Dieta Balanceada

Todos os dias escutamos frases tais como “devemos consumir uma dieta balanceada” ou “o segredo é consumir tudo com moderação”. Mas o que se esconde por trás deste senso comum? Como e, mais importante, QUEM define o que é uma dieta balanceada?

Pesquisando no google, o primeiro site que encontro diz o seguinte:

“Basicamente, para ser considerada balanceada, a alimentação deve conter
alimentos de diversos tipos como: carne, verduras, legumes, arroz,
macarrão, feijão, frutas, leite e derivados, e até mesmo gordura e
açúcar, e atender às necessidades nutricionais do indivíduo.”

Quem disse que deve ser assim? Baseado em que critérios?

Pense comigo: qual é a dieta balanceada de uma vaca? Deve conter carne, macarrão, leite, açúcar? Sorvete quem sabe?

Claro que não, você dirá. Mas por quê?  Afinal, “para ser considerada balanceada, a alimentação deve conter
alimentos de diversos tipos”, não é mesmo? Grama e capim representam apenas um grupo. E a dieta de um leão, deve ser balanceada? Certamente! Mas o que é uma dieta balanceada de um leão? Deve conter carne, mas será que só carne é suficiente??

No passado, os administradores de zoológicos pensavam que sim. Afinal, ele é um carnívoro, não?

O seguinte trecho é extraído do excelente livro de Weston A. Price, que viajou o mundo estudando todas as tribos de estilo de vida tradicional e suas dietas, Nutrition and Physical Degeneration (1938):

“Até recentemente, era tido como fato pelos superintendentes dos zoológicos da América e da Europa que os felinos não se reproduziam em cativeiro, a não ser que a fêmea tivesse nascido em liberdade, na selva. Até então, isso tornava necessário repor os leões, tigres, leopardos e outros felinos a partir de reservas selvagens na mesma velocidade em que as jaulas se esvaziavam devido à morte dos animais.

Conta-se a história de uma viagem feita por um especialista em vida selvagem do zoológico de Londres à África com o propósito de obter alguns leões adicionais e para estudar este problema. Durante sua estadia na área em que encontravam-se os leões, observou um leão matar uma zebra.

O leão rasgou, então, o abdômen da zebra e começou a devorar as entranhas no flanco direito do animal. Isso levou-o diretamente ao fígado. Depois de gastar algum tempo selecionando diferentes órgãos internos, o leão afastou-se, virou-se, e jogou terra sobre a carcaça, a qual abandonou para os chacais.

O cientista então dirigiu-se rapidamente à carcaça e espantou os chacais a fim de estudar a zebra morta e anotar quais tecidos foram deixados intactos. E isto forneceu-lhe a pista que, quando posta em prática, revolucionou completamente a história da reprodução dos felinos em cativeiro. A adição de órgãos à dieta dos animais cativos nascidos na selva fornecia-lhes os nutrientes necessários para tornar a reprodução possível. Seus filhotes passaram, também, a reproduzir-se com eficiência. Eu estudei este assunto com o diretor de uma grande colônia de leões cativos – ele listou em detalhes os órgãos e tecidos que eram particularmente selecionados pelos animais em seu ambiente selvagem, bem como os que eram fornecidos aos animais em cativeiro. Ele explicou que, enquanto o preço dos leões costumava ser de US$ 1.500,00 por um bom espécime (valores da década de 1930), agora havia tantos deles que você poderia comprar um por 15 centavos”.

Bem, agora já sabemos o que é uma dieta balanceada para um leão. Precisa haver um equilíbrio entre carne e vísceras. Mas quem determinou isso? Os nutricionistas? Os veterinários? Não, foi a observação da dieta natural destes animais na natureza – aquilo que eles vinham comendo por milhões de anos era a dieta a que estavam adaptados.

Agora, pergunto novamente, como poderemos determinar qual a dieta a que os humanos estão evolutivamente adaptados? Que tipos de alimentos, e em que proporções, nossa espécie consumiu por 2,5 milhões de anos?

E então, você ainda acha que uma dieta balanceada para a espécie humana contém macarrão? Farinha? Açúcar? Coca-cola?

A “dieta balanceada” não é a que contém um pouco de cada coisa. A dieta balanceada para uma determinada espécie é a que contém aqueles alimentos com os quais a espécie evoluiu.

As doenças da civilização nada mais são do que o descompasso entre nosso genes paleolíticos e nosso estilo de vida moderno. O tempo necessário para que a seleção natural adapte nossos genes aos farináceos e ao açúcar é medido em centenas de milhares de anos. Pensando bem, não é mais fácil adaptar os hábitos aos genes, do que esperar que a evolução e a seleção natural mudem o ser humano?