O que comer no café da manhã?

O almoço e a janta são fáceis. Carnes, aves, peixes; vegetais na manteiga, saladas (puras ou com maionese, azeite de oliva, pesto, ovos picados, bacon…), picadinhos, couve refogada, enfim, as opções são infinitas.

Mas, e o café da manhã? Como tomar café da manhã sem pão, sem aveia, sem cereais, sem suco?!? É necessário alguma mudança de hábitos. Segue aqui apenas algumas dicas rápidas.

  • Frios: queijo derretido no microondas com orégano – lembra pizza!  
  • Frios: Presunto (de preferência pedaços grossos) com queijo derretido e mostarda forte, etc. (sim, eu sei que presunto não é páleo, e é processado – se você já é veterano em dieta páleo, ignore – estou falando pra quem está começando e precisa largar o pão com geleia) 

  • Nos pratos acima, misturar outras coisas (cogumelos, vegetais…)
  • Ovos: pessoalmente, acho glorioso começar a manhã com ovos mexidos ou um omelete. Omelete esse que pode conter um sem número de variações: salsichas picadas (sim, eu sei que não são páleo), queijos (gorgonzola, muzzarela, etc), alho, vegetais picados (cenoura, abobrinha, cebola). E, claro, bacon!
  • A janta de ontem. Onde está escrito que só determinados alimentos podem ser consumidos de manhã? O frango xadrez de ontem estava gostoso? Basta aquecê-lo no café da manhã! Eu sei, parece estranho, mas é apenas um hábito que pode ser mudado.
  • Na mesma linha, por que não um bife (de frango, ou mesmo de filé) na chapa, bem cedinho? Experimente, e veja a ausência de fome até a hora do almoço.
  • Sucos de fruta não são recomendados por conter excesso de açúcar e frutose (com exceção da limonada); mas uma fruta no café da manhã, embora não seja tão saciante, é sempre uma opção. Assim como um iogurte com o mínimo possível de carboidratos (ver bem o rótulo- SEM açúcar, e de preferência COM gordura, ou seja, integral)

Uma grande característica de todas as dietas low carb é a ausência de fome que se instala após poucos dias. Com a insulina permanentemente baixa, a lipólise (“queima de gordura”) começa a ocorrer, e chegamos a consumir 500 calorias de nossa própria gordura todos os dias (perdendo peso, portanto). Assim, é natural que sintamos menos fome. Além disso, há outros mecanismo hormonais (peptídeo Y, por exemplo) pelos quais as proteínas e gorduras provocam um grau de saciedade incomparável. Por fim, a ausência de trigo por si só já provoca diminuição do apetite devido à ausência das exorfinas. Você deve sempre se precaver com algum lanche de baixo carboidrato (nozes, castanhas, queijo) para alguma emergência, mas eu lhe garanto que, com o tempo, estes lanches se tornarão cada vez menos necessários. Uma dieta páleo/low carb simplesmente diminui a fome ao natural.