terça-feira, 3 de setembro de 2013

A resistência à insulina causa obesidade, e não o contrário

ATUALIZAÇÃO (03/09/2013):

O Rodrigo Polesso, do emagrecerdevez.com, transcreveu toda a palestra do Dr. Peter Attia sobre a qual falamos, abaixo. Clique aqui para ler a transcrição.

E a palestra já está legendada (cortesia de André Pinheiro):
clique AQUI.

************** 
24/07/2013

Peter Attia. Gosto DEMAIS do blog deste médico. Além disso, ele fundou, juntamente com Gary Taubes, a NuSI, uma organização que pretende finalmente transformar a nutrição em uma ciência, tirando-a das trevas em que se encontra, com seus estudos observacionais e de correlação. E Taubes, como vocês sabem, é o responsável por eu ter me interessado no pelo assunto e começado este blog - seu livro Why We Get Fat: And What to Do About It fez de mim quem eu sou hoje!

Eu já havia assistido à palestra do Dr. Peter Attia no TED, mas o leitor Andrei Rocha me chamou atenção para esta notícia no site do IG: é sempre bom quando coisas boas são repercutidas na nossa língua.


Médico americano questiona a relação entre obesidade e diabetes tipo 2

Por Alessandro Greco - colunista do iG* 

Para Peter Attia, o pior inimigo da saúde pública nos países ocidentais é a resistência à insulina, e não o sobrepeso



Reprodução
Peter Attia durante sua palestra em abril: causa e consequência invertidas

Para 99% dos médicos, não há dúvidas. A relação entre os temas é mais do que bem estabelecida nos manuais de medicina: falta de exercício aliado a excesso de comida leva à obesidade e por consequência, em muitos casos, ao diabetes tipo 2. Mas o americano Peter Attia resolveu nadar contra esta corrente.
“Apesar de me exercitar de três a quatro horas por dia, seguir a pirâmide alimentar à risca, ganhei muito peso e desenvolvi algo chamado síndrome metabólica. Alguns de vocês devem ter ouvido falar dela. Me tornei resistente à insulina”, afirmou ele em uma recente palestra no ciclo TED MED, que aconteceu em Washington DC, nos Estados Unidos, em abril deste ano. 

As células do corpo de Attia ficaram cada vez mais resistentes ao efeito da insulina, o hormônio produzido pelo pâncreas humano para controlar a quantidade de açúcar no sangue e ele acabou engordando. “Uma vez que você fica resistente a insulina está no caminho para ficar diabético, que é o que acontece quando seu pâncreas não consegue mais fazer insulina suficiente para lidar com a resistência. Então os níveis de açúcar no sangue começam a subir e uma cascata de efeitos patológicos saem do controle, podendo levar a doenças cardíacas, câncer e até Alzheimer”, explicou ele. 

A tese de Attia é que a relação de causa (obesidade) e efeito (diabetes) é a contrário da imaginada pela maioria dos médicos. “Obviamente, então, se você quer tratar a resistência à insulina, você faz a pessoa perder peso, correto? Você trata obesidade. E se a obesidade não for a causa da resistência à insulina? Eu sei que parece loucura porque estamos obviamente em meio a uma epidemia de obesidade”, afirma. E continua seu raciocínio: “Talvez devêssemos estar nos perguntando se é possível que a resistência a insulina gere ganho de peso e as doenças associadas à obesidade ao menos na maioria das pessoas?” 

Os números podem estar do lado de Attia. Cerca de 30 milhões de americanos obesos não tem resistência à insulina, segundo ele. “Sabemos que seis milhões de pessoas magras nos Estados Unidos possuem resistência a insulina. E se estivermos lutando a batalha errada, brigando com a obesidade e não com a resistência a insulina? Pior, e se ao culparmos a obesidade estivermos culpando as vítimas? E se algumas das nossas principais ideias sobre obesidade estiverem simplesmente erradas?
Não é que Attia tenha a solução para a pergunta que ele mesmo coloca. Ele apenas possui uma hipótese, que precisa ainda ser cientificamente testada. “Se você se perguntar do que uma célula está tentando se proteger ao se tornar resistente à insulina, a resposta provavelmente não é de muita comida. É muito mais provável que seja de muita glicose, ou seja, muito açúcar no sangue. Sabemos que grãos refinados e amido elevam o açúcar no sangue no curto prazo. Então se você coloca esses processos fisiológicos para funcionar, eu faria a seguinte hipótese. Pode ser que nosso maior consumo de grãos refinados, açúcares e amido é que esteja levando, via resistência a insulina, à epidemia de obesidade e diabetes. E não necessariamente apenas o excesso de peso e a falta de exercício.”
Durante sua palestra, Attia disse que não vai descansar enquanto não entender o que é causa e o que é consequência na relação diabetes e obesidade. “O primeiro passo é aceitar a possibilidade de que o que acreditamos saber sobre obesidade, diabetes e resistência a insulina pode estar errado e consequentemente precisa ser testado. Estou apostando minha carreira nisso. Atualmente devoto todo o meu tempo a este problema e irei para onde a ciência me levar. Decidi que não posso e não vou mais fingir que tenho as respostas quando não as tenho”. 

*Alessandro Barros Greco é jornalista e engenheiro mecânico pela POLI-USP. Escreve sobre ciência desde 1998. Acredita que falar sobre ela ajuda as pessoas a viver melhor. Foi o terceiro brasileiro a receber a bolsa Knight Science Journalism Fellowship do Massachusetts Institute of Technology (MIT) 


147 comentários:

  1. Aos poucos, mas constante... as coisas estão mudando!

    ResponderExcluir
  2. Atitude exemplar. Só assim as coisas mudam,quando ele diz,"decidi que não posso e não vou mais fingir que tenho as respostas quando não as tenho”. Muitos dos médicos e nutricionistas se acomodam diante do já estudado, não refletem diante dos fatos, não mais estudam nem pesquisam, é lamentável. Mas pesquisa é para poucos! E que esses poucos nos ajudem e cruzem nosso caminhos sempre!

    ResponderExcluir
  3. Enquanto isso, no Brasil...mais um desserviço prestado pelos nossos profissionais da área...

    http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/07/24/parece-mas-nao-e-alguns-alimentos-considerados-saudaveis-podem-enganar.htm

    Começou relativamente bem e terminou péssimo, como sempre...

    ResponderExcluir
  4. Rennan Caminhotto25 de julho de 2013 09:35

    Prezado Dr. Souto,

    Muito, mas muito bom!

    Em modelos animais de obesidade (carboidratos+gorduras), a resistência à insulina se instala de modo progressivo, isto é, diversos tecidos vão se tornando incapazes de responder à insulina a medida do tempo. Ou seja, antes do quadro se tornar sistêmico, alguns tecidos já possuem dificuldades na resposta à insulina.

    O tecido adiposo em geral é o último a se tornar resistente à insulina, após fígado e músculo, parecendo que o fluxo de glicose é direcionado para esse tecido (formando gordura). Ainda, sabe-se que adipócitos quando expostos a grande quantidade de glicose se tornam resistentes à insulina e aumentam muito sua capacidade lipogênica.

    Hoje em dia, direfente de quando me formei nutricionista, concordo plenamente com o raciocínio da reportagem. É questão de tempo para
    provar que a hipótese é correta.

    Muito bom,

    Rennan

    ResponderExcluir
  5. Dr. Souto, por favor, me tire uma dúvida. Iniciei a dieta low-carb na semana passada, isto é, há mais ou menos 10 dias. Aboli todas as farinhas, batatas, milho, mandioca, feijão, além das frutas, com exceção do abacate, pelo menos inicialmente. Perdi entre 2,5 e 3,0 kg. Isso porque meu peso fica oscilando. Chega a oscilar 500 gramas por dia. Um dia mais magra, outro dia mais gorda. Me peso sempre no mesmo horário pela manha, assim que acordo. Essa oscilação é normal ou eu deveria estar sempre em perda por ser uma dieta bem restrita?

    ResponderExcluir
  6. Dr. Souto, por favor, me tire uma dúvida. Iniciei a dieta low-carb na semana passada, isto é, há mais ou menos 10 dias. Aboli todas as farinhas, batatas, milho, mandioca, feijão, além das frutas, com exceção do abacate, pelo menos inicialmente. Perdi entre 2,5 e 3,0 kg. Isso porque meu peso fica oscilando. Chega a oscilar 500 gramas por dia. Um dia mais magra, outro dia mais gorda. Me peso sempre no mesmo horário pela manha, assim que acordo. Essa oscilação é normal ou eu deveria estar sempre em perda por ser uma dieta bem restrita? Será que estou fazendo algo errado?

    ResponderExcluir
  7. Carol, é normal
    Leia aqui: lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/11/*expectativas* -versus-realidade.html


    Em 25 de julho de 2013 09:36, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  8. Olá
    acabo de achar este estudo por acaso, pois tenho essas coisinhas na pele.
    Só para compartilhar
    Associação entre acrocórdons e resistência à insulina
    http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0365-05962010000100003&script=sci_arttext
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Interessante!

    2013/7/25, Disqus :

    ResponderExcluir
  10. franciele shishito25 de julho de 2013 14:42

    Boa Tarde!

    Dr. Souto,

    Conheci este blog a pouco mais de 1 mês e posso dizer que ele mudou a minha vida, iniciei a mudança na alimentação em 18/06/2013 em uma semana emagreci 3 kg, porém depois disso não emagreci mais. Atualmente estou pesando 93 kg para 1,68 de altura (30 kg acima da minha meta).
    Gostaria de saber se é normal perder tão pouco. Mesmo sem os resultados esperados continuo firme e forte na alimentação Low Carb, pois me identifiquei muito com o estilo de vida sem carboidratos.

    Gostaria de alguma orientação a respeito, acredito que algo está errado.

    Agradeço ao Sr . por ter criado este blog que é tão maravilhoso.

    ResponderExcluir
  11. 1 mês é muito puco tempo ainda. Outra coisa que eu sempre vejo é as pessoas se preocupando muito com o peso, e cabem algumas considerações:
    Peso é realmente uma meta, se vc perder 3 kg de gordura e ganhar 4 de massa muscular , você ganhou peso. Mas isso é uma coisa ruim, em termos de emagrecimento? Pq quando vejo pessoas focando só no peso parece que sim.
    O foco real deve ser em qualidade de vida, melhora da disposição, perda de GORDURA CORPORAL.
    Quanto à sua pergunta, é normal ter uma perda um pouco acentuada geralmente nos primeiros dias, grande parte é de água, e só depois vc vai começar a ver a perda de gordura, que vai ser gradual. Sugiro a leitura do post Expectativa vs realidade, aqui mesmo neste blog

    ResponderExcluir
  12. Isso é completamente normal, qualquer que seja sua alimentação, o seu peso vai sempre oscilar durante o dia. Um exemplo simples mas que ilustra bem isso é que se vc beber um copo de 300ml de agua, vc imediatamente aumenta 300g no seu peso, ao passo que em uma ida ao banheiro vc imediatamente reduz o seu peso.
    Esqueça o peso um puco, se pese com menos frequencia. Coloque na sua cabeça que o objetivo não é perder peso, mas gordura corporal, além de melhorar a sauude e a qualidade de vida.

    ResponderExcluir
  13. Querendo ou não, é o paradigma vigente, e que conta com uma penca de orgãos governamentais endossando.

    ResponderExcluir
  14. Teresa Cavalcanti26 de julho de 2013 01:37

    Temos que pensar que seria muito difícil fazer toda a população mudar os hábitos alimentares.


    Eu já expliquei toda a filosofia e ciência por trás da alimentação paleolítica para os meus amigos. A grande maioria me diz que os homens paleolíticos morriam muito jovens e que com certeza a dieta não faz sentido nos dias de hoje. Fora a encrenca com as gorduras.


    A mudança de paradigmas requer tempo, UM LONGO tempo. E infelizmente, não há resposta que satisfaça a incansável pergunta que escuto: "como vou viver sem pizza e sem mcdonalds?".

    ResponderExcluir
  15. Teresa e Rafael, hoje nem falo mais da dieta para ninguém pois não tenho paciência para lutar contra o paradigma atual, que ainda tem raízes muito fortes. Acredito que alguma coisa pode mudar somente nas próximas gerações.

    Fazendo uma analogia (mas longe de ser uma comparação direta, não me entendam mal), eu me satisfaço com "minha
    própria fé". Assim, pratico a dieta low carb por ter entendido seu conceito, me sinto muitíssimo bem e não vejo motivo para me desgastar querendo convencer os outros de que aquilo que pratico hoje pode ser melhor.

    ResponderExcluir
  16. Obrigada Rafael pelas orientações. É que a oscilação ocorre de um dia pro outro. Hoje estou com um peso, amanha 500 gramas mais gorda, as vezes mais magra. Mas de qualquer forma vou seguir o conselho e tentar me desligar mais da balança. A perda de gordura em áreas como barriga é evidente. Vou tentar ficar menos ansiosa. Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Obrigada Dr Souto. Era o que eu estava precisando ler.

    ResponderExcluir
  18. Engraçado como as pessoas são.. vêem você ficando em forma comendo de tudo mas sempre ficam pegando no pé. Questionando tudo, dizendo que o mau humor é por causa da falta de carbo, que não vai dar certo a longo prazo, que não tem base científica.. o sucesso incomoda demais pelo que percebi

    ResponderExcluir
  19. O NuSI já publicou alguma coisa? Quais são os estudos que eles estão conduzindo no momento? Não achei essas informações no site e fiquei curioso pra saber mais

    ResponderExcluir
  20. Hahaha... Minha irmã sofre com enxaquecas constantes e quando eu sugiro q ela faça um teste e retire farinhas e açucares da alimentação, ela diz ' o q eu vou comer no café da manhã???' mesmo com todas as minhas sugestões ela não quer nem tentar... Cheguei a conclusão, e disse pra ela, a dor não deve incomodar tanto assim!!!
    Sem pizza, sem mc e sem pão!!!

    ResponderExcluir
  21. Fui a uma médica pedir os exames de rotina e falei que iniciei no mundo Low carb ( nem comentei do high fat )... Ela me disse pra fazer LC 1 semana por mes e 3 semanas de uma dieta de 1800 kcal com base na piramide alimentar. O argumento??? Uma tal purina q sobrecarrega os rins! ( confesso q qndo ouvi isso liguei o stand by )! Qndo falei da necessidade de praticar musculação ela disse pra praticar alguma ativ. aeróbica para eu gastar energia! Percebi q ela continua presa nos velhos conceitos e concordei com td o q ela disse pq " a minha fé" não iria abrir os olhos dela! Peguei meus pedidos de exame e fui embora sabendo q ela é mais uma q acredita naquilo q a cada dia vemos q não funciona!
    Detalhe, ela é endocrino e está fazendo especialização em geriatria! Coitadinhos dos pacientes dela!

    ResponderExcluir
  22. Bom dia, estou feliz, na última semana perdi mais um quilo. Estava meio desanimada com a perda de peso, mas, ao mesmo tempo, feliz por sentir-me muito bem. As dificuldades para isso estão associadas, creio, ao fato de eu estar na menopausa. Eu estou perdendo peso bem lentamente, só que havia dado uma "estacionada", aí resolvi caprichar um pouco mais na ingestão de gorduras (azeite de oliva, óleo de côco, manteiga etc).......resultado, deu uma turbinadinha rsrsrsrs.........é a mais pura verdade, a gordura boa não engorda. O que engorda são os carboidratos refinados (efeito insulina)........aiiii, estou tão feliz!! não canso de agradecer ao Dr. Souto e seus colaboradores......os comentários tbm são bastante úteis para a gente ir aprendendo um com a experiência do outro........quanto ao consumo de gordura, detalhe, nem que queira se consegue fazer um exageroooooo......pois a gordura é altamente saciante. Abraços!

    ResponderExcluir
  23. Eu passo exatamente pelas mesmas situações que os colegas acima. Essa de "o que eu vou comer de café da manhã?" é clássica. Escuto coisas ainda mais absurdas, do tipo "não posso comer gordura por causa da diabetes"

    E quem diz isso para o povo são as endócrinos e nutricionistas. Eu nem discuto mais. Algumas pessoas não têm humildade para ouvir, perguntar e pesquisar. Acham que sabem tudo e se sentem ameaçadas com uma informação nova. Então eu ligo o piloto automático também.

    ResponderExcluir
  24. Não Thiago. Eles estão levantando fundos (milhões) para conduzir estudos prospectivos e randomizados que levarão anos para ficar prontos, mas que poderão dar as respostas que precisamos.
    Em 26/07/2013 10:43, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  25. O que mais me impressiona são os endócrinos. Deveriam ser os primeiros especialistas médicos a saber como funciona o ciclo da insulina e o quanto é óbvio perder peso mantendo ela baixa.

    ResponderExcluir
  26. Dr. estou a planta dos meus pés estão começando a ficar descascadas.. como se fosse falta de vitaminas. Os lábios também ficaram um pouco descascando. O clima aqui não é seco em Natal. O que pode ser? Estou seguindo LCHF há 26 dias.

    ResponderExcluir
  27. Pode ser tanta coisa... Vc está comendo boa e variada quantidade de salada? Se estiver, na há falta de vitaminas. Pode ser algo dermatológico q não tenha nada a ver com dieta.
    Em 26/07/2013 21:12, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  28. Salada somente no almoço. Alface, brócolis, tomate, champignon, cenoura, queijo de búfala, azeite de oliva, pimenta... Sempre a metade do prato.

    ResponderExcluir
  29. Jefferson Pereira26 de julho de 2013 23:44

    Dr, o senhor tem alguma indicação de estudos sobre o oleo de dende e tbm uma opinião formada sobre o mesmo?

    Li que é saudavel, que tem 45% de gordura saturada e que é resistente ao calor (diferente do azeite) , o que o senhor me diz?

    ResponderExcluir
  30. doutor eu fiz um exame de sangue ha uma semana e levei um susto quando vi que a glicose esta em 100 ,no exame anterior que tinha feito ha 4 meses atras estava em 85 ,eu tenho uma consulta com medico dia 12 de agosto mais estou muito ancioso para saber o que esta acontecendo,estou tao decepcionado que estou começando a questionar se esta valendo a pena tudo esse esforço,de um ano pra ca emagreci 30 kilo e consegui manter ,nao comou nem pao,nem arroz nem açucar,ate frutas esto comendo com muita moderaçao,minha alimentaçao e praticamente,peixe,carne,sardinha,quejo branco,verduras,creme de leite,gelatina,cha preto,e muita amendoa,mesmo quando estava com 105 kg minha glicose era de 83.
    ha quatro meses meu peso era 85 ,minha porcentagem de gordura era 16 %,colesterol total era 214, hdl era 46,triglecerideos era 86 e glicose 85 ,
    agora estou com 89 de peso 14% de gordura ,colesterol total 227,hdl de 56,trigleceriodeos 64 e para minha decepçao glicose 100.
    tem cabimento uma coisa dessa,sera que depois de um ano de alimentaçao baixa em carboidratos e 30 kilo mais magro e fazendo musculaçao 3 vezes por semana e caminhada 2 vezes por semana,depois de tudo isso sera que estou ainda com resistencia a insulina.
    desde ja agradeço sua atençao e sua jentileza

    ResponderExcluir
  31. Inclusive antes de engravidar , fazia diariamente 16 horas de Ji, limitava -me a comer duas vezes ao dia entre as 8 horas do dia que restava.

    ResponderExcluir
  32. Outra coisa, Erikah, vc já DISSE que melhorou com esta abordagem, então, você já deu a resposta! Sobre gravidez e low carb, veja http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/prezado-dr-souto-dieta-e-gravidez.html

    ResponderExcluir
  33. Hassan, pelo amor de deus, PÁRA COM ISSO!!!!!!!

    Tudo em você melhorou, TRINTA fucking quilos a menos, e você está querendo largar tudo por causa e UM exame de sangue!?!?! Desculpa, mas você está fora de si.

    Vou reproduzir um trecho de uma postagem: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/colesterol-iv.html

    "Onde e por que perdemos o bom senso? Quando foi que a medicina deixou de tratar doenças, e passou a tratar números? Quando foi que passamos a ignorar que a sensação de bem estar costuma ser um sinal de saúde?"

    Dito isso, vou lhe explicar o que acontece. Quem faz low carb tem glicemia em JEJUM e MATINAL mais alta, pois o cortisol começa a subir no final da madrugada para aumentar a gliconeogênese a fim de fornecer glicose fabricada pelo fígado para que o cérebro possa despertar (para vocês que são fanáticos por ciência, leia a explicação completa aqui: http://high-fat-nutrition.blogspot.com.br/2008/05/physiological-insulin-resistance-2-dawn.html). Mas sua glicemia MÉDIA, medindo nas 24h e não apenas pela manhã, diminui. Isso é facilmente constatado pela hemoglobina glicada.



    AGORA, se você realmente tem lido este blog e ainda acha que sua saúde e sua chance de estar vivo aos 80 anos de idade era maior com 30Kg a mais e sem fazer musculação nem caminhada por UMA merda de número apareceu mais alta em um único exame de sangue - bem, não há muito mais que eu possa fazer.


    Hassan, desculpa minha ênfase e minha linguagem, mas algumas coisas me tiram do sério.

    ResponderExcluir
  34. O interessante é que por muito tempo fiz uma atkins mais primal do que atkins propriamente dita... pq me baseei somente na indução... e na maior parte do tempo como mais primal que atkins...pq nao uso farelo de trigo, embora ainda use o amendoim, que nao é definitivamente uma alimento paleo( sobre a forma de pasta integral e farinha) e feijoes, muito eventualmente, os verdes, ou um fradinho, por ser baiana e nao ter conseguido dispensar um acarajé a cada 2 meses hehehe. Raramente uso farelo de aveia, pra um pao ou bolo mas em baixas qtdades, uso mais a farinha de amendoa ou de linhaça e evito o gluten... além nao usar mais soja... acredito que se nao fosse o feijao e a pasta de amendoim e a farinha de amendoim que eventualmente uso , eu já sera paleo hehe.

    Agradeço demais a ajuda, ler relatos de pessoas com os mesmos problemas além das suas considerações me tranquilizaram demais, acredito que possa mesmo ter uma relação entre as lecitinas e anti-nutrientes e o desencadeamento das crise, já que a porfiria é uma doença auto-imune, algo que ainda nao tinha parado pra pensar ... continuo com a certeza de escolher este caminho low carb pra minha vida e continuo tentando aos poucos evoluir para a linha paleo.

    Muito obrigada mesmo. Que toda a atenção que vc distribui aqui lhe seja devolvida em bençãos ao dobro.

    Abraço forte,

    Erikah

    ResponderExcluir
  35. doutor ,eu nao estou preocupado pelo numero em si ,pra mim se esta em 100 ou 1000 nao importa desde que isso nao tem consequencia ruim,o que me deixou preocupado se isso pode ser um sinal que tenho ainda resistencia a insulina,eu ja tinha lido varios comentarios seus respondendo a varios leiteros que estavam com colesterol alto,que se o colesterol esta alto e o resto esta bom pra que se preocupar com numero no papel,isso era sobre colesterol e nao glicemia.
    o que eu gostaria de entender,se existe outros fatores que enterferem na glicose alem do consumo de carboidratos.
    voce falou de cortisol ,entao quem vive em stress cronico como eu pelo que eu sei isso me deixaria sempre com cortisol alto e consequentemente com glicemia alta,sera que isso tem haver ?
    me desculpe doutor ,eu queria enteder melhor essa relaçao entre nivel de glicose e a resistencia a insulina.
    a minha preocupaçao e a resistencia a insulina e nao o numero em si
    obrigado

    ResponderExcluir
  36. http://www.marksdailyapple.com/healthy-oils/



    Leia a parte sobre Palm Oil (azeite de dendê).

    ResponderExcluir
  37. Dr, eu notei que estou com o mesmo sintoma, mas apenas nos lábios. Eu sempre usei manteiga de cacau, mas agora tenho que usá-la com muito mais frequência. Isso aconteceu mesmo nos dias quentes no fim no verão, não apenas no inverno. Se descobrir algo neste sentido, por favor nos avise.

    ResponderExcluir
  38. Erikah, o seu caso é um que poderia se beneficiar de um páleo mais estrito, com zero leguminosas (nada de amendoim e feijão) e sem aveia, para tentar colocar a porfiria em remissão total. Estou convencido de que a autoimunidade tem tudo a ver com permeabilidade intestinal, sendo este o problema do glúten e das lecitinas das leguminosas.

    ResponderExcluir
  39. Hassan, sabe o que me tirou do sério? Esta parte: "estou tao decepcionado que estou começando a questionar se esta valendo a pena tudo esse esforço". É preciso colocar as coisas em perspectiva.


    O que vc pensa que possa ter consequências mais ruins, 30Kg a mais de gordura ou a glicemia matinal de 100 (em uma única mensuração)???

    Há exames para medir diretamente a resistência à insulina, mas é desnecessário, pois é óbvio que está menor com 30 Kg a menos.

    O exame que interessa é a Hb glicada (ou HbA1c), que dá a média da glicemia nos últimos 3 meses.

    O que acontece com quem come high carb é que, antes de ficar diabética, a pessoa acorda com hipoglicemia reativa. Assim, a glicose é baixa em jejum pela manhã, quando vc mede no laboratório. Durante o dia, sua glicose vai a 200 depois das refeições de pão, massa e arroz, mas isso vc não sabe pois não mede.

    Já em low carb, sua glicemia sobe em jejum pela manhã por causa do "dawn phenomenon" descrito na minha resposta acima, e isso é NORMAL. Mas, durante o dia, sua glicemia fica entre 80 e 90 o dia inteiro, pois não há picos de glicemia. Resultado?? Sua glicemia MÉDIA diminui, embora de manhã ela possa estar maior. Não precisa acreditar em mim. Compre um glucosímetro na farmácia, custa menos de 70 reais. E meça sua glicemia vários dias e várias vezes por dia, antes e depois de comer.


    O stress crônico aumenta a glicemia sim. E falta de sono também, pelo mesmo mecanismo - cortisol.

    Agora, se vc vier com "estou tao decepcionado que estou começando a questionar se esta valendo a pena tudo esse esforço", EU NÃO RESPONDO MAIS!

    ResponderExcluir
  40. Já li que VLCD (very low carb diets) podem diminuir a quantidade de secreção mucosa, provocando ressecamento. Será?


    Em 27 de julho de 2013 14:03, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  41. É uma boa sacada. Eu tenho feito VLCD mesmo. Não devo chegar a 20g por dia, nem mesmo em finais de semana ou nos dias mais indulgentes. Vou testar adicionando um pouco mais de vegetais e batata doce.
    Obrigado, Dr!

    ResponderExcluir
  42. Franciele, comecei a dieta no mesmo dia que você. Já eliminei 6 kg e minhas medidas diminuíram em cerca de 7 cm. Cada corpo reage de uma forma. Não desista ! Eu ainda continuo seguindo com o novo estilo de alimentação, mesmo diante da incredulidade do meu marido e de uma porção de pessoas. O que interessa é que estou bem, com saúde e tenho em mente que meu corpo ainda está intoxicado pelos anos de abuso de gorduras ruins, carboidratos e açúcares e só o páleo e o estilo de vida low carb pode me ajudar a continuar com saúde.

    ResponderExcluir
  43. Voltei pra contar sobra a minha consulta com o endócrino por causa do meu hipotireoidismo. O médico é jovem e bastante experiente. Fui falando que tinha hipo à 8 anos e que achava que estava fazendo o tratamento errado e tal. Pra minha surpresa ele se levantou , pediu licença e veio apalpar minha glândula. Sentiu que tinha algo estranho, talvez nódulos. Sentou-se e pediu os exames todos que eu queria sem ao menos eu mencioná-los. Pra minha surpresa, perguntou quais medicamentos que eu tomava, qd mencionei que tomava o Tofranil (Imipramina), ele disse: pare já com esse remédio. Esse é o meu remédio para depressão, mas ele contém amido, o que me faz engordar absurdamente. Contei que faço a dieta paleolitica , ele foi super a favor. Disse que cortar carboidratos é uma excelente opção para quem tem Hipo. Falei que não como doce, nada que contenha açúcar, pão, bolo, etc. Ele disse que minha médica psiquiatra tem que trocar meu remédio por fluoxetina que é antidepressivo. Segunda estarei fazendo todos os exames que ele pediu, são muitossss e o USG da tireoide vou ligar pra marcar pois sai da consulta já era mais de 18 h ontem. Estou me sentindo mais segura, mesmo sabendo que posso ter nódulos, pelo menos sei que de agora em diante meus problemas serão resolvidos. E se eu tiver que operar juro que já estou preparada pra isso, pois venho lendo muito sobre este assunto e vendo muitas vitórias depois da cirurgia e sei que comigo não seria diferente. Eu vou conseguir!!!! tenho fé que agora vou conseguir estabilizar tudo e conseguir emagrecer também. Estou mais animada! Obrigada à todas que me deram forças qd eu me sentia insegura e com medo! Bjs

    ResponderExcluir
  44. Quem bom!

    Apenas um detalhe: a imipramina afeta o peso por afetar o apetite - trata-se de um efeito da droga no cérebro. Não tem NADA a ver com o amido. Pense: um comprimido de imipramina pesa quanto? 1/2 grama? Menos? Como esta quantidade ridícula de amido poderia afetar seu peso? Meia grama de amido é 0,5g de açúcar. Até um ovo tem mais do que isso, na forma de glicogênio.

    Em 27 de julho de 2013 18:42, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  45. Dr


    São 4 comprimidos por dia! Uma dosagem altíssima!

    ResponderExcluir
  46. Um endócrino que é a favor da restrição a grãos e açúcar? Compartilhe conosco o contato dele, por favor!

    ResponderExcluir
  47. Ok, que sejam 2g de amido. Pense: mesmo Atkins (dieta cetogênica, low carb radical) permite VINTE (20) gramas de carbs ao dia. Você está falando de DOIS (2) gramas.


    Em 27 de julho de 2013 19:13, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  48. Indique o blog para ele, e veja se ele autoriza a publicação de seus dados.

    Em 27 de julho de 2013 19:14, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  49. Sim, é é para onde vou migrar imediatamente, zona paleo a partir de agora, naos era dificil, já eliminei da minha vida tanta coisa que achei nao ser capaz de eliminar, e que me fazia muito mal, feijões , amendoins e aveia, alimentos com lecitina estarão abolidos da minha vida, eu já pensava em fazer isso, mas lá na frente, mas antes disso encontrei um bom motivo pra me adiantar nesses passos... e que bom. Estou feliz.

    Obrigada mesmo por tudo.

    ResponderExcluir
  50. Quero muito ouvir notícias em 2 ou 3 meses!


    Em 27 de julho de 2013 19:25, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  51. Oi Luiz
    Meu médico é sim a favor.No meu retorno indicarei o blog à ele sim. Ele é médico em Santos/SP.

    ResponderExcluir
  52. Pode deixar que te deixo a par de tudo... te mantenho informado sobre a evolução da gravidez. Foste meu anjo, neste dia...pode acreditar.

    ResponderExcluir
  53. Teresa Cavalcanti27 de julho de 2013 20:45

    Dr. Souto, eu entendo sua indignação e concordo, é muita melhora e apenas uma "aparente" piora. Só que é difícil de um dia para o outro pararmos de viver conforme fomos ensinados desde criança.


    Eu tenho sorte, pois minha mãe é espírita e acredita que tratamento muitas vezes não requer remédio e que médico nem sempre acerta, mas a maioria das pessoas está muito acostumada a considerar o que médico e o exame falam. Leva-se um tempo até se perceber que é preciso "ouvir" o corpo primeiro (:

    ResponderExcluir
  54. É, Teresa, vc tem razão. É que às vezes me bate um desespero quando uma coisa dessas acontece.


    Em 27 de julho de 2013 20:45, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  55. Ótimo! Eu sou de Santos e a maior parte dos meus amigos e familiares são também. Me ajudaria muito ter a quem indicar.

    ResponderExcluir
  56. Teresa Cavalcanti27 de julho de 2013 21:33

    Eu estava lendo os comentários do emagrecerdevez do último post e estava indignada com o tanto de gente perguntando se a manteiga tinha que ser light, se o leite podia desnatado e etc. Mas aí eu lembrei que há um ano atrás eu perguntaria o mesmo.


    A gente se acostuma com nossos hábitos e esquece que um dia fomos assim também. Mas o senhor já faz a sua parte (e a de muitos) com esse blog maravilhoso (: Dele eu conheci e adotei os hábitos, minha mãe também está adotando, uma amiga também adotou e estou ensinando para mais dois amigos. Olha só como se espalha!! Imagina o tanto de gente que lê aqui e fala para a família e amigos. De grão em grão… (=

    ResponderExcluir
  57. Tudo bem Dr, obrigada!

    ResponderExcluir
  58. Ufa! confesso que li com alívio essa última parte......tive medo que vc
    ficasse em dúvida, mesmo com as orientações do nosso amado
    mestre/médico......fico feliz por vc, continue firme......tantas
    melhoras vc já obteve.....graças a Deus! abraços futura mamãe....

    ResponderExcluir
  59. Era algo que eu já pensava em fazer, tava convicta já sobre o mal das lecitinas e dos anti-nutrientes e já tinha eliminado o trigo, e a soja da minha vida, faltava pouco pra eliminar o resto, esse foi o empurrão que eu precisava, e que bom que ele chegou,né! Estou mesmo muito feliz.
    Abraços pra ti tb flor.

    ResponderExcluir
  60. Minha experiência diz que não resseca. Ao invés de manteiga de cacau, use dexpantenol (bepantol) nos lugares ressecados, inclusive nos lábios.

    ResponderExcluir
  61. Também sou muito grato ao Dr. Souto pelo que faz, seu blog e o http://efetividade.net/ (produtividade pessoal) mudaram a minha vida! Com este último, eu fui apresentado à metodologia "ZTD" para finalmente organizar minha vida. Quanto ao Lowcarb-Paleo não há palavras para descrever a minha gratidão...(espero que desculpem a "fuga do tema").

    ResponderExcluir
  62. TradBr, continue firme e forte, também estou sofrendo com a descrença das pessoas, porém já começaram a perguntar o que estou fazendo que estou mais magra, tirei minhas medidas e reduzi 6 cm de cintura, isso não tem preço... Se me perguntar se sinto falta do arroz e feijão, digo que não, o mais dificil pra mim realmente foi deixar o pãozinho de lado... Mas está valendo a pena, e isso será pra vida toda!

    ResponderExcluir
  63. não se engane, a perda de peso inicial é apenas água.

    ResponderExcluir
  64. Talvez varie de organismo para organismo. Não sei. Só sei que fiquei com os lábios ressecados nos últimos 5 meses. Vou fazer esse teste com bepantol. Obrigado Patrícia!

    ResponderExcluir
  65. Patrícia, ainda sobre este assunto: talvez um aumento no consumo de sal possa ocasionar isso? Eu tenho consciência que tenho errado a mão no uso do sal depois que descobri que ele não é o vilão.

    ResponderExcluir
  66. Não creio que seja o sal. O sal pra nós é muito importante. E como está a ingesta de água?

    ResponderExcluir
  67. Dr Souto.. sobre insulina tenho uma duvida tremenda...faço low carb há 6
    meses, inclusive emagreci 14 kg com a dieta, transformei em LCHF um
    estilo de vida, porém fui a um endócrino que diagnosticou em mim uma
    resisencia a insulina, sempre perdi peso com dificuldade, mas não
    imaginava ter tais valores.. nos exames deram insulina 34mU/L e HOMA IR 7,6 além da glicose de 92. Ele sabe que faço uma dieta low carb entretando nao vejo ele uma certa experiencia como vejo em ti em relação a dieta em si.

    Pois bem, nao sei interpretar dados na área de saúde mas sei que alguns
    dados em low carb fornece uma interpretação errônea em relação a um
    diagnostico...pessoas que fazem low carb podem apresentar colesterol
    total maior, ou glicemia em jejum maior...e isso nao quer dizer
    proriamente um problema, já que essas pessoa fazem low carb e esses
    numeros já sao esperados.

    E em relação a meu caso, te pergunto, que direcionamento posso tomar? pq apresentaram esses valores? que direcionamento posso eu tomar? pq eu verdadeiramente nao entendo pq o exame deu esse resultado, eu estando na dieta direitinho..não devia ter dado normal?

    peço-te uma ajuda, um orientação e desde já agradeço

    ResponderExcluir
  68. Dr Souto.. sobre insulina tenho uma duvida tremenda...faço low carb há 6
    meses, inclusive emagreci 14 kg com a dieta, transformei em LCHF um
    estilo de vida, porém fui a um endocrino que diagnosticou em mim uma
    resisencia a insulina, sempre perdi peso com dificuldade, mas nao
    imaginava ter tais valores.. nos exames deram insullina 34mU/L e HOMA IR 7,6 além da glicose de 92. Ele sabe que faço uma dieta low carb entretando nao vejo ele uma certa experiencia como vejo em ti em relaçao a dieta em si.

    Pois bem, nao sei interpretar dados na area de saude mas sei que alguns
    dados em low carb fornece uma interpretaçao erronea em relação a um
    diagnostico...pessoas que fazem low carb podem apresentar colesterol
    total maior, ou glicemia em jejum maior...e isso nao quer dizer
    proriamente um problema, já que essas pessoa fazem low carb e esses
    numeros já sao esperados.

    E em relação a meu caso, te pergunto, que direcionamento posso tomar? pq apresentaram esses valores? que direcionamento posso eu tomar? pq eu verdadeiramente nao entendo pq o exame deu esse resultado, eu estando na dieta direitinho..não devia ter dado normal?

    peço-te uma ajuda, um orientação e desde já agradeço

    ResponderExcluir
  69. Elisa: em primeiro lugar, 92 de glicose em jejum é normal.
    A insulina e o HOMA estão mesmo altos. Mas como eram antes?


    Veja, há alguns danos metabólicos que são permanentes, outros que são hereditários, e outros ainda que melhoram apenas parcialmente. Muitos pacientes que foram diabéticos tipo 2 por muitos anos acabam matando as células beta do pâncreas e terão que usar insulina (embora em menor quantidade), mesmo que façam low carb bem direitinho - o dano já está feito. Muitas pessoas que já desenvolveram resistência à insulina por muitos anos, podem levar muito tempo para reverter apenas parcialmente o quadro - em inglês diz-se que estão "metabolically derranged", isto é, metabolicamente "bagunçadas" - estas pessoas sempre serão mais resistentes à insulina, sempre terão que manter low carb pois estão impossibilitadas de metabolizar níveis de glicose que uma pessoa normal metaboliza com facilidade (frutas doces, arroz, batatas).


    Você está no caminho certo. Com estes níveis de resistência à insulina, você estaria diabética em uma dieta high carb (ocidental padrão). Assim, vc não deve necessariamente se comparar com o que seria normal, mas com a situação muito pior em que vc estaria caso não comesse low carb e não estivesse 14 Kg mais magra. O que poderia afetar de forma muito positiva sua resistência à insulina é a atividade física - HIIT e musculação.

    ResponderExcluir
  70. Costumo beber bastante água, muito mais do que observo a maioria das pessoas tomar.
    Estou reduzindo o sal um pouco, eu tenho exagerado bastante. Saio das refeições com os lábios ardendo. Vou testar e te falo.

    ResponderExcluir
  71. LCHF produz efeito diurético eliminando sal na urina, por isso estudos não
    mostram vantagem em reduzir o sal. Creio que deve estar bem tbm nas boas gorduras certo? Mas faça o teste e fale no que deu!

    ResponderExcluir
  72. Opa, to quase nadando em gordura kkkkkk

    abracei LCHF com força...não tenho medo nenhum das boas gorduras.

    Mas estou achando que era exagero no sal mesmo. Antes parecia que havia nevado na minha comida. Agora estou colocando bem menos, mas ainda é uma quantidade que faria surtar qualquer médico ou nutricionista que não sabe do benefício do sal.

    Já me senti melhor hoje, passei muito menos manteiga de cacau. Muito menos mesmo. Até minhas vias nasais têm ficado menos entupidas e tenho usado muito menos Aturgyl.

    ResponderExcluir
  73. Olha só que absurdo da Coca Cola http://www.dietdoctor.com/coca-cola-sponsors-brazilian-obesity-conference

    ResponderExcluir
  74. Teresa Cavalcanti3 de agosto de 2013 23:32

    Nada é pior do que Mcdonalds patrocinando as olimpiadas. Até hoje não consigo entender a hipocrisia!

    ResponderExcluir
  75. divulgando já!

    ResponderExcluir
  76. quanta besteira nesse blog. histeria generalizada misturada com ortorexia.
    as pessoas precisam comer mais carbs, não menos!!
    quantas pessoas emagreceram e manteram o peso baixo a longo prazo com essa sua dieta terrivel dr souto? resposta: 0 (zero)

    estarei denunciando sua página para o conselho regional de medicina para que sejam tomadas as devidas providências devido ao alto nível de desinformação e má conduta de um profissional de saúde, que deveria estar zelando pela saúde da população.

    ResponderExcluir
  77. Resposta errada, querido.

    Eu sou um dessas pessoas.

    ResponderExcluir
  78. Maior cego é aquele que não quer ver!

    Dr. Souto, assim como outros médicos no mundo todo como William Davis, Andreas Eenfeldt, Robert H. Lustig, Jay Wortman, Peter Attia, Mary Vernon tentam trazer benefício e informação ajudando os pacientes a lutar contra os paradigmas atuais de nutrição que levaram a população a uma epidemia de sobrepeso e obesidade. Porque você não procura se informar um POUQUINHO antes de querer criticar o trabalho de uma pessoa altruísta como o Dr. Souto? Faz uma favor pra todos nós, VÁ ESTUDAR!

    ResponderExcluir
  79. Essas palavras e expressões são fáceis de escrever: besteira, "estarei denunciando"(sic), desinformação, má conduta etc. Por que ao invés desse caminho fácil você não procura informação e participa do debate de forma civilizada?
    A soberba é amiga íntima da ignorância!
    Tenha um bom dia entupindo-se de pães e tomando cerveja!

    ResponderExcluir
  80. Conheço todos os experts listados. Estão todos lutando contra a obesidade, diabetes e colesterol alto devido a uma dieta com excesso de gordura saturada e falta de carboidratos de qualidade. São boas pessoas apesar de tudo, só estão equivocadas e fazendo o que fazem muitas vezes por dinheiro e por vício em gordura animal.

    http://www.youtube.com/watch?v=3I02aVkdi_M

    ResponderExcluir
  81. Realmente esse cara é uma fraude...ele é contra o consumo de carne vermelha e derivados, mas a favor dos seu adorados grãos integrais...agora mostra pra gente onde seguimos a dieta ou referenciamos qualquer idéia desse cara que você postou...muito pelo contrário, quem está defendendo a dieta dele é você!!!


    Dr. Weil has continued to present his teachings to the general public through a series of best-selling books:Natural Health, Natural Medicine (1995); Spontaneous Healing (1995) and Eight Weeks to Optimum Health(1997). In The Healthy Kitchen (2002), he encouraged readers to consume more whole, unprocessed foods and organic produce, and to reduce the consumption of meat and dairy, replacing it with the protein and omega-3 fatty acids found in nuts and fish.

    ResponderExcluir
  82. Interessante Sr José Serqueira. Porque será que as pessoas que estão comendo mais carbs estão obesas, hipertensas, diabéticas, desenvolvendo infartos cardíacos, avcs (derrames) e tantas outras doenças que não existiam antes? Porque será que com essa dieta que você propõe a geração atual tem 40% de obesos (crianças!) e está com uma expectativa de vida menor que a geração anterior? Estudar faz bem...

    ResponderExcluir
  83. Interessante é que nenhum dos "usuários" de low carb, high fat que eu citei acima tem sobrepeso e nenhum deles se encontram nesse seu exemplo infame que visivelmente tem conflitos claros de interesse de quem produziu o vídeo, continuo com meu conselho, vá ESTUDAR, e ler ciência de verdade!

    ResponderExcluir
  84. Dr. eu tenho uma dúvida. Eu já entendi que não é preciso estar em cetose para emagrecer, mas eu gostaria de saber se há alguma relação entre o fato de que eu não consigo entrar em cetose (o medidor no sangue nunca dá mais do que 0.3) e minha dificuldade de emagrecer (já estou há 3 meses em LCHF e só perdi 700 gramas, e nesse período só sai dois dias da dieta quando comi doce). Se esse fato de eu não entrar em cetose pode indicar alguma resistência à insulina ou algum outro problema pior? É que vejo tantos relatos de pessoas que estão em cetose e que comem até chocolate amargo e não saem da cetose e eu que com no máximo 20g de carbos por dia sequer consigo entrar em cetose, e a única vez que isso aconteceu foi quando fiquei em jejum de 24horas (e o medidor acusou 1.0) mas mesmo assim quando jantei (low carb normal) o medidor já voltou a acusar apenas 0.3.
    Pergunto pois fico pensando se não tem alguma coisa pior que me dificulte perder peso. (só para constar sempre estive acima do peso desde criança e já tomei anfetaminas para emagrecer (clordiazepoxido por exemplo).

    ResponderExcluir
  85. Hahaahahahaahah!!! Que engraçado isso! Quem é vc?? O que vc faz, José Serqueira? Planta trigo?? Tem uma padaria? O que vc tem a ver com o que comemos ou deixamos de comer? Esse é um país livre, meu caro, não somos obrigados a comer como vc come. Vai nos prender? Vai prender minha avó pq ela cozinha na banha de porco desde de sempre e acha um bic mac fedido, e, pasme, está com ótima saúde aos 90 anos de idade? Vá cuidar da sua vida e nos deixe em paz. Coma o que quiser!

    ResponderExcluir
  86. Desinformação? Provavelmente o desinformado aqui é você. Não deve ter lido as publicações do Dr. souto nas quais ele sempre anexa referências e estudos científicos que embasam as informações que ele gentilmente compartilha conosco.

    ResponderExcluir
  87. E se, ao entrar no estilo de vida paleo, eu comer MUITO MUITO MUITO (afinal, ñ se conta calorias e é tudo delicioso). Se o meu problema for resistencia a insulina, vou emagrecer do msm jeito? obrigada.

    ResponderExcluir
  88. Se você fizer força pra engordar com Páleo, periga conseguir. Mas ao natural, as pessoas emagrecem e ficam normais, como sempre foi até o advento da pirâmide alimentar há cerca de 35 anos.
    Em 04/09/2013 18:41, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  89. Olá Dr. Souto. Vc indica exercicio físico obrigatoriamente no inicio da dieta paleo/low carb (apos o período de adaptação, claro), ou apenas como coadjuvante na perda de peso e qualidade de vida? Não tenho diabetes nem resistência a insulina, mas preciso perder gordura corporal (body fat 22%). Obrigada.

    ResponderExcluir
  90. Ajuda, é bom para a saúde, mas não é essencial
    Em 04/09/2013 19:23, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  91. Boa noite Dr Souto
    Saiu o resultado dos meus exames da tireoide. Um susto!
    Meu TSH deu 12,00 MICRO UI/ml ( valor de ref. até 5,60)
    Meu T4 deu 0,65 ng/dl
    Meu Anti-TPO: 882,00 UI/ml (valor de ref. inferior a 9,00)

    Os outros exames como por ex colesterol estava bons.

    Conversei com meu endócrino sobre a dieta low carb e ele disse que com esses exames assim, eu não vou emagrecer, pelo contrário, vou engordar.
    Pediu para que eu desse um tempo na dieta, mesmo sendo a favor dela. Mas lógico que me proibiu de comer glúten e outras coisas.

    Meu ultrasom da tireoide deu que estou com o lobo direito aumentado(6,3cm³) e inflamado.
    Ele já tinha sentido na consulta com a apalpação da glândula.

    Aumentou a dose de levotiroxina e trocou meu Synthroid por Euthyrox de 150 mcg, por 3 meses até repetir os exames.

    Agora sei porque iniciei a dieta com 86kg e fui parar nos 93kg atuais.
    Metabolismo parado ou quase parado, comendo gordura e engordando.

    Acho que agora tenho as explicações que tanto corri atrás para saber.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  92. Marcio, valeu pelas dicas. São poucos os que espalham o bem por aí (como indicar o blog do Dr. Souto para outras pessoas, por exemplo, e não guardar egoisticamente só prá nós). Por exemplo, recomendo também o método Kumon para aprender inglês (não é comercial nem nada, apenas uma constatação pessoal, pois sofrí e gastei muito na mão de cursos ineficientes). Grande abraço!!

    ResponderExcluir
  93. Sugiro que conheça o trabalho dessas pessoas, antes de fazer críticas vazias como esta.


    Onde estão as provas de que William Davis, Andreas Eenfeldt, Robert H. Lustig, Jay Wortman, Peter Attia, Mary Vernon são obesos? e têm diabetes?
    Este blog não é baseado em suposições e sim em pesquisa científica séria, com referências, por isso se mantém e tornou-se referência para pessoas que têm alguma percepção de que existe algo errado com nossa alimentação atual, e principalmente não se acham donas da verdade.

    ResponderExcluir
  94. O que acontece é que as pessoas estão comendo carboidratos em porcarias com muito açúcar refinado e sem nutrientes e estão cada vez mais sedentárias. Ou você acha que as pessoas estão se alimentando de grãos integrais, frutas, vegetais e carnes magras ? ;-)

    ResponderExcluir
  95. Grãos integrais? Sem comentários... Você está definitivamente no blog errado...

    ResponderExcluir
  96. como pão todos os dias, além de arroz e outros carboidratos e tenho 20 de IMC, colesterol e glicemia no nível adequado. ;-)

    ResponderExcluir
  97. tinha um amigo que estava obeso e infartou aos 29 anos. seu sonho era ser magro e saudável, fazia uma dieta extremamente baixa em carboidratos. nunca conseguiu perder peso definitivamente. sua refeição predileta era ovos e bacon. sinto falta dele.

    ResponderExcluir
  98. Qual a dieta que você propõe então, afim de ter saúde e longevidade?

    ResponderExcluir
  99. Inveja - a gente vê por aqui (internet).


    _____
    42

    ResponderExcluir
  100. José Serqueira, sua resposta está nesta postagem: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/09/o-mais-alto-nivel-de-evidencia.html

    Pensei durante o dia se deveria manter seu comentário, mas decidi que não, devido à falta de educação com que o mesmo foi formulado (o que caracteriza o ataque ad hominem, algo muito aquém do que se espera por aqui). Assim, vou apagar seus comentários e inclusive as respostas de outros leitores, porque isto aqui não é lugar de bate-boca. Se você tiver dúvida sobre um assunto específico, que você não tenha entendido, ou tiver algum artigo científico com GRAU DE EVIDÊNCIA 1 (ou seja, não me interessa opiniões pessoais de especialistas ou diretrizes de especialidades - me interessa CIÊNCIA dura e crua - DADOS, artigos originais), me envie para meu email particular.

    ResponderExcluir
  101. ok, obrigada. e a atual e famosa dukan, q ñ inclui gorduras, traria resultados mais rapidos? já q o corpo teria q tirar mais energia de si msm... (desculpe se estiver falando abobrinha)

    ResponderExcluir
  102. Não, te deixa com fome (pois vc precisa calorias para viver). Tem que ser HIGH FAT. ver a postagem de hoje.


    Em 4 de setembro de 2013 23:31, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  103. Vou esperar ansiosa a postagem, como sempre... Mas não acho que deixa com fome, pq é proteína à vontade... deu fome, coma. Sem contar q a proteína tbm ñ altera tanto o nível de insulina...

    ResponderExcluir
  104. Dr. Souto,o senhor sempre me surpreende! Parabéns pela atitude, não haveria melhor!

    ResponderExcluir
  105. Sei que vou chover no molhado, mas lá vai: sua resposta sobre low carb + medicação para corrigir o hipotireoidismo funciona sim. Eu estou vivendo isso. E já perdi 10 kg, em 4 meses.

    ResponderExcluir
  106. Dr. Souto, a ingestão de queijos (especialmente), iogurte e creme de leite pode atrapalhar a perda de peso? Isso seria um sinal intolerância à lactose?

    ResponderExcluir
  107. Para a maioria das pessoas (eu, inclusive), não. Para algumas pessoas, sim.
    2013/9/5, Disqus :

    ResponderExcluir
  108. Vou tentar então reduzir o consumo desses alimentos e ver se surte algum efeito no peso, e de quebra melhorar a acne. Abs.

    ResponderExcluir
  109. Dr. Souto, tenho uma dúvida. Você diz que come quando tem fome. Em alguns lugares e em depoimentos de quem emagreceu, leio que comiam de 3 em 3 horas. Quando ficamos muito tempo sem comer (pulando lanches por exemplo), nosso corpo não entende que deve estocar gordura visto que está algumas horas sem receber alimentos, nutrientes? O Sr. poderia falar um pouco disso? Preciso emagrecer e sempre leio seus artigos. Parabéns pelo site e por trazer informações que sempre precisamos.

    Abraços, Alan.

    ResponderExcluir
  110. Alan, esta é a lógica (errônea) dos nutricionistas, não da nossa fisiologia. Isto foi pesquisado em estudos científicos e, na verdade, o metabolismo segue na mesma velocidade comendo seguidamente ou com grandes intervalos.

    2013/9/5, Disqus :

    ResponderExcluir
  111. Dr Souto


    Olha só, parei dia 30 a dieta e ganhei bons 3 kilos. Não dá pra seguir o que o médico me pediu, em parar a dieta por um tempo, vou chegar nos 100kg. Estou desesperada!!!! Me pesei hoje, estou com 94kg. Não sei mais o que faze para perder peso...
    Ganhei uma bicicleta do meu marido e vou sair por ai pra pedalar, mas o cansaço que me atinge é gigante!!!
    Hj voltei pra dieta e pretendo não mais sair dela, nem se meu médico pedir "um tempo". Falo pra ele que parei e pronto.
    Existe algum alimento para quem tem hipotireoidismo, para acelerar o metabolismo? Ando pesquisando, mas as vezes leio cada besteira...preciso muito emagrecer... :(

    ResponderExcluir
  112. Alimento, não. Remédio.
    Em 05/09/2013 22:07, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  113. Perfeito! muito obrigado, Dr. Souto.

    ResponderExcluir
  114. Olá Biju


    Acho que qd meu TSH baixar talvez eu comece a emagrecer. Estou na dieta low carb e tomando o hormônio. O médico só me desanimou qd disse que demora 3 meses para baixar o TSH, acho muito tempo, para quem tem urgência em emagrecer, pois estou tendo dores do corpo todo por causa do peso.
    Como estão seus exames? Obrigada.

    ResponderExcluir
  115. Dr. Souto


    Alimento não, remédio. Quais seriam os remédios fora o hormônio sintético T4?


    Obrigada

    ResponderExcluir
  116. Olá !
    Não tenha pressa, porque cada corpo reage de uma forma. Eu venho engordando desde que casei, sem perder um grama e nunca havia feito dieta antes, talvez essa nova situação (a dieta e o hormônio) tenha também "despertado" o corpo de uma vez, rápido.Sinceramente, não tenho base para afirmar o que motivou esta perda rápida de peso. Mas tenha certeza de que seu sono irá melhorar, você terá mais disposição e quando vir a gordura corporal diminuir, vai ficar mais animada.
    Fiz os exames em maio (foi a primeira vez que apresentei alteração), e continuo com a dieta e o hormônio. Volto para postar quando tiver os resultados dos novos exames, para comparar. Sucesso e força !

    ResponderExcluir
  117. Estou me referindo ao T4 sintético, ou ao T3/T4 natural (não sou endocrinologista para decidir no caso específico qual seria o melhor), mas definitivamente há que aumentar a dose da reposição com estes níveis de TSH

    2013/9/6 Disqus

    ResponderExcluir
  118. Dr. Souto, li na TACO (Tabela Brasileira de Composição de Alimentos) que 40gr de arroz branco, cozido, ou seja, duas colheres de sopa rasas, têm aproximadamente 10gr de carboidrato. Essa informação procede? Se sim, posso consumir diáriamente essa quantidade de arroz sem prejudicar o emagrecimento? Além do carboidrato presente nas verduras e frutas (estas últimas eu quase não consumo), só como castanhas ocasionalmente (nem iogurte estou consumindo mais, pois acho que tenho intolerancia à lactose).

    Abs

    ResponderExcluir
  119. Arroz branco é uma "safe starch", ou seja, um amido seguro (não tem toxinas como o trigo, por exemplo). Pode comer um pouco, sim.


    Em 6 de setembro de 2013 15:02, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  120. Oba! Fico contente demais.. Abs.

    ResponderExcluir
  121. mas e a relacao omega 6/ omega3 ??

    ResponderExcluir
  122. Geralmente a quantidade de ômega 6 é desproporcional quando o óleo é refinado, como no caso de óleos de sementes.
    Azeite de dendê - até onde eu saiba - não é refinado. Se não me engano, a extração é mecânica (similar à do azeite de oliva) e não química.

    ResponderExcluir
  123. Não encontro Azeite de dendê puro aqui em SP. Todos que encontro tem óleo de soja...

    ResponderExcluir
  124. Também não tenho encontrado o 100% puro em lojas físicas, somente virtuais. Porém, como ainda não comprei em nenhuma delas, é arriscado indicar uma. Eu compraria em sites que aceitem !bcash, para que você consiga suspender o pagamento ao vendedor com facilidade, caso haja problemas na entrega.

    ResponderExcluir
  125. obrigada pela dica Luiz!

    ResponderExcluir
  126. Olá Dr Souto!

    tenho 32 anos e fui diagnosticada com DM2 na gestação há 1 ano. Minha glicemia de jejum tanto gravida qto agora sempre tem dado normal com valores 87,75 na gravidez e 65,71,80 após. Mas tanto na gravidez qto após o parto qdo faço o teste com destrosol aí aparece o problema e com valores bem alterados 65 jejum 207 pos dextrosol(3meses pos parto), 80 jejum (5 meses pos parto). Minha maior estranhesa é que nunca estive acima do peso. Peso 54kg tenho 1,63m . Desde os 13 anos comecei a usar adoçante e comer comida integral e não comer fritura ou comida com gordura.Em um ano podia contar nos dedos qtas vezes comia algo com açúcar (isso antes do diagnostico agora isso não acontece mais). Meu pai e mae não tem diabetes. Como estou amamentando não cortei carboidrato totalmente da dieta = como duas fatias de pao integral light pela manha e 2 frutas por dia, cmo proteína em todas as refeições. Já tive varias vezes antes de ficar gravida usando a dieta low carb as vezes NO-carb mesmo. Fa´co academia de 3 a 4x ao dia. Tens alguma sugestão para o meu caso? Detalhes meu colesterol e trigliceridios, peptídeo c, tsh,t4 etc... estão normais. E estou usando metformina 5 meses.

    ResponderExcluir
  127. A sugestão é que vc abandone completamente os grãos em especial o trigo. COMPLETAMENTE. Se quiser comer carbs, que sejam páleo (batata doce, mandioca, frutas, arroz branco). Agora, vc tem intolerância aos carboidratos - uma coisa hereditária. Eu, no seu lugar, manteria meu consumo de carboidratos baixo para sempre. Acho que é Mark Sisson que diz que a genética coloca as balas na arma, mas é o ambiente que puxa o gatilho. Mesmo estando carregada de balas, o tiro nunca vai sair da arma se você não ficar puxando o gatilho.

    P.S.: a orientação errônea que você e todos nós recebemos não ajudou em nada. Comida integral = açúcar. E pior, sem gordura.


    Em 14 de setembro de 2013 20:10, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  128. Eu também sou de Santos e vi que o Sr. conseguiu achar nata aqui em santos...
    Só achei no pão de açúcar e estava cara demais, aonde achou por um preço acessível !?

    ResponderExcluir
  129. Qual o nome do medico !?
    Por favor, nos indique

    ResponderExcluir
  130. Caro Dr. Souto,
    Ela disse o nome do medico, sou de Santos tambem e isso me ajudaria muito


    Grato.

    ResponderExcluir
  131. Empório Porãozinho, na Carvalho de Mendonça. Paguei R$5,40 e com quase o dobro do peso da vendida no pão de açúcar.

    ResponderExcluir
  132. Encontrei esse daqui no Carrefour de Santos por cerca de 10 dilmas. Diz ser puro, apesar da informação nutricional apontar somente 20% de gordura saturada, quando deveria ser próximo a 50%.


    http://www.hemmer.com.br/azeite-de-dende-puro-200ml.html

    ResponderExcluir
  133. Dr. Souto, estou já na dieta Low Carb ja faz 1 semana perdi 5kg, no cafe da manha só tomo cafe preto, com adoçante com aspartame, não sinto fome, fico ate o almoço (13:30) sem ingerir alimentos, sinto muita cede, mais não tenho fome, meu almoço consumo carnes com bastante gordura, e so volto a me alimentar no dia seguinte, pulando o jantar por falta de fome. Agora lhe pergunto estou errando ? O que o Dr. me aconselharia ?

    ResponderExcluir
  134. Olá Sergio,


    Dr. Souto me corrija se estiver errada, mas parece ótimo!!! Na sede, beba água, se tiver fome, coma até a saciedade. Os mecanismos naturais de fome e sede é que regulam o tanto de deve comer ou beber!

    ResponderExcluir
  135. Não há nada errado, está dando certíssimo para você!


    2013/10/11 Disqus

    ResponderExcluir
  136. Iniciei LCHF há 35 dias, iniciei Metformina há 20 dias, porém ainda não houve diminuição do IG, que continua por volta dos 180. Não paro mais com LCHF, pois em outros aspectos sinto-me muito bem. Perdi 10 kg e permaneço no peso atual sem perder mais (ainda bem, pois não quero perder mesmo).
    Se minhas células criaram tanta resistência à insulina do que adianta tomar insulina? (Idéia do meu endocrino). Se LCHF faz com que a insulina permaneça baixa mas meu IG ainda alto o que devo fazer para resolver esta questão?

    ResponderExcluir
  137. Persistir e - MUITO importante - comprar um glucosímetro. E descobrir quais alimentos elevam sua glicemia após 1h do consumo.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 19/11/2013 22:56, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  138. Obrigado pela atenção Dr. Souto. Tenho glicosímetro e meço o ID após o almoço e após jantar. Minha alimentação é basicamente ovos, carnes gordas (costela, cupim, bacon, sardinha, pescada amarela), queijo gorgonzola e minas curado com salame, muito alface, repolho roxo, brócolis, cebola roxa e alho. Meus líquidos são os chás e água. Fiz uma contagem do carboidrato e estou ingerindo até 20 g/dia. Fiz alguns testes com o glicosímetro e ele está relativamente calibrado, 7% acima do exame laboratorial. Independente da combinação dos alimentos acima a média de IG é sempre a mesma.
    As coisas estão confusas pra mim.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  139. Pode ser que o seu pâncreas já não fabrique mais insulina em quantidade suficiente, e nesse caso haveria vantagem em usar pequenas doses de insulina invejável (doses essas que seriam muito menores do que se você não estivesse em low carb). Ou pode ser que você tenha que ter mais paciência, e aguardar uma redução mais significativa da resistência à insulina, coisa de 90 dias, não poucas semanas. A DM começa com níveis mais ALTOS de insulina em virtude da resistência à insulina. No entanto, com o passar do tempo, as células beta do pâncreas vão se exaurindo e morrendo. Aí chegamos à essa sua (provável) situação: resistência à insulina e insulina BAIXA. Única saída, se a resistência à insulina não baixar significativamente (e a Metformina ajuda bastante aí, assim como atividade física regular), será suplementar com insulina injetável.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 19/11/2013 23:28, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  140. Dr Souto, vim trazer-te noticias da gravidez, estou hj na 25 semana, e algo anda me preocupando, tive 4 eventos ao total de hipoglicemianessses meses de gestaçao e ontem foi o meu ultimo com glicemia capitar em 65 mg/dl...estava trabalhando e desci pra comprar chocolate nestlê diet com maltitol, cheguei a ficar com glicemia de 75 mg/ dl, comi pedaços de queijo e tudo suscedeu-se bem...ainda faço dieta cetogenica com quebra pra refeeds de leptina com carbos paleo a cada 18-20 dias...nos demais dias fico em torno de 30 g a 35. g. carbos diariamente. Gostaria de uma orientação tua qto a esses eventos hipoglucemicos, minha ta permanece ekm torno de 11x7mmhg , nao tenho ganho de peso , ao c ontrario, eliminei 3 kg , nao tenho sofrido de polidpsia nem nenhum dos sintomas de diabetes gestacional...faço JIs eventualmente mas ontem nao fiz...sei q a gravidez aumenta o nivelde resistencia insulinica mas essa hipoglicemia era algo q nao esperava acontecer, devido a minha alimentaçao, por isso peço ajuda sobre o caminho q vc me indicaria seguir..ando com medo e sentindoame meio perdida...

    Desde ja te agradeço.

    Um abraço envolto em admiração

    Erikah

    ResponderExcluir
  141. Entendi, a paciência é o melhor remédio nesses casos. Vou aguardar mais 60 dias e repetir todos os exames.
    Bom, você Dr. Souto é aquele que considero um verdadeiro CIENTISTA. Pesquisa, estuda, divulga e ainda por cima separa tempo para esclarecer dúvidas. Aceite minha sincera admiração, sem bajulação.
    Preciso de sua autorização para mandar-lhe um e-mail. Abraço.

    ResponderExcluir
  142. Dr Souto,sei o qto deves ser ocupado e agradeço o carinho da resposta

    ...Qto ao problema da hipoglicemia fiz algumas mudanças antes mesmo de te ouvir e posso te dizer que tem dado certo, nesses dias nao sofri de hipoglicemia... nao estou mais fazendo JI, pelo menos nao mais todos os dias, estou comendo 3 vezes ao dia...fora o tempo que estou dormindo, evito ficar muito tempo sem comer...mas não sigo a regra das 3 horas...já como cenoura, beterrabas, desde o inicio da dieta, aumentei o consumo na gestação, e estou incluindo na minha alimentação mais frutas,como abacaxi, goiaba,manga, e até melancia,e...sempre ao final das refeições com bastante gordura ....além do nosso bom côco e abacate...só arrisco comer duas frutas unicamente sozinhas,( o côco e o abacate)...


    Aumentei tb o consumo do meu bulletroof,...pra 3 vezes ao dia, assim achei que sobraria mais glicose pra o Kaíque, já que ceto-adaptada eu iria preferir usar a gordura como energia,poupando quem sabe parte da glicose..........como eu sei que entre 6 a 14 horas após a alimentação o corpo tira energia do açucar no sangue, então resolvi que devo me alimentar a cada 8-12 horas.

    Tenho monitorizado 3 vezes ao dia minha glicemia, coisa que só fazia qdo sentia necessidade, os tais sintomas incomodos...mas agora to monitorizando independente dos sintomas......bem e é isso que ando fazendo e por enqto tem dado certo....se eu voltar a ter episodios de hipoglicemia, aumentarei sim a qtdade de carbos mas de forma gradativa...os refeeds me mostraram o qto sou intolerante aos carbos, mesmo sendo eles paleo como tenho feito,pois o unico carbo nao paleo que no refeed tenho consumido é o arroz, por ser um carbo seguro..mas o que posso te dizer éque a compulsao volta consideravelmente...meu HOMA já era alto antes de fazer a dieta, o que indica que tenho resistencia insulinica irreversivel a caminho de uma diabetes....e é dela que tenho fugido, tal como o diabo da cruz hehehe.

    Se continuar tendo hipoglicemia vou subir sim os carbos mas de forma gradativa, mas peço a Deus que ele continue permitind0 que eu fique nessa vida cetogenica que tanto adoro hehehe

    Eu sou muito apegada a cetose, algo que com o tempo vou ter que trabalhar na minha cabeça, praticar esse desapego...entendo bem isso e já vejo essa necessidade futuramente.

    Agradeço demais a ajuda...a diferença imensa que vc faz na vida das pessoas, e saiba que na minha então ter vc por perto foi fundamental. Deus te abençoe enormemente sempre.

    Erikah

    ResponderExcluir
  143. Já usei muito a canela,deixei de fazer no inicio da gravidez, por toda polemica que gera em torno dela,mesmo acreditando nao ser abortiva, nao usei mais...gosto muito dela sim, foi uma aliada boa minha no inicio, voltarei a fazer uso..obrigada!

    ResponderExcluir
  144. Luís Fernando Prado6 de maio de 2014 12:22

    Comigo está ocorrendo algo diferente. Tenho intolerância à insulina há alguns anos, mas nunca tive problema com obesidade. Minha estatura é 1,78m e estava com 75Kg quando, há três meses atrás, deixei de ingerir glúten, laticínios industrializados, refrigerantes, milho e açúcar. Mudei a minha vida para melhor. O problema é que eu não paro de perder peso. Já estou com 63Kg, portanto, perdi 12kg em três meses e continuo emagrecendo. Meu café da manhã é chá, ovos, tapioca ou mandioca ou inhame ou batata doce, e uma fruta. Meu almoço é feijão, arroz, carne (ou peixe ou peito de frango) e salada. Meu lanche da tarde é ovos com tapioca e chá e meu jantar alguma proteína com salada, arroz e ou macarrão de arroz, ou sopa. Depois que eu parei de ingerir o glúten, não sinto tanta fome e todas as minhas taxas ficam normais e olhe que fiz mais de quarenta exames, incluindo hormônios, proteína c-reativa, dhea, glicemia em jejum (86), etc. Não confio mais em médicos, pois eles prescreveram Glifage, mas só melhorei minha glicose (de 116 para 86) quando suspendi o remédio e passei a caminhar. E quanto a esse meu emagrecimento contínuo? O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  145. Pode ter certeza que vai parar

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 06/05/2014 12:22, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  146. Luís Fernando Prado6 de maio de 2014 14:25

    Boa tarde a todos! Tenho intolerância à insulina há
    alguns anos, mas nunca tive problema com obesidade. Minha estatura é
    1,78m e estava com 75Kg quando, há três meses atrás, deixei de ingerir
    glúten, laticínios industrializados, refrigerantes, milho e açúcar.
    Mudei a minha vida para melhor. O problema é que eu não paro de perder
    peso. Já estou com 63Kg, portanto, perdi 12kg em três meses e continuo
    emagrecendo. Meu café da manhã é chá, ovos, tapioca ou mandioca ou
    inhame ou batata doce, e uma fruta. Meu almoço é feijão, arroz, carne
    (ou peixe ou peito de frango) e salada. Meu lanche da tarde é ovos com
    tapioca e chá e meu jantar alguma proteína com salada, arroz e ou
    macarrão de arroz, ou sopa. Depois que eu parei de ingerir o glúten, não
    sinto tanta fome e todas as minhas taxas ficam normais e olhe que fiz
    mais de quarenta exames, incluindo hormônios, proteína c-reativa, dhea,
    glicemia em jejum (86), etc. E quanto a esse meu
    emagrecimento contínuo? O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  147. Luís Fernando Prado7 de maio de 2014 09:16

    Obrigado, Dr. Souto. Seria adequado começar a fazer musculação?

    ResponderExcluir