domingo, 7 de setembro de 2014

Ensaio Clínico Randomizado: low carb versus low fat e composição corporal

Segue repercutindo FORTEMENTE o novo estudo publicado (prospectivo e randomizado, não observacional, não apenas de correlação), demonstrando MAIS UMA VEZ, que dietas low carb são superiores a dietas de baixa gordura tanto no que diz respeito a perda de peso quanto no que diz respeito a RISCO CARDIOVASCULAR.


Este estudo chega no momento em que a dieta de baixa gordura já está morta do ponto de vista conceitual (veja aqui, aqui, aqui e aqui), servindo de último prego no caixão da mesma.

Vou continuar a dissecar o estudo bem devagarinho, para saboreá-lo (digo, estudá-lo) aos poucos.


Já abordamos o presente estudo no que tange ao risco cardiovascular, mostrando que uma dieta com menos carboidrato e mais gordura REDUZ o risco cardiovascular de acordo com o escore de Framingham.

Hoje, vamos tratar sobre o impacto da dieta low carb versus low fat sobre a composição corporal (massa gorda versus massa magra).


Relembrando: Por 12 meses, 148 indivíduos, homens e mulheres, negros e brancos, com IMC médio de 35, foram RANDOMIZADOS em dois grupos: LOW CARB com calorias à vontade, e LOW FAT (baixa gordura), high carb.

Ok, como até as pedras já sabem, a perda de peso é maior em dietas low carb do que em dietas de baixa gordura, e este estudo randomizado não é exceção (linha contínua-> low fat; linha pontilhada-> low carb):


Porém, a perda de peso por si só não nos serve. Afinal, se você cortar uma perna, terá subitamente perdido muitos quilos, certo? O que queremos perder é GORDURA corporal. E, se possível, preservando a maior quantidade possível de massa magra (músculos, ossos) durante o processo.

A quase totalidade dos "experts", quando questionados pela mídia, responde que dietas de baixo carboidrato levam a uma perda de peso, mas que "é tudo água", e que perde-se músculo (pois, na sua fantasia, os aminoácidos do corpo precisam ser usados na gliconeogênese para formar glicose - esquecem-se, por algum motivo, dos aminoácidos da dieta. Isso é irônico pois, logo em seguida, criticam a dieta por ter excesso de proteínas. Se tem excesso de proteínas, porque precisaria degradar músculo?)

Veja, por exemplo, esta pérola:
"Nessa dieta, o organismo utiliza primeiro a reserva de glicose armazenada no fígado e nos músculos e depois a gordura do corpo, para produzir a energia necessária para o dia-a-dia, daí a rápida perda de massa muscular – por causa da energia roubada do organismo." - Hã??
Ou essa
"O corpo irá entrar em gliconeogênese usando massa muscular como fonte de energia"
Ou ainda essa: 
"Além disso, antes de queimar gordura, o indivíduo vai primeiramente eliminar água e depois queimar massa muscular. A gordura é a última coisa a ser eliminada. É o que sempre acontece nas dietas restritivas."
Por fim, essa, já comentada aqui mesmo, no blog:
"Não comer carboidrato pode levar à perda de massa magra";"A deficiência de carboidratos (...) aumenta o catabolismo proteico, onde os indivíduos verdadeiramente perdem peso, mas muitas vezes à custa de massa muscular"

  • Estas quatro citações são OPINIÕES (não trazem consigo referências bibliográficas com nível de evidência alto, ao contrário do conteúdo desse blog). Mas o que a ciência, essa Geni, tem a dizer? 
Vamos ver como se saíram nossos 148 pacientes no estudo randomizado. O gráfico abaixo mostra a evolução da massa gorda no período de 12 meses. O grupo LOW CARB perdeu GORDURA neste período. Já o grupo de alto carboidrato e baixa gordura (LOW FAT), ganhou gordura! A linha vermelha marca a situação no início do estudo. Ao final de 12 meses, o grupo LOW FAT estava PIOR do que quando começou:




Hora, você perguntará, mas AMBOS grupos não perderam peso?? Então, como é possível que o grupo da pirâmide alimentar tenha GANHO gordura nesse mesmo período?? ELEMENTAR, meu caro Watson! O grupo LOW FAT, o grupo que seguiu a orientação OFICIAL recomendada para a nossa população, perdeu MASSA MAGRA:



A linha vermelha, mais uma vez, marca a situação inicial dos pacientes. Após 12 meses, o grupo LOW FAT perdeu massa magra. E o grupo LOW CARB? Devem estar numa cadeira de rodas então, pois os "experts" citados acima afirmam que "nessa dieta" o que mais se perde é músculo. Não, a massa muscular deles AUMENTOU!
"Nunca deixe que meros fatos estraguem suas teorias" -- Mark Twain 
Como o resultado pode parecer muito contraditório, vamos no texto do artigo original, só para sedimentar a informação:

"Compared with par-

Comparado aos participantes no grupo de dieta LOW FAT, aqueles em dieta LOW CARB tiveram maiores reduções proporcionais de massa gorda e significativo aumento proporcional de massa magra (diferenças estatisticamente significativas).

Ok, à guisa de HONESTIDADE INTELECTUAL, preciso esclarecer que o método empregado para avalizar a composição corporal neste estudo não foi o padrão-ouro (DEXA - dual x ray absorptiometry). O método empregado foi a Análise de Impedância Bioelétrica (BIA), da RJL Sytems. Embora este métodos seja graus de magnitude superior a essas pouco úteis balanças que medem a impedância pelos pés (clique aqui para ver a literatura relevante, e aqui para ver um vídeo que explica como o método é feito), ainda assim não tem o mesmo valor do que se o DEXA houvesse sido empregado.

Mas, veja bem, a bioimpedância tende a PREJUDICAR, e não a favorecer o grupo low carb de um estudo. Por quê? Porque o tecido gorduroso tem cerca de 14% de água, enquanto o músculo tem cerca de 73%. Em uma dieta low carb, é sabido há uma diminuição do glicogênio (e portanto de água) nos músculos. O que faz com que, na bioimpedância, haja aparente perda de massa muscular. Ou seja, o uso da bioimpedância nesse estudo pode ter, na verdade, mascarado uma discrepância AINDA MAIOR a favor do grupo LOW CARB no que diz respeito à preservação de massa magra.

E, obviamente, não estou apostando tudo nesse único estudo. Assim como há dezenas de estudos indicado que LOW CARB é melhor do que LOW FAT no que diz respeito a perda de peso e melhora dos parâmetros de risco cardiovascular, há também diversos estudos comprovando que LOW CARB é uma estratégia que PRESERVA a massa muscular. Vejamos: 
No artigo acima (cuja íntegra encontra-se aqui), após excelente revisão da literatura (e não apenas dos caderninhos onde muitos apenas anotaram o que a "profi" disse na faculdade), o autor conclui:
"Although more long-term studies are needed before a firm conclusion can be drawn, it appears, from most literature studied, that a VLCARB is, if anything, protective against muscle protein catabolism during energy restriction, provided that it contains adequate amounts of protein."
Ou seja: "Embora mais estudos de longo prazo sejam necessários antes que uma conclusão firme possa ser obtida, parece, a partir da maior parte da literatura revisada, que uma dieta de muito baixo carboidrato é, no mínimo, PROTETORA contra o catabolismo muscular durante restrição energética, desde que contenha quantidades adequadas de proteína".

Vale lembrar que este estudo foi escrito em 2006, portanto OITO anos antes do atual.

Neste outro estudo, atletas de ginástica olímpica de ELITE da Itália, incluindo atletas do time olímpico nacional, foram testados com dieta normal ocidental ou dieta de muito baixo carboidrato (cetogênica). De acordo com os "experts" cuja opinião nossa mídia nacional tanto gosta de ouvir, isto deveria ser um verdadeiro desastre, afinal, estamos falando de atletas de alta performance - eles não podem perder músculo de jeito nenhum! Vamos lá:



O título do estudo já entrega o enredo! "A dieta cetogênica não afeta a performance de força em ginastas de elite".

Mas como?? Eu ouvi o contrário da boca do Dr. fulano, naquele programa matinal da TV! Pois é... Mas ele citou os artigos originais? EU CITO. O papel aceita qualquer coisa, como o fabricante do Neve sabem bem. Mas vamos adiante:

Os atletas foram submetidos às mensurações de composição corporal antes e após 30 dias de dieta ocidental padrão (pirâmide alimentar); após 3 meses de intervalo, o mesmo processo foi repetido: mensuração, dieta cetogênica de muito baixo carboidrato, e nova mensuração 30 dias após. A rotina de treino PESADÍSSIMA foi mantida inalterada durante todo esse período ("mas como? Eu ouvi na TV que precisava glicose pra subir um lance de escadas sem desmaiar!" - Pois é, mas para treinar para uma olimpíada não precisou - acho que a TV pode não ser uma fonte confiável de informação - quem diria!). Vejamos:


No gráfico acima, as barras brancas são antes da dieta, e as pretas são após. VLCKD é dieta de muito baixo carboidrato, cetogênica, e WD é dieta ocidental (pirâmide alimentar).

Podemos observar que, nestes atletas de elite, altamente treinados e já muito magros, o peso diminuiu muito pouco (400g) com LOW CARB e nada como dieta ocidental (gráfico da esquerda, primeiras duas barras). Em compensação, a GORDURA CORPORAL caiu muito (2 Kg em 30 dias em gente já MAGRA - as duas primeiras barras da direita) com LOW CARB, e não mudou com pirâmide alimentar. Ah, sim, e a massa muscular foi perfeitamente preservada (até aumentou 300g, mas não houve significância estatística; o certo é que não houve perda de músculo). O estudo segue ainda demonstrando que não houve perda de força ou performance. Para o nosso objetivo, basta a demonstração de que low carb permite perda de gordura com preservação de massa magra.

Em resumo:
  • Em pessoas obesas, uma dieta Low Carb é MUITO mais eficaz para perda de peso do que uma dieta de baixa gordura;
  • Em pessoas obesas, uma dieta Low Carb induz a perda seletiva de GORDURA, ao contrário da dieta LOW FAT preconizada pelas lamentáveis diretrizes vigentes, que leva a uma perda preponderante de massa magra;
  • Há inúmeros outros estudos que corroboram esta observação;
  • Em atletas olímpicos de elite, uma dieta cetogênica induz perda rápida e seletiva de gordura, sem afetar massa magra, massa muscular ou mesmo performance;
  • Neste último estudo, o método de aferição utilizado foi o antropométrico, e não a bioimpedância, ou seja, diferentes métodos, diferentes estudos, diferentes populações, mesma conclusão:
LOW CARB não produz perda de massa magra. Desde que mantidos um mínimo de atividade física, aporte proteico e mineral adequados, LOW CARB, ao CONTRÁRIO da restrição calórica, ajuda a perder SELETIVAMENTE gordura, preservando a massa magra.


207 comentários:

  1. "O papel aceita qualquer coisa, como o fabricante do Neve sabe bem. 

    a perda de peso por si só não nos serve. Afinal, se você cortar uma perna, terá subitamente perdido muitos quilos, certo?

    ResponderExcluir
  2. Perfeito! Esses artigos só confirmam algo que já era bioquimicamente e fisiologicamente intuitivo. Em uma pessoa usando glicose como substrato principal, se você diminui o aporte, o corpo vai fazer de tudo para conseguir suprir a demanda, no caso gliconeogênese. Isso explica a perda de massa muscular em dietas restritivas. Mas, uma vez que você esteja cetoadaptado, não há porque o organismo ativar toda uma via metabólica para gerar um substrato que ele não está usando nem sente falta. As dieta low carb são preservadoras de massa muscular!

    Mas isso deveria ser extremamente claro para qualquer representante da área de saúde. É matéria de bioquímica do primeiro semestre de qualquer curso da área. Até mesmo em um livro mais simples, como o Marzzoco, na parte que trata da bioquímica das vias metabólicas no jejum (uma situação limite, mas cujo raciocínio bioquímico é similar ao low carb) é explicado como após alguns dias sem glicose e de gliconeogênese, o corpo passa a usar a gordura corporal para "proteger" a massa muscular.

    ResponderExcluir
  3. Como sempre, suas dissertações
    são fantásticas

    ResponderExcluir
  4. Bingo, Ângelo!

    Sent from mobile phone
    Em 07/09/2014 21:26, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  5. Sim, eu estava inspirado ;-)

    Sent from mobile phone
    Em 07/09/2014 21:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  6. Perfeito!!!! Aqui a gente aprende ciência pesada ("essa Geni"), de ponta e se diverte! Rsrsrs!

    ResponderExcluir
  7. Realmente fantástico, e ninguém dos marombas da academia acredita que vou treinar seg/qua/sex e jogo 2 horas de futebol as terças sem os nada dos famosos carboidratos e com o máximo de disposição. Sabe de nada inocente.
    Valeu dr. Souto.

    ResponderExcluir
  8. Sim estou usando polvilho doce e tomo nosso iogurte feito em casa com actimel que é sensacional com 2 colherzinhas de linhaça e abacate.

    ResponderExcluir
  9. eu deixei de comer abacate porque eu axo que tenho problemas com foodmap,não tenho certeza mas quando comia abacate tava mi dando dor de cabeça,e durava o dia todo essa dor de cabeça

    ResponderExcluir
  10. Tenta comer em menores quantidades é vai aumentando aos poucos para ver se acostuma, pois é muito saudável.

    ResponderExcluir
  11. Um estudo relacionado, que questiona uma verdade que faz parte do senso comum de qualquer um que fala sobre nutrição também:


    Fats Burn in a Carbohydrate Flame, Right?

    It has been claimed that carbohydrates serve as a primer for fat catabolism ("fats burn in a carbohydrate flame"). However, as pointed out by Robergs and Roberts [22], this is an incorrect contention. In skeletal muscle, fat certainly does not burn in a carbohydrate flame, as skeletal muscle does not have sufficient quantities of the enzymes to convert glycolytic intermediates into molecules that can be transported into the mitochondria to supplement citric acid cycle intermediates. Further, the production of acetoacyl CoA, a substrate of ketone body formation, can occur only in the liver and thus does not apply to skeletal muscle metabolism. Human skeletal muscle can oxidize at least seven amino acids: leucine, isoleucine, valine, glutamate, asparagine, aspartate and alanine. Of these amino acids, however, oxidation of only the branched chain amino acids (leucine, isoleucine and valine) appears to be increased during catabolic states such as exercise.

    When muscle glycogen and blood glucose concentrations are low, the incorporation of the carbon skeletons from amino acids into the citric acid cycle is important for maintaining the concentrations of the intermediates, and therefore a high rate of mitochondrial respiration. Thus, both muscle fat and carbohydrate burn in an amino acid flame. As discussed by Robergs and Roberts [22], amino acid catabolism during exercise is important for three reasons: 1) for free energy during exercise to fuel muscle contraction; 2) to increase concentrations of citric acid cycle intermediates and therefore support carbohydrate and lipid catabolism; and 3) to serve as gluconeogenic precursors. It has also been claimed that carbohydrate provides the only macronutrient substrate whose stored energy generates ATP non-aerobically. This is not the case, however, since several studies have shown that amino acid catabolism also provides a source of anaerobic energy production [23], Aspartate, for example, can be fermented to succinate or propionate [24]. Interestingly, Ivy et al. [25] and Saunders et al. [26], reported that the addition of protein to a carbohydrate supplement enhanced endurance performance above that which occurred with carbohydrate alone.

    http://link.springer.com/article/10.1186/1550-2783-1-2-7/fulltext.html

    ResponderExcluir
  12. Bem, não é uma estratégia boa para ganho de massa. Pesquise Carb Backloading, de John Kiefer.
    O consumo de carbs pontualmente, associados à atividade física em pessoas magras não leva à diabetes. O consumo de carbs todos os dias de 3/3h é que leva.

    Sent from mobile phone
    Em 07/09/2014 23:33, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  13. Não acho uma boa "beber" banha (sim, entendi que é apenas uma expressão). Mas que fique claro, trata-se de não fugir da gordura NATURALMENTE presente nos alimentos.

    E não é tudo carne. Ontem, como tomei café da manhã tarde (ovos mexidos), não tinha fome no almoço. Comi no almoço apenas dois pratos bem cheios de salada. Só salada.

    Sent from mobile phone
    Em 07/09/2014 23:33, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  14. Boa Murilo!

    Sent from mobile phone
    Em 08/09/2014 02:29, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  15. Dr. Souto, estou tentando seguir este novo estilo de vida e realmente tenho ficado muito feliz com os resultados, perda de peso e etc. No entanto, tenho duas dúvidas e apesar de já ter lido bastante do site, não sei se em algum momento já foram respondidas, caso tenham sido, desculpe a repetição...
    A primeira é sobre o humor, tenho me sentido bem mau humorada desde que eu comecei a dieta. Será que pode ter alguma relação com a alimentação, carência em algo ou após algum período de adaptação isso irá sumir? Apesar de estar tentando seguir este novo estilo, as vezes tenho cometido alguns deslizes (cerveja, pizza e etc) e fiquei pensando se pode ser isso, toda vez que meu corpo está se acostumando eu lembro ele destes alimentos e portanto, não me adapto definitivamente e ai caso o mau humor fosse algo inicial, ele está se mantendo por mais tempo do que devia (estou há quase 1 mês seguindo a paleo). Será que tem relação?
    A outra dúvida é sobre a questão do amido x intestino. Se eu estiver comendo os carboidratos de frutas/ batata doce e etc eu ainda preciso fazer a suplementação do amido? Estou com o intestino bem desregulado e ao ler os posts sobre o assunto fiquei preocupada, mas não queria ficar fazendo suplementações...
    No mais, o seu blog tem sido uma verdadeira aula para mim...já indiquei a várias pessoas!
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  16. açucar e trigo são viciantes. esse mau-humor é abstinência.

    ResponderExcluir
  17. Maravilhoso! !!!

    ResponderExcluir
  18. Estava lendo este texto e identifiquei algo que ocorreu comigo neste final de semana.
    Não sei se vem ao caso, mas é no minimo intrigante.
    No almoço de Domingo me dei ao luxo(descaso) após uns bons meses, comer um prato de sobremesa.
    Sobremesa digo, porcarias doce, no estilo alemão em Nova Petrópolis (alemão adora tudo ou muito doce ou muito salgado)
    Bom continuando, em torno de 1 hora após comer começou uma louca vontade de beber água, e isso perdurou até a meia noite, quando fui dormir, acredito que deve ter tomado em torno de 4 litros de água.


    Lendo no texto, verifiquei uma parte que fala que dietas LowCarb, pela diminuição do Glicogênio, mantem menos água nos músculos. Será que o fato de eu ter consumido uma grande quantidade de açúcar um pouco tempo, desencadeou a vontade de beber água, devido a produção de glicose, que foi maior que o necessário-> que gerou Glicogênio que necessitou de água, e o corpo respondeu com sede.


    To na dúvida do fato da sede ter sido diferente do normal quando em lowcarb.


    abraços.

    ResponderExcluir
  19. Acho MUITO provável. E isso explica o ganho grande de peso no dia seguinte (a pessoa ganha 3 Kg e acha que engordou 3Kg o que é ridículo pois seria impossível ter comido tudo isso, e o corpo não tem capacidade de sintetizar tanta gordura em 24h) - o ganho de peso é água e glicogênio, que desaparecem nos próximos dias com low carb.

    Em 8 de setembro de 2014 10:07, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  20. MARCOS DE SOUZA DA SILVA FILHO8 de setembro de 2014 11:01

    Um bom livro que trata pontualmente de ganho de massa muscular, com uso de carbo consciente, para não ganhar gordura, mas, ainda assim, em uma perspectiva low carb é o livro "Dieta TNT" do Adam Campbell e Jeff Volek. Ele está esgotado -- procure na estante virtual. Eu tenho utilizado as estratégias indicadas por eles e tem funcionado bem.

    ResponderExcluir
  21. MARCOS DE SOUZA DA SILVA FILHO8 de setembro de 2014 11:09

    Comigo funciona do mesmo jeito, Carlos. Eu acordo animado todos os dias, às 5h30 da manhã, para treinar musculação. Um treino pesado, com muita carga e poucas repetições, e faço isso sem nenhum carbo. Nesses dois meses sem carbo, meu rendimento não caiu na academia -- pelo contrário, tenho perdido gordura corporal a olhos vistos e aumentado minha massa magra. Abraços

    ResponderExcluir
  22. Poxa Patricia, to sentindo falta do nosso grupo do Face :(

    ResponderExcluir
  23. Lilian, eu faço paleo low carb desde fevereiro... no início eu estava simplesmente insuportável e mesmo depois de 1 mês as minhas dores de cabeça não melhoraram, aumentei um pouco o consumo de carboidratos e isso d melhorou, o peso passou a baixar um pouco mais devagar, mas preferi desta maneira ;)
    se não quer fazer suplementação de AR, tente aumentar a ingesta de gorduras boas e não tenha medo de comer sal, pois para mim funcionou...
    sobre AR, o mesmo não deve ser considerado carbo, para efeito de contagem, pois ele ñ é absorvido na digestão, e sim pelas bactérias do nosso intestino

    ResponderExcluir
  24. esses dias sai da "dieta" e comi pão de queijo e um brigadeiro gigante e algumas cervejas especiais. resultado 2Kg a mais em 24h! impressionante. Mais barriga totalmente estufada e dura. Foram 5 dias de "dieta" normal, ou seja carne, gorduras e vegetais, para "perder" esses dois KG. O interessante era a vontade de urinar a cada 2h no máximo. Impressionante como carboidratos acumulam água.

    ResponderExcluir
  25. A 1mês comendo de verdade, não sinto saudade, falta de arroz...Pão (que foi substituído por tapioca com manteiga com fatia de queijo mussarela); A mamãe esta preocupada com o "meu exagero em comer ovos" heheh Não estou me gabando, pois omelete bem feita é a minha, não sei fazer "mexidos" kkk

    A dúvida é a seguinte... Se alguém tiver passando pelo mesmo que eu, sinta-se a vontade de responder, meu desejo é aprender mais sobre tudo que aqui esta escrito, na pratica! Perguntando que se aprende...


    ** Li aqui no blogger que cada um de nós é único em consequência as reações também, só que eu gostaria de saber se alguém demorou "pra ver resultados", as vezes sinto a barriga um pouco inchada, sempre recorro ao chá pra ajudar, funciona. Venho observando que esta mais vezes acontecendo. Não arroz, feijão ou coisa do que já foi mencionado aqui, só que não estou vendo "nada acontecendo" quanto a emagrecer;
    Alguém já demorou mais de 1mês pra começar a ver os resultados?

    Estou fazendo bem 02 refeições, lanche (tapioca, pão de qjo café) Depois no almoço é carne, frango, omelete, salada e alguns legumes "a vapor" (cenoura, couve-flor), o jantar sempre é salada (então não vejo pecado ou mal aqui) ~ Já cortei os doces, fico só o açúcar do cafezinho..

    Não sei se estou errando. E algumas espinhas começaram a saltar no rosto, coisa que nunca mais tinha visto.

    ResponderExcluir
  26. Dr. Souto, achei uma parte interessante deste artigo. Estou apresentando súbitas elevações em minha pressão arterial. Em função das diferentes concentrações de agua, sendo no músculo muito maior, é possível que uma atividade física mais vigorosa, tenha como consequência transitória uma elevação arterial em função de acumulo de agua ?

    ResponderExcluir
  27. Eva, a sua alimentação esta boa, porem para perder peso, acredito que seria interessante você evitar a tapioca, a substituição do pão por ela é legal pelo glúten, mais não tão boa, pois trata-se também de carboidrato também igual ao pão de queijo, aproximadamente 50 gramas de tapioca tem 35g de carboidrato e um pão de queijo de 20 gramas tem 8g de carboidrato, porem tem pessoas mais resistentes, é o caso de minha esposa, já estamos a 4 meses e ela só emagreceu 2k, porem notadamente houve uma modificação na estrutura corporal, pois ela faz academia (Pilates e musculação) que é perceptível no espelho e algumas roupas.
    Tente começar a manhã com ovos na manteiga (Frigideira anti aderente 2 ovos manteiga, coloque a manteiga espera derreter, coloque os ovos adicione sal e vai mexendo devagar até ficar no ponto que você goste, eu prefiro mais mole. Espero ter ajudado.

    ResponderExcluir
  28. Boa tarde Dr.Souto .Muito boa essa materia i na realidade essa dieta de baixa gordura deixa a pessoa so pele i osso pq meu marido ta so pele i osso com essa dieta de so come carb de 3/3.Sim dr eu fiz o exame de cardiotomagrafia sem contraste com escore de calcio coroniano.A escoria deu bsixa o medico falou q para minha idade :59 ano to com o coraçâo de criança(sadia)Entáo dr.Souto quero lembra q meu CT deu 504 to na dieta paleo ha 10mes o meu HDL 89 .TRIH.56.mim respondada por favor assim mesmo com esse resultado bom do coraçâo preciso fazer usu da istantina.Lembrando que fiz adaptaçao q o seu recomendo .(authoritynutrion.com.)i to muito bem de saude faço pilates i musculçâo leve.por favor mim responda quanto a istatina .aquardo sua resposta desde ja fico muito agradecida por sempre mim esta disposto a mim ouvir i mim dar orintaçâo.

    ResponderExcluir
  29. Dr a matéria que também deu o que "falar" e "pensar", foi daquela mulher que eliminou em 4 meses 17 quilos, comendo nada "de verdade",. diria que só a metade... Aí vem o conflito das informações, no sentido de que quem adere o novo habito vê resultados em 1mês, eu por enquanto não vi muitos... O que vocês que assistiram a reportagem da alimentação dela comentam, porque mais dúvidas eu tive (risos)

    Fonte: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2014/08/mulher-perde-27-quilos-e-doa-parte-de-figado-para-crianca-com-cancer.html

    ResponderExcluir
  30. "É mais fácil enganar as pessoas, do que convencê-las de que elas foram enganadas" - Mark Twain

    ResponderExcluir
  31. Hahaha. Gargalhei com o "até as pedras sabem". Excelente, doc.

    ResponderExcluir
  32. Thais, por enquanto, estamos por aqui: https://www.facebook.com/groups/524620751016517/

    ResponderExcluir
  33. Olá Eva, por tudo que já li no blog e nos comentários dos leitores, as espinhas normalmente ocorrem pelo consumo de leite e derivados (queijo, iogurte, creme de leite). Também acredito ser complicado emagrecer comendo tapioca e pão de queijo, que apesar de não conterem glúten, tem elevada carga glicêmica. Cuidado com a cenoura cozida: ela tem muito mais carga glicêmica do que a cenoura crua, o que atrapalha muito o emagrecimento.

    ResponderExcluir
  34. A pressão não deve estar elevada em repouso. Com o exercício, a elevação da pressão é normal.

    Sent from mobile phone
    Em 08/09/2014 16:50, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  35. Não posso tratar via internet. Apenas saliento que escore de cálcio próximo a zero é BAIXO risco.

    Sent from mobile phone
    Em 08/09/2014 17:23, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  36. A pressão esta elevada em repouso mesmo, e a medida que o dia vai passando ela vai baixando. Estranho ! Minha esposa também esta apresentando pressão alta , e ela nunca teve. Por isto achei que poderia ser o stress do exercício mais intenso.

    Grato dr. Souto !

    ResponderExcluir
  37. 25% das pessoas são sensíveis ao sal. Para essas 25%, isso pode ser um problema quando se muda a dieta e começa a comer bacon, churrasco. É uma hipótese.

    Sent from mobile phone
    Em 08/09/2014 19:40, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  38. Vou observar isto , muito obrigado dr. Souto !

    ResponderExcluir
  39. Muito obrigado Dr. Souto e Marcos pelo esclarecimento. Vou pesquisar sobre isso.

    ResponderExcluir
  40. Dr Souto obrigada por mim responder.a escoria deu zero .nâo sei o q faço quanto a istatina vou tentar um cardiologista aqui no Rio de janeiro que seja a favor do colesterol alto.Sei que náo pode tratar via internete so queria uma sugestâo.Porem lhe sou muito agradecida pois ja mim ajudou muito .Brigada mesmo de coraçáo.

    ResponderExcluir
  41. eutenho uma grande facilidade de reter liqueido se eu comer mais sal,eu fico meio que inchado

    ResponderExcluir
  42. doutor solto tenho uma pergunta que mi intriga,se eu quiser viver so de carne qualquer tipo de carne,e no final do dia alguns amidos resistentes eu posso fazer isso ou o senhor axa que e prejudicial a saude ?

    ResponderExcluir
  43. Dr. Souto tem algum teste para saber se a pessoa é sensível ao sal (com algum valor de referência)?

    ResponderExcluir
  44. Não me parece uma boa (embora fosse melhor do que comer de acordo com a pirâmide).

    Sent from mobile phone
    Em 08/09/2014 23:08, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  45. Resposta curta: mede 3x, anota. Corta o sal dois dias. Mede de novo (sempre a média de 3 medidas em horários diferentes em repouso), anota reintroduz o sal dois dias. Mede de novo e anota.

    Resposta longa: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3724405/

    Sent from mobile phone
    Em 08/09/2014 23:51, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  46. Vou fazer este teste...mais uma aprendida aqui...

    ResponderExcluir
  47. Carlos, obrigada pela atenção e esclarecimento. E eu achando que não teria tanto problema com a tapioca, , já que é uma massa tão neutra. Eu estava consumindo- a todas as manhãs pela praticidade, e a fome só acontece quando estou aqui no trabalho; Vou me ajustar quanto a isso...

    A sua esposa também esta encontrando dificuldades? Bom que ela não desista!!! Porque meu desejo é ver acontecer, antes de qualquer "desanimo". Se aconteceu com a Priscilla que tinha algo mais sério, como vimos aqui no blogger, ela demostrou força, coragem... Determinação! Chegou aos resultados, acontecerá conosco também ;D

    ResponderExcluir
  48. Se livrar dos carbs é como se livrar de um vício, como cigarro ou cocaína. Esse mau humor é só o seu corpo ainda se lembrando do "barato" que esses... alimentos nos davam, e exigindo eles de volta.


    Chocolate 70% ou mais pode ir te ajudando nesses picos de mau humor até você se "limpar" completamente.

    ResponderExcluir
  49. Ana, cada dia aprendo mais com vocês! Quando a cenoura, estou consumindo na salada e crua ;D
    Quanto aos derivados, não estou exagerando muito, acredito mais no emocional influenciado "ansiedade" aquela tal... Que sempre vem quando nós estamos na expectativa de algo acontecer, rss E tem o detalhe de estar com ciclo atrasado (sem riscos de vir um bebê) pode ser isso também, volto a médica semana que vem pra comentar com ela. Fazia uso de anticoncepcional pra regular os hormônios e ao tira-lo algumas mudanças, mas a médica aconselhou que cortando o "açúcar" de vez... Algumas mudanças. A gente só vai percebendo quando os dias passam, notei essa mudança. Essa intolerância... Mas volto a comentar esse outro caso, que também li aqui no blogger "ovários micropolicistos" .
    =*

    ResponderExcluir
  50. Tua alimentação até pode estar gluten-free, mas está média a alta em carbos, de maneira isolada (mencionas lanches), com a tapioca e o pão de queijo. Se queres emagrecer, precisas reduzir estes carbos, e eliminar o açúcar do café.
    Quanto à barriga inchada e às espinhas, precisas observar para verifica o que ocorre. De qq forma, um mês é POUCO tempo para se adaptar e desintoxicar. Passamos anos a fio com alimentação errada, logo, é preciso ter paciência e persistência. Eu tive resultados aos poucos. Acredite, uma hora a coisa anda, e anda bem. Depende ainda do quanto tens a emagrecer, quanto mais perto do set point, mais difícil (pesquise aqui no blog duas postagens, "set point" e "galgos e bassets").


    No mais, se percebes que tens fome após uma farta refeição, questione-se: a) faltou gordura? b) muitos carbos de raízes? c) comi proteína suficiente?

    ResponderExcluir
  51. MARCOS DE SOUZA DA SILVA FILHO9 de setembro de 2014 09:54

    Eva, eu concordo com o pessoal, acho que seu consumo de carbo está muito alto. Utilize o fatsecret.com para te ajudar a controlar a ingestão diária de carbo líquido. Cada pessoa tem uma tolerância diferente à ingestão de carbo -- se não está emagrecendo, diminua o carbo por algumas semanas e veja se dá resultado. Pela manhã, ao invés de tapioca, coma ovos todos os dias. No lanche, boas opções são castanhas, atum, vegetais e queijos amarelos. O almoço e a janta são mais fáceis, né? E retire o açúcar de vez. Utilize adoçante. Procure o post sobre adoçantes aqui no blog. Sucesso!

    ResponderExcluir
  52. Bom dia Dr. Souto!
    Gostaria de saber se a farinha de mandioca torrada usada geralmente para fazer farofa é considerada paleo, não inflamatória.
    Outra dúvida é em relação ao vinho. Sempre leio que o vinho tinto pode ser consumido com moderação. Mas e o vinho branco? Há alguma diferença em relação a dieta paleo?
    Obrigada e sucesso!

    ResponderExcluir
  53. luciana mantoanelli9 de setembro de 2014 10:36

    Oi Carlos, foi bom ouvir da sua esposa. Estou no mesmo caso dela. As vezes é bom saber que tem casos parecidos porque de certa forma motiva.

    ResponderExcluir
  54. Patrícia, obrigada pelo retorno.
    Estou tetando minimizar os deslizes, mas é complicado o final de semana. Em geral encontros familiares são sempre vinculados com comidas e para variar, lotados de carboidrato...
    A fécula de batata ou banana (tem que ser a verde, né?) dá para comer pura ou prepara com algo? Você sabe aonde eu encontro fécula de batata?

    ResponderExcluir
  55. Luciana,


    Não pode esmorecer, a recompensa vem sim, pode demorar um pouco mais, porem com toda certeza sua saúde já agradece desde o começo, continue e vá tentando algumas adaptações mencionadas pelos outros membros da paleo, aumente a gordura diminua os laticínios inclua amido resistente e vamos tentando, uma hora sai deste plato e começa a perder gordura mais consistentemente. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  56. Eva, não entendi bem:


    vc toma café da manhã com tapioca, depois almoça carnes, ovos e saladas e janta saladas. Isso?


    Até vc se adaptar e poder conseguir perceber o que falta e o que sobra na sua alimentação diária, eu cortaria essa tapioca..a parte da manhã é o pior horário possível pra se comer carboidratos (metabolicamente falando). Por que vc não come a omelete pela manhã?


    Almoço com carne (peixe ou frango ou cava ou frutos do mar, etc...), saladas/verduras e muito azeite


    Jantar a mesma coisa...
    Enquanto não "soltar as amarras" da perda de peso, de frutas fica só no abacate, morango, mirtilos...
    esquece esse açúcar do café...

    ResponderExcluir
  57. Se tem pizza, coma só o recheio. E avise que glúten não tem te feito bem. Fica mais fácil de lidar com os comentários. Quando vou a lugares que não tem o que eu quero, eu levo salaminho, frios, azeitonas e meu vinho!
    Banana verde e fécula de batata - a mais indicada é Amina. Em casas de produtos naturais, Mundo Verde, etc. Dá pra comprar pela internet tbm.

    ResponderExcluir
  58. Oi Leonardo, rs
    Não é tudo assim misturado... Vamos esmiuçar...
    Pela manhã tomo café, levo pro trabalho (a tapioca no caso, que é so manteiga ou uma fatia de queijo); Estava fazendo isso todo dia do mês passado, depois que li sobre o que a tapioca traz consigo resolvi não come-la mais, para ver o que acontecerá.
    Gosto de tomar iogurte pela manha (sem cereal, sem acréscimos) coco ou morango "integral".
    No almoço é sempre salada sempre crua, e alguns legumes cozidos (o que não como todos os dias) com alguma carne, frango ou omelete. A noite é o mesmo que almoço.

    Agora que você comentou sobre as frutas "nenhuma delas, nada de laranja, melão, morangos"? (é até engraçado); O café eu vou ter que largar?! o.O

    Boa tarde ;) Agradeço a atenção e esclarecimentos.

    ResponderExcluir
  59. Dr Souto... Então de café da manhã são ovos (todos os dias) com bacon ou sem ?! Café não posso com pouca açúcar (porque no caso eu não gosto de adoçantes) De doce realmente só o café e ele nem é tão doce assim... rs Enfim só pra esclarecer.
    A tapioca que eu achei que estava fazendo bem, esta me atrapalhando*
    Eu nem espero ouvir diferente do que tenho ouvido "para de exagerar nos ovos, que faz mal" kkk
    Eu só quero fazer o que é certo! ;D
    Obrigada Dr.

    ResponderExcluir
  60. No café da manhã pode ser ovos todos os dias se vc quiser, mas pode ser também bife na chapa, picadinho da véspera, estrogonofe da véspera, lasanha de berinjela da véspera, jejum total, café com nata ( http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/08/o-cafe-que-mata-fome.html), frios apenas (queijo, presunto, peito de peru). Qualquer coisa que não vá elevar sua insulina pela manhã e bloquear a queima de gordura que já vem acontecendo desde a madrugada.

    Em 9 de setembro de 2014 13:45, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  61. não sei se é relevante, mas esses medidores eletronicos caseiros de pressão são bastante sensiveis a posição em que ele é colocado no corpo. Pelo que entendi lendo os manuais e alguns posts na internet o medidor deve sempre estar na altura do coração. A pessoa deve estar relaxada e sentada. E o braço nem muito esticado nem muito fechado. Médicos por favor complementem o "como" medir. Eu sei que no meu caso varia significativamente o valor que dá no aparelho e a posição do medidor em relação ao coração.

    ResponderExcluir
  62. Dr muito obrigada, as dúvidas cessaram .. Quanto ao café da manhã. ;D
    Amanha vou adotar mais ovos "sem medo".
    ****
    E quanto ao Jejum a forma certa de faze-lo é "todos os dias" (ficando apenas 02 refeições bem feitas durante o dia) ?

    ResponderExcluir
  63. Ada.... Eu não tinha visto ainda a sua resposta! Obrigada, você sendo mulher também compreende as nossas "emoções" que oscilam... e isso ajuda muito no progresso diário. Antes eu fiquei questionando alguma coisas, cercada de dúvidas. Mas se é pra uma vida saudável, pergunto mesmo.. Ficar com dúvida é que não posso, rsss
    *Não estou com muita pressa pra emagrecer, eu só gostaria de ver "as roupas mais folgadas" heheh ; Porque a maioria que comenta fala que em 1mês já consegue ver benefícios e afins...
    ~> Já estou feliz com o carinho de todos aqui no blogger "sempre ajudando" e isso faz um bem danado... ;)

    ResponderExcluir
  64. Se o objetivo é perder peso, fique atenta às frutas: Coco e abacate - sem problemas! As silvestres tbm ! Leia: http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html

    ResponderExcluir
  65. Patrícia... Eu 1,73alt estou com 94kgs... Mesmo quando eu malhava "não consegui sair dos 89" isso me deixava assustada, e as pessoas que me viam comentavam "nossa como você esta mais magra", so que a balança nunca foi minha inimiga... Eu sempre desconfiei dela (risos) Ficava sem entender. Atualmente estou nas caminhadas de fds porque a rotina mudou, (sair cedo, chego tarde) Troquei o emprego (o que dificultou a vida que mantinha na academia com o emprego anterior);
    Magreza não é meu foco, ao menos uns 70kgs bem distribuídos seria ótimo (mas não sei como vai ser fzendo o certo agora, depois do Dr, Ada, Leonardo, Carlos respondendo as minhas dúvidas)

    Pode ter sido a alimentação errada como comentei, rs
    Vamos ver a partir de amanha ao longo da semana e demais meses, volto a comentar sobre isso.
    __Derivados, iogurte (integral) seja ele marca Itambé, activia... queijo bola e mussarela, presunto não estava comendo...
    O pão de queijo é comprado, lanchonete , padaria; Os que faço tbm (quando dá) ;

    Obrigada mais uma vez ²

    ResponderExcluir
  66. Várias padarias compram uma mistura pronto de pão de queijo que tem...farinha de trigo! Por isso perguntei.

    ResponderExcluir
  67. Eva, se o emagrecimento está travado, melhor cortar frutas...abacate, morango ta liberado...


    Como já respondido pelo Dr. souto, se for comer carbs (o iogurte por exemplo), deixa pra parte da noite.


    Já tentou tomar café puro? eu bebo café puro há mais de 10 anos, é questão de costume...hj é impensável tomar café com adoçante

    ResponderExcluir
  68. mulheres e jejum intermitente: http://www.paleodiario.com/2014/04/mulheres-e-jejum-intermitente.html


    nesse link há toda uma lista de artigos sobre JI. Há várias formas de se fazer...da uma lida em tudo

    ResponderExcluir
  69. faça o seu iogurte. È absurdamente fácil e muito mais gostoso, sério...

    ResponderExcluir
  70. Marcos... estou no FSB
    Sardinha, atum estão em lata ... E aí?! Pode? Porque ao que li "nada processado, enlatado" heheh
    Quanto a castanhas de caju, pará... ?! Pode passas?! Não estou citando a granola... Pq sei que essa não pode*
    As frutas "secas" compradas nesses lugares estão liberadas?!

    Já recusei o cafezinho da tarde (com açúcar) \o/
    Sem açúcar por hoje.. por menor que seja (risos)

    Aprendendo muito com vocês!!

    ResponderExcluir
  71. Ahh sim, então "sem eles" ;)
    E quanto aos caseiros de forma normal a gente usa "povilho" eheheh mas não pode também ?!
    =)

    ResponderExcluir
  72. Anotando tudo ... ;D
    Vai ser divertido "fazer tudo" ... E quanto a sashimi e sushi... ?!

    ResponderExcluir
  73. Okay, Leonardo ... \o/\o/
    Lendo... ~

    ResponderExcluir
  74. polvilho é paleo mas não é low carb...

    ResponderExcluir
  75. olha...


    sou amante da culinária japonesa...gosto muito mesmo.


    estava trassando sushis uma vez por semana sem dó. Afinal tem vinagre que reduz a glicemia e amido resistente (retrógrado). Mas resolvi dar uma olhada na receita do arroz...


    Leva açúcar...estou maneirando.
    Poder, pode...agora a pergunta é: devo em caso de querer perder muito peso? NÃO.

    ResponderExcluir
  76. MARCOS DE SOUZA DA SILVA FILHO9 de setembro de 2014 14:55

    Atum e sardinha em lata não são páleo, mas são low-carb. Castanhas são páleo e low-carb, contudo têm muito carbo. Se precisa perder peso, é preciso controlar a ingestão diária. Passas e frutas secas têm muito carbo, e a ingestão dessas frutas, até onde me lembro, não é páleo. Parece complicado, mas não é tão dificil, dê uma olhada no fluxograma páleo aqui do blog! Sucesso!

    ResponderExcluir
  77. Atenta aos detalhes, Paty é engraçado que algumas coisas aqui são Paleo outras não. Assim como Lowcarb... e outras não, daí amarras as ideias "aos poucos e se adequando pode ser uma boa" O importante é a ideia principal nada de açúcar, trigo e derivados, excesso de frutas (no meu caso) só as que não contem tanto "doce"... =)
    Abraçao bem forte e apertadinho \o/

    ResponderExcluir
  78. ;) Pati, agora não tem problemas... ;D
    Eu tinha lido esse e outros, mas agora vou seguir a risca do que ouvi hoje...

    ResponderExcluir
  79. Leo, nunca tentei ele puro... Vou ver com adoçante, é ruim pq é artificial demais, vou testar as possibilidades "sem o açúcar, por menor que seja" heheh
    O iogurte sem problema pra tomar a noite... Okay (anotado) Farei os testes a partir de hoje .. Amanhã já começa com ovos ... heheh

    ResponderExcluir
  80. Li hoje 02 tópicos... Acredito que fazer intercalado o resultado é melhor, continuarei lendo... Não posso deixar as responsabilidades "pararem por aqui". Obrigada pela indicação ;D

    ResponderExcluir
  81. Eu posso misturar os dois hábitos ou tenho que escolher "um"?

    ResponderExcluir
  82. Largo o sushi... heheh Fico com sashimi, camarão alho e óleo... kkk
    Essa foi ótima... ;D

    ResponderExcluir
  83. Marcos, sobre as latas (que são fáceis de encontrar em qualquer mercado) sim vou consumir 1x semana, não vai ser todos os dias... Até porque ao que você disse, e outros colegas aqui... Evite os carbs, e vou fazer.
    Ahh sim.. vou procurar o fluxograma*

    ResponderExcluir
  84. Encontrei Marcos... \o/

    ResponderExcluir
  85. Dr. Souto, antes de mais nada, quero avisar que estou seguindo o modo de alimentação orientado por aqui, com pequenas adaptações minhas. Quando começamos a medir e a observar o nosso organismo, entendemos claramente suas orientações e preocupações.

    Mas gostaria de relatar o que ocorreu comigo entre junho/2013 e maio/2013. Em maio de 2013 tinha 142kg bem pesados, com 1,83 de altura e 47 anos na época. Fiz 30 dias de "dieta da proteína" , isto era como eu conhecia algo como LOw Carb, mas não tão High fat. Nunca tinha ouvido falar deste blog, e muito menos dos termos Paleo, LCHF, etc e tal.

    Nos 30 primeiros dias perdi 8kg, que provavelmente foram em sua maioria de agua, como agora eu sei. Após, dei continuidade a minha dieta , na forma tradicional, com restrição calórica, sem muita gordura. Também iniciei atividades físicas, caminhadas e muita maromba.

    Ao final do mês de Outubro , estava com 114kg, mas detalhe, havia ganho bastante massa muscular. Me sentia com muita energia e disposição. Fui ao meu cardiologista para um check-up, todo animado inclusive, e realmente ele se surpreendeu com o meu estado após ler meus exames clínicos e após um exame com "router" , ele me liberou de uma das medicações para pressão arterial elevada (manteve a outra apenas por receio, não por necessidade).

    Bem, ai vieram férias, festas de final de ano, morte do meu sogro, e neste momento, perdi o controle da minha alimentação. Parei com as ginásticas e voltei a comer doces, pizzas e muito pão (adoro). Em poucos meses ganhei 15kg de volta. Minha pressão arterial subiu novamente, minha disposição sumiu!

    O que observei foi que uma dieta com restrição calórica funcionou em mim, com taxas de perda de peso muito maiores do que agora nesta nova abordagem, inclusive meus exames daquele período estavam um pouco melhores.

    Não estou querendo dizer com isto que restrição calórica é melhor para alguém, que comer exageros de carboidratos varias vezes ao dia é saudável, mas aquilo funcionou bem enquanto mantive o controle.

    ResponderExcluir
  86. Cada um deve fazer o que funciona melhor para si, não tenho dúvida disso. Nos estudos que eu mostro aqui no blog, quem olhar os gráficos verá que há algumas pessoas que melhoram com low fat (poucas) e outras que pioram com low carb (menos ainda). Ou seja, não somos todos iguais.

    Em 9 de setembro de 2014 16:27, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  87. Doutor Souto, o que aconteceu com os comentários das postagens antigas? Pois aqui não aparece mais nada. Será que o google retirou com a intenção de diminuir a credibilidade de seus estudos?

    Obrigado

    ResponderExcluir
  88. pra entender melhor:
    Paleo + LCHF = pra emagrecer + saúde.
    Paleo = saúde + manter o peso
    Paleo + raízes e frutas = saúde e ganhar massa

    ResponderExcluir
  89. E o que a dieta low carb faz com o colesterol?

    ResponderExcluir
  90. 10 postagens sobre isso

    2014-09-09 17:28 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  91. melhora o perfil lipídico. Veja: http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/09/colesterol-vii-video-legendado-sobre.html
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/11/colesterol-ix-documentario-australiano.html

    ResponderExcluir
  92. Não sou da área médica, e antes de ler o livro do dr. Atkins e este blog, era inteiramente leiga no assunto, mas vivi o resultado deste estudo na prática: Enquanto segui a risca uma dieta cetogênica perdi exatamente 11kg, sendo 10,9 kg de gordura, tudo medido na academia, com aqueles aparelinhos chatos que apertam a gente... rsrsrsrs Obrigada por compartilhar seus conhecimentos conosco, dr. Souto!!!!

    ResponderExcluir
  93. olá Bruno,


    os comentários não foram deletados, mas por alguma razão desconhecida, não migram pra cá. Tenha calma que o Dr. Souto está fazendo de tudo pra 'arrumar a casa'!

    ResponderExcluir
  94. Que maravilha!

    ResponderExcluir
  95. Olá Dr Souto, na dieta paleo é permitido a farinha de mandioca? costumamos usá - lá aqui no nordeste pra fazer farofa....Quanto a ingestão de carbs de manhã fiquei sabendo aqui nestes comentários q não é bom...Neste caso qual o melhor horário pra ingerir o iogurte, A tapioca e etc?

    ResponderExcluir
  96. Olá Katia,
    Depende dos seus objetivos. Se for emagrecer, melhor evitar os carbs. Farinha de mandioca - como qualquer outra farinha - é puro carboidrato.
    A recomendação é deixar os carbs pra noite.

    ResponderExcluir
  97. valeu Patrícia Obrigada! bjos

    ResponderExcluir
  98. Dr. Souto, estou na dieta carbo desde que descobri que tenho diabetes, há mais ou menos dois meses. Tenho me alimentado com menos de 50% de carboidratos devido ao índice glicêmico. Estou fazendo uso do óleo de coco também. A minha dúvida é a seguinte: a minha alimentação está correta ou devido à minha doença é necessário acrescentar algum suplemento vitamínico a mais? Não tomo nenhum tipo de medicação, pois quis testar a dieta primeiro. Agardecida desde já.

    ResponderExcluir
  99. Quem dera houvessem mais médicos como o dr. Souto! A maioria das pessoas passa a vida sendo enganada nessas questões de nutrição. Só dessa dieta ter acabado com minhas dores de estômago (eu andava com ranitidina e eno na bolsa) e fome, já vale a pena seguir pro resto da vida.

    ResponderExcluir
  100. Dr Souto gostaria de uma opnião. No dia 09/08/2014 fiz exames de sangue para o EPS da empresa e os resultados foram: HDL => 32 mg/dL, Colesterol Total => 244 mg/dL, Glicemia em jejum => 73 mg/dL, Triglicerídeos=> 183 mg/dL. Em 2013 eram HDL => 30 mg/dL, Colesterol Total => 213 mg/dL, Glicemia em jejum => 99 mg/dL, Triglicerídeos=> 327 mg/dL. Na consulta a medica me receitou "SINVASTATINA" . Ela disse que meu LDL estava muito alto e como tenho pressão alta e historico de doença cardíaca na familia ( 02 tios meus faleceram supostamente de parada cardiaca), eu teria que tomar o medicamento citado para baixar o colesterol, e que o mesmo estava 100 a mais que o normal, que deveria estar em 70. Eu disse para a médica que não iria tomar o dito remédio por causa dos efeitos colaterais que causam no organismo, ela me deu uma bronca, falou que isso era mito, que os benefícios para minha saúde seriam muitos maiores e que se eu não tomasse correria o risco de ter um ataque Cardíaco ou um AVC. Me receitou também Aspirina. No ultimo EPS eu pesava 106Kg, em janeiro estava pesando 113Kg e no mês março comecei a fazer a LCHF, hoje estou com 90,5 Kg e tenho 46 anos. Tenho realmente a necessidade de tomar este medicamento para baixar o LDL? Pelo que pesquisei os efeitos colaterais a longo prazo são piores que os "supostos" beneficios deste medicamento! Não tive como contra argumentar com esta médica porém eu disse que a decisão de "tomar" ou "Não" era minha, mas fiquei com um pouco de medo.

    ResponderExcluir
  101. Eu já perguntei isso uma vez, mas logo os comentários do blog sumiram e não sei se fui respondida... Tem algumas pessoas que afirmam que aumentar levemente a ingestão de carboidratos (mas ainda manter reduzida) aumenta a perda de peso ou faz sair de um platô, tem sentido isso?

    ResponderExcluir
  102. Adorei reduzir carboidratos. Me fez muito bem. Acabaram as dores de cabeça e o inchaço. Porém agora estou com uma certa dificuldade porque nunca ingeri muita proteína animal e gorduras por não gostar muito mesmo. Me parece que na redução de carboidrato é preciso aumentar a ingestão de carnes e gorduras mas tenho dificuldade. Tenho a sensação de estar mais fraca, pressão arterial baixa. Alguma orientação?

    ResponderExcluir
  103. Uma dieta low carb para diabetes deveria ter menos de 10% de carbos.

    Comece aqui:

    http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/dieta-paleolitica.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/como-devo-comer-comida-de-verdade.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/o-que-comer-no-cafe-da-manha.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2012/01/quais-frutas-comer-e-em-que-quantidade.html http://lowcarb-paleo.blogspot.com/2014/01/reflexoes-sobre-postagem-anterior.html
    Sent from mobile phone
    Em 09/09/2014 18:59, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  104. Aline Oliveira Gouvêa9 de setembro de 2014 23:57

    Dr. Souto... meu marido pergunta pq comer carb a noite é melhor?? pq ao logo dos anos... todos diziam! Nada de carb. depois das 18h!!!! Me refiro a carb do bem (e pouca quantidade)... raramente fruta! Obrigada

    ResponderExcluir
  105. Greater weight loss and hormonal changes after 6 months diet with carbohydrates eaten mostly at dinner.

    AuthorsSofer S, et al. Show all Journal
    Obesity (Silver Spring). 2011 Oct;19(10):2006-14. doi: 10.1038/oby.2011.48. Epub 2011 Apr 7.

    Affiliation
    Abstract
    This study was designed to investigate the effect of a low-calorie diet with carbohydrates eaten mostly at dinner on anthropometric, hunger/satiety, biochemical, and inflammatory parameters. Hormonal secretions were also evaluated. Seventy-eight police officers (BMI >30) were randomly assigned to experimental (carbohydrates eaten mostly at dinner) or control weight loss diets for 6 months. On day 0, 7, 90, and 180 blood samples and hunger scores were collected every 4 h from 0800 to 2000 hours. Anthropometric measurements were collected throughout the study. Greater weight loss, abdominal circumference, and body fat mass reductions were observed in the experimental diet in comparison to controls. Hunger scores were lower and greater improvements in fasting glucose, average daily insulin concentrations, and homeostasis model assessment for insulin resistance (HOMA(IR)), T-cholesterol, low-density lipoprotein (LDL) cholesterol, high-density lipoprotein (HDL) cholesterol, C-reactive protein (CRP), tumor necrosis factor-α (TNF-α), and interleukin-6 (IL-6) levels were observed in comparison to controls. The experimental diet modified daily leptin and adiponectin concentrations compared to those observed at baseline and to a control diet. A simple dietary manipulation of carbohydrate distribution appears to have additional benefits when compared to a conventional weight loss diet in individuals suffering from obesity. It might also be beneficial for individuals suffering from insulin resistance and the metabolic syndrome. Further research is required to confirm and clarify the mechanisms by which this relatively simple diet approach enhances satiety, leads to better anthropometric outcomes, and achieves improved metabolic response, compared to a more conventional dietary approach.

    PMID 21475137 [PubMed - indexed for MEDLINE]

    Sent from mobile phone
    Em 09/09/2014 23:57, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  106. Todas as vezes em que as pessoas criticam a dieta low carb, o que não me é raro, percebo que preciso estar armada destes argumentos para não ficar com aquela cara de quem não fez o dever de casa... Muito bom!! Ótimo texto!

    ResponderExcluir
  107. Obrigada Dr.Souto pela sua atenção.

    ResponderExcluir
  108. Eu tomei um copo de coca-cola no final de semana e meus olhos lacrimejaram por causa do gás, mas o que realmente me espantou foi o aumento de gases, já que eles praticamente desapareceram quando deixei de comer arroz e feijão, glúten, trigo e outras porcarias.

    ResponderExcluir
  109. Tomei seis Heinekens no final de semana e fiquei bem. Em dois meses, foi apenas a terceira vez que eu bebi cerveja e fiz numa boa, sem crise consciencial. Tanto que perdi mais 1kg mesmo de férias em resort. Negócio é ter disciplina.

    ResponderExcluir
  110. Dr. Souto, O Sr. recomenda alguma "marca" de água mineral para o consumo? Pergunto isso pois vi que a água mineral Cristal tem um Ph alto (acima de 9). O Ph alto é bom para quem come muita carne, correto?

    ResponderExcluir
  111. Eva, vamos lá...nem tudo paleo é low carb e nem tudo que é low carb é paleo.


    Exemplos: Óleo de girassol. É low carb e não é paleo, na verdade é um veneno disfarçado, rs. Batata doce e frutas: são paleo mas não são low carb.


    Se a busca é somente manutenção da saúde, já estando magro, etc...seja paleo, regulando os carboidratos dependendo da sua necessidade e tolerância (uns engordam com mais carbs, outros com menos). Se vc quer perder peso, em regra, coma low carb.


    Mas sempre paleo...

    ResponderExcluir
  112. Oi Leonardo... estou indo bem, as informações e o carinho de cada um aqui tem ajudado tanto. Hoje estou conseguindo fazer o JI (vi que alternando os dias, pra nós mulheres é bom) ~Já consigo me ouvir melhor, não tomei o cafezinho com açúcar (foi engraçado) a tarde já começo com café com adoçante ;D
    E estou confiante que estou fazendo certinho. Comigo é Lowcarb pela saúde e emagrecer, a Paty colocou um comentário e fiquei feliz com o jeito dela dizer!

    Quero deixar abração bem forte em vocês!! E espero ser a próxima a falar da vida nova, com mais saúde... é o que mais quero!!

    ResponderExcluir
  113. Considero pH irrelevante

    Sent from mobile phone
    Em 10/09/2014 10:16, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  114. Sei que o sr. já tem trabalho demais por aqui, mas se algum dia tiver um tempinho e julgar útil, poderia dedicar um tópico aos principais mitos existentes na Internet sobre Alimentação. Como esta da agua por exemplo, que é amplamente disseminado e confirmado por um médico , ao lado é claro, de um "merchan" de um equipamento que faz isto. Tem outros tantos, eu inclusive, já cheguei acreditar em alguns e por um pouco não implantei aqui em casa.

    ResponderExcluir
  115. É realmente surpreendente a repercussão deste estudo. Estou em um hotel em Rio Branco (Acre) e folheando um jornal de distribuição gratuita da região (Jornal Opinião), encontrei uma matéria sobre a pesquisa. A matéria na verdade reproduz artigo do site Hypescience; "Dieta de restrição de carboidratos reina em termos de perda de peso" (link: http://hypescience.com/dieta-de-restricao-de-carboidratos/).

    ResponderExcluir
  116. É provavelmente o trigésimo estudo a mostrar a mesma coisa. Os tempos é que são outros.

    Sent from mobile phone
    Em 10/09/2014 12:36, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  117. Existe outra forma de obter o mesmo efeito do limão no orgsnismo?

    ResponderExcluir
  118. Mol Cell Biochem. 2006 Jun;286(1-2):1-9. Epub 2006 Apr 21.
    Long term effects of ketogenic diet in obese subjects with high cholesterol level.
    Dashti HM 1, Al-Zaid NS , Mathew TC , Al-Mousawi M , Talib H , Asfar SK , Behbahani AI .
    Author information Abstract
    OBJECTIVE:

    Various studies have convincingly shown the beneficial effect of ketogenic diet (in which the daily consumption of carbohydrate is less than 20 grams, regardless of fat, protein and caloric intake) in reducing weight in obese subjects. However, its long term effect on obese subjects with high total cholesterol (as compared to obese subjects with normal cholesterol level is lacking. It is believed that ketogenic diet may have adverse effect on the lipid profile. Therefore, in this study the effect of ketogenic diet in obese subjects with high cholesterol level above 6 mmol/L is compared to those with normocholesterolemia for a period of 56 weeks.
    MATERIALS AND METHODS:

    In this study, 66 healthy obese subjects with body mass index (BMI) greater than 30, having high cholesterol level (Group I; n = 35) and those subjects with normal cholesterol level (Group II; n = 31) were selected. The body weight, body mass index, total cholesterol, LDL-cholesterol, HDL-cholesterol, urea, creatinine, glucose and triglycerides were determined before and after the administration of the ketogenic diet. Changes in these parameters were monitored at 8, 16, 24, 32, 40, 48 and 56 weeks of the treatment.
    RESULTS:

    The body weight and body mass index of both groups decreased significantly (P < 0.0001). The level of total cholesterol, LDL cholesterol, triglycerides and blood glucose level decreased significantly (P < 0.0001), whereas HDL cholesterol increased significantly (P < 0.0001) after the treatment in both groups.
    CONCLUSION:

    This study shows the beneficial effects of ketogenic diet following its long term administration in obese subjects with a high level of total cholesterol. Moreover, this study demonstrates that low carbohydrate diet is safe to use for a longer period of time in obese subjects with a high total cholesterol level and those with normocholesterolemia.

    2014-09-09 17:28 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  119. Ana Carolina Aguiar10 de setembro de 2014 21:51

    Estimado Dr. Souto,
    Tenho uma dúvida fora do contexto da postagem, se for possível responder ficaria muito grata.
    Trabalho na área acadêmica, admiro a LCHF-Paleo pela sua fundamentação científica e tentei inúmeras vezes sem sucesso seguir seus fundamentos. No total foram 4 meses de LCHF, entre idas e vindas.
    Fazia parte do extinto grupo no face, acompanhava as discussões e sempre leio as novas postagens por aqui.
    Eu pratico exercícios regularmente, nunca tive sobrepeso, nenhum tipo de doença como diabetes, triglicérides, colesterol, seus exames sempre foram muito bons, porém tinha uma dieta com carboidratos, principalmente oriundos de frutas, pão e arroz integral, com uma ingestão controlada de açúcar. Desde que comecei a tentar seguir a LCHF perdi o controle em algumas ocasiões, com episódios de claros de compulsão alimentar, ingerindo uma quantidade absurda de açúcar em um curto período de tempo (coisa que eu nunca imaginei fazer antes). Acho que estou doente, já não sei mais me alimentar direito, os episódios estão cada vez mais frequentes e ainda engordei 10% do meu peso normal por conta da ingestão elevada de carboidratos refinados. Procurei auxílio com uma nutricionista e ela (que não é seguidora da Paleo/LCHF) me disse que a restrição da ingestão de carboidratos é um fator desencadeante para a compulsão alimentar, pela diminuição da serotonina no cérebro.
    Minha dúvida é a seguinte: por acaso na sua experiência clínica, ao acompanhar seus pacientes, você já observou algum comportamento semelhante? Vivo atormentada com a ideia de voltar a minha dieta normal, ingerindo glúten e carboidratos com regularidade, mas a LCHF não é uma alternativa no meu caso por conta da compulsão. Me sinto triste, infeliz e agora, gorda. Seria mais vantajoso eu tentar voltar a me alimentar como antes e não pensar nos prejuízos da ingestão de carboidratos? Muito obrigada desde já.

    ResponderExcluir
  120. Me parece muito mais uma questão emocional (a ser tratada com profissional dessa área, e não com nutricionista). Se for mais fácil, quem sabem tente uma redução de danos com páleo não low carb? Apenas evitando trigo?

    Em 10 de setembro de 2014 21:51, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  121. http://blogs.estadao.com.br/vigilante-da-causa-magra/verdades-e-mentiras-sobre-o-emagrecimento-2/

    Mais algumas perolas para acrescentar na lista

    [...]É importante fazer lanches que contenham carboidrato?

    “A glicose (carboidrato) é o alimento do cérebro). Se uma refeição não contém carboidrato, você perde massa muscular para formar glicose. Se você tem o hábito de fazer lanches com oleaginosas, como nozes e castanhas, associe-as com uma fruta, fresca ou seca, pois as oleaginosas são muito pobres em carboidratos. Se você como carnes, frios e queijos puros em seus lanches, modifique suas escolhas.”[...]

    [...]
    Dieta hiperproteica é a solução?

    “Isso significa apenas varrer a sujeira para baixo do tapete, pois não resolve o problema. A dieta hiperproteica clássica é feita com elevado consumo de proteína animal, que tem gordura altamente saturada. Essa gordura fará parte das membranas de todas as nossas células, dificultando a ação da insulina e, portanto, o ajuste de glicemia. A glicemia ficará mais baixa pelo simples fato de a pessoa ingerir uma carga glicêmica menor, mas o problema continua lá. A medida mais adequada é adotar uma deita com alimentos de origem vegetal, que têm um perfil de gordura muito mais favorável ao controle da glicemia.”

    [...]

    ResponderExcluir
  122. Medir a pressão,logo apos comer um alimento 'salgado' ou então tentar uma medida mais precisa como uma colherzinha de chá diluída em água, medir antes do consumo e beber a mesma e 1~5 minutos medir depois também é um método eficaz para saber se o sal afeta sua pressão ou se demora mais um tempo para se dar o pico da mudança ou ela se estabilizar e se elevar !?

    ResponderExcluir
  123. Bizarro... demais!!!

    Sent from mobile phone
    Em 11/09/2014 02:51, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  124. Logo depois não adianta. Precisa ter tempo de absorver, e reter mais líquido, e expandir o volume intravascular, e mudar os hormônios (renina, aldosterona, etc).

    Sent from mobile phone
    Em 11/09/2014 02:57, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  125. Doutor, aproveitando, que achas do que prega Tim Ferris, quanto à alimentação?
    Tenho visto/lido bastante popularidade em torno do método 'slow carb', de autoria dele, só ainda não li o livro propriamente dito.

    ResponderExcluir
  126. É interessante

    Sent from mobile phone
    Em 11/09/2014 08:21, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  127. Parece ter maior aceitação por conta do método, não? Mais refeições, feijões, e menos gordura.

    ResponderExcluir
  128. É low carb, é high fat, tem um monte de ideias meio piradas do autor, mas tem feijão.

    Sent from mobile phone
    Em 11/09/2014 08:32, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  129. Me deu a impressão de ser menos gordura que a nossa dieta. Mas, como disse, ainda não li o tal livro.
    Pirado também é o outro livro dele. Mas estamos aqui pra pensar fora da caixa e ir na contramão do mainstream.
    Obg!

    ResponderExcluir
  130. Com certeza é muito melhor do que qualquer coisas mainstream em nutrição.
    Sent from mobile phone
    Em 11/09/2014 08:37, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  131. Dr. Souto, Bom Dia. Eu gostaria de saber como driblar o "desarranjo metabólico" que o Sr. menciona numa postagem sua sobre o organismo "teimoso" que se gruda ao tecido adiposo não permitindo mais a perda dos estoques de gordura.
    Devemos alimentar o corpo de outra forma? aumentar as atividades físicas?
    Grata, um abraço.

    ResponderExcluir
  132. Tudo isso ajuda. Mas SOLUÇÃO, não tenho.

    Sent from mobile phone
    Em 11/09/2014 09:00, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  133. patricia, vc pode estár passando pela "febre" da cetoadaptação...as adaptações enzimáticas que o organismo faz para usar a gordura (sua e da alimentação) como fonte primária de energia.
    Vc pode estar tb com um déficit calórico muito grande. No lugar dos carbs vc tem que colocar alguma coisa né...peixes, carnes, gordura natural dos alimentos, etc...

    ResponderExcluir
  134. Ana Carolina Aguiar11 de setembro de 2014 10:10

    Na verdade não havia pensado nessa possibilidade, já fui diagnosticada com síndrome do pânico e gastrite nervosa em diferentes épocas da vida por questões emocionais e acredito que a compulsão pode a "nova" forma do meu corpo manifestar o estresse. Tenho que procurar um bom psicólogo...
    Vou seguir suas orientações de evitar a ingestão de trigo e açúcar e incluir carboidratos paleo na dieta. O bom não pode ser inimigo do ótimo não é? :)
    Me assustou um pouco a dieta low fat e low carb da nutricionista, acho que não é o caminho...
    Muito obrigada por me responder. Admiro muito seu trabalho!
    ps: não sei se o Sr. já soube desse site (http://vencerodiabetes.com.br/web/). Muito triste ver gente vendendo as informações que estão disponíveis de graça aqui.

    ResponderExcluir
  135. Um pouco mais de sal, água e leia; http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/06/prezado-dr-souto-como-comer-mais.html

    ResponderExcluir
  136. Andrei Rocha de Almeida12 de setembro de 2014 12:12

    A população está frita com estes formadores de opinião. Dizem que gordura vegetal, quando é aquecida, vira gordura saturada. Que gordura saturada abaixa o HDL. Que gordura saturada causa diabetes. Etc....

    ResponderExcluir
  137. Ninguém apanha calado, e quanto mais popular se tornar os fatos aqui apresentados, pior será. O vencedor será o com maior força político-econômica, independente de ser bom para a nós ou não. Basta observar um pouco de história. E digo mais, na maioria das vezes, os piores ganham.

    ResponderExcluir
  138. Olhe Dr Souto que interessante o anexo que está hoje no site da veja.
    Óleo de coco é uma enganaçao, pq faz mal como qualquer outra gordura saturada etc. Assinado o especialista professor da faculdade de medicina da USP que é autor de um livro que pelo nome deve ser dieta dos pontos. Difícil ser feliz assim.

    Abs.
    Teco Mendes blog sendopaleo.com

    ResponderExcluir
  139. Juro q anexei a reportagem

    ResponderExcluir
  140. Teco, difícil é ser feliz contando pontos...
    Essa briga da gordura saturada já era... depois da Nina e da Times - morreu!

    Aos 30 anos, morre a dieta low fat.Concebida na década de 1970 com base em estudos epidemiológicos mal feitos,entronizada na diretrizes em 1977, e popularizada pela revista TIME em 1984 -tudo isso sem que NENHUM estudo houvesse sido conduzido para testar sua validade, e tendo sobrevivido bravamente a despeito de sua repetida refutação por ensaios clínicos randomizados evmetanálises, foi ferida de morte em 2007 pela publicação de Good Calories, Bad Calories , tendo sangrado até 2013, quando uma sequência de estudos de grande impacto e editoriais em revistas médicas de grande prestígio a deixaram em condições críticas. Três meses após a publicação de uma metanálise definitiva,no dia de hoje, a dieta low fat morre pelas mãos da mesma publicação leiga que a entronizou 30 anos atrás. Mascontinuará viva no receituário de médicos e nutricionistas cujo luto os impedede ver claramente, bem como na memória de todas as pessoasque comeram omeletes sem as gemas, peito de frango sem pele e que viraram umaestatística na epidemia de obesidade, síndrome metabólica e diabetes quandotrocaram os ovos por açucarados cereais matinais (sem gordura) e o salmão pormacarrão. - http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/06/a-dieta-de-baixa-gordura-esta-morta-4.html

    Falar em gordura animal e gorduravegetal, do ponto de vista químico e biológico, simplesmente não faz NENHUMsentido http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/03/gordura-vegetal-versus-gordura-animal.html

    E se a gordura na verdade for boa para você? http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/01/scientific-american-carboidratos-e-nao.html

    Este estudo foi o prego final nocaixão das dietas de restrição de gordura. a dieta de redução de gorduras estava matando cerca de 30% a mais, e foi considerado anti-ético continuar o experimento. - http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/03/dieta-pobre-em-gorduras-mais-derrames.html

    Reduzira gordura saturada da dieta não é bom para o coração - http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/03/a-semana-das-manchetes-positivas-4.html

    Gordura saturada não merece sua má reputação, diz revista da Sociedade Americana de Nutrição http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/06/gordura-saturada-nao-merece-sua-ma.html

    Carbs e o coração: MAIS evidências de que os carboidratos refinados, e NÃO as gorduras, ameaçam o coração http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/01/scientific-american-carboidratos-e-nao.html

    Devemos evitar as gorduras poliinsaturadas derivadas de sementes (óleos de soja, canola, milho, etc). Margarina significa pegar estas gorduras, que jásão ruins, e torná-las muito piores.- http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/08/manteiga-sim-margarina-nunca.html

    A ciência tem apontado, e mais e mais médicos têm acatado: a gordura pode ser inocentada por falta de provas - http://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/07/jornal-zero-hora-chegou-hora-de.html

    Como comer mais gordura do que proteína - http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/06/prezado-dr-souto-como-comer-mais.html

    ResponderExcluir
  141. Boa tarde Dr. Souto. Comecei lowcarb faz uns 20 dias. Faço prática regular de exercícios físicos e nos primeiros 15 dias saí de 98kg para próximo de 94kg. Por volta do 17º dia, num aniversário, fui acometido por uma apendicite e tive que fazer cirurgia. Assim fiquei com algumas dúvidas relacionadas à "dieta". 1ª - Pode existir alguma relação da apendicite com a dieta? 2ª - No hospital a nutricionista me passou uma dieta pós cirúrgica recheada de carbs (de 3 em 3 horas), não gostaria de regredir o que já consegui, posso continuar a lowcarb nessa situação? 3ª - Pratico ciclismo de longa distância (amador) e nos passeios fazia uso de carbs (isotônico e gel). Desde que comecei a lowcarb ainda não pedalei. Acha que necessitarei de carbs nas pedaladas? Caso necessite posso substituir os isotônicos e gel por algo? Obrigado pela atenção a parabéns pela página.

    ResponderExcluir
  142. Ter comido uma dieta ocidental por toda a sua vida é o que te deu apendicite, 20 dias de páleo não reverte uma vida de dieta ocidental: http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/12/a-vesicula.html
    “Também se pergunta o porquê desta resistência às doenças não ser capaz de combater as doenças degenerativas do mundo moderno. Quando eles adotam hábitos das sociedades modernas, ficam suscetíveis a vários processos degenerativos, como cáries por exemplo.O Dr. Anderson, responsável por um hospital esplêndido no Quênia, me assegurou que nos vários anos em que vem trabalhando com pessoas de tribos primitivas daquele distrito, observou que eles
    não sofriam de apendicite, problemas na vesícula biliar, cistite e úlcera do duodeno e que tumores malignos também eram raros nestas pessoas".

    Agora que está fora do hospital, passe a comer comida de gente novamente
    Nosso amigo Luciano Tambosi vai te falar sobre ciclismo (estou copiando para ele)

    Em 18 de setembro de 2014 17:43, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  143. Sobre as tribos no Quenia, talvez também nos indiquem que comer pouco faz bem e o contrário mata.

    ResponderExcluir
  144. É, talvez. Mas não me consta que esses caçadores coletores estivessem passando fome. Eu li o livro todo. Eram bem nutridos. Mas excesso não comiam, até porque o excesso é causado pela hiperpalatabilidade da dieta ocidental refinada moderna: http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/03/paladar-e-evolucao.html

    Em 18 de setembro de 2014 18:21, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  145. Muito agradecido! Aguardo a resposta do Luciano Tambosi.

    ResponderExcluir
  146. Bom dia Dr. Souto, poderia me tirar uma dúvida por gentileza. Depois que
    comecei a alimentação Paleo/Lchf há uns 2 meses, notei a celulite um
    pouco mais acentuada. Será que estou fazendo algo de errado? O que
    poderia ser? Muito obrigada!!

    ResponderExcluir
  147. É o contrário do que normalmente se vê. Não sei explicar.

    2014-09-19 11:21 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  148. Luciano (meu xará) e Dr. Souto (papa do LCHF no Brasil), bom dia!

    Pedalo tem uns anos e queria emagrecer só com a bike... não deu certo!
    Entupia-me de carbos para pedalar, afinal se tratava de um esforço incomum. Ledo engano!
    Quando entrei pro LCHF trocava figurinhas com o Souto sobre o que havia feito e os resultados.
    O primeiro pedal que fiz sem carbos foi péssimo, quebrei mesmo. Descer e subir a Serra da Graciosa é forte mas o problema é que eu não estava CETOADAPTADO. Havia 10 dias que estava com carbos por volta dos 20g e a usina ainda não tava pronta pra queimar gordura. Passados 15 dias fiz um pedal de 130km puxando o tempo todo de cara pro vento (se pedala sabe o que é isso). Mantive média de 33km/h e, PASME, sem 1g de carbo durante o pedal.
    Na saída tomei um batidão de abacate, nata, leite de coco, ovos crus. Durante o pedal meu amigo se afogando em sache´s de mel, barrinhas, gel, e toda desgraça açucarada, enquanto eu tomava água.

    NÃO AO CARBO NOS PEDAIS???
    Pessoalmente penso que se o seu pedal for cadenciado, mesmo que longo, não há razão pra carbos. Se a pegada for extrema, com muita explosão, tipo MTB em trilhas e serras, ingerir carbos são uma opção.
    Tudo é SE testar e ver como responde nos treinos. Pedalar nos trechos conhecidos menos exigentes de início levando alguns sache´s para uma quebra repentina. Tem pessoas que podem apresentar hipoglicemia durante um pedal desses e carbo será legal. Aumentar a pegada aos poucos e ir SE testando e SE conhecendo. Minha receita de bolo pode não servir pra vc.
    Assim, penso que o esforço é grande e qualquer carbo ingerido (sem exageros absurdos) será queimado sem gerar picos indesejados de insulina.

    QUAIS CARBOS?
    Dia desses vi uma matéria que mostrava ciclistas europeus top´s fazendo rolinhos de arroz embebidos em óleo de coco para consumir durante os pedais, pareciam sushi´s. Embalavam em plástico. De tempos em tempos comiam um desses.
    Já fiz bolinhos de arroz com cacau, óleo de coco e adoçante. Queria algo doce.

    Espero ter colaborado!

    ResponderExcluir
  149. Bom dia. comecei minha mudança de alimentação pra low carb 27/08 fiz por nove dias. No décimo dia, enfiei o pé na jaca e comi carboidrato e algumas porcariadas contendo bastante açucar o.0 Bom, daí foram exatamente 5 dias tentando voltar a low sem sucesso. No dia 10/09 consegui voltar novamente a dieta. Tenho feito tudo certinho, mas não tenho visto muita diferença. Seria pela recaída no início da dieta? Já ouvi dizer que quando voltamos desse jeito, o efeito da dieta não é o mesmo do início no nosso organismo. Agora que voltei vai demorar mais para emagrecer, ou só conseguirei realmente um bom resultado depois de alguns meses? Seria indicado fazer algum jejum e recomeçar novamente? Dúvidas.

    ResponderExcluir
  150. Notei a mesma coisa. Há um tempo umas gurias do grupo do FB comentaram também.


    Penso que ao desinchar, a fibrose permanece lá. Dá a aparência de permanência ou até aumento.
    Aí não sei resolver.
    Cetogênica, talvez? É como vencer a genética.

    ResponderExcluir
  151. Olá Dr. Souto!!
    O Sr. estará em BH no dia 20/09 para uma palestra??
    Não tô nem conseguindo acreditar!!!
    Tô correndo para participar!!!

    ResponderExcluir
  152. Estou já dentro do avião, UAI!

    Sent from mobile phone
    Em 19/09/2014 13:33, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  153. Olá Ju

    Emagrecimento não é linear. E... você nem se adaptou ainda! Espere a adaptação para tentar o jejum.

    http://www.paleodiario.com/#uds-search-results
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/11/expectativas-versus-realidade.html
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2012/12/comi-carboidratos-foi-tudo-por-agua.html

    ResponderExcluir
  154. E já tá falando minerês? Imagina quando chegar lá, sô!

    ResponderExcluir
  155. Tive essa impressão também na perda dos primeiros kilos. Mas agora ela reduziu bastante.. fiquei impressionada. Chegou num nível q eu só tinha visto na época que fazia tratamentos estéticos caríssimos.

    ResponderExcluir
  156. Patricia Boa tarde!

    Patricia vc sabe dizer o que fazer para aminizar o mau halito devido a cetose? mudei toda a minha alimentação e meu corpo ja acostumou , perco peso cada semana que passa, me sinto bem , não gostaria de voltar na alimentação anterior, mas sinto que tenho um pouco de halitose, e isso me deixa triste e não sei o que fazer.

    ResponderExcluir
  157. Olá Ellen,


    Essa halitose costuma passar logo. Beber mais água ajuda muito. Pode usar Halls diet, cravo, gengibre.

    ResponderExcluir
  158. Boa noite, Dr Souto. É um prazer ver esse blog alçado, por merecimento, ao lugar onde se encontra: enormemente consultado e recheado com ótimas matérias bem escritas para leigos e para pessoas familiarizadas com a linguagem científica. Não me surpreende o alcance e a profundidade das informações, me surpreende a rapidez com que isso aconteceu. Há pouco mais de 2 anos, lia tuas postagens, quase um "brainstorm" solitário e tinha o privilégio de discutí-las nos corredores da Santa Casa. Hoje, em virtude de boas mudanças que realizei, ainda posso acompanhá-lo de longe, ainda assim de mais perto do que antes (dada a frequência com que leio as matérias do blog). Não posso deixar de mencionar que a formação acadêmica em medicina, baseada em informações com baixa evidência científica, mas repetida tantas vezes até tornarem-se verdades, acabaram contribuindo enormemente para a difusão de opiniões "equivocadas". Impressiona o lobby que foi feito a ponto de levar tantos anos até que a verdade fosse novamente descurtinada. Colegas como você, fazem história em devolver à ciência um "elo perdido" entre a verdade embasada em evidência grau I e as falácias com baixa sustentação, mas "poderosas" nas afirmações subliminares. O que me falta compreensão para aceitar é que, depois de tantos trabalhos bem conduzidos do ponto de vista metodológico, ainda sigam as inverdades como base da Bíblia Nutricional. Sei que leva tempo uma mudança, mas isso não é uma mudança, é só uma realocação para o lugar do qual jamais deveria ter saído.

    Sigo aqui na torcida e como divulgador dessas informações, mas sabendo que o trabalho é de formiga, mas já tens um formigueiro com perto de 4.100.000 de operários, fazendo também história, ao ajudar a recontar essa verdade. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  159. Também percebi que está mais visível. Mas com a sua notícia Patricia, fico mais tranquila e ansiosa para que comece a reduzir.

    ResponderExcluir
  160. Nossa, há 10 meses eu leio muita coisa boa por aqui, mas a analise deste artigo foi realmente impressionante! A cereja do bolo para os adeptos da paleo vs os fitness marombas adeptos das 8 refeições diarias a base de batata doce com frango sem gordura, sem sal e sem gosto. Show de bola!

    ResponderExcluir
  161. Me lavei nesse artigo

    2014-09-24 22:00 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  162. Bom Dia, gostaria de ajuda, tenho 29 anos, pesava 100 kg fiz um mês de R.A. e perdi 2,5 kg. Há 12 dias estou seguindo a dieta low carb e eliminei 5 kg, mas sinto muita dor e fraqueza muscular ,falta de ar, tontura e o coração acelerado , hoje pensei em desistir, pois senti MUITO mal estar,comi uma lasca de pão com sal pois fiquei com medo, não faço uso de nenhum remédio.Existe algum alimento da dieta que alivie esses sintomas?Eles são normais ? Ou estou fazendo algo de errado? Não quero desistir, pois apesar desses sintomas , me sinto mais feliz e estou vendo o resultado no meu corpo.

    ResponderExcluir
  163. http://www.paleodiario.com/2014/02/a-gripe-low-carb.html

    Em 29 de setembro de 2014 10:07, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  164. Dr.José Carlos, boa tarde, posso substituir o adoçante por mel ou agave ?

    ResponderExcluir
  165. Agave é pura frutose = pior que açúcar

    Mel é apenas igual a açúcar (ok, um pouco mais natural).

    Sent from mobile phone
    Em 02/10/2014 13:12, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  166. Ótimo, ótimo!! Louca, ansiosa... contando os dias pra consulta!!! Obrigada Dr.!

    ResponderExcluir
  167. Olá Carlos ! concordo quando vc falou da sua esposa. Comigo acontece do mesmo jeito ! prefiro focar na perda de medidas e as roupas caindo bem, do que observar só a balança.A atividade física é fundamental para obter resultados comendo comida de verdade !

    ResponderExcluir
  168. Dr. Souto, Não como nada de manhã porque ñ consigo. li o artigo de comer de 3 em 3 horas. Decidi fazer só 3 refeições ao dia, almoço, jantar e pós treino. Estou me sentido melhor em TUDO! principalmente por causa de uma enxaqueca crônica que vem nos períodos menstruais. Quando comia de 3 em 3 horas nesses períodos menstruais a dor era mais intensa,parecia estar sempre cheia, como se a comida ainda estava ali sendo digerida e enchendo o organismo de mais comida, principalmente quanto as proteínas, só comia porque achava que tinha que comer de 3 em 3 horas. Também li o artigo da pior hora de comer carboidratos pela manhã. Faço musculação pela manhã em jejum porque não consigo comer de manhã, mais no PÓS TREINO quando chego, como batata doce,ou mandioca, inhame, TEM ALGUM PROBLEMA NO MEU CASO QUE FAÇO A MUSCULAÇÃO??? TIRO OU CONTINUO COMENDO??? PODERIA ME AJUDAR??? DESDE DE JÁ AGRADECIDA!

    ResponderExcluir
  169. Qual o objetivo?

    Sent from mobile phone
    Em 04/10/2014 09:29, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  170. Enrijecer a musculatura,não perder massa magra, pois fiquei muito tempo parada, estou muito flácida.Malhava bem a 4 anos atrás, até que minha musculatura é boa para recuperar, e valência ajuda.Tenho 48 anos e prestes a menopausa.Já estou bem adaptada na PALEO e sou bem disciplinada na musculação.

    ResponderExcluir
  171. Então coma seus carbs paleo

    Sent from mobile phone
    Em 04/10/2014 15:45, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  172. Eduardo Rasche da Motta5 de outubro de 2014 01:16

    Olá Eva.

    Eu diria que é quase impossível encontrar alimentos do paleolítico atualmente, com exceção das carnes, ovos e alguns vegetais (p.ex. o brócolis atual é um escândalo de grande se comparado com o que Adão e Eva (desculpe) mordiscavam), mesmo assim dependendo de como foram criadas. Trabalhar sentado por 6-8 horas não é paleo, usar luz elétrica na cara depois do poente tb não, celular?, automóvel?
    Sardinhas e atum em lata podem sim ser consideradas alternativas relativamente seguras para a hora do aperto desde que venham SEM óleos vegetais, estes sim verdadeiros diabos líquidos, mesmo o de oliva, que muitíssimo provavelmente já vem rancificado (radicais livres de montão = envelhecimento precoce), como quase todos que se encontram por aí. Prefira então as que vêm em água e sal. Mas não demais, atum em lata é grande fonte de mercúrio (algo nada benéfico para nosso corpo) pois é uma mistura de diversas fontes do bicho. Estamos preocupados com a oxidação dos Ω-3 dos peixes em lata? Por favor lembremos do fenômeno da hormese.
    Frutas com alta frutose (substância tóxica e que dispara o acúmulo de gordura se ingerida mais que 25 gramas/dia, ou 15gr/dia para os que sofrem com suas medidas) devem ser evitadas. Pode ser que esteja aí sua dificuldade em perder peso. A maioria dos "experts" da saúde ainda acreditam neste conto de fadas, ou pior, de que suco de frutas é saudável.
    É uma tolice sem tamanho. As frutas modernas NADA tem a ver com o que se achava naquelas idas épocas de Grok, quando eram bem raras de serem achadas e bem menores do que as que os nossos reais podem comprar.
    Castanhas NÃO devem ser consumidas em grande quantidade. Muito Ω-6 em relação a Ω-3. Isto promove engorda. E doença, aos poucos.
    Bom apetite.
    Eduardo

    ResponderExcluir
  173. Eduardo Rasche da Motta5 de outubro de 2014 01:24

    Oi Eva.


    Esqueci de uma dica legal. Podes reduzir a absorção dos carboidratos da dieta se acrescentares vinagre aos pratos. Pode ser qquer marca, mas de maçã não filtrado é mais saudável; e/ou uma colher das boas de manteiga, ou ainda melhor, manteiga clarificada.
    Mas se puderes reduzir a tapioca é ainda melhor.
    Sim, sei que manteiga não é páleo, mas é gordura com um pouco de lactose e caseína, e a clarificada é SÓ gordura.


    Saudações primais.


    Eduardo

    ResponderExcluir
  174. Obrigada Dr. Souto, me ajudou muito.Tenho me sentido muito bem comendo 3 refeiçoes ao dia, estou impressionada com os benefícios, vai entender um enxquecoso não comer de 3 em 3 horas e não sentir dores de cabeça no meu dia a dia, tomo muita água e chás de gengibre e alecrim sem açucar .Minha alimentação está bem balanceada em, carbs, gorduras e proteínas.Toda essa mudança de nutrir o meu organismo com comida de verdade, jejuns e exercícios é um caminho que achei para sair de um quadro crônico de enxaqueca. Tenho tido RESULTADOS SIGNIFICANTES depois que descobri o livro do Dr. ALEXANDRE FELDMAN(específico assunto a respeito da enxaqueca) CONHECI SEU BLOG E DO CAIO FLEURY. Incrível...mais fui atrás de ajuda pesquisando as causas da enxaqueca e descobri que no meu caso era ALIMENTAR ( falsas comidas, corantes, conservantes,muitos pães, biscoitos, bolos, enfim..).Nem pensava em emagrecer... hoje com uma melhora de 90% das dores e sintomas, apta a exercitar-se, estou muito bem de Saúde e MAIS MAGRA.Este BLOG não ajuda só as pessoas a emagrecerem, mais ajuda a descobrir o porque dos processos inflamatórios, diabetes,obesidade, doenças, doenças crônicas,enfim... Dr. Souto, vc acha que estou no caminho certo fazendo 3 refeições ao dia ??? OBRIGADA POR NOS AJUDAR A TER SAÚDE COM SUA FORMAÇÃO, PESQUISAS E ESTUDOS !

    ResponderExcluir
  175. Parabéns. O número de refeições deverá ser determinado exclusivamente pela necessidade (fome). Por mim, pode ser duas ou até uma vez por dia. Do ponto de vista evolutivo, somos perfeitamente adaptados a passar tempo no estado não-alimentado. O que é anti-evolutivo é passar o tempo todo no estado alimentado (pior ainda, com lixo).

    Sent from mobile phone
    Em 05/10/2014 08:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  176. Dr. Souto! muito grata!!! entendi perfeitamente, estou muito feliz !

    ResponderExcluir
  177. As barrinhas da Aktins pode? aquelas de chocolates ...

    ResponderExcluir
  178. Não sei a composição das barrinhas...

    ResponderExcluir
  179. Aquelas da dieta Aktins low carb.... no rotulo tem: 18g proteina, 0,8 sugar 1,9g net carbs, Fiquei meio na duvida!

    ResponderExcluir
  180. Ingredientes (pq frequentemente essa coisa de net carbs é enganação). Deve ter maltitol, deve ter soja, deve ter coisas impronunciáveis. Quer comprar barrinhas low carb CONFIÁVEIS nos EUA? Compre da marca QUEST BAR.

    2014-10-06 14:14 GMT-03:00 Disqus :

    ResponderExcluir
  181. Obrigada Dr! Vou verificar se aqui na Finlândia tem.

    ResponderExcluir
  182. Oi Patrícia ! Estou com uma grande dúvida.Eu vou para a musculação 2ªs, 4ªs e 6ªs Feiras, meu tempo ñ permite ir 5 x na semana. Minha última refeição do dia é as 19:00 horas.Faço meu treino (todo) nestes 3 dias em jejum, leva 1 hora e meia.Nossos conceitos são totalmente diferentes desses padrões básicos. Gostaria de saber se esse tempo de 1 hora e meia tem algum problema? se meu organismo vai solicitar outra forma de combustível sem ser a gordura??? Estou muito flácida porque passei 4 anos rapada e tenho 48 anos!!! até que minha musculatura é boa e tenho uma boa valência. Abraços Patrícia ! OBS: ainda vou novinha por aqui !!!

    ResponderExcluir
  183. Olá Andréa,

    problema nenhum!
    http://www.lowcarb-paleo.com.br/2013/06/prezado-dr-souto-exercicio-sem
    htmlhttp://www.lowcarb-paleo.com.br/2014/06/comer-de-33-horas-ma-ideia.html

    ResponderExcluir
  184. Que ótima notícia Patrícia, assim farei minha musculação tranquila! muito grata! abraços!!!

    ResponderExcluir
  185. Boa noite Dr. Souto. Obrigado pela atenção. Gostaria de saber como faço para falar com o Luciano Tambosi sobre a alimentação paleo low-carb na prática do ciclismo.

    ResponderExcluir
  186. porque que a massa magra é preservada desde que haja um mínimo de atividade física? o que a atividade física provoca pra ajudar a manter a massa magra? queria entender isso, não achei nada explicando...

    ResponderExcluir
  187. A atividade física é o maior estímulo anabólico que existe naturalmente. Qualquer um sabe que um músculo exercitado cresce.

    Sent from mobile phone
    Em 23/10/2014 00:25, "Disqus" escreveu:

    ResponderExcluir
  188. Por questões hormonais, simplismente? e quanto aquela afirmação que a gente aprende que o músculo sofre micro fissuras que precisam ser reparadas com proteínas e tal... o ponto é essas fissuras... qual a relevância disso pro crescimento em relação ao liberação hormonal que ocorre?

    ResponderExcluir
  189. Falei em estímulo anabólico. Hormônio é um desses estímulos. Fatores de crescimento local, induzidos pelos danos às células musculares, também são anabólcos. Mas eu não entendi a sua pergunta. Qual a dúvida? Se vc já sabe que o músculo sofre estímulos anabólicos com exercício, não é óbvio que isso antagoniza a perda de massa magra?

    Mas, enfim, segue um resuminho dos fatores de crescimento desencadeados pelo exercício: http://www.unm.edu/~lkravitz/Article%20folder/musclesgrowLK.html

    Em 23 de outubro de 2014 10:22, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  190. se eu não me exercitar, mas continuar comendo conforme minhas necessidades minha massa magra não se preserva? sem crescer, apenas manter... precisa dos estímulos inclusive pra manter oq já se tem?

    ResponderExcluir
  191. Tailane, estamos envelhecendo... todos os dias! A tendência é perder massa magra, não manter. Mas quem trabalha a musculatura retarda este envelhecimento.

    ResponderExcluir
  192. QUALQUER estratégia de emagrecimento (seja low carb, seja dos pontos, seja herbalife, dieta da lua...) pode levar a algum grau de perda de massa magra. Low carb costuma preservar a massa magra um pouco melhor, pois mantém bom aporte proteico. Mas a Patrícia tem toda a razão - fazendo ou não fazendo dieta, TODOS nós tendemos a perder massa magra sem exercício, pois o que não é usado atrofia.

    Em 23 de outubro de 2014 12:00, Disqus escreveu:

    ResponderExcluir
  193. Olá Tailane. Tentando ajudar, complementando. Saúde (física) é o equilíbrio entre catabolismo e anabolismo, entre composição e decomposição daquilo de que somos feitos (matéria). Definição ótima dos autores de Body by Science. Exercícios físicos *adequados* geram, num primeiro momento, catabolismo muscular (microlesões, decomposição). Para compensar, o corpo responde com anabolização: recuperação das microlesões. Mas ocorre uma "mágica". O corpo de cada um de nós é uma máquina que, todo o tempo, tenta se adaptar ao meio-ambiente. Nesta função adaptativa, quando submetido a uma situação de catabolismo - exercícios que decompõem coisas de nosso corpo - nosso corpo responde trabalhando para repor não o mesmo nível de músculos existente antes do estímulo, mas um pouco mais, pois o nível anterior catabolizou, lembra? (se rompeu, "indicando" fragilidade frente ao meio-ambiente). O nosso corpo se prepara melhor (= mais músculo) para um eventual próximo estímulo. Por isto, o músculo cresce, para te preparar melhor para o próximo estímulo. Esta função adaptativa ocorre, também, em relação a outros estímulos. (O maestro deste lindo conserto parece ser a genética, mas este é um outro ponto.)


    Uma nota adicional. Isto só ocorre, uma resposta de crescimento, se o estímulo for adequado e houver condições adequadas para a resposta ocorrer. Se, por exemplo, o exercício não tem a intensidade adequada, não gera microlesões e não aciona certas rotas metabólicas, o corpo não reporá massa adequadamente, podendo ficar no negativo, inclusive (compare o corpo de maratonistas e corredores de 100m). Se não tem tempo de recuperação, se não tem água, sono, comida, etc, não vai anabolizar, tende a adoecer.


    Para saber mais, livros: Body by Science e The Selfish Gene.

    ResponderExcluir
  194. Marcio, aproveitando tua aparição aqui.


    Há um tempo te questionei (e acho que não viu) se este livro BODY BY SCIENCE era um guia ilustrado de exercicios, etc e se valia a pena, para quem quer estudar mais a fundo a questão "exercícios".

    ResponderExcluir
  195. Olá Ada. Não vi, mesmo. Body by Science é um livro fantástico. Para estudar mais a fundo é que vale a pena. Ele também traz um programa de exercícios, que eu não pratico - pratico uma variante, de Jonathan Bailor, mas dá no mesmo, alta intensidade e baixa frequência. Este livro está para o fitness como o primeiro do Taubes para a nutrição, em minha opinião (mas não sou da área nem conheço muitos livros sobre fitness). É ciência, prática e rompimento de paradigmas. Recomendo muitíssimo o livro, tanto mais para aprofundar. Para começar a navegação, o The Calorie Myth (tem uma seção sobre exercícios) do Bailor é melhor. Enfim, é isto. Se leres, vamos trocar figuras a respeito. Estou tateando num blog sobre vários assuntos - incluindo estes - no futuro devo postar coisas por lá. Um abraço.

    ResponderExcluir
  196. Pode deixar. Tenho muitíssimas leituras atrasadas. Projeto para 2015.

    ResponderExcluir
  197. Ãhã. Reativando um diário, agora com um pouco mais de vontade de ser blog ;) É caótico, irregular, talvez útil só prá mim, mas de todo jeito pode ser do interesse de outros, assim, estou começando a repostar. Este é o primeiro da nova fase:

    http://marciotex.blogspot.com.br/2014/10/o-que-e-saude.html

    ResponderExcluir