domingo, 2 de março de 2014

Flora intestinal 3 - Amido Resistente - parte 2, como fazer

Se ainda não leu, leia antes as postagens sobre FLORA INTESTINAL 1 e 2, bem como a parte 1 da postagem atual.

Na postagem anterior, descrevemos como o amido resistente é capaz de induzir uma flora intestinal anti-inflamatória, reduzir a resistência à insulina, reduzir significativamente a elevação da glicemia e de insulina que ocorre após a ingestão de carboidratos e melhorar a constipação. Nesta postagem, vamos explicar como fazer isso.

O amido resistente está presente naturalmente em vários alimentos. Nem todos fazem parte daquilo que recomendamos em uma dieta páleo (de que adianta algumas gramas de amido resistente, mas com glúten e montes de amido comum junto?).

Richard Nikoley e Tim Steele, no blog freetheanimal.com, popularizaram a técnica de suplementar amido resistente com o emprego de Unmodified Raw Potato Starch, ou seja, Fécula de batata crua e não modificada. A marca testada e aprovada pode ser encontrada na Amazon, mas é vendida apenas na América do Norte (mais abaixo, descreverei as alternativas nacionais):

Este produto, tirando a umidade, é quase 100% amido resistente. É, digamos assim, o padrão-ouro. Os estudos em humanos foram feitos com cerca de 30g de amido resistente por dia, o que equivale a cerca de 4 colheres de sopa de fécula de batata crua.

Pessoas magras, saudáveis, e com flexibilidade metabólica toleram bem o consumo de 150-200g de carboidratos páleo. Para estas pessoas, o amido resistente pode ser obtido na própria dieta (veremos como, abaixo).

Mas há uma categoria de pessoas para as quais a suplementação é fundamental: os diabéticos, os portadores de síndrome metabólica e as pessoas que estão empregando uma dieta cetogênica (menos de 50g de carboidratos por dia) como instrumento terapêutico ou para perda de peso. Nestes casos, consumir alimentos que contenham amido resistente mas que também elevem o açúcar no sangue não é uma alternativa viável ou desejável.

Após muitas semanas e muitas picadas nos dedos, além da colaboração de outros leitores e membros dos fóruns do facebook, descobri algumas alternativas disponíveis no Brasil (e alguns problemas também). Mas primeiro, um alerta: para preservar o amido resistente, há uma regra absolutamente fundamental:
  • Tem que ser consumido CRU.
É, desculpa pessoal, mas isso não é uma autorização para começar a fazer receitas de guloseimas no forno. Páleo continua sendo uma proposta de comida de verdade, baseada em comer plantas e bichos - se alguém lhe passar receitas de forno e fogão que envolvam banana verde, polvilho doce, etc, alegando que trata-se de uma forma de comer amido resistente, fuja! Vou repetir devido à importância desse fato: o aquecimento do amido resistente o transforma em amido comum, de rápida absorção. Aquecer a fécula de batata e comer equivaleria a comer glicose em pó, ok? Não dá pra fazer tortas e bolos, ok? Bem entendido? Vamos adiante.

Se a fécula/farinha tiver sido aquecida ou submetida a pressões extremas durante a sua fabricação, isso modifica as características dos grânulos de amido, podendo fazer com que o produto aumente a glicemia, ao contrário do que ocorre com o Bob's Red Mill Unmodified Raw Potato Starch, da foto acima.

Como saber se o que dispomos no Brasil atende a esses requisitos? Só há um jeito - testando!

Eu fiz vários testes de vários produtos, e todos os testes foram padronizados da seguinte forma: glicemia de jejum, consumo de 4 colheres de sopa do produto diluídos em um copo d'água, e glicemia 30, 60, 90 e 120 minutos após.
Qual seria o resultado esperado? Um produto como a Raw Potato Starch da Amazon não eleva em nada a glicemia, e frequentemente a REDUZ devido ao efeitos já referidos do amido resistente. Produtos que tenham amido resistente e algum amido comum ou açúcar, podem elevar um pouco a glicemia, o que não é problema para a maioria das pessoas, salvo os diabéticos de mais difícil controle. Produtos que elevem significativamente a glicemia não são adequados. 
-> Polvilho doce. O nome doce é apenas para diferenciar de polvilho azedo, que é fermentado e tem mais amido comum. Trata-se do amido da mandioca. Testei a marca Yoki. Minha glicemia foi de 85 no jejum para 100, e permaneceu em torno de 100 por 2 horas, baixando em 150 minutos. Impressão: alternativa bem razoável, barata em com gosto aceitável. 
-> Fécula de batata Yoki: basicamente, tive o mesmo resultado do polvilho doce. Impressão: pode haver calor/pressão envolvido no seu preparo, pois o resultado, no meu teste, foi inferior ao relatado com a fécula americana. O leitor Arthur Gumz testou, e chegou à conclusão de que baixa a glicemia após 1h. Parece ser uma alternativa boa, visto que se encontra mais facilmente em supermercados. Não posso colocar minha mão no fogo no que diz respeito à possibilidade de contaminação por glúten, mas não tenho evidências nesse sentido.
-> Fécula marca X (não vou divulgar publicamente, pois teria que mandar analisar para confirmar minhas suspeitas, e não quero me incomodar na justiça): glicemia de jejum 92, glicemia 1 horas depois 88 - ou seja, BAIXOU. Testei novamente, e de fato a glicemia baixava - da mesma forma que o observado nos relatos com a fécula americana. Passei a suplementar diariamente, e minha dermatite herpetiforme voltou com toda a força. Dermatite herpetiforme é uma doença causada pelo glúten. Neste meio tempo, outro paciente meu com sensibilidade ao glúten passou a apresentar sintomas. O problema desapareceu em mim e no paciente após cessar o uso. Embora o rótulo diga "não contém glúten", é obvio que estava contaminada. 
-> Farinha de banana verde. Elevou a glicemia de 83 para 113 em 30 minutos e 109 em 60 minutos. Tenho suspeitas de que tenha sido aquecida no preparo ou que não seja pura (ao menos a marca que testei) -> e era a mesma marca X, acima! Esta marca específica não me agradou. Não testei outras. Mas o leitor Flávio Melo testou (marca Germina), e o resultado foi bem melhor, com glicemia saindo de 92 em jejum e indo para 97 em 60 minutos. Ou seja, vai depender da marca. Mas o gosto é medonho. De tudo o que testei, foi a única coisa que me deu ânsia de vômito. Com água, é verdade.
-> Banana verde (duas) - a fruta propriamente dita -> BAIXOU  a glicemia de 98 para 82. 
-> Dirlene D'Aggio, autora do blog Deli Art Creations (um blog de confeitaria sem glúten), ensina a fazer a sua própria fécula de batata aqui. É dela a dica de uma fécula de batata segura, no que diz respeito a não conter glúten: marca Aminna. Não sei se é fácil de achar, nem tive oportunidade de testar o efeito glicêmico (mas se alguém testar, me avise!).

Em resumo, para quem quiser suplementar, dadas as informações de que disponho no momento (e que poderei atualizar à medida que as pessoas me enviarem seus testes com diferentes marcas), eis a sugestão:

1) Polvilho doce: 4 colheres de sopa misturadas em alguma coisa fria (iogurte, água, batida com abacate ou em algum smoothie). Isso pode ser consumido em uma tomada ou dividida em 2 ou mais tomadas. A dose pode ser aumentada aos poucos, para que o intestino se acostume.

2) Banana verde: Verde no sentido de não-madura. Verde como essa banana, devidamente decorada pela minha filha:
Duas bananas verdes têm aproximadamente a mesma quantidade de amido resistente do que 4 colheres de sopa de fécula de batata (além de não correr o risco de contaminação com glúten). E o preço? Bem... é vendido a preço de banana :-)

Elas não são fáceis de descascar. A melhor forma é cortas as pontas, cortar ao comprido em duas metades e aí sim, tirar a casca.

Bananas verdes amadurecem rápido! Se você tem apenas um cacho, deixe na geladeira. Se tem uma penca, congele uma parte, para que permaneçam verdes.

O problema é como comer isso. Comer puro é, digamos, um gosto aprendido (eufemismo para dizer que gruda na boca e é bem ruim). Mas pode ficar bem disfarçada quando batida no liquidificador juntamente com outras coisas tais como um pouco de leite e canela (ou água com gelo e nata, para quem faz dieta cetogênica). Fica bem com abacate também. E se você faz páleo com mais carbs, como é o meu caso, há uma solução simples: bater uma banana verde junto com uma madura - pra mim, fica com gosto de vitamina de banana - uma bela sobremesa.

3) Fécula de batata: Dirlene D'Aggio, autora do blog Deli Art Creations, me deu a dica da fécula de batata segura no que diz respeito a não conter contaminação cruzada com glúten: Aminna. Não testei quanto ao efeito glicêmico (e fico aguardando os testes de vocês, leitores). Por hora, posso dizer que testei a marca Yoki sem problemas, mas a Dirlene alerta que já houve queixas nos grupos de celíacos, de que a qualidade varia de acordo com o lote. Misturar a frio com o que quiser (iogurte, água, etc), até 4 colheres de sopa.

Amido resistente na alimentação.
Conforme aludido na postagem anterior, existe um tipo de amido resistente que forma-se retrogradamente quando o amido comum é aquecido e depois resfriado.

Por exemplo: batatas cruas contém grande quantidade de amido resistente tipo 2. Uma vez assada, o valor cai a zero. Mas uma vez resfriadas, forma-se um novo tipo de amido resistente (tipo 3); não é muito, ainda resta bastante amido comum, mas o fato é que batatas frias (como as de uma salada de maionese) contêm amido resistente. O mesmo ocorre com o arroz - comer arroz requentado é melhor. Um caso que chama especial atenção é o do arroz parboilizado. O método pelo qual este arroz é produzido, inclui sua fervura seguida de resfriamento, o que produz amido resistente tipo 3. A maioria dos tipos de arroz tem um índice glicêmico muito elevado, bem maior do que o do açúcar de mesa. Mas o arroz parboilizado (Uncle Ben's cozido por 20 minutos, no caso deste estudo) tem um índice glicêmico de 38. Para se ter uma ideia, 40 é o índice glicêmico dos morangos, uma fruta que pode ser consumida até em dietas cetogênicas (bem verdade que a carga glicêmica dos morangos é muito menor).

E se você prepará-lo, resfriá-lo e depois reaquecer, o conteúdo de amido resistente aumenta ainda mais.

Sabendo-se que o consumo de amido resistente faz com que a pessoa tenha respostas insulínicas e glicêmicas muito menores, o uso dessa estratégia pode facilitar a transição de pessoas que estão em dietas cetogênicas para uma dieta páleo mais rica em carbs (com frutas e raízes), sem que haja ganho de peso.

Ainda pretendo escrever sobre o livro Perfect Health Diet, de Paul Jaminet, cujas ideias me seduzem mais a cada dia. Basicamente, uma dieta páleo high fat com um pouco mais de carboidratos na forma de amidos seguros - incluindo um pouco de arroz. Se vc for seguir a PHD, faça-o com arroz parboilizado!

Já escrevi de forma tangencial sobre outro autor, Tim Ferriss, autor de 4 horas para o corpo. Ferriss defende uma dieta "SLOW CARB", na qual emprega uma dieta low carb com feijões, muitos feijões. E eu conheço pessoas que tiveram muito sucesso com essa abordagem. Sabendo agora que os feijões são ricos em amido resistente, começo a ver o trabalho de Ferriss com outros olhos. Nada como um dia depois do outro. Mas não esqueçam - leguminosas (coisas que crescem em vagem) podem ser problemáticas para quem tem doenças auto-imunes e "leaky gut" (intestino com permeabilidade aumentada). Prometo escrever sobre leguminosas adiante, talvez no próximo feriado prolongado.

Mais uma vez, tenho interesse nas experiências de vocês, leitores, especialmente de diabéticos tipo 2, mas também de pessoas com dislipidemia. Aguardo seus comentários.

1.150 comentários:

  1. Show! A série toda! Parabéns e obrigado!
    ______
    42

    ResponderExcluir
  2. Nu quanto a farinha de banana bota medonho nisso, a q comi parecia q tinha vidro no meio, horrível

    ResponderExcluir
  3. Dica:
    O site http://www.vitacost.com/ vende e envia a Bob's Red Mills Potato Starch! Preço de hoje: USD 3.39 cada pacote de 700g!

    Demora uns 20 dias para chegar.

    ResponderExcluir
  4. Aproposito muito obrigada Dr

    ResponderExcluir
  5. Mas e o frete?

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 20:56, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  6. Amei a banana verde decorada pela sua filhota!!!

    ResponderExcluir
  7. Pena que eu não fotografei as outras - tinha até uma cubista!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 21:23, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  8. Então se o polvilho doce é melhor que o azedo isso quer dizer que o azedo é ruim? Eu comprei na feira, eles não falam qual dos dois é, mas pelo cheiro acho que é o azedo. Estou usando mesmo assim.
    E por quanto tempo deve-se suplementar? Me falaram que era por poucos dias, mas pelo visto não é. Tem um prazo mínimo?

    ResponderExcluir
  9. Eu sugiro para sempre. Mas eu atualmente obtenho com comida (banana verde e arroz parboilizado).

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 21:43, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  10. Dr. eu comprei a fécula da marca Aminna e estou tomando há 2 dias. Mas não medi a Glicemia. Não senti nenhum aumento de fome.... Como eu devo medir (de quantas em quantas horas) e como chama o aparelho que eu tenho que comprar na farmácia?

    ResponderExcluir
  11. Gostei dessa, quer dizer que posso comer arroz, desde que seja parboilizado.

    ResponderExcluir
  12. Opa, duas perguntas ...


    Não poderia comer a batata crua, em vez da fécula de batata?


    E o aipim (mandioca), se cozido e depois resfriado, e depois reaquecido (como no exemplo do arroz), também produz amido resistente?

    ResponderExcluir
  13. Obrigada, Dr. Souto, e mais uma vez, parabéns!
    Acompanhei a série de postagens com interesse, e até alguma ansiedade, pois nelas você foi traduzindo "cientificamente" vários aspectos que vivencio, em meu próprio corpo, e também no histórico de familiares, vários deles com problemas intestinais crônicos,e, certamente, hereditários.
    São também respostas a muitas indagações, insatisfações e frustrações, desde a leitura, pela primeira vez, dos posts sobre o "set point", muito "além da insulina", e todos os seus correlatos.
    Felizmente, para você, como para outros grandes sábios, todo o "saber" será sempre "conjectural e provisório" e, desde que somos dotados do poder de pensar, nosso maior compromisso é sempre buscar a "verdade" mais completa quanto possível.
    É claro que vou tentar a suplementação e observar seus efeitos!
    No contexto dos alimentos sugeridos, gostaria que emitisse sua opinião sobre a batata yacón e a batata konjac (e o macarrão produzido a
    partir desta segunda).
    Antecipadamente agradeço-lhe pela atenção e esforço de sempre.
    Superar-nos a nós mesmos é, para mim, nosso maior desafio.
    E você consegue isso, com maestria!
    Grande abraço!
    Clarissa

    ResponderExcluir
  14. Sim, sim.

    Única coisa é que a fécula não tem quase solanina, já a batata crua tem bastante.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 22:15, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  15. Uau!!!
    Eu amo arroz e parei de comer há 3 meses quando comecei a dieta Low Carb, agora podendo comer mesmo que moderadamente e ainda manter todos os benefícios da dieta low carb é uma maravilha!!
    Obrigada Dr. Souto por nos ajudar tanto!
    Andréia ; )

    ResponderExcluir
  16. Arroz e mandioca?!?! Tô no céu! Vou testar!

    ResponderExcluir
  17. E o que é solanina, e qual é o problema dela??

    ResponderExcluir
  18. Obrigado Clarissa. Precisa pesquisar isso, nunca sequer vi essas plantas!
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 22:18, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  19. Dr. Souto, se a resposta glicêmica de 2 bananas verdes fosse exatamente a mesma de 4 colheradas de fécula de batata comprada, haveria uma escolha melhor p/ longo prazo, ou ambas as alternativas são viáveis? (acho que o glúten seria o maior possível agressor na fécula, certo?). E haveria um limite para consumo de amido resistente nessas formas (excesso) ou efeitos colaterais?

    ResponderExcluir
  20. Acima de 60g pode dar diarreia. A fécula só terá glúten se for contaminada. A da marca giro verde estava contaminada.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 22:26, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  21. Excelente artigo como sempre,com relação a banana verde,a quantia de carboidratos equivale a mesma quantia de AR??

    ResponderExcluir
  22. http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Solanina

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 22:21, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  23. Pelo que já li a respeito - e pude entender, em minha leiguice - elas possuem propriedades similares às descritas nos estudos que você publicou sobre os amidos resistentes. Não tenho, infelizmente, uma sugestão de leitura mais especificamente científica sobre elas, pois o que tenho visto vem de buscas sobre "alimentos funcionais". A batata Yacón já até experimentei, e gostei muito. Tem sabor adocicado e, ao meu paladar, assemelha-se à textura e sabor da pera. A outra, bem como o macarrão feito a partir dela, ainda não experimentei, pois minha conduta até aqui era mesmo evitar totalmente o consumo de amidos (e mesmo aquilo que tenha "aparência de amido"!) Mas são bem "badaladas" na internet, especialmente a segunda, dentre aqueles que consomem a comida oriental. Encontrando algo que possa ajudar, enviarei.
    Abraços, e obrigada.
    Clarissa

    ResponderExcluir
  24. Ola Dr.Souto
    Eu resido no Japao e acompanho seu blog diariamente,assim como o Freetheanimal tb,leio inclusive todos os comentarios.
    Tem uma coisa que estou preocupada e gostaria de saber se o senhor tem alguma opiniao sobre,algumas pessoas relataram um aumento de peso depois de comecarem a consumir amido resistente.Ja vi varios casos,por exemplo:


    http://freetheanimal.com/2014/02/another-resistant-recomposition.html



    Vi um homem que engordou 5 quilos em 1 mes de experimento com a fecula.E nao foi massa magra,pois sua barriga aumentou.
    Eu em 1 semana ganhei 2 quilos e 3 cm de barriga,acabei parando ate descobrir a razao.Nao como muito,pois estou fazendo LCHF tem uns 3 meses.
    Eu estava usando uma fecula de batata comprada aqui no Japao,agora vou iniciar com a Bob Red Mill,mas confesso que estou com medo de engordar.
    Existem tb casos no Freetheanimal de pessoas que nao tem melhora com o amido resistente e ele recomenda o uso de probioticos tais como Predict Assist e outros,pois podemos estar alimentando gaiolas vazias como diz o Richard.O problema doutor eh que nem todos os probioticos vendidos sao confiaveis e os que ele recomenda sao bastante caros.
    Parabens pelo blog!

    ResponderExcluir
  25. Amo arroz e o parboilizado sempre foi o que eu mais gostei e sempre me martirizava, depois de comer uma colher no almoço... Só a carne e os vegetais deixa tudo muito cheio de molho, gosto do arroz pra deixar as coisas mais sequinhas sabe ?! Adorei saber disso Doutor.... O senhor parece adivinhar o que eu preciso saber....

    ResponderExcluir
  26. Dr. Souto, Li de uma vez, sem fôlego as duas postagens...... e acho que as minhas dúvidas foram respondidas, não é mesmo? Amanhã vou começar com 2 colheres de fécula de batata da Yoki que já havia comprado... vou aumentando até chegar nas 4 diárias. Experimentando sempre! Como meu filho está nos E.U.A, vou pedir pra trazer o Raw Potato de lá, que aí é batata (sem trocadilho, rsrs) que vai me ajudar muito.
    Aproveito também para lhe dizer que o resultado do exame de vitamina D, depois das gotas de DPura por 2 meses, aumentou pra 69... Obrigada por tudo mais uma vez. Abraços carinhosos pra você, meu guru!!!

    ResponderExcluir
  27. Penso que se a resposta for ruim, melhor parar. Na verdade a resposta varia de uma pessoa para outra em virtude da flora cada um. Não haverá uma abordagem ideal para todo mundo.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 22:43, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  28. ;-)

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 22:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  29. Eu tentei a banana verde, mas não curti; trava e enche demais, me senti empanturrada. Arroz eu também não faço muita questão, mas posso tentar.
    Os lactobacilos em cápsula não servem? Ou eles servem apenas para povoar a flora, e quem a alimenta é o AR?


    E por falar no livro Perfect Health Diet, obrigada pela indicação -- quando eu estava "sofrendo" com low carb -- sem frutas, sem tubérculos e sem emagrecer. Foi só voltar a comê-los que a balança passou a baixar e a minha saúde mental agradeceu. Demorou 3 meses pra chegar, mas valeu a pena, estou ainda no começo, mas adorando.

    ResponderExcluir
  30. Muitas pessoas no grupo Dieta Paleo do Facebook que estão experimentando o uso do amido resistente perguntam por prazo de utilização e principalmente como avaliar os resultados. No meu caso, que não tenho diabetes, utilizo as fezes como referência ( a partir daquela tabela amplamente divulgada na net). Se estão no tamanho, cor e forma apresentados como ideal, eu paro com o Rs e mantenho apenas os tubérculos cozidos e resfriados + alimentos fermentados. Assim vou tentando manter meu intestino saudável. Estou no caminho certo?

    ResponderExcluir
  31. Sim. Não há prazo. É comida, não é remédio.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 23:04, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  32. Dr. obrigado pelo seu trabalho. Como eu ja tinha lhe mencionado antes, sou diabetica sem usar medicacao. Eu vivo no EUA e posso comprar com facilidade o patato starch da Bob's Red Mill, pois tem em qualquer supermercado. Quero tentar com este produto. Entao me oriente como devo consumir este produto, te prometo que te passei informacoes diarias se assim tu quiseres, de como estou me saindo com patato starch. Mais uma vez muito obrigada pelo seu trabalho.

    ResponderExcluir
  33. Em relação a engordar, quando comecei a usar a fécula e ao mesmo tempo introduzi os tubérculos nas minhas refeições, senti aumento da fome depois de uns dias. A primeira atitude foi ajustar ss quantidades de macros e em um segundo momento voltei ao padrão anterior (mais gorduras e menos carboidratos) por 1 dia, o que fez um ajuste na fome... Depois disso, voltei aos tubérculos regados a muito azeite e a fome não voltou a aumentar e meu peso, pelo menos ate agora, não aumentou.

    ResponderExcluir
  34. Ótimo. Na postagem está explicado. Alguma dúvida específica?

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 23:10, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  35. Ops. ao digitar escrevi patato, correto, potato, sorry

    ResponderExcluir
  36. O que eu entendi que posso usar 4 colheres de sopa por dia. Minha duvida he de que maneira uso esta medida? Misturando em agua, e bebendo ou em shakes, ou misturando com creme de leite?

    ResponderExcluir
  37. Não é muito caro. Fica em USD 12 para envio de 2 packages de 700g cada. Aliás, é mais barato que o Sedex entre minha cidade em SP e a cidade do Rio de Janeiro, para ser ter uma base! :-)


    Aproveito para parabenizá-lo pela trilogia sobre AR! Fenomenal! Muito didática e esclarecedora!

    ResponderExcluir
  38. Todas as acima

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 23:18, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  39. Entendido, comecarei amanha mesmo, e lhe passarei minhas informacoes todas as segundas- feira,

    ResponderExcluir
  40. O feijão, deixando de molho de 24h a 48h já diminui os anti nutrientes certo?
    Ele também é melhor se for cozido, resfriado e requentado como o arroz parboilizado?

    ResponderExcluir
  41. Lembrando - GASES! Se for o caso, comece com 1 colher ao dia e vá aumentando.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 23:24, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  42. Ok, vamos la, estou confiante, um abraco

    ResponderExcluir
  43. É

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 23:27, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  44. AAAA, que pena Dr.!!! rsrsrs

    ResponderExcluir
  45. oi dr.sou do ceara, quanto a farinha de mandioca nao falar um alimento rico em fibras sem falar ar, gostaria da sua opniao.

    ResponderExcluir
  46. Obrigada doutor pela resposta
    Vou continuar testando,eh uma pena que aqui no Japao nao encontro bananas verdes,mas vou testar a da Bobs Red.
    Vou achar uma maneira de alimentar minha flora intestinal.
    Abs

    ResponderExcluir
  47. É preparada com calor, portanto amido comum. O polvilho doce é a melhor opção para amido resistente.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 02/03/2014 23:55, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  48. Eu comprei pelo Vitacost e gostei pois paguei com paypal e acho bem viavel o preco para manter sempre.Estou esperando chegar.

    ResponderExcluir
  49. dr, souto tambem a fecula e submetida ao calor na secagem ou to enganado,

    ResponderExcluir
  50. Dr Souto,
    Queria uma ajuda, faço Lchf a 3 meses e a duas semanas minha barriga está muito inchada. Será que o amido resistente ajudaria? Obrigada
    Michele

    ResponderExcluir
  51. A secagem no sol não influencia.Tem que ser acima de uma certa temperatura.
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 00:03, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  52. Com 2 semanas de uso, creio que sim. No início, MUITOS gases. Comece devagar.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 00:06, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  53. Muito obrigada pela resposta Dr Souto,
    Eu estava fazendo muito low carb e nem precisava emagrecer, esse acho que foi meu erro.
    Vou tentar com banana verde. E os gases são melhores do que ter a barriga inchada, parecendo que estou grávida. Rsrs
    Michele

    ResponderExcluir
  54. dr souto tenho 49 anos. e me cuido faço a dieta mais cabs minha glicemia em jejum nao pa ssa de 90.mais a hemoglobina glicada deu 6,3 como pode.

    ResponderExcluir
  55. dr, certo. gosto muito de castanha de caju mais quem nao gosta kkkk.venha ao ceara,

    ResponderExcluir
  56. dr souto. ja testei a glicemia em jejum en torno de 90.pois prandeal 100 a 115.

    ResponderExcluir
  57. Então a Hb glicada deve estar errada

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 00:46, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  58. As perguntas se acumulam em relação a este assunto, me desculpe!
    Ha 3 anos retirei a tiróide e desde então tomo Puran T4. Nestes anos, já consigo perceber as reações do meu corpo quando estou tomando hormônio demais ou de menos.
    Percebo que quando tomo 3 ou 4 colheres de sopa de fécula de batata em jejum, sinto como se tivesse tomando hormônio em excesso, quero dizer, tenho as mesmas reações.
    Não achei nenhuma informação a respeito de aceleração do metabolismo ou coisa parecida.
    Dr. Souto, o senhor tem alguma informação a respeito?

    ResponderExcluir
  59. Lembro de ter lido no freetheanimal.com que a temperatura corporal pode aumentar (maior gasto calórico?). Lembra o efeito do T3.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 00:51, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  60. Michele, eu fiquei assim no início da dieta porque ingeria queijo e manteiga. Basta eu cessar o consumo que perco 2kg a3kg e o tamanho da barriga volta ao normal

    ResponderExcluir
  61. Engraçado, minha barriga ronca feito doida com se tivesse com fome, mas não to afim de comer nada.........

    ResponderExcluir
  62. Dr. Souto, depois de dois meses do inicio da dieta, quero te dizer que a única fase da dieta que emagreci 1.600 Kg foi exatamente nos 7 primeiros dias quando, antes do café fazia um suco com 2 cenouras, 01 beterraba (todas cruas) 2 maças, 2 laranjas e 01 limao ( claro que dividia com meu filho e meu marido, cerca de 200ml pra cada um e tomávamos imediatamente após pronto). Eh bem verdade que so tomei isso no inicio porque já estava fazendo antes e tinha que terminar o que já tinha proposto. Como a low carb proibia, parei de fazer e na segunda semana em diante não tomei mais... bem, o que tenho pra lhe dizer eh que simplesmente não emagreci mais nenhum grama ... ate pensei em voltar a tomar mais minha disciplina rumo ao proposito não deixou e agora, vendo essa maravilha de postagem (homem iluminado o senhor heim Doutor), mais precisamente naquela lista em inglês, de amido resistente, achei que fez sentido, mas, e ai Doutor, o que o senhor acha desse suco. Sera que foi ele que ajudou a me emagrecer.

    ResponderExcluir
  63. Medo de ganhar peso com isso. No entanto, me parece fundamental a ingestão de AR. Isso poderia quebrar o platô? Onde encontrar bananas verdes, Dr? Muitas dúvidas aqui.

    ResponderExcluir
  64. Luiz,
    Valeu pela dica.
    Eu tirei o queijo, manteiga, creme de leite.... a 10 dias e não melhorou.
    Vou fazer exames para ver se não é outra coisa.
    Obrigada

    ResponderExcluir
  65. Pode ter sido, mas pode ter sido apenas porque todo mundo perde peso no início. Quem sabe vc tenta essa estratégia (repor AR e aumentar um pouco os carbs páleo)?

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 04:00, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  66. Na feira.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 04:45, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  67. Bom dia Dr. Souto! Por aqui a única fécula de batata que encontro é a que mando no link,( http://comersemgluten.webnode.pt/products/fecula-de-batata-globo/) os valores nutricionais médios por 100gr, são, hidratos de carbono 80gr. Não será muito é certo que não vou comer 100gr por dia mas estou ficando confusa. Outra pergunta, farinha de coco também é um amido resistente. Obrigado mais uma vez e peço desculpa da minha ignorância.

    ResponderExcluir
  68. Coco não tem amido de tipo nenhum.

    Da postagem:

    Amido resistente é um amido que resiste à digestão. Não quer dizer que é um pouco mais difícil de digerir. Nem que é absorvido mais lentamente. Nem que é um "carboidrato complexo". Quer dizer que RESISTE à digestão. Simplesmente Não conta como carboidrato para todos os efeitos. Seu comportamento é o mesmo de uma fibra alimentar.

    Amidos seguros é um conceito criado por Paul Jaminet, autor do excelentePerfect Health Diet, e significa amidos que não são tóxicos (exemplo de um amido tóxico é a farinha de trigo). Exemplo de um amido "seguro" seria a batata doce, ou o arroz branco. Amidos seguros não são tóxicos, mas elevam a glicose no sangue e elevam a insulina. Amido resistente NÃO eleva em NADA a insulina.
    do blog freetheanimal.com (esse amido é RESISTENTE, idiota!)
    Como vocês sabem, amido nada mais é do que um polímero de glicose. Na sua forma mais comum (o amido dos grãos cereais, por exemplo), é uma forma altamente eficaz de elevar o açúcar no sangue (mais do que comer açúcar diretamente de um açucareiro). Mas o fato de ser feito de açúcar não quer dizer muita coisa. Madeira é feita de celulose. Celulose é um polímero de açúcar, da mesma forma que o amido. A diferença é a estrutura química desse polímero. Se você comer serragem (celulose), isso não irá afetar sua glicemia. Pense no amido resistente das mesma forma: amido em uma forma química que o torna não digerível.

    4) O amido resistente não interfere com dietas cetogênicas. De acordo com os relatos de várias pessoas na blogosfera (inclusive a Patrícia Ayres, nossa colaboradora), o consumo de amido resistente puro não interfere de forma significativa com a cetose, nas pessoas que precisam ou desejam fazer uma dieta cetogênica. Mais uma prova de que realmente não é digerido, visto que só olhar para um quindim é capaz de retirar alguém do estado de cetose nutricional.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 08:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  69. Ok percebi! Aqui em Portugal quando vamos ao médico eles nem olham para nós é só passar receita, se fazemos uma pergunta nem respondem. O Sr. é incrível nem a meia hora que fiz a pergunta e o Sr do outro lado do mundo já esta respondendo, se eu contar isto ninguém vai acreditar. Bem sei que a internet nos leva a falar com todo o mundo, mas o que me refiro é há sua humildade e simplicidade como pessoa e médico que é. Parabéns e bem haja

    ResponderExcluir
  70. Obrigado Isabel. É o fascínio pelo assunto que me move. A graça não está em chegar no destino, mas jornada. É nessa área, não se chega nunca ao destino final.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 09:06, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  71. Qual a quantidade recomendada para comer arroz e feijão para quem quer emagrecer?

    ResponderExcluir
  72. Dr. mesmo do outro lado do mundo, vou pedir um favor, será que o Sr me dá uma olhada nos meus exames que fiz por ultimo, só peço uma opinião. É que qd vou no médico ninguém me diz nada, só esta tudo bem e venha cá daqui a 6 meses. Como disse tive cancro no intestino fiz 3 operações, sofri bastante mas tou viva e vamos levando a vida para a frente.

    ResponderExcluir
  73. Depende. Depois que vc já tenha limpado completamente a sua dieta (zero grãos, zero açúcar adicionado, etc), o uso de arroz parboilizado e feijão podem ajudar ou prejudicar (somos diferentes). Se eu fosse traçar um plano para alguém, eu faria Páleo low carb sem nada disso por 30 dias, com suplementação de amido resistente, e depois começaria a aumentar carbs aos poucos. E o feijão tem o problema da auto-imunidade.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 09:12, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  74. Oi Dr. Obrigada pelo artigo. Sensacional!
    Minha dúvida é sobre a biomassa de banana verde. Ajuda muito em diversas receitas, mas como precisa ser aquecida fiquei na dúvida. Ela perde um pouco de AR e se vc não aquecer na hora de confeccionar o alimento ela é boa para o consumo? É isso?

    ResponderExcluir
  75. Michele Fernandes3 de março de 2014 10:20

    Dr, então quem não quer emagrecer e não tem nenhum problema pode comer batatas? tipo um purê frio, ou batatinhas em conserva (aquelas de festa)??? Tb dá gases?? Muito obrigada por compartilhar conosco seus estudos. Estou viciada no assunto...rss

    ResponderExcluir
  76. Ok, muito obrigado por compartilhar todo o seu conhecimento!

    ResponderExcluir
  77. Sim, perde uma boa parte do AR ao aquecer. Mas eu sugiro fazer uma receita e testar a glicemia. É assim que se descobre.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 09:46, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  78. Se não der gases nos primeiros 14 dias, é porque algo está errado. Os gases são os fogos de artifício de uma flora em celebração.

    Não precisa comer frio. Precisa aquecer e resfriar para formar o amido resistente tipo 3. Depois. Pode aquecer de novo.

    Quem não precisa emagrecer sempre pôde comer batatas em páleo.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 10:20, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  79. este assunto é apaixonante. Cada vez mais tanto quanto me aprofundo.


    Porém, creio que algumas certezas e indignações tem que ser pensadas na perspectiva de quem é responsável por colocar o nome (assinar, endossar etc) nas recomendações nutricionais.


    Do ponto de vista de quem recomenda uma dieta genérica ou pirâmide alimentar, há de se ter MUITA certeza para implementar alguma mudança que afete a vida de milhões de pessoas.


    Por mais que os efeitos cumulativos deletérios do trigo e grãos estejam sendo cada vez mais mostrados e comprovados, a ideia vai precisar maturar algum tempo para ser refletida na pirâmide alimentar. Não é apenas uma questão política e de proteger a grande indústria. É muita responsabilidade para quem "assina" este tipo de mudança. Na questão da gordura, idem. Na questão do trigo em específico, uma questão a se pensar é como substituí-lo para BILHÕES de pessoas? Não estou dizendo que não seja possível, mas a transição deve ser feita com cuidado.


    O regulador não pode e não deve mudar rapidamente. As coisas precisam maturar. E no campo das ciências médicas/biológicas são poucas as certezas. Vide este último exemplo em relação à necessidade que temos de consumir carboidratos Páleo e, potencialmente, amido resistente.


    A visão QUASE consensual Paleo/LCHF há alguns meses atrás focava quase que exclusivamente na insulina e na carga glicêmica das refeições (ou, pior, no índice glicêmico dos alimentos isoladamente) e TODOS alimentos com carbs foram colocados QUASE que na mesma categoria de farinha de trigo e açúcar. Estar em cetose virou neura para muita gente. Contar carbs e por ai vai.


    Concluindo, meu ponto é que nossas indignações devem ser o motor para a mudança dos paradigmas de recomendações nutricionais, PORÉM não podemos entender toda a manutenção do status quo apenas do ponto de vista político/defesa do big business. Existe um nível de incerteza absurdo e mudar recomendações baseadas em temas incertos É MUITO COMPLICADO.

    ResponderExcluir
  80. Muito bem colocado.

    Mas o erro, 40 anos atrás, foi exatamente esse. Páleo não é uma moda nova. As diretrizes postuladas na década de 70 é que são. A humanidade NUNCA comeu low fat. Vivemos em meio a um desastroso experimento não controlado, que inventou uma nova moda (6-11 servidas de grãos e low fat), com resultados que lembram holocausto. Um dia isso acabará, e será lembrado como aquele breve período 50 anos no qual a humanidade interrompeu a forma sempre comeu, e permaneceu em estado negação. E não estou falando em comer páleo estrito, isso sempre será para pessoas mais interessadas. Estou falando simplesmente em não ter os grãos como base alimentação, e em reduzir alimentos processados.

    Uma coisa é eu ficar aqui conversando sobre meu deslumbramento com pequenos detalhes (mais raízes, menos raízes, mais carbs, menos carbs). Outra coisa é a inércia em reavaliar diretrizes que matam milhões todos meses.

    Houve pressa em mudar as diretrizes na década de 1970 quando obesidade, diabetes e síndrome metabólica eram pequenos problemas. Agora, que em virtude destas diretrizes essas coisas viraram a NORMA (afetam 2/3 dos adultos), há resistência à mudança. Há que mudar. Reconhecer os erros. Logo.
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 11:08, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  81. quanto à urgência atual, estou de acordo 500%.


    O meu ponto é que (e não vale apenas para este tema, vale para grandes mudanças em sistemas tributários, previdência, impostos, geração de receitas em grandes empresas): é maior que resistência à mudança. É maior que influência do big business.


    É medo/falta de coragem de mudar algo tão grande e que afeta tantas pessoas. Que tem que mudar, tem! Tenho certeza absoluta. E rápido. Agora, quem vai ter coragem de assumir o risco político/humano/econômico etc. é outra história....a inércia vence....e pagamos por isso! Infelizmente!


    O adoecimento por consumo incorreto de alimentos (grãos, trigo, açúcar etc.) "infelizmente" é gradual, cumulativo. Difícil para o cidadão comum perceber a relação entre uma coisa e outra.


    E o trabalho em mostrar estas relações (como seu blog e outros fazem) é essencial! Talvez a mudança não aconteça de cima pra baixo. Na minha opinião vai demorar demais. Muita gente vai morrer e/ou adoecer.


    Uma pergunta: um nutricionista que for contra as recomendações do Conselho de Nutrição, pode perder sua licença?

    ResponderExcluir
  82. Não duvido. É se acontecer, poderá apelar e usar os estudos científicos para se defender. E se for cassado mesmo assim, a justiça reverte com base nas evidências científicas. Mas quem quer passar por isso?

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 11:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  83. Vai aí uma citação da qual gosto muito: Hanlon's Razor: " Never attribute to malice that which is adequately explained by stupidity."

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 11:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  84. exato! os incentivos são para manutenção do status quo! Pra mim este é o diagnóstico mais preciso....a influência do big business e falta de conhecimento científico são peanuts perto deste ponto.

    Não sei se o sr. leu o paper "Diretrizes sobre o consumo de gordura" da SBC.




    Me dei ao trabalho de ler as 52 páginas. Para cada tipo de gordura tem um desenvolvimento do tema e uma conclusão/recomendação. O desenvolvimento do tema é cheio de pontos de interrogação e a linha de raciocínio é "A". Na conclusão/recomendação, eles parecem se esquecer de "A" e concluem "B".

    Segue o link:
    publicacoes.cardiol.br/consenso/2013/Diretriz_Gordura.asp

    É contra a lógica. A ciência está lá. É conhecida. Eles mesmos estão escrevendo isso. Só que na hora de concluir, "dá branco"??? É bizarro. Talvez esteja atrelado a esta falta de incentivos (ou sistema punitivo) para mudar o status quo.

    Como mudar? Levar resultados práticos da retirada do trigo e do açúcar ao grande público? Achar nutricionistas a fim de comprar a briga pra valer? Boa pergunta....

    ResponderExcluir
  85. Olá Dr. Souto,


    Estou pesquisando sobre o universo dos probióticos e dos pré-bióticos. Pensei em associar o uso desses dois. Então estou estudando sobre o Kefir + Amidos resistente, assim teria a fonte das boas bactérias e seu alimento, junção perfeita para flora sadia.

    Desde que li sobre a primeira postagem sobre flora intestinal me interessei muito.

    Acredito que sou um caso raro nesse universo da dieta paleo. Iniciei a dieta em outubro/2013, para melhorar a saúde, estou desenvolvendo tireoidite, e para perder uns 3 kg, malho pesado 3 vezes por semana, faço tiros de corrida. Não como nada de frutas, nem tubérculos, nem nada de outras fontes de carboidratos. Me alimento de suco verde (vários tipos de folhas verdes, beterraba, cenoura, limão pepino, canela, gengibre, hortelã), sem coar, portanto com muita fibra, ovos, carnes, leite de coco, café, raramente whey, só fujo com chocolate 85%. Porém ocorreu justamente o contrário esperado, eu ganhei quase 4 kg, e de gordura! De gordura mesmo, medida e avaliada, infelizmente...
    Hoje tenho barriga e o famoso pneuzinho, além dos culotes!!! E mais estranho, mesmo com tanta fibra, tenho uma prisão de ventre absurda, fico uma semana inteira se ir ao banheiro! Me sinto péssima.
    Mas como estou convencida que esta é a dieta mais saudável para o corpo estou tentando me adaptar a ela, mas não estou conseguindo, estou me vendo engordar a cada dia...
    Por isso iniciei a pesquisa sobre a flora intestinal assim que li no blog esse assunto.
    O Kefir parece muito interessante, porem há textos contraditórios quanto a sua quantidade a ser ingerida, sua absorção pelo organismo, sua forma de cultivo x os microorganismos desenvolvidos em cada uma das formas. Não sei se os organismos desenvolvidos pelo kefir na flora intestinal são os que serão benéficos para os tratamentos da obesidade/diabetes. Mas acredito que vela a pena pesquisar, não? O Kefir pode ser cultivado em leite animal, vegetal e água. Porem no leite animal tem o problema da lactose, mesmo sendo essa baixa, e a caseína, o laticínio piora muita minha constipação, além de não ser uma visão muito paleo, rsrsrs... já na água ele requer uso de açúcar mascavo/rapadura, o que eleva a glicose, talvez o melhor para o modo paleo seja em leite vegetal (coco, amêndoas), os textos dizem ser possível, mas não encontrei nenhuma referência de alguém que tenha cultivado desse modo. Mas também vi em um texto que seus probióticos morrem no processo de digestão, chegando muito poucos vivos no intestino.
    Portanto há um mundo meio nebuloso ao redor do Kefir, não há uma bibliografia de confiança a respeito para nos indicar as quantidades que devem ser ingeridas, assim como se eles realmente se perdem na digestão ou não. Mas acredito ser um campo fértil para pesquisa, uma vez que a fórmula: Probiótico + Pré-biótico, seria o popular: fome + mais vontade de comer + alimento (ainda)!!! Quem sabe não ajudaria a conseguir praticar essa dieta? E desvendar o mistério do pq ela não funciona para mim! Não gostaria de voltar a dieta antiga. O que será que ocorre comigo?
    Desculpe-me pelo texto longo, e muito obrigada pela oportunidade de expor meu caso e dúvidas.
    Abs,

    ResponderExcluir
  86. A estupidez pode ser o fator principal, mas duvido que a malícia não seja um dos driving forces do processo. Vemos a coca cola publicar estudos defendendo o consumo de açúcar, assim como aquele filme Obrigado por Fumar fazia com cigarro. Acho que a malícia deles ajuda a manter o status quo.

    ResponderExcluir
  87. Me desculpe Michele, eu não sabia. Em 10 dias já era para ter desinchado mesmo.

    ResponderExcluir
  88. Insisto na tese da "inércia" dos bons aliada a incentivos negativos para mudanças profundas. "Para que vou arriscar perder o que tenho"? É complicado....São muito poucos os que fazem isso...e dai as coisas mudam a passo de tartaruga...


    Alguém com visibilidade nacional poderia ajudar? Drauzio Varella?

    ResponderExcluir
  89. Ei li, e é bizarro.

    Bom, estou fazendo a minha parte - barulho pra caramba!


    Em 3 de março de 2014 12:01, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  90. hahahha....sim....isso está claro!

    ResponderExcluir
  91. A fibra insolúvel não ajuda muito o intestino, e muitas vezes atrapalha. A fibra que importa é a solúvel (oligossacarídeos inabsorvíveis) e amido resistente. E sim, o AR ajuda a proteger os probioticos do ácido do estômago - bela combinação.


    Em 3 de março de 2014 12:02, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  92. Obrigada, mas é quanto ao fato de eu engordar? Pode me ajudar? O q posso fazer para reverter?

    ResponderExcluir
  93. Guilherme Esteves3 de março de 2014 13:05

    Dr, quer dizer que o AR tipo 3 não irá se transformar em amido comum quando reaquecido? ele fica "estável'?

    ResponderExcluir
  94. Re-leia as postagens - a ideia é que melhorar a flora ajude nisso.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 12:52, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  95. É :-) Mas em compensação estará misturado com bastante amido comum.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 13:05, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  96. Guilherme Esteves3 de março de 2014 13:37

    poderia supor então que repetir este processo de resfriamento e reaquecimento, similar a uma pasteurização, tornaria o alimento cada vez mais rico em AR3?

    ResponderExcluir
  97. Doutor, a batata yacon (consumida crua) pode ser considerada uma fonte de amido resistente?

    ResponderExcluir
  98. Há perda de eficiência no processo

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 13:38, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  99. Oi Dr., pelo q está escrito acima posso considerar arroz parboilizado cozido como a 5a opção de amido resistente? Se sim, em q quantidade?

    ResponderExcluir
  100. Como uma opção para quem não faz low carb e está obtendo o AR na comida. Se quer manter a dieta low carb, o caminho é suplementar com AR sem carbs (fécula, banana verde).

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 13:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  101. Aqui estou eu lendo pela primeira vez sobre amido resistente,pois ainda não comecei a dieta paleo low carb...
    Fiquei um pouco confusa...tenho Sindrome do Intestino Irritavel(com constipação)...preciso inserir na dieta o amido resistente devido ao intestino?E qual seria a melhor opção?Grata

    ResponderExcluir
  102. Obrigada! Vou fazer isso e depois conto.

    ResponderExcluir
  103. Dr. Souto, dá uma olhada nesse estudo sobre a batata yacon. Fui ao supermercado mais cedo comprar banana verde e não encontrei, mas acabei trazendo pra casa a yacon. Ela é bem docinha, o gosto me lembrou o da pêra.
    http://periodicos.puc-campinas.edu.br/seer/index.php/cienciasmedicas/article/viewFile/584/564

    ResponderExcluir
  104. É possível que te ajude. Mas comece devagar

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 14:06, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  105. Mas seria o caso de colocar na dieta o amido?Ou nao teria necessidade?E qual seria o melhor amido,pois não entendi direito.

    ResponderExcluir
  106. Sei que é rica e pré-bióticos polissacarídeos.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 14:17, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  107. Siga os princípios básicos todos, que é o principal (eliminação total do trigo, etc). E coma uma banana verde diariamente.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 14:23, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  108. Ok.Muito obrigado Dr.

    ResponderExcluir
  109. Dr. Souto, nos blogs low-carb com viés esportivo (endurance) tive contato com um suplemento chamado UCAN SuperStarch. Pelo que entendi é um amido modificado de baixíssima absorção (Peter Attia fala que aumenta a cetose)... por acaso o Sr. teve algum contato ou relato com esse produto?
    Seria um amido resistente ou somente um amido "semi-resistente"?
    Este produto foi inicialmente desenvolvido para tratar uma doença raríssima chamada "Glycogen Storage Disease".

    ResponderExcluir
  110. Isso é muito interessante, mas é algo que não se obtém na comida.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 15:06, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  111. Kkkkkkkkkk!! Vou me jogar! Que venham os fogos!

    ResponderExcluir
  112. Dr. Já lei sobre a Biomassa de banana verde? Ela é primeiramente cozida e depois batida, mas os artigos dizem que o cozimento não tira a integridade do amido resistente no caso de banana verde. Seria uma saída para que durasse mais tempo. Uma vez que achar banana verde não é fácil, e mesmo quando encontramos e elas amadurem muito rápido!

    ResponderExcluir
  113. Teste com um glucosímetro e me conte. E na geladeira fica verde.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 15:41, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  114. Patrícia, sem querer me meter mas já me metendo, você já tentou fazer uma paleo com consumo moderado de carbs (100g)? Muitas mulheres acabam sofrendo disfunções hormonais quando praticam very lowcarb durante muito tempo. Minha experiência é que quando consumo abaixo de 50g meu peso fica totalmente travado e muitas vezes aumenta e é gordura!!! Meu metabolismo fica totalmente alterado. Tenta ler sobre modulação hormonal e lowcarb para mulheres. Desculpa aí a intromissão...

    ResponderExcluir
  115. olá Daniela, que isso, pode intrometer a vontade! toda ajuda é bem vinda! tenho dificuldade de saber como obter 100gr de carboidrato, tenho medo de passar da conta, rsrsrs... como sabe q come esse tanto? como é sua alimentação? pode ajudar nisso? Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  116. Oi Jussara! Me explica isso que vc voltou a comer, comer o que? Frutas e tubérculos ? Estou há um mês na paleo e não vejo diferença na balança, o que fizeste para emagrecer! Obrigada bjs

    ResponderExcluir
  117. Gabriela de Paula3 de março de 2014 16:24

    Olá Dr ! Meu gastro me diagnosticou com a síndrome do intestino irritável, e pelo fato de eu não te mais vesícula ele me orientou a não comer coisas gordurosa de origem animal.

    Tenho várias dores no intestino e fiquei muito animada com esses artigos! Vc acha que pode me fazer mal se eu inserir o AR na minha dieta? Acha que é recomendado para quem tem essa síndrome do intestino irritável?



    Obrigada, e parabéns por dar esperança, pq ninguém descobre a causa dessas dores.

    ResponderExcluir
  118. Muito obrigada pela informacao! Otimo texto! Eu tenho uma pergunta, a banana verde eu sei que pode ser qualquer tipo, mas ja li em algum lugar, nao me lembro aonde que temos que comprar banana na feira pois as que sao vendidas no supermercado ja foram induzidas a um processo de amadurecimento (mesmo ainda estando verdes por fora). Isso eh verdade? Eu moro fora do pais e eh nao acho banana verde (sem ser no supermercado) tao facil apenas na feira que tem no final de semana.
    Obrigada desde ja.

    ResponderExcluir
  119. Você conhece o fatsecret? http://www.fatsecret.com.br/ No começo ele dá uma boa ajuda para aprendermos as quantidades de carbos e de alimentos ideais para nós. Eu como todo dia uma fonte de amido (não resistente) geralmente à noite porque durmo melhor (tapioca, macaxeira, batata doce, inhame). Para outras pessoas que lerem aqui NÃO CONSUMO ISSO COMO FONTE DE AR E SIM DE AMIDO MESMO!

    ResponderExcluir
  120. Olá Dr. Souto,

    Sei que o Senhor ouve/ ler
    muito isso - Parabéns pelo site- mas não posso me furtá-lo de fazê-lo, para ser breve, só digo que o site mudou minha vida- 9 kg a menos e o gás aumentado no Jiu-Jitsu.
    Mas o motivo do contado é o do título acima, pois minha esposa recorrentemente toma antibióticos para combater a bactéria, mas no entanto ela recorrentemente apresenta infecção urinária. Nos exames feitos recentemente apresentou 200.000 UFL/ ml, não sei o que é isso, mas ela quer ir em qualquer médico para que ele receite algum antibiótico. Só que depois de ler os artigos sobre a biota microbiana vi a importancia de algumas bactérias e o efeito nefasto que os antibióticos podem causar, daí peço a ajuda, o que devo fazer? Se eu morasse aí em Porto Alegre tudo ficaria mais fácil, mas moro em Goiânia. Como estamos pensando em ter filhos em breve, e vimos que tal bactéria apresenta riscos para a gravidez estamos meio preocupados.

    Abraços e desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  121. Estou testando uma receita de sorvete de banana verde. Quando eu conseguir determinar as quantidades corretamente acho vai ficar ótimo, mas meu estoque para testes "amadureceu", se é que me entendem...
    Dr. Souto, a banana congelada mantém as propriedades, correto?

    ResponderExcluir
  122. Meirelane, coma abacate, óleo de coco, leite de coco, coco ralado, cacau, manteiga, nata, café ou chá com manteiga - ajuda muito a calar a barriga!

    ResponderExcluir
  123. Obrigada Patrícia
    Que ruim isso, ontem perdi o sono, por isso hoje diminui na quantidade, na verdade não é fome, vou seguir suas dicas obrigada

    ResponderExcluir
  124. 'Carlos Fernandes3 de março de 2014 19:24

    Aqui em Portugal encontrei esta fécula de batara sem gluten, será que é boa? abraço

    ResponderExcluir
  125. Deve ser, faca faça o teste com o glucosímetro

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 19:24, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  126. Oi Dr.Souto

    Ja viu?O senhor foi citado no Freetheanimal

    http://freetheanimal.com/2014/03/mostly-resistant-starch.html



    :)

    ResponderExcluir
  127. Eu vi :-)

    Às vezes me assusto com esse blog. Virou uma máquina. O que eu escrevo, repercute!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 19:30, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  128. 'Carlos Fernandes3 de março de 2014 19:35

    Sim vou experimentar depois digo algo. Obrigado por responder admiro muito o seu trabalho desde começei a fazer paleo, apesar de não ser obeso, tenho o corpo muito mais seco e a mente mais clara. :)

    ResponderExcluir
  129. Poucos nutricionistas estão dispostos a brigar pra valer...medo impera...eu já to no meio do tiroteio...o q tenho medo é de manter as mesmas ideias ultrapassadas enquanto a populacão fica cada vez mais doente...

    ResponderExcluir
  130. Michele Fernandes3 de março de 2014 20:13

    ahahaha....aqui está pior que o ano novo em copacabana....rsss....a batata é pro meu marido....eu estou firme na fécula. Aliás vai fazer um mês já.....ainda tenho gases.....é normal tb?

    ResponderExcluir
  131. Se estiver demais, bata reduzir a dose

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 20:13, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  132. Essa é a ideia

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 03/03/2014 20:22, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  133. Doutor. Acabei de comprar a fécula de batata da Yoki. A questão é se há algum momento específico do dia para ingerir as 4 colheres. Deve ser em jejum, ou após as refeições? Ou pode ser quando eu quiser?

    ResponderExcluir
  134. Mais uma dúvida: qual a porcentagem média de AR em cada 100g de polvilho doce? Não encontrei informação sobre isso. O indicado são 30g/dia de AR, dessa forma preciso ingerir quanto polvilho doce para atingir esta quantidade?

    ResponderExcluir
  135. Dr. Souto, a suplementação com inulina teria o mesmo efeito do consumo de amido resistente? Digo isso porque tenho dificuldade no consumo de banana verde, pois retirei os laticínios (então não tem o iogurte pra descer junto, hehe), e a fécula e o polvilho me desanimaram por conta da possibilidade de contaminação com glúten. Em tempo: tenho Metamucil em casa, mas o danado tem maltodextrina junto, te contar!

    ResponderExcluir
  136. Ótimo. É uma receita fácil que vi no YouTube, mas modificada para low-carb.
    Para quem quiser me ajudar com os testes, são só 3 ingredientes: banana verde congelada, whey protein de baunilha e um pouco de iogurte integral (acho que pode ser leite de côco ou mesmo kefir, pra quem preferir). Basta misturar tudo no processador (ou liquidificador) e está pronto! Fica no ponto de sorvete mesmo (não pode colocar muito iogurte).
    Vou tentar seguir a idéia do Dr. Souto e colocar uma banana madura pra ver se fica bom...

    ResponderExcluir
  137. Banana madura congelada (sem casca) e depois batida no liquidificador já vira uma musse maravilhosa!

    ResponderExcluir
  138. Ola Vico,


    Penso que vc pode distribuir em 2 'tomadas'. Não precisa ser em jejum. Quem faz em jejum é quem está medindo a glicose, para experimentações.

    ResponderExcluir
  139. Patrícia, nesse caso o whey de baunilha é só para tirar um pouco do gosto da banana verde. Se der certo colocando uma madura junto talvez nem precise do whey. Mãos à obra! :)
    Para essa receita o objetivo é deixar um pouco mais dura que a musse.

    ResponderExcluir
  140. Muito obrigado, patrícia.

    ResponderExcluir
  141. Eu creio que não precise do whey. E ainda arriscaria bater com cacau em pó (100%). Faço musse de chocolate assim: bato a banana congelada com cacau! Se voltar pro congelador, vira sorvete. Experimente e conte pra gente! ;)

    ResponderExcluir
  142. Contarei, mestra. :)

    ResponderExcluir
  143. kkkkk - Mestre é só o Dr. Souto! Sou a penas uma aprendiz!!

    ResponderExcluir
  144. Maizena é amido de milho, e milho não é paleo.

    ResponderExcluir
  145. só pra entender melhor: o arroz parboilizado consiste em fazer o arroz normalmente, depois leva-lo a geladeira (ou conegaldor?) e depois apenas esquentar pouco antes de comê-lo?


    Ou deve-se comprar o arroz parboilizado? (cada lugar falam algo...)

    ResponderExcluir
  146. Compre o arroz parboilizado. Prepare e deixe na geladeira. Para consumir, aqueça.

    ResponderExcluir
  147. Ok, obrigada!

    ResponderExcluir
  148. Dr. Souto, o que acredita que possa resultar da associação de AR + inulina? Pode ter resultados positivos, ou é somente um exagero nutricional, ou ambas as substâncias não teriam um "casamento" feliz?

    ResponderExcluir
  149. Dr, boa noite... Vi que o sr falou a respeito da solanina presente na batata, fui ler o link da wikipedia e lá estava dando o exemplo da batata e tb do tomate... Gosto mto de tomate e tenho comido qse todos os dias... Devo evitar?

    ResponderExcluir
  150. André, muito obrigada, estou lendo tudo do link que me enviou! valeu!!!

    ResponderExcluir
  151. Ok, vou procurar um amido preconizado. É porque moro fora e aqui não encontro das marcas citadas, mas vou procurar marcas locais.

    ResponderExcluir
  152. Direto ao assunto. Eu já sou mais radical e acredito que trata-se de caso pensado! Isto mesmo caso planejado e em execução. E sem essa de teoria da conspiração, como dizem os comunistas de plantão. O caso é que a nova ordem mundial como disse o Bush pai, está querendo diminuir a população mundial de 7 bilhões de pessoas para pouco mais de 500 milhões. Mas isto não é fácil, estavam gastando bilhões de dólares em pesquisa de genéticas para destruição seletiva, mas como esta turma é boa de contas e de malandragem, logo perceberam que quem deveria pagar a conta seriamos nós, as vítimas, daí começaram na mídia que é deles, divulgar o contrario, o que faz bem passou a ser mal e o que faz mal passou a fazer o bem. Assim passamos a consumir o que faz mal e começamos a ter medo do que faz bem. Como eles, através da ONU, ditam as regras, os médicos, nutricionistas etc... já saem das faculdades convictos de que o certo é o errado, daí seguem os ditames da OMS e passam a ser professores do errado, na certeza de que é o certo. Resultado, povo doente, enchendo os hospitais, colocando a sua certeza de que o politico A.B ou C poderia tirar a população do caus hospitalar, quando o problema é a quantidade de doentes e não de médicos, mas isto gera ganhos políticos. Ainda com este monte de doentes sustentamos a industria farmacêutica que, não por acaso, pertence aos inventores da Nova Ordem Mundial, então consumimos o que não devíamos por indicação da mídia, que é deles, ficamos doentes, é consumimos remédios que são deles, morremos antes do tempo, controle populacional, como quer o Bill Gates, um dos membros do comitê da nova ordem mundial. Acho que o menor culpado neste paradigma seja o mercado, pois ele se adapta, se consumimos coisas boas ou más, o mercado sempre estará ai para supri-las... Mas o que realmente está por detrás do que não entendemos é isto, estão nos matando e ainda temos que pagar a conta! Desculpem-me o texto grande....

    ResponderExcluir
  153. KKKKKKKKKK.... Gostei... Afastará os pernilongos, rss rss.
    A banana verde tem ambas as substâncias, certo?

    ResponderExcluir
  154. Muito bom André, não tinha lido ainda, obrigada!

    ResponderExcluir
  155. Ola Patricia, E sobre o seu consumo de água (boa) e caminhada? O quanto você consome de água? você caminha? Leia alguma coisa sobre Sal Amargo... Malhar pesado pode colocar o seu metabolismo lento, caminhar pode ser mais indicado para a constipação, comer mais gordura que proteínas também ajuda. Perdi mais de 50 kg e o que percebo é que perco mais gordura abdominal, justamente quando como mais gorduras.

    ResponderExcluir
  156. Ok, obrigada! Vou ver se acho o parboilizado. nunca vi por aqui... mas em casa de diabéticos e produtos naturais deve ter. Nem sou mt fã de arroz, mas quero meus pais comendo AR de algum jeito hahaha

    ResponderExcluir
  157. Michele Fernandes4 de março de 2014 10:14

    Dr, sempre que comemos algo e dá muitos gases significa que estamos alimentando as bactérias?

    ResponderExcluir
  158. Sim


    2014-03-04 7:10 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  159. O parboilizado ocupa uma prateleira inteira de qualquer supermercado.


    Em 4 de março de 2014 08:54, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  160. Paulo, tenho tomado bastante água e chá, tinha parado com as caminhadas mas retomei nesse carnaval, e mandei fazer um probiótico com 7 tipos de bacilos, vamos ver se melhora não só a constipação como também se eu começo a perder gordura ao invés de ganhar! qto de gordura vc consome? Eu uso muito óleo de coco, pra fazer os ovos mexidos de manhã, no café, tomo na colher, uso umas 4/5 colheres de sopa por dia. Isso fora o azeite, e a gordura natural das carnes. Acha que preciso aumentar esse consumo? Uso manteiga também, para variar o gosto.
    Além de comer castanhas e abacate, como um avocado por dia! Muito obrigada pela ajuda!!!!!

    ResponderExcluir
  161. Sim. Mas vc pode estar alimentando a sua própria gordura também, se for uma fonte de amido resistente que tenha muito amido comum e/ou açúcar tamabém. Por isso o esforço de achar fontes de amido resistente que não sejam ricas em açúcar e amido comum.


    2014-03-04 10:14 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  162. Bom dia, Dr. Souto! Mais uma vez, muito enriquecedor o seu texto; aliás, as suas publicações. A trilogia, por inteiro, esclareceu muitos pontos obscuros ainda na alimentação paleo. Parabéns! Sobre o amido resistente, eu fiquei com duas dúvidas: 1 - Estando a pessoa magra, saudável e com uma alimentação paleo num tempo razoável (pelo menos, 6 meses), haveria razão de suplementar com o amido resistente? É que, se a pessoa está com uma alimentação paleo há um bom tempo, presume-se que a flora intestinal dela já está boa, não havendo, penso eu, motivos para a suplementação. 2 - Sendo a resposta sobre a pergunta 1 positiva, só restaria, talvez, a necessidade de suplementação do amido resistente em um dia que a pessoa soubesse que iria fugir da dieta? (eventual aniversário, festa de casamento etc.?) Eu não costumo fugir nem nessas ocasiões, mas, caso acontecesse, seria bom já ter um plano "B" engatilhado. Abraço, Christian.

    ResponderExcluir
  163. Releia a postagem - de todos os benefícios que eu citei ali, emagrecimento nem consta na lista. É para a SAÚDE. Talvez (TALVEZ) ajude a emagrecer. Mas quem é magro e páleo pode muito bem comer isso na dieta, como eu disse.

    Em 4 de março de 2014 10:34, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  164. Dr. Souto, Reli todo o texto. Para mim, essa citação é clara nesse sentido:

    "Version:1.0
    StartHTML:0000000167
    EndHTML:0000000671
    StartFragment:0000000452
    EndFragment:0000000655




    P { margin-bottom: 0.21cm; }

    Em
    resumo, eis o que sabemos sobre os benefícios da suplementação com
    amido resistente:

    Version:1.0
    StartHTML:0000000167
    EndHTML:0000000626
    StartFragment:0000000452
    EndFragment:0000000610




    P { margin-bottom: 0.21cm; }

    Aumenta
    a oxidação de ácidos graxos (queima de
    gordura);"

    Por outro lado, todos os outros benefícios citados são alcançados/mantidos naturalmente porque faz uma dieta paleo. Por isso, a minha dúvida sobre a necessidade de suplementar com amido resistente. Mal à saúde não vai fazer, mas é imprescindível para quem já faz a dieta paleo há tempos? Essa é a questão.

    ResponderExcluir
  165. Não é essencial. Mas é um monte de benefícios, e não é com suplementos artificiais. Afinal, fécula de batata é COMIDA. Banana verde idem. Eu não tenho nenhum problema de saúde, e estou suplementando. E, depois de descobrir que eu tolerava mais carbs suplementando, estou mais liberal com frutas e raízes. E isso me ajudou a dormir melhor e a comer mais variedade. Só benefícios. It's up to you.


    Em 4 de março de 2014 11:01, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  166. Aqui em Portugal chama-se arroz vaporizado :) também é uma prateleira!

    ResponderExcluir
  167. Óptima ideia Patrícia. Vou experimentar com alfarroba em vez de cacau :)

    ResponderExcluir
  168. Lembrando que alfarroba é carbo e tem gosto ruim, e que cacau é gordura e gosto bom.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 04/03/2014 14:31, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  169. Dr. quais raízes e frutas você costuma consumir e como as prepara?

    ResponderExcluir
  170. Um novo aquecimento não transforma o amido resistente em amido comum novamente?

    ResponderExcluir
  171. Sempre faço esse sorvete de banana, vou fazer o teste com uma banana verde e outra madura, assim minha consciencia fica mais tranquila ao me deliciar :D

    ResponderExcluir
  172. maizena eu só uso pra limpar e desembaraçar os pelos dos meus cachorros kkkkk

    ResponderExcluir
  173. Vou iniciar uma planilha para coletar os meus níveis de glicemia para depois compartilhar aqui, sou diabético tipo II e não faço mais uso de medicamentos. Iniciarei fazendo uso de fécula de batata comprada a granel (eu sei, eu sei).. Vai servir para teste, qualquer problema eu relatarei e mudarei a fonte. Os dados serão reunidos da seguinte forma: Em jejum e 60 min após ingerir 2 colheres de AR; pré-prandial, ingerir mais 2 colheres de AR, pós prandial 60 min e pós-prandial 120 minutos.
    Hoje faço LCHF (80 g de carbos) meus níveis variam de dia para dia e oscilam entre 95 e 145 mg/dl (medida feita às 17h - 5 horas após o almoço). Ja tive um epsódio de hipoglicemia após 2 dias sem comer carbos (sem hortaliças ou outros - somente ovos, manteiga e salmão cru, café e nata).
    Espero contribuir de alguma forma com esta "pesquisa" solicitada pelo Dr. Souto. Sugestões são bem vindas.

    ResponderExcluir
  174. quanto tempo o cozimento leva pra acabar com o AR? se ficar "mal passada" ainda vale??

    ResponderExcluir
  175. Bruna Carvalho Menezes4 de março de 2014 17:14

    Posso depois de um tempo consumindo..comer umas 3 vezes por semana...está bom??

    ResponderExcluir
  176. Ótimo, doutor! Bons argumentos!! Vou ver se faço um teste com a banana verde!! Obrigado pelos esclarecimentos.

    ResponderExcluir
  177. Alguém tem uma dica para evitar a sujeira que o polvilho doce faz quando tenta fechar a embalagem? Aqui voa polvilho pra todo lado.

    ResponderExcluir
  178. Nesse caso, do amido retrógrado,não.

    ResponderExcluir
  179. Abre na pia

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 04/03/2014 17:52, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  180. Oh Dr., matou o meu romance com a alfarroba :) Não que me importe de usar cacau! Aqui, em Portugal (sobretudo no sul do país, onde a alfarrobeira tem maior implantação), a fruto é apreciado (a doçaria regional do Algarve é exemplo disso). O gosto é culturalmente construído...e a indústria alimentar "alternativa" tem vindo a fazer o seu papel para convencer o consumidor que alfarroba é mais saudável que cacau...

    ResponderExcluir
  181. A que eu tenho em casa é essa marca :( ainda bem que li todos os comentários antes de comer!

    ResponderExcluir
  182. aqui tem mais mercados q super mercados hahaha maaaaas acho q vou encontrar sim. agora tem um 'grande', de uma rede, aqui hahaha

    ResponderExcluir
  183. Gustavo Campos de Azevedo4 de março de 2014 22:13

    O post fora de série, parabens DR!
    Eu fiz a dieta do Ferris um tempo, antes de seguir a paleo, e me dei muito bem comendo feijão e lentilha, mas não em excesso.
    Acredito que, se não tivesse seguido essa abordagem no início (antes de frequentar o blog) dificilmente teria conseguido melhor exito na adesão paelo.
    Embora não seja ciência convencional, admiro o trabalho do TIM pelo caráter empírico. Tudo bem, tem muito marketing ali, mas livro 4hc me ajudou muito (na parte da alimentação). E desmistifica muita coisa sobre alimentação e exercício. O livro novo também é bom
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  184. Gustavo Campos de Azevedo4 de março de 2014 23:24

    Aguardando post sobre leguminosas...heheh páscoa?

    ResponderExcluir
  185. Na minha casa a gente guarda esse tipo de coisa em potes de vidro de boca larga (despeja o conteúdo dentro); eu acho mais prático.

    ResponderExcluir
  186. Olá Dr. Sei que existem simbióticos disponíveis no mercado. É indicado se utilizar desses medicamentos, fim de acelerar a recolonização com seres do bem?

    ResponderExcluir
  187. Patricia, eu como o mínimo de carboidrato, apenas os das folhas. Meu consumo de açúcar é somente os das folhas. O único chá que uso de vez em quando é o chá verde sem açúcar. Como abacates e nenhuma fruta, nenhum grão, nada de leite e derivados, apenas manteiga, nada de soja, e nada de linhaça, já que não como grão algum. Minha carne é feita em churrasqueira e dou preferência às carnes gordas, picanha, costela, cupim onde como primeiro as gorduras e depois a carne, gosto de comer junto com a carne bovina um pouco de rúcula e cebola. O dia que como mais frango, ai uso mais o óleo de coco e a manteiga. Repito no jantar o mesmo que no almoço, não me alimento fora do café da manhã do almoço e do jantar... Se fico com fome entre estas refeições percebo que a refeição anterior teve pouco percentual de gordura e faço a correção na próxima vez que repito-a. A função da gordura é justamente esta, fazer com que você não tenha forme. Muitas vezes não janto por falta de fome. Como 3 ovos fritos na manteiga ou óleo de coco todos os dias pela manhã. Caminho de 10hs às 12hs para pegar sol, ele desintoxica e ajuda nos processos inflamatórios. Como apenas carnes e folhas, qualquer carne, boi, frango , peixe, porco. Mas a quantidade de vezes maior é para carne bovina.


    Espero ter ajudado. Estude o Sal amargo e suas propriedades, pode ser útil para você.

    ResponderExcluir
  188. Tb é ótimo para previnir assadura em bebês...

    ResponderExcluir
  189. Dr. Souto, muito interessante o artigo e admirável a sua "flexibilidade". Sem dogmas!
    Depois de ler os três artigos, comecei ontem a suplementação com o povinho doce, começando com uma colher de sopa cheia, diluída em água com o uso de um mix vertical. O sabor é neutro, portanto não tive dificuldade para tomar.
    Tomei porque confiei nas informações sobre o fato de alimentar as boas bactérias, entretanto, queria saber quais devem ser as expectativas com o uso, além do efeito da flatulência, é lógico. Deve se esperar emagrecimento? Redução de medidas? Melhora na saúde? Diminui ou acaba com a inflamação crônica? Pergunto isso porque quero saber que sintomas devo ou espero observar.
    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  190. O emagrecimento é a única coisa que não garanto. Mas o resto não há dúvida.
    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 05/03/2014 09:56, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  191. Prezado Dr. Souto

    Acompanho o site há quase 6 meses e nesse período perdi cerca de 40 kg. Passei de 138 a 98kg. No entanto, com muita restrição de carboidratos. Moro no Amazonas e pra nós daqui de cima a TAPIOCA é como se fosse o pão. É comum comermos no café da manhã. Achei que fosse ver no tópico de amidos algo sobre a TAPIOCA. Pode abordá-la? Ah, obrigado pelo bem que me fez.

    ResponderExcluir
  192. Dr., como te contei em outra postagem antiga sobre inflamação, estou com o PCR altíssimo sem qq sinal de outro problema de saúde, nem infecção, nem nada. Recomendado por você, comecei a suplementação com fécula 1cs, da YOKI. Tomara que não esteja contaminada com glúten; apesar de não ter indício de DC, eliminá-lo me trouxe benefícios em termos de saúde.

    Aumentando semanalmente a dosagem, até chegar às 4cs, posso repetir o exame e esperar redução? Ou é muito tempo de espera para repetir o exame?

    ResponderExcluir
  193. Thiago, como leitora, meu pitaco.

    TAPIOCA é somente amido comum. E, seguro, arrisco classificar, junto à batata doce e arroz, agora sabemos, sendo o parboilizado melhor que o branco.

    Não sei qual tua pretensão em termos de saúde e emagrecimento, mas seria interessante tu utiliza-la num refeed LIMPO (dia de lixo, por assim dizer, quando não há nada de sujeira, somente alto consumo de alimentos SEM GLUTEN e pouco processados), mas não sou expert nesse assunto, não tenho feito, mas ´penso em ser uma maneira boa de dar uma acordada em platos de peso; ou ainda consumir pré/pós treinos, e nessa área não posso opinar, tem gente aqui perito no assunto, uma vez que dependendo dos exercs que fazes, consumir carbos seguros podem melhorar a performance.

    Enfim, parabenizo pelo emagrecimento. Resultado MUITO bom!
    Para podemos ajuda-lo mais, conte-nos como é esta ' muita restrição de carboidratos ' que mencionas, se fazes paleo, cetogênica, lchf com ou sem industrializados, rotinas de exercs, etc; além da sua caminhada daqui pra frente.
    Assim todos podem ter ideia melhor como queres e podes utilizar a tapioca, que eu ADORO, diga-se de passagem.

    ResponderExcluir
  194. Ahhhh, continuando.

    Comecei a suplementação ontem, tenho SOP por RI e tomo 1,5g Metformina XR/dia, sendo classificada na teoria como pré-diabética tipo 2. SOP abrandando, peso diminuindo, mas necessidade do medicamento ainda é defendida pela endocrino.

    Não tenho glucosímetro no momento. Como posso contribuir para os relatos? Devo observar algo em especial?

    ResponderExcluir