O dilema da dieta de fome

Como vimos no último post, uma dieta balanceada e levemente hipocalórica não funciona. Mas, e uma dieta com restrição calórica severa? Aquilo que em inglês se denomina de “semi-starvation diets”, ou “dietas de quase jejum” ou “dietas de fome”, são dietas com restrições calóricas severas, na faixa de 1200 ou mesmo 600 calorias por dia. Há relatos históricos de índices elevados de sucesso com estas dietas, no entanto as mesmas tem sido  abandonadas (inclusive pelos autores que as idealizaram) pois levam a grandes perdas de massa magra (massa óssea e muscular), evidentemente não são saudáveis, requerem uma sensação permanente de fome e, principalmente, levam a um dilema: o que fazer após a perda de peso? A resposta “permanecer com fome pelo resto da vida” simplesmente não é aceitável. Passar fome não é a cura para o problema da obesidade, é apenas uma maneira de reduzir temporariamente o seu sintoma mais óbvio.