terça-feira, 12 de março de 2013

Gordura vegetal versus gordura animal

        X

Gordura vegetal versus gordura animal. O que diz a sabedoria convencional sobre o assunto? Pergunte para 10 pessoas, e provavelmente 10 lhe dirão que a gordura animal faz mal, e a gordura vegetal faz bem (ou não faz tão mal). Pergunte por quê? A resposta provável é que a gordura animal é saturada, e aumenta o seu colesterol, enquanto a gordura vegetal é monoinsaturada e melhora o seu colesterol "bom".

Olhem, como um exemplo de desinformação proposital, o que diz o site da margarina Becel:

Gorduras boas para a saúde
Gorduras insaturadas são o que chamamos de "gorduras boas" e há dois tipos: poliinsaturada e monoinsaturada.
Gorduras poliinsaturadas são encontradas, por exemplo, em:
Peixes oleosos como salmão, arenque, e cavala
Óleos vegetais como óleo de soja
Cremes Vegetais Becel

Gorduras monoinsaturadas são encontradas, por exemplo, em: 
Azeite
Algumas nozes como castanhas do Brasil
Abacate

Gorduras ruins
Gorduras saturadas e gorduras trans são o que chamamos de "gorduras ruins". O consumo de gorduras ruins em excesso na alimentação é uma das principais causas de colesterol elevado e outros problemas de saúde.

Gorduras saturadas são encontradas, por exemplo, em:
Manteiga
Carnes gordurosas
Queijos
Leite integral

Bem, você que acompanha este blog já sabe que as gorduras saturadas não são ruins para a sua saúde. Mas parece não haver nenhuma dúvida, mesmo para a sabedoria nutricional convencional, de que as gorduras monoinsaturadas são saudáveis, não é mesmo? 

O abacate, por exemplo, é tido como muito saudável. Veja o que diz esta nutricionista:
Artigo publicado em 2013 no Journal of Nutrition revelou, após avaliação da pesquisa nacional sobre saúde e nutrição nos EUA, que o consumo de abacate estava associado com melhor qualidade da dieta, menor peso corporal, menor circunferência da cintura, maior consumo de nutrientes fundamentais ao funcionamento do organismo e risco reduzido de síndrome metabólica. Os benefícios desta fruta devem-se ao seu conteúdo de gorduras monoinsaturadas (como as do azeite de oliva), fibras, beta-sitosterol, vitaminas do complexo B, vitamina E, potássio, magnésio e cobre. Quem consumia mais abacate também tendeu a consumir menos açúcar.
Veja o que diz a Revista Saúde:
(...)recentes pesquisas científicas são unânimes em afirmar que a gordura encontrada na fruta é monoinsaturada e essencial ao bom funcionamento do organismo. Estudos do Centro de Nutrição Humana da Califórnia (Ucla), nos EUA, comprovam que o consumo regular desse tipo de gordura é capaz de diminuir os níveis de LDL (mau colesterol) e aumentar os de HDL (o bom colesterol). Segundo Durval Ribas Filho, nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), "a presença da gordura monoinsaturada é sempre recomendada para qualquer dieta equilibrada (...)

Então, vejamos a composição de gorduras de alguns alimentos. Os três gráficos abaixo representam os tipos de gorduras presentes em 3 alimentos diferentes. Um deles é o abacate.


E então, estes alimentos são saudáveis ou não? Os três têm bem mais gorduras insaturadas do que saturadas, não é mesmo? Como dizem os nutricionistas, Os benefícios [do abacate] devem-se ao seu conteúdo de gorduras monoinsaturadas (como as do azeite de oliva). Assim, os 3 alimentos acima devem ser saudáveis, certo?

Sim, os 3 são saudáveis, e os três fazem parte da dieta recomendada neste blog.

Vamos revelar a identidade dos alimentos?

Alimento 1: abacate

Alimento 2: bacon frito

Alimento 3: castanhas de cajú

Não acredita? Verifique você mesmo. No site da USDA (United States Department of Agriculture - departamento americano de agricultura - os criadores da pirâmide alimentar), é possível verificar a composição detalhada de todos os alimentos.

Olhe novamente a composição de gorduras do bacon e do abacate. O abacate tem 60,2% de gorduras monoinsaturadas (ácido oleico, o mesmo tipo de gordura do azeite de oliva). E o bacon tem 50,4%. Se o abacate é saudável pelo seu conteúdo de ácido oleico, quero que me expliquem por que o bacon não seria.

O que nos traz de volta à pergunta original deste artigo. O que é exatamente gordura animal e gordura vegetal? Conheçam o ácido palmítico:



O ácido palmítico é uma gordura saturada com 16 carbonos. É o tipo mais comum de gordura saturada em plantas E animais. Este composto perfaz a maioria da gordura saturada do abacate. E do bacon. Veja bem, ele não vem em uma versão verde e outra vermelha. Ele é o mesmo, independentemente de sua origem ser vegetal ou animal. Se você der um frasco com ácido palmítico para um químico, ele NÃO TEM COMO saber se aquilo veio de uma planta ou de um animal.

Conheça agora o ácido oleico:


Este é o mocinho. Todos os carbonos estão saturados com hidrogênio, menos um menos os que circundam a única ligadura dupla. Por isso ele é MONO-insaturado.
De acordo com a sabedoria nutricional convencional, este é o motivo pelo qual o azeite de oliva faz bem. Pelo mesmo motivo, as nozes fazem bem (já vimos na postagem passada que o acréscimo de azeite de oliva ou nozes à dieta reduz a mortalidade em 30%). Pois o mesmo ácido oleico perfaz MAIS DA METADE da gordura do bacon. 
E eu sinto lhe dizer que suas células e suas mitocôndrias não diferenciam se o ácido oleico vem do bacon ou do abacate. Ele não vem em duas versões, uma animal e outra vegetal. CH3(CH2)7CH=CH(CH2)7COOH é acido oleico. Se faz bem no abacate, não pode fazer mal no bacon. Nem na gordura de galinhas e perus, em que chega a representar até 56% de toda a gordura.

Quanto mais você estuda, mas você se choca com a ignorância vigente. O chocolate é uma gordura saudável? Claro que é. E tem uma composição quase igual à da carne vermelha, no que diz respeito à gordura (cerca de 50% saturada em ambos casos) - seu corpo não diferencia se vem de um ou de outro - são as mesmas moléculas!!

Falar em gordura animal e gordura vegetal, do ponto de vista químico e biológico, simplesmente não faz NENHUM sentido! A proporção de diferentes gorduras, esta sim, pode ter efeitos fisiológicos específicos. Futuramente, abordaremos o fato de que as gorduras poliinsaturadas derivadas de sementes, ao contrário do que afirma a Becel, aumentam a mortalidade.

Por fim, se você achou tudo isso muito complicado, não se desespere: basta comer comida de verdade, e a gordura que ocorre naturalmente nos alimentos, e você estará comendo aquilo que seus genes esperam receber. E poderá fazê-lo sem culpa, agora que sabe que um ovo, uma porção de bacon, um abacate, um chocolate amargo ou nozes sortidas têm basicamente o mesmo tipo de gordura. Quem diz isso não sou eu. Estes dados são públicos, e estão disponíveis no site da USDA.

134 comentários:

  1. Simplesmente fantástico este post!! Cada vez mais me sinto mais segura diante da escolha que fiz, tanto em estilo de vida, quanto de fonte de informação. Tenho muito orgulho de ser sua leitora assídua, Dr.Souto! Obrigada por tanta riqueza de conteúdo e Parabéns pelo seu papel de médico e influenciador de bons hábitos.
    Abs, Juliana

    ResponderExcluir
  2. Perfeito! E pra quem está duvidando, na minha família, que gordura faz mal e engorda (ao contrário dos integrais HAHAHAHAHA), eu mostro que estou enxugando e não aumentei de peso, apesar de todos os ovos, óleo de coco, azeite, manteiga e musculação.

    Meu bisavô morreu depois dos 90, comendo tres ovos fritos em banha de porco (feita em casa) todo dia cedo, fato que me indignou e que repudiei por muitos anos. E agora sei e vejo a verdade!

    ResponderExcluir
  3. Chocante estes dados. Me desculpe, mas esse pessoal que passa 4 anos fazendo faculdade de nutrição estuda o que? Não deve ser uma cartilha pautada em ciência, ceticismo, não mentir pra ninguém nem pra si mesmo. Deve ser mais uma doutrinação, um catecismo.

    ResponderExcluir
  4. É... Não vou atirar a primeira pedra, pois até uns 2 anos atrás eu reproduzia as mesmas coisas para meus pacientes -"evite gorduras de origem animal, que são saturadas". Como já disse em outras oportunidades, médicos têm uma noção apenas rasteira de nutrição. Mas o mais grave é que parece haver um muro, uma barreira intransponível entre o ciclo de ciência básica da faculdade e as cadeiras de prática clínica. Todos (médicos e nutricionistas) tivemos cadeiras de bioquímica. Com exceção de uns poucos (como este que te escreve, que foi monitor de bioquímica), a maioria estuda bioquímica apenas o suficiente para se livrar daquela cadeira, afinal queremos ser médicos/nutricionistas, e técnicos de laboratório. E fazem questão se esquecer tudo aquilo, como se esquecem um episódio ruim e passageiro da vida. Então, chegam as cadeiras clínicas, onde os professores (pessoas que você admira, pessoas que você quer ser quando crescer) repetem a mesma mensagem de senso comum, sem nenhum embasamento. Afinal, eles são, de fato, você amanhã. Também não gostam e não entendem de bioquímica, e também estavam, no fundo, seguindo os passos (errados) de seus próprios mestres. Não é fácil sair do MATRIX...


    2013/3/13 Disqus

    ResponderExcluir
  5. Por favor dr. me responda uma pergunta, mesmo depois de o bacon ser frito asado que seja em altas temperaturas (em sua própria gordura sem óleos de sementes) ele não sofre nenhuma modificação em seu conteúdo?
    Ou realmente não a nenhum maleficio?
    Pois é impossível comer bacon cru como acontece com o abacate.

    ResponderExcluir
  6. Sofre sim - qualquer coisa frita - e quanto maior a temperatura da fritura, pior - ou seja, bacon frito não pode ser a base de sua alimentação, não por ser bacon, mas por ser frito. Mas isso não muda o fato de que a gordura do porco e a do abacate são quase iguais - e é essa mensagem que eu quis passar. Que não existe gordura animal e gordura vegetal. É a mesma coisa que dizer que existe CO2 animal e CO2 vegetal.
    Dito isso, é muito melhor fritar qualquer coisa em gordura saturada (quimicamente estável) do que em gordura insaturada (instável e sujeita à oxidação e aromatização).


    2013/3/13 Disqus

    ResponderExcluir
  7. Mais um post brilhante!!!

    ResponderExcluir
  8. Doutor, aproveitando o espaço, apesar de não ser o mesmo assunto: que tal falar um pouco sobre aeróbico em jejum e bioquímica? Comecei a fazer mas só leio estudos confusos na net.

    ResponderExcluir
  9. Dr., como podemos fritar o bacon? precisa fritar em oleo de coco por exemplo, ou podemos frita-lo sem oleo algum (apenas "jogando" o bacon na frigideira)?

    ResponderExcluir
  10. Eu uso banha, bem pouquinho pois em seguida o próprio bacon começa a derreter. Lembre-se: a gordura mais saturada é a melhor para frituras (neste sentido o óleo de coco sai ganhando - afinal a banha é muito parecida com o azeite de oliva: 50% monoinsaturado!). Gorduras predominantemente insaturadas (azeite de oliva, 70% monoinsaturado) devem ser reservadas para temperar a salada e guardadas ao abrigo da luz e do calor - ficam rançosas pela oxidação e reagem quimicamente na panela formando compostos orgânicos assustadores.


    2013/3/13 Disqus

    ResponderExcluir
  11. Antonio C. Velez Braga13 de março de 2013 22:51

    Fantástico post. Não podia ser mais esclarecedor. Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  12. Dica:bacon na frigideira fria, acenda o fogo e deixefritar naturalmente. Microondas e papel toalha são ótimos na hora da pressa. O site art of manliness tem um post inteiro sobre o assunto, em inglês.

    ResponderExcluir
  13. Nitpicking:
    "Todos os carbonos estão saturados com hidrogênio, menos um."
    Na verdade, uma *ligação* é insaturada. Os dois carbonos adjacentes são insaturados. Três carbonos, se contarmos o do radical carboxila.

    ResponderExcluir
  14. Muito obrigado, Dr.! E parabens pelo site, pelo podcast no emagrecerdevez.com. Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Tem toda a razão, meu amigo. Depois vou arrumar!


    2013/3/14 Disqus

    ResponderExcluir
  16. Saiu na Veja desta semana, na seção "Gente":

    Vovó está com tudo

    Para cada prato que a apresentadora ANA MARIA BRAGA, 63, faz em seu programa, são produzidas três amostras, de forma a garantir que tudo dê certo no ar. Ana só come um tiquinho de uma delas. Essa não é, porém, a única razão dos 53 quilos exibilidos numa praia do Havaí onde ela passou férias com a família, incluindo o neto.
    "Durante dez dias, no café da manhã, almoço e jantar, Ana só comeu bife. Eu estranhei, mas ela está linda", elogia o marido, Marcelo Frisoni. O regime seca-tudo partiu de uma boa plataforma. "Tenho genética privilegiada. Agradeço a Deus por não ter estria nem celulite", diz Ana. "Com esse corpo, ela pode usar biquininho. Até dos de lacinho ela gosta", aprova a filha, Mariana Maffei.

    Abraços a todos, e os parabéns de sempre ao Dr. Souto.

    ResponderExcluir
  17. Olá Dr. Souto
    Já estive 35 quilos acima do peso e emagreci 25 quilos com dieta de restrição de calorias, contudo antes de emagrecer os 10 quilos restantes, parei de perder peso, não importando se comia menos ou aumentasse a atividade física, fiquei assim por 4 anos, no ano passado mudei minha alimentação por 6 meses, seguindo a dieta do Dr. Atkins emagreci 15 quilos, contudo tenho uma necessidade imensa por carboidratos e não consegui continuar minha alimentação, voltei a comer carboidratos em demasia e acabei recuperando todo o peso, gostaria de saber se existem estudos sobre esta vontade em comer carboidratos, pois eu tenho principalmente a tarde, já li em algum lugar que poderia ser falta de alguma vitamina, mas não me recordo, o fato é que faço a alimentação por uma ou duas semanas e depois recomeço a comer porcaria, isso é psicológico ou realmente existe uma causa?

    ResponderExcluir
  18. Vou editar o seu texto, trocando carboidratos por bebida (são igualmente viciantes):

    "Já estive NA SARJETA e MELHOREI TROCANDO DESTILADOS POR CERVEJA, contudo antes de FICAR SÓBRIA, parei de MELHORAR, não importando se BEBIA SÓ CERVEJA, fiquei assim por 4 anos, no ano passado mudei PARE DE BEBER COMPLETAMENTE E FIQUEI MUITO BEM, contudo tenho uma necessidade imensa DE BEBER e não consegui continuar SÓBRIA, voltei a BEBER CACHAÇA e acabei DE NOVO DESEMPREGADA E NA SARJETA, gostaria de saber se existem estudos sobre esta vontade DE BEBER, pois eu tenho principalmente a tarde, já li em algum lugar que poderia ser falta de alguma vitamina, mas não me recordo, o fato é que LARGO A BEBIDA por uma ou duas semanas e depois recomeço a BEBER, isso é psicológico ou realmente existe uma causa?"

    O que você acha? Há um componente psicológico, SIM. E há o vício, sim (leia isso: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/09/obrigado-ao-leitor-fabio-mossmann-por.html ).

    O que eu posso fazer é lhe indicar o caminho - eu realmente acho que se a pessoa estiver realmente convencida de que os carboidratos vão lhe MATAR da mesma foram que a bebida (ou o cigarro), já é um bom começo. Mas veja o caso dos fumantes: todos os fumantes SABEM que estão se matando, e continuam a fumar mesmo assim. Não tenho solução fácil para isso. O apoio de um amigo / familiar pode ajudar. Mas no fim, depende mesmo de você. Não é falta de vitamina nenhuma - é que os carboidratos estimulam a liberação de dopamina nos centros de prazer no cérebro - e a pessoa quer MAIS. Não vejo outra solução do que a abstinência total, no seu caso.


    Em 15 de março de 2013 09:36, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  19. Dr fiz dieta proteica por tres dias mas tive diarreia liquida e muito fétida (acredito que seja alguma dificuldade no pancreas) porem senti emagrecer e queria saber se tem como eu fazer meu pancreas se habituar às carnes ou devo não insistir?

    estou 50 kg acima do peso e só como carbs exceto gluten

    ResponderExcluir
  20. Dr. Souto então isto quer dizer que não devemos usar banha para frituras?

    ResponderExcluir
  21. Não, isso quer dizer que não devemos viver à base de frituras. Mas quando formos fritar algo, devemos usar a gordura mais saturada possível. Coco é melhor. Banha é bom. Azeite, jamais.

    ResponderExcluir
  22. Claro que tem como habituar, é só persistir - 3 dias não é nada - vamos conversar depois de 14 dias.
    A propósito, o que defendo aqui não é uma "dieta proteica". É uma dieta com poucos carboidratos, sem grãos, sem açúcar, mas com bastante vegetais e com a gordura natural dos alimentos. Uma dieta proteica seria peito de frango com clara de ovo.

    ResponderExcluir
  23. Puxa Dr. Muito obrigada. Ainda vou conseguir entender bem sobre dieta Paleo. Abraço.

    ResponderExcluir
  24. E manteiga? tenho fritado os ovos que eu como na manteiga derretida xD

    ResponderExcluir
  25. Manteiga= bom, igual a banha.

    Sent from Galaxy S3
    Em 15/03/2013 17:39, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  26. Dr este blog foi a minha luz no fim do tunel! Quando fiz a dieta proteica ainda nao conhecia o blog mas de acordo com o que li aki vou fazer de modo diferente!
    Quero eliminar os carbs de alto indice glicemico e adicionar proteina magra peito de frango e ovos bem como azeite de oliva abacate e castanhas aos poucos pra nao sobrecarregar o pancreas.
    Não entendo nada de medicina mas entendo que preciso urgente mudar meus habitos de vida pois tenho 1,47 alt e 105 kg!!!!!
    Muito obrigada pelo retorno de minha mensagem e a partir de agora começo esse programa que mencionei acima por pelo menos 14 dias como vc sugeriu.
    Caso tenha mais alguma dica ou sugestão ficarei feliz em ouvi-lo e muito obrigada novamente pela atenção e pelo ótimo trabalho neste blog!!!!


    Retorno em breve com noticias do andamento do processo!!


    Att


    Ingrid

    ResponderExcluir
  27. Obs : os carbs de baixo indice glicemico a que me referi são legumes como brocolis , repolho, abobrinha, cenoura, cebola, chuchu, abobora e berinjela.
    Há algum destes que devo restringir 100 por cento?
    AH e tem tbm a biomassa de banana verde que pelo que peskisei tem baixo IG e Amido Resistente tudo bem em consumi-la?


    Obrigada pela atenção!!

    ResponderExcluir
  28. Sobre banana verde eu não sei, mas o resto só vai te fazer bem!


    Em 15 de março de 2013 21:59, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  29. Dr., quando decidi mudar foi inevitável os comentários dos meus familiares, minha mãe que prepara meus alimentos e meu marido que me olha meio torto vendo-me comer ovos, bacon e abacate. Peço-lhe uma ajuda doutor, como argumentar que essa gordura que sei ser saudável, não é digerida de forma que suas calorias não sejam transformadas/estocadas em forma de gordura, ou seja, gostaria de convencê-los de que só há estoque de gordura quando a insulina está em alta, não é isso? Mas e a energia dessas boas gorduras acontecem o que com elas, vão para onde? Dr., sua orientação será de enorme ajuda, tudo de bom.

    ResponderExcluir
  30. Olá. Estas calorias servem para lhe manter viva. Afinal, você não pode viver só de ar!! Se você não come carboidratos, e seu corpo precisa de mais de 2000 Kcal apenas para lhe manter viva, vc tiraria estas calorias de onde? A diferença é que, como a gordura não eleva significativamente a insulina, as calorias lhe dão energia para viver, ao invés de serem sequestradas no tecido gorduroso (efeito da insulina). Da mesma forma que você não bebe 10 litros de água por dia, pois a sede acaba, vc não vai comer uma quantidade ilimitada de gordura por dia - a fome acaba. E proteínas e gorduras são saciantes, ao contrário dos carbs. SEM INSULINA É IMPOSSÍVEL ENGORDAR. Com pouca insulina, só fazendo força (comendo de propósito, muito além da fome).

    ResponderExcluir
  31. Carlos Salerno Gonçalves19 de março de 2013 19:16

    Olá Dr. Couto.

    Tenho acompanhado o blog e também estudado o tema...
    Pesquisando na internet encontrei um artigo escrito por Anthony Copo (http://anthonycolpo.com/why-low-carb-diets-are-inferior-for-strength-muscle-gains/) sobre o tema dietas low-carb e ganho de massa muscular. Seria possível uma avaliação deste artigo e do tema!?

    Neste artigos ela diz que as dietas low-carb cetongênicas não representam um caminho efetivo para a hipertrofia muscular quando combinadas com treinamento. Para isso ele descreve 4 aspectos sobre dietas low-carb e exercício, são eles:

    Dietas low-carb e razão testosterona livre/cortisol

    Neste ponto ele cita um trabalho (Lane AR, et AL. Inlfuence of dietary carbohydrate intake onfree testosterone: cortisol ratio responses to shrt-term intensive exercise
    training. European Journal ofApplied Physiology, 2012; 108:1125-11310), onde foram comparadas as alterações nos níveis de testosterona e cortisol após exercício. Eram dois grupos de ciclistas, um com dieta low-carb (30% kcal – 100g/dia) e outro com dieta high-carb (60% kcal – 210g/dia).

    Os resultados demonstraram que após o exercícios os nível de cortisol tiveram um aumento significativo somente no grupo low-carb e os níveis de testosterona livre não apresentaram alterações em ambos os grupos. A razão testosterona livre/cortisol diminuiu 43% no grupo low-carb e 3% no grupo high-carb.

    Dietas low-carb geram maior catabolismo muscular

    Dietas low-carb geram menores estoques de glicogênio muscular e excercícios intensos combinados com menos glicogênio muscular aumentam a excreção de aminoácidos na urina. Ele mostra um trabalho Canadense (Howarth KR, et al. Ef f ect of glycogen availability on human skeletal muscle protein turnover during exercise and recovery. Journal of Applied Physiology, Aug, 2010; 109 (2): 431-438.), com um N de apenas 6 indivíduos, que teve como objetivo investigar se a excreção de aminoácidos representava um catabolismo proteico ou a redução da síntese proteica considerando uma dieta low-carb e outra high-carb.

    Os autores concluíram que o balanço geral de proteína muscular diminuiu no grupo low-carb quando comparado com o repouso e o grupo high-carb devido ao aumento de quebre proteica e uma diminuição da síntese proteica.

    Dietas low-carb e vias de crescimento muscular

    Aqui ele cita um trabalho (Creer A, et al. Inf luence of muscle glycogen availability on ERK1/2 and Akt signaling after resistance exercise in human skeletal muscle. Journal of Applied Physiology, Sep, 2005; 99 (3): 950-956.) que avaliou a influência do treinamento de força combinado com depleção de glicogênio e uma dieta low-carb sobre os genes do tipo “Akt”, responsáveis pelo crescimento muscular e transporte de glicose sanguínea. Onde os autores concluíram que a dieta low-carb pode impedir as adaptações geradas pelo exercícios devido a falta de resposta dos genes “Akt”.

    Dietas low-carb diminuem a força após excercícios excêntricos de
    força

    Neste tópico foi citado um trabalho (Benjamin L, et al. Dietary Carbohydrate and Protein Manipulation and Exercise Recovery in Novice Weight-Lifters. Journal of Exercise Physiology Online, Dec, 2009; 12 (6). ) que avaliou a influência de uma dieta low-carb e outra high-carb sofre dor muscular, marcadores de dano muscular (creatine kinase), força isométrica, retenção de nitrogênio e metabolismo proteico corporal. Os autores concluíram que o grupo low-carb teve maior perda de força, maior nível de marcadores de danos muscular.



    Agradeço sua atenção
    Carlinhos

    ResponderExcluir
  32. Olá Carlinhos.
    Eu não sou especialista sobre o tema "ganho de massa muscular", O Dr. Souto me corrija se estiver falando besteira, mas notei foi que, meste artigo que vc colocou, o autor só fala em low carb. Veja bem, low carb - páleo, é uma dieta rica em gorduras boas (da carne, manteiga, abacate, óleo de coco), e proteínas de alto valor nutricional. Dietas pobres em gordura alteram consideravelmente nossos hormônios. Prejudica não só o ganho de massa muscular, como tbm nossa saúde..

    Existem várias abordagens para ganho de massa muscular. Eu não sei se você quer emagrecer e ganhar músculos ao mesmo tempo ou se você é magro e quer ganhar massa muscular. Sei que a única forma de ganhar massa magra e emagrecer é com low carb - páleo. "Quando associamos uma dieta low carb ao exercício de resistência (musculação), a perda de peso se acelera pela maior taxa metabólica basal, ao mesmo tempo em que há a expansão da massa muscular, pois a pessoa não está restringindo calorias - é obviamente necessário comer MAIS calorias do que se gasta para poder aumentar a masa muscular; se o fizermos com restrição de carboidratos, conseguimos o "milagre" de ganhar músculo e perder gordura ao mesmo tempo. Limite recomendado de proteínas (incluindo Whey e o resto da comida): 2 gramas por Kg de peso /dia"

    O Dr. Souto já falou sobre o livro Dieta TNT que faz uma abordagem mais tradicional incluindo uns páleo-carbs. "Para ganho de massa muscular, uns 40g de carbs (que podem ser 2 bananas por exemplo) junto com Whey pós-treino é uma boa, pois a insulina é anabólica. Taí a Cláudia Vilaça para provar que não é NECESSÁRIO, mas que ajuda, ajuda." "Este livro é a resposta para todos vocês que me escrevem perguntando sobre low carb e academia." http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/livros.html

    Especialista nisso é a Cláudia Vilaça. Você conhece? Veja o site dela, vale muito a pena! Aos 50 ela treina competindo como fisiculturista amadora fazendo uma dieta de ZERO carbs. Não precisa de carbs pra ganhar massa muscular. http://claudiafitblog.blogspot...

    Leia estes estudos: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/exercicio-sim-mas-nao-o-que-lhe.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/02/jejum-intermitente.html

    ResponderExcluir
  33. Carlos Salerno Gonçalves20 de março de 2013 15:19

    Patricia...muito obrigada pela contribuição e pelos links...




    Eu também acredito na dieta low-carb páleo...tanto que a sigo...



    Minha intenção no comentário era realmente saber a opinião de outras pessoas...se você tiver tempo e puder ler o artigo notará que alguns pontos devem ser comentados: 1) O autor não cita se as pessoas estudadas somente fizeram a dieta no período dos estudos, que não média eram de 3 dias, ou se elas já vinham usando a dieta low-carb a mais tempo. Dessa forma é possível questionar se o fato de elas não estarem cetoadptadas não terá influenciado os resultados. 2) Como o próprio autor cita, os estudos não avaliaram os efeitos sobre a composição a longo prazo, talveza nesse tema as dietas low-carb fossem mais efetivas.


    Outra vez...muito obrigado pela contribuição e voou ler com atenção os textos citados por vocês.

    ResponderExcluir
  34. Eu li o artigo e o que mais me chamou a atenção foi ele não ter mencionado nada sobre gorduras, somente sobre os carbs. E o que baixa muito os níveis de testosterona e estrógeno é a ausência de gordura. Não creio que a cetoadaptação "queime" a massa magra. A cetose poupa a massa magra. As pessoas confundem muuuuito low carb com low fat.

    ResponderExcluir
  35. Carlos Salerno Gonçalves21 de março de 2013 00:06

    Eu também acredito que a cetoadaptação possa gerar resultados positivos a longo prazo e que a longo prazo as dieta high-carb (referidas no artigo) talvez influenciem de forma negativa a composição corporal, aumentando o tecido adiposo pelos mecanismos conhecidos.
    Muito obrigado pelos links...achei interessante o livro Dieta TNT...inclusive comprei e devo receber até o final do mês...em outras oportunidades trocamos informações...

    ResponderExcluir
  36. É sempre bom trocar informações, isso enriquece nosso aprendizado!

    ResponderExcluir
  37. Dr. Souto, Parabéns pelo ótimo post!
    Por favor me tire algumas dúvidas:
    Pretendo nestes primeiros 14 dias iniciar no estilo da Atkins. No livro do Dr.Atkins e no site do New Atkins, eles não permitem as castanhas,nozes e amendoas nos primeiros 14 dias.Se elas são gorduras há proibição por quê??? Com estes estudos atuais o que o Sr me diz?? Se eu comer amendoas nas primeiras 48h corro o risco de nao entrar em cetose? so posso comer apos os 14 dias?se sua resposta for que pode, qual a qtdade?? e a farinha de amendoas, posso comer nas 48h???
    POR FAVOR, RESPONDA! MTO OBRIGADA!!!

    ResponderExcluir
  38. Olá Aninha.

    Se você pretende começar os 14 dias de indução e leu o livro, ele esclarece o porque de não permitir as castanhas, nozes e amêndoas. Elas tem gordura mas também tem carboidratos. Não há garantias que se você fizer a indução vai entrar em cetose, imagina então poder te dar a certeza de que se você comer isso ou aquilo nas primeiras 48h vai ter problemas ou não... Entrar em cetose e se manter em cetose não é tão fácil assim. Tem gente que faz a indução direitinho e não entra em cetose, tem gente que come mais carbs do que indução determina e entra em cetose: isso é individual! Depende da SUA tolerândia aos carboidratos, entende?

    Mas você não precisa estar em cetose para emagrecer. http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html

    Sobre Atkins: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/atkins-ou-nao-atkins.html

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/12/comi-carboidratos-foi-tudo-por-agua.html

    ResponderExcluir
  39. Mônica, é estar adaptado ao estado de 'cetose', ou seja , a usar a gordura como combustível ao invés do carboidrato.
    Digite na barra de pesquisas do blog "cetose" e leia os artigos. É muito importante você entender os conceitos de níveis de insulina, gorduras, etc.

    ResponderExcluir
  40. Dr. Souto, parabéns pelo blog. Comecei a mudar meus hábitos alimentares a pouco tempo, três dias apenas. Sei que é muito pouco pra ter uma resposta, mas já estou me sentindo melhor, a fome já está indo embora. Estou com uma dúvida, nesses três dias, à noite, entre 09:00 e 10:00 hs, eu me sinto um pouco de tontura, uma fraqueza que eu acho que são sintomas de pressão baixa. Nos três dias eu comi amendoim (umas 3 colheres). Isso está certo? Essa quantidade de amendoim tem muito carbo? Li em algum site que amendoim não é muito bom... O senhor poderia me dar uma explicação sobre isso. Muito obrigada e mais uma vez parabéns.

    ResponderExcluir
  41. Leva cerca de 14 dias para o corpo se acostumar com low carb. Tenho o cuidado de consumir mais sal no início.
    Amendoins são legumes (coisas que nascem em vagens, assim como soja). É completamente diferente de castanhas, por exemplo. Amendoins têm um tipo de lecitina especialmente alergênico e irritante para o intestino. Sim, é low carb, mas páleo é mais que low carb, diz respeito à qualidade dos alimentos. Óleo de soja/algodão/canola são low carb, mas não são páleo. Banha é páleo. Manteiga é páleo.
    Dê preferência a nozes, e não a amendoim. Sim, eu sei que amendoim é mais barato. Ótimo, assim a gente não vai exagerar na quantidade de nozes.


    Em 11 de abril de 2013 09:05, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  42. Obrigada Dr. Souto, muito bom conversar com alguém que domina um assunto tão polêmico. Sou engenheira civil, mas já estou "dando aulas" de bioquímica pra minha família!! Eles não conseguem entender como estou de dieta e comendo creme de leite, manteiga ao invés de margarina, ovos todo dia... Mas eu preciso emagrecer 10 kg, preciso me sentir melhor e vou continuar firme. Posso passar, resumindo, meu cardápio pra o senhor dar sua opinião? Café da manhã e jantar = 2 ovos + fatia de queijo + fatia de peito de peru defumado , ou frango + fatia de queijo + fatia de peito de peru defumado ; almoço = salada alface, tomate,ovos de codorna + frango (coxa e sobrecoxa). À noite tinha comido amendoim (não vou mais) e ontem no lugar do amendoim, comi 3 morangos com creme de leite. Mais uma vez muito obrigada!!

    ResponderExcluir
  43. Obrigado. Não tente comer pouco de propósito (ao menos não nesta fase). Ou seja, pode jantar comida ao invés de lanche. Apenas deixe de comer se realmente não tiver fome, ok? Quanto ao resto, parece bom. Não esqueça de caprichar na salada. Se vc gosta de abacate, é uma grande adição ao seu menu.


    Em 11 de abril de 2013 09:54, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  44. Obrigada pela resposta Dr.
    Não quero abusar da sua boa vontade, mas estou com outra dúvida: tenho 34, não tenho filhos e estou com miomas uterinos, já tendo feito 2 cirurgias anteriores para retirá-los (mas eles crescem novamente). Meu ginecologista me receitou alguns remédios, que eu imagino que sejam para ajudar na fertilização: Ácido Fólico, Reforgan e DHEA. Será que eles podem atrapalhar no processo de emagrecimento? Posso ficar inchada, ou haver alguma alteração hormonal?

    ResponderExcluir
  45. Não, não creio.

    Sent from Galaxy S3
    Em 11/04/2013 11:14, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  46. quando posso comer? existe intervalos nessa dieta?, eu posso fritar meus alimentos com oleo de cozinha?, ou so manteiga? diga-me algumas dicas do que posso comer no almoço café janta algo bem variado , comecei a dieta faz 5 dias mas so como alface e carne uma hora vai enjoar o que fazer?.

    ResponderExcluir
  47. Olá Marcell.

    eu duvido que enjoe! kkkk Já leu estes posts? As dicas que precisa estão neles http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/o-que-comer-no-cafe-da-manha.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html

    Oléo de sementes não é páleo. Use banha, manteiga, óleo de coco para frituras. Azeite para temperar.

    ResponderExcluir
  48. Olá boa noite, conheci seu blog por um acaso.
    Por causa de um comentário que fiz no meu blog uma amiga me indicou e me deu uma explicação que achei fantástica e acho que com isso descobri minha felicidade. Fiquei cinco dias sem carboidratos e me senti outra pessoa , muito mais disposta e feliz, depois que voltei a comer voltei a sentir desânimo, sonolência, moleza, raciocínio lento, e até um pouco de depressão. Será que minha descoberta está correta? Um abraço!

    ResponderExcluir
  49. Com certeza. E fica melhor ainda com o tempo, à medida q seu corpo se adapta ao novo estilo de vida.

    Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from android phone
    Em 05/05/2013 17:23, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  50. Dr Souto..estou aqui novamente mas com uma dúvida..como eu ja disse
    estou a um mes em low carb e muita gordura saturada..porém a esposa
    enfermeira do meu colega de trabalho está doida pra ver meus exames pq
    segundo ela vão estar todos altos..inclusive minha gordura no fígado pq
    pra ela uma dieta com alto teor de gurdura saturada produz gordura no
    fígado..vou fazer meus exames semana que vem para ver a situação do meu
    sangue só pra comprovar o quão bom ele está devido ao low carb..que tipo
    de exame eu faria pra saber se tenho gordura no fígado?o de sangue já
    indica algo?como eu poderia responder a altura do questionamento dela?

    ResponderExcluir
  51. Eu li o livro da Nora T. Gedgaudas - Primal Body Primal Mind e iniciei a dieta há dois meses e já estou sentido a diferenca. A minha duvida é com relacao a preparacao de alimentos. Cru ou cozido?

    Tenho um bebe de 6 meses que só mama o leite materno, eu gostaria de saber o seguinte, o que ela está queimando? Gordura ou glicose?

    Quero inseri-la nessa dieta, queria saber que informacao que vc ja teve com bebes sobre essa dieta ou se vc indica algum livro ou pesquisa?

    QUero parabeniza-lo pelo blog em portugues por ter acesso à essas informcacoes.

    Grata pela dedicacao,

    Att,
    Lorraine

    ResponderExcluir
  52. Procure na caixa de busca no blog, e vc verá os artigos citados por mim sobre os efeitos benéficos de low carb sobre esteatose.

    O exame que vc deverá fazer para mostrar que sua esteatose melhorou ou desapareceu após uns 90 dias de low carb é uma ecografia ou uma tomografia de abdômen.


    Em 14 de maio de 2013 08:43, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  53. Olá!

    As duas coisas, gordura e açúcar (lactose). Afinal, leite é um líquido que a natureza faz para engordar pequenos mamíferos, não é mesmo?


    Em 14 de maio de 2013 10:19, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  54. Olá Dr. Souto...fui fazer os exames de sangue como comentado e gostaria de uns comentarios seus sobre o resultado:
    Colesterol Total:161(antes estava em 159)desejavel <200

    HDL:56(antes estava em 60)desejavel >55 achei que ficou mto baixo

    LDL:95(antes estava em 79)desejavel <100 aumentou mto o valor

    TGP:87(antes estava em 20)desejavel 4 a 32..aumentou tmb

    TRIGLICERÍDEOS: 48(antes estava em 98)baixou mto mesmo mto bom



    Por que alguns valores aumentaram?Fiz o TGP pois é um indicativo de gordura no fígado.Esse valor aumentado quer dizer algo?Poderia me explicar esses valores?Como observo que estou bem com esses resultados?

    ResponderExcluir
  55. O colesterol era baixo e continua baixo
    O HDL está praticamente igual (e continua bom)
    O LDL costuma aumentar em low carb - como já expliquei em várias postagens, não me importo com isso, se o resto melhora - de qualquer forma, era normal e continua normal
    TGP pode aumentar por muitos motivos (medicamentos, hepatite, álcool) - para saber de fígado gorduroso, precisa de um exame de imagem. E fígado gorduroso sempre melhora com low carb
    Triglicerídeos espetaculares. É impossível não ter reduzido a quantidade de triglicerídeos no fígado, uma vez que é o fígado que fabrica os triglicerídeos, e eles estão baixos.


    Em 15 de maio de 2013 21:18, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  56. No documentario Fat Head o cara no final de td faz os exames pra ver o sangue e um dado que ele tira é dividir o colesterol total pelo HDL e informa que dando um valor de 5 está bom e menor que 3,5 está excelente..dividindo os meus dados dá 2,87...o que caracteriza excelente..isso tem fundamento mesmo Dr Souto?

    ResponderExcluir
  57. Sim, tem fundamento. Valores abaixo de 4 são bons.

    2013/5/15, Disqus :

    ResponderExcluir
  58. Eu achei mto estranho o TGP alto pq eu não bebo nada de alcool e nao tenho usado medicamentos que elevam..

    ResponderExcluir
  59. quero saber se cozinhar com banha não faz mal?

    ResponderExcluir
  60. Faz bem. Procure as postagens sobre gordura
    Em 12/07/2013 14:44, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  61. Oi Dr Souto,sou sua fã,não vejo a hora de pegar uma graninha e ir consultar com o sr,eu moro em Rio Grande,mas vamos lá,Dr eu adoro amendoim e estou na dieta law carb e a tarde quase não sinto fome,como 2 ovos na manha molinho,almoço,vagem ,couve flor ervilha e muita carne ate me sentir satisfeita,a tarde la pelas 17hs eu como amendoins assados,não conto como ate me sentir satisfeita e as vezes la pela noite como o mesmo almoço as vezes coloco batata doce junto,estou fazendo certo,eu fiz durante 1 semana e eliminei 2 kg,sem sentir fome,mas queria saber se o amendoim não irá me atrapalhar em meu emagrecimento.obrigada

    ResponderExcluir
  62. ah,me esqueci faço pilates 2 x na semana,isso ajuda???brigada

    ResponderExcluir
  63. meu email é ;katia_bruna@vetorial.net

    ResponderExcluir
  64. Obrigado, Kattia.

    O Amendoim não atrapalha a perda de peso. Apenas pode atrapalhar um pouco a parte de doenças autoimunes (alergias, artrites, etc) - o amendoim dá em vagens, como o feijão e a soja. Mas é low carb. Pra que mexer no que está dando certo?


    Em 6 de agosto de 2013 17:31, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  65. Não, não atrapalha em nada.


    2013/8/6 Disqus

    ResponderExcluir
  66. Olá, Dr.José Carlos. Podemos considerar bacon como "comida de verdade"? Fiquei em dúvida sobre isso.

    ResponderExcluir
  67. Adoro comida feita com banha de porco, o sabor é maravilhoso.

    ResponderExcluir
  68. E acaba de ir pra geladeira o primeiro pacote de banha... E o peixe q grelhei nele, hum.... DELÍCIA!


    P.S.: a manteiga pode ser consumida por qm tem a SOP? Afinal, é gorudra pura, quase. (achei uma caseira ainda)

    ResponderExcluir
  69. Sim


    2013/9/24 Disqus

    ResponderExcluir
  70. Dr. Souto, estou com uma dúvida: eu pensei que a dieta fosse melhorar minhas cólicas menstruais, mas este mês a cólica foi pior que as
    dos outros meses, tive até que tomar mais medicamento pra dor.
    Tenho apenas um mês e pouco na páleo/LCHF, mas ainda assim esperava menor dor devido à melhor alimentação, ausência do trigo e do
    açúcar etc. Fiquei frustrada e triste. Daí li num site de ginecologia que a gordura aumenta os níveis de estrógeno, e que quanto mais gordura no organismo mais estrógeno é produzido, e que diminuindo a gordura diminuirá o estrogênio e por conseguinte as cólicas. Lá diz também para evitar o consumo de proteína animal e cafeína.

    Será que isso tem realmente a ver? Eu nem sou super fã de gordura, mas
    comi bastante queijo e creme de leite no início, ovos também. Não
    como carne vermelha nem bacon. Eu também aumentei o consumo de
    cafeína e consequentemente de creme de leite, que eu usava no café e
    nos omeletes. Somente há alguns dias é que retirei os laticínios por causa da acne, mas continuei com o café. Óleo de coco eu já usava antes da páleo e a quantidade não mudou.

    Minha dúvida é se isso realmente faz sentido, já que não li reclamação aqui de nenhuma leitora, mas fiquei confusa.
    De todo modo, vou seguir na dieta, quero me curar da hipo e dos
    ovários policísticos e manter o estilo de vida. Nem sentir falta do
    trigo eu sinto.

    ResponderExcluir
  71. Para a maioria das pessoas, melhora ou não muda. Foi apenas um mês, acho pouco para concluir qualquer coisa. Nos sites médicos convencionais, a conduta será sempre comer menos gordura. ..

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 06/10/2013 15:30, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  72. Verdade, um mês é pouco mesmo. Agora com a retirada dos laticínios acho que a tendência é melhorar, pois acho que a cólica é causada pelos cistos. Sinto muita falta do creme de leite no café e nos omeletes, mas fazer o quê, "you can't always get what you want". :D

    ResponderExcluir
  73. Dr. Souto, uma dúvida:
    O processo que aquecimento vai "saturando" as gorduras, certo? Eu li em algum lugar que cozinhar/fritar gorduras em excesso, as tornam trans, Que comprovadamente faz mal.
    Então... cozinhar, fritar ou cru? Qual é o padrão-ouro?
    Abraços !

    ResponderExcluir
  74. Ricardo, o aquecimento não satura as gorduras (infelizmente - pois isso seria uma coisa BOA). Gorduras insaturadas (especialmente as poliinsaturadas) são altamente reativas, e o aquecimento acelera a reação (como soe ocorrer). Estas gorduras oxidam-se com facilidade (ficam rançosas) e, quando aquecidas, podem formar hidrocarbonetos aromáticos (cancerígenos) e gorduras trans, nas quais o hidrogênios troca de lado nos carbonos envolvidos na ligadura dupla. Então, você leu bem, mas isso afeta as gorduras INsaturadas - para algo ser TRANS, é preciso ter sido CIS antes :-)
    Se você usar gorduras saturadas, não correrá esse risco de forma significativa.

    O padrão-ouro é cozinhar com baixas temperaturas (a fervura é um bom exemplo, pois limita a temperatura em torno de 100 graus - pense em carne de panela, por exemplo). A fritura em gordura saturada e com temperaturas não muito elevadas vem em segundo lugar. Torrar a comida vem em último lugar (ou fritar por imersão em altas temperaturas, que é quase a mesma coisa). Comer cru? Limita a digestibilidade dos alimentos - o intestino humano encurtou após muitos milhares de anos de domínio do fogo. Melhor é o chamado "slow cook".


    2013/10/14 Disqus

    ResponderExcluir
  75. E a dieta do tipo sanguíneo? O que vc tem a diZer? Fiz a dieta e fiquei 12 dias comendo proteína e emagreci 3 quilos. Fui pra proxima fase da dieta e nao emagreci mais nada. Estou ha 26 dias na dieta e nada de perder mais. Li sobre a dieta do tipo sanguíneo e vi que meu tipo de sangue A nao produz suco gastrico suficiente para digerir carnes vermelhas e derivados do leite animal. comecei ha dois dias a nova dieta e coloquei soja no lugar das carnes e to comendo soh atum. Coloquei leite de soja no lugar do leite desnatado. Percebo um desinhaço maior e meu coracao batendo mais forte. O q vc me diz sobre tudo isso? Obrigada!

    ResponderExcluir
  76. Minha opinião é que não há evidência científica nenhuma quanto à dieta do tipo sanguíneo. Zero.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 27/10/2013 09:47, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  77. Dr. Souto, obrigada por ser sempre tão atencioso. Tenho uma dúvida, estou iniciando na dieta LCHF, gostaria de saber se a nata pode ser usada livremente como fonte de gordura ou se deve ser evitada por ser laticinio.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  78. Para 90% das pessoas não há problema

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 29/11/2013 21:08, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  79. Eu tomo anticoncepcional, menstruo regularmente e não tenho cólicas. No meu primeiro mês low carb, a menstruação veio no meio da cartela, completamente inesperada, e durou mais que o dobro de dias. Também tive muita cólica. Achei algumas informações em inglês sobre o assunto, mas ainda não me empenhei em entender. Estou no segundo mês, e espero que agora se regularize.

    ResponderExcluir
  80. Oi, Barbara. Você tem links dessas informações em inglês? Se tiver e puder me passar agradeço. Eu tive dois ciclos desde que comecei a páleo/LCHF, vou ter o terceiro este mês, e os dois primeiros foram punk, tive muita cólica, muito mais do que tinha antes (não tomo anticoncepcional). Engraçado como a páleo mexe mesmo com o corpo, e acho que nós mulheres sentimos mais. Num site que se chama Paleo for Women, vi comentários de outras mulheres que também tiveram mais cólica depois que começaram a páleo. No ótimo blog de uma médica canadense especialista em hormônios, ela diz que geralmente o grande culpado é o excesso de estrogênio, e que é importante desintoxicar o fígado para que ele consiga mandar pra fora esse excesso. Eu atribuo o aumento da cólica ao desbalanço do organismo, que deve estar tentando encontrar o equilíbrio, e a explicação hormonal acho que tem muito a ver também. Acredito que ainda vou ter cólica este mês, e que meu corpo vai levar um pouco mais de tempo para entrar nos eixos. Espero que você tenha mais sorte que eu. :)

    ResponderExcluir
  81. Aqui em Porto Alegre (onde mais seria??) há uma ginecologista low carb, Maria Cristina Barcellos. Um tempo atrás, coloquei essa questão para ela. Resposta:

    "Bom dia Souto e Rita
    Desconheço a perda da eficácia da pílula anticoncepcional nestas situações. Vou dar uma estudada . Por teoria, a pílula diminui a sua eficácia se há metabolismo de alguns fármacos no fígado que atrapalhem a transformação hormonal no princípio ativo. Cetose por si só, não deveria promover perda desta transformação. Nunca li nem recebi nem estudei nada a respeito mas vou investigar
    Assim que tiver resposta, retorno
    Abs
    MCristina

    Mac Barcellos
    6 de nov
    para mim, Rita
    Boa tarde Souto e Rita
    Fiz uma investigação do assunto e não há nenhuma publicação sobre este assunto. Na prática, nunca necessitei mudar método contraceptivo em pacientes em dieta O fato de haver pequenos sangramentos de escape durante a dieta tem mais relação com a atrofia da camada interna do útero (endométrio) pelo efeito da progesterona da pílula na diminuição do estrogenio circulante por conta da dieta mas isso não interfere na eficácia do método.
    Espero te ajudado
    Abraços
    MCristina


    Em 2 de dezembro de 2013 23:38, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  82. Olá Magali,

    Amendoim, como qualquer outra leguminosa (feijão, grão-de-bico, ervilha, soja, lentilha, fava, tremoço) deve ser evitado. Se for esporadicamente, ok.

    Alguns comentários do Dr. Souto: “O Amendoim não atrapalha a perda de peso. Apenas pode atrapalhar um pouco a parte de doenças autoimunes (alergias, artrites, etc) - o amendoim dá em vagens, como o feijão e a soja. “http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/03/gordura-vegetal-versus-gordura-animal.html#comment-990693963

    “Pelos mesmos motivos que evitamos outras leguminosas como feijão, lentilha, soja e amendoim, sugiro evitar isso (tremoço).” http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2012/01/o-que-comer-no-cafe-da-manha.html#comment-989327240

    “Estou convencido de que a autoimunidade tem tudo a ver com permeabilidade intestinal, sendo este o problema do glúten e
    das lecitinas das leguminosas.” http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/07/a-resistencia-insulina-causa-obesidade.html#comment-978464291

    “Amendoim é um legume e não uma castanha (aí a razão porque
    tantas e tantas pessoas tem alergia, pela mesma razão que muitos são alérgicos
    à lactose, por não estarmos geneticamente preparados para comê-los). Pelas
    minhas pesquisas, amendoim não seria considerado ‘Paleo-friendly’ “ http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/07/a-resistencia-insulina-causa-obesidade.html#comment-978464291

    “O que me incomoda nos legumes (coisas que crescem em vagens, como soja por exemplo), além dos carbs, não é o fitato, e sim as lecitinas que podem provocar alterações na permeabilidade intestinal, à semelhança do que acontece com o glúten (que é, na verdade, uma lecitina do trigo).” http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/06/prezado-dr-souto-como-comer-mais.html#comment-950979074

    "Quanto ao feijão, bem, embora tenham proteínas, são 3/4 carboidratos e, como toda a leguminosa (incluindo soja e amendoim), contém lecitinas que alteram a permeabilidade intestinal (não tanto quanto o glúten). Assim, também sugiro o uso apenas esporádico, se fizer questão de consumir." http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/04/o-pecado-da-carne.html#comment-861118289

    “Não sou fã do amendoim, não pelos carbs, mas sim pelas lecitinas que contém. Mas se não te faz mal e substitui uma sobremesa, é válido. É mais importante fugir do amendoim (e soja, e feijão, e lentilha) para quem tem problemas auto-imunes e/ou digestivos.” http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2013/03/depoimento-mae-e-filha.html#comment-907561099

    Sobre Chia: "Quanto à Chia, são 7 mg de ferro por 100g da semente SECA. E isso vem às custas de 42g de carbs (menos 34g de fibras, ainda são 8g de carbs).

    Veja, prefiro comer 2 ovos e matar minha fome e me nutrir MUITO mais (além de comer algo mais gostoso!), e uma xícara de espinafre com carne moída ou mesmo no contexto de um suflê também oferecem mais nutrição com menos carbs.

    Dito tudo isso, CHIA ainda é melhor do que muita outra coisa - preferível viver à base de chia do que à base de farináceos, não
    é mesmo?" http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html#comment-914260541

    "Gergelim e Linhaça são das poucas exceções em termos de grãos que podem ser consumidos por conterem relativamente poucos carbs (além de não conterem glúten e antinutrientes). Não ajudam, mas em quantidades não muito grandes, não atrapalham." http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html



    Só use suplementos, poli vitamínicos se seus exames acusarem necessidade. Quem faz páleo/LCHF se alimenta muito bem!

    ResponderExcluir
  83. Muitíssimo obrigada Patrícia pelas respostas! Outra questão é com relação a produtos sem lactose. deveria consumi-los? Quais os melhores?

    ResponderExcluir
  84. Se não tem problemas com lactose, não vejo porque evitar. Leite é bom evitar. Mas os laticínios, que são os fermentados do leite (queijo, iogurte integral natural, coalhada), e os que são ricos em gordura (nata, manteiga, creme de leite) na maioria das vezes podem ser consumidos se você não tiver intolerância aos
    laticínios.

    ResponderExcluir
  85. O dr Souto respondeu a essa sua questão sobre a pílula abaixo. Dê uma olhada. :)

    ResponderExcluir
  86. Acho que tenho um certo grau de intolerância. Desde criança não consigo beber leite. Mas iogurte e queijos,requeijão e creme de leite, adoro.O que g

    ResponderExcluir
  87. Se der gases e diarréia

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 05/12/2013 22:03, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  88. Minha dúvida é o seguinte: Hoje em dia, não se engorda porco com resto de comida e sim com hormônios sintéticos. Se sabemos que os hormônios são depositados no tecido gorduroso do porco (banha de porco), também não estaríamos comendo esses hormônios sintéticos e com isso aumentando riscos de doenças relacionadas a eles? (Ca de mama...) Uma coisa era o porquinho da granja da família, outra é a banha industrializada...

    ResponderExcluir
  89. Com certeza seria melhor comer animais alimentados com pasto.


    Em 10 de dezembro de 2013 15:50, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  90. fritar frango com banha de porco seria muita "gordice" ou posso fazer isso de vez enquando (tipo uma vez por semana)?

    ResponderExcluir
  91. eu sempre frito na banha!

    ResponderExcluir
  92. Hoje comprei óleo de abacate... Posso usá-lo?

    ResponderExcluir
  93. Sim

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 22/01/2014 14:10, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  94. José Mauricio Gonzales Praxede1 de março de 2014 11:28

    Bom , sou Atkiniano e , em geral, uso amendoim desde a indução. basicamente o problema com o amendoim é q uma vez q vc começa a comer , é difícil parar ... eu uso farinha de amendoim em minhas receitas, pq tem só 2 g de carbs por colher de sopa. se é uma leguminosa, q seja, mas obviamente é mais Low Carb do q feijão e lentilhas ...

    ResponderExcluir
  95. José Mauricio Gonzales Praxede1 de março de 2014 11:32

    Só posso repetir o que foi dito acima. os princípios científicos por trás da dieta do tipo sanguíneo são os mesmos das dietas da Lua e de Bervely Hills. ou seja , NADA

    ResponderExcluir
  96. José Mauricio Gonzales Praxede1 de março de 2014 11:36

    Pois é , vc pode ver que , as gorduras Trans seriam teoricamente , insaturadas , pois ainda possuem as ligações duplas. seria como um gremilin q toma água e converte-se em sua forma monstruosa

    ResponderExcluir
  97. Boa tarde, Dr.! Pode-se fazer vitamina de abacate na dieta paleo? Se puder, como fazê-la?

    ResponderExcluir
  98. Claro. Sem açúcar.

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 04/03/2014 14:40, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  99. Mas teria que fazer com água, não é?! E se eu quiser adoçar, poderia usar adoçante (sucralose ou sacarina)?

    ResponderExcluir
  100. Como o mundo dá voltas! Cheguei aqui por causa do link em sua resposta a um comentário na postagem "A semana das manchetes positivas - 5".
    Hoje o Dr. é um especialista em banana verde!

    :-)

    ResponderExcluir
  101. De fato Sílvio, pensei muito nisso!

    Dr. Jose Carlos Souto, M.D.
    Sent from Android phone
    Em 15/03/2014 16:21, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  102. Olá doutor! Gostaria de saber qual óleo é melhor pra se cozinhar, fritar, assar... Já li tantas porcarias por aí que não tenho certeza do que usar. Óleo de coco seria o melhor? Obrigada!

    ResponderExcluir
  103. Sim, Junto com banha, manteiga e azeite de oliva

    2014-04-02 17:05 GMT-03:00, Disqus :

    ResponderExcluir
  104. Olá Mary,


    use banha para cozinhar, fritar, refogar. Óleo de coco tbm é bom, mas melhor ainda para 'tomar'! Azeite e manteiga são ótimas opções para acrescentar no alimento pronto. Nenhum óleo de sementes é bom - nada de óleo de soja, girassol, canola, milho...

    ResponderExcluir
  105. Rafael Dias Fonseca19 de abril de 2014 23:52

    perfeito, penso igualmente.

    ResponderExcluir
  106. Rafael Dias Fonseca22 de abril de 2014 12:35

    Faco todos os dias.

    ResponderExcluir
  107. Faça com leite de coco e creme de leite...

    ResponderExcluir
  108. Engorda pequenos e grandes... ;-)

    ResponderExcluir
  109. Ahhhhh... Amei a explicação! Kkkkkk...

    ResponderExcluir
  110. Nessa dieta eu posso comer abacate a vontade? a qualquer hora que sentir vontade? E côco, também pode? Alguém poderia me passar uma lista dos alimentos liberados SEM RESTRIÇÃO DE QUANTIDADE? Estou começando hoje e ainda cheia de dúvidas!

    ResponderExcluir
  111. Comece estudando:

    Comece por aqui: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/dieta-paleolitica.html
    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/o-que-comer-no-cafe-da-manha.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2014/01/reflexoes-sobre-postagem-anterior.html
    Nesse estilo de vida, o que pode, pode.

    Sent from mobile phone
    Em 15/07/2014 13:50, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  112. Obrigada pela atenção doutor. Li o artigo recomendado, e vários outros, mas continuei com dúvidas em relação à cenoura e beterraba. Crescem em baixo da terra. Então são terminantemente proibidos? obrigada

    ResponderExcluir
  113. Não, não são terminantemente proibidos. Contém certa quantidade de carboidratos, e portanto serão consumidos com parcimônia, de preferências crus (ralados, por exemplo).


    Em 15 de julho de 2014 15:14, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  114. Dr. Souto...
    Uso o óleo de coco palmiste (Elaeis guineensis) obtido do caroço da palma.

    Compro no site da Empório Lazlo.

    "Praticamente só é comercializado óleo refinado, pois o óleo virgem possui um aroma de coco muito forte para uso na cozinha. A vantagem deste produto é que ele não apresenta o cheiro que o óleo de coco eventualmente traz, mesmo sendo refinados e traz todo benefício dos ácidos láuricos.

    O refino não altera as qualidades naturais destes óleos devido à sua grande estabilidade ao calor e este processo não envolver o uso de produtos químicos prejudiciais à saúde. O processo de refino é feito por destilação e resfriamento brusco em atmosfera livre de oxigênio e uso de ácido cítrico, diferente de gorduras do supermercado (soja, canola, algodão, milho, girassol) que utilizam ácido sulfúrico e soda cáustica e temperaturas altas (mais de 100 graus) em atmosfera oxigenada, o que danifica os ácidos graxos iniciando sua oxidação."
    Prof. Fabian Laszlo



    O senhor conhece? Teria alguma coisa pra comentar sobre o óleo de palmiste?
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  115. Olá dr. Gostaria de saber se a banha de porco/bacon, depois de usada para fritar frango, pode ser reutilizada ou se torna prejudicial a saúde?

    ResponderExcluir
  116. Quanto mais saturada, mais estável. Então, pode mais vezes do que se fosse gordura instaurada.

    Sent from mobile phone
    Em 06/08/2014 09:12, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  117. Bom dia Dr. Souto,

    O senhor conhece o livro “A cura do diabetes pela alimentação viva”? ( autor Dr. Gabriel Cousens - título original: There is a cure for diabetes)

    Ganhei o livro de presente e estou quase na metade. Estou impressionada pelo nível de detalhes. Porém o autor segue uma linha aiurvédica, low-carb, low-fat, vegana e com alimentos crus (com todas as fontes dos artigos científicos citadas).

    Numa parte do livro sobre as gorduras (pag.146) o autor diz que a gordura animal é prejudicial a membrana das células podendo causar intolerância a insulina.

    Pelo o que eu entendi no artigo acima o nosso organisno não tem como diferenciar a gordura animal da vegetal. Porém quando a gordura é aquecida ela pode se transformar em algo tóxico.

    Considerando que a maioria das pessoas comem carne cozida ou assada, essa teoria me parece
    coerente.

    Agora estou confusa, pois nos últimos meses me enchi de carnes, queijos e manteiga.

    O autor também fala sob índice glicêmico e índice insulínico (pag. 140). Por exemplo, o pão integral tem um índice glicêmico praticamente igual ao índice insulínico, porém a carne bovina ou de peixe tem o índice insulínico muito mais alto do que o respectivo indice glicêmico.

    O que o senhor acha de tudo isso?

    Obrigada,

    Lucilei

    ResponderExcluir
  118. Acho que esse livro é um lixo.

    Sent from mobile phone
    Em 18/08/2014 11:13, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  119. Aha, ainda bem que não comprei o livro com o meu dinheiro. Obrigada novamente.

    ResponderExcluir
  120. Dr. Gostaria de seu comentário sobre o caldo de cabeça de salmão, diz a
    internet que não se usa o salmão para fazer caldos provavelmente "porque os óleos altamente insaturados desse peixe se oxida durante o longo processo de cozimento". Como salmão pelo menos 3 vezes na semana e trago a cabeça para casa, mas ao ler isto na internet, fiquei confusa sobre o caldo.

    ResponderExcluir
  121. É tradicional? Confio mais na tradição do que na internet.


    Em 29 de agosto de 2014 21:04, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  122. Só lembrando que a BANHA contém 60% de gordura insaturada, logo, vale o mesmo do Bacon, entretando os "cientistas" de plantão, (ou seriam leitores de blogs não científicos) sequer buscam informações sérias antes de falar bobagens. parabens pela abordagem

    ResponderExcluir
  123. Exato, banha=abacate=nozes=ovo: todos predominantemente INSTAURADOS

    Sent from mobile phone
    Em 13/09/2014 13:54, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  124. Tem algum problema comer a pele de frango de granja? E tem como diferenciar um frango caipira e um frango de granja (ambos crus) só pela aparência?

    ResponderExcluir
  125. Pele de frango é muito bem vinda!
    Não sei se tem como diferenciar... eu não tenho essa expertise!

    ResponderExcluir
  126. Ahhh... A galinha caipira é mais "altinha" e magrela que a outra... Depois de cozidos, seus ossos são mais escuros e duros tb...

    ResponderExcluir
  127. Adoro frango e, infelizmente, é muito mais fácil achar o de granja. Obrigada meninas.

    ResponderExcluir
  128. O frango de granja (cru) tem a pele bem clara e a carne levemente rosada; já de frango ou galinha caipira (cru) tem a pele amarelada e carne mais escura. É fácil diferenciar, se você achar que está meio pálido: é de granja.

    ResponderExcluir
  129. Dr. Souto, o Senhor é simplesmente fantástico, adoro suas explanações!!!

    ResponderExcluir