponderExcluir
  103. Náira Rosenstiel2 de julho de 2013 22:45

    Oi Izabel,
    Eu como muito laticínio, e fora do período de indução não sinto nenhum efeito colateral. Se eu cortar os laticínios vou ficar meio sem opções sabe, pq tem hora que abuso da cozinha, do meu tempero e inclusive de carne demais e vegetais. Quando fico assim abusada termino comendo frios e tomando iogurte (coisa que nunca enjoo).
    Também me sinto muito fraca quando faço indução, mal humorada. Ai to tentando controlar o consumo de carbo, mas não estou em cetose, acho muito sacrificante reduzir a quase zero o carbo, quando faço isso fico sentindo abstinência. Então prefiro não radicalizar, senão termino desistindo.

    ResponderExcluir
  104. Náira Rosenstiel2 de julho de 2013 22:52

    Eita gordurinha difícil essa da barriga viu.
    Eu até agora não vi a minha reduzir nem um pouquinho :( dá uma raiva!! rs

    ResponderExcluir
  105. Então Náira, fora da cetose, eu não sinto nada por comer iorgute, queijo, leite...

    Eu apenas estou desconfiando que os laticínios foram os responsáveis pelos sintomas que relatei duranto a minha indução de 20g, vou saber a resposta disso daqui a uns 3 dias. Tou achando isso, porque foi isso que aconteceu com o Luiz.

    Sim, eu me senti fraca com a indução, mas isso vai de encontro ao que a maioria experimenta com a indução, o que comprova que nós duas estamos fazendo alguma coisa de errado, no caso, comer laticínios.

    Mas tenho umas dicas para você:

    1) Adoçante estimula a fome, se você está consumindo o mesmo, saiba que se parar, além de se libertar desse problema, com o passar do tempo, seu paladar se acostuma ao verdadeiro sabor dos alimentos. Por exemplo, o café pra mim ficou muito mais especial sem o açucar, levei um mês pra chegar nesse ponto e nesse mês eu não consomi nada com açucar ou adoçante.

    2) Eu escolho os carb funcionais, no caso, numa dieta low-carb, o importante é comer fibras, coisa que proteina e gordura não vai lhe oferecer. O que mais gosto é o abacate, que tem quase a mesma proporção de fibra em relação ao carboidatro. E eu não gostava de abacate. Ele é docinho e dá para fazer sobremesa.

    3) Tem um saite que dá receita de sobremesas Paleo (sem açucar e adoçante), além de outros pratos salgados: http://primalbrasil.com.br/category/na-cozinha/doces/

    ResponderExcluir
  106. Me deem sugestões de como uma ovolactovegetariana pode reduzir a ingestão de carbo. Preciso perder 2kg de gordura.

    ResponderExcluir
  107. Náira Rosenstiel2 de julho de 2013 23:33

    Quando terminar teu período de indução sem os laticínios volta para me contar como foi.
    Ainda não consegui largar o adoçante, mas estou tentando diminuir aos poucos. O tal do abacate nunca me agradou, mas vou tentar dar uma segunda chance a ele.
    O ruim dessa fase de indução é o preço da dieta, consumir somente carnes e ovos durante dias fica muito caro, e por mais que eu coma parece que nunca estou satisfeita. Vc sente isso também na fase de indução?

    ResponderExcluir
  108. Eu preciso ser meio radical, pois acho que atingi meu set point. Talvez você não precise, como a Patrícia disse.





    Não é tão simples - o set point
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/nao-e-tao-simples-o-set-point.html

    Jejum Intermitente
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/jejum-intermitente.html

    ResponderExcluir
  109. Não mesmo... Eu tenho 1,54 3 tava com 82kg quando parei de comer açucar, adocante e pão, resultado, em menos de uma semana, eu que comia +/-2300kcal, fiquei com um fastiu incrível, eu comia no máximo 1200kcal.

    Ai conheci esse saite e fui me aprofundando...

    É incrivel como o açucar e o adoçante (que estimula insulina) me fizeram comer tanto assim...

    O preço é salgado mesmo... Tu é de joão pessoa?
    meu email é: izabeljp@gmail.com (vou apagar meu email em 5 minutos kkk anota e manda um email pra mim pra gente conversar)

    ResponderExcluir
  110. eu sentia fome no começo...resolvi comendo mais proteína e gordura ainda...ao invés de 2 ovos, comecei a comer 3 ovos + salsicha viena grande + 4 fatias de presunto gordo + uma pequena porção de fruta
    problema resolvido

    ResponderExcluir
  111. é, não tenha medo de comer ovo Naira, como diz o Dr. Souto, se você não conta quantas vezes respira, enão não deve contar como ovos come (se bem que eu acho que isso vale só para quem tá em cetose... sei lá...)

    ResponderExcluir
  112. anota meu email: izabeljp@gmail.com

    ResponderExcluir
  113. Olá Luis!

    Tem um grupo no facebook sobre um treinamento chamado INSANITY, e o pessoal lá tem ótimos resultados principalmente no abs.

    http://www.facebook.com/groups/insanitybrasil/

    Veja esse também do P90X. Inclusive o Mark Sisson é o nutricionista nos vídeos do P90X.

    http://www.facebook.com/groups/treinop90x/

    Se você quiser, eu te passo os links para baixar o programa de treinamento completo.

    ResponderExcluir
  114. Eu sou dessa linha tbm, sei que preciso adotar uma certo radicalismo para conseguir o que quero. Já percebi que meu metabolismo é acelerado, acredito que aliado a atividade física diária não me faz engordar, porque olha para o tanto de carbo que como. Lactose e amido já estou conseguindo eliminar; glúten tbm, mas tem a fibra de trigo que utilizo nos meus omeletes e pão de micro. Obrigada pelos links dos artigos. O do jejum intermitente, mesmo sem saber o que era eu já fazia. Normalmente de 16h. Ontem consegui estender por 18h. Hj me desafiei a fazer por 24h. Tô me esforçando para isso, sei que o resultado pode ser maravilhoso. Agora vou leu sobre o set point.

    ResponderExcluir
  115. Michele Alberton3 de julho de 2013 09:02

    Bom dia

    Só de diminuir a quantidade de carboidratos em geral e de cortar os carboidratos simples, e mesmo com algumas recaídas, já eliminei 2kg em uns 15 dias. Nos últimos 2 anos, mesmo fazendo musculação e kickboxing não conseguia um resultado desses em tão pouco tempo!

    Mas ainda não senti algumas coisas, como disposição além do normal. Pra falar a verdade, fico disposta mesmo na parte da manhã, quando como 2 frutas com um fio de mel e canela (é, ainda não é paleo...). Me sinto bem e não aumenta em nada a minha fome. Aliás, o que é fome mesmo? rsrsrsrs Não me lembro mais de querer comer a toda hora!

    Agora meu estômago ronca quando preciso comer, e aí vou de omeletes na manteiga, castanhas, nozes, amêndoas, salada... E fico muito satisfeita!

    Tenho algumas dúvidas:

    - Pra emagrecer é necessário cortar essa fruta que estou comendo de manhã (do mel nem pergunto porque sei que a resposta é sim... rsrsrs)?

    - Continuando as dúvidas sobre emagrecimento, os laticínios podem fazer diferença? Pois eu sou intolerante à lactose (já fiz exames que comprovam isso), mas pequenas quantidades de queijo aparentemente não me fazem tão mal... Deveria eliminá-los para ver o que acontece?

    - Adoçante também pode prejudicar o emagrecimento? Eu amo café, já cortei o açúcar branco dele e, infelizmente, estou começando a me acostumar com o adoçante... O de estévia, mas é adoçante...


    - Quanto à disposição, quando ela virá? Já não sinto mais as dores de cabeça do início das pequenas mudanças, mas definitivamente não estou muito disposta, não...


    No mais, quero parabenizar mais uma vez o site, a iniciativa do Dr. Souto em compartilhar tanto conhecimento com as pessoas e todo o mundo que comenta aqui. É na troca de experiências que aprendemos cada vez mais, e conhecimento é liberdade!


    Aliás... Como é bom fazer minha própria comida, saber o que cada coisa é, saber o que fica legal com o que, sentir o gosto da comida... E começar a perceber o próprio corpo. Não tem emagrecimento que pague essas coisas que estão me deixando tão feliz!

    ResponderExcluir
  116. Oi Sidney, não uso facebook, mas fica a dica para quem usa.

    ResponderExcluir
  117. Mônica Mesquita3 de julho de 2013 12:25

    Oi Patrícia, procurei pelo cacau 100%, mas não acho nos supermercados, vc teria uma dica de um o qual vc achou? Será que no Pão de açúcar? Nesse ainda não procurei. Tudo de bom!

    ResponderExcluir
  118. Patrícia, qualquer côco ralado é bom?
    Descobri uma boa utilidade para o óleo de côco: tempero para salada! Fica muito bom

    ResponderExcluir
  119. Eu uso estes. Não acho em supermercado. somente em lojas especializadas de doces. Aqui em SP na chocolândia tem. Mas vc encontra pela internet tbm.

    http://lojabondinho.com.br/index.php/chocolates/cacao-barry-plein-arome.html


    http://lojabondinho.com.br/index.php/cacau-em-po-alcalinizado-mavalerio-500g.html

    http://www.lojasantoantonio.com.br/p/531/Produto

    ResponderExcluir
  120. Luiz, eu olho a composição. Se for só coco ralado, eu compro! Estou usando esta marca, só que o ralado fino. Tbm compro na chocolandia. http://lojabondinho.com.br/index.php/coco-ralado-fita-500g.html

    ResponderExcluir
  121. UAU!!! BOAS NOTÍCIAS!!!

    ResponderExcluir
  122. Os médicos e nutricionistas estão orientando as pessoas a fazerem exatamente o contrário.

    Espero que mais pesquisas venham a comprovar isso, até que não reste mais alternativa aos profissionais de saúde, senão admitir que estão errados.

    Hoje minha mãe estava vendo um programa de saúde na globo, que além de falar coisas sem sentido para inibir a fome, recomendou que se comesse uma maçã horas antes do almoço, para reduzir a fome, acreditam? Bem, a mais de um mês atrás eu acreditaria...

    ResponderExcluir
  123. Nada dá mais fome do que comer uma maçã de estômago vazio. Permanecer em jejum dá muito menos fome...
    Em 03/07/2013 13:41, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  124. Dr., o senhor acredita que tinha um neurologista dando "dicas" tipo (comer em prato vermelho, picar os alimentos no prato para dar mais volume,...) para reduzir a fome de quem tá fazendo regime. O pior é que essa dica do prato vermelho é baseada numa pesquisa científica kkkk


    Sou professora de estatística e não consigo pensar em nada além de uma má interpretação de uma correlação, o velho problema causa-efeito.


    É uma pena que o curso de estatística vital que os profissionais de saúde fazem na universidade sejam tão limitados, mas de qualquer modo, não tem como não ser. O ideal é que em cada projeto de pesquisa, exista um estatístico capacitado para fazer as análise.

    ResponderExcluir
  125. Essa eu não sabia. Qual o motivo da maçã dar mais fome quando a comemos de estômago vazio?

    ResponderExcluir
  126. Não sei se estas dicas funcionam ou não, mas elas poderiam, eventualmente, fazer sentido em uma dieta de restrição calórica.
    Em low carb - páleo, não fazem o menor sentido. Não restringimos calorias.

    ResponderExcluir
  127. Eu sabia disso inconscientemente, desde a primeira vez que tentei fazer regime.

    ResponderExcluir
  128. O aumento da glicemia é seguido de um aumento de insulina, que é seguido e uma diminuição da glicemia. Quando a glicemia diminui, vem a fome. Se você comer um ovo, a glicemia não aumenta, portanto não diminui. Um dos motivos da ausência de fome em low carb é a estabilidade do açúcar no sangue. A montanha russa dos índices glicêmicos na dieta horrível ocidental lhe obriga a comer o tempo todo, da mesma forma que as oscilações de nicotina obrigam o fumante a dar mas uma fumadinha a cada "x" minutos, pois cada vez que a nicotina cai, bate o desespero.


    2013/7/3 Disqus

    ResponderExcluir
  129. Sim Luiz, numa dieta tradicional baseada na ideia de que precisamos passar fome, as dicas bizarras fazem sentido. Num paradigma bizarro, o bizarro fica normal. Me lembrei de Alice no País das Maravilhas...


    Em 3 de julho de 2013 14:13, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  130. Isso eu sabia, mas a maçã não tem um IG relativamente pequeno?

    ResponderExcluir
  131. Ainda assim, dá fome. Comer açúcar de estômago vazio é como beber álcool de estômago vazio. Os efeitos são muito mais agudos e muito mais fortes, e pelos mesmos motivos (absorção rápida e pico sérico). Comam sua maçã como sobremesa, nunca como refeição. E não bebam de estômago vazio :-)


    Em 3 de julho de 2013 17:06, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  132. Dr. me falaram uma baboseira esses dias referente a um suposto ácido que o estômago produz a cada 3 ou 4 horas e que machucaria o estômago se não houver alimento lá dentro. Claro que é mentira, senão quem faz páleo estaria com úlceras enormes e gastrite.

    Já ouviu falar algo sobre isso?

    ResponderExcluir
  133. Não existe úlceras em populações de dieta tradicional, embora eles tenham H pylori no estômago.


    Em 3 de julho de 2013 17:19, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  134. Olá para todos,

    acerca da discussão sobre o consumo de leite e derivados, acho que vale a pena ler o artigo da nutricionista Denise Madi Carreiro (link abaixo).

    http://www.denisecarreiro.com.br/artigos_artigoleite.php

    Tem também vídeos no youtube onde ela explica sobre as consequências de tal consumo.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  135. Boa Noite,
    Faz 5 meses que entrei nessa dieta, minha mãe faz um pão com linhaça e farelo de trigo que pelo que eu li pode. Meu café da manhã é o pão e o café com adoçante, manteiga e muçarela. Meu almoço é geralmente carne e abobrinha (ou berinjela ou abobora) sobremesa a gelatina, pois parei com o doce de cacau pois estava achando que ele que me travava.
    Faço exercício todos os dias 1h e meia por dia, mas dentro destes 5 meses eu só emagreci 8 kg.
    Preciso de ajuda!
    Abçs
    Luma

    ResponderExcluir
  136. Há incorreções nesse texto
    Em 03/07/2013 20:59, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  137. Farelo de trigo = glúten

    Exercício: recomendo 1 ou 2x por semana, alta intensidade.
    Em 03/07/2013 22:23, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  138. Mônica Mesquita3 de julho de 2013 22:36

    E por falar em Boa Forma, como ficamos seleta nas leituras, estou com abuso dessa revista, só loucuras! Depois da low carb paleo, não tem como ficar perdendo tempo e dinheiro. O blog do dr. Souto é o meu melhor entretenimento, leio com muito prazer as postagens e os comentários complementam muito o tema em questão.

    ResponderExcluir
  139. Oi Luiz,



    Eu acho que meu problema era mesmo os laticínio...
    24h comendo muita margarina, nada de azia.


    Tu sabe se existe algum chocolate que eu possa comer? Tu come algum?

    ResponderExcluir
  140. NÃO COMA MARGARINA!!!!
    Em 03/07/2013 22:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  141. Chocolate Lindt 85% cacau
    Em 03/07/2013 22:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  142. E se eu usar só a farinha linhaça para fazer o pão ? Ainda sim vou engordar ?!

    ResponderExcluir
  143. Não, aí é bem melhor. Apenas consuma com moderação.
    Em 03/07/2013 22:42, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  144. Doutor,
    ainda não entendi a relação do glúten com o farelo de trigo, pois não sou celíaca e ao fazer o pão uso apenas 1xic. por pão, além da albumina, e havia lido que o farelo de trigo era o melhor por ter apenas carboidratos que são "computados" pelo nosso organismo.

    ResponderExcluir
  145. por causa da lactose, não é? Nata também, correto?

    Óleo de coco, banha de porco e azeite de oliva, pode ser?

    ResponderExcluir
  146. Não, Izabel, manteiga tem quantidades irrisórias de lactose, e nata tem pouca. Margarina é gordura TRANS. A coisa mais venenosa que vc pode colocar na boca. Coma açúcar, mas não coma isso!!

    Leia aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/03/gordura-vegetal-versus-gordura-animal.html

    Óleo de coco, banha de porco e azeite de oliva sim, pode ser

    ResponderExcluir
  147. Desculpa Dr., eu escrevi margarina, mas pensei em manteiga, inclusive, vou corrigir...


    Boa noite e obrigado! :)

    ResponderExcluir
  148. Acho que vc deve estar recém começando a ler o blog.

    Olhe aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/trigo-nosso-maior-inimigo.html

    Eliminar o trigo é a coisa mais importante de TODA a dieta, mais importante do que QUALQUER outra coisa.

    Compre este livro, mas compre MESMO: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/06/barriga-de-trigo-novo-livro-trraduzido.html

    Se eu tivesse que resumir um estilo de vida páleo/low-carb, eu o resumiria da seguinte forma: (http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html):

    1) Cortar açúcar
    2) Eliminar grãos
    3) Evitar raízes ("tubérculos")
    4) Optar por comida de verdade
    5) Não consumir azeites extraídos de sementes
    6) Perder o medo da gordura natural dos alimentos.

    ResponderExcluir
  149. Ufah, Izabel, eu já estava entrando no banheiro para tomar um banho e saí correndo pra te responder, tamanho o susto que levei! Poucas coisas me deixam mais maluco do que margarina.

    ResponderExcluir
  150. Se o senhor souber o quanto eu já comi deste veneno, não é a toua que tenho gastrite e já tive a H pylori, mas tratei...

    ResponderExcluir
  151. Quem nunca comeu isso, pois tinha o selo da associação brasileira de cardiologia, que atire a primeira pedra...


    Em 3 de julho de 2013 23:06, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  152. Deus te abençoe, pois o senhor está melhorando a qualidade de vida de muitas pessoas (pra não dizer salvando)...

    ResponderExcluir
  153. Lindt 85% é meu preferido. Sugiro também Casino 85% com lâminas de amêndoas (sem as amêndoas é horrível, cuidado)

    ResponderExcluir
  154. Considerando que vc quis dizer manteiga, só tenho uma coisa a dizer: eu já sabia!!! hahaha

    Você provavelmente tem algum nível de intolerância como eu.

    Como o Dr Souto disse, manteiga é ok.

    Creme de leite Nestlè deve ser ok também, já que é zero carb (portanto zero lactose ou uma quantidade irrisória).

    Apenas evite grandes quantidades de lactose e corra para o abraço.

    Lindt 85% ou Casino 85% com lâminas de amêndoas (sem as amêndoas é horrível, cuidado). Lembre-se que chocolate, mesmo 85%, tem um pouco de lactose. Assim como whey que não seja zero carb. Portanto, consuma estes produtos com moderação.

    ResponderExcluir
  155. Oi Luiz,

    eu me referia a manteiga rsrsrsrs
    Quase seguei o Dr. Souto com aquela palavra maligna kkkk



    Mas não entendi teu raciocínio...


    O queijo Gruyére que tava comendo tem menos carb que o creme de Leite Nestlé (apesar que na pequena quantidade da embalagem ambos indicarem 0g de carb), inclusive, vou assumir meu pecado, eu comi dos dois na noite que passei mal (rsrsrs)


    Vou anotar tudo aqui: whey só se for zero carb e chocolate Casino 85% com lâminas de amêndoas.
    Pelo visto vou me sentir mal se comer mesmos esses chocolates 85% cacau.... Mas tudo bem, assim eu largo o vício de vez.

    ResponderExcluir
  156. O Gruyére não é zero carb, mas é bem próximo disso. Veja aqui: http://ndb.nal.usda.gov/ndb/foods/show/23?fg=&man=&lfacet=&format=&count=&max=25&offset=&sort=&qlookup=

    Tem lactose. Pouca, mas tem. Consuma os laticínios com moderação e ficará bem.

    Pelo o que andei observando, o meu nível de intolerância à lactose é leve ou moderado. Eu tenho testado os limites ingerindo chocolate 85% e whey (com carbs) diariamente, um pouco de creme de leite esporadicamente. Vá testando e descubra o seu limite.

    ResponderExcluir
  157. Pessoal, há pessoas que são intolerantes aos laticínios por outro motivo: a caseína. Se for este o caso, será intolerante a todos os queijos e ao creme de leite, mas conseguirá tolerar manteiga (gordura quase pura, sem as proteínas nem a lactose) e, melhor ainda, ghee.
    Em 04/07/2013 02:15, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  158. Crisógenes Pacheco4 de julho de 2013 07:24

    Bom dia, Doutor Souto!
    Tenho visto muita gente falando em necessidade de complementos vitamínicos para quem segue uma dieta low carb paleo. É mesmo necessário tomar esses complementos? Se sim, o senhor indica algum? A outra coisa é que eu uso o adoçante ZERO CAL - Adoçante dietético líquido com sacarina sódica e ciclamato de sódio, este adoçante pode atrapalhar ou fazer mal a minha dieta?

    ResponderExcluir
  159. Excelente o texto!!! Com toda certeza carboidrato vicia!

    Não faço Paleo em época de emagrecimento, só low e zero carb..Porque como só proteína, pouquíssima gordura

    (reconheço a importância da paleo para a saúde, assim que acabar meu emagrecimento - pelo passo que está indo, poucos dias, com 14% de bf - vou começar uma paleo ao "meu estilo" *)

    Mas os carboidratos sem dúvida são péssimos, péssimos, péssimos. Ninguém tem dificuldade de cortar a gordura, SÉRIO. As pessoas tem dificuldade porque ela comem alimentos cheios de carboidratos que vem gordura junto. Mas alimente uma pessoa com brigadeiro feito com leite condensado desnatado, milhares de pães com queijos magros, arroz, macarrão e até lasanha de vegetais!!! A pessoa vai ficar feliz, comilona, gordíssima e doente. Mas não vai nem perceber que está comendo uma comida que falta um nutriente.

    Mas tente tirar o carboidrato... Sinceramente, eu conheço POUCAS pessoas que não sofreram no começo da dieta sem carboidratos.. Eu sonhava com pães, pão de queijo, legumes cozidos, etc...A fissura é louca!

    O segundo fato é o que o doutor Souto citou. QUEM tem uma crise compulsiva com carboidratos e proteínas? Sabe porque eu comecei a low carb? Porque eu tive bulimia dos 11 aos 22 anos, até que poucos meses atrás tive problemas sérios e decidi que não dava para mais para continuar assim.

    Só consegui me livrar da bulimia me livrando da compulsão, e isso SÓ aconteceu após desintoxicar meu corpo dos carboidratos.


    Tem dias que eu como só clara de ovo nessa fase de emagrecimento, quem disse que eu passo de sl, 30 claras de ovo? São só 750kcal, mesmo fazendo exercício, trabalhando, etc, você não se entope de claras. (A paleo foi ótima para meu equilíbrio, mas para emagrecer, entrei numa fase de só proteína é o que funcionou para mim - testei as duas na prática, no meu corpo - não to fazendo apologia a nada...)


    Enfim... Acho que qualquer um - QUALQUER UM - não precisa ser estudado ou cientista, só prestar atenção ao seu redor, percebe que TODO gordo come carboidrato. Nunca vi ninguém engordar de comer carne. (Aí vem um monte de gente citar o fulaninho obeso que vive na churrascaria - saiba que o fulaninho que come pãozinho de alho e batata frita para acompanhar não vale).
    E qualquer um percebe que toda compulsão alimentar está diretamente relacionada com o consumo de carboidrato.


    - Agora só para finalizar, já ouvi na universidade que é considerada a melhor universidade de nutrição desse país, pública, que - sentem para não passar mal - "A epidemia de obesidade no mundo moderno é por causa da disponibilidade de proteína. Hoje todo mundo come proteína demais". - O QUE eu faço com uma professora dessas, Dr. Souto? Da para sequer tentar o diálogo com esse ser? E tem mestrado nisso e estudo naquilo, e etc...

    ResponderExcluir
  160. A única coisa que vc pode fazer é tomar o lugar desta professora no futuro - fazer o seu próprio doutorado e mestrado - a ciência progride um funeral por vez.

    Dica? Não deixe de comer gordura também. É importante.


    Em 4 de julho de 2013 08:51, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  161. O preço daquela revista dá para comprar tantos ovos. kkk Ainda bem que fiquei só lá no site mesmo.

    ResponderExcluir
  162. Mas vamos seguir com o corte radical de carbos que a gente chega lá Náira.

    ResponderExcluir
  163. Luís, como vc funciona seu jejum intermitente?
    Tô tentando me adequar a fazer a fazer o jejum de 16h. Após esse período me alimentar novamente após 8h. O q vc acha? Sei que até me adaptar, no período das 8h vou comer algum tipo de gordura ou proteína.
    Aquela história de comer de três em três horas só me deixava ansiosa para comer.
    Outra coisa, sou nova por aqui, li pouca coisa. Gostaria de saber se vc faz uso de suplementos, se sim quais? A l carnitina vc usa?

    ResponderExcluir
  164. É pura verdade Dr. Já tinha lido isso que Izabel falou em algum lugar. Eu comia uma maçã, e depois dava aquela vontade de comer o mundo, rs. Até mesmo biscoito e bolo, que já havia conseguido eliminar, dei recaídas com essa história de maçã.

    ResponderExcluir
  165. E aquelas margarinas que dizem ser 0g de gorduras trans é mentira Dr? Porque eu comprava por isso, já que aparece 0g de carbs e 0 de gorduras trans, OMG.

    ResponderExcluir
  166. É mentira. Pela lei, qualquer coisa que tiver menos do que 0,5g por porção pode ser arredondado para 0. O que eles fazem é manipular o tanho da porção. Imagine que sua margarina tem 4g de gordura trans por 100g de produto. Aí, você diz que uma "porção" do produto são 10g. Em 10g, terá 0,4 de gordura trans. Mas, por lei, você AGORA pode dizer que é ZERO - entendeu como é??

    Se nos ingredientes fala em gordura vegetal hidrogenada ou parcialmente hidrogenada, tem trans - PONTO FINAL.

    Além disso, os próprios óleos vegetais a partir do qual a margarina é feita já são ruins (ômega 6 em excesso) mesmo antes de serem tornados ainda piores pela hidrogenação.


    2013/7/4 Disqus

    ResponderExcluir
  167. Boa. A caseína ainda pode ser especialmente ruim em pessoas com certos distúrbios neurológicos, como algumas síndromes. Eu suplementei, durante muito tempo, com caseína antes de dormir. E não tinha nenhum sintoma. Por isso, não é o meu caso. É uma questão de isolar as variáveis, ir testando.

    ResponderExcluir
  168. Antes do senhor responder fui ler os ingredientes. E coisa do Tinhoso essa gordura vegetal hidrogenada. Vou ficar com a manteiga e o azeite de oliva, já que a banha para mim não dá.


    O senhor acha que posso prejudicar minha perda de gordura consumindo fibra de trigo, abacate, coco e batata doce como única fontes de carbo nos dias de treino?

    ResponderExcluir
  169. Olá Luma.

    Como assim SÓ 8 kg??

    Leia aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/11/expectativas-versus-realidade.html

    Sobre exercícios físicos: http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/12/exercicio-sim-mas-nao-o-que-lhe.html

    Gergelim e Linhaça são das poucas exceções em
    termos de grãos que podem ser consumidos por conterem relativamente poucos
    carbs (além de não conterem glúten e antinutrientes). Não ajudam, mas em
    quantidades não muito grandes, não atrapalham. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html


    Farelo de trigo e trigo são iguaishttp://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/trigo-nosso-maior-inimigo.html

    ResponderExcluir
  170. Poderia me citar algumas das incorreções? Só para eu ter uma ideia da exata compreensão do assunto.

    ResponderExcluir
  171. Oi Lidiane,

    O objetivo deste blog é saúde, não fins estéticos ou de performance esportiva. Quanto mais suplementos você usar, maior é a sua exposição aos riscos. Hoje uso - e recomendo - apenas whey. O resto dos nutrientes eu aprendi a extrair da alimentação.

    Vou ficar te devendo sobre IF. Ainda estou explorando outras opções, como fazer corridas com sprint/exaustão e ajustes finos na dieta.

    ResponderExcluir
  172. Isso deveria ser CRIME!

    ResponderExcluir
  173. Olá Lidiane.

    Faço JI sempre com café ou chá com manteiga. Tem a receita? CAFÉ (OU CHÁ) COM MANTEIGA

    1 xícara de café ou chá (pronto ou pode fazer com o solúvel)
    ¼ de um tablete de manteiga (sem sal ou com sal,
    vai do gosto)
    Adoçante a gosto (ou não! Tem quem prefira sem.)
    Bata no liquidificador ou mixer. Se precisar, aqueça de novo no micro.

    Agora vai da sua criatividade e paladar! Pode adicionar:
    Essências, Creme de leite (Nestlê de lata),
    Cacau (no mínimo 70%), Whey, Óleo de coco,
    Leite de coco, Canela...

    ResponderExcluir
  174. Obrigado pela dica do ghee, é uma manteiga que pode ser usada para fritar carnes em fogo médio/baixo, melhor que nada :)



    Acho que minha intolerância é a caseína também.
    Porque teve dia que comi somente creme de leite e tive azia e dias em que comi somente queijo e tive azia.

    ResponderExcluir
  175. Mas em alta temperatura, dizem que a manteiga também não é legal, então é bom ter óleo de coco ou banha pra fritar.

    ResponderExcluir
  176. Trigo também é "do Tinhoso"
    Em 04/07/2013 11:39, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  177. Lembrando de cabeça: afirmar que gordura de coco tem menos calorias por ser triglicérides de cadeia média. As calorias são as mesmas que qualquer gordura. A diferença é que cadeias menores podem ser metabolizadas diretamente pelas mitocôndrias e não são armazenadas. Nada a ver com calorias.
    Em 04/07/2013 11:53, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  178. Leia a postagem sobre adoçantes... mesma lei.
    Em 04/07/2013 12:05, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  179. Hj a maioria das pessoas sofrem com o senso comum não esclarecido e emburrecido. Infelizmente, coisas que são plantadas por "profissionais" médicos e nutricionistas espalhados por esse Brasil. Pessoas que não tem acesso à internet como minha querida mãe. Ela é hipertensa, tem o colesterol alto, dentre outros problemas. Tem na cabeça, que não pode comer ovo, mas pode trigo e açúcar. Passei para ela o artigo sobre as comidas de verdade.

    ResponderExcluir
  180. Rogério Freitas Rosa4 de julho de 2013 16:58

    Poxa!


    Eu ja fiz isso em primeira mão! Achava que a fome a mais era coisa da minha cabeça por achar que "maçã" era algo "levinho".

    ResponderExcluir
  181. Patrícia, nunca tinha pensado nessa ideia de receita. Mas não entendi em qual período vc a utiliza. Poderia me explicar como funciona o seu JI. Horário das refeições. Obrigada.

    ResponderExcluir
  182. Eita, respondeu uma pergunta que fiz. No meu caso, eu prefiro é cortar o mal pela raiz de uma vez por todas mesmo.

    ResponderExcluir
  183. Prezado Dr. Souto,


    por acaso as oleaginosas possuem alguma substância que seja danosa para o organismo e, em função disso, deve haver um limite para o consumo diário? Alguns sites recomendam que devemos deixá-las de molho em água filtrara de 8 a 12 horas antes de comê-las para inibir certos antinutrientes que elas teriam.

    ResponderExcluir
  184. Os legumes (coisas que crescem em vagens), sim. As nozes, não.
    Em 04/07/2013 20:15, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  185. Fábio, parabéns! 20kg em 2 meses é um resultado excelente! Continue firme! E se livrar da compulsão, isso não tem preço! Viva low carb!

    ResponderExcluir
  186. JG, carbos viciam sim... Tanto que quando a gente para de comê-los, vem uma crise de abstinência daquelas... mau humor, dor de cabeça, irritação... Sem falar que comer um docinho é um gatilho disparador pra comer tudo que vc vê pela frente... E como disse uma colega aí (e eu corroboro), quantas vezes eu comi um bom prato "saudável" (baseado naquela infame pirâmide alimentar), com arroz, feijão, salada, carne, tudo com pouca gordura, claro... Depois de estar bem cheia e satisfeita, ainda queria mais, e mais, e mais. Se isso não é vício, é o quê? E fico lembrando das coxinhas e risoles que eu comia, não conseguia comer um só, mesmo sem estar com fome! E ainda arrematava com uma torta de nozes no final... Nossa, me livrar dessa compulsão por comer mais e mais, ter mais autocontrole, isso não tem preço... Não tem macarronada ou arroz e feijão ou torta de nozes que valha a pena essa liberdade que estou conquistando aos poucos!

    ResponderExcluir
  187. Eu faço coro com todos... O Dr. Souto é um anjo na minha vida... Não consigo imaginar onde eu teria parado se não tivesse aderido à low carb. Eu estava cada vez mais gorda, infeliz e depressiva e sem ideia do que fazer para sair daquele círculo vicioso... Agora, estou conseguindo recuperar minha vida e meu autocontrole, graças à generosidade do Dr. Souto de expor os conhecimentos científicos sobre low carb - páleo em uma linguagem bastante acessível a nós, leigos.

    ResponderExcluir
  188. Lembrei de uma época que eu comia maçã no lanche da manhã e parecia que ficava com um buraco no estômago, sentia ainda mais fome do que se não comesse nada. Sem comentários!

    ResponderExcluir
  189. E se comer maçã com creme de leite? Bem, maçã eu não como com creme de leite, mas um lanchinho no meio da tarde com morangos, creme de leite e adoçante faz a glicemia subir do mesmo jeito ou a gordura neutraliza isso?

    ResponderExcluir
  190. Boa noite Marcela, Ana Paula, Izabel E Felipe.

    Temos Todos Muita Sorte. Sim!! Muita!!

    O Dr. Souto detém não somente muitos Conhecimentos e muita Generosidade, como também a Certeza de que muito AJUDA à Muitos!
    (Infelizmente, não sempre compreendido por tantos)

    Suas Atitudes não são somente por nós Recebidas, mas também para Ele, Recompensadas.

    Deste fato, tenho a Absoluta Certeza!!

    Quanto ao resto, continuemos a aprender e a enaltecer este Blog!

    Abraço a Todos, e em Especial ao Dr. Souto.

    Bernard S. Faure (MD)

    ResponderExcluir
  191. Boa noite, Dr Souto.
    Do conhecimento de que uma dieta Low-carb equilibra o humor (pois estabiliza os hormônios Insulina/Glucagon, sem adentrar em assunto muito adverso, e sem tentar englobar ou dissertar sobre o vícios (que são muitos), gostaria de deixar um pensamento: o café, que apesar de possuir muitos "benefícios" descritos na literatura (anti-oxidante, ...), acredito que este não deva ser incluído na dieta Paleo, pois além de se tratar de um grão, trata-se de um estimulante que trás um certo estado alterado de consciência (diferentemente dos chás realizados com a infusão de Folhas). Sem me prolongar, a cafeína, além de estimulante, altera o Humor Equilibrado conquistado com a dieta Low-carb/Paleo. Aproveito para te agradecer mais uma vez pelo tanto que ajudo a tantos (e a mim)
    Abraço sincero
    Beranrd S. Faure (MD)

    ResponderExcluir
  192. Páleo não é, mas não quero proibir o que não precisa ser proibido (as pessoas precisam manter alguns prazeres mais inócuos).
    Em 04/07/2013 22:30, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  193. Dr. Souto. Longe de mim julgar quem que que seja. Mas a sua resposta é bastante..........digna.....e Educada.....educadíssima.....
    Mas quanto à mim, a partir de hoje, nada mais de cafeína, pois me encontrava muito bem equilibrado, de Humor estável.....mas com a cafeína.............tudo foi por água abaixo.
    Cafeína, no meu entender, não é um prazer para mim. Não mais. Mas não contestando, apenas reconhecendo os fatos. O senhor tem toda a razão. Toda!! Trata-se de uma prazer para alguns (vício, no meu entender....vicio menor!!)
    Abraço.
    (mas cafeína para mim, Nunca Mais!!!!)

    ResponderExcluir
  194. Náira Rosenstiel5 de julho de 2013 10:04

    Tomara mesmo Lidiane, minha maior luta é para perder essa bendita gordura abdominal que insiste em não me largar, ela é muito apegada a mim! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  195. Olá Lidiane, estou com o mesmo problema que o seu. Sou ovovegetariana, magra, mas tenho uma gordura abdominal que não quer me abandonar (excesso de carboidratos - arroz, batata, mandioca). Queria saber o que você está colocando nas refeições para substituir os carboidratos e lhe dar saciedade, sem perder a saúde?
    Abraços!

    ResponderExcluir
  196. Olá Ana Cláudia.


    O que sacia é a gordura boa (manteiga, banha, azeite, óleo de coco). Queijos gordos, nata.

    ResponderExcluir
  197. Obrigada Patrícia! Vou fazer a tentativa.

    ResponderExcluir
  198. http://www.lowcarbvegetarians.com/


    Em 5 de julho de 2013 11:26, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir