Sucesso em Família


Não são apenas as doenças que são contagiosas. A saúde também!

O que se segue é o incrível relato de uma leitora do blog, com 19 anos, que mudou não apenas a sua vida, mas a de muitas pessoas, para melhor – BEM melhor. O relato é rico em detalhes, e cobre muitos dos assuntos que já foram abordados aqui no blog. Entre eles:

  • Ovários policísticos melhoram com low carb (clique aqui);
  • A maior eficácia de restrição de carboidratos (LCHF) sem restrição calórica voluntária em relação a dietas de baixa gordura (low fat, high carb) com restrição calórica imposta (clique aqui, aqui e aqui);
  • A melhora dos fatores de risco cardiovascular com low carb (clique aqui e aqui);
  • A melhora a esteatose (gordura no fígado) com LCHF (clique aqui);
  • A melhora do diabetes com low carb (clique aqui);
  • A melhora de alergias e doenças inflamatórias (postagem a ser escrita, mas tema abordado com frequência nos comentários)
  • A prática de atividade física com restrição de carboidratos, acompanhado de ganho de massa muscular (clique aqui, aqui e aqui);
  • A diferente resposta das pessoas à dieta, com grandes perdas de peso em alguns casos, e não em outros – mas sempre com melhora da qualidade de vida (clique aqui);
  • A sustentabilidade do estilo de vida no longo prazo, pois não implica em fome e privação.

Vamos então, ao relato:

“Como prometido a um tempo atrás, vim dar ‘meu testemunho’ aqui… desde nova (12 anos) minha menstruação era desregulada. No início, me falavam que era normal e que regularia com o tempo. Bem… 3 anos depois, persistia o mesmo problema. Ficava semanas seguidas menstruada (meus pais tinham até medo de que eu ficasse anêmica), ou então, meses sem menstruar. Com 15 anos, o diagnóstico: SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS (SOP – leia aqui). Algo hereditário que melhoraria (mas jamais acabaria) com anti-concepcional e exercícios (e eu sempre fui bem ativa). Foi o que fiz. Quando ficava um tempo sem o anti-concepcional, os sintomas voltavam rápido. Enfim, encontrei o blog. Encontrei visões diferentes e alguém disposto a ajudar, argumentando com evidências científicas. E com paciência para responder perguntas!”

“Eu passei por muita restrição calórica e, sem anti-concepcional, simplesmente não menstruava. Comecei a LCHF (dieta Low Carb, High Fat: baixo carboidrato, e mais gordura). Com um mês de dieta larguei o anti-concepcional. No mês seguinte, exatos 26 dias, a menstruação desceu sozinha! Mais 26 dias depois e ela estava ali de novo. Durando 4 dias no máximo. Enfim… nenhum sintoma, me sinto melhor e sem medicamento. E é uma CURA, pois tratei a causa do problema (insulina elevada, resistência à insulina), e não as consequências! (veja aqui).”

“Os triglicerídeos do meu pai baixaram de 400~500 para 150. Perdeu 12Kg, e a gota nunca mais deu sinal (e ele tem comida bastante carne!).”

Minha mãe, por sua vez, perdeu 5Kg e as dores lombares sumiram. Sem contar parentes e amigos que melhoraram… Minha avó baixou a glicose em 2 semanas (e não continuou apenas porque não quis…). Enfim, só tenho a agradecer e desejar tudo de bom. Que o blog prospere e se espalhe, junto com a paleo. Que sem dúvida é o caminho para a saúde e bem-estar. Obrigada Dr. Souto e todos colaboradores daqui e dos grupos do face. Fizeram mais uma família feliz e saudável!”

“A minha mãe sempre foi magra quando jovem. Mas quando eu estava com uns 10 anos (9 anos atrás) ela começou a engordar (subiu uns 10Kg). E há cerca de 3 anos descobriu que também tinha SOP. Com LCHF/paleo (e ela sempre dá umas escapadinhas em carbs paleo-compatíveis), ela voltou ao peso que tinha quando se casou (e o mesmo aconteceu o meu pai). E ela largou o anticoncepcional junto comigo, e a menstruação dela também normalizou em apenas um mês, e os sintomas de TPM diminuíram drasticamente.”

“Meu pai tinha gordura no fígado (clique aqui), que no exame feito 2 meses após o início da dieta, já havia sumido. O colesterol total meu e da minha mãe está em 220~230 (o que é ótimo para mulheres, né?)(sim, clique aqui), onde o HDL é ~75. Todo tipo de dor (nas costas, pernas, etc…) sumiu. Alergias, sinusite e etc., não dão sinal a tempos. E minha mãe era MUITO alérgica (até desodorante e perfume faziam ela chorar, literalmente); a mão do meu pai antes sempre descascava. Não mais. Unhas mais fortes. Pele melhor. Disposição, lá no céu! Dor de cabeça? Não lembramos mais o que é.”

Meu pai vinha de ‘dieta de nutricionista‘, como diz ele (ou seja, dieta de baixa gordura e alto carboidrato, rica em grãos). Estava estagnado há tempos… aliás, estava engordando (mesmo indo na academia, com muito sacrifício. pois não tinha força ou disposição. Ele praticamente se arrastava. E, se fazia esteira antes da musculação, no 1º exercício já desistia e ia embora por causa da fraqueza. E o humor dele… péssimo. Com o nutricionista ele perdeu 5 Kg (entre perder e ganhar… de 99Kg para 94Kg em uns 6 meses… chegou a 92, mas o peso subia de novo – dá pra ter uma ideia de como ele deve ter perdido massa magra né?). Com a LCHF, em 2 meses: 82Kg. Ultimamente, se mantem em 80, 81… mas a cintura continua diminuindo. E teve um ganho espetacular de massa magra (uns 4 ~5 Kg em 2 meses) e força. (clique aqui se você ainda acha que precisa muitos carboidratos para se exercitar).”

“Eu vinha de restrição calórica forte, e com a LCHF, apesar de não ter emagrecido, não preciso mais me privar, recuperei a auto-estima, o bom humor e minha compulsão alimentar simplesmente sumiu. Além disso, minha atenção, concentração e absorção de conteúdos, nos estudos, melhorou muito também”

Depois deste relato incrível, pedi à nossa leitora que solicitasse a seus pais um relato de próprio punho. Eis o relato do PAI:

ANTES
ANTES

“101?!?! Por que começar assim? Foi de onde comecei, com tentativas frustadas para perder peso; remédios, exercícios, nutricionistas – estratégias que, inicialmente, mostravam-se eficazes. Mas depois de um tempo, pouco tempo, o que eu tinha perdido voltava em dobro, além de não voltar sozinho. Pois, junto com os quilos de gordura, voltavam a frustração e tristeza de ser obeso, a vergonha e constrangimento de chegar em lojas e não conseguir uma camisa ou calça que servisse. Até que…”“Bem, no dia 8 de setembro de 2013, comecei o que chamávamos (eu e minha filha) de teste ou oportunidade para as dicas do Dr. Souto. Estando com 96Kg, resolvi atender ao pedido de minha filha e aderi a este estilo de vida; talvez por estar saindo de uma dieta de baixa caloria (sentia fome e indisposição), o primeiro fato que me chamou atenção foi não sentir fome e nem preguiça. Achei ótimo. Só duvidei que perderia peso daquela forma. Sorte minha, eu estava enganado. Comprei uma balança e acompanhei minha trajetória de volta ao que eu não tinha mais esperança, nem sonhava. Pesar 80Kg. Mas, em pouco mais de 2 meses, estava eu, renovando meu guarda-roupa. Como me fez bem doar aquelas camisas XGG, calças 46, e sair pra comprar camisas M e calças 38/40 – uh-hu!!!”

DEPOIS
DEPOIS

“Espera ai!!! Claro que me preocupei com a nossa saúde (minha esposa e filha também estavam se alimentando como eu). Então disse a elas: “Ótimo, perdemos peso. E a saúde? Como está? Fomos os três, fazer um check up. E os resultados foram melhores que o primeiro resultado (o que é a regra, como o leitor pode conferir aqui). Eu já tinha percebido que minhas mãos tinham parado de descascar. Que os meus pés tinham parado de doer. Que a mancha na minha visão tinha sumido. Ácido úrico em níveis desejáveis. Triglicerídeos e colesterol em níveis aceitáveis. Eu tinha gordura no fígado. Tinha. Meus exames deram todos ótimos e em perfeita ordem. Ainda farei outro check-up dentro de mais uns meses, mas acredito que só tenha a melhorar.”“Prezado leitor, se dê uma oportunidade. Não somente para chegar ao seu peso ideal, mas para viver de forma saudável. Com uma boa auto-estima e sem abrir mão de uma vida social.”“Agradeço pois, a Deus em primeiro lugar, ao Dr. Souto por ter compartilhado esta “boa nova”, à minha filha e esposa por terem se desdobrado em me apoiar até aqui. Que Deus nos abençoe, a todos nós. Obrigado e se dê uma chance!”

E eis o relato da MÃE:

“Aderi a este estilo de vido porque minha filha me pediu para ajudar meu marido, já obeso, a emagrecer. Pensei: “Vou me alimentar assim somente uma semana, porque desde quando comer gordura emagrece?” Depois de uma semana, adivinhem… tinha perdido 1 Kg e aumentado a disposição. Então, continuei.”

ANTES

“Venho me alimentando assim desde 08/09/13. Pesava 55 Kg nos meus 1,55 m de altura. Hoje, estou com 50 Kg. Minha barriguinha acabou. As vezes falo que fiz uma ‘lipo’ sem ir ao médico.”“Tinha ovários policísticos. Tinha. Pois acabou. Meu humor melhorou, a TPM também. Assim como a minha pele e cabelo. Minha auto estima aumentou.”

DEPOIS

“Para você que está questionando se tenta ou não esta dieta, dê uma chance a você mesmo. E acredite, você é capaz. E não vai morrer de fome. Pelo contrário, vai emagrecer comendo muito bem.”“Obrigada à Deus, ao Dr. Souto e a minha filha, por ter encontrado este estilo de vida. Hoje me sinto muito mais feliz.”