sábado, 7 de setembro de 2013

Reportagem no jornal Zero Hora

Saiu na Zero Hora de hoje, com chamada de CAPA:




A reportagem ficou bem interessante, e os dois pacientes citados foram indicados por mim. Como é praxe, para manter o equilíbrio jornalísticos, foram entrevistadas também vozes discordantes.

Reproduzo, abaixo, a reportagem, com minhas respostas às críticas em vermelho.

http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/vida/noticia/2013/09/conheca-a-polemica-dieta-paleolitica-4260512.html
Conheça a polêmica dieta paleolítica

Proposta é comer apenas aquilo que se pode caçar, coletar ou tirar da terra. Ou seja, alimentos como arroz, feijão, trigo e cevada são excluídos

Conheça a polêmica dieta paleolítica Ilustração de Fernando Gonda/Arte ZH
Comparação entre a pirâmide alimentar tradicional e a pirâmida da dieta paleolíticaFoto: Ilustração de Fernando Gonda / Arte ZH
*Colaborou Lara Ely 

Você já viu um leão comendo vegetais? Ou uma vaca se alimentando de carne? Certamente não, já que esses produtos não fazem parte da dieta natural destes animais. Se eles ingerissem esses alimentos, ficariam doentes ou não teriam energia suficiente para viver. E qual seria a dieta natural do homem, aquela para a qual estamos biologicamente evoluídos e, portanto, preparados e adaptados para seguir? 

A resposta para essa pergunta é o principal mote de uma forma de alimentação que está ganhando adeptos em todo o mundo: a dieta paleolítica, ou, simplesmente, a paleo. 

Segundo seus defensores, a melhor dieta para o homem é aquela praticada pelos nossos ancestrais pré-históricos. Ou seja: coma apenas aquilo que você poderia caçar, matar, colher ou tirar da terra, como um homem das cavernas.

Um dos mentores da dieta paleolítica é o médico e professor da Universidade Estadual do Colorado (EUA) Loren Cordain. Apesar de ter conquistado popularidade recentemente, a teoria surgiu em um estudo publicado em 1985 no The New England Journal of Medicine. O artigo argumentava que o genoma humano não teve tempo de se adaptar a alimentos que não faziam parte da nossa dieta antes do advento da agricultura.

— Estamos na Terra há mais de 2 milhões de anos, e a agricultura foi desenvolvida há menos de 10 mil anos, o que corresponde a apenas 0,5% do tempo da nossa existência. A agricultura, portanto, é muito recente do ponto de vista evolutivo, e é evidente que estamos geneticamente adaptados à alimentação do período paleolítico, e não à que temos hoje — sustenta o médico urologista e autor de um blog sobre o tema José Carlos Souto.

No paleolítico, os fatores geográficos eram determinantes, e diversas dietas eram seguidas pelos humanos. Os esquimós alimentavam-se basicamente de carne de baleia, peixe e poucas frutas. Os aborígenes australianos, de diversos tipos de caças. Os habitantes da floresta amazônica tinham uma farta oferta de frutas, raízes e folhas, mas poucas carnes. 

Alimentos "plantados", como arroz, feijão, trigo e cevada, são excluídos
A dieta paleolítica proposta para os dias atuais opta por encontrar pontos em comum a todas essas versões: a ausência de grãos, de óleos extraídos de sementes (soja, algodão, canola e milho) e de produtos processados e artificiais. A presença do leite é polêmica: alguns aceitam, outros rejeitam. 

— A dieta paleo contém raízes e tubérculos como batatas (doce ou inglesa), aipim e todos os tipos de carne. O que não faz parte são os alimentos plantados: cereais (aveia, trigo, centeio, cevada, arroz, milho) e leguminosas (feijões, lentilha, ervilha), além, é claro, dos industrializados — diz o nutricionista e bioquímico Gabriel de Carvalho.

Comida de verdade
Apesar de considerarem a dieta de nossos ancestrais a mais apropriada para o organismo dos humanos modernos, os seguidores da paleo ressaltam que o modo de vida e o atual acesso aos alimentos tornam impossível comer hoje o que um homem das cavernas comia. 

— É absolutamente impossível seguir a dieta paleolítica com rigor. Hoje, você compra a carne no supermercado, e ela não tem nada a ver com a carne paleolítica. Vem de animais estressados, que não recebem sol, não têm vida livre, comem ração. A composição da carne e da gordura do animal é completamente diferente. Só aí já acabou a dieta — enfatiza o nutricionista e bioquímico Gabriel de Carvalho.

A saída estaria em apostar em alimentos de procedência mais natural possível. Dar preferência a vegetais orgânicos, à carne de animais criados no pasto, a ovos de galinhas não confinadas e que não comam ração. E rejeitar tudo que for processado e industrializado. 

— Desconfie de todos os alimentos processados que venham dentro de uma embalagem, com rótulo e ingredientes impronunciáveis. As pessoas devem se focar no que chamamos de comida de verdade. Se eu perguntar como se faz um bife com ovo, todo mundo sabe a resposta. Mas para fazer um salgadinho de pacote é preciso uma fábrica, processos industriais, corantes, conservantes, enfim, não é comida de verdade — afirma Souto.

Trigo, o vilão da vez
Base para alimentos fartamente consumidos, como pães, massas, bolos e pizzas, o trigo tem uma alta capacidade de "viciar" os consumidores. Isso poderia ser a causa de uma série de doenças e seria a razão principal da epidemia mundial de obesidade 

— Com sua tradição italiana, a gastronomia do Rio Grande do Sul teria uma perda considerável se fosse banido do cardápio todo e qualquer alimento feito de trigo. Pizzas, lasanhas, massas e até o sagrado pãozinho ficam de fora da chamada dieta paleolítica. Isso porque, segundo os que acreditam nesta corrente, o trigo é um dos principais vilões da alimentação moderna.

— Lançado este ano no Brasil, o livro Barriga de Trigo, do cardiologista americano William Davis, embasa cientificamente essa teoria ao trazer argumentos que dão suporte ao fato de que doenças como a obesidade, o diabetes, problemas imunológicos e neurológicos, como a doença celíaca, a artrite reumatoide e a demência, além de doenças do intestino e do coração, podem estar associadas ao consumo exagerado do grão.

— De acordo com o autor, as mudanças genéticas responsáveis por tornar o trigo resistente a pragas e mais produtivo nas lavouras também influenciaram para torná-lo prejudicial à saúde humana. Outro motivo é a alta capacidade do alimento de viciar os consumidores e elevar o índice glicêmico — em certas ocasiões, para níveis mais altos até do que alguns doces. 

— Depois de prescrever um regime sem trigo para mais de 2 mil de seus pacientes em situação de risco e observar resultados satisfatórios, o cardiologista concluiu que não é a gordura, o açúcar (na verdade, o autor não isenta o açúcar, pelo contrário, considera-o um dos grandes problemas, juntamente com o trigo) ou o sedentarismo que está causando a epidemia mundial de obesidade, mas sim o trigo.

Muita carne e nada de grãos
Longe de ser unanimidade, a dieta paleolítica já conquistou a antipatia de muita gente. Os pontos mais controversos são a total liberação de carnes e a exclusão dos grãos. A desconstrução da pirâmide alimentar, que tradicionalmente tem como base os cereais, pães, tubérculos e raízes, é um dos princípios da paleo.

— A pirâmide alimentar está completamente equivocada, não tem nenhuma base em ciência. Ninguém vai perder peso adequadamente com uma alimentação cuja base são farináceos, pães, massas, bolos e mingaus — diz o médico José Carlos Souto. A fonte para os nutrientes que seriam fornecidos pelos cereais e grãos é substituída por outros alimentos na dieta paleo, explica o nutricionista Gabriel de Carvalho.

— O consumo de grãos pode ser eliminado. Não existe nutriente presente exclusivamente nestes alimentos. O que temos no trigo, na aveia, na cevada, no arroz, obtemos nas raízes como batata-doce, que é muito saudável, batata inglesa, aipim, carnes, frutas, sementes, folhas, legumes, tubérculos, cenoura, beterraba.

Embutidos e frituras são o problema
A alta ingestão de carnes, outro ponto fundamental da dieta paleolítica, também gera controvérsia. A gordura saturada das carnes seria um dos principais problemas, o que, segundo Carvalho, não passa de um mito (Os estudos prospectivos e randomizados e todas as metanálises são unânimes em afirmar que a gordura da dieta não está relacionada ao risco de doenças cardiovasculares. Se você é novo neste blog, clique aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui,aqui, aqui, aqui, aqui, e aqui.).

— A gordura saturada não mata do coração. A maioria dos estudos recentes não relaciona o consumo de gorduras saturadas de carnes gordas (Os estudos prospectivos e randomizados e TODAS as metanálises são unânimes em afirmar que a gordura da dieta não está relacionada ao risco de doenças cardiovasculares. Se você é novo neste blog, clique aquiaquiaquiaquiaquiaquiaquiaquiaqui,aquiaquiaquiaqui, e aqui.), mas sim de embutidos, com a morte cardiovascular. Embutidos são um problema grave na alimentação. Óbvio que ninguém está recomendando comer carnes fritas, que também é um problema comprovado. Embutidos e frituras são o problema, não a gordura em si — defende Carvalho.

Nem todos concordam. A nutricionista e especialista em nutrição clínica Joselaine Sturmer vê com desconfiança tanto a liberação total das carnes quanto a exclusão dos grãos.

— Eu não indicaria essa dieta para ninguém. Temos que ter cuidado porque, ao excluir grupos alimentares, podemos retirar nutrientes que fazem falta ao organismo (discordo. A densidade nutricional aumenta muito em uma dieta paleo. Clique aqui. É só parar para pensar: de que forma uma dieta na qual farináceos e açúcar são removidos e substituídos por vegetais variados, carnes, ovos, poderia ter MENOS nutrientes?). Não comer carboidrato pode levar à perda de massa magra (discordo: embora qualquer perda de peso possa acompanhar-se de alguma perda de massa magra, uma dieta dieta pobre em carboidratos, adequada em proteínas e rica em gorduras naturais favorece a preservação da massa magra - clique aqui) e de fonte de energia (discordo, nosso corpo pode usar carboidratos ou gordura como fonte de energia). Tem uma hora em que o corpo tem necessidade de uma fonte de energia (ibid). Além disso, comer carnes à vontade é perigoso (discordo, clique aqui e aqui), porque elas têm gordura (Os estudos prospectivos e randomizados e TODAS as metanálises são unânimes em afirmar que a gordura da dieta não está relacionada ao risco de doenças cardiovasculares. Se você é novo neste blog, clique aquiaquiaquiaquiaquiaquiaquiaquiaqui,aquiaquiaquiaqui, e aqui.) e podem roubar nutrientes (afirmação bizarra demais para comentar, deve ter sido citada de forma errada pelo jornal) de nosso organismo. A proteína em exagero pode roubar cálcio (discordo, clique aqui), e você acaba consumindo mais sódio (mesmo que fosse verdade, ainda assim estaria errado, clique aqui), o que pode causar uma sobrecarga renal (discordo, clique aqui) — afirma. 

O nutricionista e professor de bioquímica e nutrição esportiva do Unilasalle Joelso dos Santos Peralta também tem ressalvas às restrições da dieta paleo.

— A deficiência de carboidratos afeta o cérebro (discordo, clique aqui) e aumenta o catabolismo proteico (discordo, clique aqui), onde os indivíduos verdadeiramente perdem peso, mas muitas vezes à custa de massa muscular (discordo, clique no link acima, ou veja este exemplo; o emagrecimento pode sim implicar algum grau de perda de massa magra com qualquer dieta, embora low carb páleo facilite a preservação da mesma) — afirma. (não deixe ainda de ler este artigo para constatar que até mesmo atletas de elite não perdem desempenho nem massa magra com low carb: Paoli, A. et al., 2012. Ketogenic diet does not affect strength performance in elite artistic gymnasts. Journal of the International Society of Sports Nutrition, 9, p.34. Available at:http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3411406/ [Accessed September 7, 2013].)

A adaptação genética também é discutível, afirma o professor de História da UFRGS Anderson Vargas. Sendo o homem onívoro desde sempre, não há regra para determinar a dieta natural do ser humano, diz ele (leia aqui e aqui).

— Penso que a medicina não tem condições de determinar nossa dieta conforme nossa misteriosa biologia. Historicamente, posso dizer que o homem não tem sido determinado pelo DNA nesse aspecto (o DNA é que foi moldado pelo ambiente). Se os homens das cavernas se preocupassem com seu DNA, talvez ainda estivéssemos morando nas mesmas cavernas", pondera Vargas (este é outro caso em que, seguramente, o entrevistado foi citado erroneamente, e não requer comentário).

Balança e exames em dia
 
Leonardo Petersen Pires, segue a dieta paleolítica a cerca de dois anos e emagreceu 30 quilos 

Foto: Fernando Gomes
Os possíveis malefícios (imaginários) de optar por uma dieta do tempo das cavernas não foram sentidos pelo programador Leonardo Pires, 28 anos. Seguindo as premissas da paleo há um ano e três meses, ele viu o ponteiro da balança, o colesterol ruim e os triglicerídeos caírem (isto é o efeito esperado, veja aqui). Acostumado a seguir diversas dietas e sempre ser vítima do efeito sanfona, ele conseguiu emagrecer cerca de 30 quilos, manter o peso e a saúde sem sofrimento.

— Meu neurologista ficou impressionado com a evolução dos meus exames e achou inacreditáveis os resultados com o tanto de gordura saturada que eu como — conta.

Apesar de parecer bastante restritiva, Leonardo conta que não sente dificuldade em segui-la. Ele optou por limitar a quantidade de carboidratos diários e deixar que a fome ditasse o que e quanto come.

— A principal diferença entre as dietas que eu segui anteriormente é que tudo era baseado em contagem de calorias: eu comia menos calorias do que precisava para viver, meu corpo passava fome, e eu emagrecia. E eu cortava tudo o que eu gostava, só podia comer alimentos que para mim não têm gosto — conta.

Satisfeito com o resultado positivo na balança e na autoestima, Leonardo encara a sua nova alimentação como um estilo de vida, sem prazo para acabar.

— Não faz sentido eu voltar a comer carboidratos indiscriminadamente se eu sei que é algo que faz mal para a minha saúde. É só ver meus exames, estou muito melhor hoje — declara.

O fotógrafo Luis Felipe Ulbrich, 41 anos, segue a dieta paleolítica há oito meses. A indicação veio a partir do diagnóstico de uma neuropatia periférica, doença que afeta os nervos das extremidades do corpo, como as mãos e os pés.

— Eu comecei a sentir os dedos dormentes e perder o equilíbrio. Busquei um especialista em coluna, mas ele não conseguiu diagnosticar a problema. Me indicou outro médico (adivinhe quem?), que me propôs um teste: retirar o glúten da minha alimentação por um mês. O resultado foi absurdo, já me senti muito melhor —conta.

Após o teste, Luis passou a seguir a dieta paleolítica completa. Perdeu 15 quilos, mesmo sem considerar que estava acima do peso, melhorou da neuropatia e voltou a praticar esportes.

— Sempre que como algo fora da dieta, os sintomas da neuropatia aparecem imediatamente. Estou bem entusiasmado com o que estou fazendo, eu tive uma melhora bem grande.

195 comentários:

  1. Parabéns Dr. Souto!


    Meio off:topic, muito bonita a arte da capa do ZH que indica a matéria.


    _____
    42

    ResponderExcluir
  2. Genial a parte em que rebateu os tipicas "criticas" anti-paleo/lowcarb dos desinformados. Muito bom!!

    ResponderExcluir
  3. Pena que estes comentários não estão no jornal...
    Em 07/09/2013 13:21, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  4. Laura Andréa Freitas7 de setembro de 2013 14:17

    Dr Souto,enviei um email,o senhor recebeu?
    Muitas dúvidas quanto as sementes.....CAstanha de cajú,amendoas,etc....como sou diabética tipo 2....
    Parabéns pelo artigo!

    ResponderExcluir
  5. Show de bola...que bom que cada vez mais está saindo na mídia algo sobre a comida de vdd..Dr Souto não sei se é sua intenção mas o lançamento de um livro seu ia abalar mta coisa por ai..rs..oq acha da idéia?Já é a segunda reportagem que te procuram por causa do Blog que está muito acessado...Se tiver um projeto assim nos mantenha informado...Minha vida mudou mto dps do descobrimento desse blog

    ResponderExcluir
  6. É uma frase clichê mas... como vivemos tanto tempo sem perceber o óbvio?

    ResponderExcluir
  7. Bonita mesmo ficou a pirâmide alimentar tradicional...conseguiram até transformar os grãos na base em frutas e hortaliças...efeito instagram?

    ResponderExcluir
  8. que trabalhão! Fiquei cansado só de passar o mouse sobre os hyperlinks

    ResponderExcluir
  9. porque o óbvio não existe!!

    ResponderExcluir
  10. O melhor dessas matérias (mesmo com os erros) é que deixa as pessoa curiosas! Aí vão procurar pela dieta, vão se informar... e isso é muito bom! Daqui a pouco Dr. Souto na Globo!

    ResponderExcluir
  11. Por que ninguém cobra os dois nutricionistas citados na reportagem, que são contrários à dieta páleo, sobre comprovação científica das suas afirmações?

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pela matéria, eu fico feliz cada vez que vejo mais uma pessoa aprendendo a se alimentar corretamente, no meu círculo de amizade já são umas 8 pessoas e uns 60kg a menos somando o emagrecimento de todos que varia de 4kg a 18kg cada. Espero que essa matéria possa realmente instigar as pessoas a conhecer e seguir a dieta!

    ResponderExcluir
  13. Roberta Carla Evangelista7 de setembro de 2013 16:10

    Ótima postagem!!! Como sempre!!!

    ResponderExcluir
  14. Que absurdo! Falam sem base científica, até quando? Mas o lado bem disso tudo é que quem faz a dieta comprova com exames e relatos de a dieta paleo é tudo de bom! Tô sonhando com uma bela reportagem do Dr. Souto na globo!

    ResponderExcluir
  15. Souto, bravíssimo. É engraçado o vício na ideia de uma pirâmide alimentar. Para que isso? E não te preocupas. Quem lê jornal, frequenta a internet. E quem frequenta a internet, depois de lida a matéria, terá acesso a este blog. Mudando de assunto: saíram meus exames mais recentes! HGlicada: 5,3, rá!!!

    ResponderExcluir
  16. A reportagem ficou bem legal, mas rolou um "efeito instagram" na base da pirâmide alimentar tradicional...cadê os grãos?

    ResponderExcluir
  17. Ah, agora eu vi. Na internet, não apareceu, mas no jornal tem um monte de pães lá em baixo!


    2013/9/7 Disqus

    ResponderExcluir
  18. E do lado paleo, o que colocaram para corresponder com os "pães" ?

    ResponderExcluir
  19. Já falei com um bando de gente arrogante que diz que leu toneladas de "estudos científicos sérios" (sic) que dizem que gordura faz mal. Estranho que nunca me mostraram esses tais estudos. Estou até hoje aguardando.

    ResponderExcluir
  20. e faltaram os ovos do nosso lado

    ResponderExcluir
  21. Regiane Afonso Ramos7 de setembro de 2013 16:44

    Patricia...Dr. Solto tem mesmo que dar entrevista na Globo...não aguento mais pessoas me chamando de louca...que eu vou virar uma porca..rsrs....não vejo a hora de perder meus kilos pra esfregar na cara dessas pessoas...é muita discriminação em relação a gordura....afffff

    ResponderExcluir
  22. Água (!)


    2013/9/7 Disqus

    ResponderExcluir
  23. São estudos retrospectivos populacionais, nível de evidência 3 pra baixo.

    Em 7 de setembro de 2013 16:33, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  24. Mês que vem terá uma entrevista REALMENTE boa na revista Runners, da Abril - aguarde... Aos poucos, a coisa vai de espalhando.


    Em 7 de setembro de 2013 16:44, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  25. Dr. Souto, quais seriam as maiores fontes de ferro numa alimentação low-carb/paleo? Outra dúvida, a aveia tem mesmo glúten? É que meu filho ama papa de aveia e desde que comecei a adotar os conceitos paleo pra ele não fiz mais, e ele fica pedindo (detalhe: ele tem atraso no desenvolvimento neuro psicomotor generalizado por hipóxia perinatal e estou testando se a ausência de glúten vai interferir no comportamento/desenvolvimento. Obrigada mais uma vez, torcendo para Dr. Souto na globo, hahaha!

    ResponderExcluir
  26. Que loucura, kkk, água??? Podiam pelo menos ter colocado, ovos, manteiga e nata, hahahaha!

    ResponderExcluir
  27. Vamos então nos programar para comprar a revista, pra mostrar pros editores que esse assunto dá IBOPE, não é galera?

    ResponderExcluir
  28. Esfrega isso na cara de quem disser que aveia não tem glúten:


    "O glúten é obtido através da mistura destas proteínas que se encontram naturalmente na semente de muitos cereaisda família das gramíneas (Poaceae), subfamília Pooideae, principalmente das espécies da tribo Triticeae, como o trigo, cevada, triticale e centeio, ou em espécies da tribo Aveneae, como a aveia."
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Gl%C3%BAten

    ResponderExcluir
  29. Eu já estava bem inclinada em achar que toda aveia tem glúten, é que essas casas de "Produtos Naturais" adoram vender umas "Aveias sem glúten" aí acabava ficando meio na dúvida, entendesse Luiz?

    ResponderExcluir
  30. Eu passo longe de lojas ditas naturais, tipo Mundo Verde. Eles são adeptos da "alimentação natural ocidental", que considera saudáveis alimentos como grãos integrais e frutose. No máximo eu compro um óleo de côco.

    ResponderExcluir
  31. Dr., é possível sugerir à Runner que solicite estudos de grau de evidência nível A que suportem a opinião dos profissionais consultados e, caso eles não apresentem tais estudos, que a reportagem faça uma ressalva clara e direta?

    ResponderExcluir
  32. Maior fonte de ferro é a carne
    Aveia tem pouco glúten - tem muito é carboidrato mesmo. Mas pouco glúten

    Em 7 de setembro de 2013 17:05, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  33. Mas foi melhor assim, para não assustar os leigos!


    2013/9/7 Disqus

    ResponderExcluir
  34. Neste caso, eu já li a reportagem inteira e, a não ser que mude, ficou a melhor de todas. Eu tive chance de réplica.


    Em 7 de setembro de 2013 17:31, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  35. André,
    O que quer dizer o número 42? Fiquei curiosa...

    ResponderExcluir
  36. Dr. Souto, foi a melhor reportagem publicada até agora.
    Como disse a minha filha, o Sr. está "causando" na internet e na imprensa e ficando poderoso!

    ResponderExcluir
  37. Quanto a quinoa? Nunca fiz nada com ela, alguém já usou e sabe dizer se as comidas ficam gostosas com ela? Tem muito carb? Pode substituir aveia por ela?

    ResponderExcluir
  38. Também achei esquisito!! Pelo que eu lembre, a piramide alimentar tem por base os grãos!!

    ResponderExcluir
  39. Maravilha! Concordo com a Patrícia que um dos lados positivos é que muita gente vai procurar se informar sobre a paleo, por conta da matéria..

    ResponderExcluir
  40. o Dr. Souto esclareceu acima que a base no jornal tem grãos e que na internet cortaram as bases das duas dietas.

    ResponderExcluir
  41. Acho quinoa muito similar ao arroz integral.


    Quinoa
    http://ndb.nal.usda.gov/ndb/foods/show/6471

    Arroz integral
    http://ndb.nal.usda.gov/ndb/foods/show/6385

    ResponderExcluir
  42. Seria legal um debate para que pudessem contrapor os argumentos, mas só de expor na mídia já instiga as pessoas a procurar mais informação como disse a patricia

    ResponderExcluir
  43. Veja como ficou o original no jornal impresso

    ResponderExcluir
  44. Melhor falar só de dieta, pois se eles perguntarem a respeito dos exercícios não vão ficar muito satisfeitos com o exercícios físicos Paleo, kkk. Ou poderiam mudar o nome da revista pra algo como SPRINTERS.

    ResponderExcluir
  45. Não sei se o Zero Hora é distribuído em SP, mas vou procurar sim.

    ResponderExcluir
  46. Que bacana!! Parabéns Dr. Souto pelo reconhecimento, legal ver essa mudança acontecendo na mídia, mesmo que em doses homeopáticas... Seu blog que está sem controle, o contador de acessos não para!! Parabéns

    ResponderExcluir
  47. Ola,

    Lenbra do bolo de caneca q o dr. Souto postou?

    Pois é, eu coloco uma colher de farinha de quinoa e fica bom, é semelhante ao arroz, mas dizem que tem aminoácidos e omega 3.

    ResponderExcluir
  48. Dessas casas de produtos naturais eu compro as castanhas, as nozes, o coco ralado sem açucar e a chia.

    ResponderExcluir
  49. Kkkkkkkkkk!!! De onde eles tiraram essa?

    ResponderExcluir
  50. Já sugeri a ida do sr ao programa do Jô, Doutor. Vi a entrevista do Dr. Alfredo Halpern há algum tempo atrás e fui ao site sugerir a sua ida lá, até pq o Jô se disse conhecedor do assunto nutrição. Acho que seria uma entrevista muito interessante.

    abrs e sucesso Dr!
    andrea

    ResponderExcluir
  51. Aminoácidos são as moléculas que formam as proteínas. O arroz também tem, em uma quantidade um pouco menor, mas nada demais. Compare os links que postei.
    Ômega 3 é um dos ácidos graxos da gordura poliinsaturada. A quantidade de gordura poliinsaturada no quinoa é irrisória. Veja por si mesmo no site do USDA.
    No fim das contas, quinoa é tão nutritivo quanto arroz integral.

    ResponderExcluir
  52. Fiquei curioso, qual o diagnóstico do fotógrafo Dr? O ortopedista de coluna já é iniciado no assunto? O Sr. usa a abordagem low-carb como tratamento adjuvante (mantendo a terapia convencional é claro!!!) a princípio para todas as doenças auto-imunes? Já existe evidência suficiente para instituir o tratamento nutricional/paleo para quais doenças auto-imunes?

    ResponderExcluir
  53. Seria legal um medida certa Equipe Atala x Equipe Souto, com acompanhamento de um ano depois, quem MANTEM o peso perdido, o Ronaldo fenômeno por exemplo já deve estar até mais gordo do que quando começou...

    ResponderExcluir
  54. O médico original era um neurocirurgião muito competente e meu conhecido - abordagem tradicional. Não tinha diagnóstico, era uma polineuropatia periférica idiopática. Qualquer coisa esquisita que passa pela minha porta eu proponho páleo, e muitas vezes funciona. Há evidências para poucas coisas, e poucas evidências. Mas, como há evidência nível 1A de que a dieta faz bem do ponto de vista cardiovascular e emagrece, e não é um remédio nem tem efeitos colaterais (ou seja, sem risco), a relação risco benéfico é potencialmente infinita para autoimunidade (qualquer benefício é ótimo sob risco zero).
    Em 07/09/2013 21:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  55. Minha esposa é celiaca, e compramos lá pães da Bem Nutrir. Para comer de vez em quando tem cerca de 15g de carboidratos por fatia, e ficam congelados.. E são realmente sem glúten, pois ela na menor quantidade de glúten já tem reação alérgica..

    ResponderExcluir
  56. Isso resolve parte do problema. Mas seguem tendo um monte de carboidratos... Em 07/09/2013 22:05, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  57. Perfeito, ótimo argumento, obrigado mais uma vez!

    ResponderExcluir
  58. Eu sei que continuam tendo muitos carboidratos, mas quem consome é a minha esposa, que fica bem com essa quantidade. Eu raramente consumo. Fico melhor só com café e ovo com manteiga..

    ResponderExcluir
  59. Dr. Souto, os espumantes tipo prosecco extra dry possuem açúcar na composição? É uma opção ruim pra perda de peso? Não bebo muitas bebidas alcoolicas, antes gostava de tomar chopp, mas parei com a paleo. Agora, quando bebo, tomo tequila ou vodka. Mas hoje fui num aniversário e fiquei com vontade de tomar prosecco, mas não tomei, porque provei e achei meio doce, imaginei ter açúcar..

    ResponderExcluir
  60. Concordo plenamente.

    Entretanto prefiro quinoa pelo simples fato de ser mais fácil o preparo, minhas experiencias com arroz integral não foram muito prazerosas, mas pensando bem, acho melhor eliminar da dieta tanto um quanto o outro, pra ser paleo.

    ResponderExcluir
  61. Tem um pouco - quanto mais brutt, menos açúcar.


    2013/9/7 Disqus

    ResponderExcluir
  62. Dr. Souto, todo mundo contra a dieta usa o argumento de que se
    restringir a ingestão alguns alimentos poderíamos apresentar carência de nutrientes. Encontrei um artigo do Loren Cordain (http://thepaleodiet.com/wp-content/uploads/2012/04/The-Nutritional-Characteristics-of-a-Contemporary-Diet-Based-Upon-Paleolithic-Food-Groupsabstract4.pdf),
    analisando o conteúdo nutricional da dieta Paleo. Acho que deveria ser entregue pra todo mundo que vem com esse argumento.

    Uma coisa que as pessoas sempre falam é da ausência de
    FIBRAS. A OMS recomenda de 20 a 40 g/dia, vários outros órgãos governamentais recomendam até menos (O ministério da saúde no Brasil por exemplo recomenda 25g/dia). O estudo mostrou que a dieta Paleo fornece 42 g/dia, sem nada dos famosos grãos. A dieta tradicional americana tem cerca de 15g/dia de fibras.

    A Relação Omega 3/ Omega 6 na faixa recomendada 1 a 1,5, o que certamente não é alcançado com a dieta tradicional.

    O conteúdo de micronutrientes é absurdamente maior que a dose diária recomendada com a exceção de dois:

    · Cálcio que parece não levar a carência por vários mecanismos compensatórios de quem se alimenta no modelo Paleo.

    · Vitamina D que era obtida através da radiação solar
    pelos caçadores-coletores. Nos dias de hoje pode ser obtida da mesma forma (melhor) ou via suplementação.



    Qual carência no curto ou longo prazo essa dieta pode trazer?

    ResponderExcluir
  63. Os argumentos são tão ridículos... o único argumento válido foi o que eu mesmo levantei, na postagem da metanálise: a inexistência de estudos de longo prazo. Mas também respondi...
    Em 08/09/2013 01:05, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  64. Sensacional, doutor! Só não consigo conter a indignação ao ver esses nutricionistas vomitando senso comum sem parar para usar o cérebro um pouquinho. :X
    Aproveitando meu primeiro comentário por aqui, gostaria de tirar uma dúvida: percebi que a dieta diminuiu drasticamente minha tolerância ao álcool - por que isso acontece? Agora, não só fico bêbada muuuito fácil como tenho ressacas horríveis. E 4 anos de faculdade já haviam me deixado bem resistente à bebida, de forma que esse foi um resultado bastante inesperado para mim! Fiquei curiosa sobre o porquê exato de isso acontecer...alguém aí sabe explicar?

    ResponderExcluir
  65. Interessante isso, pois de uns tempos pra ca, não consigo beber nem duas latinhas das de 250 Ml de cerveja, antes de LCHF bebia até umas 15, agora na segunda ja me dá nauseas, por que será isso Dr. Souto.

    ResponderExcluir
  66. Show de bola essa reportagem! Melhor ainda seria se adiconassem as réplicas suas em Dr Souto? Mas vamos chegar lá!

    ResponderExcluir
  67. Mauro Palhares Junqueira Leite8 de setembro de 2013 09:56

    Parabéns Dr. Souto. Estou com 115 Kg. Comecei com 142. Perdi 10. parei. Engordei 6. Voltei e agora (8 meses depois), estou com 114. Ou seja, já se foram 28 Kg. Vou eliminar mais 44 Kg em mais 1 ano. Agora decidi abandonar os queijos, pois percebi que estes dão uma "travada" na balança.
    Quando eu chegar onde quero, terão sido 72 kg eliminados (já foram 28Kg). Aí, vou postar as fotos.
    Em tempo: Se seu médico discordar da dieta, faça como eu: Mude...de médico!!!

    ResponderExcluir
  68. Não existem estudos de longo prazo comparando as duas
    dietas, mas temos relatos de casos que, por mais que não tenham valor significativo em termos de evidência já é alguma coisa e são bem curiosos.

    Me lembrei de uns casos provavelmente o Sr já conhece Dr. Souto, mas pra quem não viu, acho que vale a pena. Tem um vídeo do Body Eaton relatando o resultado da dieta nele ao longo de uns 30 anos (em inglês).
    http://vimeo.com/57311606
    Me lembrei de um artigo interessante mostrando dois
    velhinhos famosos cada um ferrenho defensor do seu estilo de vida. Um seguindo a dieta low carb e o outro low fat esse achei bem legal também e o velhinho low
    fat é nada mais nada menos que Ancel Keys (em inglês tb).
    http://www.proteinpower.com/drmike/low-carb-diets/jack-lalanne-vs-ancel-keys/

    ResponderExcluir
  69. Eu prefiro o senhor se fortalecendo na mídia alternativa e paralela do que nos grande meios que sempre corrompem o que é bom e o que rompe paradigmas. Você não precisa da Globo, da Veja. Acredite! Força e bora lá que o trabalho é de formiguinha! :)

    ResponderExcluir
  70. Olá, estou precisando de uma ajuda com relação a dieta, será que poderiam me ajudar?
    Estou trabalhando numa empresa que tem bandejão e como fica em um lugar isolado da cidade, não tenho como almoçar lá perto.
    Estou tentando limitar os carboidratos, mas está realmente difícil, porque TODAS as saladas tem frutas e as opções de carnes sempre são empanadas ou com molhos que levam farinha. No café da manhã nem chego perto, porque é servido pão com manteiga, também não como o arroz com feijão.
    Até me animei um dia em que vi que ia ter peixe, quando cheguei era frito e empanado e eu quase chorei! hahahah Pasmem que o cardápio é selecionado por uma nutricionista!
    Saio de casa às 5 e não volto antes das 22, por causa da faculdade, e trabalho também nos fins de semana, então fica muito complicado fazer outra comida para eu levar, além disso já fui avisada que eles não tem como esquentar a minha comida.
    Como seguir a Paleo assim? Podem me dar algumas dicas do que comer?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  71. Enquanto isso, a midia continua aprontando, rs


    http://odia.ig.com.br/diversao/2013-09-07/segredo-da-boa-forma-lady-gaga-faz-dieta-a-base-de-ovo-e-vegetais.html


    Aqui, nutricionista virou até médica, hahah

    ResponderExcluir
  72. Obviamente não há com comer páleo nestas circunstâncias. Há que se fazer o melhor possível dentro das circunstâncias. As frutas não são problemas. Normalmente é possível remover a camada de trigo da carne/peixe empanado, ou só menos parte dela.
    Em 08/09/2013 13:09, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  73. Increased glucose level is a strong risk factor for colorectal cancer
    http://www.eurekalert.org/pub_releases/2007-11/aga-igl110107.php

    ResponderExcluir
  74. Comigo também o álcool "pega" mais rápido, a ressaca não tenho.

    ResponderExcluir
  75. Mais para a lista! Tenho percebido a mesma coisa aqui.

    ResponderExcluir
  76. Olha, não tenho certeza, mas acredito que tenha a ver com com o menor percentual de gordura corporal, mas deixa o Dr. Souto explicar melhor esse fato!

    ResponderExcluir
  77. Parabéns Dr. SOuto. Muito orgulho de ter alguém assim como colega. Ajudando DE FATO muita gente. Baita abraço!

    ResponderExcluir
  78. Isso podia ter sido uma reportagem de comédia, porque só fiz rir do começo ao final! Só podem estar de brincadeira, viu?

    ResponderExcluir
  79. Ambos os links muito bons, ainda que relatos de caso não sejam evidência científica de alto nível, ainda acho válido para refletirmos sobre o que queremos para o nosso futuro.

    ResponderExcluir
  80. Dr. Comprei um aparelho para medir a glicose no sangue. Uma hora depois de fazer uma refeição paleo qual o aumento esperado da glicemia em relação ao valor obtido antes da refeição?

    ResponderExcluir
  81. Tente ficar abaixo de 120
    Em 08/09/2013 18:11, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  82. eheh... Assim mesmo, a impressão que se tem é que em algum momento a nutrição se afastou da ciência...

    ResponderExcluir
  83. Obrigado, meu velho!


    2013/9/8 Disqus

    ResponderExcluir
  84. Dr. Souto, gostaria de compartilhar os resultados do meu exame de sangue!

    Em abril/2012
    triglicerídeo: 167
    hdl: 27
    ldl: 124
    vldl: 33
    ácido úrico: 4.3

    Em set/2012
    triglicerídeo: 74
    hdl: 52
    ldl: 137
    vldl: 15
    ácido úrico: 7.5



    A relação triglicerído/hdl caiu de 6.18 para 1.42! Inacreditável (= O ldl subiu um pouquinho e o vldl caiu metade. Já o ácido úrico aumentou, mas eu vi que é comum de acontecer no início do low-carb, certo?


    De qualquer forma, eu só tenho a agradecer ao senhor, eu já sentia imensos benefícios, os exames só vieram confirmar as melhoras em minha saúde muito obrigada!

    ResponderExcluir
  85. Bom, a explicação curta é a de que o álcool é tóxico, e a sua detoxificação pela enzima álcool desidrogenase inibe a a produção de glicose pelo fígado. Ou vc bebe menos, ou come carbs (páleo, de preferência)!

    Já para vocês, MUITO nerds, tipo faixa preta, é o seguinte:

    É um problema de óxi/redução.

    A reação da álcool desidrogenase é:

    Etanol + NAD+ <=> Acetaldeído + NADH + H+



    O acúmulo de NADH bloqueia a gliconeogênese, por um mecanismo complexo que envolve a enzima lactato desidrogenase - alterando o equilíbrio estequiométrico da reação no sentido da formação de lactato, e não de piruvato. E a redução do piruvato paralisa a reação da enzima piruvato carboxilase, que é uma das enzimas limitantes da gliconeogênese, conforme vocês podem apreciar nessa rica figurinha:

    ResponderExcluir
  86. uhuuu!!! Aí sim!! Com réplica!!!!

    ResponderExcluir
  87. Na verdade, a ciência se afastou da nutrição, em direção ao dinheiro!

    ResponderExcluir
  88. Na zero que eu li, a base da pirâmide paleo era água... e gordura não apareceu... no máximo azeite... e lá em cima... As frutas vem abaixo das castanhas e azeite Doutor, como na foto acima? Pra quem não conhece este blog maravilhoso acho que ficou uma sensação de "bem capaz", como nós gaúchos falamos! Infelizmente! Mas sempre é um começo... uma gotinha!! Bom mesmo é que todos pudessem ler este post... completo!

    ResponderExcluir
  89. Quem quiser vai ler. Quem ficar interessado vai botar no Google, e este blog é a primeira coisa q aparece
    Em 08/09/2013 21:57, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  90. Dr., se os esquimós não comem salada ou vegetais, por que nós precisamos?

    ResponderExcluir
  91. Acho que isso acontece porque o contrário esta tão erraizado e difundido que ninguém questiona mais! Só repetem a mesma ladainha! Comer carbos mil, pouca gordura, muito exercício e blablabla.

    ResponderExcluir
  92. Sim, com certeza! E o melhor e que poderão ler as suas réplicas!

    ResponderExcluir
  93. Nilza,

    Na série O Guia do Mochileiro das Galáxias (Douglas Adams), o Pensador Profundo (um computador designado para responder qualquer pergunta), responde com 42 à pergunta sobre a vida, o universo, e tudo mais.


    42! Quê mais precisaríamos saber... ;)



    _____
    42

    ResponderExcluir
  94. Uma pergunta Dr. Souto, como a carne pode ser fonte de ferro se o gado se alimenta de capim?
    Porquê os vegetais também não nos dão o ferro (no bom sentido...) se o gado consegue?


    ______
    42

    ResponderExcluir
  95. "Qualquer coisa esquisita que passa pela minha porta eu proponho páleo" hahahahahaha


    Como dizem na propaganda de uma seguradora: "Vai que...".


    ______
    42

    ResponderExcluir
  96. Se nós digeríssemos celulose, tivéssemos um rúmen e comêssemos 40 Kg de capim por dia, também obteríamos o mesmo resultado. Por sorte, podemos comer as vacas.


    2013/9/8 Disqus

    ResponderExcluir
  97. Aí não tem nem o que discutir! Azar dos vegetarianos...
    Ouvi um teoria "de botequim" estranha que dava conta de que o ferro vinha da terra que o gado ingere juntamente com o capim...


    Obrigado!


    ______
    42

    ResponderExcluir
  98. Olá Dr. Souto....estou iniciando a dieta mas fiquei em dúvida com uma reportagem que li, onde falava em fases da dieta....a primeira de 15 dias onde não deveria conter nenhum tipo de carboidrato...é isso mesmo? Que fases são essas?
    Cris.

    ResponderExcluir
  99. Atkins tem fases, eu não tenho
    Em 08/09/2013 22:58, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  100. Olá, estou utilizando fitas reativas tipo ketostix para "monitorar" minha dieta e assim ir tateando o que impede minha perda de peso.Ontem dei uma exagerada e hoje os testes deram negativo pela manhã.


    Voltei para ovos pela manhã, carne e salada no almoço, agora à noite já voltou a apresentar cetonúria.


    Penso que assim dá para tatear o que "trave" a queima de gordura, antes mesmo de perceber o resultado nas medidas e balança. O que o sr. acha ?

    ResponderExcluir
  101. Dr que dizer deste estudo que contraria tudo...

    http://anthonycolpo.com/why-low-carb-diets-are-terrible-for-athletes-part-1/

    ResponderExcluir
  102. ou mesmo deste com queda acentuada de testosterona?

    http://www.musculacao.net/low-carbs-treino-intenso-queda-dos-niveis-de-testosterona/

    ResponderExcluir
  103. Faz sentido? "Os habitantes da floresta amazônica tinham uma farta oferta de frutas, raízes e folhas (até aqui tudo certo), mas poucas carnes."


    "Poucas carnes"? (Lembrando que os humanos habitaram a Amazônia há pouco tempo ~11000 anos, nunca na era Paleolítica).

    ResponderExcluir
  104. Eles consomem muito peixe - que para mim, não são vegetais...
    E 11 mil anos era sim no paleolítico (não havia agricultura), especialmente nesta região do mundo. Aliás, algumas das tribos amazônicas estão no paleolítico até hoje. Mas veja os habitantes de Kitava, por exemplo ( http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/01/entrevista-com-staffan-lindeberg.html), consomem 70% de suas calorias em vegetais (incluindo muitas raízes), e ainda assim são páleo e extremamente saudáveis. O segredo para TRATAR diabetes e síndrome metabólica é LCHF. Mas o segredo para EVITAR essas doenças é apenas comer páleo, mesmo que seja com muito carboidrato (desde que não sejam carb refinados, nem grãos). Páleo não é a mesma coisa que low carb. Páleo PODE ser low carb. E PRECISA ser low carb em pessoas que JÁ ESTÃO doentes, do ponto de vista metabólico ( http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/08/tratamentos-e-causas.html)

    2013/9/9 Disqus

    ResponderExcluir
  105. Ah Dr. então acho que estou bem, pois medi a glicose antes da refeição e deu 85, e novamente, após uma hora, e deu 96.

    ResponderExcluir
  106. Daniela, ontem usei quinoa (em substituição ao trigo) para fazer quibe de frango. Tem que colocar ovos na receita (o que eu não fiz), senão não dá liga. Sinceramente, fiquei com medo de ficar com o estômago pesado, mas isso não aconteceu. Ela me pareceu meio inócua, mas não desagradável.

    ResponderExcluir
  107. Isso ainda não consigo entender claramente. O excesso de carbs dos kitava 70% (pouco mais de 400g de carbs/dia numa dieta de umas 2500 calorias isso não considerando oleaginosas) não levam a resistência insulínica no longo prazo? Seria pela carga glicêmica é alta, mas o índice licêmico não? Antinutrientes? Frutose? o que está por tráz do DESENCADEAMENTO da resistência à insulina já que não é simplesmente o carboidrato? Os links este post não estão levando a arquivos válidos Dr...

    ResponderExcluir
  108. Bianca, quando li seu comentário, senti que você era alguma colega minha, porque temos bastante semelhanças nesse problema com alimentação no trabalho. Eu levo o meu café da manhã para o trabalho e almoço praticamente salada e carnes. E sempre levo algo para comer caso o almoço seja intragável (um pedaço de queijo, castanhas etc). Força, com o tempo você acha alternativas. Eu estou seguindo a dieta e colhendo cada dia mais informação pra não deixar a dieta cair !

    ResponderExcluir
  109. E o pior, essas frituras são feitas no maldito óleo de soja !

    ResponderExcluir
  110. Sidnei Leal Pércilla Mendes9 de setembro de 2013 10:56

    Bom dia Dr. Souto! Parabéns!! Acompanho seu blog há um mês e meio, adaptei o máximo que pude a alimentação indicada (a nata eu ainda estou a procura rss). Estou feliz com os resultados. A questão é que tenho indicado ao meu pai que siga essa alimentação, ele tem 61 anos, está acima do peso, tem pressão alta, diabetes, colesterol e triglicerídios altos. Minha dúvida é: ele já retirou a vesícula... e aí fica recomendado que não tenha muita gordura na alimentação... é balela tb? Mesmo sem s vesícula ele pode seguir a nossa alimentação?

    ResponderExcluir
  111. Thiago, o ser humano nasce com flexibilidade metabólica - podemos ser saudáveis com AMPLA variação de macronutrientes, desde que sejam aquelas com os quais evoluímos. Esta flexibilidade se perde apenas quando abusamos de estímulos suprafisiológicos (açúcar refinado aos montes, farinha refinada aos montes). Depois que PERDEMOS nossa flexibilidade metabólica, comer low fat high carb só piora o problema. Aí, precisa LCHF. Mas vai muito além da insulina. Tem a ver com inflamação do intestino e flora intestinal. Leia isso: https://docs.google.com/file/d/0BwtrwUCsRkDDc3gzMGN6ekswWGs/edit?usp=sharing

    Em 9 de setembro de 2013 10:48, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  112. Basta aumentar a gordura aos poucos


    Em 9 de setembro de 2013 10:56, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  113. Atualmente grande parte dos indigenas da amazonia recebe o bolsa familia e come muiiito miojo. Ja tem barco supermercado que leva as "maravilhas" industrializadas para eles.

    ResponderExcluir
  114. Pior q é verdade. Ver documentário muito além do peso.
    Em 09/09/2013 11:34, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  115. Vc diz que a empresa avisou que não pode esquentar sua comida e tal...
    Perguto então qual o problema em comer comida fria?
    Penso que da pra usar a criatividade e preparar pratos LowCarb que possam ser comidos frios, pode ser uma solução.


    Desculpe minha rudeza.

    ResponderExcluir
  116. Caro Dr. Souto, procurei no blog e não encortrei a postagem onde o Sr. participou do programa Corridanoar falando sobre diata LowCarp e Paleo para corridas, alias penso que a matéria ficou ótima, o Sr. esclareceu muitos pontos que eu ainda estava em dúvidas, primcipalmente sobre glicogenio e cetose.

    ResponderExcluir
  117. Marmita eletrica: http://www.marmiquent.com.br/loja/Marmita_Eletrica

    ResponderExcluir
  118. Se voce fizer um bom "café da manha" em casa (ex 2 ovos com bacon), pode no almoco consumir só a carne com salada dispensando o arroz, feijao, macarrão. (se precisar leve 2 ovos cozidos de casa) e adeus fome.

    ResponderExcluir
  119. A grande mídia sempre divulga o que ouvimos há décadas como certo, mas quem acompanha o blog do Dr. Souto sabe que é mentira. Exemplo: ontem no Medida Certa do Fantástico reprovaram a gordura de porco! Na hora lembrei aqui do blog e pensei que infelizmente MUITA gente que assiste o Fantástico vai passar longe da gordura de porco até conhecer a dieta paleo, o blog do Dr. Souto, etc...

    ResponderExcluir
  120. Não botei no blog - esqueci...

    Mas está no YouTube
    Em 09/09/2013 11:59, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  121. http://www.youtube.com/watch?v=RSVwGNAXHU0

    ResponderExcluir
  122. Flávio Ricardo Custódio9 de setembro de 2013 12:40

    Boa tarde Drº Souto , fiz um mês de LOW CARB / HIGH FAT , e fiz
    novos exames , e fiquei muito animado , a única duvida é quanto meu HDL que não alterou , ficou o mesmo , por que sera , eu comi bastante gordura , o senhor poderia comentar sobre a comparação dos meus exames e me orientar , obrigado Drº. segue comparação dos exames , antes e agóra .

    COLESTEROL TOTAL

    antes..........174 mg/dl----------------------agora-------125mg/dl



    HDL

    antes...........35 mg/dl---------agora---------35mg/dl

    LDL

    antes..............101 mg/dl----------agora----------73mg/dl

    VLDL

    antes..................38 mg/dl------------agora-----17mgdl

    TRIGLICERIDES

    antes.........190 mg/dl-----------agora-----------86md/dl

    GLICEMIA

    antes..............104 mg/dl---------agora---------93 mg/dl

    HEMOGLOBINA GLICADA

    antes..............6,1 %----------agora----------5.7 %

    UREIA

    antes...........22 mg/dl------------------agora-----------32mg/dl

    CREATININA

    antes.........0,66 mg/dl-----------------agora-------------0,87mg/dl

    TGO/ALT

    antes.................31 U/L---------------agora-------------38 U/L

    TGP/ALT

    antes....................35 U/L-------------agora-------------52 U/L

    TSH

    antes.................3,19 uIU/ml-----------agora------------1.49 uIU/ml

    T4
    LIVRE

    antes...............0,80 ng/dl--------------agora----------------093ng/dl

    ÁCIDO ÚRICO

    antes..............4,8 mg/dL--------agora-----------------7,1mg/dl

    CALCIO..................................9,3 mg/dl

    GAMA....................................30 U/L

    AMILASE...............................46 U/L

    VHS........................................2 mm3/hora
    DRº TEM ALGUM QUE EU DEVERIA ME PREUCUPAR , COMO O ACIDO URICO

    ResponderExcluir
  123. Eu estou buscando alternativas para me garantir no café da manhã, caso o almoço seja com muitos carbos. Não vai dar pra ser 100%, mas acho que consigo me adaptar, pois preciso emagrecer bastante e low carb tem funcionado pra mim. Obrigada!

    ResponderExcluir
  124. Não tenho problema com comida fria não, é que realmente estou sem idéias e tb com pouco tempo, devido a faculdade e a trabalhar também no fim de semana.
    Não precisa se desculpar, estou buscando soluções, qualquer ajuda é válida, obrigada!

    ResponderExcluir
  125. Saio de casa muito cedo e geralmente não dá tempo de comer nada. No trabalho posso tomar café, estou pensando em comer coalhada com 1 punhado de castanhas.
    Não ligo de ficar sem o café, só que também não estou jantando, então fiquei um pouco preocupada com isso.
    No almoço só tenho comido carne c/ salada mesmo e no dia em que a carne é empanada, eu como só a salada.
    Os médicos aqui "na roça" não acreditam em low-carb, então é difícil achar quem me oriente a me alimentar com o objetivo de perder peso, já que tentei de tudo e só low-carb funciona pra mim.
    Obrigada pela ajuda!

    ResponderExcluir
  126. Boa tarde Dr. Souto,

    Estou fascinada pelo estilo de vida que propõe e nos auxilia a seguir.
    Estou iniciando a Low Carb hoje e gostaria de tirar uma dúvida: Existe algum tipo de contra-indicação para hipotireoidismo (tratado com Euthyrox 50mg)?

    Desde já muito obrigado, cada linha nos motiva mais e mais.

    ResponderExcluir
  127. Conheço uma bancária que estuda à noite. Ela leva sopa numa garrafa térmica e toma antes de ir à aula. Incremente a sua com alimentos páleo. Eu levo iogurte natural caseiro pra tomar café da manhã numa lancheira térmica, como uns morangos e às vezes um "pãozinho" feito com ovo, farinha de linhaça, sal, água e um tiquinho de fermento.

    ResponderExcluir
  128. Flávio Ricardo Custódio9 de setembro de 2013 14:30

    DRº , desculpe que foi varias mensagens minhas iguais , na hora de enviar dava uma travada e eu clicava outras vezes , não achei que iria 3 vezes a mesma mensagem sobre meus exames , me desculpe e obrigado

    ResponderExcluir
  129. Nossa, quanto mais eu leio, mais eu vejo que não sei nada... Nunca visto nada disso, olha a coincidência: http://www.fat-new-world.com/search/label/microbiota não demora nada vão querer inventar antibióticos pra perder peso também. Muito interessante. Obrigado mais uma vez!!

    ResponderExcluir
  130. Quinoa é melhor que aveia e trigo, mas mesmo assim, meia xícara de quinoa tem 17g de carbs, ou seja, na sua composição tem mais de 60% de carboidratos ficando igual a batata, macarrão, arroz... Se comer muito vai ter picos de insulina. Insulina subindo, uma hora vai despencar, e quando despencar... = FOME!

    ResponderExcluir
  131. Thiago, veja estre trecho: "É interessante notar que a dieta dos "Kitavanos" não é low carb. É uma dieta paleolítica à base de peixes, raízes e coco (ou seja, gordura saturada). Como já disse em outra postagem, uma pessoa não precisa comer low carb para ser saudável - desde que os carbs sejam naturais e não refinados. . . CONTUDO, depois que esta pessoa já detonou seu pâncreas e/ou fígado comendo carbs refinados por décadas, a TRATAMENTO desta condição patológica (diabetes e/ou síndrome meatólica) implica a restrição de carboidratos, MESMO os naturais. "

    ResponderExcluir
  132. Dr. Souto,

    Eu saio muito no final de semana, geralmente eu tomava tequila e acompanhava com uma cerveja.

    A cerveja está fora de cogitação.

    Quais seriam as minhas opções? Tequila, Vodka e Whisky?

    O problema é que tem quer se puro (ou me dê uma ideia para "mistura"), não tomo refrigerante (nem zero) a mais de 2 anos.

    []s

    ResponderExcluir
  133. Oi Biju, eu optei por não usar por conta da quantidade de carbs. Estou optando por farinha de coco, castanha, amendoa, avelã.

    ResponderExcluir
  134. Já trabalhei em uma empresa que tinha bandejão, mas tinha excelentes opções de salada e vegetais. Havia 3 opções de proteína, mas nem sempre eram boas opções. Algumas vezes tive que tirar a crosta de farinha dos filés empanados/milanesa. Havia frutas de sobremesa também.

    ResponderExcluir
  135. Dr., humildemente sugiro um post bem específico sobre Low Carb (e Páleo) e tireoide! Vejo muitas dúvidas à esse respeito nos posts...


    _____
    42

    ResponderExcluir
  136. podia postar o endereço do podcast, gosto de baixar mp3

    ResponderExcluir
  137. Flávio Ricardo Custódio9 de setembro de 2013 16:27

    Amigos , cetona ++ no exame de urina , significa o que , será que diz que estou em estado de cetose

    ResponderExcluir
  138. é uma das formas de medir

    ResponderExcluir
  139. Flávio Ricardo Custódio9 de setembro de 2013 17:02

    AMIGOS OLHEM MEUS EXAMES , COM COMPARAÇÕES DE UM MÊS , O QUE ACHAM , ESTÃO BOM , CONSIDERANDO QUE MEU HDL FICOU O MESMO , E O ÁCIDO ÚRICO SUBIU , PORQUE SERÁ , SENDO QUE COMI GORDURAS NESSE PERÍODO , DEVO ME PREUCUPAR , OU UM MÊS É MUITO POUCO , OBRIGADO AMIGOS .

    03/08/2013

    COLESTEROL TOTAL : 174
    HDL : 35
    LDL : 101
    VLDL : 38
    TRIGLICERIDES : 190
    GLICEMIA : 104
    HEMOGLOBINA GLICADA : 6,1 %
    ÁCIDO ÚRICO : 4,8
    TGO : 31
    TGP : 35
    TSH : 3,19
    T4 LIVRE : 0,80
    UREIA : 22
    CREATININA : 0,66

    04/09/2013

    COLESTEROL TOTAL : 125
    HDL : 35
    LDL : 73
    VLDL : 17
    TRIGLICERIDES : 86
    GLICEMIA : 93
    HEMOGLOBINA GLICADA : 5,7 %
    ÁCIDO ÚRICO : 7,1
    TGO : 38
    TGP : 52
    TSH : 1,49
    T4 LIVRE : 0,93
    UREIA : 32
    CREATININA : 0,87

    ResponderExcluir
  140. Dr. Souto, essa parte da reportagem que relaciona a morte cardiovascular ao consumo de embutidos tem alguma base científica ou foi somente mais um caso de citação errônea na matéria?

    ResponderExcluir
  141. Leia uma postagem minha chamada o pecado da carne
    Em 09/09/2013 17:04, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  142. Ok, obrigada!

    ResponderExcluir
  143. Estou com uma duvida enorme agora...eu fazia a dieta do Dr.Dukan..mas parei de fazer devido o excesso de lactose ...comecei a ter muitas dores de estomago c/ o leite e iogurte e nunca fui muito de consumir).e tive dificuldades de perder peso..mas medidas até q perdi só no começo.....enfim comecei a dieta paleo e me sinto muito bem fazendo ela...como só fazem alguns diazinhos o emagrecimento não sei como está... ouvi de uma pessoa dos grupos da rede social...dizendo q essa dieta é pra quem está em manutenção... ou não precisa perder peso.....(no caso eu quero emagrecer 12 kg á 15 kg)..... deveria seguir atkins?...realmente atkins perde peso ( mas eu naum consigo me adaptar ao excesso de gorduras q é exatamente o q move a dieta)... me adaptei super bem com a paleo (eu não consumo carne de boi ou porco.. pq não gosto mesmoooo...mas consumo peixes e aves) estou frustrada mais uma vez, pq tomo muita água por dia e faço exercicios,mas preciso de incentivo na balança :( o q me sugere?

    ResponderExcluir
  144. Obrigada pelo retorno...se eu quiser marcar uma consulta com o senhor para que acompanhes minha dieta ou me esclareças dúvidas, posso ligar no celular divulgado?

    ResponderExcluir
  145. eu me expressei mal ao falar do excesso de gorduras na atkins..não me adapto c/ o metodo dele....sem nenhum tipo de frutas ..essas coisas....pois o azeite e a manteiga eu consumo simmm.

    ResponderExcluir
  146. Sim
    Em 09/09/2013 17:55, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  147. Olá Mariane,

    Não siga Dukan nem Atkins, siga o que você se adapta!

    Faça a páleo - LCHF - ou seja, restringindo os carbs e aumentando a ingesta de gordura. Aumente gradativamente o consumo de boas gorduras (óleo de coco, manteiga, banha, azeite). Não tire a pele do frango, use banha pra cozinhar seu peixe e seu frango. Coma nata, queijos gordos...

    Exercícios? http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/07/exercicio-e-emagrecimento.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/06/prezado-dr-souto-exercicio-sem.html

    ResponderExcluir
  148. Comprei uma maquina de fazer pão para minha mãe (consegui convencê-la a, pelo menos, deixar o glúten) e não resisti e acabei saindo da dieta no fim de semana e hoje.
    Como o pão é feito em casa, não tem informação de qtd de carbs. mas se eu fizer as contas da qtd de farinha e açúcar que vai na massa, chegarei ao total de carbs do pão? Será q a alteração de temperatura influencia tb na qtd de carbs?
    OBS: Na sexta passada o Globo Repórter exibiu um bloco falando sobre o novo tratamento alternativo de Esclerose Múltipla com suplementação de Vitamina D. Faltou falar do glúten, mas achei interessante o fato de terem divulgado o tratamento alternativo e que é infinitamente mais barato que o convencional. Se tiver oportunidade, veja a reportagem.

    ResponderExcluir
  149. Nossa tá muito bacana!! Até a hemoglobina glicada já diminuiu em um mês... o HDL não aumentou mas os Triglicérides despencaram. Compara relação colesterol total/HDL, Triglicerídeos/ HDL... você vai ver que melhorou...


    O ácido úrico em geral diminui... Frutose escondida? Aumento exagerado de consumo de proteínas? Essa eu não sei...

    ResponderExcluir
  150. Pois é Patrícia, o artigo que o Dr. Souto me mandou acabou me ajudando a entender mais o assunto. Olha que loucura, é 65% de carb mesmo... Obrigado pela atenção!

    ResponderExcluir
  151. É isso Daniela, já é alguma coisa e os exemplos são bem bacanas... Abs

    ResponderExcluir
  152. Oi Patrícia! Venho seguindo LCHF há cerca de 80 dias, porém verifiquei que há uns 15 dias estagnei na perda de peso e da cintura. O que devo prestar atenção para que venha a cortar na alimentação?

    ResponderExcluir
  153. Olá Luís.

    Isso é muito particular. Veja bem, cada pessoa tem um ritmo de emagrecimento. Normamente precisa apenas de tempo para o corpo se adaptar e começar a reagir de novo. Depois que se perde um bom tanto do peso que deveria ser eliminado, é normal a perda desacelerar.

    Dito isto, preste atenção na ingesta de gorduras boas, aconselho especialmente o óleo de coco e a manteiga. Já conhece a receita do café com manteiga? Acrescente o óleo de coco. Tome de manhã e com certeza vai ficar satisfeito até o almoço (ou mais). E aí já estará fazendo um JI!

    Se ainda come algum grão (soja, grão de bico e feijões), elimine. Atenção aos carbs!

    Outra coisa que vejo constantemente: as pessoas se esquecem de comer devagar, saboreando o alimento e principalmente de PARAR quando estiver saciado. Digo isso porque com páleo-LCHF a saciedade vai chegando cada vez mais cedo, as porções vão diminuindo, e tem muitas gente que se sentem na obrigação de 'raspar o prato' - isso prejudica muito.

    Não sei se vc tem alguma intolerância mas é bom estar atento.

    Já leu essas postagens? http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/nao-e-tao-simples-o-set-point.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/jejum-intermitente.html

    ResponderExcluir
  154. É, pouco a pouco a comida industrializada vai ganhando espaço nas tribos daqui (sou do Pará).

    Mas até algum tempo atrás ocorria o inverso. A comida "urbana" paraense era 50% indígena. Bem nos modes "paleo", porém, jamais low carb (a macaxeira não deixa).

    ResponderExcluir
  155. Flávio Ricardo Custódio9 de setembro de 2013 21:48

    Oi Thiago , muito obrigado , ficou bom mesmo os resultados né , vou tentar caprichar mais na gordura , para ver se meu HDL melhora , quanto o ácido úrico , as frutas em que eu mais consumo são , morangos , abacate , coco , limão , e a carne não exagero tanto , apesar que meu valor do ácido úrico só esta ultrapassando 0,1 acima do valor de referencia que é 7.0 , mas vou repetir os exames daqui 1 mês e vamos ver , valeu amigo .

    ResponderExcluir
  156. Flávio, você está se sentindo bem?? Se sim, PARE de fazer exames. Faça de novo ano que vem!


    Em 9 de setembro de 2013 21:48, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  157. Flávio, se fica roxo na fitinha, vc está em cetose, garantido. Se NÃO fica, você não pode saber, só medindo no sangue. E este valor por decilitro é na urina, e não tem nada a ver com o valor no sangue.


    2013/9/9 Disqus

    ResponderExcluir
  158. Dr. Souto,

    Onde compro essa fitinha, qual o nome dessa fitinha de medir cetose?
    Fico grato.

    ResponderExcluir
  159. Maravilhosa essa idéia.

    ResponderExcluir
  160. Ola,


    Cerveja tem Cevada;
    Whisky e Vodka tem Malte;

    Cevada=Glúten
    Malte=Glúten.


    Sugestão:
    Caipirinha de tequila com adoçante que não seja aspartame.
    (gelo, adoçante, limão e tequila)
    nunca fiz, mas penso que deve ficar bom.
    Outra sugestão é beber vinho seco.


    Mesmo assim ainda tem o problema do álcool.
    álcool=açúcar.



    Dr. Souto, corrija-me se estiver errado.

    ResponderExcluir
  161. Ola,


    Quando sei que vou a um lugar que não tem opção de menu, sempre levo umas 06 castanhas do para e segura a fome legal.

    ResponderExcluir
  162. Destilados não têm glúten, afinal são destilados.
    Álcool é diferente de açúcar. Em pequenas quantidades, sem problemas; em quantidades maiores, é tóxico para o fígado e pode levar à esteatose e resistência à insulina, além de ser calórico. A frutose tem uma toxicidade muito parecida (sem problemas em pequenas quantidades)
    Em 09/09/2013 23:38, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  163. Dr. Souto, o que quer dizer esse aumento no TGO e no TGP? Os níveis do Flávio não estão acima do valor de referência?

    ResponderExcluir
  164. Flávio Ricardo Custódio10 de setembro de 2013 01:05

    Oi Drº souto eu estou me sentindo bem sim ,fiz os exames mais por ansiedade para ver com estava , pode deixar não vou ficar me apegando aos exames e sim no meu bem estar , e como estou me sentindo , obrigado Drº

    ResponderExcluir
  165. Flávio Ricardo Custódio10 de setembro de 2013 01:09

    Ta certo , entendi , é que ainda não fiz teste da fitinha , mas não estou encucado de entrar em cetose não , porque estou emagrecendo bem , sem pressa , é que como eu vi os dois sinais de mais no exame , fiquei na duvida , obrigado mais uma vez Drº Souto

    ResponderExcluir
  166. Flávio Ricardo Custódio10 de setembro de 2013 01:13

    Oi Teresa , o TGO esta até dentro do limite de referencia , mas o TGP aumentou 0,2 acima do valor , acho que não é nada , espero , obrigado .

    ResponderExcluir
  167. Flávio Ricardo Custódio10 de setembro de 2013 01:17

    Teresa vi seus resultados dos exames , e foi uma melhora incrível mesmo né , seu HDL subiu bem , gostaria de saber como é o seu consumo de gordura , porque ele ajuda no aumento do HDL né , eu consumo gordura saturada , banha de porco nas frituras , mas mesmo assim não mudou em nada , mas tb pode ser porque só tenho um mês de LOW CARB / HIHG FAT né .

    ResponderExcluir
  168. MUITO OBRIGADA PELA ATENÇÃO...VOU MODIFICAR MINHA DIETA ENTÃO..POIS ESTOU INGERINDO MUITAS PORÇÕES DE NOZES, AMENDOAS E MORANGOS E DAMASCO SECO =/ (sem contar carbos) E SEI Q TO PECANDO NISSO.
    uma outra duvida se vou consumir até 30 gr de carbos por dia...as verduras e hortaliças tem q entrar no meio dessa contagem é isso mesmo??e frutas zerar e nozes é isso?

    ResponderExcluir
  169. Oi Flávio! Eu estou nessa vida desde maio, só que nos dois primeiros meses eu também tinha medo das gorduras, colocava um teco de manteiga para fazer o ovo! E escapava sempre para comer sushi (arroz) e ainda comia sanduíche umas 2x na semana.

    Só nesses dois últimos meses é que consegui ficar na dieta entre 90 e 100% do tempo.

    Eu como diariamente 2/3 ovos feitos com 25g de manteiga (nas últimas 2 semanas, estou usando uma colher de óleo de côco no lugar).

    No almoço eu como fora, daí eu coloco 2 colheres de azeite em cima da comida e 1 colher de gergelim.


    No jantar, como em casa, daí faço peixe em 1 colher de óleo de côco e quando pronto, coloco 2 colheres de azeite e uma colher de gergelim.


    Como abacate com frequência, 30g de queijo amarelo diariamente, e como bastante creme de leite fresco com coco ralado e morango (meu vício por doce até acabou, mas preciso de doses diárias disso). Como diariamente 1 ou 2 quadrados da barra de chocolate 85% cacau da Lindt.

    (=

    ResponderExcluir
  170. Flávio Ricardo Custódio10 de setembro de 2013 13:39

    Oi Teresa , acho que vou trocar a banha por óleo de coco , li aqui no blog o doutor falando que é 90% saturada o óleo de coco , vc me indicaria uma marca especifica , sou de São Paulo capital , estou na Zona leste , ai acredito que se eu trocar por óleo de coco , meus resultados serão bem melhores , obrigado por sua ajuda , e vamos trocando experiências , abraços .

    ResponderExcluir
  171. Flávio, não vejo necessidade de você trocar a banha por óleo de coco. Eu não consumo banha porque não como carne nem frango, apenas peixe.


    Não como porque não gosto mesmo, parei aos 11, já são 12 anos nessa vida (= Se você gosta do sabor, continue usando!


    Acho que você pode adicionar óleo de coco em outras coisas: na salada, no abacate, no whey se fizer uso, no café, no chá etc. Tem gente que toma puro, inclusive toma antes de malhar, por exemplo.


    Uma coisa que sempre faço é passar alguma gordura nos ovos e no peixe quando prontos! Além de usar bastante gordura para fritar, quando eles estão prontos sempre passo uma camada generosa de manteiga por cima ou 2 colheres de azeite! Isso fora o azeite que ponho na salada, vai uma ou duas colheres também (; Muita gente aqui no blog faz alguns legumes na banha também, para aumentar a ingestão de gordura, já experimentou?

    ResponderExcluir
  172. Teresa, poderia me ajudar com um cardápio?

    Pensei em tomar café com creme de leite pela manhã, assim não preciso do café no trabalho. Não encontro nata na cidade, o creme é uma boa substituição?

    No almoço seria carne c/ salada e azeite, o que tiver no bandejão que não tiver muitos carbos e/ou farinha.

    Normalmente eu não faço lanches, mas pensei em carregar algumas castanhas pra comer.

    No jantar, como chego tarde em casa e não gosto de dormir de estômago cheio, pensei em tomar uma vitamina com leite de coco e morangos, se eu não tiver comido frutas no almoço.

    O que acha? Estou um pouco perdida devido a essa mudança na minha rotina e não gosto muito de comer carne. Tenho medo de exagerar nos laticínios se substituir as refeições usando queijo.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  173. Bianca, eu não sou nutricionista hehe =P é complicado indicar cardápio, o que funciona para mim pode não funcionar para ti! Eu sugiro você seguir as diretrizes desse post e comer comida de verdade, coisas sem rótulo:
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html

    Se tiver algum alimento que você tenha dúvida, coloque na barra de pesquisa que é provável que alguém já tenha perguntado. Achei sua dieta apropriada, mas parece ser pouco. Não passe fome, ok? Isso é importante, coma até ficar saciada (mas não cheia). Se puder, tente comprar mais em feiras, vá menos em supermercados. Compre coisas com selo orgânicos, ovos caipira etc.

    Sobre o creme de leite, ele é uma boa substituição sim à nata! Compre o da Nestlé em lata, o de caixinha tem carboidratos. Eu não uso creme de leite em geral, uso o creme de leite fresco porque acho mais gostoso, só que é tipo o dobro do preço =x pelo menos em Brasília.

    Nesse blog tem receitas fantásticas low-carb! Tem ótimas opções de café da manhã, lanches e doces (:
    http://maisgorduramenoscarboidratos.com/



    Toda semana eu tento mudar alguma coisa e ver no que dá. Notei que quando comia uns 80/90g de proteína por dia eu ficava meio "inchada" ou "estufada" =P, daí comendo 60/70g eu me sinto melhor. Antes eu comia muita coisa com farinha, panqueca, brownies etc, Claro que farinhas low-carb, mas hoje em dia eu quase não como mais, não consigo pensar em nada para o café da manhã que não seja ovos ou abacate. Em síntese, vá experimentando (;

    ResponderExcluir
  174. É que vi os seus comentários, achei que podia me dar umas dicas. rs Além disso, se for contar com os nutricionistas que estou acostumada a encontrar...
    4 fatias de pão integral por dia (preciso de energia devido a minha jornada extensa de trabalho)
    nada de gordura (apesar de eu nem mesmo ter colesterol alto, o que TALVEZ justificaria a recomendação), frutas em todos os lanches, 6 refeições por dia, etc. É de chorar de raiva e como estou gorda, eles obviamente nem me escutam, pq pra eles estou errada mesmo. rs
    Vou dar uma olhada nesse blog, obrigada!

    ResponderExcluir
  175. Confesso que mesmo sendo adepta da dieta paleo e da low carb ainda consumo atum em lata( 2x na semana), vinho, farinha de coco, linhaça dourada, chia, mas dentro dos meus macros. Senti minha vida modificar totalmente e sou muito agradecida de ler seu blog. Ele é excelente!!! mas mesmo estudando sobre a paleo e a low...ainda monto minha dieta em cima de minhas continhas, não consigo deixar de pesar tudo que como para saber se meus macros foram fechados 100% em meu dia. E com isso consigo baixar meu peso gordo e aumentar minha MM. Estou fazendo o jejum intermitente 1x na semana. Obrigada por tudoooo. Mas uma grande curiosidade que tenho: uma pessoa adepta da paleo e da low seria capaz de ganhar bastante MM??? pq entendo que são dietas que visam uma vida saudável e o emagrecimento, mas e para quem deseja alcançar metas maiores, tipo atletas que praticam fisiculturismo, como seria? não enxergo uma dieta em que posso comer carnes e fats boas livremente capaz de alcançar isso, estou errada?

    ResponderExcluir
  176. Ahaha sim, nutricionista é complicado, fui para vários, sempre o mesmo cardápio! Incrível. O problema de passar cardápio para outras pessoas é que vários fatores entram em consideração! Quanto peso vc quer perder? Teve sobrepeso sempre ou só recentemente? Tem diabetes? Tem resistência à insulina? etc etc etc. Vou te falar o que eu como e dá certo para mim, ok? Daí você vai testando e adaptando, se ajudar (:

    CAFE DA MANHÃ

    a) versão salgada:

    3/4 ovos feitos com 1 colher de óleo de coco
    por cima dos ovos, eu ponho:
    sempre: 2 colheres de azeite, 1 colher de gergelim
    às vezes: tomate, queijo parmesão em lascas, peito de peru, folhas verdes, abobrinha refogada ou legumes que sobrem do jantar

    b) versão doce (geralmente como nos dias que não tenho muita fome, porque prefiro algo mais levinho):

    1 avocado (ou 1/2 abacate) com 2 colheres de coco ralado (sem açúcar)
    opcional: 1 colher chá de cacau, morangos em fatias, 1 quadrado chocolate 85% cacau da lindt ralado ou em pedaços
    (ou um mix de tudo)

    No início, eu sempre tinha panquecas prontas congeladas.


    Uma opção salgada:
    http://saboridades.net/2011/03/25/receita-de-panqueca-dukan/
    (adapte para low-carb! cream cheese no lugar do cottage e farinha de coco ou castanha no lugar da aveia em flocs)

    E uma doce:
    http://maisgorduramenoscarboidratos.com/2012/02/28/mini-panquecas-lchf-com-chantilly-de-mirtillos/

    ALMOÇO (geralmente como em self-service)

    150g a 200g de peixe (salmão, tilápia ou robalo)
    salada verde (alface, couve e espinafre)
    verduras (abobrinha, tomate, brócolis e couve-flor)
    4 (quatro!!) colheres de sopa de azeite
    1 colher de sopa de gergelim

    JANTAR

    a) o mesmo do almoço (no almoço comproo geralmente para o jantar)
    b) como algum peixe com algum acompanhamento que costumo fazer no fds e deixar na geladeira ou congelado. Algumas opções:

    Lasanha de beringela (também faço com abobrinha)
    http://receitas.eduguedes.com.br/lasanha-de-berinjela/
    (eu troco a carne que não como por peito de peru e o óleo que uso é óleo de coco)

    Purê de couve-flor (parece super com o normal):
    http://maisgorduramenoscarboidratos.com/2012/02/08/pure-de-couve-flor/


    Beringela gratinada (também costumo fazer com abobrinha):
    http://maisgorduramenoscarboidratos.com/2012/03/12/berinjela-gratinada-mais-um-acompanhamento-alernativo/


    c) peixe grelhado e sopa

    dica: eu tenho sempre duas opções de sopa congeladas, deixo porções equivalentes a 2 conchas naqueles saquinhos próprios para congerlar comida. Daí, quando vou comer, é só colocar o saquinho dentro de uma panela com água e deixar esquentar! Minhas sopas preferidas, que na verdade são mais para creme de legumes, são essas duas:

    creme de brócolis:
    http://www.papacapimveg.com/2013/02/14/um-triunfo/

    creme de tomate:
    http://www.papacapimveg.com/2011/02/09/na-cozinha/#comments

    Como o site é de uma vegana, você pode fazer algumas substituições mais low-carb. Por exemplo, ela não usa creme de leite, ela usa castanhas no lugar (e dá certo, eu testei!). Daí, você pode trocar a porção de castanhas que ela indica por creme de leite (;

    E como sempre fui uma formiguinha, no começo eu deixava muito doce pronto. Hoje em dia, morangos com creme de leite fresco e raspas de 1 quadrado de chocolate lindt 85% já me sacia =P Abaixo, vou deixar as opções que eu mais usava:

    suflê de chocolate:
    http://palavrademelinda.com/2012/06/08/sufle-de-chocolate-diet-dukan-pp/
    (adapte low carb! manteiga no lugar de margarina, chocolate acima de 70% cacau (cuidado com os diet, costumam ter maltodextrina), adoçante eu usei 6 sachês de sucralose normal, os adoçantes de forno geralmente têm maltodextrina)

    creme de chocolate com avocado/abacate:
    http://maisgorduramenoscarboidratos.com/2012/09/20/o-mais-saudavel-creme-de-chocolate-do-mundo-mmmmm-mumsfilibaba/

    creme de chocolate super rápido:
    http://maisgorduramenoscarboidratos.com/2013/08/05/creme-de-chocolate-amargo-low-carb-e-sem-lactose/

    beijinho de coco:
    http://maisgorduramenoscarboidratos.com/2013/08/05/beijinho-de-colher-low-carb-e-sem-lactose/
    Espero que as dicas ajudem (;

    Espero que ajude =D

    ResponderExcluir
  177. Flávio Ricardo Custódio10 de setembro de 2013 20:29

    AAA legal suas dicas , vou fazer isso , com a banha , e quando comprar o óleo de coco , vou usar nas saladas , vamos nos falando ok , obrigado Teresa

    ResponderExcluir
  178. Super obrigada, Teresa. Salvei as dicas, vou olhar os sites com calma, ver o que consigo fazer no domingo pra trazer durante a semana.


    Eu estive acima do peso desde os 12 anos. Só que teve um período da minha vida em que enfiei o pé na jaca e, pra piorar, estava sem comer carne. Resultado: 30 kg a mais em cerca de 3 anos, porque comia carboidratos demais. Depois passei a ter uma alimentação mais regrada quando voltei a comer carne, não engordei mais, porém também não emagreci com as dietas comuns. Agora sei que preciso cortar o máximo de carbos possível para emagrecer. Mesmo não perdendo peso rápido, a diferença quando não como "farinha" é absurda. Eu desincho bastante, minhas alergias de pele diminuem muito e fico mais disposta, então sinto que esse é o caminho certo para mim.
    Tenho 35 anos, 1,62, estou com 100 kg e pretendo chegar nos 75 kg, pois era o peso que eu tinha antes de começar a engordar e, apesar de ser acima do recomendado, eu me sentia bem com ele. Daí em diante vejo se vai ser necessário emagrecer mais.
    Apesar do descontrole com os carbos, não desenvolvi diabetes, felizmente. Todas as taxas "perigosas" estão perto do mínimo.


    Enfim, MUITO obrigada pela ajuda! :)

    ResponderExcluir
  179. Boa sorte, Bianca (: o importante é você já estar consciente dos problemas que o trigo e o açúcar causam! Aos poucos seu corpo vai acostumando e você vai emagrecendo!

    Duas leituras que recomendo:

    http://www.marksdailyapple.com/8-reasons-why-you-act-against-your-own-better-judgment/#axzz2eaZa33gu

    http://www.marksdailyapple.com/why-fast-part-six-choosing-a-method/#axzz2eaZa33gu

    ResponderExcluir
  180. Dr,



    Obrigado. Agora poderei tomar uma bebidinha sem "peso" na consciência.


    E claro, com moderação.

    []s

    ResponderExcluir
  181. Leia o blog da Claudia Vilaça. Ela mostra detalhadamente como prepara suas refeições para levar ao trabalho.

    ResponderExcluir
  182. Obrigado! vou reler e analisar o que estou ingerindo.. à princípio estou fazendo tudo correto. No final de semana geralmente no sábado consumo vinho, cerca de 600 ml ou seja vários cálices... eu estava bebendo muito café ultimamente e vi que no blog de Mark Sison ele orienta diminuir o seu consumo. Pode ser apenas um momento já que emagreci 6 kg, estou com 84kg agora mas o meu peso "normal" depois dos 20 anos (tenho 28) ficava entre 70 e 75kg, e quero retoma-lo.

    ResponderExcluir
  183. Sim, fica mais fácil de ganhar e preservar massa magra.
    Procure os livros: Dieta TNT, Art and Science of Low Carbohydrate Performance.

    ResponderExcluir
  184. Sugiro o seguinte link para leitura:

    http://livinlavidalowcarb.com/blog/do-low-carb-diets-lower-thyroid-function-lets-ask-the-experts/15305

    ResponderExcluir
  185. http://www.ultrafarma.com.br/produto/detalhes-11758/keto_diabur_test_5000_com_50_tiras.html

    ResponderExcluir
  186. Arthur, você acaba de ser ungido moderador.
    Obrigado pela ajuda.

    ResponderExcluir
  187. Nossa! Que surpresa!!

    Devo igual ou maior agradecimento a vc, pois tem o primeiro blog brasileiro que encontrei sobre o assunto, e se tornou um dos que leio regularmente. Complementa muito do conhecimento que consegui de outas fontes, e esta em par ou superando muitos blogs estrangeiros, na clareza e disponibilidade informacional. Digo obrigado tanto por mim quanto por todos os leitores que tem o privilegio de ter esse assunto em português, vindo de uma mente aberta e critica como a sua. Sempre no aguardo de novos posts :)


    O que exatamente muda no quesito de ser modera? Não estou por dentro dos detalhes, heheh

    ResponderExcluir
  188. Muito obrigado :-)

    Vá em disqus.com e divirta-se com seus novos poderes. "With great power comes great responsibility"

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 13/09/2013 18:13, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  189. Ok! Hahah, belo quote!

    ResponderExcluir
  190. Hugo tenho duas coisas a dizer

    1) 95% dos leitores deste blog não são "atletas", são pessoas doentes para as quais LCHF é terapêutico, emagrece e reverte a síndrome metabólica.

    2) Para uma abordagem mais equilibrada do que a do Colpo, leia:

    http://robbwolf.com/2012/12/19/carb-paleo-thoughts-part-1/
    http://robbwolf.com/2013/01/02/thoughts-carb-paleo-part-deux/
    http://robbwolf.com/2013/01/09/thoughts-carb-paleo-episode-3-hope/

    E, para uma visão OPOSTA, leia:
    http://www.bengreenfieldfitness.com/2013/05/low-carb-triathlon-training/

    ResponderExcluir
  191. Apoiado! Parabéns Arthur

    ResponderExcluir
  192. Mara Regina Arnhold5 de outubro de 2013 08:53

    Parabéns!!! Você é meu ídolo!

    ResponderExcluir