domingo, 6 de julho de 2014

Jornal Zero Hora - Chegou a Hora de Absolver a Gordura

Jornal Zero Hora de hoje, com bela matéria, assinada por Vivian Eichler, inspirada pelo livro The Big Fat Surprise, de Nina Teicholz, e pela capa da última revista Time.

Os PDF's da reportagem podem ser conferidos clicando nas imagens abaixo (a íntegra do texto está mais abaixo):




Não comprou o livro ainda? Esperando o quê??


Revista time (clique na imagem para ler a matéria):


Texto integral da matéria:


Hora de absolvê-la?

Gordura saturada pode não ser a inimiga do coração que a medicina condenou

A ciência tem apontado, e mais e mais médicos têm acatado: a gordura pode ser inocentada por falta de provas

06/07/2014 | 07h01
Gordura saturada pode não ser a inimiga do coração que a medicina condenou Fernando Gomes/Agencia RBS
Gordura saturada, presente sobretudo em alimentos de origem animal, estaria ligada ao acúmulo do "mau colesterol"Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS
Com o canudo de Medicina em mãos, o cardiologista Flavio José Kanter saiu da faculdade, em 1969, munido para a trincheira de combate à gordura saturada. Inimigos do coração, bife, ovos, banha, manteiga e leite integral ameaçavam tanto ou mais a engrenagem vital do que sal, fumo e preguiça.
Fazia oito anos que a American Heart Association e o National Institute of Health, nos Estados Unidos, haviam declarado guerra a esses elementos vistos como causadores de metade das mortes de americanos. A ordem era extirpar a carne vermelha, aniquilar o bacon, banir a nata. Até o então presidente Dwight Eisenhower, que sofreu o primeiro infarto em 1955, entrou para a história da medicina como um porta-voz da guerra ao colesterol (o fato de que fumava quatro maços de cigarro por dia era apenas um parêntese). Assim, a batalha diária contra os alimentos entupidores de veias formou gerações de especialistas e fixou-se à sabedoria popular.
Coma, no máximo, gordura vegetal. Prefira sempre a margarina à manteiga, repetiu Kanter à exaustão, seguindo à risca a cartilha. Repetia. Não repete mais. Ele perfila-se em um batalhão cada vez mais robusto de críticos à vilanização das gorduras saturadas. O fenômeno borbulha pelas laterais da medicina e da nutrição há uma década e ganhou corpo com a publicação de artigos em prestigiadas revistas científicas este ano.
Também turbina essa discussão o livro da jornalista investigativa Nina Teicholz,The Big Fat Surprise: Why Butter, Meat and Cheese Belong in a Healthy Diet (A grande surpresa da gordura: por que manteiga, carne e queijo pertencem a uma dieta saudável, Simon & Shuster, lançado em maio nos EUA, sem edição em português). Com resenhas positivas na The Economist e no Wall Street Journal, a obra serviu de base para uma reportagem de capa em junho na revista Time – uma espécie de farol para o tema desde 1961.
– Vivemos décadas baseados em teoria, mas nunca foi comprovado o que se dizia a respeito das gorduras – afirma o agora veterano Kanter, do corpo clínico do Hospital Moinhos de Vento.
Ele só criou coragem e assumiu sua convicção há três meses em um artigo publicado em ZH e sabe que a maioria de seus colegas não pensa dessa forma. Maturou a ideia durante uma década, motivado pelos nove quilos que perdeu comendo sem restrições de gordura – exceto as trans – e colocando o corpo em movimento. Kanter acredita que a maioria das pessoas pode ingerir 30% das calorias diárias de gordura saturada. É o equivalente a cerca de seis colheres de sopa de manteiga, mas três vezes mais do que preconiza a Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Desde 1970, os americanos cortaram 11% do consumo de gordura saturada, mas aumentaram em 25% o de carboidratos. Mesmo assim, a incidência de obesidade e doenças cardiovasculares cresceu, o que desperta a dúvida: e se o problema não estiver no omelete com bacon pelas manhãs? Esse é o ponto de partida do livro de Nina – inspirado no trabalho do jornalista científico Gary Taubes, autor de artigos críticos publicados no The New York Times e na revista Science e do livroGood Calories, Bad Calories (Alfred A. Knopf, 2007), referência para dietas ricas em gordura e de baixo carboidrato. Durante nove anos, Nina escarafunchou até as notas de rodapé de estudos históricos e listou contradições em suas metodologias.
– Cientistas perceberam que deveriam revisar a ciência. Nessas revisões, concluíram, como eu concluí, que as evidências para condenar a gordura saturada não existem – disse Nina a ZH.
Um desses trabalhos de revisão foi liderado pelo epidemiologista cardiovascular Rajiv Chowdhury, da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, publicado em março na revista Annals of Internal Medicine. Utilizando o método de metanálise, a equipe revisou 72 pesquisas realizadas com 600 mil pessoas em 18 países e não encontrou evidências para sustentar recomendações de restrição extrema a esses lipídeos.
Por e-mail a ZH, Chowdhury conta que o estudo foi realizado porque, após tantos anos de esforços, a associação entre ácidos graxos e risco de doença coronária permanecia obscura, com trabalhos de resultados conflitantes.
Segundo o pesquisador, a gordura saturada definitivamente eleva os níveis de LDL no sangue (o "mau colesterol"), associados a doenças. Mas não da forma como se pensava. Há evidências de que eleva subpartículas menos prejudiciais do LDL, e não as subpartículas "realmente más" – uma constatação que se origina em pesquisas dos anos 1980, do professor Ronald Krauss, da Universidade da Califórnia em Berkeley, mas que requerem mais testes.
A tendência é, também, não mirar nas gorduras saturadas de forma generalizada, já que cada tipo poderia estar associado a maior ou menor risco de doenças.
– Nossas conclusões não devem servir de carta verde para comer gordura saturada. Há grandes estudos em progresso e que deverão oferecer esclarecimentos definitivos em um futuro próximo. Por enquanto, recomendo prudência e distância da carne vermelha – alerta Chowdhury.
Na Capital, com a serenidade de seus 68 anos, metade deles auscultando corações, Kanter resume o sentimento de apreensão que perpassa pelo seu consultório.
– Precisamos ter humildade para reconhecer. Comparo esta mudança à que Galileu vivenciou quando comprovou que a Terra girava ao redor do Sol. É tão forte, que ainda tenho dificuldade de encará-la – afirma.
Trata-se de uma guerra com inimigos ainda desconhecidos.

Sai um problema, entra outro

Não é de hoje que espocam contradições na seara nutricional. O exemplo clássico é a gema do ovo, que de estricnina na veia passou à condição de elixir
– rico em colesterol in natura, pouco absorvido pelo corpo, e com propriedades nutritivas que o colocam como alimento fundamental, por exemplo, para o desenvolvimento cerebral de crianças.
Em 1999, em meio à reverberação da absolvição do ovo, o escritor Luis Fernando Verissimo questionou quem o indenizaria por todas as gemas douradas que deixou de furar durante anos de medo inútil. "Ainda não liberaram a manteiga, mas é uma questão de tempo", escreveu, em premonição certeira.
As gorduras são essenciais para dar ao corpo energia e sustentar o crescimento das células. Também auxiliam na proteção dos órgãos e na manutenção da temperatura corporal. Afetam a absorção de nutrientes e a produção de hormônios. A questão que divide especialistas é quais fazem bem e quais fazem mal. Essa é a cruzada em que se encontram há décadas.
– Pesquisas que testam os efeitos de alimentos no corpo a longo prazo são de difícil execução. Controlar, com rigor, o que as pessoas comem por um longo período é o mais complicado. Essa é uma das explicações para haver tantas variações – avalia Vera Portal, cardiologista do Hospital de Cardiologia, que pesquisa fatores de risco para doenças cardiovasculares.
A disseminação de orientações baseadas apenas em associações, antes de testes clínicos provarem a relação de causa e efeito, estariam na base desse vaivém.
– Essa ciência fraca, que não estaria pronta para ser "usada", tem nos levado a caminhos errados – lamenta a jornalista Nina Teicholz.
Após idas e vindas, os especialistas agora farejam o vilão do século 21 para a saúde: os açúcares. Para fugir da gordura, a solução encontrada para saciar a população foram os carboidratos (que se transformam em açúcar). Pareciam perfeitos, até menos calóricos. Assim, a pirâmide alimentar americana se estruturou em quase três vezes mais carboidratos do que carne, peixe, ovos, feijão e nozes juntos. E sem ovo no café da manhã, vieram as caixinhas de cereal matinal com leite desnatado, pão com margarina e iogurte light, mas adoçado.
Há consenso de que trocamos um problema por outro. A população está mais obesa, mais diabética, acometida por doenças senis e só não morre ainda mais de infartos fulminantes porque evoluíram as medicações e o diagnóstico.
Os carboidratos seriam os responsáveis por elevar as subpartículas mais nocivas de LDL no sangue, e não as gorduras, apontam estudos. Seguindo essa lógica, há linhagens de nutricionistas e médicos que usam a gordura para combater o açúcar. Receitam aos pacientes a ingestão de proteínas e gorduras saturadas e monoinsaturadas (abacate, nozes, azeite de oliva) para controlar a fome e a gana por doces, pães e massas. É o caminho inverso.
– Aprendi na faculdade que a gordura faz mal, mas, depois, vi que não se tem evidências. O que vai matar a pessoa não é a gordura, mas a combinação churrasco com pão e doce depois – diz Gabriel Carvalho, nutricionista, farmacêutico bioquímico e introdutor da nutrição funcional no Brasil em 1999.
No consultório de Gabriel, o perfil dos pacientes mudou. Em geral, são pessoas que, como ele descreve, acham que sabem cuidar da alimentação. Não comem ovos porque têm colesterol, tomam leite desnatado ou semi, comem pouca carne de gado durante a semana, comem frango, evitam manteiga e nata e estão com colesterol alto. A explicação, segundo ele, são o pão branco ou o "falso integral", massas, bolachas e doces, para citar alguns vilões.
O mesmo observa o médico Jose Carlos Souto, que é urologista e especialista na chamada dieta paleolítica "low-carb":
– O que temos é um fenômeno global de aumento dos alimentos processados e redução da gordura. Como todos acreditam nesse dogma, basta escrever "não contém gordura" ou "zero colesterol", e as pessoas comem. Mas o que elas estão ingerindo é açúcar.
Há um ano e meio, Souto recebeu a empresária Camila Marquetto Saikoski, 28 anos, 1m82cm de altura, 64 quilos, que apresentava uma doença autoimune que reduzia as plaquetas. Tinha triglicerídeos altos e relação entre colesterol bom e ruim que deixava a desejar.
– Eu comia já tudo bem magro. Fugia da gordura como o diabo da cruz, e agora faço o inverso, só que deixei de comer glúten e parei de comer industrializados, só comida 100% natural – diz a empresária, cuja geladeira está recheada de nata, manteiga, carnes e ovos.
Resultado: os exames de Camila mostraram, além da normalização das plaquetas, aumento do HDL no sangue e redução dos triglicerídeos.

Terreno de divergências

No Brasil, a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) dá sinais de estar atenta à discussão. Elevou em 2012 sua recomendação máxima de 7% para 10% das calorias diárias obtidas de gordura saturada (algo como dois cubos de bacon frito), uma flexibilização maior do que a das entidades americanas, que restringem a ingestão em 5% a 6%, o equivalente a menos de duas colheres de sopa de manteiga.
– Esse percentual de consumo de gordura saturada que o governo recomenda hoje só foi visto em períodos de fome, no pós-II Guerra Mundial. É muito drástico – afirma a autora do livro The Big Fat Surpise, Nina Teichloz, reconhecendo um grão de mudança pelo fato de, por outro lado, terem deixado de bater na tecla da gordura como número 1 de suas preocupações.
A diretriz brasileira sobre o consumo de gorduras e saúde cardiovascular, publicada em janeiro, cita a discussão e reconhece que a substituição de gordura saturada por carboidratos simples pode ter grande impacto no aumento do risco de doença cardiovascular e diabetes.
– Hoje, se sabe que existe correlação do alto consumo de gordura saturada com problemas do coração. O que a gente não sabe é qual deve ser a ingestão diária. O que questionamos é se precisa ser tão restrito – pondera o presidente do departamento de arterosclerose da SBC e professor da PUCPR, José Rocha Faria Neto.
Mais preocupada com a combinação de macronutrientes do que com a vilania de um tipo de gordura, Carisi Anne Polanczyk, chefe do Centro de Cardiologia do Hospital Moinhos de Vento e presidente da Sociedade de Cardiologia do RS (Socergs), diz que a execração da gordura saturada teve alto efeito psicológico. Houve uma "lavagem cerebral", reconhece.
– Restringíamos muito. Manteiga, nem pensar. Retirava o ovo, carne era permitida em pouquíssima quantidade. Agora, achamos que manteiga é melhor do que margarina. Abandonei o creme vegetal, mesmo os que dizem não conter gordura trans. Os cardiologistas mudaram, e até os pacientes nos cobram em tom de brincadeira. Mas devemos olhar para a alimentação como um todo, não para nutrientes isolados – diz Carisi.
Um dos maiores nomes no Brasil em medicina cardíaca, o cirurgião Fernando Lucchese, da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, afirma que não há evidências que o permitam relativizar o conselho de evitar a gordura saturada.
– Corremos o risco de multiplicar doenças cardíacas – afirma Lucchese.
– Pode prescrever a dieta que quiser, mas 15% a 20% (dos pacientes) cumprem à risca. Eles têm conhecimento do tema, mas não abrem mão de comer gordura saturada, por isso a medicação é importante.
Carisi também alerta:
– Provavelmente, a maioria das pessoas pode comer gordura em quantidades razoáveis, mas, para as pessoas que acumulam, o colesterol faz mal. Não adianta passar uma ideia de que todo mundo pode comer tudo. Existe um padrão de alimentação saudável que envolve manter peso e uma combinação de nutrientes que pode ter gordura, desde que (a pessoa) não tenha predisposição de ter colesterol alto.

ENTREVISTA: "Coma mais alimentos verdadeiros"

Por Maria Rita Horn (maria.horn@zerohora.com.br)

Nutricionista francesa que mora no Brasil, Sophie Deram pesquisa transtornos alimentares e neurociência do comportamento

Se fala muito em terrorismo nutricional. O que seria isso?Tenho visto muitos jovens que nunca aprenderam a comer de forma tranquila. Vejo, na verdade, uma grande dificuldade frente a "o que comer". E uma das causas disso é o exagero de regras super-rígidas veiculadas e, às vezes, contraditórias, que fazem com que achemos que comer bem é saber mais e mais de nutrição.

Uma hora não se pode comer gordura ou ovo, um tempo depois, está liberado novamente. Esse vaivém confunde as pessoas?Confunde muito. Antigamente, o perigo era um alimento que era estragado. Hoje, é dito que o que você coloca na boca pode ser muito tóxico. Vejo muito mal-estar com isso. Foi feita uma pesquisa sobre o conhecimento nutricional nos EUA e na França. Nos EUA, todo mundo sabia o que é ômega 3, ômega 6, muitas coisas sobre a gordura. Os franceses sabem apenas que baguete com camembert é muito bom. E o pesquisador questionou: será que saber muito de nutrição não atrapalha a relação com a comida? Provavelmente.

O que temos de mudar na relação com a alimentação para nos sentirmos mais felizes e termos menos problemas com obesidade?Não é porque uma pessoa tem obesidade que está comendo errado. Tenho um paciente que come superbem, mas tem obesidade por problemas de hormônio. Sobre a relação com a comida, em vez de se estressar demais com as regras, tente incluir mais alimentos verdadeiros no seu dia. Beba mais água. Na alimentação de adolescentes brasileiros, 15% das calorias vêm de bebidas doces. Inclua legumes e frutas, em vez de comer tudo pronto em pacotes. Tenho três dicas: parar de fazer dieta, comer alimentos verdadeiros – e aqui não estou dizendo que você não pode comer alimentos da indústria – e cozinhar.

177 comentários:

  1. que ótimo!! Divulgando já!!

    ResponderExcluir
  2. Patricia T. Vaccari Júlio6 de julho de 2014 11:37

    Uma época, há 10 anos, fiz dieta com shake herbalife e emagreci 26kg em 6 meses, meu colesterol total foi de 260 para 200. Eu era frágil e tinha aspecto doentio pesando 73kg e sofria de depressão. Em janeiro deste ano de 2014, pesando 87,5, com colesterol 250 e alimentacao basicamente de carbos, entrei na lowcarb paleo e após 6 meses, meu colesterol total beira 300, tenho uma aparencia bem saudável, sou alegre, melhorou muito meu sono e raciocínio, sou bem disposta e nao sofro mais de dores de cabeça diarias como era antes, sem falar nas tpms e inchaços....

    ResponderExcluir
  3. Nossa é tudo tão complexo... Parece que quanto mais leio mais perdida fico... Estou tentando cozinhar com banha de porco, alguém saberia me dizer se tem problema fritar uma costelinha de porco, por exemplo, e depois reutilizar a banha que sobrou da fritura? Obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Acredito que não, pois é assim mesmo que a banha de porco é extraída.

    ResponderExcluir
  5. Camila , é exatamente isto ! Mas sabe . é verdade . Sabe , não podemos é abusar de Carbos . Meu Deus ! Eu leio e confesso aqui que acho que vai demorar e muito pra que eu me renda a essas gorduras que eu fui criado a acreditar que são nocivas . Mas eu já venho perdendo medo delas , ovos inteiros , frango , carne , azeite , azeitona , manteiga e a cada dia os carbos eu abomino , aliás só como frutas e kkkkkkkkkkkkkkk A saúde tá indo uma maravilha . Dr SOuto é ótimo !

    ResponderExcluir
  6. Patricia , Dr souto é um luxo mesmo !

    Ah eu ped uns pdfs , mas eu acabei de comprar o Barriga de trigo


    Tenho várias pra te contar .
    Tens e-mail ? ou só por aqui ? Há algo que como moderadora preciso te falar . Beijos , mas eu gostaria sim de outros PDfs porque se for comprar livros de tudo que for ler sobre isso kkkkkkkkkk Vou montar uma livraria . Beijocas e bom domingo

    Entrega: 01
    Realizada por :Livraria Saraiva
    Prazo: 6 dias úteis após a aprovação do pagamento

    Produto: Barriga de Trigo
    Qtde: 1
    Preço: R$ 24,80
    Valor: R$ 24,80

    Valor:Total Produtos R$ 24,80Descontos:Total Descontos R$ 0,00Frete:Total Frete R$ 1,90Valor Total:Total Pedido R$ 26,70

    Pagamento
    Mastercard
    Valor: R$ 26,70
    Qtde Parcelas: 1

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro ouvir e ler isto . Eu sai de uma depressão querida , vinha de uma dieta restrita , onde eu cortei açucar , doces , mas continuava com pão e grãos , e sem gordura eu vivia na morte , como um louco . Hoje eu vivo , mas já perdi a vontade de contar pras pessoas , eu apenas mando ler o livro e mando ler os blog . EU SOU FELIZ ! magro , pensando , sem manias , depressão e olha que minha vida não é mole e tenho verdadeiro medo de engordar , vivo anos com esse medo .

    ResponderExcluir
  8. Claudia Peres Leal6 de julho de 2014 14:48

    Me parece que a gente tem uma tendencia em complicar as coisas. Esquece o industrializado, esquece o acucar e os cereais . Come comidas verdadeiras e saborosas quando aparece a fome e vc vai ser muito feliz !!!!!!!!! E o que hoje acontece comigo e com minha familia gracas ao dr souto. Muito obrigada!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Tudo o que temos aprendido aqui e nos grupos Paleo/LCHF. Uma luta já ganha pelo Dr. Souto.

    ResponderExcluir
  10. Quando será que tudo isto chega a Portugal?????
    Parabéns Drº o Srº é um génio. :-)

    ResponderExcluir
  11. Alberto Americano6 de julho de 2014 18:12

    Patrícia, há 2 anos estou 70% do tempo em cetose. Perdi 20Kg e estou, aos 50 anos, melhor que há 20 anos. Meu colesterol foi, de 240, para 295 com o low-carb. Será que faz mal? Para ter certeza, fiz no mês passado o exame Tomografia Computadorizada com Escore de Cálcio (recomendo o livro Track Your Plaque, do William Davis, o mesmo do Barriga de Trigo). Deu escore zerado, que significa que as minhas coronárias têm zero de obstrução. Como explicar isto de alguém comcolesterol alto há 2 anos? Tenho 2 respostas: 1) Endotélio (paredes das artérias) saudável, isento de inflamação (PCR<0.10mg/dL). 2) Lipo-proteínas não oxidadas/glicosadas, devido ao baixo nível médio de açúcar no sangue (HbA1c=5.4%). Moral da história: Infarto e Derrame não são doenças do LDL. São doenças do açúcar! Aviso aos leitores: não sou médico, só curioso...

    ResponderExcluir
  12. Concordo

    Sent from mobile phone
    Em 06/07/2014 18:19, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  13. Edmar Ferreira Jr6 de julho de 2014 19:02

    O neurologista Dr. David Perlmutter (A dieta da mente….) tem uma abordagem interessante para o LDL. Para ele, o LDL, que nem mesmo é uma molécula de colesterol, mas uma lipoproteína de baixa densidade (Low Density Lipoprotein), cuja função principal é recapturar o colesterol e transportá-lo para os neurônios, não deveria ser visto como inimigo, quando estudos sugerem que baixos níveis de colesterol estejam associados a baixa capacidade cognitiva e que os problemas coronarianos estejam associados ao LDL oxidado, ou seja, modificado pela adesão da gligose às suas moléculas. Fiquei pensando sobre isso e logo me veio a lembrança de que um dos efeitos colaterais que vivenciamos quando estamos em cetose é a clareza de raciocínio.

    ResponderExcluir
  14. Edmar Ferreira Jr6 de julho de 2014 19:08

    Aproveite e coloque na fila o "A dieta da mente: A surpreendente verdade sobre o glúten e os carboidratos - os assassinos silenciosos do seu cérebro", do neurologista Dr. David Perlmutter. O Dr. Souto já o resenhou aqui. É tão interessante quanto o "Barriga...". Abraço,

    ResponderExcluir
  15. Edmar Ferreira Jr6 de julho de 2014 19:10

    Na roça, todo mundo faz dessa maneira. Aliás, quando geladeira era sonho de consumo, a costelinha era conservada na própria gordura em que era fritada.

    ResponderExcluir
  16. Edmar Ferreira Jr6 de julho de 2014 19:14

    Cara Isabel, alguns dos blogs da lista de recomendação (lado direito do ecrã) são de Portugal. Abraço,

    ResponderExcluir
  17. Rosa Elisia França6 de julho de 2014 19:31

    Doutor Souto , gostaria de te dar os meus parabéns e dizer que vc é" O Cara"!!! Cai no seu blog em busca de emagrecer com saúde . Tenho 45 anos , a vida toda gorda , sempre vivendo em busca de dieta e medicamentos anfetaminas e fórmulas ) e sempre emagrecendo com muito esforço e passando muita fome . E depois de tanto esforço não aguentava mais e então comia como uma louca , como se o mundo fosse acabar logo depois .
    Nunca tinha ouvido falar da dieta " Low Carb" , estou simplismente amando em 15 dias , emagreci 4 k , comprei o livro " Barriga de Trigo " e estou lendo tudo à respeito e tenho falado para mim mesma e para meu marido que quero isso para o resto da minha vida , e aos poucos ele vem me acompanhando também .
    Parabéns , sou sua Fã , Deus te abençoe e por favor continue nessa missão maravilhosa !!!!

    ResponderExcluir
  18. E, desde tempos "imemoriais", os franceses comem pato confitado: frita-se o pato em sua própria gordura e depois ele é conservado nesta mesma gordura para ser consumido... Eis o paradoxo francês: alto consumo de gorduras e baixíssima incidência de doenças cardiovasculares.

    ResponderExcluir
  19. :-)

    Sent from mobile phone
    Em 06/07/2014 19:38, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  20. Pra mim é paradigma francês. Gordura de pato é algo dos deuses...

    Sent from mobile phone
    Em 06/07/2014 20:05, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  21. A título de participação decidi mudar minha vida alimentar dia 01/07/14. Estou no dia 06/07/14 e perdi 6kg. 1kg por dia comendo MUITO BEM!
    Obrigado, Dr. Souto!

    ResponderExcluir
  22. A gordura possui uma digestão mais lenta e
    com isso os alimentos gordurosos acabam permanecendo mais tempo no trato
    gastrointestinal favorecendo aumento de seu volume, dessa forma prejudicando alguém que pretende secar o abdômen?

    ResponderExcluir
  23. Valeu ! Eu preciso na verdade de uns pdfs , hahahahhah se for comprar tudooooo , mas vou comprar sim . Eu quero ter este livro pra poder me aprofundar mais no assunto , sabe rapaz , mas eu sou a prova de que paleo é um estilo maravilhoso de vida ! Obrigado pela resposta . Se vc tiver algo , pode mandar aqui , agradeço . Boa semana !

    ResponderExcluir
  24. Gustavo Borgonovi7 de julho de 2014 00:49

    Os pdfs das demais páginas não estão funcionando, estão todos apontando pro mesmo arquivo da primeira figura... no mais, matéria SENSACIONAL!

    ResponderExcluir
  25. Obrigado Edmar!
    Eu só conheço o, Fat New World não tenho conhecimento de mais nenhum.
    Bem haja para si

    ResponderExcluir
  26. Secar o abdômen não tem a ver com isso, e sim com EMAGRECER.

    Sent from mobile phone
    Em 07/07/2014 00:09, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  27. Fome é falta de gordura em dieta low carb. O que levou seus parentes, segundo você mesmo disse, foi cigarro e carboidratos (diabetes), e não a gordura. Você não falou dos marcados que realmente importam: HDL, Hb glicada e triglicerídeos.

    Sent from mobile phone
    Em 07/07/2014 00:35, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  28. Ah, depois vou arrumar

    Sent from mobile phone
    Em 07/07/2014 00:56, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  29. Doutor, já viu isto ???? http://lowcarbpaleo.blogspot.com.br/. Quem é este ser que clonou o blog pra confundir !!!!

    ResponderExcluir
  30. Já existe há anos, é um vegetariano, não dê bola, não dê ibope, não visite, não espalhe nas redes sociais - ninguém visita mesmo, e ninguém vai visitar se não espalharmos.


    2014-07-07 10:21 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  31. Camila R Marquetto Saikoski7 de julho de 2014 12:40

    dr souto, acho que vc poderia retirar o link acima do teu blog, pois devido a muita curiosidade, não pude evitar clicar e ver o que era, e imagino que muitos farão isso... isso vai aumentar o numero de acessos a este site mal intencionado :(

    ResponderExcluir
  32. Teus exames estão PERFEITOS, ureia não é importante, apenas creatinina.
    Eu não sou fã de suplementação como o Jaminet

    Concordo com vc, algo em torno de 100g está mais do que bom.


    Em 7 de julho de 2014 13:08, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir

  33. Prezado Souto, meu nome é Amos e sou endocrinologista em Aracaju. Atendi hoje a um paciente que te mandou uma mensagem no blog e falou sobre mim. Acompanho seu trabalho e acho fascinante o dom que tens. Esse é, verdadeiramente, o espírito médico. Há muito venho estudando alimentação. Sou formado há 18 anos, especialista há 16(pela unicamp). Hoje faço consultório, mas me dedico ao empresariado na maior parte do tempo (tenho clínicas). Sempre me pareceu ilógico essa recomendação de pirâmide alimentar. Minha monografia de especialização foi sobre insulina e, desde então, comecei a questionar os tratamentos dietéticos vigentes. Há 10 anos prescrevo lowcarb para os pacientes e sempre fui taxado de maluco. Nunca me abalei. Eu mesmo sigo lowcarb há 15 anos desde que fui também vítima do peso em excesso e RI. Conheci seu blog através de uma paciente há 1 ano e meio atras e, GOSTARIA DE QUE SOUBESSES QUE O INDICO A TODOS, sem exceção, os meu pacientes.

    Tenho orgulho do seu trabalho e quero que saibas que tens mais um aliado médico.
    Parabenizo pela coragem, determinação e seriedade com os quais desempenha o que fazes.

    Um grande abraço e espero, algum dia, conhecê-lo.

    Cordialmente,

    Amos Nissink Costa. CRM 2041 -SE

    ResponderExcluir
  34. Obrigado Dr!

    Vou manter apenas o magnésio então pois já verifiquei que tenho dificuldade grande em conseguir o suficiente só com alimentação.

    ResponderExcluir
  35. Leonardo Azevedo7 de julho de 2014 14:28

    Sinceridade? creio que o "homem médio" e sem um conhecimento prévio, ao ler a matéria, continuará com medo das gorduras...as pessoas que estão a frente das associações médicas sempre tem um porém quanto às gorduras.

    ResponderExcluir
  36. Boa tarde Dt. Souto. Viu esse site??? entrei nele por engano achando q era o seu!!

    http://lowcarbpaleo.blogspot.com.br/2014/05/pensando-em-adotar-dieta-rica-em.html#comment-form

    ResponderExcluir
  37. jairo eu tinha lido la no site PHD que ele recomendava 150gramas de carbos ao dia e mesmo assin,ele nao disse se era totais ou net carbos? vou dar uma procurada la no forum deles pra saber mais

    ResponderExcluir
  38. Leonardo Azevedo7 de julho de 2014 14:54

    pessoal, é uma piada de péssimo gosto, não deem ibope

    ResponderExcluir
  39. Leonardo Azevedo7 de julho de 2014 14:57

    artigo muito bom traduzido pelo hilton: http://www.paleodiario.com/2014/07/gordura-saturada-boa-ou-ruim.html


    que chega a conclusões interessantes:


    "Uma dieta/refeição rica em gordura pode induzir um estado crônico de inflamação de baixa intensidade ao promover a absorção de endotoxinas do intestino, mas prebióticos e comidas ricas em antioxidantes parecem ter a habilidade de neutralizar tal resposta inflamatória".

    ResponderExcluir
  40. gente por favor NÃO FIQUEI FALANDO DESSE SITE QUE E CLONE DO DR SOLTO,ele la e o contrario da dieta paleo e so recomenda comer acucar

    ResponderExcluir
  41. mas foi justamente por isso q falei!!! eu me enganei, mas então percebi q não era o mesmo site. Mas quase me enganou!!!

    ResponderExcluir
  42. É verdade, não me lembro se seriam net carbs ou totais.

    ResponderExcluir
  43. Mas pode enganar pessoas desavisadas!!! quando digitei dieta paleo no google, foi o primeiro site q apareceu!! como eu já conheço a dieta, logo vi q era fajuto, mas tem gte que nunca ouviu falar da dieta, aí entra no google e vai parar num site desses!!! pensa no estrago!!!

    ResponderExcluir
  44. a regra e simples pra emagrecer evite raizes que sao ricos en amidos,e evite frutas,se não quer emagrecer então como de tudu quer for paleo,simples

    ResponderExcluir
  45. Cristian Luís Litwin7 de julho de 2014 15:31

    Pois é, o pior é que está ranqueado na primeira posição no GOOGLE!
    Creio ser interessante não estimular as pessoas a buscar no GOOGLE pelas palavras-chave: lowcarb, paleo, etc...
    Comecem a indicar APENAS colando os links!!

    Mas alguém conhece este Ser que está a fazer isso?

    ResponderExcluir
  46. Cristian Luís Litwin7 de julho de 2014 15:31

    Que show abrir a página do blog num domingo a noite, ver que teve reportagem sobre a gordura no jornal local, pegar o jornal que nem tinha lido e ler toda a matéria!
    Sensacional!!

    ResponderExcluir
  47. Que beleza, ler um texto desses!

    ResponderExcluir
  48. É para relembrar aos mais afoitos que fazer low-carb não é "só comer bacon com manteiga o dia todo". Mesmo populações esquimós tradicionalmente consomem algas e frutas, sempre que tem acesso.


    Isso sem falar no consumo do animal integral, da ponta do nariz à ponta do rabo.

    ResponderExcluir
  49. Sugiro inclusive que você apague esse comentário. Não faz sentido dar audiência...
    E provavelmente o "Doutor" Gomes está aqui também, lendo tudo caladinho e se rindo da discórdia que causa.


    Se estiver aí, doutor... Um beijo do magro!

    ResponderExcluir
  50. Parafraseando o Vital Farias, "O que se entorta em anos, gasta tempo prá acertar"

    ResponderExcluir
  51. Ganhei meu dia!!


    Em 7 de julho de 2014 14:39, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  52. Alberto, eu gostaria muito de contar a sua história no www.paleodiario.com - tenho algumas pessoas precisando ouvir casos como o seu! Se quiser, pode entrar em contato comigo por favor ? paleodiario@gmail.com

    ResponderExcluir
  53. Doutor Souto, como comentei numa postagem anterior, fiz transplante de medula óssea a 10 meses (esclerose multipla) e minha médica pediu exames de sangue. Ela disse que meu colesterol esta alto, e lá lá lá ... o que o senhor pode me dizer sobre o resultado ?

    GLICOSE 87 mg/dl
    COLESTEROL TOTAL 203 mg/dl

    HDL 62 mg/dl
    TRIGLICERIDEOS 42 mg/dl
    LDL 103 mg/dl
    VLDL 8 mg/dl
    HEMOGLOBINA GLICADA 4,8%

    Agradeço desde já. !

    ResponderExcluir
  54. Sarah Castilho, eu queria ter um lipidograma desses! Mude de médica! :)

    ResponderExcluir
  55. Que Maravilha!!! Parabéns Dr. Amos, seus pacientes são uns sortudos! :)

    ResponderExcluir
  56. Eu falei pra ela, que estou seguindo recomendações de um blog fantastico ... ela me xingou !!! Em função do procedimento médico invasivo pelo qual eu passei... quero mudar minha vida, tenho medo de ficar doente novamente. Esses resultados são bons ? o que é hemoglobina glicada ?? bjs

    ResponderExcluir
  57. Patricia Ribeiro7 de julho de 2014 16:54

    Dr.Souto, boa tarde. Há alguns meses sou leitora do blog e iniciei a dieta paleo low carb em 17/06/14. Após o primeiro exame de sangue (em 03/07) obtive melhoras no indices de glicose (80mg/dl) e triglicerideos (75mg/dl). Porém meu colesterol total que sempre foi em torno de 170 pulou para 260mg/dl! Ja li muito, mas ainda não consigo entender se devo me preocupar ou não com esse aumento. Agradeço desde ja o esclarecimento.

    ResponderExcluir
  58. Aline Keila Castro7 de julho de 2014 17:12

    "70% dos niveis de colesterol é determinado de meneira genética e 30% determinado pela dieta "
    Informação preciosa !

    ResponderExcluir
  59. Aff! Pior são as marcas recomendadas, dá pra ver que isso é uma provocação à ideia que esse blog propõe de consumir menos remédios possíveis e evitar bastante os industrializados. A única que ainda se salva naquela lista é a Mãe Terra.

    ResponderExcluir
  60. Junior Valadares7 de julho de 2014 18:20

    Bom, a gente tinha previsto que com o advento da capa da Time, os periódicos brasileiros começariam a copiar. Claro que eles já sabiam, mas e a coragem de serem pioneiros? Com alguém com a envergadura da Time colocando manteiga na capa, daí o restante aproveitou e essa é a primeira de muitas capas brazucas. Quanto a mim, de volta ao LCHF e de novo longe do glúten. Acontece que, com a Copa do Mundo, eu fiz um monte de churrasco aqui em casa e sempre rolava um pão com alho. Nossa, é muito gostoso e é a única coisa com glúten que eu realmente sinto falta. E a cerveja, que foi além da conta. Engordei 4 kg. Mas é legal a gente conhecer a causa e saber como reverter o processo.

    Doutor Souto, eu suspeito que o meu perfil metabólico seja de uma pessoa com pyroluria. Inclusive tomei óleo de prímula (rico em ácido araquidônico) e tive uma reação absurdamente boa. A sensação foi como se tivessem me dado uma pílula de alegria e de um bom humor calmo e inteligente. Guardadas as proporções, foi algo parecido com a sensação do rapaz quando toma a primeira pílula de inteligência do filme Limitless. Isso explica também porque me dei tão bem com a manteiga. Quero agora comprovar via exames laboratoriais. Eu sei quais deficiências minerais procurar, sei quais marcadores, mas não sei perguntar isso para a pessoa do laboratório. Alguma dica?

    ResponderExcluir
  61. Junior Valadares7 de julho de 2014 18:24

    Me vende esse exame? Eu queria pra mim.

    ResponderExcluir
  62. Está maravilhoso.

    Sent from mobile phone
    Em 07/07/2014 16:49, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  63. HDL?

    Sent from mobile phone
    Em 07/07/2014 17:46, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  64. que maravilhoso ler isso!!! Obrigada Dr. Amos!

    ResponderExcluir
  65. Puxa vida... Esse estilo de alimentação esta me fazendo tão bem !.. Obrigada Doutor !!

    ResponderExcluir
  66. Outra pessoa aqui comentou sobre isso e fui dar uma fuçada no blog.
    Desculpa, mas chega a ser até engraçado as idiotices que o cara escreve. Cheguei a rachar o bico no post dizendo que o açúcar refinado era um super alimento hahahaha
    Se perceber não há referências algumas nos posts que ele escreve. Portanto, não é nada confiável.
    E as marcas recomendadas? Porcarias, ou seja, açúcar e farinho refinada. A única que se salva é a Mãe Terra.
    O design é idêntico com o mesmo plano de fundo que tem aquela estante com um monte de livros.

    ResponderExcluir
  67. doutor solto tenho uma perguta termogenico pode influenciar no colesterol,
    tipo a pessoa tumar um termogenico antes do exercicio,para dar aquela queimada a mais nas gordurinhas kkkk

    ResponderExcluir
  68. Maria Cristina Dill8 de julho de 2014 00:32

    Oi Dr! Finalmente achei meu último exame de maio desse ano. O HDL estava 71 mg/dl os triglicerideos 68 mg/dl a glicose 83 mg/dl e a insulina 8.5 uU/ml. Não tinha HB glicada...
    Obrigada por me tranqüilizar um pouco. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  69. Leonardo Azevedo8 de julho de 2014 09:17

    fala Cristian, não está não...

    pesquisando low carb paleo os dois primeiros são o blog do dr. souto...depois vida lowcarb, paleo diário etc...

    ResponderExcluir
  70. Leonardo Azevedo8 de julho de 2014 12:03

    Sarah, a palavra "blog" assusta.
    Diga, "estou me alimentando escolhendo meus alimentos com base na densidade nutricional dos mesmos, comendo somente comida de verdade, sempre preferindo alimentos orgânicos e e evitando todas as toxinas presentes na alimentação atual. Existe um site de um médico brasileiro chamado Dr. Souto, um dos maiores conhecedores de nutrição do Brasil, que resume e concentra muita informação de publicações cientificas, além de análises sobre tais pesquisas...nesse site encontro a maioria das informações à respeito desse tipo de alimentação natural".


    essa é minha explicação básica quando me perguntam. palavras chaves pra atingir o inconsciente dos ouvintes: "site", "médico", "pesquisas", "científicas", "análise", "natural". kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk pior que funciona.

    ResponderExcluir
  71. Leonardo Azevedo8 de julho de 2014 12:05

    ou seja, como comida de verdade.

    ResponderExcluir
  72. Hilton, essa inflamação de baixa intensidade pode ser causada somente pela gordura saturada ou a monoinsaturada também pode promovê-la? obg.

    ResponderExcluir
  73. Fábio Alvarenga8 de julho de 2014 14:27

    Dr. Souto, qual sua apinião sobreo a declaração do dr Chowdhury? "recomendo prudência e distância da carne vermelha"

    ResponderExcluir
  74. Outro dia fui ao médico e falei que estava precisando fazer uns exames... o especialista me olhou com desconfiança: Sabia que eu havia emagrecido mais de 10 quilos, sabia que eu andava fazendo dieta...
    Subitamente, pressionou um botão sob a mesa e um dispositivo acionado na minha cadeira atou meus braços e pernas... ele se levantou, apoiou-se sobre a mesa e com um ar ameaçador, vaticinou:
    Você é mais um dos seguidores da "seita paleolítica"... e, com um sorriso maquiavélico: diga-me: qual o segredo do sucesso daquele mago, o Dr. Souto?...
    - "A verdade", gaguejei...
    Ele arregalou os olhos e gritou:
    - Impossível! a verdade está na TV, nos manuais, nas diretrizes do governo!
    - Então eu falei: "banha de porco!.." Ele retrocedeu...
    - Azeite de Oliva!, picanha!, salada com bacon!... Ele caiu no chão, estremecendo...
    - Cupim na banha! ele começou a espumar...
    Consegui retirar as amarras e saí correndo pelo hospital.
    Havia zumbicarbs por toda parte com bandejas cheias de pãezinhos lambuzados de becel... um deles tentou empurrar na minha boca uma barra de cereal pingando xarope de milho...
    Mas à medida que eu dizia as palavras mágicas: "fígado de boi", "manteiga", eles se contorciam, caiam no chão e, aos poucos voltavam à vida.

    Pulei a janela da clínica e quando caí...
    acordei.
    Eita pesadelo....
    :-)

    ResponderExcluir
  75. Olá, Lister. Não li inteiramente todas as referências, mas algumas coisas não ficaram muito claras. Por exemplo, em um dos estudos a dieta oferecida aos ratos foi continha menos de 1% de carb e 72% de gordura, entre óleo de milho e banha. Só que o estudo não cita as proporções entre os dois...

    Em outro estudo, feito com humanos, os voluntários comeram apenas carnes, queijos e ovos, e nada de produtos vegetais. Enquanto isso pode até parecer com o experimento do Vilhjamur Stefansson (http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/a-dieta-dos-esquimos-aventuras.html), não dá para afirmar que fosse exatamente a mesma coisa. O Stefansson comeu carnes de órgãos, roeu ossos, comeu couro, miolos, etc.

    De qualquer maneira, eu continuo seguro no caminho: não tenho pretensões de deixar de comer produtos de origem vegetal, por mais que seja carnívoro :-) Inflamação por consumo de gordura não me assusta...

    ResponderExcluir
  76. Recomendo prudência e distância de médicos que seguem a pirâmide alimentar...

    ResponderExcluir
  77. Acho que ele é um frouxo!

    Falando sério, ele foi MUITO pressionado por causa desse estudo, o Walter Willet de Harvard pedi oficialmente à revista médica que se retratasse pela publicação do estudo. Assim, ele está cheio de dedos ao dar entrevistas.
    Sobre o que eu penso da carne, além de achá-la deliciosa no espeto? http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/04/o-pecado-da-carne.html


    2014-07-08 14:27 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  78. Hahahah - sensacional :-)


    Em 8 de julho de 2014 14:37, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  79. Vocês estão ótimo hoje :-)


    2014-07-08 14:50 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  80. valeu, Hilton... a minha pergunta é porque acho bastante plausível que isso possa acontecer devido aos "traumas" no intestino causados por uma alimentação inadequada durante anos. Acho que antes de uma dose elevada de gordura, deva-se priorizar a exclusão do glúten por um período considerável, até que o intestino consiga reverter os estragos da permeabilidade. Uma intervenção terapêutica assim talvez reduzisse os impactos de uma dieta cetogênica para algumas pessoas que têm apresentado resultados inesperados.

    ResponderExcluir
  81. contar histórias pras crianças é uma das minhas funções em casa... hehehe
    :-)

    ResponderExcluir
  82. Patricia Ribeiro8 de julho de 2014 15:07

    Hdl 57 mg/dL. Comecei a dieta motivada pelos depoimentos sobre a cura de ovários policisticos, problema que eu tenho desde 15 anos. Hoje tenho 31 anos. O Dr. acha que devo suspender a dieta? Muito obrigada pela atençao.

    ResponderExcluir
  83. Victor M R Costa8 de julho de 2014 15:47

    Dr Amos parabéns pela iniciativa. Qual clínica você atende?? Divulgue seus dados no blog. Também sou de Aracaju e tive uma experiência bem negativa com um colega seu por aqui, não vou citar nomes, mas é um dos mais respeitados da cidade. Além do atendimento ruim, o cara queria me entupir de remédios diariamente e ainda era aquele tipo de remédio que custa R$100, mas você entra com o CRM do médico no site do fabricante que o valor cai pra R$50, sem falar da interrupção da consulta pra atender representante,mas enfim, valeu a pena, já que depois dessa experiência decidi me virar, encontrei o mundo páleo e estou muito bem. Confesso que fiquei desapontado com os médicos em geral, mas posso tentar marcar uma consulta contigo pra ver se retomo a confiança. Abraço!!!!

    ResponderExcluir
  84. A relação colesterol / HDL está normal (4,5). Se queiser melhorar ainda mais, siga: http://authoritynutrition.com/low-carb-diets-and-cholesterol/

    ResponderExcluir
  85. Tá todo mundo ótimo !!!!!!!!!! Agora quando me perguntam porque estou magro eu debocho .

    ResponderExcluir
  86. O senhor sabe que fui um maluco , até achei uma loucura quando o senhor falou do Salame ao invés da fruta e eu vi que é tudo verdade . só não como o salame , mas frutas não são bons lanches . hahahahhahhaah Acordar bem e não estar cansado é tudo !!!!! O que dizer disso e dr souto como dito no email confidencial , FELIZ

    ResponderExcluir
  87. Alguém me mandou o PDf deste , Barriga de Trigo , estou esperando chegar .

    ResponderExcluir
  88. Patricia Ribeiro8 de julho de 2014 15:56

    Vou ler e aplicar tudo direitinho. Sinto que estou no caminho certo. Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  89. Prezado Victor, acabo de mandar um email com meus contactos pro Souto. Cordial abraço.

    ResponderExcluir
  90. Obrigado Hilton. E parabéns também pelo seu site, de conteúdo ímpar.

    ResponderExcluir
  91. Patricia também coragem a sua de estar numa área que "ainda" rema contra a maré, e fazer a diferença. É por aí!! "Insanidade é fazer tudo igual e esperar resultados diferentes" Einstein.

    ResponderExcluir
  92. Ganho o dia sempre que entro aqui e vejo o conteúdo denso que esclarece, motiva, modifica!! Parabéns mais uma vez Souto!

    ResponderExcluir
  93. Ou eu que sou, de atende-los e ver os resultados!

    ResponderExcluir
  94. doutor solto eu pensei que usava muita manteiga no cafe eu boto duas colheres de cha kkkkkk mais esse cara aqui ganho o dia https://www.youtube.com/watch?v=xf-LuBCFINs

    ResponderExcluir
  95. Christian Bergamo9 de julho de 2014 15:29

    Doutor Souto, eu pesquisei nos arquivos do blog, encontrei alguma coisa, mas não há um post dedicado a questão dos queijos e lacticínios, seus possíveis benefícios ou malefícios. É claro que no paleolítico não eram consumidos leite ou derivados de leite, mas particularmente na minha dieta o queijo trás grande saciedade e não percebo nenhum prejuízo imediato ou aparente na minha saúde. Vejo muitos adeptos da dieta condenando o queijo, mas lembro de recentemente ter lido um comentário seu a respeito de pesquisas que indicam bons resultados no consumo de queijos como você disse Full Fat. Seria de fato um dos poucos alimentos pós agricultura que podem ser consumidos sem medo? No livro The Big Fat Surprise o subtítulo é Porque manteiga, carne e queijo pertencem a uma dieta saudável.

    ResponderExcluir
  96. Você poderia me explicar o que são net carbos? Obrigada!

    ResponderExcluir
  97. http://www.paleodiario.com/2013/12/voce-devia-comer-laticinios-integrais.html
    http://www.paleodiario.com/2014/03/laticinios-um-resumo.html
    http://www.paleodiario.com/2014/07/4-supercomidas-que-nao-sao-paleo.html

    ResponderExcluir
  98. Amelia Schwarzeluhr9 de julho de 2014 16:26

    Concordo

    ResponderExcluir
  99. http://www.paleodiario.com/2014/02/artigo-traduzido-por-hilton-sousa.html
    http://www.paleodiario.com/2014/04/quer-melhorar-o-seu-colesterol-nao-o.html

    ResponderExcluir
  100. kkkkkkk me acabei de tanto rir Lister! Muito bom!!

    ResponderExcluir
  101. Numa busca rápida pelo blog não encontrei a resposta de uma dúvida específica... Vou arriscar e perguntar por aqui. Sobre a Testosterona.
    Para as pessoas que praticam musculação a "insulina alta" pode gerar um efeito positivo pelo seu poder anabolizante. Mas, sabendo que numa dieta de baixo carboidrato não se pode contar com o efeito anabolizante da insulina, gostaria de saber qual o efeito de se restringir carboidratos sobre a produção de testosterona (que seria um outro "anabolizante natural").
    Desde já, agradecido a quem poder me ajudar. :)

    ResponderExcluir
  102. hahahahahahahahaha...Eu já sou Paleo e já sou fã do Dr. Souto. Mas se não fosse, com esse texto Leonardo, tu me convenceria totalmente a pesquisar mais..rs

    ResponderExcluir
  103. Genial....kkkkkkkkkk...Vou compartilhar com créditos Lister....Adorei..rs

    ResponderExcluir
  104. Camila..Eu compro toucinho de porco, frito sem sal pra extrair a banha, coloco num pote e uso pra cozinhar, os torresmos que se formam lindos e crocantes servem de lanche...É maravilhoso!

    ResponderExcluir
  105. A testosterona sobe em quem tem síndrome metabólica e faz low carb.

    No entanto, a melhor evidência disponível questiona a necessidade de ingestão carbos para anabolismo:
    https://docs.google.com/file/d/0BwtrwUCsRkDDWXUzZWo4RGNoTHJJTW1FN3E5c09fSWdidkpr/edit?usp=docslist_api
    Sent from mobile phone
    Em 09/07/2014 20:01, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  106. obrigado, Tâmara... Cuidado com o KGB (Konsenso Gastronômico Brasileiro) :-)

    ResponderExcluir
  107. obrigado Aline.... foi pra descontrair um pouco ;-)

    ResponderExcluir
  108. Farad Oliveira de Araujo10 de julho de 2014 10:26

    Dr. Souto, já viu a capa da revista superintereasante do mês?

    ResponderExcluir
  109. Só a capa

    Sent from mobile phone
    Em 10/07/2014 10:26, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  110. eu li.
    em suma, trigo só faz mal pra quem é celíaco.

    ResponderExcluir
  111. Ok, nem vou perder meu tempo, e vou usar o dinheiro pra comprar bife de patinho.

    Sent from mobile phone
    Em 10/07/2014 12:53, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  112. Opa! Vou ler o que eu conseguir eheh... Obrigado!

    ResponderExcluir
  113. da umas voltas, cita alguns estudos e no final diz que é tudo meio inconclusivo e não vale a pena cortar o trigo de forma definitiva

    ResponderExcluir
  114. que imaginação kkkkkkk

    ResponderExcluir
  115. Alberto Americano10 de julho de 2014 15:43

    Oloko, este cara é verdadeiramente hard-core!!! Mas prefiro a torradinhas com margarina!!!

    ResponderExcluir
  116. Boa tarde Dr.! Estou agora dedicada a aprender casa vez mais sobre esse estilo de vida, que embora seja difícil fazer uma mudança brusca, acredito que essa mudança seja pra ficar! Minha alimentação já é composta por "alimentos de verdade", e por sorte nunca gostei muito de "comida de mentira". Comecei a dieta para reduzir os carboidratos para buscar definição, pois sou praticante de musculação. Percebo que ao iniciar a dieta com baixo consumo de carboidratos (em torno de 15 gr) me dá uma dor de cabeça muito forte e também enjoos e refluxos, mesmo comendo muita gordura para compensar a redução de carboidratos e também de calorias. Você poderia, por favor, me orientar como posso fazer para fugir desses sintomas? Obrigada Dr. e mt sucesso!

    ResponderExcluir
  117. Dou 7 a 14 dias para isso passar. Até lá, mais SAL (bem mais sal) e mais líquido.


    Em 10 de julho de 2014 16:35, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  118. Farei o teste hoje mesmo, Dr. Obrigada!!

    ResponderExcluir
  119. Obrigada a todos! Gostei dessa idéia Tâmara, porque aquela banha do supermercado perde com facilidade e é esquisita...

    ResponderExcluir
  120. Contar calorias não é a melhor estratégia para emagrecer, diz nutricionista
    http://blogs.estadao.com.br/vigilante-da-causa-magra/contar-calorias-nao-e-a-melhor-estrategia-para-emagrecer-diz-nutricionista/

    ResponderExcluir
  121. Aline Oliveira Gouvêa10 de julho de 2014 21:28

    Kkkk adoro o seu humor! Parabéns Dr Souto

    ResponderExcluir
  122. Dr. Souto , qual sua opinião sobre o produto Plantaben ( Plantago ovata) ? Meu dou bem com ele. Atrapalha em alguma coisa na dieta ? Obrigado.

    ResponderExcluir
  123. ótimo


    2014-07-11 10:10 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  124. Boa tarde!



    Gostaria da opinião de vocês, principalmente do Dr. Souto à respeito dessa palestra TED: http://www.ted.com/talks/william_li?embed=true&language=pt-br



    Achei extremamente interessante.

    ResponderExcluir
  125. Prezado Dr. Souto,
    Parabéns pelo conteúdo desse blog, acho que irá mudar a minha vida. Estou há dez dias fazendo a dieta e me sentindo ótima. Pretendo mudar de forma permanente! Pela primeira vez emagreço sem sentir fome e vejo que todas as explicações fazem muito sentido. Vou divulgar pra que outras pessoas saibam dessa verdadeira revolução alimentar.
    Minha pergunta é em relação às exceções (vasculhei o blog e não encontrei a resposta, me desculpe se já tiver falado sobre isso). Elas são possíveis? Ou seja, é possível comer um alimento proibido sem prejudicar demais o balanço hormonal ideal? Com qual periodicidade? Na prática, como fazer pra comer um pãozinho ou um docinho sem jogar tudo por água abaixo (inclusive em termos de leaking intestinal)? Como o sr. faz no dia a dia?
    Muito obrigada!
    Abçs,
    Melissa

    ResponderExcluir
  126. Uma vez por semana, e só à noite

    Sent from mobile phone
    Em 11/07/2014 13:09, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  127. www.cavemandoctor.com/category/cancer/

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/05/dieta-e-cancer.html

    Sent from mobile phone
    Em 11/07/2014 12:52, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  128. Obrigada! E fiquei curiosa...por que só a noite!?

    ResponderExcluir
  129. Leia o livro CarbNite. Ou então, leia esse resumo:

    Obesity (Silver Spring). 2011 Oct;19(10):2006-14. doi: 10.1038/oby.2011.48. Epub 2011 Apr 7.
    Greater weight loss and hormonal changes after 6 months diet with carbohydrates eaten mostly at dinner.
    Sofer S 1, Eliraz A , Kaplan S , Voet H , Fink G , Kima T , Madar Z .
    Author information Abstract

    This study was designed to investigate the effect of a low-calorie diet with carbohydrates eaten mostly at dinner on anthropometric, hunger/satiety, biochemical, and inflammatory parameters. Hormonal secretions were also evaluated. Seventy-eight police officers (BMI >30) were randomly assigned to experimental (carbohydrates eaten mostly at dinner) or control weight loss diets for 6 months. On day 0, 7, 90, and 180 blood samples and hunger scores were collected every 4 h from 0800 to 2000 hours. Anthropometric measurements were collected throughout the study. Greater weight loss, abdominal circumference, and body fat mass reductions were observed in the experimental diet in comparison to controls. Hunger scores were lower and greater improvements in fasting glucose, average daily insulin concentrations, and homeostasis model assessment for insulin resistance (HOMA(IR)), T-cholesterol, low-density lipoprotein (LDL) cholesterol, high-density lipoprotein (HDL) cholesterol, C-reactive protein (CRP), tumor necrosis factor-α (TNF-α), and interleukin-6 (IL-6) levels were observed in comparison to controls. The experimental diet modified daily leptin and adiponectin concentrations compared to those observed at baseline and to a control diet. A simple dietary manipulation of carbohydrate distribution appears to have additional benefits when compared to a conventional weight loss diet in individuals suffering from obesity. It might also be beneficial for individuals suffering from insulin resistance and the metabolic syndrome. Further research is required to confirm and clarify the mechanisms by which this relatively simple diet approach enhances satiety, leads to better anthropometric outcomes, and achieves improved metabolic response, compared to a more conventional dietary approach.


    2014-07-11 14:19 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  130. então doutor quer dizer que se for pra comer carboidrato que seja pelo menos a noite ? e isso que eu entedin né doutor ?

    ResponderExcluir
  131. Dr. Souto vejo muitos comentários aqui no blog de pessoas relatando melhora na disposição, principalmente no sentido de vigília com a dieta low carb. A que isso se deve? efeito placebo? algum efeito deletério dos carboidratos em excesso que a maioria consumia que prejudicava a disposição? o efeito das gorduras como fonte de energia ao invés dos carboidratos? outro? há embasamento científico para isso?

    ResponderExcluir
  132. é


    2014-07-11 15:07 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  133. Dr. mas porque a noite? qual o problema em comer de dia?

    ResponderExcluir
  134. ah esquece, nem reparei que voce ja respondeu

    ResponderExcluir
  135. Não tenho dúvida que há um componente placebo. MAS também há o fato de que corpos cetônicos são o combustível preferido do cérebro, sendo mais eficientes do que glicose:


    Integration of Metabolism, Energetics, and Signal Transduction (livro); Robert K. Ockner:

    ResponderExcluir
  136. doutor solto o senhor ja pegou algum paciente que ten problema com potassio ? digo isso porque eu tava comendo muito abacate,e meu redimento caiu mais e tava começando a min dar dor de cabeça tipo uma enxaquenca,coisa que eu nao tinha,e tava me sentido meio que inchado,o senhor ja viu isso ?

    ResponderExcluir
  137. Já peguei FALTA de potásssio


    2014-07-11 16:23 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  138. eu queria morar ai perto do senhor,porque a dieta mesmo sendo paleo e bom ter uma pessoa para acompanhar a dieta,eu ia viver marcando consulta com o senhor,kkkkkkk por que pense nun negocio dificil de enteder e o corpo humano

    ResponderExcluir
  139. :-) O problema é tentar entender demais. Vaca não tenta entender o capim. Leão não tenta entender a carne. Basta parar de tentar entender a vaca e simplesmente comê-la (bem mais divertido). O problema do ser humano é pensar demais, e acabar comendo a comida da vaca.


    2014-07-11 17:09 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  140. Guilherme Esteves11 de julho de 2014 17:26

    Dr. Solto

    Estou a 6 meses fazendo a dieta paleolítica feliz pele perda de peso ate aqui. Porem o exame que
    medem o colesterol ainda me incomoda um pouco, segue um histórico deste para compreensão:

    12/09/2013 (Antes da dieta Paleo) => HDL 32 LDL 81 TOT 135 TRI: 109
    16/04/2014 => HDL 34 LDL 110 TOT 164 TRI: 98
    10/07/2014 => HDL 33 LDL 93 TOT 143 TRI: 90
    Meu desejo era ter o colesterol total na faixa dos 200 (H: 70 L: 130).Tenho comido bastante gordura saturada das carnes e um pouco de óleo de coco. Porem não consegui nenhuma alteração significativa nestes indicadores. Fico com a impressão que meu fígado fica sabotando o meu desejo de aumentar os níveis de colesterol. O meu fígado está fazendo o contrapeso e diminuindo sua produção de colesterol na medida que ingiro mais gordura? Os níveis de colesterol desejados seria os mais corretos para o bom funcionamento do nosso corpo? Digo isso por causa dos vários hormônios que precisam de colesterol para ser sintetizados e vejo a possibilidade destes estarem ligados aos meus sintomas de stress, psoríase e insônia.



    Grato

    ResponderExcluir
  141. Parte disso é a genética - o importante é que os níveis não estão assim porque você toma remédios ou come pouca gordura. Sendo o seu natural, não vejo problemas.


    Em 11 de julho de 2014 17:26, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  142. e mesmo doutor depois dessa tou pensando se compro carne pra comer de noite ou peixe kkkkkk,

    e por que doutor eu tava vendo no site do doutor mercola que la ele ten um teste de tipo de nutrição http://products.mercola.com/nutritional-typing/ para saber o tipo do paciente ele disse que ten gente do tipo que se da ben com carbos e menos fat ,e tamben ten o tipo que se da ben com proteina, e ten o tipo mixed que pode comer moderadamente proteina gordura e carbo,tudu isso que ele fala e verdade ou e balela doutor por favor responda essa minha duvida

    ResponderExcluir
  143. Mercola: muito comercial....

    Sent from mobile phone
    Em 11/07/2014 17:40, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  144. Gustavo Borgonovi11 de julho de 2014 23:31

    Gosto de muitos artigos dele, mas tem muita coisa comercial tb. E não me agrada o fato dele ser anti-vacinação.... mas no mais, se todo "médico popular/vendedor de suplemento" da mídia ao menos tivesse uma visão nutricional igual à dele, estaríamos bem melhor, né?

    ResponderExcluir
  145. Com certeza! Sobre algumas vacinas (Gardasil, por exemplo), ele até tem razão. Sobre outras coisas, às vezes desce ao misticismo e credulidade.
    Sent from mobile phone
    Em 11/07/2014 23:31, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  146. É Dr. É difícil para nós leigos diferenciar as verdades das balelas. Obrigada pela dica. Vou ser mais crítica ao ler os artigos. O que me assustou uma vez foi um artigo sobre Alzheimer onde dizia que pessoas com uma glicemia de jejum maior que 95 tem mais chances de desenvolver a doença. Com certeza a pesquisa não levou em consideração as pessoas que fazem low-carb ou dieta cetogênica. E mais do que eu já faço realmente é impossível. Tenho que dar o braço a torcer pois a carga genética é mais forte que tudo. Nós podemos atrasar, amenizar, mas garantir que nunca ficaremos doentes é impossível. Uma vez o sr. escreveu num dos posts, que morrer vamos todos inevitavelmente, mas
    que não precisamos nos matar propositalmente. Gostei.

    ResponderExcluir
  147. O marcador importante é hemoglobina glicada (HbA1c). Deve estar abaixo de 5,7

    Sent from mobile phone
    Em 13/07/2014 09:23, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  148. Entendi. Em fevereiro, quando eu descobri que estava com diabetes e não fazia low-carb o meu HbA1c era 5,8 (40 mmol/mol). Depois das férias de verão vou pedir pra repetir esse exame. Obrigada.

    ResponderExcluir
  149. Bingo

    Sent from mobile phone
    Em 13/07/2014 10:51, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  150. Conte mais sobre essas 'algumas vacinas'.

    ResponderExcluir
  151. Gripe

    Sent from mobile phone
    Em 13/07/2014 12:38, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  152. E o que vc come por exemplo ? Pois eu aumentei o meu absurdamente e tinha o meu bem a baixo do seu ai , Eu passei a comer muito ovo e azeite e azeitona , acho que devo estar comendo algo que ele chegou a 200 cravado e eu dando um ataque com dr souto . Me trig , era 37 , pra vc ter uma ideia , mas que bom que a glicemia continua 65 , 72 , insulina 3 , 2,1 b12 , 1164 vai de cada um , eu tenho que perder emdo de carne , gordura de verdade .

    ResponderExcluir
  153. Guilherme , cortei carbos , só de frutas , e das que dr souto falou que pode .

    ResponderExcluir
  154. Essa do carbo a noite é maravilhosa ! vc vai contra tudo e todos . kkkkkkkkkkkkkkkkkk Meu guru , aquilo que te falo , nada como um corpo saudável !!!!!! gente inexplicável !!!

    ResponderExcluir
  155. tenho que comer frutas e só como a noite

    ResponderExcluir
  156. Bingo mesmo , por estes dias tive que comer alguma coisa a noite ,e bingo mais uma vez foi fruta , e bigo mais uma vez carbos e bingo nada de ruim aconteceu . Tu eres o mais inteligente de todos . alguns acham que pxo muita sardinha pro teu lado , mas bingo . Tá tudo perfeito . E olha que foi tudo por leitura , sem seguir conselhos , devorando o blogo , Luxo puro ! quando tu vier ao Rio , será um prazer !

    ResponderExcluir
  157. Esse ano eu experimentei não tomar a vacina contra gripe. Até o momento, nada da gripe vir :-)

    ResponderExcluir
  158. Sééééério ? :-D

    ResponderExcluir
  159. Guilherme Esteves14 de julho de 2014 09:31

    Luiz,

    me recomendaram aumentar a ingestão de azeite e azeitona. Vou tentar isso nos próximos meses para ver o que acontece. Quanto ao que estou comendo segue o que normalmente faço.

    Pela manha como:
    * Cinco ou seis castanhas do Pará.
    * 1/3 de abacate com um pouco de óleo de coco e coco ralado.
    *Quatro vezes por semana 2 ou 3 ovos cozidos.
    *Algumas vezes o resto do jantar do dia anterior.
    *Algumas vezes torresmo frito.

    Almoço:
    *Salada de Alface com rúcula ou espinafre temperadas com limão e sal (meio prato).
    * Tomate
    *Acho que entre 150 e 200g de carne (boi, porco ou frango). Dou preferência pelos cortes mais gordos, cozido ou assado (Já que é uma refeição em restaurantes).
    * As vezes 1 ou 2 pedaços pequenos de Mandioca ou batata-doce fritos.

    Jantar:
    * Meu preferido é carne moida (acém ou musculo)de boi preparada com alguns cubinhos de bacon com mandioca cozida frita na manteiga e algumas folhas de alface. Acho que poderia viver disso!!! kkkkk
    * no dia que estou mais empolgado preparo na panela de pressão costelinha de porco ou costela bovina com mandioca. As vezes linguiça de pernil ou lombo.
    * Uma mexerica ou laranja ou repito o abacate com coco ralado.


    Obs:
    * As vezes pulo as refeições da manha.
    * Tenho maior flexibilidade para preparar alimentos para o jantar e finais de semana, então a maior variação da alimentação ocorre nestes.
    *Nos finais de semana libero o consumo de chocolate amargo sem gordura
    vegetal. Gosto de misturar ele derretido com creme de leite morangos
    picados e nozes e castanhas.
    *Bebo somente água.
    * Faço suplementação de Omega 3, Vitamina D3, Oxido de magnésio e
    Vitamina C.

    * Deixo pra comer uma maior quantidade de carbs a noite. Pois percebi que melhora a qualidade do meu sono.

    ResponderExcluir
  160. Eu assisti um vídeo no YOUTUBE (http://www.youtube.com/watch?v=bvzZ2HWkDxE) que fala a respeito de uma gordura marrom, uma gordura boa, o tema é a respeito de perda de gordura abdominal, no vídeo eles mostram um jovem que é magro naturalmente e come muito, a justificativa que dão a princípio é a possibilidade dele ser o mais ativo na família, já quase no final do vídeo, mostram um slide falando sobre essa gordura marrom, e justificam os MAGROS DE RUIM (aqueles que comem muito e não engordam) possuidores dessa tal gordura, mas afinal, esse gordura marrom ela é produzida pelo corpo ou ingerida? O que seria essa tal gordura marrom?

    ResponderExcluir
  161. Todos nascemos com ela, cuja função é produzir e dissipar calor, nada a ver com acumular energia como a gordura comum. Fica mas costas, entre os ombros, e em alguns outros poucos lugares.

    Sua função é bem mais importante em alguns outros mamíferos e em bebês humanos.

    A função em adultos (ou melhor, o quão importante ela realmente é) é ainda debatida.

    Sent from mobile phone
    Em 16/07/2014 02:00, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  162. Nossa é incrível como profissionais de saúde divulgam matérias sem nenhum fundamento científico, eles não têm nenhuma responsabilidade e nós na posição de leigos é que sofremos as consequências desses equívocos, na maioria das vezes com prejuízo na nossa própria saúde e fazendo parte dessas tristes estatísticas da nova doença do século, a obesidade.

    ResponderExcluir
  163. Depende da fome. Só da fome.

    Sent from mobile phone
    Em 24/07/2014 12:56, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  164. Muito bom Leonardo! Já sei o que dizer!

    ResponderExcluir
  165. Realmente essa história de testar em você mesmo os efeitos dos alimentos é a pura verdade.Eu aumentei drasticamente o consumo de gordura saturada, bacon, ovo e carne vermelha tbm. Aumentei também o consumo de abacate, óleo de coco, azeite e antes mesmo de introduzir os ARs (defendo com unhas e dentes), cortei o açúcar. Ponto. meu LDL despencou, meu HDL é 85, nunca passou dos 60, já era bom, mas ficou ainda melhor. Testei os lacticínios e percebi que sou sensível à caseína ( cistos no ovário), então tirei, resultado: bem menos fome.... Beeemmm menos mesmo, sem inchaço, sem cansaço - só o normal no fim do dia depois de cuidar da prole - sem compulsão alimentar, enfim nem eu acredito. Todas as vezes que tive recaídas já me sentia inchada e pipocavam as espinhas. Meu marido já é mais sensível às gorduras saturadas e eu procuro adaptar tudo isso à uma versão mediterrânea .....Mais azeite, peixe, muitas folhas e legumes. Os níveis de colesterol dele são altíssimos. Enquanto ele tolera bem a ingestão de raízes, eu preciso tomar cuidado. Sou super sensível ao açúcar e caseína, enquanto ele não tolera muita gordura saturada. Só testando mesmo. Indico o blog pra todos que conheço. Conhecimento liberta.

    ResponderExcluir
  166. Dr Souto o que me diz da Quinoa, linhaça, chia e cacau em po? Vc os consome? Os considera saudáveis? Parabéns pelo trabalho esclarecedor! Abraços Marina

    ResponderExcluir
  167. E hepatite B?

    ResponderExcluir
  168. Essa vale a pena, especialmente para quem se expõe (meu caso, cirurgião).
    Sent from mobile phone
    Em 29/07/2014 20:58, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  169. Alice, tu deverias compilar essas minhas frases - tem várias que eu nem me lembro de ter escrito, e tem disa que eu estou inspirado :-)


    2014-08-03 10:13 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir