A regulação do tecido adiposo

Chegamos ao ponto crucial nesta introdução ao assunto da obesidade. Já concluímos nos posts anteriores que a obesidade é uma doença de acúmulo, isto é, um transtorno da regulação da gordura que leva ao seu acúmulo anormal, produzindo como consequências comportamentos compensatórios tais como fome e inatividade. Mas afinal, como se dá a regulação do tecido gorduroso, … Leia mais

Sensibilidade e resistência à insulina;

Ainda no contexto das diferenças entre as pessoas, há duas características importantes no que diz respeito à insulina: algumas pessoas secretam mais insulina com a mesma ingesta de glicose, e algumas pessoas tem mais “resistência à insulina” do que outras. Aquelas pessoas que secretam maiores quantidades de insulina tendem naturalmente a acumular mais gordura. E … Leia mais

Por que, com a mesma dieta, uns engordam e outros não?

A insulina, como qualquer hormônio, não age no vácuo. Os hormônios atuam sobre enzimas e receptores celulares. E a distribuição destas enzimas e receptores (geneticamente determinada) é responsável pelas diferenças de acúmulo de gordura entre partes do corpo e entre diferentes pessoas. Se o paradigma do balanço calórico fosse verdade, as pessoas deveria engordar de … Leia mais

Hiperinsulinismo e obesidade

Dentro da normalidade, nossa insulina aumenta após uma refeição, fazendo com que a gordura seja estocada nas células adiposas e obrigando o uso dos carboidratos (açúcares e amidos) como fonte de energia, impedindo assim a elevação do açúcar no sangue. Nos momentos de jejum (intervalos entre refeições, ou durante o sono), os níveis baixos de … Leia mais

A CHAVE de tudo – INSULINA

A insulina é conhecida por todos no contole da glicose (“açúcar no sangue”). De fato, a regulação da glicose sanguínea é a tarefa primordial da insulina, e não é para menos: uma glicose muito baixa o deixará em coma, e uma glicose muito alta também! Embora a insulina tenha muitas outras funções, é evidente que, … Leia mais

Qualquer coisa que aumente nosso tamanho nos fará comer em excesso – mais modelos animais.

É a 1a lei da termodinâmica. Qualquer coisa que aumente de massa precisa necessariamente agregar mais energia do que elimina. A metáfora de crianças crescendo torna isso mais óbvio. Uma criança de 2 anos aumentará seu peso em cerca de 10 Kg em 3 anos, pois está crescendo. É evidente que esta criança precisará comer … Leia mais

Alterações diminutas da regulação do tecido adiposo já bastam para produzir obesidade

Lembra de quando discutimos que o consumo excessivo de apenas 20 calorias por dia levaria a um quilo de gordura em um ano se o paradigma do balanço calórico fosse verdade (ver post)? Isto corresponde a menos de 1% das calorias consumidas diariamente. Assim, basta que haja um leve desequilíbrio, inferior a 1%, na regulação … Leia mais

A chave está na regulação do tecido gorduroso

Na década de 70 um pesquisador camado George Wade conduziu um experimento para documentar cuidadosamente o que acontecia com ratas em que os ovários eram removidos. Os efeitos eram dramáticos. As ratas começavam a comer vorazmente, e em seguida tornavam-se obesas. Dentro do paradigma tradicional, imaginaríamos que a falta dos ovários deixava os animais gulosos, … Leia mais