Cuidado com produtos “Light”

Vamos deixar algo muito claro: o objetivo da indústria alimentícia NÃO é a sua saúde, o objetivo é VENDAS. Se as pessoas acreditarem que é necessário cortar a gordura da dieta, a indústria fará aquilo que o público quer. E, como um alimento do qual a saudável gordura natural foi extraída fica sem gosto, a indústria precisa ADICIONAR alguma coisa que lhe dê gosto e o faça ser consumido em grande quantidade. E que coisa será isso? AÇÚCAR é claro!

Como disse o Dr. Dráuzio Varella, a ideia de que se devesse cortar a gordura na dieta foi “uma das maiores confusões intelectuais sobre a saúde do homem do século XX.”

Vamos analisar uma marca de “iogurte” que vi no supermercado.

A primeira coisa que você vê é que trata-se de produto LIGHT. Zero % de gordura! Ou seja, quem compra isso acredita na falácia das calorias, acredita que gordura faz mal, e pretende emagrecer.

Outro detalhe: embora esteja na seção dos “iogurtes”, em nenhum lugar do rótulo você vê esta palavra. Veremos adiante que não se trata de comida de verdade, e sim de um produto industrial. Sua bisavó saberia o que é uma “bebida láctea”?

1) Este produto é comida de verdade?

O próprio fabricante se apressa em dizer que não:

Se você, como eu, tem mais de 40 anos, nem consegue ler direito esta parte do rótulo (eu ampliei muito a imagem acima)

Observe que isto NÃO É IOGURTE. Iogurte é comida de verdade. Mas, se você quiser comer iogurte de verdade, você terá de fazê-lo em casa.

A segunda frase é uma pérola: “Light como toda a bebida láctea desnatada”. Como é que é?? Não importa quanto açúcar e quantas calorias a coisa tem, desde que seja desnatada (sem a “terrível gordura”). Isto é tão importante que vale a pena repetir – a indústria escreve light pelo mesmo motivo que coloca a foto de pessoas famosas, para vender – ISTO NÃO QUER DIZER SEM AÇÚCAR OU SEM CARBS!

Quer ver?

2) Este produto Light ajuda a perder peso?

Cada seta, abaixo, indica a presença de açúcar na fórmula:

  • Leite desnatado = água com açúcar (lactose=açúcar)
  • Soro de leite = água com muita lactose
  • Polvilho de mandioca = amido = açúcar
  • Amido modificado = açúcar

Percebem? Como você faz para pegar um alimento natural (o iogurte), remover a gordura, e fazer com que as pessoas consumam? Simples, adicione MUITO açúcar, aromatizantes e corantes. E depois escreva LIGHT no rótulo! Como sabemos, o açúcar vicia tanto quanto a cocaína, de modo que trata-se de estratégia infalível para alavancar vendas.

Vinte e oito, 28 gramas de açúcar – em cada copo de 200 ml deste produto alimentício. Quando você tomar 1 copo deste produto LIGHT, eis o que você estará consumindo:

Cada cubinho de açúcar tem em média 4g de açúcar – faça a conta!

Por fim, saiba que um morango tem apenas 1g de açúcar. Assim, vc quer emagrecer? MANTENHA A INSULINA BAIXA. Quer uma sobremesa de morango? Coma iogurte integral (COM gordura), feito em casa, misture com meia-dúzia de morangos, e pronto – comida de verdade!

E se alguém está se perguntando: “e quanto à lactose do leite integral?” Simples: os lactobacilos consomem todo este açúcar, transformando-o em ácido lático, que dá o gosto azedinho do iogurte, mas não é um açúcar, e não eleva a insulina.

Deixo o leitor com esta citação do grande cientista britânico John Yudkin: 

“O ser humano tornou-se cada vez mais hábil em separar desejo e necessidade, a tal ponto que a satisfação desenfreada do desejo tornou-se desastrosa para o indivíduo e para a espécie. As pessoas sempre desejaram alimentos doces porque gostavam dos mesmos. E, enquanto os únicos alimentos doces a que tinham acesso eram frutas, ao satisfazer seu desejo pelo sabor doce, as pessoas automaticamente satisfaziam a sua necessidade de vitamina C e outros tantos nutrientes. Porém, uma vez que o ser humano passou a fabricar a própria comida, especialmente após o desenvolvimento da tecnologia para o refino do açúcar e a manufatura dos alimentos, adquiriu a capacidade de separar a doçura e o conteúdo nutricional. O que as pessoas desejam desvinculou-se do que elas precisam.

******* 01/11/2012 ********

Algumas pessoas me perguntaram como fazer o iogurte natural. Pois bem, resolvi aprender, e é MUITO FÁCIL e barato.

Como tudo que eu tento fazer na cozinha, fui procurar no youtube:

É MUITO fácil. Usei 2 saquinhos (sim, saquinhos!) de leite integral (cada um custou 1,30) e 1 iogurte natural integral batavo (a coisa mais natural que achei no super). Preparei ontem às 23:30, e hoje ao meio-dia tinha 2 Kg de iogurte para sobremesa!

Abaixo, a foto da preparação:

E, abaixo, 12 horas após, o resultado final:

O gosto é ótimo, como só um produto natural e full fat pode ter.

Ingredientes: LEITE e lactobacilos. . Custo? R$ 2,60 para 2 quilos da coisa. Mal posso esperar para misturar com amoras:

Compare com os ingredientes do produto “light” industrializado:

Espero que isto ajude a consolidar o conceito de “comida de verdade“.