quinta-feira, 13 de março de 2014

A semana das manchetes positivas - 4 - Reduzir a gordura saturada da dieta não é bom para o coração

Continuando com a série de manchetes indicativas de que o paradigma parece estar mudando, a manchete de hoje saiu publicada no Science Daily, um site dedicado a notícias científicas, completamente "mainstream", isto é, não se trata de um site dedicado a publicar visões alternativas.

Eis a notícia original:
ScienceDaily: Your source for the latest research news



Estava começando a traduzir o texto, mas vi que a notícia já começou a aparecer nos sites de notícias brasileiros. E, claro, o Hilton Sousa, do www.paleodiario.com, me mandou a tradução completa ainda ontem à noite! Vamos ao texto:

Uma dieta de baixa gordura saturada não reduz o risco cardiovascular nem lhe ajuda a viver mais.

Fonte: BMJ - British Medical Journal

Resumo: Uma dieta de baixa gordura saturada não reduz o risco cardiovascular nem lhe ajuda a viver mais, diz um dos principais cientistas de pesquisa cardiovascular dos EUA. E as atuais diretrizes no sentido de substituir a gordura saturada com carboidratos ou gorduras poliinsaturadas ricas em ômega-6 são baseadas em dados falhos e incompletos dos anos 1950, argumenta o autor. As diretrizes dietéticas deveriam ser urgentemente revisadas e a vilanização das gorduras saturadas deveria ser interrompida a fim de salvar vidas, ele insiste.

Uma dieta de baixa gordura saturada não reduz o risco cardiovascular nem lhe ajuda a viver mais, diz um dos principais cientistas de pesquisa cardiovascular dos EUA e doutor em farmacologia em um editorial na revista científica Open Heart.

E as atuais diretrizes no sentido de substituir a gordura saturada com carboidratos ou gorduras poliinsaturadas ricas em ômega-6 são baseadas em dados falhos e incompletos dos anos 1950, argumenta o Dr. James DiNicolantonio.

As diretrizes dietéticas deveriam ser urgentemente revisadas e a vilanização das gorduras saturadas deveria ser interrompida a fim de salvar vidas, ele insiste.

DiNicolantonio aponta que a demonização da gordura saturada começou em 1952, quando uma pesquisa sugeriu uma ligação entre alto consumo de gordura saturada e mortes por doença cardíaca.

Mas o autor do estudo tirou suas conclusões de dados de 6 países, escolhendo ignorar os dados outros 16, que não se encaixavam em sua hipótese, e que uma análise subsequente dos dados dos 22 países a invalidava, diz DiNicolantonio.

Entretanto, a imagem de gordura ruim permaneceu, particularmente após o presidente americano Einsenhower sofrer um infarto por volta dos 50 anos, aponta DiNicolantonio em um podcast.

E isso desencadeou a crença de que, uma vez que essas gorduras aumentam o colesterol total - uma teoria também falha, diz DiNicolantonio - elas também deveriam aumentar o risco de doença cardíaca. E sendo estas as comidas com a mais alta densidade calórica, a ideia era a de que reduzir a sua ingesta iria naturalmente diminuir a obesidade, diabetes e síndrome metabólica.

Mas a evidência, que continua a se acumular, sugere o contrário, diz ele.

Há agora um argumento forte indicando que o consumo de carboidratos refinados seja o principal fator dietético causador da epidemia de obesidade e diabetes nos EUA, diz ele.

E enquanto uma dieta pobre em gordura pode reduzir o colesterol "ruim" (LDL), há dois tipos de LDL. E mudar para carboidratos pode aumentar o padrão B de LDL (partículas pequenas e mais densas), que é mais danoso à saúde do coração que o padrão A de LDL (partículas maiores e menos densas), bem como criar um perfil lipídico mais desfavorável, diz ele [nota do tradutor: em outras palavras, nem todo o colesterol alto representa risco, e o tipo de partícula de LDL realmente perigoso aumenta com o consumo de carboidratos, e não de gorduras].

Além disso, diversos outros estudos indicam que uma dieta com pouco carboidrato é melhor para perda de peso e para controle do perfil lipídico que uma dieta pobre em gordura, enquanto grandes estudos observacionais não encontraram nenhuma prova conclusiva de que uma dieta com pouca gordura reduza o risco de doença cardiovascular, complementa.

Mas na corrida para cortar a ingesta de gordura saturada, diversas diretrizes dietéticas recomendam aumentar o consumo de gordura poliinsaturada.

Entretanto, uma análise recente de dados publicados de ensaios clínicos randomizados mostra que substituir as gorduras saturadas e gorduras trans por ácidos graxos ômega-6 [óleos de sementes], sem um aumento correspondente em ácidos graxos ômega-3, parece aumentar o risco de morte por doenças coronariana e cardiovascular.

"Precisamos de uma campanha de saúde pública tão forte quanto a que tivemos nos anos 70 e 80, demonizando a gordura, para dizer que estávamos errados", DiNicolantonio salienta no podcast.

A melhor dieta para melhorar e manter a saúde cardíaca é uma pobre em carboidratos refinados, açúcares e comidas processadas, recomenda.

E qualquer um que tenha tido um infarto não deveria estar pensando em trocar as gorduras saturadas por carboidratos refinados ou ácidos graxos ômega-6 - particularmente aqueles encontrados em óleos vegetais contendo grandes quantidades de milho ou cártamo, diz.

Fonte da história: a história acima é baseada em material publicado pelo BMJ-British Medical Journal. Nota: Materiais podem estar editados em conteúdo ou comprimento.


Referência:
J. J. DiNicolantonio. As consequências cardiometabólicas de substituir gorduras saturadas por carboidratos ou gorduras ômega-6 poliinstaturadas: As diretrizes dietéticas entenderam tudo errado ? Open Heart, 2014; 1 (1): e000032 DOI:10.1136/openhrt-2013-000032


Na site IG, temos uma entrevista com o Dr. DiNicolantonio:

Dieta pobre em gordura não reduz risco de doença cardíaca, diz pesquisador

Por Maria Fernanda Ziegler - iG São Paulo 
Texto

Aconselhamento atual de substituir gorduras saturadas na dieta estaria baseado em dados falhos da década de 1950


Arquivo pessoal
James DiNicolantonio é autor do editorial publicado no periódico científico Open Heart

A guerra entre manteiga e a margarina, ou entre a dieta da gordura vegetal e a da gordura animal, ganhou mais um capítulo na semana passada. O editorial do periódico científico Open Heart, do considerado British Medical Journal, afirma que a dieta pregada pela Associação Americana de Cardiologia, pobre em gordura saturada (gordura presente principalmente em produtos de origem animal), não diminui os riscos de doenças cardíacas, nem ajuda a obter uma vida mais longeva.
No editorial,o cientista cardiovascular James DiNicolantonio afirma que o aconselhamento atual de substituir as gorduras saturadas na dieta é baseado em dados falhos e incompletos da década de 1950. A Associação Americana recomenda o consumo limitado de gordura saturada em menos de 7% do total de calorias diárias e prega a substituição de gordura animal por gordura vegetal.
Veja abaixo entrevista concedida por James DiNicolantonio:
iG: Por que você decidiu escrever este editorial?
James DiNicolantonio: Eu queria passar a mensagem correta, pois acredito que muitas pessoas estão sendo prejudicados pelas atuais orientações. As pessoas precisam saber quão ruim é para a saúde comer açúcar, carboidratos refinados e determinados óleos vegetais processados.
iG: Por que dietas pobres em gordura saturada não refreiam o risco de doenças cardíacas nem ajudam a viver mais?DiNicolantonio: A gordura saturada é a gordura estável e menos suscetível ao ataque de radicais livres, assim cozinhar com mais óleos vegetais também não é uma boa ideia, já que os óleos são provavelmente altamente oxidados quando ingeridos. Quando a gordura saturada é substituída por carboidratos refinados, há um aumento na resistência à insulina. Isto causa o surgimento de partículas pequenas e densas de LDL, o mau colesterol, (que oxidam mais facilmente do que as partículas grandes de LDL) e também o maior acúmulo de gordura visceral (obesidade), inflamações no corpo e promove a doença cardiovascular. Se as gorduras saturadas são substituídas por óleo de milho ou de cártamo, estes óleos se incorporam ao LDL, o que faz o LDL muito mais suscetível à oxidação.
iG: Que explicação os cientistas deram em 1950 para afirmar que gordura saturada era prejudicial para a saúde?
DiNicolantonio: Em 1953, Ancel Keys publicou um estudo chamado “As seis cidades” [seis países, na verdade] que sugeria que quanto mais calorias de gordura uma pessoa consome, maior é o risco de ter doenças cardíacas degenerativas. Porém, o estudo tinha um problema: pegava apenas seis cidades, quando havia informações sobre 22 cidades. Cinco anos depois de este estudo ser publicado, dois autores publicaram os dados completos das 22 cidades e a relação entre gordura e doenças cardíacas diminuiu muito.
iG:O estudo das seis cidades foi publicado nos anos 1950. Por que esta relação entre gordura saturada e doenças cardíacas ainda é levada em conta atualmente?
DiNicolantonio: Há provavelmente uma porção de razões para isto. Uma delas e, talvez a primeira, é que nos Estados Unidos, nós não queremos admitir que estávamos errados. Mesmo que isso seja tão óbvio. Veja que uma vez que a orientação promoveu a redução de gordura saturada, houve o aumento do consumo de carboidratos refinados e de açúcares, que estão diretamente relacionados com o aumento da obesidade e diabetes. A segunda razão estaria ligada ao fato de muitas orientações de dieta serem tendenciosas e não terem revisões sistemáticas e de meta-análises. Geralmente elas partem de uma noção preconcebida. Promove-se ensaios que apoiam uma ideia e rejeitam os ensaios que não apoiam esta teoria.
iG: Qual foi o motivo desta demonização da gordura saturada? De onde partiu isso?
DiNicolantonio: Quando o presidente americano Eisenhower teve seu primeiro ataque cardíaco, os americanos ficaram desesperados por uma explicação sobre o que causava doenças cardíacas. Nesta época, foi pensado, pela primeira vez, que a gordura animal aumentava o colesterol e que a gordura vegetal o reduzia. Também se pensou que quanto maior o nível de colesterol de uma pessoa, maior o risco de ela ter doenças cardíacas. Então, chegou-se a conclusão de que baixando a gordura animal na dieta diária, substituindo alimentos ricos em gordura saturada por gordura vegetal, isto diminuiria o risco de doenças cardíacas por baixar o colesterol. Porém, esta teoria já se mostrou significativamente falha.
iG: Que estudo recente prova que esta teoria estaria errada?DiNicolantonio: A pesquisa mais recente que temos é a meta-análise publicada em 2013 por Chris Ramsden no British Medical Journal. Nesta pesquisa ele demonstrou que ao substituir gordura saturada, mais gordura trans, por gorduras omega-6, principalmente óleo de milho e cártamo, cresceram os riscos de morte por doença coronária e cardiovascular em quase 10 mil pacientes que participaram de ensaios clínicos randomizados.

iG: O senhor acredita que o aumento de doenças cardíacas na população está ligado a uma dieta pobre em gordura saturada?DiNicolantonio: Eu acredito que o aumento de doenças cardíacas na população é devido, principalmente, ao aumento de alimentos processados. Isto incluiria mais açúcar, mais carboidratos refinados e mais óleos vegetais processados.
iG: Qual a sua opinião a respeito da dieta mediterrânea, rica em peixe, frutas, verduras, legumes e cereais, e limitada em carnes vermelhas e laticínios?DiNicolantonio: A dieta mediterrânica tem baixo teor de açúcar e pouquíssimos alimentos processados ou carboidratos refinados, mas ninguém fala sobre este ponto importante. Ela também desbancou a dieta de baixo teor de gordura, pregada pela da Associação Americana de Cardiologia em dois ensaios clínicos. O estudo PREDIMED (Prevención con Dieta Mediterránea), indica uma redução maior na incidência de doenças cardiovasculares com uma dieta mediterrânea, comparada com uma dieta de baixo teor de gordura. O estudo que ficou conhecido como Lyon Diet Heart Study mostrou que a dieta mediterrânea reduz doenças cardiovasculares se comparada à dieta de baixa gordura saturada. Acho que também trata-se de algo sobre o estilo de vida de pessoas que vivem no Mediterrâneo e não apenas o que é consumido nestas regiões.

78 comentários:

  1. Direto ao ponto! Viva a gordura saturada, hahah. Quero ver o pessoal que demonizava gordura professando o terceiro estagio de verdade do Schopenhauer como se fosse a coisa mais natural do mundo depois de tanta noticia "mainstream" (afinal, muita gente considera essa fonte mais "confiável" que os artigos científicos que as originam)!

    ResponderExcluir
  2. dr souto, meu avo comia comia muita gordura, tutano mesmo com com quase 90 anos subia em ônibus so ainda dizem gordura faz mal..

    ResponderExcluir
  3. Andrei Rocha de Almeida13 de março de 2014 13:05

    Bom ver na mídia o que já estamos carecas de saber. Parabéns, Dr. Souto, por nos deixar afiados!

    ResponderExcluir
  4. Andrei Rocha de Almeida13 de março de 2014 13:06

    Estou preocupado: o quilo da picanha vai puxar a inflação...

    ResponderExcluir
  5. Que maravilhaa!!!!

    ResponderExcluir
  6. Ver isso na mídia não é importante pra nós, mas é importante pra mãe/marido/esposa/amigo etc.

    2014-03-13 13:05 GMT-03:00, Disqus :

    ResponderExcluir
  7. Andrei Rocha de Almeida13 de março de 2014 13:59

    Sim. Sim. As pessoas passar a nos ver como normais e não malucos doutrinadores e radicais... KKK.

    ResponderExcluir
  8. As reportagens são ótimas, porque muita gente precisa disso "para ontem".


    http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2014/03/13/tres-mil-pessoas-lotam-unicamp-em-busca-de-reducao-de-estomago.htm



    O tempo de espera é de 4 anos.
    Gente do Brasil inteiro para operar pelo SUS. Uma parte aceitaria o desafio de tentar a dieta paleo no tempo de aguardo. Ao final do período, estariam magros e dispensariam esta cirurgia tão invasiva.

    ResponderExcluir
  9. E essa notícia?

    http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2014/03/13/estudo-identifica-novo-gene-da-obesidade.htm

    ResponderExcluir
  10. Eu acho que a minha pergunta não tem muito a ver com a discussão, mas enfim... Doutor: todos falam em saladas verdes pra lá, saladas verdes prá cá, mas eu detesto qualquer tipo de folha verde. Isto vai me prejudicar, ou tem outra maneira de comer folhas sem que seja um sacrifício? Talvez algum tipo de suco ou algo parecido?
    Desde já muito obrigada

    ResponderExcluir
  11. Krisnamourt Correia13 de março de 2014 16:04

    Hoje,o jornal Bom Dia São Paulo mostrou uma triagem realizada com mais de 2000 mil pessoas em Campinas(Unicamp) para a realização da cirurgia bariátrica. As pessoas não se dão conta que o risco de morte desta cirugia varia de 1% a 5% , bem como, em torno de 10% delas, mesmo com o sucesso da cirurgia, voltam a engordar em alguns anos.
    Este problemas afeta a todos os brasileiros, pois esta triagem iria ser realizada pelo SUS, ou seja, tem dinheiro público envolvido. Tomando por base estes 2000 futuros operados, de 20 a 100 óbitos se somarão a esta conta de perdas para o país.
    O equívoco americano, e por tabela, brasileiro de manter uma orientação alimentar equivocada, alimenta bilhões das indústrias de alimentos, agro-negócio e farmacêutica, e onera a população e o próprio governo com gastos excessivos sem precedentes.
    Louvo bastante o Dr. Souto nesta luta pois seu sucesso reflitirá em melhoria para o país inteiro.
    De boca em boca tudo isto ecoará em todos os ouvidos e não terá como desconsiderar a verdade.

    ResponderExcluir
  12. - Suco verde.
    - Verduras no omelete
    - Verduras refogadas em banha ou manteiga ou/e com BACON :)

    ResponderExcluir
  13. mas ainda falta muito! no meu trabalho sou visto como paranóico e excêntrico, no mínimo. Até evito falar sobre comida para não me aborrecer

    ResponderExcluir
  14. "A gordura saturada é a gordura estável e suscetível ao ataque de radicais livres, [...]"
    É isso memso?

    ResponderExcluir
  15. Dr.Souto, se não me engano, li que o senhor não se agrada de colesterol acima de 250. O meu CT está em 288, o hdl em 97 e trig de 55. O resultado do ldl ainda não saiu. O que o senhor acha? É preocupante? Amo paleo, já emagreci 7 quilos sem passar nada de fome.

    ResponderExcluir
  16. E eu ortoréxico, só pq não como grãos e açúcar.

    ResponderExcluir
  17. Andrei Rocha de Almeida13 de março de 2014 18:20

    Seu VLDL é 11 (triglicérides / 5), logo seu LDL é 180.
    CT = VLDL + LDL + HDL
    LDL = CT - VLDL - HDL
    LDL = 288 - 11 - 97 = 180

    ResponderExcluir
  18. Ah, se soubessem a liberdade de alimentos que a paleo permite! Arrisco dizer que a ortorexia nem chegaria a existir se não enganassem o povo sobre o que realmente eh saudável de comer em primeiro lugar...

    ResponderExcluir
  19. Andrei Rocha de Almeida13 de março de 2014 18:23

    pois eh, ainda ter que ouvir que somos estranhos por não comer açúcar...

    ResponderExcluir
  20. Não. Insuscetível* !

    ResponderExcluir
  21. Andrei Rocha de Almeida13 de março de 2014 18:27

    Eu trouxe uns 5 pro nosso lado lá no trabalho.

    ResponderExcluir
  22. Por Friedwald seu colesterol fica 180mg/dl. Pela formula iraniana (que leva mais em conta hdl e triglicerídeos) 145mg/dl (http://homepages.slingshot.co.nz/~geoff36/LDL_mg.htm). Lembremos que o LDL não eh medido diretamente, mas por formulas matemáticas relativamente imprecisas. Se preocupe menos com o colesterol e mais com o seu bem-estar. Na duvida leia as postagens sobre colesterol. ( http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/11/colesterol-ix-documentario-australiano.html - veja do 1 ao 9)

    ResponderExcluir
  23. Sim, sou mulher :D obrigada pela resposta, Arthur, fiquei mais tranquila.

    ResponderExcluir
  24. Valeu, Andrei! A postagem da conta me ajudou a entender melhor.

    ResponderExcluir
  25. Sobre o Cacau?
    deve ser evitado para qm busca emagrecimento?

    ResponderExcluir
  26. As boas já dobraram as ruins. Agora é só esperar para serem unânimes e uma verdade absoluta (msm q quase ngm realmente entenda oq aconteceu...)

    ResponderExcluir
  27. Na realidade o cacau puro eh bem nutritivo, e se misturar com bastante gordura (nata, creme de leite por exemplo, para quem tolera) cria uma sobremesa bem saciante. Mesmo no caso de chocolates com 85% ou mais de cacau, ate mesmo pessoas em dieta cetogênica podem comer uns quadradinhos por dia sem se estressar muito. O problema dos "chocolates" que mais vendem por ai nos mercadinhos eh o fato de serem açúcar com óleo vegetal hidrogenado com uma pitadinha de cacau.

    ResponderExcluir
  28. Dr. Souto, boa noite, tenho lido que o óleo de cártamo é um bom adjutório na queima da gordura abdominal, mas pelo artigo acima seria perigoso. É isso mesmo? Melhor não tomar? Estou começando minha páleo, aprendendo, em breve posto meus resultados! Grato!

    ResponderExcluir
  29. Arthur, por falar em colesterol, o resultado dos meus triglicerídeos deu 74. Só que antes, quando eu comia carbo refinado e açúcar, eles eram bem mais baixos (geralmente abaixo de 50). Não entendi esse aumento... porque mesmo hoje fazendo apenas páleo, ainda fico na faixa de 100g de carbos. E o que me intriga é que vejo nos comentários pessoas com triglicerídeos mais baixos, e com muito mais peso que eu (que nunca estive muito acima do peso, no máximo 4 kg, nas piores fases). Eu li que não é bom ter triglicerídeos muito baixos, isso procede? Se for assim, antes estava ruim e agora está bom? :D

    ResponderExcluir
  30. O que se objetiva na paleo ou em qualquer dieta que visa baixar inflamação sistêmica, no caso das gorduras, eh reduzir o omega-6 da dieta (todos provavelmente comemos em excesso, mesmo os mais afincos - provavelmente apenas as civilizações não alteradas pela modernidade mantêm um proporção ideal omega-3 com 6). Com isso em mente, sabemos que os óleos vegetais em sua maioria são as maiores fontes de o-6 da dieta moderna, por isso visamos reduzi-los.

    http://naturalmommie.com/wp-content/uploads/2012/05/fatchart_000.jpg

    Queremos reduzir o consumo de alimentos altos na "barra azul" - omega-6 - o óleo de cartamo (safflower) tem 14% do peso em omega-6, já o azeite de oliva 9%. Realmente não eh uma quantidade alta comparado com outros óleos vegetais, então fica questão de escolha pessoal. Mas se estiver olhando apenas para a questão de saúde, o azeite de oliva eh superior (menos omega-6).

    ResponderExcluir
  31. Não sei quanto de triglicérides seria muito baixo (provavelmente apenas se fosse bem abaixo de 30mg/dl), mas acho difícil de acontecer em situações normais. Normalmente "quanto mais baixo melhor" mesmo, mas eh importante incluir o HDL nessa conta também. Um bom medidor da "qualidade" do LDL, por exemplo, consiste em saber qual a razão (divisão numérica) entre triglicerídeos/HDL (abaixo de 2 sugere predominância de subtipo A - partículas maiores e menos densas, menor risco; e acima de 3.5 se não me engano, sugere alta tendencia para síndrome metabólica). Um fator que aumenta triglicérides por exemplo, eh consumo de carboidratos no geral em especial frutose, mas não acho que valor de 74 seja preocupante nem nada, ainda mais se seu HDL estiver superior a 50 (criando uma proporção decente entre os dois)

    ResponderExcluir
  32. Os meus triglicerídeos sempre foram baixos, o médico sempre elogiava, e chegaram a 70 somente agora depois da páleo, por isso achei estranho. Eu como fruta, mas não todo dia, e também só uma porção. Mas meu HDL está 85.
    Obrigada pela resposta.

    ResponderExcluir
  33. Explica porque uma amiga minha tem IMC de 17 embora coma de tudo


    2014-03-13 15:44 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  34. Pode bater no liquidificador (tem receitas de green smoothies" na internet. Sim, a falta vai te prejudicar. Gosto a gente adquire, e esse é um dos que precisam ser adquiridos. Com gordura, fica bom. Coma salada com ovo, bacon e queijo, e vc mudará de ideia.


    Em 13 de março de 2014 15:57, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  35. O Asprey é meio maluco. Deve ser a falta de alho.


    Em 13 de março de 2014 16:26, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  36. Já arrumei, thanks


    2014-03-13 16:31 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  37. Com esse HDL, não me preocupa muito. Mas use amido resistente um mês e repita e me conte.


    2014-03-13 16:45 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  38. Cacau jamais deveria ser evitado!


    2014-03-13 20:29 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  39. Óleo de semente é bom para lubrificar máquinas e equipamentos. E só.


    Em 13 de março de 2014 21:52, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  40. Está maravilhoso - e pare de fazer exames :-)


    Em 13 de março de 2014 23:17, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  41. Confissão sem-vergonha e pouco arrependida do dia: puxei pra quinta o meu dia do lixo (deveria ser domingo) com uma galinhada cheia de arroz e como sobremesa, um copo de fundie de chocolate... só com o chocolate derretido.
    fuck the system.
    agora sábado pra domingo, jejuar...
    Alguém sabe a relação entre jejum e dieta com muitos carbs/poucos carbs? se seria pior (mais dificil) jejuar após um descontrole desses, por exemplo?

    ResponderExcluir
  42. Farad Oliveira de Araujo14 de março de 2014 00:06

    Dr. Souto, dou graças a Deus por você ser Urologista. Porque talvez, se você fosse nutricionista não seria tão perfeito! Assim como Taubes talvez seria um profissional comum caso ele fosse da área da saúde.
    Deus é bom!

    ResponderExcluir
  43. Dr Souto so nova aqui to nssa alimentaçao low carb com pouco carb 50g.o meu colesterol sempre alto nao uso sivastantina porem passo mal com ela parei esses 3meses da dieta fiz o exame agora:glicose 89 .trg.57.hdl 84 o ldl 217.o vdl 11.se nao mim engano o total deu 312.fiquei preocupada o que o senhor mim aconselha por favor mim ajude nao quero voltar a sivastantina.Eu tenho 58 anos i moro no Rio de Janeiro.ficarei muito grata se o serhor mim respoder.Ha to fazendo AR a duas semana duas banana verde por dia.

    ResponderExcluir
  44. ok, grato ao Arthur e ao Dr. Souto pela pronta resposta. Lograram me desencorajar. Estou na páleo há 15 dias e na low-carb há 45 dias. Realmente, como tenho lido aqui, a constipação intestinal (que nunca tive) vem sendo o grande obstáculo. Apenas como sugestão, tenho superado o obstáculo com 2 canecas de chá de sene por dia. Abs

    ResponderExcluir
  45. Dr. Souto, o amigo já experimentou o cacau torrado em grãos (a matéria prima da industria de chocolate)? Como tenho acesso fácil, como os grãos de cacau diariamente (verdadeiramente amargo...rs), pois adoro. Quando a Thais se referiu a cacau pode ter referido a fruta que (não conheço a composição) deve ter um IG alto, pois é extremamente doce. abs

    ResponderExcluir
  46. Todos os chocolates "ao leite" têm SOMENTE O MÍNIMO de 25% de cacau, que é o exigido pela legislação pra se intitular chocolate. O percentual de açúcar varia entre 50 e 60%. O restante vai de gordura hidrogenada e o "leite" se houver, no máximo 10%.

    ResponderExcluir
  47. Farad Oliveira de Araujo14 de março de 2014 08:30

    Não deve fazer diferença significativa porque, apesar de os cabs serem conhecidos por provocar fome bem mais rápido, se você segue Páleo/LCHF seu corpo não está mais adaptado ao uso efetivo dos carbs fazendo com que seus efeitos na sensação de fome também sejam atenuados.

    ResponderExcluir
  48. Tem uma colega de trabalho que QUASE consegui convencer quando ela ficou sabendo que a picanha, bacon etc estavam liberados. Mas ela disse que não conseguiria SOBREVIVER sem pão. Aff!

    ResponderExcluir
  49. Entre os meus colegas de trabalho sou vista com "a fresca, paranóica e radical" e pra piorar todos eles são CIENTISTAS da área de saúde, hahahahaha

    ResponderExcluir
  50. Olá Dr. Souto, oi pessoal Alguém poderia me orientar quais as particularidades para uma pessoa com
    hipotireoidismo fazendo dieta paleo? Estou buscando informações, mas não encontro
    nada concreto principalmente em relação a quantidade de carb. recomendada. Vi
    algumas lugares dizendo que se a dieta for muito low-carb, não é interessante (eu como em
    media 60 a 80g de carb./dia) tenho que suplementar algum nutriente? priorizar
    determinados alimentos ou evitar, dentro da dieta paleo? Iniciei a dieta ha 20 dias.Tenho hipotireoidismo e tomo eutirox há 2 meses.

    ResponderExcluir
  51. E quando fazem a alegação de que só hoje não vai fazer mal?

    ResponderExcluir
  52. Se ficasse sem pão por 15 dias, não voltaria mais. Mas eu cansei desse vitimismo. É muita gente mimada pro meu gosto. Quero mais é que se entupam de pão.

    ResponderExcluir
  53. Às vezes eu também sinto isso.

    Às vezes também acho que é pura raiva do nosso novo autocontrole e força de vontade.

    ResponderExcluir
  54. O erro estava na fonte.

    ResponderExcluir
  55. Repita após uns 30 dias de AR


    Em 14 de março de 2014 07:47, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  56. Use o amido resistente - é a solução para a constipação em low carb. SENE é um laxante, e acaba viciando o intestino, funciona por irritação intestinal, e não pela flora.


    Em 14 de março de 2014 07:48, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  57. Nunca...


    2014-03-14 7:58 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  58. http://chriskresser.com/thyroid


    Em 14 de março de 2014 10:14, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  59. VEJA COMO -> http://bit.ly/OYKKm7

    EMAGREÇA DE VERDADE SEM REGIMES,REMÉDIOS OU CIRURGIA!

    O Material mais Honesto Sobre o assunto.

    Sem Pílulas Mágicas

    Sem Dietas Malucas

    Sem Se Matar na Academia.

    Tudo de forma Natural baseado no funcionamento do corpo

    Visite o site abaixo e conheça todos os benefícios que irão mudar sua vida e sua saúde!

    ASSISTA AGORA -> http://bit.ly/OYKKm7

    ResponderExcluir
  60. hahahahaha Obrigado Dr.!

    ResponderExcluir
  61. Muito obrigada .Farei isso i depois posto o resultado.Quero agradecer pela melhora geral que obtive por seguir essa dieta .Ja perdi 4 quilos tinha uma gastrite gronica com refluxo usava omelprasol continuamente ha varios anos.i fiquei curada parei o omelprasol com 15 dias da alimentaçao nao sinto mas nada.Tb tinha dores de cabeça diaramente tomava antiflamatorio quase todos os dias ha 3 meses que nao faço usu de nem remedio.mim sinto disposta .So nao melhorei do calor da menorpausa mas ja e qurer de mas.Muito agradecida ao senhor.Ja indiquei essa alentaçao a mimha irmar ela tb ta fazendo ha dois meses i ela tem problema com peso mas ja perteu mais de 4quilos..i tb melhorou a saude.por tudo isso ficarei eternamente grata.

    ResponderExcluir
  62. Nem merecem ser chamados de chocolate rsrs.

    ResponderExcluir
  63. Mais um motivo pra largar. Abstinência por falta de carbs refinados e exorfinas, soh de saber que vai acontecer, já prova que eh toxina mesmo! Da onde já se viu comida de verdade viciar de forma patológica assim?! hahah

    ResponderExcluir
  64. Hahahahaha.....o melhor conselho até agora....desculpe-me, não resisti.

    ResponderExcluir
  65. Também acho. Eu respondi na ocasião: se viver resume-se a comer pão, me desculpe, mas eu espero mais da vida. Quero viajar, passear, namorar, dançar, nadar, ser feliz. Mas...não a culpo. Como todos à nossa volta, são vítimas do sistema que aí está.

    ResponderExcluir
  66. Duvido que tenham 25% de cacau, mesmo com legislação... Mas ainda que tenham, só por ter de 50 a 60% de açúcar já se vê que é uma papa de açúcar, e não um chocolate. :D

    ResponderExcluir
  67. Infelizmente! Aos poucos vamos mudando isso, nem que seja apenas por exemplo (e curiosidade dos outros)

    ResponderExcluir
  68. Hehe, bom saber. É que fiz pra saber a quantas andam meus hormônios femininos, por causa da cólica; daí aproveitei e fiz o de colesterol, já que ia tirar sangue mesmo. Mas já tinha 4 anos que eu não fazia exames; antes era anualmente, mas como sempre obtinha bons resultados desencanei. :)

    ResponderExcluir
  69. 4 anos, não, 2 anos. Digitei errado, desculpe.

    ResponderExcluir
  70. Ok, Dr. Obrigada pela orientação. Vou fazer isso e depois lhe conto o resultado.
    Ah! E feliz aniversário!!! Muito obrigada por transformar as nossas vidas. Um grande abraço!!

    ResponderExcluir
  71. Dr., acima de 4 colheres de sopa de AR por dia pode dar algum desarranjo? To usando umas 8-10 no total de farinha de banana verde, fécula de batata e polvinho doce...e deu ruim! hehe

    ResponderExcluir
  72. mas AR pode dar desarranjo? Já viu algum relato?
    Vai dar trabalho e levar tempo isolar cada variável para teste. Além do polvilho doce, eu adicionei farinha de banana verde e fécula de batata recentemente.

    ResponderExcluir
  73. Sim, AR pode dar desarranjo. A dose máxima recomendada é de uns 30--40g (4 colheres de sopa são 30g de AR). Como ele não é digerido, se passar da capacidade de fermentação da flora, vai sair intacto do outro lado, com a respectiva diarreia osmótica.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 15/03/2014 16:16, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  74. Obrigado, Dr. Agora faz sentido. Vou reduzir a dose por uns dias.

    ResponderExcluir
  75. De fato, não foi tão terrivel. Esse foi meu segundo jejum. no primeiro fiquei umas 18 horas e não aguentei ficar até o almoço seguinte, fiz o café da manhã. Esse eu já fiquei 24h e com a sensação de que daria pra continuar sem muitos problemas, embora eu nao pretenda passar das 24h.

    ResponderExcluir
  76. A verdade, aos poucos, está vindo à tona. Não sei como as pessoas gostam tanto da falta de conhecimento! Abrem a boca para nos criticar, falando que essa dieta é coisa de maluco, mas não querem se aprofundar no verdadeiro sentido da dieta. Nem as evidências, os fatos tiram a cegueira de muitos.
    Eu, por exemplo, emagreci 5 kg com a dieta paleo. E estou na dieta fielmente. Mas gostaria de saber o que eu poderia estar fazendo para estabilizar meu peso,pois já emagreci o suficiente. Posso comer quaisquer frutas? Posso comer banana antes e depois do exercício na academia? Ja tenho acrescentado mais tubérculos à dieta.
    Desde já, obrigada.

    ResponderExcluir
  77. Olá Tamara,

    pra quem não precisa perder peso, frutas e raízes são liberadas. Mas é por auto experimentação que você vai descobrir sua medida de paleo carbs!

    Já leu? http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2014/01/reflexoes-sobre-postagem-anterior.html

    ResponderExcluir