sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Os 12 motivos pelos quais low carb é melhor para diabetes: 3) nem precisa perder peso

  • Os 12 motivos pelos quais low carb é melhor para diabetes: 3) Os benefícios da restrição de carboidratos na dieta não requerem perda de peso.
Esta é a terceira de 12 postagens explicado porque uma dieta de baixo carboidrato (Low Carb) deve ser a estratégia padrão, inicial, para o manejo do diabetes. Esta série de postagens é baseada no artigo Restrição de carboidratos na dieta como a primeira abordagem no manejo do diabetes: revisão crítica e base de evidências, sobre o qual já tratamos previamente (ver aqui). As referências bibliográficas estão no artigo original (clique aqui).

Se ainda não leu, leia antes esta postagem.

A primeira postagem desta série foi: 1) Manejo da hiperglicemia;
A segunda postagem desta série foi: 2) A epidemia começou pelos carbs;

3) 
Os benefícios da restrição de carboidratos na dieta não requerem perda de peso.
Como descrito na postagem 1, dietas de baixo carboidrato (LOW CARB) em geral têm desempenho superior a dietas que explicitamente restringem calorias, mas como muitos destes estudos são desenhados para serem hipocalóricos ou apresentam reduções espontâneas da ingesta calórica, nem sempre é possível excluir o efeito direto da restrição calórica ou o efeitos hormonais indiretos. Esta é uma consideração importante, visto que está bem estabelecido que os sintomas do diabetes tipo 2 melhoram com a perda de peso. No que diz respeito à Associação Americana de Diabetes e outras agências, a dieta low carb deveria ser recomendada APENAS para perda de peso. Muitas pessoas com diabetes tipo 2, contudo, são magras, e muitas pessoas com sobrepeso nunca desenvolvem diabetes. Pessoas com diabetes tipo 1 em geral não têm sobrepeso, embora - ao menos de forma anedótica - o ganho de peso associado ao uso de insulina possa ser um motivo para uma adesão ruim ao tratamento. Além disso, vários estudos sugerem que a perda de peso não seja necessária para melhoria do controle glicêmico e de outros sintomas do diabetes.

Nuttall e Gannon conduziram uma série de experimentos bem desenhados demonstrando melhora no controle da glicose, dos hormônios e dos lipídios em condições nas quais os pacientes eram mantidos sempre com o mesmo peso. O nível mais eficaz foi a restrição de carboidratos a 20% do total - este foi o nível mais baixo testado pelos autores, embora uma restrição maior provavelmente fosse ainda mais efetiva. 

Os resultados de um estudo recente são mostrados abaixo:
Cada linha colorida é a GLICEMIA de um paciente diabético; o gráfico de cima é antes da dieta,
o gráfico de baixo é após 10 semanas de uma restrição leve (30%) de carboidratos e manutenção do peso

Embora a dieta empregada pelos autores do estudo acima restrinja muito pouco os carboidratos (30% das calorias - ou seja, não é LOW CARB, é apenas MODERADA em carbs), é possível observar sensível melhora das curvas de glicemia, embora o PESO dos pacientes tenha sido mantido constante, e mesmo com uma restrição apenas moderada de carbs.

Em estudos nos quais HÁ perda de peso, e há melhora da glicemia, não há nenhuma relação entre esses dois desfechos. Veja esta figura:
Trata-se de um estudo de dieta cetogênica VLCKD versus dieta de baixa gordura. Três coisas são notáveis: 1) perde-se muito mais peso com VLCKD do que com low fat (70% do grupo low fat perdeu menos do que 8 Kg, enquanto 80% do grupo Low Carb perdeu MAIS do que isso); à direita, vê-se que mais do que UM TERÇO do grupo LOW FAT teve um aumento da hemoglobina glicada com dieta (ou seja, o diabetes PIOROU com a dieta de baixa gordura); no grupo VLCKD (Very Low Carb Ketogenic), 90% teve REDUÇÃO da hemoglobina glicada. E, como pode ser visto ainda no gráfico da direita, não há correlação entre o grau de perda de peso e a resposta da hemoglobina glicada. 

Dada a dificuldade que muitas pessoas têm em perder peso (veja aqui e aqui), este fato por si só já se constitui em grande vantagem a favor de uma dieta Low Carb para o diabete.


23 comentários:

  1. DOUTOR SOLTO E CASO A PESSOA FIZESSE UMA VERSÃO TIPO A DIETA DUKAN,low fat e low carb,como seria o grafico de saude dessa pessoa ?,com certeza ela iria emagrecer por causa da baixa caloria so vinda das proteinas,ten tamben o livro proteina power,sera que ten beneficio uma dieta assin ?

    ResponderExcluir
  2. Protein Power é um livro maravilhoso, e é high fat.

    Dukan está fadado ao insucesso no longo prazo pois a pessoa acaba ficando com fome por ser low carb e low fat (proteína não é uma boa fonte de energia, e há um limite no seu consumo diário, algo da ordem de 600 Kcal, antes que a pessoa comece a passar mal).

    Obviamente, Dukan é melhor do que a pirâmide alimentar, mas isso não é exatamente um elogio - isso é chicotear cavalo morto.


    2014-09-05 23:03 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  3. Mesmo sem emagrecer, os benefícios para saúde são evidentes! Nada que os muitos relatos desde blog não confirmam! ;)

    ResponderExcluir
  4. Eu fico pensando, é possível ganhar peso com LCHF? Como?

    ResponderExcluir
  5. Comendo pra caramba ( http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/03/documentario-da-bbc-sobre-dieta-atkins.html )


    2014-09-05 23:49 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  6. há onze meses, entrei aqui para registrar minha insulina jejum batendo os 16 e me deixando a beira da diabetes e de um ataque de nervos, ... já em minha segunda medição este ano, fechei julho com um gratificante 5 em jejum, 20 kg a menos e muitos foguetes para comemorar!!! E viva DrSouto/paleo/lowcarb!

    ResponderExcluir
  7. minha irmã relata as vezes que depois de uma refeição lowcarb ten vez que ela fica meio que letargica tipo sen energia o senhor sabe o que poderia ser ? sera autoimune a alguma coisa e ela não sabe ?ou sera sal de mais eu presto atenção que ela mete sal no comer dela ?

    ResponderExcluir
  8. É coisa de iniciante. O sal ajuda a dar menos problema.

    Sent from mobile phone
    Em 06/09/2014 02:02, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  9. Sensacional!!

    Sent from mobile phone
    Em 06/09/2014 00:03, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  10. Engraçado eles terem colocado de um lado a dieta "low carb" e do outro "healthy eating, como se lchf fosse pouco saudável ou prejudicial... e os próprios dados rejeitam essa noção Rs

    ResponderExcluir
  11. Ah, a ironia.... :-)


    2014-09-06 11:39 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  12. A minha esposa é um exemplo desse caso. Ela tinha diabetes tipo 2, pesava 120 kg. Depois da dieta parou com os remédios, emagreceu 28 kg e melhorou em todos os índices possíveis. Além de perder medidas corporais e estar ganhando massa magra. É demais!

    ResponderExcluir
  13. Dr. Souto, Patricia ou quem puder me ajudar!
    Tentando extrair o óleo de côco em casa (p/ baratear) vi que tem a frio e fritando para separar o óleo... Tentei a frio e não deu certo, fritando sim! Pois bem, minha dúvida é se ao fritar ele se transforma em gordura ruim, como o azeite...
    Desde já obrigada!

    ResponderExcluir
  14. Puxa, eu já tenho o relato dela pra publicar??


    2014-09-06 14:47 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  15. É uma gordura estável, mas seguramente o melhor seria uma extração a frio. Não entendo do assunto de como fazer.


    2014-09-06 16:40 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  16. Ola Camila,pelo que eu pesquisei ele muito estavel como disse o Dr Solto, e ''nao oxida'', eu faço em casa no fogo a muito tempo, nao se preocupe.

    ResponderExcluir
  17. Obrigada! Vou continuar fazendo...

    ResponderExcluir
  18. Dr., boa tarde!
    Minha mãe tem 57 anos, e quase chegou a ter diabetes. Mas, ela iniciou a dieta paleo em janeiro desse ano junto comigo, e já perdeu 15 kg. Ela nunca se sentiu tão bem quanto agora. Porém, recentemente ela vinha sentindo umas dores no estômago. Ao consultar o médico, fazendo uma série de exames, o problema foi diagnosticado como gastrite nervosa. O que deve-se fazer neste caso? Deve-se restringir algum alimento na dieta? O médico receitou Pantoprazol para esse tratamento.
    Obrigada, desde já.

    ResponderExcluir
  19. Estava dependente dos "prazois" , pois desenvolvi uma pequena hérnia de hiato, além da esofagite, mas não queria mais tomar os remédios depois de tudo que li sobre, e ao retirá-los percebi o quanto a dieta era boa até nisso... hoje ainda sinto uns incômodos, mas estou descobrindo os benefícios do limão... ao contrário de tudo o que podemos supor, o limão faz efeito alcalinizante como os prazóis, e agora estou tomando o suco de 1 limão diariamente em jejum . Procure sobre os benefícios do limão na internet, quem sabe sua mãe tb se beneficie.

    ResponderExcluir
  20. Muito obrigada por passar sua opinião e experiência, Cinthia.
    Vou estudar mais sobre o limão e fazer essa tentativa com minha mãe. Obrigada!

    Em 8 de setembro de 2014 17:34, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  21. ERIKA MARTINI Martini9 de setembro de 2014 23:40

    em quanto tempo ela consegui e como montar esse cardápio ,meu marido tbm tem diabetet tipo 2 e já aumentaram a medicação e stão querendo aplicar insulina ,mas estamos resistente estamos na medicação e controlando com exames de manha ,pos prandial e a noite ,me ajuda a montar um cardapio

    ResponderExcluir
  22. Tenho visto muita resistência de pessoas já magras a aderir à paleo, por medo de emagrecerem ainda mais...elas até se interessam pelos (excelentes) benéficos em termos de saúde, mas tem medo de "secar demais". Tem algo além de muitas frutas, castanhas e batata doce/macaxeira pra sugerir a elas? Mesmo sugerindo isso E que mantenham arroz na alimentação (que é supostamente um carb "seguro"), não vejo como não emagrecer ao acrescentar salada, colocar gordura (que gera saciedade), e tirar açúcar, trigo, feijão, soja, leite....



    Aproveitando, pra quem pretende emagrecer, é preferível ingerir carbs "puros" (pois não vicia) ou acompanhados de gordura (pois dá mais saciedade/não eleva tanto a insulina)?

    ResponderExcluir
  23. Olá Paula,

    Pessoas magras conseguem ganhar MM satisfatoriamente numa dieta paleo. E de forma muito saudável. Existem muitos relatos bela blogsfera. Pra entender como funciona, leia http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/06/prezado-dr-souto-exercicio-sem.html

    Pra quem precisa emagrecer, concentre os carbs na refeição noturna e com boas gorduras. Aliás, toda boa refeição tem boa gordura!

    ResponderExcluir