A mudança de paradigma está chegando

O Dr. Flávio José Kanter é um cardiologista conhecido aqui em Porto Alegre. E é dele este breve texto, publicado no Jornal Zero Hora de hoje, que capta de forma sucinta e ao mesmo tempo eloquente os ventos da mudança que sopram cada dia mais fortemente. Parabéns, Dr. Kanter!

20 de maio de 2014 | N° 17802

ARTIGO

OS CORAÇÕES DOS FRANCESES

por Flavio José Kanter*

A Dra. Rita Redberg é editora do Jama, o periódico científico da Associação Médica Americana, e chefia o serviço de doenças cardiovasculares em mulheres na Universidade da Califórnia em San Francisco. Ela assinala as inconveniências do uso crescente das estatinas (drogas para baixar o colesterol). Critica os novos critérios que incluem mais pessoas no uso desses remédios. Diz que o que previne doenças cardiovasculares são mudanças no estilo de vida.

Atividade física regular é indispensável. Ingerir calorias em equilíbrio com o consumo causa menos doenças. Não há dúvida de que não fumar e controlar a pressão arterial reduz risco.

Conhecimentos científicos estão em evolução. É preciso estar atento e ter humildade para reconhecer e incorporar mudanças. Há evidências de que o maior inimigo está nos carboidratos. Gorduras podem ser ingeridas em proporção balanceada. O conteúdo calórico total da dieta em equilíbrio com o que se queima, um cálice de vinho ao dia, meia hora de caminhada ou outro exercício são novos paradigmas.

Não é preciso olhar os franceses como paradoxais. Podemos aprender o que há de bom em seus hábitos, desvendar seus segredos. Quem sabe, seja hora de entender que não é paradoxo, e sim paradigma francês?

*MÉDICO