segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Os 12 motivos pelos quais low carb é melhor para diabetes: 7) gordura na dieta não tem relação com doença cardiovascular

  • Os 12 motivos pelos quais low carb é melhor para diabetes: 7) A gordura total e/ou saturada da dieta não têm relação com o risco de doença cardiovascular.

Esta é a sétima de 12 postagens explicado porque uma dieta de baixo carboidrato (Low Carb) deve ser a estratégia padrão, inicial, para o manejo do diabetes. Esta série de postagens é baseada no artigo Restrição de carboidratos na dieta como a primeira abordagem no manejo do diabetes: revisão crítica e base de evidências, sobre o qual já tratamos previamente (ver aqui). As referências bibliográficas estão no artigo original (clique aqui).

Se ainda não leu, leia antes esta postagem.

A primeira postagem desta série foi: 1) Manejo da hiperglicemia;
A segunda postagem desta série foi: 2) A epidemia começou pelos carbs;

A terceira postagem desta série foi: 3) Nem precisa perder peso;
A quarta postagem desta série foi: 4) Nem precisa perder peso, mas perde;
A quinta postagem desta série foi 5) Melhor aderência;
A sexta postagem desta série foi 6) +Proteína é melhor do que +carbs

7) A gordura total e/ou saturada da dieta não têm relação com o risco de doença cardiovascular.

Vários ensaios clínicos grandes e caros foram conduzidos desde que a chamada hipótese dieta-coração (diet-heart hypothesis) foi formulada na metade do século passado. Desde o estudo de Framingham original, passando pelo Women's Health Initiative, além de cerca de uma dúzia de outros estudos adicionais, tem havido falha em se identificar uma associação entre os lipídios da dieta e risco cardiovascular. Há hoje um grande volume de literatura científica e de livros populares documentando exaustivamente a falha das tentativas de dar suporte à hipótese dieta-coração (diet-heart hypothesis). Houve poucas tentativas de refutar isso. As fortes recomendações das agências de saúde previam que nenhum destes ensaios clínicos falharia em demonstrar essa associação. Na verdade, praticamente TODOS falharam.

Três metanálises recentes devem ajudar a encerrar, de uma vez por todas, a questão do nexo causal entre gordura na dieta e doença cardiovascular. Jakobsen e colaboradores, por exemplo, agregaram o resultado de 11 grandes estudos de coorte nos quais a gordura saturada foi substituída ou por gorduras poliinsaturadas (PUFA's, os dois gráficos de cima) ou carboidratos:
Razão de Chance e intervalo de confiança de 95% para eventos coronarianos e morte nos diferentes estudos da metanálise.
O efeito de substituir 5% do consumo calórico de gordura saturada por outra coisa é mostrado na figura oriunda do estudo de Jakobsen. As conclusões dos estudos individuais são convincentes. Quase todos os estudos mostram não haver efeito nessa substituição, seja com PUFA's, seja com carboidratos. A regra estatística é que, se os intervalos de confiança cruzam o 1, não há diferença. As áreas sombreadas, representando as diferenças entre os dados agregados, são muito pequenas. Mais importante, em nosso ponto de vista, a análise estatística é inapropriada. Metanálises são apropriadas para pequenos estudos para os quais haja uma chance de identificar alguma correlação que pudesse passar despercebida sem a análise dos dados agregados. A figura, contudo, agrega estudos de larga escala, bem conduzidos, que individualmente não mostram efeito. É questionável que qualquer método estatístico permitiria que se fizesse uma média de estudos que não mostram associação estatística e identificar uma correlação significativa. Mesmo se acreditássemos nas conclusões de Jakobsen, a razão de chance AUMENTOU quando a gordura saturada foi substituída por carboidratos, e os autores relataram uma "modesta associação significativa entre o consumo de carboidratos e eventos coronarianos". Análises semelhantes foram conduzidas por Mozaffarian, que concluiu que "substituir gordura saturada com carboidratos não tem nenhum benefício", e por Siri-Tarino e colaboradores, cuja conclusão foi, também, "uma metanálise de estudos prospectivos epidemiológicos mostrou que não há evidência significativa para se concluir que a gordura saturada da dieta esteja associada com aumento dos risco cardiovascular".

Por fim, o fato de que tão poucos estudos individuais tenham achado qualquer efeito é incrível. NENHUM dos 15 estudos sobre substituição de gordura saturada por carboidratos mostrou qualquer efeito em eventos coronarianos e apenas dois acharam efeito estatístico em mortes coronarianas. De fato, um dos poucos estudos, largamente citado para mostrar um efeito deletério da gordura saturada, é o Estudo do Hospital de Saúde Mental Finlandês (Finnish Mental Hospital Study), cujas limitações científicas e metodológicas já foram extensamente analisadas, incluindo a observação de que muitas das mudanças podiam ser atribuídas a diferenças nas medicações anti-psicóticas. Olhando novamente os estudos na análise de Jakobsen (figura acima), e levando em conta que alguns deles já têm mais de 20 anos, parece razoável concluir que, se existir algum risco em substituir carboidratos com gordura saturada, isso permanece especulativo mesmo a longo prazo, e não deve impedir a adoção dos benefícios já estabelecidos e imediatos de tal substituição para diabéticos.

104 comentários:

  1. dr souto obrigado mais uma vez pela sua contribuição seus estudos são bem claros e objetivo.

    ResponderExcluir
  2. Amelia Schwarzeluhr13 de outubro de 2014 21:56

    Sempre tudo muito esclarecedor!

    ResponderExcluir
  3. Dr. ..hj sairam os resultados de alguns exames...em resumo meu LDL aumentou muito pouco. ..a relacão colesterol total e hdl está em exatamente quatro e meio, enquanto a triglicerides X hdl gira em torno de 1,3...muito feliz
    Valeu...

    PS. Como sempre a palestra de sábado foi show.

    ResponderExcluir
  4. dr souto...fiz uma analise gluten deu negativa ...Transglutaminase tecidular 0,30 existe uma analise mais completa onde se possa provar que tenho sensibilidade ao gluten ....

    ResponderExcluir
  5. Acho que está certo. Eles achavam que trocando gordura por carbo diminuiria o risco, mas aumentou.

    Sent from mobile phone
    Em 13/10/2014 23:34, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  6. Dr Souto é o cara! Admiro muito!

    ResponderExcluir
  7. O autor de dieta da mente afirma que todos somos sensíveis ao glúten no cérebro...
    Vc precisa provar por exames pq? Se sente melhor sem ele? É suficiente..! Não fiz exames, mas comi sábado uma carne maturada no chopp (sem saber), estou com sintomas até hj - alergia, queimação, preguiça (essa já ta passando!).
    Pra mim já está mais do que provado!

    ResponderExcluir
  8. Dr. Souto, em um post antigo havia uma resposta sua a respeito de um viés mais próximo à dieta mediterrânea em alguns casos, basicamente seria o consumo de mais carnes brancas do que vermelha e a preferência do azeite de oliva do que outras gorduras? Essa versão seria mais interessante em casos de SII e SOP? Outra dúvida, comecei a repor amido resistente utilizando meia colher de sopa de polvilho doce, devo consumir todos os dias ou em dias alternados? Obs.: nunca tive problemas intestinais, mas desde que cortei os carbos venho tendo períodos alternados de constipação e diarreia, um sintoma de SII. Obrigada!

    ResponderExcluir
  9. A dieta cetogênica mediterrânea era mais destinada a quem tem dislipidemia.
    Pode ser que o amido resistente te ajude para SII ou não. Vai ter que testar. Se prejudicar, pare.

    Para SOP,. o mais importante é ser low carb e, às vezes, retirar laticínios.
    Em 14 de outubro de 2014 09:49, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  10. Nunca fui de babar ovo de ninguém, nunca tive um ídolo, um espelho, nada disso. Hoje eu admiro o Dr. Souto por ajudar pessoas a mudarem suas vidas, assim como, sem ter noção, tem ajudado a mudar a minha.

    Sou uma pessoa que nunca fui mega obesa, sempre estive acima do peso, uns 5-6kg, apesar de fazer muuuuito exercicio, muita dieta e tudo mais o que os nutricionistas indicavam... até engravidar!
    Me vi 20kg acima do meu peso, completamente desesperada... Encontrei uma médica que tem me ajudado a voltar ao meu peso original com a dieta LowCarb. Mas quem de fato tem me ajudado é esse site e todo o universo Paleo que ele me apresentou de forma clara e cientifica.

    Sábado passado (hoje é terça dia 14/10) conheci uma nutricoisa que me foi apresentada em uma festa, só pq eu estava de dieta (coisa de amiga que quer ajudar), quando ela ouviu meu relato da dieta me disse assim: _CUIDADO COM ESSA DIETA HEIM, SÓ TENHO QUE TE INFORMAR QUE DEPOIS QUE VC VOLTAR A COMER NORMALMENTE (nunca mais quero comer "normalmente" na minha vida!) VOCÊ VAI ENGORDAR TUDO E MAIS UM POUCO.
    _ VOCÊ DEVE ESTAR EM CETOSE, CUIDADO, CETOSE CAUSA DANOS NEURAIS (eu ri nessa parte!).
    _CUIDADO POR QUE VC PODE TER COMPLICAÇOES HEPÁTICAS, DIGO COM ENFASE, POIS ESTOU ME ESPECIALIZANDO NISSO!!!
    Chamo esse tipo de profissional de NUTRICOISA. Ignorei e continuei...


    Só pra elucidar: meu triglicerides foi de 338 para 56, fui de 84kg para 74 em 1 mes e meio, quero ainda eliminar 10 kg. Enfim, eu sou um case de sucesso, e pretendo ser sucesso permantente até o ultimo dia da minha vida e agradeço ao Souto e a Patricia (ela é um amor!)...


    Gente, obrigada por tudo!

    Pronto, babei meu ovo do ano!!

    ResponderExcluir
  11. Obrigado, querida, sinto-me babado :-)

    Sent from mobile phone
    Em 14/10/2014 12:03, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  12. Obrigada, dr. Souto. Estou testando o amido resistente, em breve volto e conto a minha experiência com o mesmo. Quanto à SOP, estou com o retorno marcado na ginecologista e espero ter bons resultados. :)

    ResponderExcluir
  13. Eu achei que substituindo gordura POR carboidrato estava invertido, quer dizer tira a gordura e coloca carboidrato. Mas entendi perfeitamente a lógica do estudo.

    ResponderExcluir
  14. Pior é que essa expressão em inglês é ao contrário... http://translationpoint.blogspot.com.es/2012_01_01_archive.html?m=1

    Sent from mobile phone
    Em 14/10/2014 12:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  15. Ahhhh… sim isso é vero!

    ResponderExcluir
  16. Entendi..Experimente o exame de alergia por IgG ao trigo, cevada ou glúten. Ele pega pequenas sensibilidades...

    ResponderExcluir
  17. Gostei do NUTRICOISA, rss rss rss


    Bem inspirado!

    ResponderExcluir
  18. Ah!! obrigada pelo carinho!!
    obs: não serei NUTRICOISA - prometo!

    ResponderExcluir
  19. Dr. Souto me corrija se estiver errada, mas não creio que temos exames competentes suficientes pra avaliar o amplo espectro que o glúten atinge...
    Portanto, melhor mesmo é retirar e pronto! O glúten vai causar permeabilidade intestinal. Ponto. Agora, como seu corpo vai reagir a isso é outra coisa. Tem gente que é celíaco. Outros tem dermatites... sabe-se lá mais o que isso pode causar...

    ResponderExcluir
  20. Ok Patrícia já estou me conformando a ficar sem o money rsrrs....mas 1º a saúde ....infelizmente são poucos os médicos como Dr. Souto ...surpreendem minha perda de peso e saúde , mesmo assim ñ admitem o meu progresso...Acham mas uma dieta da moda...e infelizmente os doentes que perdem..bjim

    ResponderExcluir
  21. Tinha que ter mandado a nutriciosa estudar um pouquinho.

    ResponderExcluir
  22. Fantastico.Parabéns!

    ResponderExcluir
  23. Dr. José Carlos, estou produzindo um Congresso na sua área e gostaria de convidá-lo a palestrar conosco.

    O site é http://congressosaude.com.br e temos nomes de peso, como o seu.

    Espero que aceite =)

    ResponderExcluir
  24. kkkkkkkkkkkkkkkkk,sinto-me babado foi otimo kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  25. Dr Souto, como você já deve ter percebido estou sempre pesquisando e tentando entender novas ideias.


    Tenho uma duvida, atualmente tenho uma rotina alimentícia diaria de algo como:
    cafe da manha:4 ovos no oleo de coco + curry
    almoço: brocolis, vegetais folhosos (se tiver folha de beterraba melhor) e carne
    janta: 2 batatas recheadas com um pouco de creme de leite e requeijao, uma pitada de parmesao, azeite, vinagre balsamico e oregano.


    Acabo repetindo muito os pratos principais, que me mantem praticamente na faixa ideal da maioria dos micronutrientes.
    Porém algumas coisas que tenho lido no suppversity incomodam um pouco após as explicações sobre resposta a insulina com gordura + carbs, que na verdade nao eh bem como explicado no PHD.


    Qual postura o senhor pensa ser mais prudente quanto ao consumo de carbs + gordura para uma pessoa saudável?


    Obrigado!

    ResponderExcluir
  26. Acho que o souto tá tããão saidinho nesses dias... sacana
    hahahahaha

    ResponderExcluir
  27. Eu acho que está perfeito do jeito que vc descreveu. E o critério é sentir-se bem, estar com peso ok, e exames ok. Não consigo imaginar nossos antepassados overthinking a comida. É comida de verdade, isso basta.

    Sent from mobile phone
    Em 14/10/2014 20:47, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  28. Obrigado Dr. Realmente é o que tenho feito, por ser engenheiro as vezes me esqueço que nutrição/saúde não é ciência exata, não há como projetar algo que interaja com todas as variáveis para produzir um resultado específico.
    Então, tens razão, o importante é o bem estar, morrer todos nós vamos.

    ResponderExcluir
  29. O melhor texto já escrito sobre isso: http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/02/colesterol-v-causa-e-efeito-versus.html
    Sent from mobile phone
    Em 14/10/2014 21:01, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  30. Ótima postagem. Bem como a postagem sobre os riscos absolutos, que é uma maravilha de se ler. Continue com o alto nível que sempre tem tido o blog!

    ResponderExcluir
  31. Obrigado, Jairo, essa postagem sobre causalidade é um banho de humildade para nós que somos muito analíticos.

    Sent from mobile phone
    Em 14/10/2014 22:08, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  32. Boa Noite. Dr. Souto, pelo amor que o senhor tem na saúde, me tira uma dúvida: Posso comer carne de porco todos os dias??? Por favor responda.

    ResponderExcluir
  33. Eu como todo dia e estou vivinho..

    ResponderExcluir
  34. E por que não poderia??

    Sent from mobile phone
    Em 14/10/2014 23:52, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  35. Dê tempo ao tempo. Contra o fato não tem argumentos... Quando eu comecei, era o louco solitário. Agora tenho uns 50 convertidos ;-)

    ResponderExcluir
  36. Maikel Doglas Schoeler15 de outubro de 2014 09:04

    http://www.abcs.org.br/informativo-abcs/1867-na-medida-certa-com-carne-suina

    ResponderExcluir
  37. Pode sim. Só garanta que o porco está morto, antes de morder.

    ResponderExcluir
  38. Me ganhou :-) :-) :-)

    Sent from mobile phone
    Em 15/10/2014 09:50, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  39. Bom dia Dr. Souto. Fui em uma consulta com um dos mais renomado médico da região do Vale do Aço e lhe perguntei sobre o consumo diário da carne de porco (lombo), e ele me respondeu que só poderia ser consumido em 1 dia na semana. Como a carne de porco é considerada carne vermelha fiquei com esta grande dúvida, pensei que talvez seja pelo excesso da taxa de ferretina no sangue, não sei se é este o motivo. Já a carne de boi só como 2 vezes na semana, pois recomenda-se o consumo no máximo 3 vezes por semana. Por favor me tire essa grande dúvida.

    ResponderExcluir
  40. Pode comer qualquer tipo de carne todos os dias. Preocupado com ferritina? Doe sangue 3x por ano. O fato de ser vermelha ou branca é irrelevante. Creio que vc já deve saber que seu médico aprendeu e prega OUTRO paradigma. Cabe a você estudar os argumentos aqui no blog e decidir qual a orientação seguir. E, obviamente, não espere a concordância de seu médico.

    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/04/o-pecado-da-carne.html

    Sent from mobile phone
    Em 15/10/2014 11:58, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  41. Dr Souto , existe um estudo que sugere ser melhor consumir carboidratos a noite ? Obrigado.

    ResponderExcluir
  42. Dr. Souto e/ou Patrícia e demais participantes do blog, em primeiro lugar, peço que não riam de mim.
    Estou fazendo paleo desde julho de 2013, embora não tenha sido tão rigoroso nesse período todo. De vez em quando comi pizza ou pão sírio ou um salgadinho numa festa, mas essas foram exceções.
    A mudança em meu hábito alimentar propiciou ganho de massa magra, sem suplementos, e melhor digestão.
    Como adquiri recentemente a pulseira Vivofit da Garmin, que conta calorias queimadas, passos, sono etc. e passei a usar em conjunto com o App MyFitnessPal, onde funciona como um diário da alimentação, com planejamento de metas de acordo com seu objetivo, perda, ganho ou manutenção de peso, passei a controlar rigorosamente a quantidade de macronutrientes e calorias consumidas.
    Nesse App faço a programação de minha metas também sob o aspecto dos nutrientes, de modo que limitei minha meta de CHO para 20% do total, algo em torno de 140g. A quantidade de calorias varia de acordo com o objetivo e com a quantidade de atividade física desenvolvida.
    Sei que o lema aqui é não contar calorias, entretanto, eu estagnei e, inclusive. Até aumentei um pouco meu peso e especificamente minha gordura. Confesso que o App tem me ajudado muito, inclusive a não cair em armadilhas que me faziam comer mais carboidrato.
    A questão que quero propor é relacionada ao percentual de macronutrientes que seriam adequados para uma dieta com vista a saúde. Quanto de gordura, quanto de proteína e quanto de carboidrato?
    Esclareço que não tenho passado fome, sobretudo porque mais de 50% de minha ingestão é de boa gordura: carnes gordas, côco seco, leite de côco, manteiga, queijo minas padrão, castanha de caju, nozes, azeite, ovos, óleo de côco etc.
    Agradeço pela atenção.

    ResponderExcluir
  43. Rir porquê?
    Acho que não existe uma proporção EXATA de quanto do quê comer por dia, existem linhas gerais propostas por ideais diferentes dentro da ideologia da dieta paleolítica, por exemplo: paleolítica não-lowcarb, paleo cetogênica, baixo carboidrato, carboidrato moderado, primal... A flutuação do peso e dos % de gordura e músculo acontece, mesmo, pra mais e pra menos e isso não é realmente um motivo pra se preocupar. Se no geral você está se sentindo bem, peso adequado (que não significa "magérrima"), e não está comendo lixo, se liberte da neura, que nem aquela propraganda dos produtos de limpeza ("XÔ neura!").

    ResponderExcluir
  44. Greater weight loss and hormonal changes after 6
    months diet with carbohydrates eaten mostly at
    dinner.
    Sofer S, et al. Show all
    Obesity (Silver Spring). 2011 Oct;19(10):2006-14.
    doi: 10.1038/oby.2011.48. Epub 2011 Apr 7.
    Abstract
    This study was designed to investigate the effect of
    a low-calorie diet with carbohydrates eaten mostly
    at dinner on anthropometric, hunger/satiety,
    biochemical, and inflammatory parameters.
    Hormonal secretions were also evaluated. Seventy-
    eight police officers (BMI >30) were randomly
    assigned to experimental (carbohydrates eaten
    mostly at dinner) or control weight loss diets for 6
    months. On day 0, 7, 90, and 180 blood samples
    and hunger scores were collected every 4 h from
    0800 to 2000 hours. Anthropometric measurements
    were collected throughout the study. Greater weight
    loss, abdominal circumference, and body fat mass
    reductions were observed in the experimental diet
    in comparison to controls. Hunger scores were
    lower and greater improvements in fasting glucose,
    average daily insulin concentrations, and
    homeostasis model assessment for insulin
    resistance (HOMA(IR)), T-cholesterol, low-density
    lipoprotein (LDL) cholesterol, high-density
    lipoprotein (HDL) cholesterol, C-reactive protein
    (CRP), tumor necrosis factor-α (TNF-α), and
    interleukin-6 (IL-6) levels were observed in
    comparison to controls. The experimental diet
    modified daily leptin and adiponectin
    concentrations compared to those observed at
    baseline and to a control diet. A simple dietary
    manipulation of carbohydrate distribution appears
    to have additional benefits when compared to a
    conventional weight loss diet in individuals
    suffering from obesity. It might also be beneficial
    for individuals suffering from insulin resistance and
    the metabolic syndrome. Further research is
    required to confirm and clarify the mechanisms by
    which this relatively simple diet approach enhances
    satiety, leads to better anthropometric outcomes,
    and achieves improved metabolic response,
    compared to a more conventional dietary
    approach.
    PMID 21475137 [PubMed - indexed for
    MEDLINE]

    Sent from mobile phone
    Em 15/10/2014 12:15, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  45. Dr. Souto e moderadores, alguém tem algum material sobre lupus e dieta paleo? Preciso auxiliar um familiar que descobriu a doença recentemente e lembro de ter lido alguma coisa sobre benefícios da dieta paleo no tratamento de doenças autoimunes. Obrigado

    ResponderExcluir
  46. Maurício, veja:

    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/03/paleo-e-auto-imunidade.html
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/01/trigo-nosso-maior-inimigo.html
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/03/relato-de-caso-psoriase.html
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013_07_01_archive.html



    Leia também os comentários, há verdadeira pérolas neles.

    ResponderExcluir
  47. Está postagem sobre autoimunidade em geral: http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/03/paleo-e-auto-imunidade.html e uma cópia do barriga de trigo devem resolver

    Sent from mobile phone
    Em 15/10/2014 13:29, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  48. Eduardo Broering Nascimento15 de outubro de 2014 14:12

    Aproveitando que alguém perguntou mais sobre porco, pode-se comer também todos os dias aquelas carnes de porco temperadas resfriadas, que tem conservantes nitrito e nitrato de sódio?

    ResponderExcluir
  49. Boa Tarde Dr. Souto, comecei a low carb há 3 meses, mas a única coisa que começou a me incomodar foi o intestino preso, já tentei AR,iogurte e não adiantou, não sei se no meu caso foi gordura demais que prendeu, já estava sentindo dores abdominais por isso. Então adequei a dieta inclui frutas, tubérculos e verduras. Exclui a gordura, grãos como aprendi no seu blog! A minha dúvida é a seguinte consigo emagrecer dessa maneira?

    ResponderExcluir
  50. Essa foi ótima KKKKKKKKK.

    ResponderExcluir
  51. Se a ingestão de carboidratos for menor que 150g/dia, acho que sim. A lowcarb só não prega a exclusão de gorduras, pelo contrário. Mas você também não precia adicionar gorduras artificialmente, ainda mais se você perceber que isso não está sendo bom pra você. Alguns iorgutes mais tem açucar do que leite, tem que tomar cuidado. De toda forma, pra saber se vai emagrecer assim, é só testar. Mas já tentou aqueles preparados probióticos, de bacilos que vem em pacotinhos e se compra na farmácia?
    (engraçado, meu namorado me disse que pra ele foi o inverso: com lowcarb ele parou de ficar constirpado)

    ResponderExcluir
  52. Quando mais natural, melhor, né. Se der pra evitar alimentos industrializados, é melhor.

    ResponderExcluir
  53. Bom, aí já é mais complicado. Se for pra não comer pão e massa, sim. Mas não é a melhor opção.

    2014-10-15 14:12 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  54. Daqui a uns 2 meses você mesmo me dirá - possível, é.

    Em 15 de outubro de 2014 14:51, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  55. Eduardo Broering Nascimento15 de outubro de 2014 17:50

    Eu como duas vezes por semana, no máximo. Mas no outro dia o cara come um salame, no outro linguiça, presunto.. e quando ver está comendo essas embutidos todos os dias :-(

    ResponderExcluir
  56. Bem só para efeito de apresentação, seu blog estar na minha barra de favoritos , assim como o do emagrecer de vez, isto a 1 ano. Sou seguidor da sua filosofia alimentar, resultado disto: Pesava 102 quilos um ano atrás e hoje peso 76. Todos as taxas dos meus exames foram regularizadas com exceção do HDL que está em 39. Já dou sangue de 3 em 3 meses. Este médico já deu até depoimento na tv globo. Porém este mesmo médico me disse que eu não podia comer bacon, não podia comer manteiga, porco 1 vez por semana e o ovo apenas 1 por dia. Portanto depois desta consulta ele foi totalmente ''ELIMINADO''. Muito obrigado pelo tempo e atenção!!! Sem exageros, fiquei ainda mais seu FÃ.

    ResponderExcluir
  57. De acordo com conselhos do emagrecer de vez que segue a mesma filosofia do Dr. Souto: 15% Carboidrato - 25% Proteína - 60% Gordura ::::: Eu faço 25% Carboidrato - 25% Proteína - 50% Gordura, isto porque como diariamente carboidratos complexos.

    ResponderExcluir
  58. Parabéns - orgulhoso por poder colaborar

    Sent from mobile phone
    Em 15/10/2014 20:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  59. olá Hilton, vou aproveitar que vc está aqui e perguntar:
    vc tem a legenda (português ou inglês) do documentário Cereal Killers para me enviar?

    ResponderExcluir
  60. mais doutor solto ela disse que excluiu a gordura não entedin essa

    ResponderExcluir
  61. r leite como e o nome dos probioticos que vc falou ai tu sabe?

    ResponderExcluir
  62. so en ler ja mi deu enxaquenca kkkkkkk carne de porco so compro fresca na feira e olhe la

    ResponderExcluir
  63. e esse negocio de auto imunes e um problema serio,a maioria da população ten e nen sabe e uma epidemia,vale uma postagen ben detalhada,e resumida para que o povo entenda que o alimento de um pode ser veneno de outro

    ResponderExcluir
  64. eu nen conto mais nada,quando quero secar mesmo apenas baixo mais a gordura e deixo so a proteina ai fica low carb e low fat,dentro de 1 mes meu corpo ja muda fico ben mais seco

    ResponderExcluir
  65. Interessante. E como fica sua alimentação? O que você come que é só proteína? Você usa whey? Obrigado!

    ResponderExcluir
  66. Valeu Roniedson! Eu estou fazendo 20/30/50, pois gosto de correr e acho que ajuda, embora em dias em que não corro fico abaixo dos 20% de CHO e normalmente supero os 50% de gordura. Para secar acho que vou ter que fazer como o Felipe: diminuir também a gordura. Abraço!

    ResponderExcluir
  67. peito de frango, whey protein, clara de ovo,ou albumina en pó,sardinha,salmão,ja fis isso fico ben definido e não sinto fome proteina sacia que só

    ResponderExcluir
  68. agora tou low carb e alto en gorduras boas,tou definido tou mas não como antes,quando faço o estilo dukan que e low carb e low fat ai sim minha pele fica ben fininha não faço nen força e o abdomen ja da as caras

    ResponderExcluir
  69. eu ia votar en AÉCIO mais tou pensando en voltar no doutor solto

    ResponderExcluir
  70. doutor solto ten um parente meu que começou a dieta paléo ja ten mais de 1 ano,ele emagreceu e tal,so que ele ta sendo muito paleolitico vendeu o computador de casa,vendeu a televisão,não sabe mais nen andar de carro, olha ai pro senhor ver https://www.youtube.com/watch?v=8NV1KamAYOY&feature=youtu.be e ai doutor ten cura pra esse caso ?

    ResponderExcluir
  71. Dr Souto, sigo lowcarb/paleo há mais de um ano, porém, minha pressão ficava sempre em 12/8 e agora fica sempre baixa 9/6... Teria algo a ver com a dieta? Importante dizer que eu não consumo carbo até a hora do almoço.

    ResponderExcluir
  72. Sim, low carb ajuda a normalizar a pressão (anormalmente elevada pelo hiperinsulinismo). Parabéns. Se vc usa algum anti-hipertensivo, fale com seu médico para diminuir ou parar.

    Sent from mobile phone
    Em 16/10/2014 09:57, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  73. Obrigada Dr. Quando ele viu minha pressão... perguntou se eu estava passando mal rs.

    ResponderExcluir
  74. Dr.Souto, primeiramente gostaria de agradecer os conhecimentos que o Sr transmite através desse blog, que já venho acompanhando a alguns meses e só agora que faço o primeiro comentário. Estou seguindo essa dieta há uns dois meses, me mantenho mais paleo, mas muitos dias adoto o low carb e nesse tempo emagreci quase 4 kg, apesar da minha busca ser mesmo por saúde. Comecei essa pesquisa e achei esse blog, depois de ler o dieta da mente e ficar chocada com tantas informações equivocadas nos são passadas, mergulhei em ler a respeito, pois minha mãe tem Alzheimer e pesquisando na internet encontrei seu blog. Depois li o barriga de trigo e meu pai tb é diabético e hipertenso. Primeiro adotei pra mim e agora tô querendo inserir no cardápio deles, entretanto ambos são hipertensos e meu pai já teve um AVC, então vou ter q monitora bastante a questão do sal, o sr tem alguma sugestão pra um cardápio e alimentos a serem evitados? Não preciso nem dizer q a nutricionista do plano q acompanha meu pai, coloca os carboidratos integrais como mocinho e as gorduras como vilãs, não se tem muitas Patrícias como nutricionistas, infelizmente. Desculpe o texto longo, mas gostaria de sugerir ao sr. Como um estudioso e pesquisador nesse segmento uma correlação desse estilo de vida paleo com infertilidade, se pode melhorar, visto q já li q o glúten e excesso de carboidratos podem prejudicar a fertilidade. Desde já agradeço a atenção e os conhecimentos compartilhados conosco.

    ResponderExcluir
  75. cara, de cabeça eu não tenho nenhum não. Acho que chamam de "repositor de flora intestinal", é de venda livre. Normalmente é usado depois de uma crise bizonha de diarréia, ou de sessões longas de antibiótico. só chegar na farmácia e perguntar.

    ResponderExcluir
  76. Ângela, aplica o cardápio da dieta da mente para ele. A pressão, como você sabe, tenderá a BAIXAR com low carb. Apenas 25% das pessoas tem problemas com sal. http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/05/o-sal.html

    Em 16 de outubro de 2014 11:03, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  77. Boa tarde
    Acompanho o blog desde março, quando comecei uma dieta orientada, exclusivamente low carb de baixa caloria, e por causa dela descobri que tenho intolerância ao glúten. Procurei sobre o assunto e caí aqui. Gostei muito do que encontrei e passei a misturar os dois conceitos. em três meses emagreci 8 kg. E parei por aí. Confesso que desde então não consigo fazer nem bem direito uma, nem bem direito outra... por culpa minha, que escorrego na gulodisse e no pão nosso de cada dia de vez em quando...
    Mas como faço academia também, leve mas constante, acabei comprando uma balança de bioimpedância, e desde o início da dieta consegui diminuir o percentual de gordura de 42% para 36,8%. Eu considero uma vitória, mas sei que o ideal está bem abaixo disto. Minha glicemia de jejum é 112, mas já li que pode ser normal , e o que me deixa bem aliviada é uma glicemia pós prandial de 86. O resto tá legal.
    Agora, o que fazer para voltar a emagrecer?? Quanto tempo dura o patamar? Eu baixei 10% do meu peso e parou...

    ResponderExcluir
  78. Olá Silvia,

    se essas escorregadas são realmente de vez em quando, não creio que façam tanta diferença. Na maioria das vezes o que falta é paciência para o corpo se adaptar a tantas mudanças.
    leia: http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/02/prezado-dr-souto-este-alimento-e.html
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/01/sobre-galgos-e-bassets.html

    ResponderExcluir
  79. LACTOFOS
    FLORATIL
    e similares.

    ResponderExcluir
  80. luciana mantoanelli16 de outubro de 2014 16:23

    Dr Souto boa tarde! Vi uma palestra sua onde você comenta que há um tipo de paleo que é bem restrita e incluvise não se consome ovos. Pq?

    ResponderExcluir
  81. Autoimunidade

    2014-10-16 16:23 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  82. luciana mantoanelli16 de outubro de 2014 16:29

    Não tem nada a ver então com emagrecimentos, e sim doenças do corpo.

    ResponderExcluir
  83. Exato

    2014-10-16 16:29 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  84. Vejam esta , agora reconhecem http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/10/141014_alimentos_gordura_mdb

    ResponderExcluir
  85. Todo mundo agora é Low Carb desde criancinha ;-P

    Eu já estou preparando uma postagem sobre essa matéria desde hoje de manhã, nos intervalos ente consultas.

    2014-10-16 17:14 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  86. Muita gente que começa essa dieta diz que está com prisão de ventre, que não consegue ir ao banheiro todo dia. Mas fiquei pensando: será que o natural é ir todo santo dia mesmo? Se não tínhamos esse hábito de alimentação mega constante no passado, precisávamos evacuar todo dia ou essa é mais uma crença moderna?

    ResponderExcluir
  87. O principal não é a frequência, e sim o aspecto.

    Olha só: http://pt.m.wikipedia.org/wiki/Escala_de_Bristol

    Cocô também é Cultura
    Sent from mobile phone
    Em 16/10/2014 19:46, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  88. http://www.paleodiario.com/2014/02/a-gripe-low-carb.html

    Sent from mobile phone
    Em 17/10/2014 10:39, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  89. luciana mantoanelli17 de outubro de 2014 12:32

    Patricia
    Qdo vc termina sua facu? Vc já vai vários pacientes......

    ResponderExcluir
  90. Ovos, na verdade, ajudam a emagrecer pois dão saciedade e são alimentos quase completos (sem falar na versatilidade).
    Você pode ver seu corpo como se fosse um shopping center: muita gente entra... alguns só fazem número, mas outros estão ali para trabalhar, para dar vazão à circulação de pessoas. Assim é com seu organismo: carboidratos são como pessoas desocupadas que só querem olhar as vitrines, fazer filas enormes e congestionar o trânsito do estacionamento... por outro lado as gorduras e as proteínas são como os funcionários que despacham os consumidores e evitam o acúmulo nas filas e tal. Portanto, as coisas que comemos têm efeitos diferentes... é melhor colocar gente trabalhando pra dentro que acumular curiosos e desocupados... ;-)

    ResponderExcluir
  91. falta um pouquinho... :)

    ResponderExcluir
  92. Amelia Schwarzeluhr17 de outubro de 2014 17:16

    Muito legal os tipos de fezes!

    ResponderExcluir
  93. Oi Patrícia
    Obrigada pela resposta.
    Nem é questão de paciência, é cansaço mesmo...
    Sinto falta de coisas a que estava tão acostumada... de uma hora para outra se foi o pão nosso de cada dia, a macarronada de domingo na casa da mãe, e até o feijão com arroz... E de quebra, se foi a fartura, porque mesmo comida de verdade para mim é controlada, contada... porque quero perder peso. Nem sinto fome... sinto vontade, rsrsrs.
    É só um desabafo, se não for do jeito do blog, por favor apaga...

    ResponderExcluir
  94. Eu diria que está mais "solto" (como alguns o chamam aqui)...

    ResponderExcluir
  95. Ah, sim. Dizem também que meu carro ideal seria um Pálio.

    Sent from mobile phone
    Em 18/10/2014 02:17, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  96. Ei tomei soro (daqueles de água sal e açúcar) e voltei com o lowcarb diminuindo as quantidades Mais lentamente

    ResponderExcluir
  97. Prisão de ventre? Água também influencia. Ou seja, beba muita água e seja feliz.
    Dr. Souto, existe mais alguma recomendação quanto a este assunto?

    ResponderExcluir
  98. 1. Dr. Souto, a afirmação do título do post também é válida nos casos em que o aumento da gordura saturada na dieta vem acompanhada com o aumento do colesterol LDL-C para níveis acima dos preconizados como "limítrofes"?
    2. Níveis mais elevados de HDL (por exemplo >60) e mais baixos de triglicerídios (<100) compensariam o " aumento do risco " (se existe este aumento) do aumento do LDL-C eventualmente ocasionados pelo aumento do consumo de gorduras saturada?

    ResponderExcluir
  99. http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/08/sobre-importancia-de-compreender.html
    Sent from mobile phone
    Em 22/10/2014 22:57, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir