sábado, 14 de dezembro de 2013

O martelo e o prego

Refletindo sobre a resistência dos profissionais de saúde em ceder às evidências de que as diretrizes nutricionais estão equivocadas, me ocorreu que um dos grande problemas é a fixação em doenças cardiovasculares e colesterol. Ou seja, preocupação exclusiva com um desfecho em detrimento dos demais.

Suponhamos, para fins de argumentação, que uma dieta de baixo carboidrato, aplicada a toda uma população, efetivamente aumentasse o colesterol total e o LDL desta população, e suponhamos que isso de fato aumentasse o risco cardiovascular. Segundo a sabedoria convencional vigente (mas não segundo as evidências científicas), isto seria uma suposição razoável. Agora, suponhamos que esta mesma dieta, aplicada a toda uma população, reduzisse a incidência de obesidade, síndrome metabólica e câncer.

1) Sabemos que a maioria das pessoas que infartam têm colesterol normal ou abaixo do normal;
2) Sabemos que os maiores determinantes de doenças crônico-degenerativas nos dias de hoje são a obesidade, a síndrome metabólica e o diabetes;
3) Aceitamos, novamente para fins de argumentação, que uma dieta de baixo carboidrato aumente o risco cardiovascular através do mecanismo de elevação do LDL.
4) Aceitamos, baseados na preponderância da evidência científica, que uma dieta de baixo carboidrato produza desfechos favoráveis no que diz repeito a síndrome metabólica, obesidade e diabetes.

Se aceitarmos todos estes postulados, teríamos que concluir que não é possível contemplar todos eles ao mesmo tempo. Em outras palavras, teríamos de escolher entre duas situações: 1) uma população que consome menos carboidratos e mais gordura, com baixos índices de síndrome metabólica, obesidade e diabetes, mas com colesterol mais elevado ou 2) uma população que consome menos gordura e mais carboidratos, com colesterol mais baixo, mas com proporções epidêmicas de obesidade, síndrome metabólica e diabetes (a nossa realidade).

O que nos coloca na seguinte situação: MESMO que os postulados da teoria lipídica da doença cardiovascular estivessem corretos, ainda assim seria melhor comer menos carboidratos e mais gordura. Por quê? Porque todos morreremos de alguma coisa. E há OUTRAS causas de morte além do infarto agudo do miocárdio, e há outras coisas que causam infarto além de colesterol - como diabetes, síndrome metabólica e obesidade.

Há uma frase, cunhada pelo psicólogo americano Abraham Maslow, que se aplica muito bem para problemas como esse: "Se tudo que você tem é um martelo, tudo se parece com um prego". Os médicos em geral e os cardiologistas em particular parecem ter olhos apenas para o LDL. Quanto mais baixo o LDL, melhor. Custe o que custar. Parece que, em algum momento, no meio do caminho, o objetivo disso tudo (prevenir a morte, a morbidade e melhorar a qualidade de vida) perdeu-se - manter o LDL baixo virou um objetivo em si mesmo, tautológico, auto-evidente. 

A foto abaixo é real (veja o relato aqui), e o resultado foi obtido com dieta de baixo carboidrato (conheça outros casos parecidos aqui, aqui e aqui). Os resultados de exames e os dados de saúde foram inventados por mim para ilustrar a discussão que se segue:



Imagine-se que a paciente acima fosse diabética, em uso de metformina e insulina, com 127 Kg e 1,75 de altura, hipertensa. Seu colesterol total era de 180 e seu LDL era de 88. Agora, imagine que esta paciente fez uma dieta de baixo carboidrato, e perdeu 45 Kg, deixou de usar insulina na primeira semana de sua dieta e deixou de usar metformina após 60 dias; sua glicemia está normal, sua pressão está normal, e ela sente-se suficientemente bem a ponto de praticar esportes 3x por semana. Mas seu colesterol total agora está em 220, e seu LDL em 152. Seu risco de morrer era maior ANTES ou DEPOIS de sua mudança de estilo de vida? Obviamente antes! Quanto à sua qualidade de vida e auto-estima, então, nem se fala. Mas, se sua única ferramente é o martelo, tudo é prego. Você só enxerga colesterol. Há incontáveis relatos, aqui mesmo entre os leitores deste blog, de pessoas que tiveram exatamente essa trajetória, mas que foram admoestados por parentes, amigos e - pior de tudo - por seus médicos, abandonaram a dieta, e estão novamente obesos, diabéticos e hipertensos, mas seu LDL baixou - ufa, que alívio.

Exemplo:

                                         ANTES                     DEPOIS
Peso ................................. 127Kg ...................... 82Kg (melhor)
Glicose ............................ 195 ........................... 87 (melhor)
Hb Glicada ...................... 14,1 .......................... 5,4 (melhor)
Triglicerídeos .................. 285 ........................... 63 (melhor)
Colesterol total ............... 180 ........................... 220 ("pior")*
HDL ................................ 35 ............................ 55 (melhor)
LDL ................................ 88 ............................ 152 ("pior")
PCR ................................ 1,8 ........................... 0,1 (melhor)
Uso de insulina ............... Sim ........................... Não (melhor)
Uso de metformina ........  Sim ........................... Não (melhor)
Hipertenso ...................... Sim ........................... Não (melhor)
Atividade ........................ Sedentário ............... Ativo (melhor)

Muito melhor depois da dieta do que antes, certo? Óbvio! Mas quando sua única ferramenta é o martelo, tudo é prego. Sob essa ótica, o quadro acima aparece assim:

Peso ................................. 127Kg ...................... 82Kg
Glicose ............................ 195 ........................... 87
Hb Glicada ...................... 14,1 .......................... 5,4
Triglicerídeos .................. 285 ........................... 63
Colesterol total ............... 180 ........................... 220
HDL ................................ 35 ............................ 55
LDL ................................ 88 ............................ 152
PCR ................................ 1,8 ........................... 0,1
Uso de insulina ............... Sim ........................... Não
Uso de metformina ........  Sim ........................... Não
Hipertenso ...................... Sim ........................... Não
Atividade ........................ Sedentário ............... Ativo



Em termos populacionais, o mesmo se aplica. Na postagem sobre as ilhas de Vanuatu e Kiribati, o Dr. Dr. Grant Schofield observou que em Vanuatu as pessoas têm um estilo de vida tradicional, com uma dieta de caçadores/coletores, pobre em carboidratos processados e mais rica em gorduras naturais, através de alimentos oriundos da própria ilha. Em Kiribati, a população consumia uma dieta baseada em carboidratos processados e importados do "ocidente".
  • Vanuatu: a maior parte da população saudável e feliz, vivendo da forma que sempre viveram, em vilarejos isolados com mínima influência do mundo exterior. 
  • Kiribati: virtualmente todos os adultos tinham sobrepeso ou eram obesos. As crianças eram mal nutridas. O diabetes estava tão fora de controle que o hospital local amputava até 20 pernas por semana.
Se, para fins de argumentação, acreditarmos que a dieta mais rica em carboidratos em mais pobre em gordura de Kiribati possa reduzir os níveis populacionais de colesterol, significa que Kiribati está no caminho certo? Afinal, eles estão MUITO mais próximos das diretrizes nutricionais vigentes, não é mesmo? Bem, se seu critério de saúde é LDL, sua conclusão seria a de que Kiribati está melhor do que Vanuatu. Se sua única ferramenta é o martelo, tudo é prego.

Em 2009, foi publicado um estudo que demonstrou que mais da metade dos pacientes internados nos EUA por ataques cardíacos tinham LDL abaixo de 100. Na verdade, está cada vez mais claro que os principais determinantes de risco cardiovascular são, no mundo de hoje, a obesidade, a síndrome metabólica e o diabetes.

Junte-se a isso o fato de que nunca foi demonstrado que a dieta recomendada pelas diretrizes (low fat) reduza a mortalidade cardiovascular; e junte-se a isso o fato de que foi demonstrado que dietas de baixo carboidrato reduzem os marcadores de risco cardiovascular e são mais eficazes na redução da obesidade, síndrome metabólica e diabetes (veja também aqui). E teremos então, a seguinte conclusão:

1) Por medo do colesterol total e do LDL, contra-indica-se uma dieta de baixo carboidrato (e recomenda-se uma dieta comprovadamente ineficaz em seu lugar);
2) Em virtude disso, as pessoas passam a desenvolver obesidade, síndrome metabólica e diabetes;
3) Mesmo que fosse verdade que uma dieta mais rica em gordura e mais pobre em carboidratos aumentasse o risco cardiovascular (e não é), ainda assim a combinação de obesidade, diabetes e síndrome metabólica mataria mais pessoas - como é óbvio nos dias em que vivemos.

Em outras palavras - MESMO que uma dieta com mais gordura aumentasse o colesterol; e MESMO que um colesterol mais elevado aumentasse a mortalidade cardiovascular; ainda assim, a dieta recomendada deveria ser uma dieta de baixo carboidrato, pois há outras causas de morte além do coração, e mesmo o coração adoece por outras causas além do colesterol. Nos tempos de hoje, em que 75% dos pacientes que morrem do coração têm níveis de colesterol considerados adequados, está na hora dos profissionais de saúde reconsiderarem sua resistência histórica às dietas de baixo carboidrato (como fizeram as autoridades de saúde suecas). Temos que diversificar nossas ferramentas; afinal, o mundo não é feito apenas de pregos.

161 comentários:

  1. "Temos que diversificar nossas ferramentas; afinal, mundo não é feito apenas de pregos."

    Perfeita a matéria Drº Souto!! Parabéns mais uma vez pelas palavras claras e objetivas!
    Estou muito, mais muito FELIZ por tê-lo conhecido e ao Rodrigo Polesso. Vcs me ajudaram a mudar minha vida em questão de saúde e prazer...Meus filhos estão melhores, eu estou ÓTIMA, meu esposo ( chega lá...rsrs); coloquei minha mãe na linha,srsrs. E indicando para muitos amigos, seu site e o do Rodrigo Polesso.
    Obrigado Drº, por ter me ajudado que não apenas um prego, para martelarem as tradições em minha mente.

    Que o Criador continue lhe ajudando a ter saúde para continuar a passar estes conhecimentos ( que muitos de nós não alcançamos, pois a maioria dos estudos científicos, de verdade, são em inglês); E que o senhor esteja sempre disposto a compartilhar.
    Abraços para ti e tua família!

    ResponderExcluir
  2. Logo,essa mentalidade enviesada quanto ao "colesterol lobo mau" e "gorduras de satan" não tem fundamento MESMO caso haja aumento do risco cardiovascular (e a realidade eh o inverso) com lowcarb.
    Alguém me diz como pode o profissional se preocupar mais com o LDL sozinho do que com HDL e triglicérides (tirando o caso dos marcadores de diabetes e obesidade)? Pelo menos estes constituem perfil diferencial para síndrome metabólica. Prever saúde por LDL sozinho parece magia; depois os ditos "profissionais" criticam os charlatães, fazendo-se parecer como se usassem a mais refinada ciência...mas tem casos que estão ate pior.

    Dr. Souto, uma pergunta: O que você acharia de um profissional conhecer os benefícios dessa dieta lowcarb e/ou paleo, usar em si mesmo e conhecidos, mas por medo de ser "desafiado" pelo CRM por exemplo, ou outras associações, preferir seguir as diretrizes (e recomendar comer balanceado - lowfat - e exercitar mais, aos pacientes) para não ter problemas ou intimações? Quais medidas devem ser tomadas caso este profissional queira recomendar lowcarb/paleo para ele estar prevenido de qualquer tentativa de "ataque" desses órgãos?

    ResponderExcluir
  3. Se eu, que faço a coisa de forma, digamos, um pouco mais PÚBLICA, não tenho problemas, é porque esse medo é desnecessário. Mas qual é o segredo? REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.

    Detalhe: por que a ênfase quase exclusiva em LDL? Porque há REMÉDIOS para isso!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 03:05, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  4. Obrigado :-)

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 02:58, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  5. Ultimamente, quando vejo exames com colesterol baixo, tenho ficado triste pela pessoa... Mas falar q ele alto NÃO faz mal já é um tabu.. imagina falar q ele baixo pode até fazer mal? Ultimamente eu só tenho deixado BEM claro (pra parentes, ao menos): vc esta assim (diabetes, obesidade, etc...) pq quer! pode ser grosso, mas ao menos me tira o peso da consciência.

    ResponderExcluir
  6. Sempre a indústria farmacêutica ditando "a verdade" (deles) em detrimento de todas as evidências... o negócio é lucrar! Vender estatinas e afins! Simples assim... Infelizmente... Do outro lado a indústria de alimentos que lucra também bilhões à base de farináceos (carboidratos refinados). E o ensaio sobre a cegueira continua... Até quando hein? Afff

    ResponderExcluir
  7. Saramago, bem lembrado!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 10:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  8. Então sabemos que 75% dos pacientes que morrem do coração tem níveis de colesterol adequado. Qual a porcentagem destes pacientes que tem sobrepeso, só por curiosidade? Temos estes dados?

    ResponderExcluir
  9. Vou olhar. Mas a maioria tem síndrome metabólica, isso posso garantir.
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    [image: Disqus] Settings
    A new comment was posted on Dieta Low-Carb e Paleolítica ------------------------------ *Barbara Pires*
    Então sabemos que 75% dos pacientes que morrem do coração tem níveis de colesterol adequado. Qual a porcentagem destes pacientes que tem sobrepeso, só por curiosidade? Temos estes dados?

    7:50 a.m., Saturday Dec. 14
    * Reply to Barbara Pires * Moderate this comment by email

    Email address: *barbarafpires@gmail.com* | IP address: 187.62.198.243

    Reply to this email with “Delete”, “Approve”, or “Spam”, or moderate from the *Disqus moderation panel*.


    ------------------------------

    You're receiving this message because you're signed up to receive notifications about activity on threads authored by jcsouto.

    You can unsubscribe from emails about activity on threads authored by jcsouto by replying to this email with "unsubscribe" or reduce the rate with which these emails are sent by adjusting your notification settings.

    [image: Disqus]

    ResponderExcluir
  10. Fatima Aparecida Rocha Guimara14 de dezembro de 2013 12:37

    Eu comprovei que isso é certo, mas sempre é bom rever, só pra não esquecer nunca..rsrsr
    Doutor Souto, eu convenci minha cunhada a fazer low carb/páleo pra ficar bem de saúde, mas aconteceu que ela fez um exame e descobriu que tem execesso muito grande, até preocupante de ferro no sangue.
    E agora??...como fazer páleo assim??...o médico dela cortou carnes vermelhas e todo vegetal verde escuro, incusive ovos e queijos :(

    ResponderExcluir
  11. Basta doar sangue, cada 3 meses, até normalizar. Com isso, ela ajuda a si, a outros, e pode comer sem problemas.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 12:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  12. Conheço um caso típico de LDL mandando na vida da pessoa. Tentei falar sobre LCHF, mas assim que citei a gordura saturada, levei uma martelada. Preferiu continuar se entupindo de estatinas, se matando na academia, andando pela vida sem ânimo e sentindo muito cansaço. Consegue baixar o peso durante alguns dias e logo depois volta a ganhar quilos extras, devido à dieta da "pirâmide" tradicional aliada à LowFat.

    Parece não ser o suficiente ver minha forma física depois da LCHF e sem me matar em esteiras, nem passar fome. Só a lida diária braçal já mantém minha massa magra. Estou dando um tempo nos exercícios extras e o emagrecimento continua, somente indo fazer tudo a pé, carregar sacolas até em casa, erguer pesos naturalmente.

    Estou assistindo meus conhecidos engordarem rapidamente e mesmo avisados, resistem em acreditar. Acham que estou em forma devido à exercícios físicos intensos que eu praticava antigamente. quando me alimentava mal.
    Essa semana não fui pedalar. E a fome ficou menor. Apenas belisco a comida. Sinto que consegui domar a fome, que só vem quando é necessário e mesmo assim, não consigo comer muito.

    Talvez eu não consiga convencer alguém porque sempre fui magro e fica difícil acreditar na radical mudança em minha alimentação. Com a diferença de que agora, não preciso ficar exausto malhando para manter a forma.

    Sei que muitas marteladas virão. Mas vou usar minha forma física como uma marreta naqueles que duvidarem. Porque assistirão sentados enquanto eu desfilo cheio de energia.

    ResponderExcluir
  13. É, só podemos continuar fazer a nossa parte!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 12:45, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  14. Dia 14/12 completo 60 dias de LCHF, minha neuropatia está desaparecendo, mudamos de Metformina para Glibenclamida, a primeira estava acabando com a minha raça. Sinto-me mais disposto, fome absolutamente controlada - máximo 3 refeições no dia - sem lanchinhos ou petiscos. Manchas senis praticamente sumiram do rosto, hemorróida desapareceu. Conclusão: minha saúde esta cada dia melhor graças a este estilo LCHF, sinto-me vivendo em Vanuatu. Como respondeu o Dr. Souto, certa vez pra mim, "o negócio é ter paciência." O resultado está aí, chegou e que se dane o colesterol.
    Post que é uma martelada nestes cabeças de prego que tem por aí.

    ResponderExcluir
  15. E não poderia ser diferente! Nem o 'dogma' pode contrariar fatos, certo? :)

    ResponderExcluir
  16. ;-)

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 13:14, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  17. Mas é difícil convencer as pessoas em geral porque parece uma teoria conspiratória. Envolve laboratórios, cientistas, médicos, governos, indústrias de alimentos. Todos afinados no mesmo discurso de que gordura faz mal e LDL tem que sumir do mapa.

    ResponderExcluir
  18. Fatima Aparecida Rocha Guimara14 de dezembro de 2013 14:11

    Obrigada Doutor :)

    ResponderExcluir
  19. Parabéns Souto, excelente matéria. Aos poucos vamos avançando, não temos pressa.

    ResponderExcluir
  20. Dr. Souto, parabéns pelo blog!
    Iniciei a LCHF há uma semana, e os benefícios são maravilhosos, porém desconfio estar grávida. Posso continuar com a dieta estando grávida? Espero que sim porque não quero retroceder!

    ResponderExcluir
  21. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/prezado-dr-souto-dieta-e-gravidez.html
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 15:00, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  22. Estou bem preocupada meu marido teve uma crise de labirintite e o medico pediu exames de sangue onde constou que o colesterol total dele está em 250 e o triglicerídeos em 192 o medico fez um alarde e disse para ele que fizesse uma dieta tirando o máximo de gordura passou um remédio pra baixar o colesterol o que achei um exagero e disse a ele mas ele quer fazer adieta do médico tentei alertar que dentro da média antiga do colesterol nem estaria tão alto assim, mas está sendo inútil não sei o que fazer.

    ResponderExcluir
  23. O que deveria mais preocupar são os triglicerídeos altos. E eles abaixam ao se reduzir carboidratos na dieta. Se importar com colesterol total eh pensamento muito superficial; pois mais importa aumentar HDL (ingerir gorduras boas) e baixar triglicerídeos.

    Melhorar esses dois marcadores garante que predomine o LDL subtipo padrão A, que diferentemente do B (este pequeno e denso, alta chance de oxidar, 3 a 5 vezes maior risco cardiovascular), demonstra pouco risco. Então, sem saber a qualidade (A ou B) do LDL (dividindo-se triglicerídeos por HDL tem-se uma ideia: acima de 3 muito risco, ideal abaixo de 2...preferencialmente abaixo de 1), pouco importa o numero que mostra no exame do LDL em si, muito menos do colesterol total.

    E reduzir gorduras na dieta vai Obrigatoriamente aumentar ingestão de carboidratos...ou seja: vai aumentar triglicerídeos e abaixar HDL. Exatamente o contrario do que deveria ser feito.

    ResponderExcluir
  24. Realmente. Caso as pessoas não tenham entendimento de como avaliar os estudos científicos por si e sejam dependentes da opinião dos "manipuladores de informação" como verdade absoluta, vai ser difícil...

    Digo que, pessoalmente, eu não descredito mais nenhuma teoria absurda ate eu mesmo ir na literatura e pesquisar se realmente eh tao absurdo assim como dizem com "senso comum" (falido por sinal). Se fomos enganados de forma tao absurda no que achávamos saber quase tudo (nutrição), imagine no resto? Abre-se um universo de "quebra de paradigmas" a partir da primeira "mentira organizada" que se descobre. E por que "teoria conspiratória" deve ter cunho pejorativo? Por acaso ha zero possibilidade de realmente ela existir em algum âmbito social? Ou as pessoas se obrigam a negar que o mundo não eh apenas flores...?

    ResponderExcluir
  25. "Nunca pergunte a um barbeiro se você precisa cortar o cabelo." Warren Buffet

    ResponderExcluir
  26. Luís André Botura14 de dezembro de 2013 18:07

    Mais uma vez parabéns Dr. José Carlos Souto, por nos trazer tanta informação de qualidade e gratuitamente.

    Comecei a acompanhar seu blog ha mais ou menos 45 dias, a partir da indicação do professor Tony (https://www.facebook.com/profile.php?id=100001824023440&fref=ts ) preparador Físico daqui de São Carlos - SP, fazendo a avaliação na academia.
    Posso dizer que este encontro mudou minha vida e de lá pra cá virei fã de carteirinha, tanto do blog como sedento por informação deste estilo de vida.

    Irei fazer um breve relato de como começou minha nova empreitada para emagrecer, tenho 36 anos e posso dizer com certeza, que passei mais 3/4 de minha vida obeso ou senão com obesidade mórbida.

    Eu comecei a fazer uma dieta Há 60 dias exatamente, pesando 172 Kilos, com acompanhamento de uma endocrinologista, com direito a dieta dos pontos, receita de sibutramina 10 mg e passando fome.


    Não posso dizer que não comecei a emagrecer, pois, o remédio é muito forte, tira o apetite e como estava fazendo tudo certinho, ou seja, comendo pouquíssimo não tinha como não perder meus primeiros 8 quilos em 25 dias. Porém, como Deus esta acima de tudo e todos, vim conhecer este professor que me indicou o seu blog e pediu para começar a ler e que avaliasse o fim do uso deste remédio que traz mais efeitos colaterais do que benefícios.

    Foi dito e feito, não acabara nem de tomar o primeiro mês de medicação e comecei a me sentir muito "zen", distraído na verdade e quase bati meu carro. Ainda bem que nem minha esposa e nem minha filhinha que esta para completar 7 meses não estavam no automóvel, pois, estava voltando do trabalho.



    Bem eu acabei de tomar as 30 capsulas, mas nunca mais tomei depois que este acabou e nem fui mais na endocrinologista.


    E sabe por que? porque hoje, completo 45 dias de Low-carb e estou peando 152, ou seja, emagreci muito mais e com muito mais saúde...e sem passar fome. Um total de 20 quilos em 2 meses...
    Feliz, com diposição!!!


    Obrigado Dr. Souto.
    Grande abraço,
    Luís André Botura
    São Carlos - SP

    ResponderExcluir
  27. Sensacional, Luís!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 18:08, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  28. Não é necessário apelar para a malícia quando apenas a incompetência basta.
    No geral os médicos são muito focados na sua especialidade e não conseguem ver o quadro geral, em falar no ponto crucial que o Dr. Souto comentou em palestra: Médico não sabe NADA de nutrição.

    ResponderExcluir
  29. Quando eu vou na DPaschoal ou similar trocar os pneus do meu carro, eu ganho uma tal "checagem gratuita" de um monte de itens de segurança.

    Sempre saio de lá com um orçamento de milhares de reais onde diz que o meu freio já era, suspensão está vazando óleo e a cambagem das rodas é urgente. Vou direto a um mecânico de confiança só para ter certeza e ele sempre acha graça.


    Eu me sinto igual com relação aos cardiologistas e endócrinos.

    ResponderExcluir
  30. Mas será que essa incompetência não é gerada pelo comodismo? Afinal, está funcionando muito bem para eles do jeito que está, não é? O paciente acaba sendo obrigado a voltar de 3 em 3 meses para uma reavaliação. É um paciente altamente fidelizado pelo medo de ficar ainda mais doente.
    O médico ganha, o laboratório diagnóstico ganha, a farmácia ganha.
    É todo um ecossistema da saúde que ganha, uma "cadeia de produção" da saúde. Não se limita apenas à Big Pharma ou "Big Food".

    ResponderExcluir
  31. Concordo com o Paulo Marcondes:

    "Nunca atribua à malícia o que pode ser adequadamente explicado pela estupidez.” Robert J. Hanlon.

    Vai por mim, eu convivo nesse meio, e o pessoal simplesmente não tem noção. Isso os médicos. A indústria são outros quinhentos.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 21:12, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  32. Parabéns (: e vamo que vamo!

    ResponderExcluir
  33. Dr Souto, muito interessante o seu ponto de vista, maaaaaaaaas eu sei o que os defensores da dieta padrão de baixa gordura e alto carbo responderiam. Eles diriam que fazendo a dieta deles com baixo teor de gordura animal e déficit de calorias mais exercícios, a garota do quadro também atingiria a redução de peso com os benefícios listados e não teriam marcadores ruins de LDL e colesterol! Infelizmente tenho certeza que seria isso.


    Abraço

    ResponderExcluir
  34. Poderiam argumentar sim, mas estariam errados. Pois, como está bem demonstrado em todos os estudos de restrição calórica, 95% das pessoas ganham todo o peso de volta, visto que não é viável passar fome o resto da vida. E, como está também bem demonstrado, low carb sempre, em todos os estudos, produz o dobro da perda de peso. Por fim, a moça acima seria uma exceção 50 anos atrás. Hoje, infelizmente, ela está no grupo majoritário da sociedade: os 2/3 de adultos com sobrepeso e/ou obesidade. E não foi low carb, e sim high carb low fat que nos trouxe até aqui.

    Mas sim, é o que eles argumentariam. A única forma de conciliar a visão tradicional com a epidemia vigente, é que todos sofrem de defeitos de caráter: preguiça e gula. E que, por algum motivo, a preguiça e a gula 50 anos atrás acometia apenas 5% das pessoas, mas hoje, DO NADA, 2 em cada 3 pessoas tem um caráter tão fraco que não conseguem parar de comer ou sair do sofá.

    O pior é que a cegueira é tanta que há gente inteligente que acredita nisso, pois não conseguem conceber que sua hipótese esteja errada. Melhor culpar AS PESSOAS, por mais inverossímil que isso seja.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 14/12/2013 23:06, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  35. Não devo temer, mesmo tendo minhas duas avós mortas por infarto, uma delas sem problemas metabólicos ou obesidade? (a outra era obesa) Não existe consanguinidade para doenças do coração? Estou na dieta, mas minhas antepassadas vez ou outra "puxam meu pé" à noite, e me provocam alguma hesitação. rsrsrs

    ResponderExcluir
  36. Excelente postagem, Dr. Souto.
    Estou me tornando cada vez mais um leitor assíduo do blog. Parabéns pelo seu trabalho e obrigado por trazer tanta informação de qualidade para nós leitores do blog. Ainda sonho com o tempo que este estilo de vida torne-se padrão mundial. Se continuarmos com pessoas com boa vontade e profissionais como o Sr., não demorará muito. :)

    ResponderExcluir
  37. Claro que deve temer. Se eu tivesse esse história familiar, aí sim eu comeria mais low carb páleo ainda. Para REDUZIR meu risco.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 15/12/2013 01:00, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  38. Eu quero ser assim quando crescer!!! Parabéns pelo dom da argumentação, Dr. Souto. Abraço!

    ResponderExcluir
  39. ALÍVIO ao ler esta resposta. =)

    ResponderExcluir
  40. Show de bola! Muito bom o artigo!

    ResponderExcluir
  41. Gostaria muito de seguir esse estilo de vida, porém, não sou gorda, e NÃO quero perder peso. Pelo contrário, quero massa muscular e hipertrofia. Como faço com o famoso whey?
    Outro detalhe, sou intolerante ã lactose... Isso dificultaria muito a adaptação, considerando que uso leite e derivados sem lactose? (Amo leite!)
    Estou adorando tudo e querendo me livrar do inchaço e desânimo que me persegue desde sempre!

    ResponderExcluir
  42. Dr. Souto, veja minha situação: 3 1/2 meses de dieta, vinda de MUITA restrição calórica, com SOP, faço musculação 3x por semana, faço JI, e agora, Tabata (HIIT). Evito laticínios (consumo iogurte caseiro e creme de leite. bem pouco). Desde o início só engordei (ganhei massa E gordura). Mais de um mês atrás tomei corticoide por 6 dias. Aí piorou tudo. Sei q estou ficando repetitiva com isso. Prometo ser a última vez. mas há alguma sugestão? alimento igual meus pais (e até mais limpo... sem queijo ou dia do lixo) e eles emagreceram fácil. Tenho 19 anos, achei q o metabolismo ia ajudar (nunca tive sobrepeso. só gordinha...). Refeed tbm ñ deu certo... já fiquei com carbs em uns 10g/dia. mas dificilmente ultrapasso 50g/dia (de NET carbs...). E minha proteína está até abaixo do necessário, estou achando... será meu %BF mais elevado q 'o normal' msm? Obrigada!

    ResponderExcluir
  43. Parabéns! Com certeza surpreenderás a todos ao teu redor! Um ex obeso tem mais poder de convencimento sobre o benefício da LCHF. Torço pelo teu sucesso e sei que chegarás ao teu objetivo. (Ou até o superará).

    ResponderExcluir
  44. Se as pessoas entendessem e seguissem em massa uma vida LCHF, veríamos muitos médicos cardiologistas e nutricionistas sem clientes bem como academias fechando as portas... Sem falar na Monsanto quebrando de vez...

    ResponderExcluir
  45. Não sou médico, mas uma amiga minha tomou corticóide e engordou. Dizem que demora 6 meses para a droga perder o efeito de engorda. Não sei se é verdade, graças a Deus nunca precisei dessa droga. Acho que tens que ter paciência, mesmo com o corticóide sem LCHF poderias engordar o triplo do que engordaste. Tenha calma e não fique se cobrando.

    ResponderExcluir
  46. http://www.youtube.com/watch?v=ArcSIg3cYcw

    Fala sobre o que pode vir a ser o futuro da Paleo, e se ela tem chance de se tornar "popular"...nos EUA.

    ResponderExcluir
  47. Priscila, estou curioso com o seu caso, sei que vc tem muito conhecimento quanto as recomendações low carb e paleo, e descarto a ideia de cometer aqueles erros inicias. Este caso eh bem particular. Eu ACHO que pode ter a ver com alguma deficiência de micronutrientes e/ou, mais provável, hormonal. Seria bom saber como estão seus hormônios relacionados a tireoide, adrenais, insulina basal e os esteroidais. Não me considero apto a analisar tais exames em profundidade, por isso acho que seria bom fazer um check-up com endócrino ou ortomolecular e ver o que eles tem a dizer. Mas reitero que não estou certo de qual venha a ser o seu problema em especifico. Lembre-se de consumir ao menos 1g de proteína por kg de peso, ao dia.
    Veja se encontra algo neste link ( http://ketodietapp.com/Blog/post/2013/04/22/Not-Losing-Weight-on-Low-Carb-Ketogenic-Diet-Dont-Give-Up-and-Read-Further )
    Boa sorte.

    ResponderExcluir
  48. Colega, Concordo em grande parte com seu entusiasmo, contudo não entendi essa neura contra as academias. Qual o mal que elas fazem?

    ResponderExcluir
  49. Olá, Doutor, não sei se você já postou algo do tipo, mais gostaria de saber se o senhor tem alguma planilha de exemplo para acompanhamento do peso e medidas? caso sim teria como compartilhar?


    Obrigado

    ResponderExcluir
  50. É incrível o poder da informação: Estou fazendo LCHF há mais ou menos 70 dias já emagreci 4 kilos. Sem sacrifício, sem tempo de fazer muito exercício e comendo um pouco de carboidrato em alguns finais de semana. Sei que estou indo devagar. Sei também que preciso fazer mais exercícios. Mas desde que comecei a dieta não engordei nas "saídas" e continuo a emagrecer bem devagar, mas emagrecendo e não engordando.


    Falei para os meus pais cortarem o trigo e o açúcar, principalmente e adicionassem mais comidas de verdade.Emprestei o livro "Barriga de Trigo" para eles e assim começaram a seguiram o meu conselho. O meu pai emagreceu cerca de 5 quilos em um mês e minha mãe já notou que as roupas estão bem mais folgadas. E eles não tinham exames alterados ou estavam acima do peso. Sempre que escuto alguém falar: que tal carne é muito calórica ou tem muita gordura, nem tento argumentar o contrário pois sou vista como a "do contra".



    Dr. Souto, obrigada por fazer eu acreditar que realmente estava no caminho certo. Eu continuo mandando para os meus amigos e parentes o link deste blog, principalmente quando escreves artigos como este.

    ResponderExcluir
  51. Olá .. ótimo artigo !


    Uma questão que não sei responder direito quando os outros me perguntam 'O que entope as artérias então, se não é o colesterol?!'

    ResponderExcluir
  52. LDL (na verdade não eh colesterol, eh lipoproteína) oxidado devido a inflamação cronica no endotélio.

    Ainda vale lembrar que existem os subtipos de LDL padrão A e B (dentre outros) esse ultimo, com ate 5x maior risco cardiovascular. Agora, pra saber qual predomina na pessoa, existe uma conta simples que costuma-se fazer (enquanto não eh comum o exame direto por VAP - ultracentrifugação): dividem-se triglicerídeos por HDL. Quanto menor, mais tende a A, e se >3.5, costuma predominar B. (quanto menor esse numero, melhor).

    O que deve preocupar não eh o numero que mostra sobre o LDL (LDL-C), mas sua qualidade (que não aparece no exame diretamente) em que faz-se esse calculo. A chance de oxidar do LDL padrão A eh extremamente baixa comparando com o outro subtipo citado. Agora, dito isso, como melhorar o tipo de LDL circulante? Simplesmente aumentando o HDL e baixando triglicerídeos. Em outras palavras, simplesmente aumentando gorduras boas e baixando carboidratos da dieta.

    Ah, e a Proteína-C Reativa, marcador inflamatório, assim como diversos outros, todos abaixam ao trocar-se da dieta padrão ocidental pelo low carb. Então, além do próprio LDL ter menor chance oxidativa agora, a região endotelial possui menor chance de estar inflamada (uma dupla proteção).

    Penso assim: culpar o LDL (essencialmente importante no metabolismo, assim como o colesterol em si) por aparecer nas "artérias entupidas" todas as vezes (esse tipo de correlação não-causal que tenta provar causalidade eh a escoria da ciência, nesse caso difundida por Ancel Keys), seria o mesmo que culpar os bombeiros por sempre estarem na área de incêndio, ou os policiais por sempre estarem na zona do crime. Absurdo, certo?

    ResponderExcluir
  53. É importante medir proteína c reativa? Acabei de fazer o exame e deu negativo, mas como o exame não era pra fins de dieta a médica não pediu colesterol nem triglicérides. Uma pena, porque eu estava curiosa.

    ResponderExcluir
  54. Para o peso, se quiser acompanhar, mede todo dia e faz a media semanal (o peso pode variar facilmente mais de 2kg de um dia para o outro, apenas em água). Mas medidas tem maior valor que o peso, pois o peso total não diferencia massa magra (importante manter e ganhar) de gordura (pode perder) - não raro existem casos da pessoa manter o mesmo peso e estar perdendo medidas, ou seja, ganhando massa magra e perdendo gordura.

    Para saber mais ou menos porcentagem de gordura corporal, existem vários métodos (adipômetro, bioimpedância, DEXA - esse ultimo mais confiável).

    Pode tentar esse método aqui também, que pode ser feito em casa apenas com fita métrica. Ele eh melhor dizendo a variação de % de gordura corporal entre duas medições diferentes, do que dizendo a % de gordura total em si.
    http://emagrecerdevez.com/aprenda-a-calcular-em-casa-sua-porcentagem-de-gordura-corporal-sem-adipometro

    ResponderExcluir
  55. Pessoalmente gosto de manter registro da proteína C reativa (além de vitamina D, acido úrico e insulina basal) junto com os exames de perfil lipídico. Assim, pode-se ter uma melhor ideia de como anda o corpo :)

    ResponderExcluir
  56. O culpado é o carboidrato, que causa inflamação. O colesterol vai lá tentar consertar o dano na parede das artérias, fica preso e é calcificado. É assim que acontece a arterosclerose.

    ResponderExcluir
  57. Dr. Souto, tem informações sobre a moça atualmente? Ela saiu da dieta LCHF?

    ResponderExcluir
  58. Dr. Souto: Estou fazendo a dieta há 6 meses. Nos primeiros meses não emagreci nada, mas houveram algumas transformações no meu corpo. Há 2 meses comecei a emagrecer. perdi 4 quilos. Perdi também o apetite. Como muito pouco, pois não tenho fome. Isto está certo ou há algo errado?

    ResponderExcluir
  59. As academias mudariam de foco. De aulas aeróbicas & esteira (os grandes hits de toda academia) para aulas como muay thai, pilates, yoga, dança...

    ResponderExcluir
  60. Olá Tania,


    Nada errado! Devemos comer apenas quando temos fome e até saciar.

    ResponderExcluir
  61. Rogério, é a inflamação que danifica as artérias e leva à aterosclerose. O que causa a inflamação? Picos de glicose, cigarro, insulina elevada, entre outros.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 16/12/2013 10:40, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  62. Comecei low-carb há +/- 7 dias, e já retirei praticamente todo carb industrializado. Estou à base de ovos, carnes, queijos, legumes e verduras, embora legumes sejam a menor parte das refeições. É comum sentir uma fome VIOLENTA nessa transição (low-fat -> low-carb)? Certas refeições eu como quase 10 ovos com bacon e queijo e sinto que não sacia, parece que fico com um buraco no estômago rs. Meu sobrepeso é baixo, coisa de 4 ou 5kg (estou trocando pela questão saúde) e na época da low-fat comia normalmente, sem exageros.



    Já li *quase* todos os posts do blog, excelente!


    Um grande abraço à todos :)

    ResponderExcluir
  63. Vai passar.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 16/12/2013 19:28, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  64. O contexto a que me refiro é que as pessoas lotam as academias para emagrecer mas não mudam a alimentação errada. Não estou generalizando, mas pessoalmente acho que, assim como nossos ancestrais não seguiam a pirâmide alimentar tradicional, também não haviam academias para que se exercitassem. As academias são, assim como as cerealistas, indústrias da barriga do trigo. É raro encontrar um profissional de educação física (eu jamais encontrei) que não incentive o consumo de carboidratos, maltodextrina com a desculpa de darem energia. Isso quando não fornecem de forma ilegal anabolizantes.

    As academias para quem gosta são boas. Mas um pedreiro ou fazendeiro muitas vezes tem um corpo mais sarado do que muito cara que malha. Como isso pode acontecer?

    Acredito que é importante se mexer, mas sou mais adepto de exercícios livres (primal) e bicicleta, que além de tudo fazem o mesmo efeito e são GRÁTIS.
    As academias querem nos fazer acreditar que foram elas que inventaram a boa forma. Não foi. Os humanos viveram muito tempo sem elas e em forma.

    ResponderExcluir
  65. Entendi... Mas na páleo posso manter meu leitinho e derivados?? rsrs... Já estava de olho na receitinha que onde vcs ensinam a fazer o iogurte caseiro, ia fazer a partir do meu sem lactose... rsrs
    Mas bom, estou meio perdida ainda, não sei ao certo o que pode ou não ser incluído no cardápio páleo. Há algum link que eu possa pesquisar melhor?
    E, olha, vcs fazem um trabalho/bem enorme em favor da sociedade... Quero um dia participar desse trabalho, de algum modo!
    Excelente!

    ResponderExcluir
  66. esqueci de mencionar os óleos de sementes também! grandes causadores de inflamação

    ResponderExcluir
  67. Evite o leite. Nos produtos fermentados, o aguçar já foi consumido pelas bactérias (é o caso do queijo e do iogurte).
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 16/12/2013 20:24, "Disqus" escreveu:

    [image: Disqus] Settings
    A new comment was posted on Dieta Low-Carb e Paleolítica ------------------------------ *Claudia Rocha*
    Entendi... Mas na páleo posso manter meu leitinho e derivados?? rsrs... Já estava de olho na receitinha que onde vcs ensinam a fazer o iogurte caseiro, ia fazer a partir do meu sem lactose... rsrs
    Mas bom, estou meio perdida ainda, não sei ao certo o que pode ou não ser incluído no cardápio páleo. Há algum link que eu possa pesquisar melhor? E, olha, vcs fazem um trabalho/bem enorme em favor da sociedade... Quero um dia participar desse trabalho, de algum modo!
    Excelente!

    5:24 p.m., Monday Dec. 16
    * Reply to Claudia Rocha *
    Moderate this comment by email

    Email address: *claudiarochabio@yahoo.com.br* | IP address: 189.74.231.56

    Reply to this email with “Delete”, “Approve”, or “Spam”, or moderate from the *Disqus moderation panel*.


    Claudia Rocha’s comment is in reply to *Patrícia Ayres*:
    Olá Cláudia,

    O leite, seja ele integral, desnatado ou sem lactose, tem açúcar do leite que é a lactose. A lactose é formada por 1 ...

    Read more ------------------------------

    You're receiving this message because you're signed up to receive notifications about activity on threads authored by jcsouto.

    You can unsubscribe from emails about activity on threads authored by jcsouto by replying to this email with "unsubscribe" or reduce the rate with which these emails are sent by adjusting your notification settings.

    [image: Disqus]

    ResponderExcluir
  68. Felipe, no começo eu fazia 6 refeições para saciar a fome!! Com o tempo, eu fui notando que não sentia fome no lanche da manhã. Depois, no lanche da tarde. Por fim, eliminei o lanche da noite. Isso tudo em um período de um mês, um pouco mais. Escute seu corpo (:

    ResponderExcluir
  69. O que não gosto das academias eh o grande foco que os que "querem emagrecer" dão para esteira mesmo. Pagam mensal apenas pra ficar ali andando mais lento que na rua, por horas e horas...

    ResponderExcluir
  70. Não sei seu nível de stress, mas seu problema pode estar por aí. Talvez até mesmo sua atividade possa estar sendo contraprodutiva. Limite sua atividade física semanal a umas 4 horas, não é um número mágico, mas uma referência, observe sua evolução nos treinamentos, se não está ocorrendo, possivelmente você esta treinando demais.

    ResponderExcluir
  71. Arthur, já pago academia para fazer musculação seg/qua/sex. O que você acha de fazer esteira de ter/qui, num esquema alternando 2 minutos correndo em ritmo lento e 1 minuto em ritmo mais alto, tempo total do exercício 30 a 40 minutos?

    ResponderExcluir
  72. eu treino menos doq isso... a academia, COM aquecimento, dura uns 1:30 por semana. Tabata, uns 15 min por semana... andar apé, geralmente uns 60 min por semana...

    ResponderExcluir
  73. Ok, obrigada. Estou pensando msm em marcar o endócrino. O problema é nenhum deles seguir essa dieta... maaaaas, vamos ver oq ele fala. Eu tenho tentando aumentar a quantidade de proteína, pq tem sido difícil comer a quantidade certa... E esse valor é sobre o peso IDEAL ou sobre oq eu tenho? Enfim, obrigada! Depois conto oq q deu.

    ResponderExcluir
  74. Ideal

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 17/12/2013 08:47, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  75. ok. vou tentar relaxar (sobre tudo, inclusive deita) e tirar a prova sobre hormônios. vamos ver oq dá. Obrigada!

    ResponderExcluir
  76. Há 30 anos não havia uma academia em cada esquina, nem por isso era todo mundo gordo e doente como hoje. A neura de frequentar academia parece ser, em grande parte, resultado da má alimentação e do mito do balanço calórico. Elas se aproveitam desta fama e se colocam como único caminho para o emagrecimento.
    É a humanidade criando dificuldade para vender facilidade.

    ResponderExcluir
  77. A principio me parece ótimo. Lembro-me que aos 19 anos era o sujeito mais estressado do mundo, dormia 2 a 3 horas por dia e estava sempre cansado. É geralmente uma época de muitas mudanças e pressão. Não deixe de investigar causas hormonais, mas faça uma avaliação crítica de sua rotina e com relação ao exercício, avalie sua progressão, sua sensação de prazer ou obrigação e converse com o profissional de ed física que te acompanha.

    ResponderExcluir
  78. Bom dia Marcelo;

    Vou falar um pouco do HIIT, Veja esses links:

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/exercicio-sim-mas-nao-o-que-lhe.html

    http://fitness.mercola.com/sites/fitness/archive/2010/06/26/10-minutes-of-exercise-yields-hourlong-effects.aspx (video exemplo, na bicicleta)

    http://www.hipertrofia.org/forum/topic/51782-o-programa-hiit-definitivo-de-8-semanas-por-jin-stoppani/ > veja um exemplo no primeiro post, falando de como se "evolui" nas fases, com o tempo.

    Se quiser fazer HIIT, acredito 30 minutos ser muito. Vai levar entre 10 a 20min para fazer bem feito (e maior parte do tempo eh descanso), e o tempo de baixa intensidade vai ser caminhando mesmo, praticamente. Alta intensidade 20~30segundos intervalando com baixa/nenhuma intensidade 1~2min, e repita 5+ vezes. Aumente o tempo de alta intensidade, abaixe o descanso e aumente repetições de acordo com a evolução. Pode fazer na bicicleta da academia também.

    ResponderExcluir
  79. Muito obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  80. Eu durmo bem e bastante. O estresse, estou na dúvida se é minha rotina ou se é devido aos hormônios (e acho q é a segunda opção). Ok, mt obrigada msm! e eu tenho tentado diferenciar falta de disposição com preguiça... quando ñ quero, ñ tenho feito. justamente pelo medo de forçar o corpo. e tenho tentado maneirar no JI tbm...

    ResponderExcluir
  81. aguenta que passa...pra mim durou 3 semanas, mas mais que nada era aquela coisa da falta de carb, ansiedade, nervoso, abstinência mesmo...
    mais uma vez, segura firme que vai passar.
    Linguiça, salame, abacate...vão ajudar.

    ResponderExcluir
  82. Priscila, você fez avaliação física para medir o índice de gordura corporal? Sentiu que as roupas ficaram apertadas na cintura ou apenas nas pernas?

    ResponderExcluir
  83. pernas e cintura... eu tiro medidas. a avaliação foi antes do corticoide, com um mês de dieta: de 20,5 para 21,5% de BF. Mas ñ assustei pq eu vinha de uma realmente longa restrição calórica. eu ñ estava saudável. Mas depois disso continuou aumentando... ñ fiz a avaliação, mas a cintura aumentou. a celulite (q é causada por gordura) tbm. As pernas e o quadril aumentaram MUITO. mas ai acho q entra a parte muscular no meio tbm... estou pensando se, a celulite e a cintura podem ter aumentado devido a inchaço... apesar q, esses quilinhos recuperados no início da dieta ainda ñ se foram tbm (pelas dobras...), mas acho q isso vai demorar um tempo pro corpo parar de achar q 'esta morrendo'.

    ResponderExcluir
  84. Eu eliminei a barriga só com a bicicleta. De rua mesmo, sentindo o vento e curtindo a cidade e as pessoas. Chego em casa feliz da vida e cheio de disposição.

    ResponderExcluir
  85. Deve ser muito legal mesmo. Infelizmente pra mim é inviável, por falta de tempo, por morar em São Paulo onde tem que ficar se cuidando para não ser atropelado, etc. Mas estou satisfeito em ter conseguido uma academia perto do trabalho para ir na hora do almoço. Como o Dr. Souto diz, o ótimo não pode ser inimigo do bom. Abraço.

    ResponderExcluir
  86. Concordo. Tenho um conhecido que mora a duas quadras da academia e vai de carro. Também mora em edifício e usa o elevador ao invés da escada. Para mim, ele gosta de academia, não de exercícios físicos. Não tem nada mais irritante para mim do que escada rolante, sempre acho elas lentas demais, tanto que chego a caminhar nelas quando não tem um sedentário na minha frente. Acho estranho as pessoas irem malhar em academia e fora dela serem extremamente sedentários. Não estou generalizando, mas é verdade em muitos casos.

    ResponderExcluir
  87. Vixe! Em São Paulo é fogo mesmo! Até de mochila a jato corre-se o risco de colidir com helicóptero... Abração.

    ResponderExcluir
  88. Mara, parabéns pela decisão de seguir pelo caminho do estilo de vida.

    Qual sua dieta típica de um dia?


    Em 17 de dezembro de 2013 10:51, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  89. Olá, Doutor Souto.


    Tenho 18 anos, 1,85m e atualmente 95kg. Já cheguei a ter 120 quilos quando decidi fazer atividades físicas e parar de comer tanto. Quando atingi 100kg comecei a fazer musculação, Comia muita carne e gordura, mas sempre acompanhada de carboidratos como pães, batata, milho etc, creio que tenha sido isso que me fez chegar aos 106kg novamente, mesmo contando com uma boa massa muscular.

    Agora, comecei numa dieta lowfat, e até me senti bem. Consigo fazer minhas atividades mesmo ficando frustrado por comer pouco e várias vezes ao dia, decidi agora iniciar na dieta lowcarb, mas não sei ao certo o que comer. Hoje fiz uma refeição com um pedaço de bisteca de porco com bastante gordura, vários legumes crus e verduras temperados com azeite e limão. Mas após 4 horas voltei a sentir fome, para sanar isso, eu realmente devo comer bastante carne até saciar? 500g de carne gorda por exemplo, pode ser comida deliberadamente e diariamente?


    Desde já, obrigado. Estou gostando muito do que estou lendo em seu blog.

    ResponderExcluir
  90. Olá Daniel,

    LCHF é alta ingestão de gorduras, média ingestão de proteínas e baixa ingestão de carbs. Priorize as boas gorduras (banha, óleo de coco, manteiga, azeite). Experimente acrescentá-las às refeições. Se tiver fome, coma! Não precisa comer só carnes, coma omeletes na manteiga, peixes, frango com a pele, etc


    Tente também o café/chá com manteiga, sacia muito!:

    CAFÉ (OU CHÁ) COM MANTEIGA

    1 xícara de café ou chá (pronto ou pode fazer com o solúvel)
    ¼ de um tablete de manteiga (sem sal ou com sal, vai do gosto)
    Adoçante a gosto (ou não! Tem quem prefira sem.)
    Bata no liquidificador ou mixer. Se precisar, aqueça de novo no micro.
    Agora vai da sua criatividade e paladar! Pode adicionar:

    -Essências
    -Creme de leite (Nestlê de lata)
    -Nata
    -Cacau (no mínimo 70%)
    -Óleo de coco
    -Leite de coco
    -Canela
    -Etc...

    ResponderExcluir
  91. Krisnamourt Correia17 de dezembro de 2013 18:39

    http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2013/12/1386541-malhacao-em-jejum-vira-febre-mas-especialistas-alertam-para-os-riscos.shtml


    Boa Noite a todos!
    A descoberta deste blog, juntamente com os brilhantes comentários e artigos do Dr. Souto e colaboradores estão mudando a minha vida!


    O link anexo é da Folha de hoje e não contive a tentação de compartilhar muita coisa tendenciosa e mal informada sobre exercícios em jejum, colocando única e exclusiva forma de energia a base de carboidrato, não explicando e entrando em detalhes sobre cetose , ou ceto-adaptados, que se exercitam sem problemas, usando gordura como forma de energia.
    Estou na dieta aproximadamente 1 mês, e já me adaptei perfeitamente nos estágios de cetose , bem como já arrisquei alguns jejuns de 17 horas, sem dor, sem fome, muito tranquilo e até me exercitando.
    Já perdi 6 kg...sem fome e na maior tranquilidade!
    Minha meta é 20...só faltam 13!!!!

    ResponderExcluir
  92. Hum, obrigado. Acho que já sei como proceder.

    ResponderExcluir
  93. Obrigao pela dicas Arthur. Valeu.

    ResponderExcluir
  94. Obrigado Arthur.

    ResponderExcluir
  95. É normal as proteínas do sangue (no caso, globulina) aumentarem em quem faz LCHF? ou eu estou fazendo algo errado? Foi meu único resultado alterado em relação a exames anteriores. Eu suplementava porque tinha anemia, deficiência de zinco e cálcio e em três meses de low carb corrigiu (exceto o cálcio que continua abaixo).

    ResponderExcluir
  96. Olá Dr.Souto..estou amando este blog,comecei minha dieta low Carb dia 30 de outubro de 2013...com pressão arterial alta (hipertensa ô nome feio)rs...retirei toda medicação e minha pressão esta normal,troquei o sal refinado para o sal marinho...retirei também por conta própria o Fluoxetina ...e estou bem..eu andava igual um zumbi...remedios e mais remédios isso após fazer 20 meses de dieta Dukan e eliminar 20 kilos..ainda tenho que eliminar mais....quando comecei a low carb..minha cintura estava medindo 95cms e ontem medi e está 91cms...achei que demorou muito...mas mesmo assim to feliz....estudo seu blog todos os dias..ele é o meu novo vício rsrs....!!!Obrigada por nos ajudar...! Uma pergunta,existem mesmo doenças hereditárias...!? se existem eles podem ser eliminadas com a low carb...?
    faço tratamento a laser co2 contra manchas de pele...tenho alergia a filtro solar todos eles me deixam com irritação..se eu não usa-los e tomar suplementação da vitamina Maxxi D3,evitará de minha pele manchar....?


    Muito obrigada e Deus te recompense por nos tirar das mãos da piramide alimentar americana...rs base de carboidratos do mal(trigo e grãos)

    ResponderExcluir
  97. Caríssimo Dr. Souto, parabéns pelo brilhante esclarecimento.
    Quero partilhar aqui que, dentro das minhas limitações, estou tentando colaborar com a divulgação da dieta e tento usar uma linguagem menos profissional, mesmo porque não tenho essa competência.
    Abri um blog e fiz referência ao seu.
    Não busco popularidade ou contagem de visitas.
    Também tomei a liberdade de reproduzir umas pequenas partes do que há por aqui, para estimular as pessoas.
    Há uma reportagem da BBC sobre a dieta Atkins, em cinco episódios, dos quais legendei quatro, que estou divulgando. Me pareceu muito interessante para atrair a atenção das pessoas.

    Se julgar pertinente, deixo a dica: http://vivamelhorlowcarb.blogspot.com.br/

    Mais uma vez agradeço e o parabenizo pelo seu trabalho, esforço e dedicação a uma causa das mais importantes.
    Abraço forte.
    Sérgio.

    ResponderExcluir
  98. Parabéns, e grato pelo esforço em legendar esse excelente documentário. No aguardo da última parte!

    ResponderExcluir
  99. **Irei postar uma dúvida aqui, caso não seja o lugar devido podem apagar**
    Minha esposa é gestante com 25 semanas, primeiro filho, tem 35 anos, fez todos os exames e ultrasons possíveis e recomendados. Até aqui nenhum problema tinha sido diagnosticado. Ela segue as recomendações dietéticas deste blog no que tange a alimentação para grávidas.
    No 1º exame pré natal sua glicemia de jejum era 77, colesterol total 148, HDL 71 e triglicérides 55.
    O problema é que no último exame (24 sem) houve uma anormalidade na glicose após 1 hora de dextrosol. Em jejum de 63mg/dl, 1 hora após dextrosol deu 147mg/dl. Liguei para a obstetra e ela disse para ficarmos tranquilos e aguardar o dia da consulta (08/01). Tento ficar tranquilo, mas sou um pouco preocupado. Iremos fazer uma curva glicemica e hemoglobina amanha por nossa conta. O que acham? devo ficar preocupado? O que ela deve alterar? ela segue as idéias paleo, mas não low-carb. Será necessário alterar alguma coisa?
    agradeço

    ResponderExcluir
  100. É normal ter resistência à insulina durante a gestação

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 18/12/2013 11:53, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  101. Mara Fernadez Rodrigues18 de dezembro de 2013 15:18

    Bem Dr., acordo 05h45, tomo o remédio EUTIROX, 150mg, tomo
    café da manhã 6h30, com uma xícara de café
    sem açúcar com adoçante c/ creme de leite, mais um pedaço de bolo de coco
    receita low carb, e dai tomo remédio para pressão LOZARTANA, 100mg, ATENOLOL,
    25mg e MODURETIC 25/2,5mg, mais uma capsula de ÓLEO DE PEIXE, 1000mg; às 9h30 como um
    pedaço de queijo mussarela, no almoço como meio prato de salada de folhas
    verdes, normalmente alface com rúcula, as vezes tomate, as vezes, repolho cru ou cozido, as vezes berinjela picada com
    pimentão assado com azeitonas, e outros refogados, (brócolis e couveflor),
    tudo junto com uma carne, (boi ou frango, assado, cozinho) e após, uma taça de
    gelatina c/ creme de leite ou morangos c/ creme de leite. Durante a tarde, bebo
    chá frio, água e refrigerante diet limão, algumas castanhas, nozes, avelã e, à
    noite repito o almoço, na ceia, como um pedaço de queijo, com chá ou
    refrigerante diet, espero ter esclarecido, obrigada.

    ResponderExcluir
  102. Prezado Dr. Souto,

    Fiz um exame de Curva de Intolerância a Lactose. O valor da glicemia basal foi de 71mg/dl e uma hora após beber lactose foi para 127 mg/dl. Há algum indício de resistência à insulina neste caso?

    Abraços!

    ResponderExcluir
  103. Dr José Carlos, quero dividir minha experiência em Lchf aqui no seu blog, que foi exatamente onde tudo começou !
    Com 1,59 de altura, 102 quilos, hipotireoidismo, esteatose, "pré-diabética", crises hipoglicêmicas diárias e várias por dia, hemograma ruim, dores por todos os lados e falta de vontade de tudo !
    Completo 3 meses em lchf dia 25/12 com 8 quilos a menos, refiz meus exames e não tenho mais hipotireoidismo, triglicérides de 188 para 60 , colesterol subiu sim mas e daí ? Não tenho mais enxaqueca, problemas com a menstruação sumiram, a pele nem se fala, as espinhas sumiram e agora quase não dão as caras, energia de monte, enfim em três meses consegui melhorar um monte de coisas que me torturavam há anos !! Bom depois de tudo isso, a única coisa que posso fazer é agradecer ao senhor, por trazer tanta informação importante, dividir com tantas pessoas que como eu seguiam orientações erradas e que só faziam piorar nossos problemas ! Queria poder te dar um grande abraço e agradecer pessoalmente por ter mostrado o caminho , que sem dúvida mudou minha vida, sem dúvida para melhor !!! Obrigada !! Bjs

    ResponderExcluir
  104. Boa noite Dr. Solto. Estou a cerca de 3 meses fazendo uma dieta LCHF. Infelizmente não fiz exames anteriores a dieta, mas creio que seja bem possível que meu colesterol estivesse até mais alto do que está atualmente. No exame de colesterol atual tive os seguintes resultados: Colesterol total: 282 HDL: 57 LDL: 203 Trigl. 108 . Já li todos os seus artigos sobre colesterol, e realmente acredito que não há motivos para eu me preocupar com esses valores, mesmo tenho 29 anos, minha P.A. é 10x6, nivel de glicose no sangue sempre normal, faço exercícios físicos 3x por semana, nunca tive nenhum sintoma de problema cardíaco. A minha duvida é a seguinte, quanto de colesterol passaria a ser um nível absurdo, ou seja um nível onde fosse necessário uma intervenção medicamentosa?(Se é que existe esse nível). Agradeço desde já.

    ResponderExcluir
  105. Doutor, estou tentando convencer minha mãe a aderir a dieta, mas ela não está acreditando por ter os seguintes problemas:

    Ela é hipertensa, toma pouca medicação, mas tem regulado bastante no sal e açúcar. Ela tem problemas na tireoide (bócio), além disso ela não tem a vesícula biliar. E também ela falou que toda vez que come uma carne muito gorda, ela não se sente bem justamente pelo excesso de gordura e a falta da vesícula.

    Ela não pode fazer a dieta?

    ResponderExcluir
  106. Olá! Estou adorando o blog tentando ler tudo aos poucos,como quase todo mundo eu acreditava que o saudável era diminuir ao máximo a ingestão de gorduras entao ate agora foi o que fiz. Agora aos poucos tenho feito mudanças e me adaptando a essa nova forma de me alimentar so que percebo que toda vez que tento aumentar um pouco a ingestao de gorduras fico com uma dor de cabeça horrível,não é pela falta de carbo pq estou fazendo uma mudança gradual e diminuindo aos poucos,noto que é nos dias que tento consumir mais gorduras,isso e normal?e demora para meu organismo se adaptar? E ano que vem pretendo engravidar posso seguir essa alimentaçao ? Obrigada,abracos...

    ResponderExcluir
  107. Olá Dr. Souto! Estou com dúvidas novamente. Tenho seguido a dieta direitinho mas mesmo assim não perdi mais peso. Me exercito de três a quatro vezes na semana. Será que estou errando na dieta?Carbo só da salada...consumo também um iogurte ao dia e fruta( morango,abacate ou coco)de vez em quando...e como um punhado( uma colher de sopa, mais ou menos) de amendôas e castanha de cajú...Será que estou errando na proporção gordura/ proteína?

    ResponderExcluir
  108. certo


    Em 16 de dezembro de 2013 16:26, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  109. Todo o ser humano pode fazer a dieta. NINGUÉM engorda com carne. Agora, carne com batatas, carne com arroz, carne com pão, é diferente. Sal? http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/05/o-sal.html


    Em 18 de dezembro de 2013 23:15, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  110. Já leu? http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html

    Em 19 de dezembro de 2013 23:13, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  111. Não sei, mas se saiu, merecia apanhar com um gato morto na cabeça.

    ResponderExcluir
  112. Ouço muita gente dizer que passou mal porque foi ao McDonalds e botar toda a culpa na carne. Mesmo depois de ter comido um monte de pão, batata frita, refrigerante e sundae. Mas culpam aquele pedacinho de carne de 90g no meio do sanduíche.

    Ou vão à churrascaria e comem todo o couvert composto por pastéis, pães de queijo, pães com gergelim, batata frita, polenta frita, banana frita, refrigerante (quando não muita cerveja). Mas culpam aquela gordura da picanha, claro!



    Depois tomam Epocler por causa da azia e passam o resto da vida fazendo propaganda contra o consumo de carne.

    ResponderExcluir
  113. Exato. Ouço todo o dia: "olha os americanos, são obesos, e comem toda aquela gordura". Comem 70% carboidratos...


    Em 20 de dezembro de 2013 10:50, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  114. Obrigado Luiz e Doutor Souto. Realmente faz todo o sentido. Em uma churrascaria nunca vi ninguém, exceto bodybuilders entrarem pra comer só carne e salada.

    ResponderExcluir
  115. Prezado Dr. Souto,

    Muito especial esse seu blog. Li
    todos os seus posts e sei o quanto o senhor procura ser complascente e
    atender a todos, facilitando LCHF para que se encaixe aos que o procuram
    com esta ou aquela dúvida. Entendo que cada pessoa é diferente e por
    isso, gostaria de deixar esse meu relato. Iniciei este estilo de
    alimentação apenas visando minha saúde, pois não tenho sobrepeso. Me
    alimento com ovos, carnes, muita verdura (da horta), manteiga, nata,
    algumas castanhas. Pela manhã, apenas café preto e pratico corrida em
    seguida, alternando dias de musculação. Mas como muitas, muitas frutas
    (não o suco delas). Acho um absurdo falarmos de suplementos vitamínicos,
    tomar potássio, por exemplo, quando uma simples e pequena banana prata
    que a Natureza tão sabiamente nos deu pode suprir isso - ah, mas banana
    tem 24g de carb por 100g do fruto... e daí? Alguém vai morrer porque
    comeu uma banana a cada 2 dias? Não acho que aquilo que a sábia Natureza
    nos deu possa ser tão errado assim! Fala-se em comer somente morangos,
    mirtilos, framboesas... OK, na Europa isso pode ser encontrado em
    qualquer esquina, ou mesmo colhidos na hora, mas não facilmente aqui no
    Brasil, ainda mais esse tipo de fruta fresca. Quem já experimentou
    morangos em outros países sabe que os que se cultivam aqui não têm gosto
    de nada. Prefiro comer uma fatia de uma suculenta manga maravilhosa
    (que não tem de misturar com nata para ficar palatável) do que uma caixa
    cheia de morangos sem graça. Sei que sou privilegiada por não precisar
    perder peso e claro que também não quero engordar, pois já passei de uma
    certa idade :) mas não sei até que ponto podemos ser tão xiitas em
    relação a pequenas porções das frutas deliciosas que temos aqui Outra
    coisa, o que dizem em relação ao leite, que é somente para bezerro, que
    adultos não mamam, que leite não é paleo... se existem desenhos de
    búfalos em cavernas dessa época, quem garante que nossos ancestrais não
    bebiam leite? Se nata, manteiga, iogurte feito em casa e creme de leite,
    queijos são paelo, por que o leite não é (sem entrar no mérito da
    lactose, que é um tipo de açúcar)? Apesar de eu ter abolido
    completamente o açúcar e a farinha de trigo da minha alimentação,
    confesso que AMO tomar meia xícara por dia de leite integral, 100% da
    fazenda, com café solúvel. E acho que isso é paleo, sim! (o café solúvel
    não). Em relação ao mel, que não consumo (mas minha família sim porque
    meu pai tem colméias) - as abelhas são mais antigas que a própria
    humanidade e aposto que nossos ancestrais se deliciavam com favos
    inteiros e comiam até as abelhas (essas, sim, paleo...) junto! Quanto 'a
    comida típica brasileira, arroz e feijão, que já não como, mas como não
    cozinhar isso para meu pai idoso, que é a comida que ele mais ama no
    mundo (mas deixo o feijão de molho para minimizar os antinutrientes) e
    sendo que meu avô, que teve morte natural em idade bastante avançada e
    que comia muito arroz e feijão, muitas frutas e legumes (sim, os que
    nascem debaixo da terra também), ovos e carnes nunca usou nem óculos,
    nem bengala, nem dentadura (tinha todos os dentes perfeitos). Sei que
    cada caso é um caso e que as pessoas precisam adaptar seu organismo,
    visando uma saúde o mais perto do ideal possível. Imagino como não serão
    todas as ceias de Natal, quando a maioria de nós irá dizer não aos
    panetones e doces dos nossos anfitriões (e não adianta tentar inventar
    um panetone com farinha de banana verde ou linhaça e sem frutas
    cristalizadas que - eca! - ficará horrível e nunca será igual ao sabor
    original). Sei que libertar um italiano de pasta, um armênio de
    grão-de-bico e pão sírio, um irlandês de batatas, um alemão de cerveja,
    um português de pastel-de-belém, um inglês de plum pudding nunca será
    uma tarefa fácil...
    Mas, por favor, eu me sinto liberta para todas as frutas brasileiras que adoro e para minha meia xícara diária de leite integral com café.

    ResponderExcluir
  116. Surra de gato morto, até que o gato miar...

    ResponderExcluir
  117. Doutor! Uma dúvida... Eu já cheguei no meu peso ideal, estou com 59kg para 1.68cm. Mas agora quero só definir, endurecer um pouquinho. Faço musculacao 4x na semana de 25 minutos mais 10 na esteira correndo 3 e caminhada 2. Tem dias que tomo meu café da manhã exemplo: 2 ovos mexidos, com bacon ou quejo cheddar, e um pedacinho de abacate e abobora japonesa cozida (como fria, deixo na geladeira cozida de um diapro outro) mas chega na hora do almoço (depois de 4 horas) eu nao tenho fomeeeeee, me sinto satisfeita ainda, como do mesmo jeito? Como pouco? Ou espero ate a fome aparecer? N quero perder os meus poucos musculo suados rss
    Obrigada desde já!

    ResponderExcluir
  118. Boa tarde, gostaria de saber sobre chia, linhaça e etc, e as fibras dessa dieta? e quanto seria mais ou menos pouco carboidrato por dia? algo em torno de 60g por dia?

    ResponderExcluir
  119. Olá Isabel,
    Não há nenhum post recomendando que pessoas com o peso ideal se abstenham de frutas. Há mais de um post do Dr. Souto reforçando que alimentação paleo não precisa ser low carb para pessoas que não precisam emagrecer. É o seu caso.
    Mas grande parte de nós enfrentamos problemas de obesidade mórbida e/ou sobrepeso permanente. Um enorme grupo de gente doente, com problemas cardíacos, com clara tendência a morrer muito mais cedo.

    Muitos de nós nos esforçamos muito para emagrecer, passamos fome e continuamos gordos e doentes. Nunca soubemos que as frutas poderiam sim sabotar nossa dieta.
    Levei 10 anos para descobrir que meu corpo não tolera frutas. Apenas hoje tenho controle da minha diabetes e só atingi este resultado porque o Dr. Souto foi generoso o bastante para partilhar todo o seu conhecimento conosco.

    Os obesos e diabéticos precisam muito entender a necessidade de restringir a dieta. Não conseguirão se recuperar de outra forma. Alguns terão a sorte de poder reintroduzir mais frutas e carbs conforme emagrecerem. Os que desenvolveram diabetes terão de abrir mão destes alimentos pelo resto da vida. Não é ser xiita. é sobrevivência mesmo.
    Com relação às tradições de Natal, a gente se adapta.
    Sou descendente de italianos e portugueses e o Natal será na minha casa. Teremos bacalhau a portuguesa, salame, queijos, caponata de beringela, salada caprese, castanhas, iogurte grego de maracujá com chocolate amargo e chantilly sem açucar, tamaras com cobertura de chocolate amargo, entre outros coisinhas. Tudo regado a vinho. Opções sem farinha, com poucos carbs. Dá pra ser feliz.
    Bjs,

    ResponderExcluir
  120. Eu pedi milhares de vezes para não colocarem o queijo no hambúrguer do McDonald's porque sempre ouvi falar que o problema era o queijo. :-(

    ResponderExcluir
  121. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  122. Olá Camila,


    Já pensou em inverter seus horários? Não tome o café da manhã e veja até que horas fica sem fome, só então coma!

    ResponderExcluir
  123. Isabel, cada pessoa é livre para escolher o que comer. Começo dizendo que se você come uma fatia de manga e defende o panetone, não pode dizer que se livrou do trigo e do açúcar. Seja lactose do leite, frutose+glicose das frutas ou açúcar refinado, tudo vira glicose e querendo você ou não, LEVA A PICOS DE INSULINA, mesmo você gostando desses alimentos. E quanto ao leite, parece que você quer que ele seja páleo na marra, coisa que não é. Os ancestrais comiam a carne dos búfalos, não andavam pendurados em suas tetas. Os derivados do leite NÃO POSSUEM LACTOSE, portanto são mais saudáveis do que a matéria prima deles. Quanto à ceia de natal, ela não se resume a panetones (lixo industrializado) e doces (outra porcaria). Com um bom peru assado, saladas verdes e castanhas, nozes, ninguém que siga a vida primal ficará com fome. Eu não como para agradar anfitriões, mas para agradar meu corpo. Pelo visto, você arranja desculpas demais para deslizes da vida primal ao defender o açúcar das frutas, leite e panetones. Se você gosta de comer isso, coma. Só não diga que é páleo, porque não é. Caso contrário, estará distorcendo o que o blog do Dr Souto ensina. Leia mais os posts antes de emitir defesa em favor de alimentos proibidos.

    ResponderExcluir
  124. Olá Ana,


    Low carb sem High fat não é uma boa... Na LCHF não se restringe gorduras. Aliás, restringir gorduras faz muito mal! Quem não precisa emagrecer não deve fazer LCHF, e sim paleo, sem restrição dos tubérculos e frutas. Me parece que é o que você está fazendo! Pode aumentar suas boas gorduras sem problemas.

    ResponderExcluir
  125. Prezado Marcelo, em nenhum momento eu defendi o panetone, que não como há muitos, muitos Natais, assim como nada que contenha farinha de trigo ou açúcar, nem pão, nem bolo, nem pizza e nem mesmo uso nenhum tipo de adoçante. Os únicos açúcares da minha alimentação vem das frutas e daquela meia xícara diária de leite puro da fazenda. Mesmo assim, não me entupo de frutas o dia inteiro, mas corro diariamente cerca de 5 a 10 Km por dia e me permito comer uma fina fatia de manga ou uma pequena goiaba para fazer meus treinos. E também não "cometo deslizes" comendo doces e panetones, produtos que aboli há muito tempo do meu cardápio. O que eu disse é que não adianta querer imitar um panetone com receitas mirabolantes e intragáveis e todos nós sabemos disso (venho de uma família italiana e cresci vendo minha avó fabricar panetones para Natal). Assim como na cozinha vegetariana há pratos chamados de bife vegetal, salsicha vegetal, strogonofe vegetal, todos feitos de soja, nomes que não se justificam, porque nunca serão carne de verdade. Também sei que os derivados de leite têm pouca ou nenhuma lactose e o leite sim. Eu também não fico pendurada nas tetas das vacas para obter minha mísera meia xícara diária de leite, mas não posso dizer o mesmo de nossos ancestrais e nem você, simplesmente porque não estávamos lá para conferir. E não, não precisarei agradar nenhum anfitrião, porque todos na minha família entendem minha decisão de comer somente aquilo que acredito ser bom para o meu organismo. Minha ceia de Natal será totalmente low carb/high fat, assim como a da maioria aqui e sem panetone :) A única exceção será uma pequena porção de salada de frutas com nata de sobremesa. Sei que a maioria das pessoas obesas não podem comer a totalidade das frutas que a Natureza tão sabiamente nos deu, não por acaso, assim como nós, seres humanos, não estamos aqui também por acaso. Nem você, nem eu. Receba o meu afetuoso abraço e obrigada.


    Nilza, obrigada por sua resposta e saiba que concordo e compreendo perfeitamente tudo o que você disse. O seu caso é completamente diferente do meu, porque como todos já dissemos, cada pessoa tem necessidades diferentes. Saiba que admiro muito cada palavra do que você disse e me alegro muito por você ter compartilhado tudo o que você está fazendo para se manter saudável. Isso é realmente louvável. E sua ceia está maravilhosa também. Seja sempre muito feliz!

    ResponderExcluir
  126. Tentei por varias vezes fazer LCHF, mas fico com muita dor de cabeça, tenho labirintite misturada com enxaqueca e ela acaba atacada qdo diminuo o carbo

    ResponderExcluir
  127. Não leve a mal, porém há contradições entre o teu primeiro post e a resposta que me deste. Abraço.

    ResponderExcluir
  128. Danubia Marques Silva21 de dezembro de 2013 15:11

    dr souto tenho hipotireodismo uns 8 anos, tomo purant de 1oo. isso tem cura com alimentação paleo? meu endocrinologista falou q não disse q vou ter q tomar remedio o resto da vida? é isso mesmo? eu ate sugeri pra ele ir diminuindo o remedio aos poucos, mais ele nem quis ouvir.

    ResponderExcluir
  129. Se tiver raízes inflamatórias, o que eh provável (autoimunes, como Hashimoto) pode abrandar sim. Pra curar depende do estado celular, mas piorar duvido. Não esquece que não pode faltar selênio (consuma umas 2 castanhas do pará por dia) e deve manter níveis adequados de vitamina D. (>50ng/mL)

    Mais info. http://chriskresser.com/category/thyroid-disorders

    ResponderExcluir
  130. Pode ter a ver com abstinência de açúcar (e carbs no geral), glúten, se você ingeria eles em alta quantidade antes de tentar LCHF. Em lowcarb para cetoadaptar, demora em torno de 2 semanas. Durante esse tempo eh bom aumentar o consumo de água e sal para amenizar sintomas, pois perde-se água rapidamente no inicio (menos inflamação, insulina mais baixa).

    ResponderExcluir
  131. Isabel, você disse que leu todos os posts, mas está chegando à conclusões infundadas que demonstram que você não leu tanto assim. Então vou esclarecer cada uma:

    RESTRIÇÃO DE CARBOIDRATOS PARA CADA PERFIL:
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/06/prezado-dr-souto-exercicio-sem.html

    LEITE: Leite é liberado, desde que a pessoa que não tenha intolerância à lactose e também não precise restringir demais os carboidratos, seja por causa do peso ou doenças relacionadas, como a diabetes. Um copo de leite tem 8g de carboidratos. É muito pouco? Sim, para quem é magro e saudável.

    LATICÍNIOS: Queijo, manteiga, creme de leite e nata possuem pouco ou quase nada de lactose. É liberado para quem não tem problemas com laticínios (eu, particularmente, tenho. E mais 35% da população.)

    FRUTAS: Mesma coisa que o leite. 24g de carboidratos em uma banana é pouco? Sim, para quem é magro e saudável. As frutas de hoje contém muito mais açúcar do que no período paleolítico (pela mão do homem) para torná-las mais saborosas.

    ResponderExcluir
  132. Doutor Souto, é normal suar em excesso o tempo todo e com um odor mais forte? Eu me movimento bastante. Notei que estou suando bem mais que antes da dieta LCHF.

    ResponderExcluir
  133. Olá Doutor,

    Gostaria de pedir para você uma postagem sobre hipertrofia e ganho de massa magra no blog.
    Já vi em alguns comentários pessoas perguntando e dialogando sobre, mas acho que uma postagem sua voltada para isso iria clarear mais as coisas.

    Estou com uma definição incrível, mas ainda peso 63Kg com 1,83 de altura. Já tentei vários caminhos, incluindo dieta hipercalóricas de carboidratos de IG baixo em 6 refeições por dia, sem ganhos significativos. Apenas creatina me deu um pequeno ganho. Estou aposta numa dieta rica em gordura saturada, mas gostaria de um direcionamento melhor.
    Agradeço desde já.

    ResponderExcluir
  134. Ótimo texto, Dr. Souto!
    Só para dar um exemplo ligado ao texto, em outubro passado, perdi um tio que teve um infarto fulminante, sendo que ele nunca havia apresentado nenhum problema cardíaco anteriormente. Quando conto sobre esse meu tio, todos já dizem que ele devia ser sedentário, comia muita gordura, tinha colesterol elevado, etc...
    Só que 2 meses de falecer, ele havia feito uma bateria de exames que incluiu teste ergométrico, eletro e ecocardiograma com resultados ditos normais e colesterol, glicemia e triglicérides também ditos normais.
    Enfim, até hoje os médicos que o atenderam na emergência e aqueles que o atendiam regularmente, não conseguem explicar o por quê do infarto que ele teve. Não entendem pois ele tinha colesterol baixo, blablabla, blablabla...
    Realmente, passou da hora dos profissionais da saúde reverem seus conceitos...

    ResponderExcluir
  135. Feliz Natal Dr Souto, Boas Festas e muito obrigado por tudo. Minha vida agora é muito melhor depois da dieta Paleo. Parabens pelo seu desprendimento e dedicacao.

    ResponderExcluir
  136. Não. O resultado está dentro do esperado para o normal.

    ResponderExcluir
  137. :-)

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 24/12/2013 17:05, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  138. Muito obrigada, André!

    ResponderExcluir
  139. Não creio que seja intencional. Não, na maioria absoluta dos casos. Claro que pode haver alguns maquiavélicos que o façam, mas prefiro pensar que são exceções absolutas.
    Na linha do que se dizia em Matrix, algo como: até que as pessoas possam ser libertadas,elas não são nossas aliadas. Não pode ser intencional.


    Para que realmente houvesse uma conspiração, o nível de organização e planejamento escaparia à possibilidade de execução pelos humanos normais.


    ______
    42

    ResponderExcluir
  140. Da Big Pharma existe sim má intenção. Acredito que da Big Food também. Dos colégios e associações de médicos financiados pela Big Pharma, não é possível não haver má fé. Mas, concordo, o médico na ponta do negócio é apenas incompetente e ingênuo.

    ResponderExcluir
  141. Doutor, gostaria de saber sua opinião sobre este vídeo sobre a cura do câncer:
    http://www.youtube.com/watch?v=oEa4sRpClfk

    Desde já, obrigado.

    ResponderExcluir
  142. Picaretagem nos mais alto grau.


    2014/1/2 Disqus

    ResponderExcluir
  143. Muitas críticas ao livro do Jimmy Moore http://carbsanity.blogspot.com.br/2013/08/jimmy-moores-cholesterol-clarity.html . Quanto mais leio sobre o assunto colesterol, mais descubro o quanto complexo e polêmico é.

    ResponderExcluir
  144. Mas essa autora (carb sanity) também é meio complicada - o objetivo dela na vida é detonar low carb.


    2014/1/9 Disqus

    ResponderExcluir
  145. Diabéticos que fazem lchf chegam a parar de tomar insulina ou devem continuar e baixar a dose? Meu pai é diabético e depois que começou a tomar insulina engordou muito parece que esta pior de saúde!So que ele bebe muito e quase nao vai ao medico... Nao sabemos mais o que fazer, a única coisa que está ao meu alcance é cozinhar pra ele pq ele come o que tem, nao tem mtas preferências!

    ResponderExcluir
  146. Você já sabe que insulina engorda, nada mais natural que um diabético tipo 2 que passe a usar insulina ganhe peso.

    Tenho pacientes que pararam de usar insulina com low carb (diabetes tipo DOIS, que fique claro), e alguns que apenas reduziram bastante a dose (depende de quanto pâncreas sobrou). Low carb é um "remédio" poderoso. Cuidado. Em quem usa insulina, é importante usar o glucosímetro várias vezes por dia no início para fazer os ajustes de dose. No primeiro dia de low carb, já convém reduzir a insulina pela metade por causa do risco de hipoglicemia grave. O certo é fazer isso junto com o médico.


    Em 13 de janeiro de 2014 17:01, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  147. Obrigada mesmo pela ajuda Dr!!Vou pedir a ele que leia o seu blog pra ver se o convenço!

    ResponderExcluir
  148. Segue um link interessante... Não conhecia esse pesquisador sueco...
    http://activa.sapo.pt/belezaesaude/saudenutricao/2013-05-03-a-campanha-do-colesterol-e-o-maior-escandalo-medico-do-nosso-tempo

    ResponderExcluir
  149. Dr souto , qntas refeições vc faz por dia ? Senti uma queda brusca na minha fome. Hj teve um passeio da escola q td mundo se esbaldou nos bolos e nas besteiras , e eu comi 4 paezinhos de queijo , 40g carb totalizando. Isso foi umas 8h , ai deu meio dia e td mundo foi lanchar d novo. Ai eu : como assim eles ja tao c fome ??? Tenho a sensação q poderia ficar ate umas 16h so c um cafe da manhã bem paleo e reforcado. To pensando em fazer 2 refeições p dia , cafe da manhã e janta , o q o senhor acha ? To comendo mt no cafe , mas poderia ficar hrs sem comer , e tbm como mt na janta , corro risco de ganhar peso fazendo so 2 refeiçoes p dia e comendo igual um homem das cavernas nelas ?

    ResponderExcluir
  150. Olá Sarah,

    A saciedade da Paleo é libertadora, não é? Eu as vezes faço só uma! As vezes 2, mas não tomo café da manhã faz um bom tempo. Não fico mais contando quantas refeições faço, melhor mesmo é comer quando tiver fome e até a saciedade.

    Quanto a engordar ou não por causa de queijo artesenal , mateiha e iogurte , não tem como responder. Vc vai precisar testar pra saber.

    ResponderExcluir
  151. Dr. Souto, mas como contestar um cardiologista que elogia o seu LDL a 73 mg/dl? Como foi estabelecido esses valores? Sem evidência alguma?

    ResponderExcluir
  152. Sim, sem evidência alguma. E agora ficou fácil para mim, pois quem diz isso são os próprios cardiologistas americanos, que estão ainda na sombra, mas não numa escuridão tão grande quanto os nossos.

    Eis as novas diretrizes nos EUA, desde o final de 2013 (http://www.medscape .com/viewarticle/814152):

    Gone are the recommended LDL- and non-HDL–cholesterol targets, specifically those that ask physicians to treat patients with cardiovascular disease to less than 100 mg/dL or the optional goal of less than 70 mg/dL. According to the expert panel, there is simply no evidence from randomized, controlled clinical trials to support treatment to a specific target. As a result, the new guidelines make no recommendatiAons for specific LDL-cholesterol or non-HDL targets for the primary and secondary prevention of atherosclerotic cardiovascular disease.

    Traduzindo: "Não existem mais os valores-alvo de LDL e colesterol não-HDL, especificamente aqueles que determinam que o médico trate pacientes com doença cardiovascular para atingir um LDL de menos de 100 mg/dl ou objetivo opcional de menos de 70 mg/dl. De acordo com o painel de experts, simplesmente não há evidências de ensaios clínicos controlados e randomizados que dêem suporte à idéia de tratar para atingir um valor específico de LDL. Como resultado, as novas diretrizes não fazem recomendação específica de valores de LDL para prevenção primária ou secundária de doença cardiovascular aterosclerótica."

    Por favor, não precisa acreditar em mim. Vá em http://www.medscape.com/ viewarticle/814152 (precisa se registrar, mas é grátis) e confira com seus próprios olhos.

    Posso repetir com letras garrafais?? "DE ACORDO COM O PAINEL DE EXPERTS, SIMPLESMENTE NÃO HÁ EVIDÊNCIAS DE ENSAIOS CLÍNICOS CONTROLADOS E RANDOMIZADOS QUE DÊEM SUPORTE À IDÉIA DE TRATAR PARA ATINGIR UM VALOR ESPECÍFICO DE LDL"

    São eles que estão dizendo, não eu...


    2014-06-08 21:40 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  153. Ok.....entendo que poderá ocorrer uma elevação do colesterol com a melhora da qualidade de vida ao adotar uma dieta low carb e que não devemos ser tão fissurados em baixar LDL, mas e naqueles casos de pessoas diabéticas tipo 2 e hipertensas, com placas de ateromas nas carótidas? Não haverá risco de piorar o quadro de arterosclerose?

    ResponderExcluir
  154. Por quê tanta demora para ocorrer a perda de peso?

    ResponderExcluir
  155. Um ex-obeso, ex-hipertenso, ex-diabético OBVIAMENTE estará em menor risco do que alguém com tudo isso e LDL mais baixo.

    Fora esse detalhe: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1270002/
    a greater saturated fat intake is associated with less progression of coronary atherosclerosis, whereas carbohydrate intake is associated with a greater progression.

    Sent from mobile phone
    Em 08/08/2014 05:59, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  156. Olá Fatima,

    pode ser hormonal. Já fez exames pra ver?

    Perda de peso não é linear, podem ocorrer vários platôs. Já leu?

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/11/expectativas-versus-realidade.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2014/01/sobre-galgos-e-bassets.html

    ResponderExcluir