O fracasso é órfão

Há exatamente um ano, eu escrevia aqui no blog a seguinte frase: “em poucos anos estaremos chegando na fase em que as pessoas, DO NADA, começarão a dizer que SEMPRE SOUBERAM que a gordura não era o problema”; “Mas, quando todo mundo “descobrir” que a gordura não é a vilã, lembre-se: você leu primeiro aqui”.

Pois é, passou-se apenas UM ano, e eu dou de cara com o seguinte artigo no BLOG da American Heart Association (Associação Americana de Cardiologia):

Recent study adds weight to the low-carb vs. low-fat debate (Estudo recente coloca ênfase no debate Low Carb versus Low Fat).

O artigo fala sobre a recente publicação de (mais um) estudo prospectivo e randomizado provando a superioridade de low carb sobre low fat, sobre o qual já tratamos aqui, aqui e aqui, aquele que demonstrou que low carb produz maior redução de peso e melhor perfil de risco cardiovascular do que low fat:

Os três parágrafos finais são antológicos*:

“Há uma concepção errônea de que a Associação Americana de Cardiologia (AHA) apoia uma dieta de baixa gordura”, diz Rachel Johnson, PhD, MPH, RD, professora de nutrição na Universidade de Vermont e última presidente do Comitê de Nutrição da AHA. “Nós não estamos mais dizendo que uma dieta low fat (baixa gordura) é a resposta. Nós recomendamos gordura moderada com foco em gorduras saudáveis, e suas escolhas de carboidratos precisam ser focadas“.

Isto significa limitar açúcar adicionado e carboidratos refinados. Nos últimos 10 anos, a AHA tem colocado uma grande ênfase em limitar o açúcar na dieta.

A ciência evoluiu, e comer muitas calorias oriundas de açúcar é perigoso para a sua saúde cardiovascular“, disse Rachel Johnson. “Açúcar de bebidas como refrigerantes determinam um alto risco de sobrepeso e obesidade”.

COMO É QUE É?

  • “Há uma concepção errônea de que a Associação Americana de Cardiologia (AHA) apoia uma dieta de baixa gordura.” –> Não pude deixar de lembrar desse quadro do Jô Soares:

Errônea? ERRÔNEA? A Associação Americana de Cardiologia NÃO apoia uma dieta de baixa gordura??? Me tira o tubo!!

Meus caros leitores: Ok, falando sério, eu fico muito feliz que a AHA tenha aberto os olhos para a realidade. No entanto, ninguém é otário, e até as pedras sabem que a AHA sempre ABOMINOU as dietas low carb, chamado-as de “dietas da moda”, e SEMPRE PREGOU dietas low fat como a ÚNICA alternativa saudável, colocando seus selos em forma de coração exclusivamente em produtos açucarados com zero de gordura na fórmula.

O que falta nesses artigos conciliatórios? Uma MEA CULPA, um pedido de desculpas, a ADMISSÃO do erro. Falta explicar que as diretrizes vigentes nos últimos 40 anos foram baseadas exclusivamente em ideologia, e não na ciência.

Mas, enfim, O FRACASSO É ORFÃO. Agora, em 2014, ninguém mais parece disposto a assumir a paternidade desse bastardo.

George Orwell, em sua obra prima 1984, descrevia com PERFEIÇÃO como o Ministério da Verdade, de uma hora para outra, reescrevia a história de modo a enterrar quaisquer incoerências.

Da wiquipédia:

Controle da Informação


O Ministério da Verdade cuida nas notícias, entretenimento, artes e educação. O seu propósito é reescrever a história e alterar os fatos, de forma que eles se encaixem na doutrina do Partido.

Por exemplo, se o Grande Irmão fez uma previsão que se revelou errada, os funcionários do Ministério devem reescrever a história de forma que a previsão do Grande Irmão seja precisa.

Dentro da novela, Orwell discute qual é a razão para a existência deste ministério: o seu objetivo é criar a ilusão de que o Partido é absoluto. O Partido não muda suas diretrizes, não comete erros, porque isto implicaria fraqueza, e para manter o poder o Partido deve parecer eternamente correto e forte.”

As diretrizes, nessa visão Orweliana, na verdade não mudaram. Elas sempre foram assim! Vocês é que não se lembram direito.

Errado. Nós, ao menos aqui neste blog, lembramos.

* “There’s a misperception that the American Heart Association supports
a low-fat diet,” said Rachel Johnson, PhD, MPH, RD, professor of
nutrition at the University of Vermont and immediate past-chair of the
American Heart Association’s Nutrition Committee. “We’re not saying
anymore that a low-fat diet is the answer. We recommend moderate fat
with a focus on healthy fats and your choices around carbohydrates need
to be focused.”

This means limiting added sugars and refined carbohydrates. In the
past 10 years the organization has placed a large emphasis on limiting
added sugars in diet.

“The science has evolved, and eating a lot of calories from added
sugars is harmful to your cardiovascular health,” Johnson said. “Added
sugars from sugar-sweetened beverages pose a higher risk for being
overweight and developing obesity.”